Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[REFLEXÃO] Você que está no fundo do poço, leia isso.
#21
Um bom seriado, na verdade é parte de um programa e propaganda governamental contra o suicidio, a Coreia do Sul tem um dos maiores indices de suicidio do planeta. O seriado não é motono,  relata e descreve  parte do que foi postado neste tópico, audio visual recomendado.

A Estória é baseada num filho de M$ol que comete suicidio, tem de grátis nos porões do telegram.




Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#22
Um monte de gente já deu boas respostas aqui. Além de fatores naturalmente depressivos (traumas, desesperança etc), vou deixar mais contribuições:

- Às vezes o cara se sente um inútil ou muito à toa, aí se ele for arrumar alguma coisa pra fazer e aprender (coisas técnicas, trabalho, estudo de coisas úteis para as pessoas em volta etc) ele diminui essa sensação de vagabundagem.

- Religião, vida espiritual etc. tudo isso ajuda, e mesmo com farsantes e gente neurótica ou esquisita nas religiões, ainda é uma coisa boa de se cultivar.

- Hábitos ruins são ruins [sinal de Joinha], então pornografia, excesso de alcool, etc. são coisas que diminuem a felicidade em coisas mais simples e naturais, dá uma carga de prazer e alívio rápido, mas depois diminui.

- Sociedades anômicas, caóticas e contraditórias são extremamente desanimadoras (isso aqui eu quero falar com mais detalhe): 
1- cara mora num lugar que ele diz "bom dia" para as pessoas, mas aí depois começa a existir uma regra que falar "bom dia" se torna um sinal de que ele quer matar alguém... aí ele fala "bom dia" sem querer pro dono do morro, e então o dono do morro vai lá e mata ele... exemplo exagerado, mas vocês entenderam.
2- sociedades cheias de contradições também... o cara tem trilhões de estímulos sexuais em volta, mas uma frase dita sem contexto pode ser interpretada como assédio ou esquisitice... 
A vida do cara pode estar de boa, morar num país de primeiro mundo e também sem tanto trauma pra resolver e sem tanto B.O na mente, mas se ele vive num contexto cheio de maluquice, anomia etc. ele pode adquirir stress, neurose, ficar só pensando como não desagradar as pessoas etc. Aí acho que uma cura pra isso é passar a enxergar os outros como ser humano e falho igual você e ir se livrando da timidez pra lidar com as pessoas, mas se for sociedade MUITO anômica, tentar se afastar dela na medida do possível e manter a mente ocupada.

- Solidão também, e dificuldade de lidar com a solidão... é bom adquirir uma certa imunidade contra isso também.

- Excesso de rede social é ruim também.
Responda-o
#23
@Minerim valeu pela recomendação. Falando em Coreia do Sul, não me assusta que lá os índices de suicídio são tão altos, aliás, parece ser um mal de toda aquela região do Oriente, talvez seja fruto de um povo extremamente artificial, enfim.

@Texugo Real já foi dito em muitos lugares que o poder do hábito é algo surreal, tem quem pense que as mudanças são em atitudes radicais, mas na verdade as mudanças reais começam em atitudes pequenas. Interessante esse ponto sobre as sociedades caóticas, nunca parei pra pensar nisso. Vou refletir mais a respeito.
Louvado seja o SENHOR, minha rocha; ele treina minhas mãos para a guerra e dá a meus dedos habilidade para a batalha. Ele é meu aliado infalível e minha fortaleza, minha torre segura e meu libertador. Ele é meu escudo, em quem me refugio; faz as nações se sujeitarem a mim. Salmos 144:1-2

強さと名誉と尊厳
Responda-o
#24
@A6M Zero, excelente tópico.

Os confrades já deram contribuições densas a respeito do assunto.

Vou contribuir aqui com meus 50 centavos Satoshis Gargalhada Gargalhada.

Acredito que um dos pequenos/grandes problemas, é relacionado a concepção de vida.
Principalmente os jovens (e eventualmente, alguns "velhos" também), esperam da vida fortes emoções quando na verdade, nossa vida é na média composta 98% de rotina!

Acordar, trabalhar, se alimentar, cagar e ir dormir.
Bem diferente dos tempos escolares onde parecia que existia um mundo empolgante para ser explorado, você não se preocupava com nada substancial a não ser tentar conquistar o projeto de modernete da sua sala.
Esse choque de realidade é explicado neste post do @Trglodita (https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=6652)

Você entende que não é protagonista de merda nenhuma, perde o "valor embrionário" (princípio articulado pelo confrade @Héracles), ou seja, não será mais valorizado pelo seu SUPOSTO potencial... começam as cobranças do mundo.

