Avaliação do Tópico:
  • 2 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[THE TRUTH] O Homem comum vive na Depressão
#1
O Homem comum vive na Depressão
por The Truth

Ultimamente se fala muito da depressão feminina, mas a realidade prova que a depressão masculina é muito mais comum do que a feminina!
 
Na virada de ano, observei bem o comportamento dos homens e das mulheres! O que eu percebi era que os homens manifestavam pelo olhar, uma tristeza e um vazio enorme. Enquanto isso, as mulheres pareciam felizes e animadas.
 
Era fácil entender porque isso acontecia. Enquanto elas conversavam em grupinhos, toda hora chegava um cara no grupo e tirava uma delas pra conversar. Ou seja, as mulheres manifestavam através da alegria, a segurança de serem valorizadas. A mulher é valorizada pelo simples fato de ser mulher! 
 
Elas simplesmente estavam paradas e os homens se aproximavam e iniciavam uma conversa. No final da noite, a maioria dos homens estavam bêbados e deprimidos e com um olhar perdido.
 
O homem vive a depressão desde sempre, pois a vida dele é marcada por altos e baixos o tempo inteiro. Depois das festas, a maioria dos homens voltam pra casa deprimidos. Na ânsia de serem valorizados, os mesmos buscam melhorar em vários aspectos da vida deles. Mas repetidamente eles experimentam o fracasso e sentem que não possuem valor. A luta de muitos homens parece uma luta cósmica. Nada do que eles fazem parece ser suficiente para as mulheres. 
 
Assim, eles padecem da depressão, pois sentem que todo o esforço é inútil.
 
A depressão masculina começa desde a adolescência. Nesse período, os homens já percebem a profunda facilidade que as mulheres possuem nos relacionamentos. Nas primeiras festinhas , os homens já percebem o quanto as mulheres são assediadas e valorizadas e o quanto eles são insignificantes para elas. Muitos deles já começam a sofrer pelas mulheres desde cedo. Muitos deles foram desprezados na adolescência e trocados pelos bagunceiros e violentos da escola, que eram esboços de cafajestes.
 
A profunda desvalorização que os homens sofrem enquanto são novos é a causa da depressão dos mesmos. Muitos homens tomam inúmeros não, foras e ficam traumatizados com o fracasso. Muitos desistem de tentar chamar as mulheres pra sair, depois de tantos não e foras, pois se cansam de tanto sofrimento e experiências ruins e acabam se ""contentando"" com a solidão. Então eles passam a maior parte do tempo sozinhos e deprimidos. Outros conseguem um relacionamento, mas estão com a autoestima tão baixa, que vivem com medo de serem abandonados e tratam a namorada como se fosse a última coisa que eles possuem na vida.
 
A depressão masculina é real e muito forte. Só que os homens não reclamam como as mulheres. As mulheres reclamam absurdos quando estão deprimidas e chamam a atenção de todo mundo para o problema delas. Mas os homens sofrem calados.
 
Muitos cometem suicídio quando ninguém espera, pois eles escondem a depressão de todo mundo.
 
Outros manifestam a depressão através de hábitos nocivos. Muitos homens dizem que estão bem, mas fumam e bebem num nível excessivo para quem está bem e feliz. Ou seja, eles camuflam a depressão com vícios e com excesso de trabalho.
 
O homem novo vive na depressão porque é desvalorizado o tempo inteiro. Ele é humilhado pela mulher que ama. Ele sabe que não terá meios, nem condições de conquistar a mulher que ama e que talvez a mesma não seja o que ele imagina.
 
Além de ser desvalorizado, o homem novo sofre porque sabe que não achará o tipo de mulher que ele procura. Ele freqüentemente é coerente, mas percebe que o modelo de homem que as mulheres valorizam é incoerente. Essa injustiça provoca no homem um sentimento profundo de impotência em relação à realidade.
 
O homem muda porque é obrigado a mudar pra sobreviver. Muitos homens se tornam frios e céticos com relacionamentos, pois sofreram tanto na mão das mulheres, que não acreditam mais em amor. E eles estão certo, mas o problema é que eles perdem nesse processo a capacidade de satisfação com os relacionamentos. A frieza resultante de tanta desvalorização resulta numa anestesia que os libertam da dor, mas que também os tornam insensíveis para a alegria.
 
