Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Sobre a Real e Nessahan Alita
#21
Não sabia (ou não lembrava) que Nessahan foi perseguido no local de trabalho.
O que sei é que no lançamento da nova versão do livro, mais light, a galera extremista se voltou contra ele, o acusando de ser mangina.

Edit: Lembrei de um comentário de uma menina que resolveu investigar acerca dele na universidade e postou que: "embora tivesse escrito esse livro de conteúdo machista e misógino, no trato pessoal era uma pessoa extremamente cordial, educada e simpática". Ele era professor e acho que músico na época.

Acontece que na primeira versão ele utilizou uma linguagem mais forte e direta, às vezes exagerando em alguns pontos, mas seu foco principal não era mudar as mulheres, e sim os homens. (Palavras dele).
O interpreto como um Dom Quixote contra o Feminismo-Romantismo da década de 2000. E usava a evolução (desapego, evolução psicológica e atitude mais masculina) como blindagem interior para essas coisas.
Ele dizia que a relação homem x mulher era injusta e que só o homem poderia mudar isso. E que a gnose e a filosofia teriam as respostas para essas questões.

Quando o tema massificou muita gente nova pegou seus textos, que coloca a mudança e evolução do homem como ponto principal para lidar com as mulheres e suas variações comportamentais, e alterou o foco para "aspectos negativos do comportamento e moral feminina". O que ele não gostou.

Muitas feministas atacavam essas comunidades, Nessahan propôs um desafio de juntar todas elas e ele em uma comunidade fechada para debaterem qualquer tema. Aí elas fugiram.

Elas surgiam, faziam denúncias, enchiam o saco. Algumas se disfarçavam e começavam a debater com os caras, até serem desmascaradas.

A comunidade OLODM foi muito forte em 2005-??, mas depois decaiu com o crescimento de outras.
A ala mais intelectualizada não curtia muito o Silvio, embora reconhecessem seu forte trabalho de divulgação do conteúdo.
Essa ala queria um aspecto mais filosófico ao tema, enquanto o Silvio já buscava elementos práticos do dia a dia.

Não vou entrar em aspectos pessoais da vida do Silvio, sei que ele teve problemas e algumas pessoas tentaram usar da sua identidade na internet. Foi uma fase bem difícil pra ele. Espero que esteja bem.

Lembro dos posts do Mó Humirde, Doutrinador, Silvio, COBRA e outros; entretanto, os posts do Rorschach, Shamtya (que vivia mudando de nick), de um cara maneiro do Sul (Rant) e outros, foram os que mais acompanhei.

A partir dessa comunidade outras surgiram, como Desenvolvimento Masculino, Mulher Gosta de Homem Babaca, etc.

Sinceramente o mais legal não eram as conversas sobre relacionamentos e mulheres, mas sim a parte de desenvolvimento pessoal e as zueiras nos grupos.

Lembro até da mensagem de despedida do Mó Humirde, aconselhando as pessoas a serem católicas, a dominarem a mulher no relacionamento, dizendo que conseguiu um emprego e ia trabalhar no meio do mato por uns tempos.

Na época achava ele meio estranho e excessivamente direto no jeito de escrever, mas sempre vi sinceridade em suas palavras.

Se tivesse que xingar alguém dando uma resposta, fazia sem pensar 2x. Era engraçado d+.

=-=

Voltando ao Nessahan, na época eu era ateu agnóstico (ateu que não discute a existência ou não existência, que deixa o assunto pra lá). Sempre achei besteira esse lance de religião ou igreja.
Após ler seu livro passei anos estudando e meditando as notas de rodapé, acabei descobrindo a gnose e estudando e meditando muito nos idos de 2005-2006.
A vida nos prega várias coincidências, pois no mesmo período namorei uma feminista que praticava a gnose e lia livros transcedentais e esotéricos como Osho e outros do tipo.
Essas meditações e estudos abriram a porta para conversão ao catolicismo. (Acho que converti em 2007 ou 2008).
Paixão, apego, libido descontrolada, desejo de ser aceito e amado são as maiores desgraças na vida amorosa do homem.

Aos novatos: Evolução, Desenvolvimento, Sofrimento e Problemas de Relacionamento:
Responda-o
#22
As escritas do NA são a base da Real! NADA e NINGUÉM mudará isso! Cool

Se rebelar contra as escritas do NA, é se rebelar contra a Real!