O jovem adulado é jogado ao mundão como um bostileiro padrão.
Destes sentimentos, surgem diversas confusões mentais e pouquíssima orientação sobre o que fazer a respeito. 

Eu sugiro começar do começo.
A vida não precisa ser uma montanha Russa de emoções desenfreadas, dificilmente algo edificante pode ser construído sobre tanta inconstância. 
É o mesmo que tentar erguer uma casa em um local onde acontece um terremoto dia sim, dia não.

Aprenda a conviver com o tédio e transforme-se no MESTRE DE SUA ROTINA!
Cada contexto de vida, é particular e não existe norma escrita na pedra, mas poderia listar alguns princípios a título de exemplo:

- Cuide de sua alimentação (evite besteiras a todo custo durante semana, e tente não comer besteiras TODO final de semana)
- Exercite-se (se não for possível na academia, treine em casa! Seja lá o que for, mexa seu corpo!)
- Estude (em casa, no almoço, na volta do faculdade/trabalho, dentro do metro, ônibus, SE VIRA!), ao invés de ficar escutando música de anime no seu tempo vago!
- Tenha uma agenda (sensação de controle do tempo e das atividades, é um reforço muito positivo em recompensar bons comportamentos)
- Cuide do seu sono.
- Leia algum livro para enriquecer seu repertório comportamental (leia este post do confrade @Euvoltarei a respeito: https://legadorealista.net/forum/showthr...#pid112890)
- Cuide de sua família.
- Descanse pelo tempo suficiente.
- Use a cafeína com moderação e sabedoria

Vejam, estas medidas no tempo correto e seguidos com consistência ESPARTANA, construirão as bases de uma auto estima e auto respeito, que vão te sustentar nos períodos difíceis e moldarão seu caráter!
Seu corpo vai ficar melhor, sua saúde vai melhorar, seu intelecto vai aumentar...!

Não estou dizendo para virar um robô!
Meu ponto, é entender que a vida adulta, não é um parque de diversões. Você precisa aprender a DOMINAR sua rotina e tirar alegria suficiente das coisas simples, como um treino bem feito, por exemplo. Ou mesmo, conseguir sustentar comportamentos positivos (boa alimentação), mesmo em um dia estressante!

VOCÊ PRECISA MODULAR SEU AMBIENTE INTERNO (corpo), para que ele INFLUÊNCIE POSITIVAMENTE no seu ambiente EXTERNO (mente)!

A vida moderna, com tantos estímulos sensoriais (como bem retratado pelo confrade @Fernando_R1 no comentário #18, neste post que fiz: https://legadorealista.net/forum/showthr...#pid112941), ESTÁ DESTRUINDO O SISTEMA DE RECOMPENSAS e transformando os viventes atuais, em pessoas depressivas e extremamente hedonistas!

Isso é muito ruim, precisamos tomar as rédeas de nossas próprias vidas, e isso não se trata de gerar emoções avassaladores toda semana.

Mas sim, de extrair grande satisfações em coisas simples!

Seja o mestre da sua rotina, transforme ela em algo digno de orgulho. Estas micro medidas tomadas de forma sistemática, vão moldar o caminho.

E quase que "por acaso", você irá encontrar o seu lugar!
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#25
(26-05-2024, 03:29 PM)A6M Zero Escreveu:  - Roma não foi construída em um dia. Pílulas antidepressivas não te tiram a dor da depressão, apenas aliviam os sintomas. Mas a dor ainda existe, então, não coloque sua esperança naquilo. A mesma coisa é com a testosterona, inclusive eu acreditei nisso por um tempo, acreditava que se eu enchesse meu corpo de Durateston eu estaria bem comigo mesmo. Não fiquei, o ciclo passou e eu me senti ainda pior depois. O que existe é um trabalho contínuo e constante de buscar algo dentro de si mesmo para continuar. Seja a fé, seja a esperança, seja algum desejo ou sonho, enfim.
Ótimas dicas mano, porém como já estou na faixa dos 40 eu só estou de pé por causa do combo "1 dura por semana + academia".


Desde 2022 minha vida descarrilhou (fiquei doente prostrado de cama, meu pai abandonou minha mãe e neste mesmo ano meu irmão parou de falar conosco) e sou firme em falar que só não entrei em depressão profunda por causa da trt que tenho feito, senão eu já teria desabado há mais tempo.

