Enquete: Quando e como?
Esta enquete está fechada.
Tudo voltará ao normal até final de 2022
19.35%
6 19.35%
Voltará ao normal temporáriamente para depois piorar muito
12.90%
4 12.90%
Sempre aparecerá uma nova pandemia para manter a população sobre controle
22.58%
7 22.58%
O estado pandemico irá embora, porem já não haverá mais a mesma liberdade de antes
35.48%
11 35.48%
Guerra em menos de 5 anos
6.45%
2 6.45%
Quando todos se vacinarem tudo volta ao normal
3.23%
1 3.23%
Total 31 voto(s) 100%
* Você votou neste item. [Exibir Resultados]

Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Quando vocês acham que tudo "volta ao normal?"
#21
O Governo nunca retrocede em uma decisão para retirar liberdades.

Sempre criará novas narrativas afim de justificar velhas (ou novas) restrições.
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#22

É por aí @Bandeirante Paulista
Responda-o
#23
Pelo visto pessoal não vai cair na real mesmo, esqueceram a história do século XX e o que acontece quando as pessoas acreditam cegamente em líderes.
Inclusive, tem um livro chamado grande reset que estou começando a ler, quando terminar vou ver se faço um resumo aqui, mas no próprio livro já fala que as coisas nunca irão voltar ao normal.

É um livro escrito pelo presidente do fórum econômico mundial, e a maioria das pessoas nem sabe que esse livro existe, aterrador.
Responda-o
#24
Também acho que não volta mais ao normal. Teremos mais limitações sociais. Haja bom senso.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#25
O "normal" nunca existiu, o que existiu foi uma leve brisa de um tempo relativamente estável, mas ilusório. Uma trégua temporária. O mundo é muito dinâmico e cedo ou tarde a merda vai talhar aqui também e vamos pagar o preço da nossa incompetência e ingerência.

Vivemos um tempo bom sem muitas guerras no ocidente. Mas os conflitos e tensões continuam a escalar, e agora já temos o Talibã voltando com força total.

No meio das politicagens EUA x Europa x Comunas, quem tá vendo as notícias vai ver que no fim a merda vai sobrar, independente de lado, para nosso grande curral chamado Brasil.

Depois de tempos de relativa estabilidade econômica, o nosso modelo inflado e falso vai vir por terra e vamos voltar ao caos econômico que era antes do plano Real.

Com Bolso no poder a esquerda só se radicaliza mais e vai querer causar polvorosa e quebra-quebra. Daqui há pouco um movimento igual ao BLM se espalha no país. Se um governante de esquerda aparece pode até cessar um pouco isso, mas a primeira coisa que ele pode desfazer é o (pouco de) bom que Bolso fez.

E claro, por conta da pandemia, nossas liberdades também podem correr riscos, como os confras bem pontuaram.

Louco é quem ousa a chamar isso de "normal".
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#26
Se o mainstream passou a falar que crises econômicas podem ocorrer a cada década, depois da crise do subprime de 2008, acho que farão o mesmo relacionado a crise sanitária.

Acho que "voltar ao normal" não é uma expressão que se encaixe bem para a história humana. O mundo possui uma dinâmica instável, em processo de mudança, num ciclo que ocorre basicamente da seguinte forma: ambiente com a dinâmica X (comportamentos e crenças Xs) > evento alterador da dinâmica > ambiente alterado para a dinâmica Y (comportamentos e crenças Ys). Ex: descoberto do fogo; unificação de povos e surgimento de reinados; guerras que resultam em divisão de povos ou extinção; mudança do mundo com crenças no místico/oculto para o mundo racionalista/iluminista; pestes; industrialização; descoberta da luz elétrica e etc. 

O mundo já mudou e conforme as indústrias continuam se aperfeiçoando, principalmente a de setores como da tecnologia, materiais e alimentos, a dinâmica vai ficando mais instável e eventos que alteram o ambiente, vão ocorrer com maior frequência sendo eles negativos (ex: covid 19) ou positivos (ex: descobertas da medicina)

No fim das contas, sendo um homem simples, que somente trabalha e se diverte aos finais de semana; independente do que um governante faça, esse homem sofrerá ou se beneficiará com as ações de burocratas e industriais, sendo como um rato de laboratório. Cabe a esse homem 2 opções: se adapta ou age contra. (em um mundo onde boa parte dos países possuem abundância de alimento e diversão, me parece que se adaptar está sendo a opção escolhida).
Responda-o
#27
Com a AIDS também foi assim

Um monte de restrições e loucuras 

Uma palhaçada atrás da outra

O Renato Gaúcho que o diga 



Responda-o
#28
É o novo normal.

Você observa o nível de demência quando o SUS se torna #vivaosus como se fosse o salvador da pátria.

#palmas da janela.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#29






Os melhores capítulos  ainda estão por vir

1: efeitos colaterais das vacinas e novas ondas

2: Quedas de regimes e governos, fascismo sanitário

3: O Castigo divino nas Nações.

[Image: 3d17afa191e0bc71dfd651743f464bf3.gif]
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#30
A pergunta é: Quando vocês acham que tudo vai voltar ao normal?

Quando todos os palácios dos 3 poderes virarem parques temáticos da Disney, quando o palácio do planalto for comprado por um milionário da tecnologia, quando a explanada dos ministérios virar um corredor comercial.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#31
Nem é só no Brasil.
Se estende a outros países também, vizinhos e até os da Ocde, que seriam os mais preparados para retomar essa tal normalidade.

(12-07-2021, 10:40 PM)Bandeirante Paulista Escreveu: O Governo nunca retrocede em uma decisão para retirar liberdades.

Sempre criará novas narrativas afim de justificar velhas (ou novas) restrições.

É mais que o governo, mas o sistema chamado Estado. É seu aparato burocrático, político, judiciário e midiático que o cerca e lhe dá respaldo.
Depois de décadas de contra-cultura, nas escolas e universidades, a teoria crítica agora testa o resultado desse tempo (e dinheiro) todo investido em desconstruir as bases das sociedades ocidentais.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Novo normal é meus ovos... gRILO 31 2,974 25-04-2021, 01:03 PM
Última Postagem: Cafamante

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)