Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Por que você deve fazer jejum de dopamina.
#1
Já teve um daqueles dias em que você come lixo todo o dia, navega na net o dia todo, assiste tv o dia todo, e no final do dia você se sente como um pedaço de merda horrível que não fez nada?

Isso porque você passou um dia sendo “recompensado” pela dopamina e não fazendo nada produtivo.

Esses dias não parecem que você não tem controle sobre sua vida?

A resposta é sim, claro, mas a questão é por quê ? Por que esses dias acontecem? E por que esses dias impedem você de fazer algo produtivo?

Deixe-me responder a estas perguntas para você ...

Todos os dias você é bombardeado com coisas que inundam seu cérebro com dopamina

Coisas como: Smartphones, filmes, Netflix, mídia social, entretenimento de televisão, entretenimento musical, pornografia na internet, videogames e outros.

[Image: homem-muito-gordo-sorri-verificando-seu-...3-5517.jpg]

Tudo para estas coisas entretê- lo (e eles dão-lhe uma tal dopamina que eles se tornam altamente viciante). Infelizmente, enquanto você está entretido, seu cérebro está essencialmente “desligado” ou em transe

Essas coisas te recompensam com dopamina e porque eles te recompensam com dopamina, seu cérebro não precisa fazer nada.

Quanto mais você se diverte, pior se sente sobre si mesmo e menos confiança você tem.

A autodisciplina desaparece e você se perde no mundo dos juncos de dopamina.

Essas drogas constantes de dopamina parecem reduzi-lo a um mero espectador em sua vida, em vez de um comandante de sua vida.

Mas eu tenho uma correção para você,

Como deixar de ser um espectador e começar a ser um comandante:

Para conquistar esse vício desagradável dos agentes da dopamina e deixar de ser um espectador e começar a ser um comandante, isso é o que você pode fazer: "jejum de dopamina".

O que é um jejum de dopamina?

Passe o dia inteiro fazendo o oposto do que você faz normalmente.


No mundo moderno, tudo o que fazemos recompensa nossos sistemas de dopamina (e no processo torna nossa vida mais desagradável).

Telefone, computadores, aplicativos, comida, sexo, masturbação, videogames.

Tudo o que fazemos nos "recompensa" com a dopamina, o que nos torna completamente impulsivos, superestimulados, completamente impacientes e altamente improdutivos.

Porque tudo o que fazemos nos recompensa com a dopamina, nunca chegamos a fazer um trabalho que realmente importa. De fato, nós nunca desenvolvemos a capacidade de fazer o trabalho que importa.

A coisa # 1 que é vitalmente importante para fazer um ótimo trabalho é chamada

IMAGINAÇÃO.

É a imaginação que é a grande divisão entre grandes homens e homens médios / fracos.

Sem uma forte capacidade de imaginar seu grande trabalho em sua mente, você nunca desenvolverá a capacidade de criar o grande trabalho na realidade.

E quando você é constantemente bombardeado com agentes que aumentam a dopamina (como o YouTube, pornografia na Internet, aplicativos de smartphones, etc.), você nunca tem tempo de ficar sozinho com seus pensamentos.

Então faça o oposto.

Fique com seus pensamentos e não faça mais nada. Estar sozinho com seus pensamentos é fundamental para se tornar grandes.

Enquanto você permanecer escravo do entretenimento moderno e das recompensas da dopamina, você sempre será o perdedor que desperdiça seu dia fazendo nada produtivo.

Tudo o que foi criado, toda grande obra que já foi produzida, foi produzida pela primeira vez na imaginação do criador.

Para produzir esse grande trabalho, é importante passar um tempo sozinho e longe dos agentes que aumentam a dopamina.

É por isso que eu sugiro que você passe o dia com um jejum de dopamina.

No seu jejum de dopamina, essas coisas são completamente banidas:
  • Comida rica e / ou doce
  • Sexo
  • Masturbação
  • Telefone
  • Computador
  • Televisão
  • Música
  • Podcasts
  • Videogames
  • Cafeína
  • Álcool
  • Drogas de qualquer tipo
  • Qualquer outra atividade estimulante ou dopamina recompensadora
Aqui está o que é permitido:
  • (sua imaginação)
É isso aí.

Isso é tudo o que você é permitido no jejum de dopamina.

Você deve passar o dia com nada além de sua imaginação.
  • Um caderno e uma caneta não são proibidos, mas também não são necessários e são completamente opcionais.