Tu tá querendo puxar o tapete do NA! Gargalhada
Responda-o
#23
(06-12-2023, 01:32 AM)SteveMcQueen Escreveu: [...]
Voltando ao Nessahan, na época eu era ateu agnóstico (ateu que não discute a existência ou não existência, que deixa o assunto pra lá). Sempre achei besteira esse lance de religião ou igreja.
Após ler seu livro passei anos estudando e meditando as notas de rodapé, acabei descobrindo a gnose e estudando e meditando muito nos idos de 2005-2006.
A vida nos prega várias coincidências, pois no mesmo período namorei uma feminista que praticava a gnose e lia livros transcedentais e esotéricos como Osho e outros do tipo.
[...]

Um cara que leu Nessahan namorando uma feminista... parece o Titanic, história de amor bandido...

Conta um relato breve aí @SteveMcQueen

Quando eu conheci a Real, uma das redflags máximas era se a moça é feminista ou não. Mas o que mais se vê hoje é moça misturando feminismo com tradicionalismo. Aliás, na época já tinha, mas parece que hoje piorou. Hoje, você vê um monte de vagabunda conservadora. E que cobra tradicionalismo dos homens... e moças que dizem "olha bem, eu sou feminista, mas relaxa, eu não sou femista" (até porque hoje muitos já olham feio pra essa palavra, e com razão).

Na era da putaria, não é só uma ideologia que é redflag, tem mais variáveis aí.
Responda-o
#24
(08-12-2023, 09:42 PM)Texugo Real Escreveu:
(06-12-2023, 01:32 AM)SteveMcQueen Escreveu: [...]
Voltando ao Nessahan, na época eu era ateu agnóstico (ateu que não discute a existência ou não existência, que deixa o assunto pra lá). Sempre achei besteira esse lance de religião ou igreja.
Após ler seu livro passei anos estudando e meditando as notas de rodapé, acabei descobrindo a gnose e estudando e meditando muito nos idos de 2005-2006.
A vida nos prega várias coincidências, pois no mesmo período namorei uma feminista que praticava a gnose e lia livros transcedentais e esotéricos como Osho e outros do tipo.
[...]

Um cara que leu Nessahan namorando uma feminista... parece o Titanic, história de amor bandido...

Conta um relato breve aí @SteveMcQueen

Quando eu conheci a Real, uma das redflags máximas era se a moça é feminista ou não. Mas o que mais se vê hoje é moça misturando feminismo com tradicionalismo. Aliás, na época já tinha, mas parece que hoje piorou. Hoje, você vê um monte de vagabunda conservadora. E que cobra tradicionalismo dos homens... e moças que dizem "olha bem, eu sou feminista, mas relaxa, eu não sou femista" (até porque hoje muitos já olham feio pra essa palavra, e com razão).

Na era da putaria, não é só uma ideologia que é redflag, tem mais variáveis aí.

Que coincidência, @lawlyet leonardo vulgo Gargamel também namorava uma feminazi na mesma época.

O mundo não dá voltas, ele capota trollface
Responda-o
#25
As vezes eu sinto falta do Orkut.

Lá a gente falava tudo que queriamos, e o governo não queria nos prender.....

O linkedin é uma desgraça. Seu historico de discussões ficam na tua pagina inicial, entao a pessoa que visita seu perfil ve tudo q vc ta falando. É uma rede satânica e globalista. Satânica porque é dominada pela cultura do "politicamente correto", Globalista porque é meio de disseminação de politicas corporativas, que são baseadas em lacração e falta de vergonha na cara.

Infelizmente, quando voce fura a matrix, o maior desafio é ficar de bico calado para as pessoas "normais". Elas não têm preparo para ouvir a real. A questão das mulheres, eu deixo em segundo plano. Eu superei a necessidade de aprovação delas. Acredito que atingi o estado de espirito do nessahan em relação a isso.

O que me incomoda mais é o globalismo, pois o globalismo é o pai do feminismo. Seus mecanismos proprios, sua etica e moral propria, me soam como um veneno ardiloso.

Eu me preocupo com os rumos da humanidade, mas ao mesmo tempo eu quero que se foda. O Brasil não tem salvação. Ja devo ter dito sobre isso: O problema do brasil é espiritual. Muito espirito podre pairando entre a gente. Pessoas invejosas, vaidosas e arrogantes. Principalmente os dotô.

espero que a terceira guerra mundial nos ajude de qualquer forma, pelo menos para termos uma desculpa para derrubar o LULA, que é um funcionario do globalismo.

As pessoas ridicularizam esse papo de globalismo, eles tao sendo feitos de marionetes e nem percebem. Por isso que eu quero que se foda.
Responda-o
#26
@Texugo Real

Naquele tempo (2005) não havia tanto foco nas questões ideológicas.

Eu - e boa parte dos caras, inicialmente não fazíamos ideia da influencia feminista e esquerdista na cultura moderna.

