Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Relato (CUIDADO COM MULHER DE IGREJA, Fez merda e virou FREIRA)
#1
É o meu primeiro relato, é tragicômico, mas serve de alerta também

Vamos lá começar meu primeiro relato, isso aconteceu comigo já tem algum tempo, mas me fez ficar bem mais esperto quando a questão são mulheres

Apesar de nunca ter sido muito de frequentar Igrejas, comecei a fazer parte de um grupo jovem de um igreja aqui da cidade onde moro, até aí tudo bem, eu tinha bastante curiosidade em saber o que se aprendia nesse tipo de grupo, daí fui, chegando lá, eu via um mar de mulheres lindas, jovens de até no máximo uns 25 anos, não mais que isso (salvo exceções)

Comecei a ir aos domingos naquelas reuniões e vim pela desgraça do destino a conhecer uma mulher que no início mostrava estar super interessada por mim, depois de muitas demonstrações de afeto (sim eu era mangina pra caramba na época) acabamos ficando, eu tinha como meta pedi-la em namoro (pobre infeliz) porem, com o passar do tempo, percebi que não combinávamos, não dava liga e como eu via que o ambiente era de Igreja, ambiente esse que martelava em nossas cabeças a seriedade de se levar o namoro como um passo de preparação para os degraus que levam ao sacramento do matrimônio eu decidi que aquele envolvimento não dava para ser levado adiante.

Imaginando que tudo ficaria numa boa pois, as pessoas tentam, acertam, erram e seguem suas vidas paramos de ficar e não demos sequencia a esse envolvimento, que nem chegou a ser namoro nem nada, foi uma fase de conhecimento que demonstrou que não deveríamos seguir adiante, até aí teoricamente tudo bem, continuei cumprimentando e tratando a pessoa normalmente, quando ia as reuniões de jovens da Igreja, mas ela passou a ser super fria comigo, então liguei o bom e velho foda-se e segui a minha vida, meses se passaram depois disso, algo como 8 a 10 meses depois, nesse tempo eu estava totalmente focado nos meus estudos (pois havia sido aprovado no enem do ano anterior e estava num ritmo mais intenso de estudos), acabei conhecendo uma mulher que acabava de entrar no grupo jovem, essa mulher ao contrário da outra foi uma pessoa que me identifiquei de cara, gostei bastante, cada papo que eu tinha com ela se encaixava (PAPO DE MANGINA PQP) então eu manginão que era depois de um tempo conversando, decidi que iria me declarar para a nobre dama do seculo 21 (a gente percebe o quanto erramos nessa vida) e até aí tava indo tudo bem, até que essa moça foi falar para a outra que eu ficava que estava me conhecendo melhor e aí que a coisa começou a ficar complicada

Essa mulher que eu estava conhecendo confiava muito no demonio que eu havia ficado a quase um ano antes, e ela resolveu Assassinar a minha reputação (foi a primeira vez que eu senti na pele que essa arma tanto comentada na real existe e meus nobres TOMEM CUIDADO)

Um grande amigo meu no movimento jovem veio me falar para tomar cuidado pois a cidadã que eu havia saído a um ano atrás mais ou menos estava começando a falar para todo mundo da Igreja que eu era um maníaco, o que maníacos fazem? iludem, roubam, matam, manipulam e etc, eu na hora questionei o cara para saber que palhaçada era aquela e ele me contou que estavam numa roda de amigos conversando e a garota que eu estava saindo foi contar que estava comigo e logo ela começou a falar que eu era perigoso e etc... caras dito e feito a garota que eu quase estava conseguindo, parou completamente de falar comigo e me excluiu de tudo, o demonio que eu havia quase namorado a um ano atrás, começou a repetir essa historia para todo mundo e era nítido como as pessoas ja começavam a ficar com um pé atrás comigo, logo uma mentira contada por uma mulher, tem mais valor que mil verdades contadas por um homem fiquei puto quando algumas pessoas começaram a me falar tudo que estava acontecendo o que estava sendo dito a meu respeito, fui procurar a vagabunda para tirar satisfação e adivinhem? o demonio sumiu do movimento jovem da Igreja, depois de destruir a minha reputação, apenas por eu não ter levado adiante algo que não daria certo, eu permaneci no movimento ainda por alguns meses e nada dela dar as caras, ela fugia de mim, pois sabia da merda que havia feito, a minha imagem só não ficou suja pois quem não deve não teme eu permaneci e ela fugiu, logo quem foge não sustenta uma acusação, eu sou maníaco? as mulheres são minhas vitmas? ué, só falta chamar a PM agora? vagabunda