A depressão masculina se torna uma frieza na medida em que o homem envelhece, porque tudo o que ele experimenta como bom e positivo, agora parece fake e artificial.
 
A felicidade do homem mais velho parece falsa, pois ela parece ser apenas o resultado de inúmeros esforços. Ou seja, se tais esforços não fossem realizados, ele jamais seria valorizado.
 
O homem luta a vida inteira pra ser valorizado e para escapar da depressão. E quando finalmente é valorizado, tudo o que as mulheres fazem por ele parece falso e artificial. O homem muitas vezes substitui a depressão pela frieza e pelo ceticismo. Ele simplesmente perde a capacidade de acreditar nas mulheres, pois ele agora tem a certeza de que nunca será valorizado pelos motivos que ele acha corretos, mas sempre por motivos interesseiros.
 
Quando o homem sai da depressão, ele descobre a realidade. Por trás da depressão, há um profundo romantismo. O homem deprimido é romântico e acredita que as mulheres amam os homens pelo caráter deles, pela sensibilidade deles e pela inteligência deles. Só que depois de tantos os fracassos, os mesmos aprendem pela pior via que isso não existe. O romantismo das mulheres é absurdamente insensível para as limitações do homem. O homem novo que é desvalorizado pelas mulheres jamais será valorizado no sentido romântico almejado inicialmente. E quando ele for valorizado, o será pelos motivos mais interesseiros, como por exemplo, uma promoção de trabalho, ou a compra de um carro de luxo.
 
A cura da depressão masculina é a cura do romantismo. Mas muitas vezes essa
depressão se transforma em raiva e revolta, ou frieza e ceticismo. As mulheres não entendem essa mudança e entendem que os homens são insensíveis por natureza e elas as únicas sensíveis da história. Por outro lado, elas são incapazes de entender, que a forma como elas desvalorizam os homens, os insensibilizam fortemente. As mulheres insensibilizam os homens através dos padrões excludentes delas.
 
Enquanto as mulheres são progressivamente desvalorizadas na medida em que envelhecem. O homem já nasce desvalorizado e luta pra ser valorizado. A mulher é valorizada simplesmente por ter um corpo atraente e ela não tem mérito nenhum nisso, pois ela nasceu com esse corpo. Mas o homem precisa lutar pra ser valorizado e sofre tanto nessa luta que padece ou da depressão ou da frieza.
 
A depressão feminina é situacional. Elas ficam deprimidas quando são exigentes demais, ou quando perdem relacionamentos vantajosos para elas, mas não sofrem da depressão da forma crônica como os homens sofrem. Isso ocorre pela seguinte razão: a mulher não convive com o sentimento de não ter valor, porque elas não vivem a rotina do desprezo e da desvalorização como os homens vivem! Já o homem comum, o beta convive com o desprezo e a desvalorização de si pelas mulheres o tempo inteiro.
 
As jornalistas balzaquianas falam muito da depressão feminina, do dilema das trintonas, quarentonas e cinquentonas. Mas elas se esquecem que essa depressão é efeito apenas do mau uso da liberdade feminina. Mulheres incoerentes e promíscuas tornam-se depressivas na medida em que perdem vantagens sexuais. Trintonas, quarentonas e cinquentonas só ficam deprimidas porque escolheram muito mal e elas sabem muito bem disso.
 
Mas os homens sofrem e padecem da depressão por mais coerentes que eles sejam. E eles saem da depressão justamente quando descobrem que o que as mulheres chamam de amor é um modelo injusto e interesseiro em quase a totalidade dos casos.
 
