Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Desvendando as falsas certinhas! - Parte 5
#1
Desvendando as falsas certinhas! - Parte 5
(Postado por The Truth na sexta-feira, 31 de agosto de 2010)

[Image: ARAxcR.jpg]

Este post é continuação dos tópicos:

Link da parte 1 
Link da parte 3
Link da parte 4

Finalmente chegamos ao último post da série. Ao longo dessa série acompanhamos muitas das artimanhas das falsas certinhas e aprendemos um pouco mais sobre as mulheres. Apesar da afirmações fortes, o objetivo dos posts não foi demonizar a natureza feminina. Um coisa que os leitores precisam entender é que a natureza é indiferente aos efeitos que provoca. A valorização desses efeitos já é parte da experiência humana. Contudo, entender a natureza feminina, não significa tolerar os abusos cometidos por essa natureza, nem aceitar todo tipo de incoerência nos comportamentos femininos. 

Portanto, odiar a mulher é inútil. Da mesma forma, não se deve afirmar as incoerências da natureza delas como algo bom e positivo, porque as consequências negativas já foram ditas e elas arruinam a vida dos homens. 

Não devemos subestimar a capacidade de crítica delas. Discutir esse assunto atualmente é impossível. Elas não aceitarão nada do que for dito aqui. Absolutamente nada! Simplesmente porque as mulheres relativizam e minimizam a importância de coisas que reivindicam mais responsabilidade delas. As mulheres lidam muito mal com responsabilidades e por isso estão sempre se protegendo como muitas relativizações. O debate com as feministas é repleto de relativizações. Qualquer feminista que ler esses textos pensarão que isso é um machismo arcaico. Estou plenamente ciente disso quando escrevi esses textos. Mas também sei, que as mulheres nunca defenderão algo que diminua as vantagens delas nos relacionamentos. Como foi ditos nos posts anteriores, o conceito de justiça feminino sempre supervaloriza tudo o que é feminino e minimiza a importância dos homens. As mulheres reivindicarão sempre o direito de serem mais felizes! E isso é sutil! Aliás, a maioria das coisas ditas aqui são sutis. Elas não denunciarão por meio de palavras claras o que querem e o que pensam verdadeiramente. Elas simplesmente representarão dois papéis. Na frente dos homens em geral, serão mulheres politicamente corretas, cheias de virtudes, mas na prática vivem entrando em contradição. 

Não adianta tentar esclarecer as mulheres sobre isso! Elas não aceitam! Toda vez que tentamos esclarecer as mulheres sobre isso, o que acontece? Elas se tornam ainda mais fechadas e mais cheias de defesas e mentem ainda mais do que antes. Uma coisa que precisa ser dita: Elas fazem isso com muita naturalidade, ao ponto de não perceberem que agem dessa forma em inúmeras ocasiões. Lidar com as mulheres exige mais força e vigor. Força e vigor não é violência, nem agressão! Alguns homens confundem lidar com as mulheres com diversas formas de violência! Isso é um grande erro! Agredir uma mulher é reforçar o vitimismo dela e as defesas dela. No momento em que perdemos o controle, reforçamos os mecanismos de defesa delas e é isso que elas querem. Elas querem forçar os homens até o limite deles, pra que elas se sintam justificadas no exercício do vitimismo delas.

Força e vigor significa relatar as incoerências femininas às mulheres que as praticam, sem ceder às mentiras delas e ao vitimismo delas. Tarefa extremamente difícil! O importante é desmascará-las com clareza e serenidade, sem perder a cabeça. Quando você faz isso, elas ficam sem reação! Se te agridem e se escondem no vitimismo, apenas provam que você está certo. Tendo todas as provas das incoerências de uma mulher, não fique preocupado, nem tenso. A pessoa que está do lado da verdade não tem que se preocupar. 

Se os erros femininos forem sempre tolerados, as mulheres nunca mudarão. Portanto, é fundamental que você deixe claro para as mulheres que todo erro tem limites. As mulheres não mudam por razões emocionais, mas somente quando encontram limites. A mulher que sempre engana os homens com mentiras e vitimismos, não tem limites e por isso não mudará. Colocar limites é dizer que certos erros não serão tolerados. Diante disso, a mulher tem duas escolhas claras: seguir as emoções errantes dela, ou aceitar o erro como o erro e mudar. 