Eis então que anos se passaram, e coisa de dois meses atrás voltei a ter notícias desse demonio, e adivinhem só? ela entrou em preparação para ser freira, depois de assassinar a reputação dos outros, o que ela quer mais? estrangular as irmãs com o terço? enfim

Deixo então esse relato que aconteceu comigo e um adendo
Cuidado com mulheres de Igreja (obs: com mulheres em geral mas muitos homens adentram Igrejas achando que ali não irão encontrar pessoas com esse tipo de índole) quando uma mulher decide assassinar uma reputação, acreditem (falo por experiência própria) é muito difícil você provar ao contrário, na nossa sociedade, você homem é o errado independente da história até que você a duras penas, prove o contrário (se é que irá conseguir provar)
Responda-o
#2
Você se livrou de uma maníaca.

Ela fugiu, logo viram quem estava mentindo era ela.

Você escapou de um relacionamento com essa nova menina.

Não houve assassinato da sua reputação, N.A já ensina que é MELHOR SER TEMIDO do que amado.

Por que o choro?

Acenda um charuto. Beba vodka/água com gás/limão. Compre um bom terno pela vitória.

A vida é bela.

Vivemos na melhor janela da história.
Responda-o
#3
Sim uma mulher de igreja não é mais sinônimo de "boa moça para relacionamento", muitas pessoas vão para ter um lugar de status apenas, ter um convívio social até achar lugar melhor ou depois de uma vida de putarias para tentar um recomeço depois que o Sr. Chronos consome a aparência.

Temos diversos exemplos ai de casos icônicos: Andressa Urach, Bianca Toledo, etc.
Responda-o
#4
Irmão, jamais permita que isto aconteça com você sem tomar uma atitude. O que ela fez é injuria, previsto no art. 140 do Código Penal. Você tem testemunhas, e quem sabe no local não há cameras que possa ter filmado. No seu caso, eu moveria uma ação contra ela. Não podemos ser inertes a tal ponto, é por isso, que casos assim nunca aconteceu com migo. Mas, é um relato interessente para que possamos quebrar essa ideia de "moça descente de igreja" que no século XXI é uma exceção. Já que estamos falando sobre moças de igrejas, estou a completar a minha crisma na Igreja Católica e nesse mesmo lugar há CRIANÇAS fazendo catequese e pasmem, tem duas MENINAS CRIANÇAS que vem como PROSTITUTAS para CATEQUESE. Estão sexualizando as crianças aqui, isso vem tirando a minha esperança da humanidade a cada dia.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#5
Spoiler Revelar
(22-11-2019, 05:49 PM)sombra Escreveu:
É o meu primeiro relato, é tragicômico, mas serve de alerta também

Vamos lá começar meu primeiro relato, isso aconteceu comigo já tem algum tempo, mas me fez ficar bem mais esperto quando a questão são mulheres

Apesar de nunca ter sido muito de frequentar Igrejas, comecei a fazer parte de um grupo jovem de um igreja aqui da cidade onde moro, até aí tudo bem, eu tinha bastante curiosidade em saber o que se aprendia nesse tipo de grupo, daí fui, chegando lá, eu via um mar de mulheres lindas, jovens de até no máximo uns 25 anos, não mais que isso (salvo exceções)

Comecei a ir aos domingos naquelas reuniões e vim pela desgraça do destino a conhecer uma mulher que no início mostrava estar super interessada por mim, depois de muitas demonstrações de afeto (sim eu era mangina pra caramba na época) acabamos ficando, eu tinha como meta pedi-la em namoro (pobre infeliz) porem, com o passar do tempo, percebi que não combinávamos, não dava liga e como eu via que o ambiente era de Igreja, ambiente esse que martelava em nossas cabeças a seriedade de se levar o namoro como um passo de preparação para os degraus que levam ao sacramento do matrimônio eu decidi que aquele envolvimento não dava para ser levado adiante.

Imaginando que tudo ficaria numa boa pois, as pessoas tentam, acertam, erram e seguem suas vidas paramos de ficar e não demos sequencia a esse envolvimento, que nem chegou a ser namoro nem nada, foi uma fase de conhecimento que demonstrou que não deveríamos seguir adiante, até aí teoricamente tudo bem, continuei cumprimentando e tratando a pessoa normalmente, quando ia as reuniões de jovens da Igreja, mas ela passou a ser super fria comigo, então liguei o bom e velho foda-se e segui a minha vida, meses se passaram depois disso, algo como 8 a 10 meses depois, nesse tempo eu estava totalmente focado nos meus estudos (pois havia sido aprovado no enem do ano anterior e estava num ritmo mais intenso de estudos), acabei conhecendo uma mulher que acabava de entrar no grupo jovem, essa mulher ao contrário da outra foi uma pessoa que me identifiquei de cara, gostei bastante, cada papo que eu tinha com ela se encaixava (PAPO DE MANGINA PQP) então eu manginão que era depois de um tempo conversando, decidi que iria me declarar para a nobre dama do seculo 21 (a gente percebe o quanto erramos nessa vida) e até aí tava indo tudo bem, até que essa moça foi falar para a outra que eu ficava que estava me conhecendo melhor e aí que a coisa começou a ficar complicada

