Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Tesouro Direto
#1
Estou dando uma pesquisada a respeito pelo que entendi, o basico do TD é: Você investe X valor e num prazo de 12 a 24 meses você recebe esse valor de volta e com juros.

Mas aí entra minha dúvida...

- Como o governo lucra com isso?
Tempo, o seu bem mais preciso.
Responda-o
#2
O governo não lucra com isto. Quando vc empresta dinheiro de alguém, vc esta lucrando com isto?
.
Responda-o
#3
(03-09-2015, 11:18 PM)Thanatos Escreveu: O governo não lucra com isto. Quando vc empresta dinheiro de alguém, vc esta lucrando com isto?

Justamente... Se ele não lucra com isso, qual o intuito disto? Qual o objetivo? Com interesse em que?
Tempo, o seu bem mais preciso.
Responda-o
#4
Maior dinheiro disponível em caixa.

Ao investir no Tesouro Direto você está dando folego atual ao Estado, ele vai possuir mais recursos momentaneamente e com isso fazer mais investimentos.

Algo do gênero.
Responda-o
#5
(04-09-2015, 10:37 AM)Hulk Escreveu:
(03-09-2015, 11:18 PM)Thanatos Escreveu: O governo não lucra com isto. Quando vc empresta dinheiro de alguém, vc esta lucrando com isto?

Justamente... Se ele não lucra com isso, qual o intuito disto? Qual o objetivo? Com interesse em que?

Em financiar ele próprio. 

É o mesmo caso de empresas que pegam empréstimo.
A empresa pega 1mil dilmas de empréstimo, com essa grana ela elabora um produto e lucra 10 mil.

Essa é a ideia, porém o governo não consegue fazer isso, por isso a divida só cresce.
Responda-o
#6
Já faz algum tempo que venho pensando em investir em Tesouro Direito, mas não o fiz por preguiça, achando que apenas guardar na poupança e ser frugal me era suficiente. Aí vejo este artigo que deu um murro na minha cara (a parte que fala sobre Tesouro Direto está no último parágrafo, quem tiver preguiça de ler vá direto lá):

POUPANÇA

Ela deixou de ser até mesmo uma opção para proteger seu patrimônio

[Image: poup-email.jpg]

Primeiro investimento da maioria absoluta dos brasileiros, a poupança é de longe a aplicação mais popular do país. Na última (e distante) atualização do Banco Central, nada menos que 125 milhões de brasileiros aplicavam na modalidade em meados de 2013 - cerca de 60%, portanto, da população.


Facilidade de aplicação, liquidez diária e isenção de Imposto de Renda são algumas das características que fazem da poupança o investimento preferido no país. O pulo do gato, no entanto, é que já há algum tempo quem opta por investir na caderneta acaba perdendo dinheiro.

Com o juro básico brasileiro (Selic) em 12,75% ao ano, tanto faz se sua caderneta de poupança é nova ou anterior à mudança no cálculo de remuneração feita pelo BC em 2012 (mais informações sobre as regras aqui.
A conta é simples: as duas têm um rendimento de 0,5% ao mês, mais a módica variação da Taxa Referencial (calculada e divulgada diariamente pelo BC), o que deixa o retorno acumulado em um ano em pouco mais de 6%.
Isto pode parecer bom para os mais leigos, que não levam em conta o aumento da inflação. Em fevereiro, por exemplo, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) subiu 1,22%, deixando a inflação oficial do Brasil acumulada nos últimos doze meses em 7,70%.

Ou seja, o aumento dos preços no país comeu todo o rendimento da caderneta de poupança, gerando inclusive um pequeno "prejuízo" dado que ela não remunera nem a ponto de preservar o poder de compra do investidor.
Ironicamente, um dos objetivos da poupança é justamente atuar como um mecanismo de proteção contra a inflação. No entanto, diante desta inflação gigantesca, ela deixou de ser até mesmo uma opção para proteger seu patrimônio. Em outras palavras, embora fácil e prática, hoje quem coloca o dinheiro na poupança não só não ganha, como também perde, o que nos leva ao próximo tópico…

Confisco?


Nossos analistas sempre recebem dúvidas das mais variadas, seja via e-mail ou através das redes sociais. Desde o começo do ano, porém, nada chega sequer perto em frequência do que o seguinte questionamento:
“Há mesmo risco de o governo confiscar a poupança? O que devo fazer?”

Bom, não é segredo que somos críticos do Governo, então estamos em plenas condições de dizer de forma imparcial que esta proposta é completamente sem sentido, pois acabaria com uma economia que já não cresce e destruiria o que resta de popularidade da presidente.