As mulheres querem impor o modelo de felicidade delas à realidade e na medida em que não conseguem, elas se tornam deprimidas. Enquanto o homem luta pra ter valor, a mulher apenas administra o valor que já nasce com ela.
Responda-o
#2
O texto retrata muito bem a questão de como o homem lida com as frustrações diferentemente das mulheres. As muitas vezes que entramos na "caverna" para conseguir lidar com nossos problemas e a visão cada vez mais clara de como funciona a dinâmica social do "amor" feminino inevitavelmente acaba nos tornando distantes, frios e céticos.
Responda-o
#3
Mas não são raros os casos de famosos depressivos, como Kurt Cobain, Robin Williams, homens que tinham tudo o que o homem comum não tem, mas eram depressivos e cometeram suicídio...
Responda-o
#4
Este texto já cheguei a considerar um dos melhores já produzidos pela real, assim como o autor The Truth, mas não sei se foi o meio que mudou ou eu mesmo a cada tempo que passa acho ele mais vitimista, concordo com o que está no texto mas a cada vez que releio ele acho mais vitimista.

Textos assim eram aplaudidos de pé, agora acredito que seja apenas mais do mesmo, nem mesmo escritores, autores, produtores de textos "realistas" batem nessa tecla
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#5
(15-02-2016, 02:28 PM)Bean Escreveu: Este texto já cheguei a considerar um dos melhores já produzidos pela real, assim como o autor The Truth, mas não sei se foi o meio que mudou ou eu mesmo a cada tempo que passa acho ele mais vitimista, concordo com o que está no texto mas a cada vez que releio ele acho mais vitimista.

Textos assim eram aplaudidos de pé, agora acredito que seja apenas mais do mesmo, nem mesmo escritores, autores, produtores de textos "realistas" batem nessa tecla

A real é bem nova, com o amadurecimento nosso(e consequentemente da real), nosso pensamento vai mudando.

Este texto é da época da 'revolta', inicio da real.

Hoje creio que estamos na fase de sabedoria, temos bastante conteúdo, conhecimento e agora internalizamos tudo isso para aplicar da melhor forma.
Bode velho gosta de Capim Novo.
Responda-o
#6
Concordo com o raciocinio do destruidor. Evolução é natural.

Hj em dia nós ja entendemos que canalizar nossa felicidade apenas em 1 camada de nossa vida: Relacionamento Amoroso, não se sustenta. E o texto é muito vitimista no ponto da rejeição feminina ao homem comum.

Se o homem toma consciencia de que é comum, de que não tem o poder de barganha, que o torna destacavel, ele não precisa continuar e aceitar que esse quadro seja permanente.

Ele pode buscar alternativas para suprir seu momentâneo déficit amoroso, utilizando sexo pago, e tb, buscando seu desenvolvimento geral.

Entendendo que o homem deve agregar valor, para ser requisitado, para gozar de reconhecimento, deve-se então trabalhar seus pontos de melhorias [fisico, intelectual, habilidades (comunicação, expressão, liderança, inteligencia emocional), financeiro, social (networking), hobbies, espiritualidade, etc..]; e nessa evolução continua até o final da vida, receber ao longo dela, os frutos de cada area trabalhada....

Só fica estagnado quem quer. Quem não tem ambição de galgar passos maiores.... Quem se limita no pensamento, no espirito e conhecimento.
Responda-o
#7
Nenhum desenvolvimento deve ser em função de mulher, e sim em função de si mesmo. De ser um homem melhor para si mesmo, para a familia e para o Mundo. Ser livre e ter um propósito de vida. Criar histórias, deixar um legado para a posteridade.
Responda-o
#8
Tudo nesta vida tem de haver um começo. Pra mim este texto foi sim muito importante pro começo da REAL. Ajudou  abrir a mente de muitos por aqui. Nao vejo vitimismo ao que esta escrito Nele e sim alguns degraus da REAL. REAL esta que evoluiu ao longo destes 7 pra 8 anos. Na minha humilde opiniao o texto nao deixa a desejar por ter um conteudo esclarecedor, REALISTA e o mais importante, verdadeiro. Caso nao existisse estas postagens nao haveria discussaoes acerca destes mesmos assuntos que serve de alerta para abrir o olho de muitos de nós. Estes debates pra mim nunca serao batidos por aqui, porque muitos opinao e dao suas contribuiçoes com determinadas experiencias de suas vidas. Nos conhecemos a REAL, porque estamos aqui todos os dias, chegamos por algum motivo. Mas pra quem é novo por aqui, que tambem chegou por algum motivo, isto tudo é novidade. O Cara acorda pra vida quando passa a conhecer este reduto fantastico!!!