No entanto, a mulher que muda, após encontrar um limite, não abandonou a natureza emotiva, mas apenas se adaptou a uma nova situação. Para que você não fique a vida inteira criando limites para novas transgressões emocionais femininas, determine logo de cara, num relacionamento, o que você tolera e não tolera. Assim, os limites são dados desde o início, de modo que se a mulher concordar com eles, serão indesculpáveis as contradições futuras dela. 


As Falsas certinhas sempre mentem sobre a sexualidade delas 
Se tem uma área crítica para as mulheres é a sexualidade delas. Por que as mulheres tocam tanto nesse tema nos dias de hoje? Já perceberam que o principal machismo que as mulheres criticam envolve a sexualidade delas? Mas por que isso acontece? Isso acontece, porque é no campo da sexualidade que as mulheres vencem os homens. É importante enfatizar que toda a crítica contra o machismo feita pelas mulheres tem como objetivo silenciar toda e qualquer verdade que destrua algumas relativizações lucrativas para as mulheres. 

As mulheres não suportam perder no campo da sexualidade e nele elas querem o máximo de vantagens e o mínimo de prejuízos! Elas quase nunca falam a verdade sobre a sexualidade delas e nesse campo o vitimismo e as defesas delas são intensas. Atualmente, as mulheres podem arruinar a vida e a imagem de um homem que critica a sexualidade delas. Elas podem te estigmatizar totalmente na sociedade, acusando-o de valores, posturas e comportamentos que você não possui, apenas porque você criticou a sexualidade delas. Elas não suportam qualquer tipo de crítica nessa área da vida delas. 

Atualmente, o politicamente correto diz que a sexualidade é uma construção social. E isso foi propagado pela mídia de tal forma, que as mulheres modernas vivem defendendo valores utilitaristas e vantajosos para elas com base nesse pressuposto. Por outro lado, o direito da mulher de exigir cada vez mais dos homens foi preservado, de modo que qualquer exigência masculina é machista e qualquer exigência feminina é um direito democrático da mulher. 

Notem que essas coisas nunca serão ditas desse modo, mas isso é uma tradução do desequilíbrio de valores que existe na nossa sociedade. Se você se colocar contra esse desequilíbrio, será acusado das piores palavras possíveis. As mulheres não
suportam qualquer exigência de pureza atualmente. Elas acham isso absurdo, desumano, insano. Mas ao mesmo tempo, elas acham extremamente normal e natural as exigências absurdas das mulheres. O que é chocante e espantoso é que elas acham todas as razões delas corretas e justificáveis, mas acham injustificadas e extremamente tirânicas qualquer exigência masculina. 

Mas do que exigir coisas dos homens, as mulheres atualmente não suportam nem o direito do homem escolher. Quer um exemplo disso? Se você diz que tem o direito democrático de escolher uma mulher virgem ou não-promíscua, da mesma forma que escolhe um estilo de música, uma camisa, uma religião, ou qualquer outra coisa que envolve gostos e escolhas, elas vai dizer que ainda sim isso é inaceitável e vai te dar um longo sermão sobre o machismo, sobre o patriarcalismo, sobre a redução da mulher a um objeto, sobre a tentativa dos homens de dominar as mulheres e acabar com o desejo delas. 

Mas você vai dizer: Isso é apenas uma escolha como qualquer outra! Mas ela mesmo assim, não vai aceitar, nem respeitar. Porque para ela, você não tem o direito dessa escolha. Ela coloca essa escolha como um crime, ou no nível de um crime. Existe alguma lei jurídica que proíbe ou pune os homens se eles escolherem mulheres virgens ou não-promíscuas? Se não há, por que as mulheres tratam como crime, uma escolha como qualquer outra? 

A resposta para isso é que a democracia que elas defendem, leva apenas em conta o conceito emocional de justiça delas. Então o conceito emocional de justiça das mulheres diz que elas devem sair no lucro e você no prejuízo. Além disso, ele diz que você não tem o direito de reclamar, nem de exigir nada! 

A desproporção não pára por aí. A mesma mulher que questiona o seu direito de escolha, tentando te estigmatizar e te silenciar, é também aquela que defende direitos de escolha femininos claramente utilitaristas e lucrativos. Ela vai dizer que não tem nada demais a mulher escolher um homem bem mais rico e ser sustentada por ele. Não somente isso, ela não quer ser chamada de interesseira. Algumas vão além e dizem que as mulheres naturalmente valorizam homens ricos. 