O próprio Ministério da Fazenda - em que pese a credibilidade um tanto abalada - já tratou de negar veementemente todos os boatos sobre a possibilidade de bloqueio dos recursos.

Mas rumores à parte, tendo em vista o que já foi dito até aqui nossa grande dúvida é: o que você, leitor, ainda faz com dinheiro na poupança?

Meu caro amigo, na prática a poupança brasileira já está sendo confiscada pelo Governo Dilma, e isto começou no exato momento em que se optou por tolerar uma inflação gigantesca, que corrói o poder de compra não só dos que poupam, mas sim de todos assalariados. E como resultante desta alta inflação vemos sucessivos aumentos da taxa de juros Selic.

A inflação funciona - por meio do que os economistas chamam de "senhoriagem" e "imposto inflacionário" - como uma transferência brutal de recursos da sociedade para o Estado.

Transferência essa que afeta sobretudo o andar de baixo - no qual moramos eu, você e todos aqueles pagam do próprio bolso as passagens para viagens de suas respectivas esposas.

Você pode argumentar que, mesmo perdendo dinheiro, a poupança é sim uma alternativa interessante para o dinheiro do dia a dia, na medida em que está sempre pronto para um eventual dispêndio.

Aqui na Empiricus, porém, preferimos recomendar alternativas muito melhores, em nossa opinião.

Foque nas alternativas

Há investimentos de risco tão baixo quanto a poupança com remuneração muito superior. E o que é melhor: também com liquidez diária.

Nesse nosso universo do maior juro real do mundo, a briga do investidor tem que ser voltada para a conquista de algo próximo da rentabilidade do CDI (leia-se Selic).

Referência de aplicação conservadora, são títulos de emissão das instituições financeiras, que lastreiam as operações do mercado interbancário. Suas características são idênticas às de um CDB, mas sua negociação é restrita ao mercado interbancário.

Portanto, são, grosso modo, o juro que o banco consegue.

Mas como você pega o CDI?

Exemplos clássicos são fundos DI de seu próprio banco, que rendem cerca de 90% do CDI, hoje em torno de 12,75% ao ano. Ou seja, um rendimento de 11,47% ao ano. Descontando daí o Imposto de Renda máximo de 22,5%, falaríamos de um retorno anual de 8,89% muito superior aos 6% da poupança, praticamente sem risco.

Se o investidor tiver acesso a fundos de corretoras ou bancos de investimento, pode conseguir até 95% com alguma facilidade. Nesse caso, o retorno final seria de 9,38% ao ano, apenas reforçando o argumento.

A maior parte dos investidores até sabe disso, mas, por conservadorismo, acaba deixando ao menos uma pequena parcela de seu patrimônio na caderneta de poupança, como uma espécie de colchão de liquidez.

O recado principal aqui é que nem isso se faz necessário. Há fundos DI pagando 90%/ 95% do CDI com liquidez diária. Ou seja, você pode acessar seu dinheiro no mesmo dia em que precisar.

(Aqui vem a parte que interessa)

A alternativa aos fundos de DI (e à poupança, evidentemente) é a compra de títulos públicos negociados via Tesouro Direto, com baixo risco e um retorno também elevado. Isso pode ser feito através do site http://www.tesourodireto.gov.br.

Nossos títulos favoritos para o momento são LFTs e NTN-Bs.

http://www.empiricus.com.br/ad/ya5.html

-----------

E aí, pergunto aos entendidos, isto confere? Essas modalidades de TD são mesmo as melhores ou tem outras? Se alguém já mexe com Tesouro Direto, poderia dar uma ajudinha aqui...
O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.
Responda-o
#7
Excelentes dicas Major, depois de pagar a faculdade e tudo mais, não sobra muito, mas é melhor que ver o dinheiro ser corroído plea inflação.
.
Responda-o
#8
Dos investimentos com pouco risco (nisso inclui poupança, CDB, renda fixa propriamente, etc...), o Tesouro Direto é o que está dando o maior retorno...claro que tudo pode acontecer, como o governo dar calote, ou reduzir o retorno ao invés do que prometeu (como fizeram na Argentina), etc...mas ainda assim é um investimento bom...

Só um detalhe, o Tesouro Direto é para deixar o dinheiro parado lá, se tentar sacar em qualquer data antes do prazo definido, irá perder grana na maioria das vezes...ou seja, não invistam se precisarem sacar em um momento de emergência (ainda mais com o país em recesso)
Responda-o
#9
O que é melhor, procurar uma corretora ou tentar fazer tudo sozinho? Essa é minha grande dúvida, pois parece que dependendo das taxas, boa parte do lucro se perde. Gostaria que alguém que já mexe com títulos públicos me tirasse essa dúvida.
O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.
Responda-o
#10
(11-09-2015, 03:25 PM)Major Lobo Honrado Escreveu: O que é melhor, procurar uma corretora ou tentar fazer tudo sozinho? Essa é minha grande dúvida, pois parece que dependendo das taxas, boa parte do lucro se perde. Gostaria que alguém que já mexe com títulos públicos me tirasse essa dúvida.