É Sobre o Tópico, A minha ideia é de que jamais devemos colocar mulher como prioridade em nossa vida.

É como N.A diz; " A soluçao está em nao desejar nada, nao exigir nada, nao esperar nada!" ( N.alita ) 
Responda-o
#9
(15-02-2016, 09:45 PM)G â n g s t e r Escreveu: Tudo nesta vida tem de haver um começo. Pra mim este texto foi sim muito importante pro começo da REAL. Ajudou  abrir a mente de muitos por aqui. Nao vejo vitimismo ao que esta escrito Nele e sim alguns degraus da REAL. REAL esta que evoluiu ao longo destes 7 pra 8 anos. Na minha humilde opiniao o texto nao deixa a desejar por ter um conteudo esclarecedor, REALISTA e o mais importante, verdadeiro. Caso nao existisse estas postagens nao haveria discussaoes acerca destes mesmos assuntos que serve de alerta para abrir o olho de muitos de nós. Estes debates pra mim nunca serao batidos por aqui, porque muitos opinao e dao suas contribuiçoes com determinadas experiencias de suas vidas. Nos conhecemos a REAL, porque estamos aqui todos os dias, chegamos por algum motivo. Mas pra quem é novo por aqui, que tambem chegou por algum motivo, isto tudo é novidade. O Cara acorda pra vida quando passa a conhecer este reduto fantastico!!!

É Sobre o Tópico, A minha ideia é de que jamais devemos colocar mulher como prioridade em nossa vida.

É como N.A diz; " A soluçao está em nao desejar nada, nao exigir nada, nao esperar nada!" ( N.alita ) 

- Concordo.
Responda-o
#10
(15-02-2016, 02:28 PM)Bean Escreveu: Este texto já cheguei a considerar um dos melhores já produzidos pela real, assim como o autor The Truth, mas não sei se foi o meio que mudou ou eu mesmo a cada tempo que passa acho ele mais vitimista, concordo com o que está no texto mas a cada vez que releio ele acho mais vitimista.

Textos assim eram aplaudidos de pé, agora acredito que seja apenas mais do mesmo, nem mesmo escritores, autores, produtores de textos "realistas" batem nessa tecla



Também não sei porquê esse texto e o mais famoso do the truth. Pra mim o melhor texto dele e "sobre ser valorizado". Lá ele resume bem o que é a matrix e da uma sugestão de como o realista deve se comportar. Lembro que no antigo mr eu tinha até uma assinatura no meu perfil de uma passagem desse texto.
http://ask.fm/RajadaRealista

Quem são eles, para se entrometer quando cuidamos de NOSSOS interesses? (Vito Corleone).

Responda-o
#11
Pra mim, o the truth foi preciso quando falou sobre:

- Ansiedade sexual feminina;

- Democracia sexual;

- Promiscuidade feminina;

- Megalomania feminina;

- Amizades masculinas;

- Amor feminino;

- Balzacas;

- Midia e a etica da mentira;

- Sadismo e masoquismo na natureza feminina;

- Mercado sexual;

- Infantilidade emocional feminino.
Responda-o
#12
Tudo que os Confrades disseram aqui é verdade.

Esse texto é dos primórdios da Real, mas ainda assim é um clássico.

Tem muita revolta nele, mas eu postei justamente para ser lido pela galera mais nova que está entrando.