Tanto que que alguns entravam nos grupos com avatar de Stálin e na parte política-histórica defendiam o comunismo e a URSS.

No passar do tempo é que começaram a interligar o comportamento feminino negativo com as ideologias sociais em ascensão, com estudos sobre sobre subversão, novelas da globo, Yuri Bezmenov, marxismo cultural, Escola de Frankfurt, Esther Villar, Martin Van Creveld - O Mito da Fragilidade Feminina, Norah Vincent, Quem financia tudo isso, etc.

O movimento teve várias fases e nuances. Cada nicho se especializando e focando em algum ponto, por exemplo: prática em relacionamentos, discussão histórica, política, psicológica e outros até no campo metafísico e espiritual, tanto para entender a mulher, como para lutar por um Desenvolvimento e Independência psicológica masculina. (Pretendo fazer um tópico sobre isso futuramente).

=-=

Quanto ao relacionamento com a feminista preciso situar que estou falando de quase 20 anos atrás, onde as ideologias de esquerda identitária não possuíam tanta força e influencia sobre as pessoas.

Na época muitas mulheres abraçavam o feminismo por terem criação errada em casa, presenciado degeneração ou violência paterna, bem como nos casos que a mãe precisava fazer o papel de provedora e administradora do lar. (Ainda assim entendo que o feminismo não é a resposta correta).

O feminismo não era um movimento massificado da forma como é hoje com internet e tomada das universidades e escolas, onde mulheres que tiveram bons exemplos em casa se vitimizam por qualquer coisa, ou mulheres que escolhem homens errados reclamam do próprio destino.

=-=

Quanto ao relacionamento com essa garota, posso abrir outro tópico depois, para não desvirtuar esse, mas já adianto que foi um bom relacionamento.
Paixão, apego, libido descontrolada, desejo de ser aceito e amado são as maiores desgraças na vida amorosa do homem.

Aos novatos: Evolução, Desenvolvimento, Sofrimento e Problemas de Relacionamento:
Responda-o
#27
Grande @SteveMcQueen!

Pelo que lembro dos teus relatos, namorou uma vadia que tu deu um pé na bunda e ela foi a uma delegacia da mulher inventar que sofreu abusos. Não lembro do desfecho exato mas não foi fácil provar a inocência.

Lembro também que você vivia na aba de uma família bem de vida, porém nociva. Um dia chutou o balde, começou a trabalhar de taxista e subiu rapidamente na carreira trabalhando em ponto de aeroporto e tirando uma boa grana graças ao diferencial de falar várias línguas.

Espero que esteja tudo bem e não tenha mais se metido em roubadas como a da vadia caluniadora.
"A vida de cada um é um pequeno caderno de poucas folhas, em que se passa uma todos os dias." @Merdingo
Responda-o
#28
(Obs: não quero desvirtuar o tópico, então se quiserem discorrer a fundo, abram um novo tópico ou deem continuidade a um existente).

@Mó Humirde

Ela fez várias queixas, mas nunca tinha prova. A sorte é que um dia uma Delegada muito inteligente chamou para conversar reservadamente em um dos gabinetes, tomar um café, papo vai, papo vem, ela soltou que se eu voltasse pra casa ela retiraria as queixas na hora, pois no fundo queria que eu voltasse. Por causa disso a delegada não deu procedimento aos BO's.

Também passei por delegada feminista, gritalhona, que batia na mesa e falava alto, inclusive me colocou de frente pra cela alguns onde os presos ficavam antes de me chamar para depor.
Cheguei a conversar com uma juíza, que no final concluiu não ter como dar procedimento ao caso.
Passei por todo tipo de pressão e perseguição, inclusive ameaça de familiares dela que ainda moram no bairro.
No final das contas ela foi desmascarada por todo mundo, incluindo os familiares que defendiam a donzela com unhas e dentes.

Detalhe: família de valores conservadores, criada na igreja católica e odiava feministas.

Onde Nessahan entra? Manter a calma, ler a situação, entender o que cada pessoa ali estava tentando fazer e não entrar no jogo deles.

=-=

O trabalho de taxista foi a melhor coisa que ocorreu na vida, pois criado por mulheres, sem referencial masculino, pouca vida social, esse trabalho foi o oposto e me jogou no mundo: tudo serviu de aprendizado. Conheci muita gente boa, trabalhadores, empresários, cachaceiros, gays, prostitutas, travestis, malucos, viciados, policiais, criminosos, etc. Conheci de tudo, escutei muitas histórias e hoje sinto falta da variedade de vivência.