Não tem como investir no tesouro diretamente, tem que ser através de uma corretora...Tem a listagem no próprio site do tesouro:

http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesour...abilitadas

Eu uso a XP, mas é porque já tinha conta e investimentos anteriores com eles e achei mais cômodo investir através deles...Mas tem outras melhores que são integradas e não cobram taxa de compra do tesouro (não sei se na hora do saque é cobrado algo com essas)...
Responda-o
#11
Minha dica é: Diversifiquem.

Um mês coloquem no TD, no outro em ações, no outro em FIIS, no outro no CDB, etc.
Responda-o
#12
(11-09-2015, 06:44 PM)destruidor Escreveu: Minha dica é: Diversifiquem.

Um mês coloquem no TD, no outro em ações, no outro em FIIS, no outro no CDB, etc.

Exatamente. Isto e importante, pois minimiza os riscos.

Vamos supor que um investimento tenha 10% de chance de se perder por ações do governo, calote, etc; Se vc colocar tudo em um investimento, vc tem 10% de chance de perder tudo. Se você colocar em uns 5, vc tem 0.001% de chances de perder tudo(0.10^5). Isto ajuda a minimizar riscos.

Outra coisa, não coloquem dinheiro que vocês precisam em investimento. Por que? Porque vc pode precisar tirar o dinheiro antes do investimento render/valorizar(se tratando de ações) ou pode perder um dinheiro que vc precisa.
.
Responda-o
#13
Confrades, sou Economista e Gestor de Investimentos. Quero dar minha contribuição aqui.

O governo financia o déficit público através da emissão de títulos públicos. Estes títulos são comprados em sua grande parte por bancos, através de suas Assets de Investimentos e compõem em grande parte a carteira dos fundos de investimentos. O tesouro direto é a forma de tornar acessível os títulos públicos às pessoas físicas.

Quanto melhor a situação fiscal do país, menos juros o tesouro direto paga pelos títulos. Mas, assim como agora, quanto pior a situação fiscal, mais juros o tesouro precisa pagar.

Todos os papéis tem uma data de vencimento. O tempo que se leva até o vencimento chama-se "duration". Ou seja, estamos em setembro de 2016 e um papel vence em setembro de 2021, sua duration é de 5 anos.

Você já sabe o quanto vai receber no vencimento, mas todos os dias estes papéis são precificados de acordo com a volatilidade das taxas de juros futuros. A relação entre títulos e taxas futuras são inversas: se o juros futuros aumenta, o papel se desvaloriza, agora se o juros futuros diminui o papel se valoriza.

Deste modo, daqui até a data de vencimento podem ocorrer "janelas de oportunidades". Por exemplo: o mercado acredita que em breve o governo vai resolver todos os problemas e fica otimista, o juros futuros cai e seu papel se valoriza naquele dia, pagando muitas vezes o dobro do que você vai receber na data de vencimento. Essa é uma boa oportunidade para se vender o papel e "realizar o lucro".

E, se caso o mercado esteja pessimista, como o momento que vivemos agora, o papel vai se desvalorizar dia após dia, mas se você levar até o vencimento não precisa se preocupar. Vai receber o que foi combinado.
"Homem Marmito"® is trademark of Marmito Man Corporation ™
Responda-o
#14
Sagitário, mas pra comprar títulos públicos, na sua opinião qual a melhor forma de fazê-lo? Comprar com um banco, ou investir e fazer tudo sozinho? Qual seria o "sovina way" de fazer isso, pra não perder dinheiro com taxas inúteis?
O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.
Responda-o
#15
(12-09-2015, 06:09 PM)Major Lobo Honrado Escreveu: Sagitário, mas pra comprar títulos públicos, na sua opinião qual a melhor forma de fazê-lo? Comprar com um banco, ou investir e fazer tudo sozinho? Qual seria o "sovina way" de fazer isso, pra não perder dinheiro com taxas inúteis?