Agora, por que as explicações naturalistas e relativizadoras que favorecem as mulheres são aceitas e as explicações dos homens são rejeitadas? Elas são aceitas, porque as mulheres não aceitam a natureza do homem e querem moralizá-lo de acordo com a visão unilateral de certo e errado delas. 

Se as mulheres acreditassem mesmo que não deveriam aceitar as exigências masculinas e que as exigências de pureza são construções sociais, por que elas vivem fingindo pureza e mentindo sobre a sexualidade delas no dia a dia? Isso já foi respondido nos posts anteriores, mas não custa nada dizer novamente. Elas fazem isso porque instintivamente sabem que a promiscuidade feminina desvaloriza a mulher. Se elas não acreditassem nisso, sairiam transando igual loucas por aí, sem qualquer preocupação e seletividade, mas não fazem isso. Em nenhum lugar do mundo, elas são assim e as que são, pagam um preço alto por isso, porque os limites da natureza feminina é regulado pelos limites da aceitação masculina. 

As mulheres não param de mentir sobre a sexualidade delas. Elas falam mal dos machistas e de todos aqueles que criticam a sexualidade delas, mas vivem se fazendo de difíceis e teatralizando pureza diante de potenciais provedores! Algumas vão dizer que mentem com a desculpa da auto-defesa, porque o machismo dos homens não teria sido destruído ainda e que isso demorará anos, séculos, talvez milênios para acontecer. Elas falam assim, mas estão blefando! No fundo, elas sabem que as exigências de pureza dos homens são instintivas, mas não aceitam isso, porque não querem perder poder, nem querem ter a sexualidade delas limitada por valores sociais ou por exigências masculinas. Na prática, as mulheres mentem sobre a sexualidade, porque acham justo a mulher ter uma vida sexual mais fácil e com menos exigências e esforços sociais. 

Atualmente é impossível convencer as mulheres que as exigências masculinas são válidas e são um direito do homem numa sociedade democrática. Elas não querem perder poder, elas não querem fazer esforços. Contudo, as compensações para isso são vistas em todos os lugares! E quais são elas? 

Mesmo nas sociedades mais liberais, os relacionamentos não duram, porque os homens não aceitam o passado promíscuo das mulheres por muito tempo! A hipocrisia das mulheres e das feministas está criando um padrão fracassado de relacionamento. Todos sabem porque os relacionamentos não dão mais certo, mas na prática todos fingem que não sabem e dão justificativas mentirosas para esse fracasso. A justificativa mais comum das mulheres é que o amor acabou! Algumas pessoas são mais criativas ainda e dizem que não querem se prender, que não acreditam no casamento. Mas elas sabem que a promiscuidade feminina é a principal razão dos relacionamentos não durarem muito. As mulheres e as feministas querem enganar quem? Elas só enganam elas mesmas. Elas moralizam os homens, censuram os homens, não aceitam os direitos dos homens e agora os homens inventam motivos pra justificar o óbvio: eles instintivamente não aceitam o passado promíscuo das mulheres, mas graças ao politicamente correto hipócrita são obrigados a inventar motivos criativos pra justificar o que é óbvio para eles. 

Os relacionamentos não duram mais! As mulheres no entanto desejam esse mundo de hipocrisia. Pra protegerem uma lógica de vida utilitarista, elas preferem ser enganadas do que escutarem a sinceridade dos homens. As mesmas promíscuas que reclamam do machismo e não suportam críticas, não conseguirão ficar mais de 10 anos casadas. E inventarão desculpas falsas e esfarrapadas pra justificar o fracasso como a tal da falta de amor! Os homens apenas toleram mulheres promíscuas para relacionamentos de curto prazo, no máximo alguns anos e nunca mais de uma década. 

Falsas certinhas e feministas defendem os liberais e homens feministas que as aceitaram, só porque ficaram 5 ou 7 anos com elas. Elas acham que isso é uma prova de que mulheres promíscuas são aceitas! Prova ridícula! Quero ver uma mulher promíscua sustentar um casamento vitalício! Nenhuma mulher consegue e nenhuma mulher do futuro irá conseguir. Porque tudo o que foi dito aqui é verdade: na sociedade mais feminista do mundo, o homem continuará tendo um instinto de homem e isso significa que ele não aceitará mulheres promíscuas para relacionamentos de longo prazo. E os poucos "liberais" que aceitam, só o fazem com muitas compensações. E quais são essas compensações? Elas são: traições, amantes, swingue, troca de casal, poliamor, relacionamento aberto. 