Essa mulher que eu estava conhecendo confiava muito no demonio que eu havia ficado a quase um ano antes, e ela resolveu Assassinar a minha reputação (foi a primeira vez que eu senti na pele que essa arma tanto comentada na real existe e meus nobres TOMEM CUIDADO)

Um grande amigo meu no movimento jovem veio me falar para tomar cuidado pois a cidadã que eu havia saído a um ano atrás mais ou menos estava começando a falar para todo mundo da Igreja que eu era um maníaco, o que maníacos fazem? iludem, roubam, matam, manipulam e etc, eu na hora questionei o cara para saber que palhaçada era aquela e ele me contou que estavam numa roda de amigos conversando e a garota que eu estava saindo foi contar que estava comigo e logo ela começou a falar que eu era perigoso e etc... caras dito e feito a garota que eu quase estava conseguindo, parou completamente de falar comigo e me excluiu de tudo, o demonio que eu havia quase namorado a um ano atrás, começou a repetir essa historia para todo mundo e era nítido como as pessoas ja começavam a ficar com um pé atrás comigo, logo uma mentira contada por uma mulher, tem mais valor que mil verdades contadas por um homem fiquei puto quando algumas pessoas começaram a me falar tudo que estava acontecendo o que estava sendo dito a meu respeito, fui procurar a vagabunda para tirar satisfação e adivinhem? o demonio sumiu do movimento jovem da Igreja, depois de destruir a minha reputação, apenas por eu não ter levado adiante algo que não daria certo, eu permaneci no movimento ainda por alguns meses e nada dela dar as caras, ela fugia de mim, pois sabia da merda que havia feito, a minha imagem só não ficou suja pois quem não deve não teme eu permaneci e ela fugiu, logo quem foge não sustenta uma acusação, eu sou maníaco? as mulheres são minhas vitmas? ué, só falta chamar a PM agora? vagabunda

Eis então que anos se passaram, e coisa de dois meses atrás voltei a ter notícias desse demonio, e adivinhem só? ela entrou em preparação para ser freira, depois de assassinar a reputação dos outros, o que ela quer mais? estrangular as irmãs com o terço? enfim

Deixo então esse relato que aconteceu comigo e um adendo
Cuidado com mulheres de Igreja (obs: com mulheres em geral mas muitos homens adentram Igrejas achando que ali não irão encontrar pessoas com esse tipo de índole) quando uma mulher decide assassinar uma reputação, acreditem (falo por experiência própria) é muito difícil você provar ao contrário, na nossa sociedade, você homem é o errado independente da história até que você a duras penas, prove o contrário (se é que irá conseguir provar)

Confrade, quanto a questão da calúnia apontada, a velha máxima se faz presente sempre: "Quem não deve, não teme" e, apenas para complementar seu relato sobre mulheres de igreja, lhe convido a ler os tópicos abaixo:

https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=3799
https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=3803

Abraço!
Responda-o
#6
Noviça não é freia.

Abraços!
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#7
Eu até compreendo a tal "quem não deve não teme" mas, ele deve ficar calado e simplesmente aceitar isso porque se não as pessoas vão pensar que ela estava certa? Jamais! Enquanto os homens deixarem isso acontecer sem nenhuma consequência, as mulheres vão continuar fazendo isso porra. Agora, imagine se ele tivesse feito isso com a mulher, o que acha que teria acontecido com ele? @Callahan
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#8
Geralmente quando termina o relacionamento, o casal se bloqueia mutuamente, apagam as conversas e excluem os contatos, em app de mensagem e redes sociais.

Mas como além das mulheres loucas, tem as mal intencionadas, ou ambos os casos... Aprendam como fazer, e façam backup periódico dos papos no Whatsapp no Google Drive. Isso cria um arquivão contendo inclusive os áudios, que pode ser deixado lá e/ou baixado.

Pelo Whatsapp Web dá pra copiar e colar as conversas num arquivo docx ou txt, sai com o nome do contato, data e hora, e inclusive baixar áudios manualmente um a um - pra gravar tudo em uma pastinha, zipar com senha e mandar um backup pra nuvem. Mas fica lento e trabalhoso quando a conversa passa de 30 dias.