Hoje praticamente a minha academia virou minha igreja, pois eu vou triste, estressado, desanimado, muitas vezes se sentindo humilhado e saio de lá renovado.
Responda-o
#26
(07-06-2024, 04:04 PM)Doutor Pregos Escreveu:
(26-05-2024, 03:29 PM)A6M Zero Escreveu:  - Roma não foi construída em um dia. Pílulas antidepressivas não te tiram a dor da depressão, apenas aliviam os sintomas. Mas a dor ainda existe, então, não coloque sua esperança naquilo. A mesma coisa é com a testosterona, inclusive eu acreditei nisso por um tempo, acreditava que se eu enchesse meu corpo de Durateston eu estaria bem comigo mesmo. Não fiquei, o ciclo passou e eu me senti ainda pior depois. O que existe é um trabalho contínuo e constante de buscar algo dentro de si mesmo para continuar. Seja a fé, seja a esperança, seja algum desejo ou sonho, enfim.
Ótimas dicas mano, porém como já estou na faixa dos 40 eu só estou de pé por causa do combo "1 dura por semana + academia".


Desde 2022 minha vida descarrilhou (fiquei doente prostrado de cama, meu pai abandonou minha mãe e neste mesmo ano meu irmão parou de falar conosco) e sou firme em falar que só não entrei em depressão profunda por causa da trt que tenho feito, senão eu já teria desabado há mais tempo.

Hoje praticamente a minha academia virou minha igreja, pois eu vou triste, estressado, desanimado, muitas vezes se sentindo humilhado e saio de lá renovado.

“Só estou de pé por causa do combo uma dura por semana” Haha  brincadeira a parte e dxando a quinta série de lado, exercício físico salva mto, na realidade sabemos a receita de um caminho bom e menor doloroso mas muitas vezes optamos por continuar no comodismo e aí vem sedentarismo, estresse, depressao, pacote completo.
Responda-o
#27
(07-06-2024, 04:04 PM)Doutor Pregos Escreveu:
(26-05-2024, 03:29 PM)A6M Zero Escreveu:  - Roma não foi construída em um dia. Pílulas antidepressivas não te tiram a dor da depressão, apenas aliviam os sintomas. Mas a dor ainda existe, então, não coloque sua esperança naquilo. A mesma coisa é com a testosterona, inclusive eu acreditei nisso por um tempo, acreditava que se eu enchesse meu corpo de Durateston eu estaria bem comigo mesmo. Não fiquei, o ciclo passou e eu me senti ainda pior depois. O que existe é um trabalho contínuo e constante de buscar algo dentro de si mesmo para continuar. Seja a fé, seja a esperança, seja algum desejo ou sonho, enfim.
Ótimas dicas mano, porém como já estou na faixa dos 40 eu só estou de pé por causa do combo "1 dura por semana + academia".


Desde 2022 minha vida descarrilhou (fiquei doente prostrado de cama, meu pai abandonou minha mãe e neste mesmo ano meu irmão parou de falar conosco) e sou firme em falar que só não entrei em depressão profunda por causa da trt que tenho feito, senão eu já teria desabado há mais tempo.

Hoje praticamente a minha academia virou minha igreja, pois eu vou triste, estressado, desanimado, muitas vezes se sentindo humilhado e saio de lá renovado.

Reposição de testosterona é algo que eu apoio e incentivo, por mais que o nosso governo lixoso tente barrar isso com a desculpa esfarrapada de "olha, isso isso é pro seu bem, tá ?" como todo canalha político faz. 

Porém o ponto que eu levantei se sustenta, e aqui eu vou parafrasear o Héracles: é importante pro nosso fortalecimento emocional, como homens, viver esses ocorridos de fato sem usar válvulas de escape, nessas situações nós aprendemos muito a respeito de si. Eu mesmo confesso que estou praticando muito isso e tenho visto resultados, este tópico mesmo foi motivado pensando nisso.

E aqui vai um ponto estoico que eu aprendi que é sobre o "aprender à fazer parte do jogo da vida", onde por mais que a vida te encha de porrada, caia e depois levante, sacuda a poeira e siga em frente. 

No mais, parabéns por não desistir. Sigamos em frente sempre.

Força e Honra.
Louvado seja o SENHOR, minha rocha; ele treina minhas mãos para a guerra e dá a meus dedos habilidade para a batalha. Ele é meu aliado infalível e minha fortaleza, minha torre segura e meu libertador. Ele é meu escudo, em quem me refugio; faz as nações se sujeitarem a mim. Salmos 144:1-2

強さと名誉と尊厳
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 6 Visitante(s)