  • A comida não é proibida, mas comida rica / doce é. Ele é sugerido para tomar o dia de folga a partir de alimentos, mas não é totalmente necessário. Se você comer, deve ser comida simples.
Você deve se confrontar, deve estar sozinho consigo mesmo e deve desenvolver sua imaginação.

Você pode chamar isso de “meditação”, você pode chamar de “oração”, ou pode chamar de “treinamento do cérebro”. Todos são o mesmo método.

Este é o método exato que todos os grandes inventores, poetas, artistas, arquitetos e compositores do passado usaram para desenvolver suas tremendas habilidades.

Não haveria Johann Sebastian Bach, Nikola Tesla , Leonardo DaVinci ou William Shakespeare sem esse método de treinamento de imaginação.


SE VOCÊ QUER SER GRANDE, VOCÊ DEVE SEGUIR OS PASSOS DOS QUE FORAM GRANDES.

[Image: previsoes-de-nikola-tesla-realidade.jpg]
(Tesla, o maior de todos os tempos)

A imaginação deve ser treinada.

Sua imaginação é como um músculo. Se você não treiná-lo, você não poderá usá-lo. Sem uso, ele irá embora.

Para treinar sua imaginação, você deve ficar longe de gadgets e tecnologia de recompensa da dopamina.

Passe o dia na floresta ou em casa. Mas não se permita ser “recompensado” com a dopamina de fontes externas.

Você deve desenvolver sua habilidade interior para criar em sua mente para que possa então criar na realidade.

O treinamento de imaginação, através do seu jejum de dopamina, é o que levará diretamente a resultados reais em sua vida.

Riqueza, mulheres e poder vieram do mesmo lugar.  A mente de um grande homem que passou um tempo na solidão pensando em como criá-lo e alcançá-lo.

Em vez de desperdiçar o dia com bobagens, você poderia passar o dia pensando no seu ótimo trabalho.

PENSE.


Spoiler Revelar
https://boldanddetermined.com/decrease-dopamine/
https://www.whitemalesurvival.com/dopamine-management/

* * *

Confrades, fiz esse experimento durante uma semana e foi ESPETACULAR.

Simplesmente adotei a prática dos grandes homens de antigamente: acorde, trabalhe e vá aprender algo sobre o qual você tem interferência!

Isso foi primordial para uma semana deslumbrante.

Simplesmente abdiquei de telejornais, globo.com, youtube, redes sociais e outras merdas. Não tenho grupos no Whats. Apenas acessava o fórum e sites sobre a minha área profissional ou áreas que possam realmente mudar minha vida!

Parando para pensar realmente, quais notícias mudaram nossa vida? Você precisa realmente saber o que está acontecendo do outro lado do mundo? O que Flávio Bolsonaro tem feito? Quem é a nova joia do futebol? Isso é realmente importante ou só um ruído?

É incrível como esse exercício nos muda. Você pensa sobre 'n' coisas, pendências, coisas que têm de melhorar, tudo isso só vem quando você ignora o torpor do entretenimento. 

Minha rotina é a seguinte: acordar, malhar, trabalhar e estudar. No final do dia acesso o fórum e leio sobre algo QUE EFETIVAMENTE POSSO MUDAR

Alimentação, exercícios físicos, posições de sexo, enfim, COISAS QUE TENHO INTERFERÊNCIA. Simplesmente não vi mais notícias imundas ou me enveredei em discussões vazias e redes sociais.

É libertador.

Espero que apreciem a leitura.
Responda-o
#2
Gostei, irei tirar um dia essa semana pra fazer isso. Livros são permitidos?
Responda-o
#3
Quem se compromete com os objetivos pessoais, quem almeja algo, dificilmente terá tempo a perder com essa inércia toda que o tópico fala.

Trabalho, estudo e treino exigem tempo, ou seja, se você tem tempo livre pra se esbaldar com a tal dopamina, alguma coisa está errada, certo?

Mas não entenda mal, concordo com o tópico, meu comentário é um complemento. A cura pra isso se chama trabalho e estudo.
Jet Sky < link

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#4
(25-01-2019, 09:13 PM)Patrulheiro Escreveu: Confrades, fiz esse experimento durante uma semana e foi ESPETACULAR.

Simplesmente adotei a prática dos grandes homens de antigamente [...]





Parabéns! É o que falta em muitos aqui: sair da teoria e colocar na prática. Sair dos "estudos científicos" de uniesquina e colocar a mão na massa. 