Confrade, para nós pessoa física investir no tesouro direto precisamos ter uma conta na corretora.  Neste link está a relação das corretoras habilitadas, inclusive tem a relação do quanto cada uma cobra com taxa de administração e tem até algumas que não cobram nada: http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesour...abilitadas 

O lance do tesouro é você saber interpretar o cenário econômico, para direcionar a compra do melhor papel para aquele cenário. Existem muitos aplicativos para android que te informam também diariamente as taxas que cada título está pagando. Como vivemos um momento de alta da selic, papéis atrelados à selic (LFT) são bem indicados, papéis atrelados à inflação (NTN-B) que paga IPCA+ taxa de juros, também são bons para o momento,  mas estes possuem alta volatilidade e estão perdendo muito neste momento. São bons caso você possa levar até o vencimento ou estar tranquilo e esperar aquela janela de oportunidade. Os pré-fixados (LTN) também estão num bom momento de compra, mas para efetivar a compra deste papel você sempre precisa estar acompanhando a expectativa de inflação e selic para os próximos anos, para não ter prejuizo.
"Homem Marmito"® is trademark of Marmito Man Corporation ™
Responda-o
#16
Quando eu disse fazer tudo sozinho, quis dizer sem ajuda do banco, comprar direto com a corretora habilitada (eu ouvia elas serem chamadas de Casa de custódia, não sei se é correto). Banco cobra taxa em tudo o que faz.

Tem também o detalhe das taxas de administração que o Sagitário falou, vou procurar saber se tem alguma que não cobra aqui na minha região pra começar a mexer com títulos públicos.
O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.
Responda-o
#17
Hum, parece que algumas coisas mudaram desde a última vez que pesquisei o assunto. Agora praticamente todos os bancos são AGENTES de custódia (era esse o termo que eu queria lembrar, casa de custódia é cadeia kkk), mas não tem nenhum por aqui que não cobra taxas. Das poucas opções que vi por aqui tem o Banco Itaú, mas é só pra quem já é cliente do banco. Os bancos daqui do HuES cobram as maiores taxas da lista, o jeito vai ser escolher a menos pior e arriscar com ela, o foda é pensar que o banco vai dar a bocada dele no final, esses bichos são espertos, até no Tesouro Direto eles já estão metendo a mão.
O que me preocupa não é nem o grito dos esquerdistas, das feminazis, das mães solteiras, dos corruptos, dos maconheiros, dos cachorrentos, dos LGBTs, dos sem caráter e sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.
Responda-o
#18
Na verdade hoje em dia quem cobra para realmente investir em tesouro direto são as previdências privadas que te cobram mensalmente para fazer a compra dos títulos conforme o seu planejamento financeiro, isso só é recomendado para quem não tem noção das coisas e precisa de um boleto todo mês para fazer investimento ao invés de apenas economizar o valor e transferir para a conta (notar que banco cobra taxa de transferência que pode chegar até R$ 20,00, é melhor guardar a grana por vários meses e transferir 2k ou mais de uma vez do que fazer vários depósitos de 500 R$ todo mês para não perder dinheiro)...O resto cobra apenas taxa de administração mesmo, banco sempre será mais caro...
Responda-o
#19
(13-09-2015, 07:12 AM)Major Lobo Honrado Escreveu: Hum, parece que algumas coisas mudaram desde a última vez que pesquisei o assunto. Agora praticamente todos os bancos são AGENTES de custódia (era esse o termo que eu queria lembrar, casa de custódia é cadeia kkk), mas não tem nenhum por aqui que não cobra taxas. Das poucas opções que vi por aqui tem o Banco Itaú, mas é só pra quem já é cliente do banco. Os bancos daqui do HuES cobram as maiores taxas da lista, o jeito vai ser escolher a menos pior e arriscar com ela, o foda é pensar que o banco vai dar a bocada dele no final, esses bichos são espertos, até no Tesouro Direto eles já estão metendo a mão.

http://viverdeinvestimento.com/acoes/cor...e-valores/

Já da para vc ter noção de custos.

Outro importante é o que escreveram, se a corretora não tiver conta no mesmo banco que o seu, terá que pagar TED que varia de banco para banco. As vezes vale a pena pagar 0,1% a mais de taxa e não ter que pagar o TED.
Responda-o
#20
Poupança atual é lixo. Fujam. E o que fode o CDB é a porra do imposto de renda.

Preferi aplicar a pouca grana que tenho em LCI (ou LCA, tanto faz). É isento do IR e o retorno é bem melhor que a poupança e o CDB (que leva a mordida do IR). Fora que LCI e LCA, até nos bancos mais pequenos e fudidos (que são os que pagam mais), tem a proteção do FGC até o valor de 250k.

Existem inúmeros investimentos melhores e com mais retorno do que os que citei (TD por exemplo). Mas, por outro lado, com menos segurança e/ou mais burocracia.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [DÚVIDA] Tesouro direto die01 9 3,816 20-01-2019, 03:35 PM
Última Postagem: Futuro Alpha Male
  O que é Tesouro Direto? Groo 25 12,394 17-11-2018, 11:28 AM
Última Postagem: Carl Johnson

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)