Quase todos começam na revolta e depois caminham para o desenvolvimento pessoal, mas lá no início só a dor faz a maioria dos homens perceber que há algo de errado no mundo que os circula.
Responda-o
#13
(15-02-2016, 09:45 PM)G â n g s t e r Escreveu: Tudo nesta vida tem de haver um começo. Pra mim este texto foi sim muito importante pro começo da REAL. Ajudou  abrir a mente de muitos por aqui. Nao vejo vitimismo ao que esta escrito Nele e sim alguns degraus da REAL. REAL esta que evoluiu ao longo destes 7 pra 8 anos. Na minha humilde opiniao o texto nao deixa a desejar por ter um conteudo esclarecedor, REALISTA e o mais importante, verdadeiro. Caso nao existisse estas postagens nao haveria discussaoes acerca destes mesmos assuntos que serve de alerta para abrir o olho de muitos de nós. Estes debates pra mim nunca serao batidos por aqui, porque muitos opinao e dao suas contribuiçoes com determinadas experiencias de suas vidas. Nos conhecemos a REAL, porque estamos aqui todos os dias, chegamos por algum motivo. Mas pra quem é novo por aqui, que tambem chegou por algum motivo, isto tudo é novidade. O Cara acorda pra vida quando passa a conhecer este reduto fantastico!!!

É Sobre o Tópico, A minha ideia é de que jamais devemos colocar mulher como prioridade em nossa vida.

É como N.A diz; " A soluçao está em nao desejar nada, nao exigir nada, nao esperar nada!" ( N.alita ) 
 Ta é facil dizer pra ignorar as mulheres quando vc n liga para estas, ou então se contenta com o que pode pegar.
 
 Eu ja cai na real e percebi que n tenho poder de barganha suficiente para conquistar as mulheres que me agradam, isso me deixa meio depressivo, e o pior de tudo é que vai demorar a mudar essa situação, so depois de começar a ganhar dinheiro.
Responda-o
#14
(22-02-2016, 06:20 PM)Yugi Escreveu:  Eu ja cai na real e percebi que n tenho poder de barganha suficiente para conquistar as mulheres que me agradam, isso me deixa meio depressivo, e o pior de tudo é que vai demorar a mudar essa situação, so depois de começar a ganhar dinheiro.

Então agora você tem que tomar uma decisão:

Bota a cara nos livros e academia. 
Ou fica de mimimi se fazendo de vítima.
Bode velho gosta de Capim Novo.
Responda-o
#15
(23-02-2016, 06:51 PM)destruidor Escreveu:
(22-02-2016, 06:20 PM)Yugi Escreveu:  Eu ja cai na real e percebi que n tenho poder de barganha suficiente para conquistar as mulheres que me agradam, isso me deixa meio depressivo, e o pior de tudo é que vai demorar a mudar essa situação, so depois de começar a ganhar dinheiro.

Então agora você tem que tomar uma decisão:

Bota a cara nos livros e academia. 
Ou fica de mimimi se fazendo de vítima.
( 2 )
Responda-o
#16
(23-02-2016, 08:11 PM)G â n g s t e r Escreveu:
(23-02-2016, 06:51 PM)destruidor Escreveu:
(22-02-2016, 06:20 PM)Yugi Escreveu:  Eu ja cai na real e percebi que n tenho poder de barganha suficiente para conquistar as mulheres que me agradam, isso me deixa meio depressivo, e o pior de tudo é que vai demorar a mudar essa situação, so depois de começar a ganhar dinheiro.

Então agora você tem que tomar uma decisão:

Bota a cara nos livros e academia. 
Ou fica de mimimi se fazendo de vítima.
( 2 )

[3] As coisas só mudam se vc mudar, padawan.
"Primeiro vêm os sorrisos, depois as mentiras; por último, o tiroteio" - Roland de Gilead
Responda-o
#17
Sei que vou ser o único chato que vai reclamar desse texto do The Truth, mas vamos lá:

É puro vitimismo, sim. E não condiz em NADA com a realidade. O homem comum não vive na depressão! Quem vivia na depressão era o The Truth. E não era por ser um homem comum, mas provavelmente por já ter problemas sérios de depressão, que com certeza foram piorando mais e mais devido à manginice dele mesmo. Se há algo que podemos aprender com este texto, é justamente isso: o que diz sobre o próprio autor. Essa não é uma análise do homem comum, mas do homem com sérios problemas emocionais, que acredita com todas as forças que a única resposta para todo e qualquer problema só pode ser encontrada nas mulheres.

