Enquete: Concursos ou Sair do país?
Esta enquete está fechada.
Concursos
43.75%
14 43.75%
Sair do país
56.25%
18 56.25%
Total 32 voto(s) 100%
* Você votou neste item. [Exibir Resultados]

Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Sair do país ou concursos públicos?
#61
Apenas vire homem.
Trabalhe.
Responda-o
#62
Tentei serviço em duas industrias locais e fui reproado em ambas, assim como um monte de gente.
Quando fui para capital, poderia até conseguir um emprego como MEI em uma empresa de material de construção, mas estaria longe de casa e como não sei nada de material de construção, poderia simplesmente perder dinheiro enquanto aprendia para depois de 3 meses ser mandado embora.

Parece que nem em empregos simples, de industria, estão sendo uma porta de entrada ou valvula de escape para quem está em uma situação difícil.

Negócio seria concursos mesmos, mas a pressão para sair de casa já está cada vez maior.

Estou seriamente pensando em tentar a vida na Austrália quando receber minha herança.
Responda-o
#63
(24-01-2023, 01:09 PM)Novo Mundo Escreveu: Tentei serviço em duas industrias locais e fui reproado em ambas, assim como um monte de gente.
Quando fui para capital, poderia até conseguir um emprego como MEI em uma empresa de material de construção, mas estaria longe de casa e como não sei nada de material de construção, poderia simplesmente perder dinheiro enquanto aprendia para depois de 3 meses ser mandado embora.

Parece que nem em empregos simples, de industria, estão sendo uma porta de entrada ou valvula de escape para quem está em uma situação difícil.

Negócio seria concursos mesmos, mas a pressão para sair de casa já está cada vez maior.

Estou seriamente pensando em tentar a vida na Austrália quando receber minha herança.

Vai ter os mesmos problemas (se não piores), mas sendo um latino fudido em um país de primeiro mundo.

Se está dificil encontrar emprego aqui e agora, imagine "ilegalmente" (ou mesmo legal) em um lugar onde vai se preterido pelos nativos. Aqui é ruim, lá vai ser pior.

E isso não é um "não vá atrás do teu objetivo", é só um aviso sobre mentalidade: não ache que vai ser mais fácil.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#64
(24-01-2023, 01:09 PM)Novo Mundo Escreveu: Tentei serviço em duas industrias locais e fui reproado em ambas, assim como um monte de gente.
Quando fui para capital, poderia até conseguir um emprego como MEI em uma empresa de material de construção, mas estaria longe de casa e como não sei nada de material de construção, poderia simplesmente perder dinheiro enquanto aprendia para depois de 3 meses ser mandado embora.

Parece que nem em empregos simples, de industria, estão sendo uma porta de entrada ou valvula de escape para quem está em uma situação difícil.

Negócio seria concursos mesmos, mas a pressão para sair de casa já está cada vez maior.

Estou seriamente pensando em tentar a vida na Austrália quando receber minha herança.

Primeiro ponto: Tentar serviço e ser reprovado em entrevistas de duas empresas é MUITO POUCO,  um número MUITO BAIXO para quem procura emprego. Idem a questão de ir para a capital com risco de ser mandado embora: Parecia mais investimento para ganhar experiência e ser aceito em futuras entrevistas. Se ainda falasse "fiz 10, 20 entrevistas e não consegui nada, beleza". 

Segundo ponto: Tentar concurso não é moleza. Se tratam de pessoas que estão estudando há anos para bons concursos. Se você é do tipo que tem capacidade de estudar bem, se preparar e condições de passar em um bom concurso, em geral é o perfil que também arrumaria emprego em empresas privadas. Se seu perfil é: "Acho ruim trabalhar ganhando pouco no início de carreira, meus pais pagam tudo, e é confortável estudar em casa", bom, ok, foco em concursos.

Mas vou colocar meu ponto pessoal, sem entrar no mérito de quanto eu ganho: Por quase 10 anos eu olhava alguns colegas que passaram em concursos com bons salários e tinha certa inveja das altas cifras, (mas digo, inveja boa, do tipo, vou batalhar e vou conseguir algo igual). Hoje ganho mais que a maioria deles, porém, sem a estabilidade do concurso.
E pra não desanimar, digamos que você passe num concurso bom, de 15.000 reais. Pela média Brasileira, você seria um cara destacado financeiramente falando, inclusive destacado para muitas mulheres. Mas não vai viver como rico não. Primeiro com os descontos de impostos. Depois se você quiser uma casa de alto padrão, aquelas acima de 2 milhões, estão fora da sua alçada. Se quiser um Honda HRV 0km, pões uns 170.000. Aí você pode até falar "ah, mas consigo morar num apartamento bom de 80 metros quadrados, consigo ter um bom carro usado de 80.000 e viver confortável. Sim. Padrão classe média boa, até talvez classe média alta dependendo do estado e cidade onde mora. Mas não sonhe que vai ser um ricasso.