Eu acompanho o site do Victor Pride há um tempo e apesar dele ser marketeiro, tem muito material bom e gratuito. Também acompanho o site do Chad Howse, fala sobre masculinidade e é contra essas frescuragens modernas. 

Ps: Tu que fez essa tradução?
Responda-o
#5
Você abordou o tema de leve no seu diário e fiquei bastante interessado no assunto. Valeu por abrir um tópico específico sobre isso.

Apesar de não ser um escravo da dopamina, pretendo controlar mais o acesso às fontes dela. Preciso diminuir o tempo gasto em redes sociais, youtube e até aqui no fórum, porque isso aqui também vicia. Essas distrações levam a procrastinação no desenvolvimento pessoal, tirando o foco nos estudos, prejudicando a produtividade no trabalho e outros malefícios.

Muito bom o tópico.
A realidade nua e crua.
Responda-o
#6
Muito bom, estou precisando tirar o resto da vida com esse jejum kkkkkkkk! Brincadeiras a parte, precisamos focar no que realmente interessa e parar com distrações a todo momento para procrastinar. Muito bom esse tropico!
Responda-o
#7
Internet, televisão e redes sociais são distrações.
Se misturar entretenimento com outras atividades, só haverá atraso e frustração.
Não tem problema ver coisa inútil, desde que você já tenha feito o que é rentável pra você.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#8
@Dark_Painter01 sim. Principalmente algo que você queira aprender ou algo que você pode mudar.

Ainda que seja de 'entretenimento', é fato que ler é muito melhor que qualquer merda citada. Recomendo ficar com um bloco de nota e anotar as palavras novas.


@Futuro Alpha Male Obrigado, confrade!


@Gorlami Sem dúvidas. É por isso que é primordial para um homem ter um ofício.


@"Reddington" Eu baixei a extensão que traduz e fiz as adaptações, algo que a tradução destoava. Obrigado! Como fiquei essa semana sem entretenimento, cheguei mais cedo no trampo, acabei minhas coisas mais cedo. Foi muito bom. E me sinto muito mais leve, a ausência de fadiga mental..

@"Tarantino" Sem dúvidas! Eu estava viciado em política e nem é minha área. Mandei tudo pro alto e foquei em mim e na minha carreira. Benefício muito melhor, maior produtividade no trabalho e estudo e já tive até retornos.

É aquela frase, ser esperto hoje em dia é ser seletivamente ignorante.


@Astuto Obrigado, confrade. Sem dúvidas o melhor exercício é ser seletivamente ignorante.


@Bilidequidi Com certeza. Eu gostei do tópico porque é uma coisa que assola a civilização hoje em dia. Não pensamos mais!

Sem contar que quando você fica só consigo mesmo, vários pensamento vem à tona. Pendências, desacertos, visualização de onde pode melhorar... Chegar em casa depois de um dia de estudo/trabalho e ficar de barriga pra cima é muito bom, mas creio que se abster dessas parafernalhas e ficar consigo mesmo é melhor. Um autoconhecimento indescritível. Você lembra daquele amigo que não fala há um tempo, rememora as coisas e descansa a cabeça.
Responda-o
#9
Excelente tópico, gostei bastante do conceito.

Eu estava lendo os links que você postou e os efeitos do excesso de dopamina por estímulos anormais no corpo são:
  • Baixa libido
  • Falta de foco
  • Falta de concentração
  • Falta de motivação
  • Apatia
  • Disfunção erétil
  • Perda de memória
  • Depressão
  • Fadiga
  • Impulsividade
  • Mãos e pés gelados
  • Desejo por açúcar e carboidrato
Entre outros, o interessante é que o efeito é muito similar do estudo que eu fiz sobre como os neurotransmissores são afetados durante o sexo casual e promiscuidade, principalmente a dopamina, aqui neste link: A Real sobre a Promiscuidade

Nos links indicados pelo Patrulheiro, tem uma imagem interessante, na primeira aparece o cérebro normal, na segunda o cérebro sob o efeito da heroína, e na terceira o cérebro sob o efeito da pornografia. O efeito que a pornografia causa no neurotransmissor Dopamina é muito similar ao efeito de uma droga pesada. Conforme relatei no tópico indicado acima.

