Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Elabore seus gastos
#1
Elabore seu orçamento pessoal e familiar.
 
- Identifique como você está utilizando seu orçamento atualmente.

- Tenha uma avaliação de seus gastos e defina metas para as despesas junto com seus objetivos financeiro a curto e a médio prazo.

- Faça um acompanhamento de suas futuras despesas (financiamento e cartão de crédito) são exemplos clássicos. Assegure e veja se está dentro do planejado.
 
.: Identifique seus gastos:

- Elabore uma planilha e veja onde seu orçamento está sendo gasto. O objetivo principal desta categoria é justamente você evitar gastos desnecessários.

.: Divida o seu orçamento em três classes:

Dívidas Fixas (são as dívidas que ocorrem todos os meses), exemplos: Aluguel, condomínio, questões com planos de saúde, gás, luz, água, telefone, alguma prestação (eletrodomésticos, carro, entre outros), despesas com alimentação (supermercado, açougue e sacolão), internet, entre outros (vai depender das características particulares de cada um).

Dívidas Variáveis ou Eventuais (são as despesas que não necessariamente ocorre todos os meses), exemplo: Despesas de começo de ano (IPTU, IPVA, seguro, material escolar), problemas com o veículo, alguma emergência médica, doações, gastos de algum material a respeito da faculdade, etc etc...

* Gastos Livres (gastos livres de culpa): Roupas, passeios, materiais pessoais, etc etc (vai depender da particularidade pessoal de cada um).

.: Tenha um planejamento realista:

- Não seja sovina ao extremo. Reserva uma parte do orçamento para gastos livres. Estes gastos livres serão o seu ânimo (seu prêmio) para se manter leal ao planejamento orçamentário, sendo assim, conquistar seus objetivos. Tópicos de apoio: Divida o seu salário e Tabela Financeira
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#2
Muito bom to aprendendo a me controlar com essas dicas
Responda-o
#3
Muito bom seu texto, orçamento é a base para se começar a cuidar do dinheiro e investir. Só um aviso: Os links do Sumário estão inativos, falta apenas trocar o domínio que eles voltam a funcionar tranquilamente.
Responda-o
#4
Muito boa as dicas, já implemento faz bastante tempo.
Responda-o
#5
Sempre guardo as notas de tudo que compro ou anoto no celular e tiro um tempo em casa e lanço numa planilha do excel, é possível economizar bastante quando você controla seus gastos.
Responda-o
#6
(31-01-2016, 12:56 PM)Diamante Escreveu:
Elabore seu orçamento pessoal e familiar.
 
- Identifique como você está utilizando seu orçamento atualmente.

- Tenha uma avaliação de seus gastos e defina metas para as despesas junto com seus objetivos financeiro a curto e a médio prazo.

- Faça um acompanhamento de suas futuras despesas (financiamento e cartão de crédito) são exemplos clássicos. Assegure e veja se está dentro do planejado.
 
.: Identifique seus gastos:

- Elabore uma planilha e veja onde seu orçamento está sendo gasto. O objetivo principal desta categoria é justamente você evitar gastos desnecessários.

.: Divida o seu orçamento em três classes:

Dívidas Fixas (são as dívidas que ocorrem todos os meses), exemplos: Aluguel, condomínio, questões com planos de saúde, gás, luz, água, telefone, alguma prestação (eletrodomésticos, carro, entre outros), despesas com alimentação (supermercado, açougue e sacolão), internet, entre outros (vai depender das características particulares de cada um).

Dívidas Variáveis ou Eventuais (são as despesas que não necessariamente ocorre todos os meses), exemplo: Despesas de começo de ano (IPTU, IPVA, seguro, material escolar), problemas com o veículo, alguma emergência médica, doações, gastos de algum material a respeito da faculdade, etc etc...

* Gastos Livres (gastos livres de culpa): Roupas, passeios, materiais pessoais, etc etc (vai depender da particularidade pessoal de cada um).

.: Tenha um planejamento realista:

- Não seja sovina ao extremo. Reserva uma parte do orçamento para gastos livres. Estes gastos livres serão o seu ânimo (seu prêmio) para se manter leal ao planejamento orçamentário, sendo assim, conquistar seus objetivos. Tópicos de apoio: Divida o seu salário e Tabela Financeira

Tenho 18, sou jovem aprendiz e ganho em media R$700/800 mês, negociei uma moto com meu pai, serão 6x de R$500,00 (ja dei R$2,200) de entrada, nao gasto com praticamente nada e mesmo sendo "pesado" pra alguns nao estou sentindo nada pois nao tenho despesas fixas, e ainda sobram por volta de R$300,00 (e quero juntar 50% desse valor ainda por cima) mangos por mês, a moto é uma apache 150, moto praticamente desconhecida, nao é visada para roubos e estou bem satisfeito, você como entendedor, oque me diz ?
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma. Eclesiastes 9:10
Responda-o
#7
@Benaiah

No caso, é o que me refiro sempre pra tudo: Questão de objetivos. Qual foi o seu ao adquirir uma moto? Trabalho? Passeio? Transporte diário? Status (Rs)?