E por último, se for morar no exterior, seja pé no chão. Se você não tem qualificação aqui, não vai ter lá.
Se tem dinheiro de herança pra morar bem lá, também teria para morar aqui.
 Já vi dezenas de amigos indo para o exterior. Todos os aventureiros que foram sem emprego qualificado, eventualmente voltaram para o Brasil. No passado criaram muita fantasia sobre morar no exterior. Por exemplo, na Austrália, um garçom tira 1500 dolares australianos de salário, mais 1000 extras de gorjetas. E com 2500 dá pra alugar um apartamento pequeno, pagar as contas e curtir um pouco. Sem luxo. Quase padrão classe média baixa, mas aí é aquilo, por alguns anos o efeito de estar num país com segurança melhor, visitar um lugares novos, acabam compensando para quem tem uma vida sofrida no Brasil. E o Latino lá vai ter que batalhar muito pra crescer. Vai receber dezenas de propostas que vão te olhar como mão de obra barata. Vai conseguir sucesso? Sem batalhar, difícil.
Se for, vai com o pé no chão.
Responda-o
#65
(24-01-2023, 01:29 PM)Gorlami Escreveu: Se está dificil encontrar emprego aqui e agora, imagine "ilegalmente" (ou mesmo legal) em um lugar onde vai se preterido pelos nativos. Aqui é ruim, lá vai ser pior.

Será? Tenho minhas dúvidas, lá fora os empregos são muito mais rotativos e sem tanta burocracia, então é mais fácil de entrar, apesar de ser mais fácil de sair, claro que devem haver outros problemas pelo fato de ser imigrante, mas lá um subemprego me parece algo garantido, pelo menos é o que parece ser, visto daqui, todos que vão pra lá falam que conseguiram algo, com bastante facilidade se comparado aqui, sem contar que lá eles ensinam o serviço, ao contrário daqui, que querem experiência até para ser servente de pedreiro.

(24-01-2023, 08:19 PM)Jota Jr Escreveu: Primeiro ponto: Tentar serviço e ser reprovado em entrevistas de duas empresas é MUITO POUCO,  um número MUITO BAIXO para quem procura emprego. Idem a questão de ir para a capital com risco de ser mandado embora: Parecia mais investimento para ganhar experiência e ser aceito em futuras entrevistas. Se ainda falasse "fiz 10, 20 entrevistas e não consegui nada, beleza". 

Eu enviei uns 20 currículos para uma capital, fiz essa entrevista lá que teria que ser como MEI, aqui na minha cidade, que era menor, enviei uns 10 currículos e fiz essas duas entrevistas.

Sei lá, acho que em um país próspero as coisas simplesmente fluiriam com muito mais facilidade...
Responda-o
#66
O cara tá reclamando que fez DUAS entrevistas e não passou.

Só pode tá de brincadeira. Não é possível.
Responda-o
#67
(25-01-2023, 08:07 PM)Mó Humirde Escreveu: O cara tá reclamando que fez DUAS entrevistas e não passou.

Só pode tá de brincadeira. Não é possível.

É, acontece que só tem DUAS industrias na região, e é o setor que mais contrata, louco né?
Responda-o
#68
(25-01-2023, 08:26 PM)Novo Mundo Escreveu:
(25-01-2023, 08:07 PM)Mó Humirde Escreveu: O cara tá reclamando que fez DUAS entrevistas e não passou.

Só pode tá de brincadeira. Não é possível.

É, acontece que só tem DUAS industrias na região, e é o setor que mais contrata, louco né?

Faça 20 entrevistas nos próximos 3 meses.

Se nao conseguir nada, aí tem o direito de reclamar.

Qualquer coisa menos que isso vc não passa de um bebê chorão.
Responda-o
#69
(25-01-2023, 10:13 PM)Mó Humirde Escreveu: Faça 20 entrevistas nos próximos 3 meses.

Se nao conseguir nada, aí tem o direito de reclamar.

Qualquer coisa menos que isso vc não passa de um bebê chorão.

Eu entreguei currículos em outros lugares, uns 10 talvez, agora entrevistas mesmo, foram apenas esses dois.
Eu faço algumas anilhas de cimento, gostaria de trabalhar como servente de pedreiro para conseguir me aprimorar nisso, já que já as faço como hobby.

Mas não faço ideia de como conseguir esse tipo de trampo, até conversei com uns caras de uma construção aqui do lado, mas eles falaram que não sabiam de ninguém que estava precisando.
Responda-o
#70
Por mais que você vá para o exterior com esses 250. Lá fora não valerão de muita coisa por causa da variação cambial. E dependendo de como você levará o dinheiro, terá que declarar ao governo e provavelmente pagará imposto. É provável que você passe por dificuldades, não consiga um visto permanente e seja obrigado a volta.