[Image: Dopamine-Management-Heroin.jpg]

Vou seguir esse jejum de dopamina com uma série de ajustes pessoais que vou fazer.
“A honra, a integridade e a verdade precisam ser guardadas, custe o que custar ao próprio eu.” Obreiros Evangélicos, pág. 447
Responda-o
#10
Cara, obrigado pelo texto. Eu estava precisando de uma orientação como essa.
Responda-o
#11
Vim aqui procurando pelo termo, após ler trechos do Diário de Treino do @Libertador. Merece um Up.

O comentário do @Gorlami foi pertinente. Parabéns pela sabedoria de "vivência", confrade.

É instintivo dizer que em qualquer tipo de atividade que nos afaste um pouco do modus operandi do dia a dia, há algo de diferente. Pois então, relato passei por um experiência semelhante, que na época foi chamada Dia do Silêncio. Estava me preparando para esta experiência há uma semana ou mais, em um ambiente que, por si só, já provocava menos excitações da tal dopamina. Posso dizer que foi uma das experiências mais profundas de conexão comigo mesmo e com Deus.
Responda-o
#12
Do meio da semana passada pra cá venho encontrando muita dificuldade de focar e fazer o que deveria (estudar). Há um tempo isso era muito comum, mas conforme fui me desenvolvendo e eliminando o que não prestava mudei radicalmente essa situação. O problema  é que dessa vez a "crise" tá beirando o absurdo, sento pra estudar e fico levantando pra beber água, olhando whats e etc. Ficou nítido pra mim ao observar esse meu comportamento (e depois de ler o tópico) que minha mente e corpo estavam procurando alguma coisa que eu não sabia o que era.

Também reparei que quando passo por momentos de raiva ou alegria, sinto que minha constância nos estudos fica comprometida. Aí acabo entrando nesse ciclo vicioso de "procura por algo <------>sentimento de culpa ao fim do dia".
Responda-o
#13
A temática desse tópico é bastante interessante e complexa.

Ter a consciência dos malefícios da gratificação instantânea a todo momento é excelente, sem dúvidas. Entretanto, o desafio é justamente tentar equilibrar a balança. Como abdicar de coisas já tão enraizadas no nosso cotidiano sem se dissociar da sociedade? Porque a partir do momento em que se toma consciência dos efeitos da dopamina, você vê que a maioria das pessoas ao redor querem que nos afundemos mais e mais em gratificação instantânea.

O confrade @Gorlami falou a respeito da gestão do tempo. Para exemplificar, eu trabalho por escala 12x24 e 12x72h, em meio a trabalho, estudo, filho e academia, sempre me sobra tempo, que muitas vezes gasto no YouTube com entretenimento. Esse tempo no YouTube fez meu nível no inglês decolar ao longo dos anos, consigo conversar fluentemente, no entanto, por mais que eu aprenda coisas, ainda é uma atividade que não exige foco, que não é difícil. E aqui não estou com paranóia acerca de produtividade, apenas dizendo que por mais que eu faça o certo ao longo do dia, executando as atividades principais, ainda sobra tempo para atividades fúteis e que são deletérias. No YouTube (assim como em Instagram e Facebook, redes sociais que não possuo), chega um momento em que a maioria de nós começamos a assistir vídeos de temas diferentes escolhidos pelo algoritmo, e é aí que eu me sinto uma besta quadrada, como se eu fosse um viciado (minha geração pegou a ascensão da internet, ou seja, assisto YouTube desde que foi fundado).

Minha percepção atual sobre o assunto: fazer mais coisas práticas é melhor que perder tempo navegando na internet. O problema é que a partir do momento em que iniciamos o jejum de atividades tóxicas, ao mesmo tempo em que melhoramos a nossa concentração, nos dissociados da sociedade por não termos mais tantas coisas em comum com a maioria das pessoas ao redor (o que, sejamos sinceros, também é ruim). Aprendemos a replicar tarefas fáceis, e quando abdicamos, tudo parece chato (e de fato, grandes tarefas exigem que abracemos o tédio).
Responda-o
#14
Liberado a maior parte do seu dia das distrações como televisão, computador e celular a mente guarda energia mental, usada despreocupadamente e descompromissadamente e até inesperadamente para pensar na realização do impraticável. "E se eu conseguisse resolver esse problema". Te mostra falando, interagindo, trabalhando e dando seu melhor em tudo para o problema aparecer solucionado na sua frente mas somente quando você não sente medo de soluciona-lo. Eu tenho imaginação. É bom imaginar. O problema é alinha-la com objetivos do mundo real.
Responda-o
#15
Em tempos de confinamento, não levando em consideração uma possível crise financeira, é um bom momento para praticar o referido jejum.