A mulher do futuro ainda vai tolerar tudo isso pra ter a cara de pau de dizer que foi aceita após uma vida promíscua. Elas só enganam elas mesmas! Não adianta moralizar os homens, chamá-los de machistas, estigmatizá-los com os piores adjetivos! As provas da diferença entre a natureza masculina e a feminina estão em todos os lugares, basta ser um inteligente e honesto pra analisar essas provas sem mentir. 


Conclusão
Depois de ler esses posts, você só se ilude com as mentiras de uma mulher se quiser. A verdade é que as falsas certinhas são a regra na sociedade ocidental atualmente. O que é mais doloroso é que as mulheres mentem com aquilo que é mais precioso para o homem numa mulher, a pureza dela. Se isso não fosse importante, os homens não sofreriam. 

De fato, a sociedade está repleta de falsas certinhas. A mesma mulher que se faz de difícil para você e que diz ser séria, se entrega fácil para caras que comem todas como uma atividade corriqueira sem qualquer valor mais profundo e não estão nem aí para ela. Ou seja, as mulheres atualmente escondem que são lanchinho dos homens poderosos e depois se fazem de difíceis para prenderem homens mais inseguros e fáceis de manipular num relacionamento mais sério com o único objetivo de saírem no lucro. Os homens hoje em dia só casam porque são enganados pelas mentiras femininas ou porque são inseguros e ficam ansiosos por uma vida sexual mais regular. Porque se houvesse oferta de sexo extra-matrimônio democrática e regular pra todos os homens, nenhum homem atualmente se casaria, porque quase nenhuma mulher serve pra casar atualmente. 

Se as mulheres querem ser modernas e liberais, então que escancarem isso para todo mundo e revelem que não está nem aí para caráter, mas que só se importam com o poder do homem. O problema é que elas são liberais e modernas somente com os homens poderosos e são extremamente conservadoras e hipócritas com aqueles que querem segurar como provedores exemplares! 

A mulher liberal escancarada é muito mais respeitável do que a falsa certinha, porque a primeira deixa claro que só se entrega aos homens por interesse no poder deles e nesse sentido, ela afasta logo de cara todos os homens sérios, que merecem destino melhor. Já a segunda é uma trapaceira, que finge virtude para uns, mas faz tudo com homens poderosos que não querem nada sério com ela. A falsa certinha é um perigo porque ela ilude os homens com mentiras e virtudes falsas e quando os homens descobrem isso, eles acabam saindo no prejuízo, tanto financeiro quanto emocional. 

Atualmente a educação das mulheres é muito ruim e não há garantia nenhuma que você será respeitado mesmo se fizer tudo certo. Exercitar o desapego é a única forma de não sofrer. Mesmo que você encontre uma mulher sincera, coerente e certinha verdadeira, não é garantia nenhuma que ela não mudará com o passar dos anos. Graças a influência nefasta da mídia e do politicamente correto, mulheres que nunca traíram começaram a trair um marido bom, que fazia tudo por ela. Só que as traições femininas não aparecem nas estatísticas, porque as mulheres mentem descaradamente sobre isso, sem nenhuma culpa, já que elas fazem isso motivadas pela auto-defesa e pela auto-proteção. Mas é provável que atualmente elas traiam mais do que os homens. 

O vitimismo e o conceito emocional de justiça estão na natureza das mulheres. O homem que quiser conviver com uma mulher, terá que lidar com isso diariamente.


Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Desvendando as falsas certinhas! - Parte 4 Guardião 0 290 10-10-2022, 03:09 AM
Última Postagem: Guardião
  Desvendando as falsas certinhas! - Parte 3 Guardião 0 177 10-10-2022, 02:48 AM
Última Postagem: Guardião
  Desvendando as falsas certinhas! - Parte 2 Guardião 0 230 10-10-2022, 02:28 AM
Última Postagem: Guardião
  Desvendando as falsas certinhas! - Parte 1 Guardião 0 437 03-10-2022, 01:19 AM
Última Postagem: Guardião

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)