Sim, um homem comum não recebe cantadas a todo momento (nem mesmo o alfa e o cafa que muitos idolatram recebem, ao contrário do que muitos costumam pensar - aliás, uma feinha é muito mais assediada do que um cara de excelente aparência), mas isso não importa tanto assim para ele. Isso nunca foi motivo para um homem, seja comum, seja destacado, cair em depressão. O homem comum pode passar a vida sozinho, tomando fora etc., mas isso é apenas uma partícula de poeira em meio a tantos outros problemas comuns a todo indivíduo.

Se a aprovação feminina passa a ser um problema para o homem, ele:

1. tem sérios problemas psicológicos
2. é um felizardo nascido em berço de ouro e premiado com uma vida extremamente fácil e sem preocupações

Motivos reais para depressão são: problema de saúde, crises familiares, falecimento de um ente querido, perda de emprego, dívidas absurdas etc.
Responda-o
#18
Esse texto é vitimista, sim, mas deve ser analisado e valorado sob a ótica de seu tempo e naquela época teve sua importância, sim.

Desmerecer o trabalho do cara agora, após anos de evolução do pensamento realístico é uma injustiça.

Foi uma fase já superada, mas necessária para chegar aonde estamos.

Mas mesmo analisando-o sob a perspectiva da época de sua produção, dá pra se fazer uma crítica justa, a partir dos seguintes pontos:

Se a invisibilidade do homem sem poder de barganha o causa depressão, ignora que também há mulheres invisíveis, aquelas que não nasceram prontas em termos de poder de barganha de atrativos no mercado sexual.

Condiciona a felicidade masculina a aprovação feminina, ou seja, é um manginismo flagrante. Não foi do meu tempo, mas isso deveria ter sido levantado à época e se não foi, é porque a real em si tava impregnada de manginismo (bem mais do que hoje, em que ainda há, porém menos).

A cura da depressão masculina jamais poderia ser o romantismo, mas sim, na atitude do sujeito em tomar as rédeas de sua vida e começar seu desenvolvimento pessoal, aqui ele continua associando a felicidade masculina à capacidade de atrair fêmeas.

A insensibilidade masculina em razão de decepções amorosas só pode ocasionar depressão aos que estão na matrix, pois como não conhecem as regras do jogo, acreditam que há algo errado com eles, quando não necessariamente deva haver, pois esse mesmo sujeito que reclama da invisibilidade perante as mulheres não percebe que repete esse comportamento com as mulheres com pouco poder de barganha, que também são invisíveis aos olhos deles.

Pra concluir, como a maioria dos textos que me lembro do The Truth, ele até faz umas análises relativamente coerentes da realidade (que algumas hoje parecem básicas, mas repito, tem seu valor para a época), porém, peca por não apontar soluções para os problemas masculinos (como investir em seu desenvolvimento pessoal, por exemplo).
Responda-o
#19
E fazendo uma crítica justa acerca do seu texto, esse negócio da real de desprezar as mulheres que dão a "juventude" para os cafas e depois que estiverem mais velhas quiserem socegar com os bonzinhos não é valida pois a maioria dessas mulheres são gostosas e nós nem temos poder de barganha para conquista-las, é claro que gera uma revolta ela transa com varios cafas enquanto voce para ela é um invisível de merda.
 
 Concordo nessa parte que existem mulheres que são invisiveis para nós, o problema é quando você quer uma mulher que não te quer, e o que você tem a sua disposição não lhe agrada, sendo preferível ficar sozinho, se contentando com a solidão como diz no texto.

 No mais so queria acrescentar uma coisa aquele velho lema da real de não condicionar sua felicidade a mulher, pois a triste verdade é que o homem comum por mais que se esforce jamais terá uma mulher que seja compatível com seus esforços, fazendo o sentir sempre desvalorizado.
Responda-o
#20
Lawlyet sempre querendo aparecer né?!

Concordo com o Loki. Teve sua importância e não pode desmerece-lo assim como o autor que teve sua parcela no desenvolvimento da real. Lawlyet chutandoo prato que comeu, Não faça isso cara.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [The Truth] A mulher não valoriza o corpo do homem Hombre de hielo 8 1,606 07-07-2019, 12:50 AM
Última Postagem: Carasumido

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)