Sendo assim, tendo um objetivo em mente, você evitará compras por impulso.

Querendo ou não, você adquiriu um bem passivo. Que por consequência, vai te gerar gastos variáveis ao mês. Acredito que você não tenha plano de saúde ou seguro saúde. Para quem utiliza moto, é interessante ter.

No meu caso: Por que não tenho objetivo de adquirir uma moto ou carro?! Por que iria usar pouco, gastaria muito com Seguro, Manutenção, Gasolina, Pedágios, Estacionamento; e assim vai. Ao fim do mês, até mesmo com o veículo parado, iria me gerar um gasto desnecessário apenas para usar de vez e nunca.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#8
(23-04-2022, 08:59 AM)Diamante Escreveu: @Benaiah

No caso, é o que me refiro sempre pra tudo: Questão de objetivos. Qual foi o seu ao adquirir uma moto? Trabalho? Passeio? Transporte diário? Status (Rs)?

Entendo, comprei com objetivo de ir para faculdade apenas, talvez trabalho... to curtindo, bastante economica, nao sei se vou ficar mt tempo com ela.
Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma. Eclesiastes 9:10
Responda-o
#9
Blz, você deu um objetivo para sua aquisição. Ou seja: Não foi um dinheiro gasto de forma displicente.

OBS geral: O que falo são apenas opiniões baseado em experiência pessoal e matemática. Não estou aqui para catequizar ninguém. Yaoming
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#10
Um conselho que eu dou é que todos voces que fazem faculdade deveriam largar. 

"Twitter 

@lorenzo_lfm 

Uma das minhas melhores decisões foi 
largar eng.elétrica e aprender a programar

Sei de uma colega que se formou, c/
dupla titulação e recebe menos do que
eu, q nem diploma tenho.

Dinheiro n eh tudo, mas se vc aprende a
identificar tendencias de mercado, sua
vida facilita mt "
Responda-o
#11
Comediante falou uma parada certa sobre o mercado.

Eu mesmo, se fosse aguardar alguma promoção, passar num concurso, empreender... ou algum sinal do além; estaria estagnado até hoje.

Minha primeira remuneração (faz tempo), foi dê 600,00. De pouco em pouco e aplicando em lugares certos, fui constituindo meu "pé de meia".
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#12
(22-04-2022, 02:56 PM)WILLIAM FOSTER Escreveu: Sempre guardo as notas de tudo que compro ou anoto no celular e tiro um tempo em casa e lanço numa planilha do excel, é possível economizar bastante quando você controla seus gastos.

Eu fazia isso também. Cada centavo que eu gastava eu anotava. Tinha uma planilha detalhada. É mais cansativo mas te dá um controle absurdo sobre como seu dinheiro é usado.

Mas, nos últimos anos, eu trabalhei para simplificar vários processos da minha vida. Na questão financeira agora só anoto os gastos grandes e recorrentes. No início do mês eu pago as contas importantes, separo a parte para investir em uma conta própria e esses são os gastos que eu registro. 

E deixo na conta de gastos só o dinheiro que posso usar naquele mês para compras, como supermercado, lanches, gasolina, roupas, lazer. Assim vou usando esse dinheiro dos gastos ordinários de forma controlada para durar até o final do mês mas sem me preocupar em anotar cada compra pequena e média que faço. 

Isso simplificou bastante meu registro financeiro e eu achei bem melhor.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#13
Fazendo um gancho neste tópico: Tem um link da tabela disponível no rodapé do texto. Quem tiver interesse...

Sobre o que o Libertador relatou: Só separarem os gastos em colunas (assunto deste tópico) que irá facilitar ainda mais controle.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#14
Tem um app grátis chamado minhas economias que dá para usar tbm, é bom.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#15
Só pegar uma planilha-modelo, ou melhor, baixar um breve manual de excel.
DEPOIS, com o programa instalado, começar a mexer... elaborar uma planilha personalizada, dá mais trabalho, mas acaba sendo mais adequado a sua realidade também.

E lógico, manter os registros atualizados, diariamente.
Se ficar difícil abrir o PC/Note/tablet, ou só der pra mexer semanalmente, usa um caderno e anota a moda antiga, com uma caneta ou lápis.
E no fim de semana, atualiza o arquivo, a longo prazo ajuda muito a entender como se esta´gastando - e quanto, lógico - pra depois fazer um melhor planejamento futuro.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)