No que tange às diversas informações trazidas pela imprensa às vezes é preciso se desligar dos noticiários,  seguindo a dica do ministro da saúde: "desliguem a TV, às vezes ela é tóxica demais”. 

Já quanto às outras coisas o momento é delicado, mas pode ser praticado à medida que não prejudique o emocional.
Responda-o
#16
Acredito que esse vídeo agregue ao tópico. Fala sobre os efeitos dos vícios e as altas cargas de dopamina e oque isso acarreta na vida do cidadão.



Além disso, ore para que a vontade de Deus seja feita! Não a sua.
Responda-o
#17
Já tinha lido esse tópico antes, mas não estava logado para comentar, então passando aqui só pra comentar que achei o tópico formidável e vou aderir a esse jejum 1 dia na semana.
"A paixão é como o álcool. Entorpece a consciência, elimina a lucidez, impede o julgamento crítico e provoca alucinações, fazendo com que o ser amado seja visto como divino." Como lidar com Mulheres - Nessahan Alita
Responda-o
#18
Baita tópico.
Vou experimentar também. Por mais que eu já tenha cortado um bocado de coisa, lendo o tópico percebi que faço outras em excesso para muito provavelmente compensar.
A música, por exemplo. Passo o dia todo ouvindo, o que vai de encontro ao que foi dito tanto nesse tópico quanto no A Real e a Promiscuidade, que para mim é o melhor tópico do fórum.
Responda-o
#19
(20-04-2020, 09:48 AM)hjr_10 Escreveu: ....A música, por exemplo. Passo o dia todo ouvindo, o que vai de encontro ao que foi dito tanto nesse tópico quanto no A Real e a Promiscuidade, que para mim é o melhor tópico do fórum.

Valeu pelo feedback! E olha que eu quase não postei o meu estudo da Real sobre a promiscuidade aqui no fórum, foi mais por insistência do @Diamante que estava debatendo comigo o assunto no whastapp e eu fui esclarecendo todos aqueles pontos e mandei foto de partes das minhas anotações e ele insistiu que eu fizesse o tópico detalhando tudo, relutei bastante devido ao trabalho que a gente gasta pra postar isso e a sensação de só chover no molhado. Mas, ainda bem que ouvi ele e postei. 

Tenho alguns outros estudos completos de outras áreas que estou organizando para ir postando aos poucos a pedido de outros realistas, o mais recente que postei foi este: A vida após a morte - Estudo Completo. Que já está na fase final de conclusão.
“A honra, a integridade e a verdade precisam ser guardadas, custe o que custar ao próprio eu.” Obreiros Evangélicos, pág. 447
Responda-o
#20
Ótimo tópico!
Além das informações ensinando, foi um estímulo a mais para levar adiante essa prática.

Uma coisa, é claro que as pessoas aqui não vão cortar completamente/absolutamente as fontes de dopamina. Mas é legal fazer de um jeito bem balanceado.


Por exemplo: 

Séries no Netflix? 
Apenas de fim de semana um pouquinho! NÃO fazer isso durante a semana, antes de dormir e etc. Tem tempo livre a noite? Vá dormir mais cedo pra descansar mais, ou faça outra coisa.

Masturbação?
Isso JAMAIS! NUNCA!
Com a quantidade de pornografia que temos hoje em dia, isso é uma BOMBA absurdamente terrível no cérebro.


Nos tempos do seu pai/avô era uma revistinha com meia dúzia de fotos e no máximo um peitinho e olhe lá. Hoje no XVideos, PornHub, ou infinitas opções da internet, você encontra as coisas mais incríveis, fantásticas, fetiches malucos, gostos, que desejar! Mas isso é TERRÍVEL para o cérebro. Você em 15 minutos vê os peitos, bundas, tons de pele, novinha, milf, morena, loira, ruiva, as coisas mais belas que desejar e que jamais chegará perto na vida real. Isso é uma bomba química cerebral terrível.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Por que você deve tentar ser um pouco mais escasso Hombre de hielo 16 2,968 15-03-2020, 07:34 PM
Última Postagem: John Wayne
  Informações que você deve levar para o túmulo Patrulheiro 10 1,786 04-12-2019, 02:48 AM
Última Postagem: Consagrado
  Por que você não deve tratar seus filhos igualmente Adão 2 788 03-10-2017, 07:07 PM
Última Postagem: Senna

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)