Por fim, poderá ficar sem o objetivo de morar fora - e para piorar - sem o dinheiro.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#71
(26-01-2023, 10:39 AM)Diamante Escreveu: Por mais que você vá para o exterior com esses 250. Lá fora não valerão de muita coisa por causa da variação cambial. E dependendo de como você levará o dinheiro, terá que declarar ao governo e provavelmente pagará imposto. É provável que você passe por dificuldades, não consiga um visto permanente e seja obrigado a volta.

Por fim, poderá ficar sem o objetivo de morar fora - e para piorar - sem o dinheiro.

Faz sentido, acho que o melhor é tentar ganhar em dólar aqui dentro do brasil. Acho que só programação permite isso. Estou namorando a ideia de aprender alguma linguagem.
Responda-o
#72
Sair do país, a depender do destino, é muito difícil e caro, infelizmente. Concurso público dá trabalho, tem que estudar pra cacete, mas ainda é mais tranquilo do que se aventurar fora. E agora as coisas não parecem estar tão boas no hemisfério norte também, tão dizendo que tá vindo uma recessão forte nas EUA e isso pingar no resto dos países.
"Courage is being scared to death, but saddling up anyway" (John Wayne)
Responda-o
#73
Quero ver o Foro de SP derrubar o "espírito de porco" brasileiro! Muito melhor ficar aqui e morando no interior do que ir para um país "certinho" onde o pessoal já é treinado há anos para não reclamar do governo!
Responda-o
#74
(26-01-2023, 12:33 AM)Novo Mundo Escreveu:
(25-01-2023, 10:13 PM)Mó Humirde Escreveu: Faça 20 entrevistas nos próximos 3 meses.

Se nao conseguir nada, aí tem o direito de reclamar.

Qualquer coisa menos que isso vc não passa de um bebê chorão.

Eu entreguei currículos em outros lugares, uns 10 talvez, agora entrevistas mesmo, foram apenas esses dois.
Eu faço algumas anilhas de cimento, gostaria de trabalhar como servente de pedreiro para conseguir me aprimorar nisso, já que já as faço como hobby.

Mas não faço ideia de como conseguir esse tipo de trampo, até conversei com uns caras de uma construção aqui do lado, mas eles falaram que não sabiam de ninguém que estava precisando.

Tu não dura uma semana numa obra, vai por mim. Pega um trabalho em escritório ou algo do tipo.
Responda-o
#75
(24-01-2023, 01:09 PM)Novo Mundo Escreveu: Tentei serviço em duas industrias locais e fui reproado em ambas, assim como um monte de gente.
Quando fui para capital, poderia até conseguir um emprego como MEI em uma empresa de material de construção, mas estaria longe de casa e como não sei nada de material de construção, poderia simplesmente perder dinheiro enquanto aprendia para depois de 3 meses ser mandado embora.

Parece que nem em empregos simples, de industria, estão sendo uma porta de entrada ou valvula de escape para quem está em uma situação difícil.

Negócio seria concursos mesmos, mas a pressão para sair de casa já está cada vez maior.

Estou seriamente pensando em tentar a vida na Austrália quando receber minha herança.

O tópico já tem mais de 1 ano. Decide logo que o tempo tá passando...
Responda-o
#76
(28-01-2023, 08:06 PM)Jagunço Escreveu:
(24-01-2023, 01:09 PM)Novo Mundo Escreveu: Tentei serviço em duas industrias locais e fui reproado em ambas, assim como um monte de gente.
Quando fui para capital, poderia até conseguir um emprego como MEI em uma empresa de material de construção, mas estaria longe de casa e como não sei nada de material de construção, poderia simplesmente perder dinheiro enquanto aprendia para depois de 3 meses ser mandado embora.

Parece que nem em empregos simples, de industria, estão sendo uma porta de entrada ou valvula de escape para quem está em uma situação difícil.

Negócio seria concursos mesmos, mas a pressão para sair de casa já está cada vez maior.

Estou seriamente pensando em tentar a vida na Austrália quando receber minha herança.

O tópico já tem mais de 1 ano. Decide logo que o tempo tá passando...

O cara é playba. Herança de mais de 200k pra receber, isso o valor que ele fala no fórum, o real deve ser umas 10x maior. Trabalho pra ele é um hobby.
Responda-o
#77
(28-01-2023, 08:06 PM)Jagunço Escreveu: O tópico já tem mais de 1 ano. Decide logo que o tempo tá passando...

Eu optei pelos concursos, porém a vitória do lula me fez repensar e por isso revivi o tópico (na verdade nem lembro se fui eu que revivi), porém concursos ainda, AINDA... parece uma melhor alternativa.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)