Antigamente o taxista tinha muito acesso a vários lugares, ele não ficava tão restrito a um município ou ponto específico, além disso as pessoas falavam mais da vida. Tudo dependia da carteira de clientes, pessoas e esquemas que conhecia. Era outro universo. Na época além do aeroporto, montei um esquema com atendentes de motel, pois sempre que ligavam para uma corrida dava uma grana pra elas.

=-=

Aqui em casa tivemos um ambiente bem difícil até meados de 2009-2010. Quando voltei a morar aqui o clima estava melhor, a maturidade veio chegando para todos e hoje estamos em paz 90% do tempo. A gente tenta se entender e precisa ceder em alguns pontos para viver com a família. Não tem jeito. 

=-=

Esse tópico trata de Nessahan e o movimento da real, se alguém quiser tratar de algum assunto específico pode dar continuidade a algum tópico existente ou criar algum.

Vejo que ele foi a semente aqui no Brasil, e se não fosse ele, muita gente teria percorrido caminhos ruins.

Quem quiser pode criar um tópico sobre mudanças na vida particular e na forma de encarar os relacionamentos a partir da visão: antes x após Nessahan.
Ou dar continuidade a algum tópico sobre relatos de falsas acusações por exemplo.

Enfim, o que sei é que HOJE estou em um caminho extremamente difícil, mas que é bom de seguir.

Nessahan foi a semente do auto desenvolvimento. Não lembro de nada tão forte e grandioso antes na minha vida, pois sempre fui indisciplinado e impulsivo. Ali o Betinha, Miqueínha, começou a observar mais e tentar mudar.

Obs: conheci Nessahan pesquisando sobre lida com mulheres, pois minha namorada conseguia ser a melhor e a pior pessoa do mundo em um espaço de 3 minutos.

=-=

Este tópico trata da História da Real, o que é um bom complemento:

https://legadorealista.net/forum/showthread.php?tid=548
Paixão, apego, libido descontrolada, desejo de ser aceito e amado são as maiores desgraças na vida amorosa do homem.

Aos novatos: Evolução, Desenvolvimento, Sofrimento e Problemas de Relacionamento:
Responda-o
#29
Agradeço ao @Hombre de hielo por me mostrar esse tópico.

Interessante ver a história de alguns aqui.

Sobre NA penso o seguinte: mais importante que a intenção é o rito.
Mais importante que ler NA é extrair pensamento prático dele.
Responda-o
#30
(08-12-2023, 11:15 PM)Penoso Escreveu:
(08-12-2023, 09:42 PM)Texugo Real Escreveu: Um cara que leu Nessahan namorando uma feminista... parece o Titanic, história de amor bandido...

Conta um relato breve aí @SteveMcQueen

Quando eu conheci a Real, uma das redflags máximas era se a moça é feminista ou não. Mas o que mais se vê hoje é moça misturando feminismo com tradicionalismo. Aliás, na época já tinha, mas parece que hoje piorou. Hoje, você vê um monte de vagabunda conservadora. E que cobra tradicionalismo dos homens... e moças que dizem "olha bem, eu sou feminista, mas relaxa, eu não sou femista" (até porque hoje muitos já olham feio pra essa palavra, e com razão).

Na era da putaria, não é só uma ideologia que é redflag, tem mais variáveis aí.

Que coincidência, @lawlyet leonardo vulgo Gargamel também namorava uma feminazi na mesma época.

O mundo não dá voltas, ele capota trollface

Agora estamos noivos. já faz quase 12 anos que estamos juntos
Responda-o
#31
Nem as mulheres sabem o que são hoje em dia, um questionamento que eu faço sempre, é feminista ? sim! e é cristã ? sim
Quando eu começo a lançar uma caralhada de versiculo da bíblia acabou-se, ou a fé vai embora ou o feminismo ou elas surtam que é o mais comum.
Porque o homem não provém da mulher, mas a mulher do homem.
Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem.

1 Coríntios 11:8,9
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Nessahan alita 2024 - interpretações para o bem kidesgraca 32 1,942 26-05-2024, 07:05 PM
Última Postagem: kidesgraca
  Nessahan Alita imaginava um progresso tão distópico do feminismo? Vincent 3 514 21-10-2023, 11:42 AM
Última Postagem: Texugo Real
  Um tipo de mulher que merece confiança (Por Nessahan Alita) Vital 22 2,841 19-01-2023, 10:09 PM
Última Postagem: Roris Morfí
Thumbs Up [REFLEXÃO] Quem aqui "aplicou" a fórmula de Nessahan Alita ? War 19 5,596 14-10-2022, 10:38 AM
Última Postagem: Kojack
  Da revolta contra a realidade by Nessahan Alita Rick O'Connell 0 670 05-04-2021, 07:23 PM
Última Postagem: Rick O'Connell

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 3 Visitante(s)