Isso pode ajudar alguém a se safar de alguma acusação posterior.
Responda-o
#9
(22-11-2019, 09:38 PM)Akats Escreveu: Eu até compreendo a tal "quem não deve não teme" mas, ele deve ficar calado e simplesmente aceitar isso porque se não as pessoas vão pensar que ela estava certa? Jamais! Enquanto os homens deixarem isso acontecer sem nenhuma consequência, as mulheres vão continuar fazendo isso porra. Agora, imagine se ele tivesse feito isso com a mulher, o que acha que teria acontecido com ele? @Callahan

Meu rapaz, suas indagações estão corretas e são pertinentes, semelhantes ao meu ponto vista também e, aliadas ao fator gerador ocorrido com o autor do tópico, abre uma ramificação enorme para outros debates desta natureza, o que julgo de bom alvitre continuarmos estes através de tópicos específicos. Portanto, em conclusão sobre suas argumentações supracitadas e entendendo que tenham sido questionamentos para um diálogo filosófico, mergulharemos em conhecimentos da esfera do Direito Penal, a qual minha interpretação para estes ou qualquer outras futuras similaridades de caso é: Ninguém acometido por calúnia, injúria ou difamação deve-se calar e privar-se do Direito.
Responda-o
#10
Uma boa tarde (dia, noite) nobres confrades, irei responder um por um, caso não responda algum sera por
ter esquecido ou por ser complementante irrelevante a discussão, logo não merece o esforço.

Patrulheiro

Sim, concordo completamente contigo, eu pensei exatamente isso não quando parei de ficar com ela porem
logo quando comecei a observar as atitudes dela após a gente ter parado de sair e tal, inclusive omiti
uma informação, a mulher havia me dito que era virgem e nunca deixava que tocasse as partes intimas dela
ok, respeitava numa boa, mas quando vi que a gente não combinava ela fez de tudo até querer "dar" pra mim
detalhe que, antes ela dizia que só depois do casamento (não vejo problemas em quem pensa assim) porem
não combinava comigo e alem disso demonstrou ser uma desequilibrada completamente

obs: sem choro... kkkk só compartilhando as informações, estaria chorando se fosse um paspalho escravoceta
como amigos que tenho, que pegam desgraças como essas e as engravidam e depois sofrem como quem vive no ultimo
dos circulos do inferno dantesco

Memento Mori

Exatamente meu caro, inclusive eu vi dia desses no youtube uma entrevista dessa Andressa Urach falando
que só veio a cuidar do proprio filho quando o garoto ja tava com seus 14 anos, antes disso ela ficava
louca para ir para balada e transar com vários, que chegou a contrair doenças sexuais e tal, porem agora
encontrou Jesus e agora busca por conhecer algum VARÃO DE BONS COSTUMES (caso clássico)

Akats e Neo Solid

Confrade você esta coberto de razão sim, não vou mentir, na epoca isso já faz um bom tempo aconteceu por
volta de 2015, eu não pensei na possibilidade, outra coisa... a mentira não se sustentou, pois eu tomei providencias
joguei toda merda no ventilador e mostrei quem essa infeliz era, ela nunca mais pisou no movimento e acabou que esse caso
caiu no esquecimento, mas obvio isso aconteceu pois eu agi, não judicialmente, mas de forma pessoal, fui pra cima e falei
e a chamei para falar na minha cara tudo aquilo, mas ela correu, sumiu, e depois de 4 anos esta la fazendo vocacional, sei que
passou por mais uma etapa e ta a um passo de se tornar freira

OBS: Não procuro ter notícias nem saber dessa desgraçada, acontece que alguem da Igreja que eu frequentava estava conversando
sobre isso e eu acabei por ouvir, daí quando cheguei em casa, fui ver se era realidade aquela informação e de fato era, mas
eu nem lembrava que esse pedaço de lixo ainda existia

Callahan

Cara tenho gostado bastante do que você tem escrito, acabei de ler o seu relato e foi praticamente um exemplo vivo do que
acontece por detrás da "cortina de fumaça" das "Varoas" das Igrejas, obrigado por compartilhar
Responda-o
#11
Num ambiente religioso a questão deveria ser decidida pela autoridade ou sacerdote que seria o arbitro da questão que instruiria a todos além de elucidar o conflito a luz da palavra sagrada, promovendo a educação cristã e crescimento dos fiéis, quaisquer peido errado na terra dos ofendidos vira motivo de processo, a linguagem e o idioma da comunicação atual é a histeria.

No país do: 

-socioconstrutivismo
-feminismo
-"teologias das liberações e distorções"
-politicamente correto 

A autoridade, hierarquia, disciplina, função, responsabilidade e sanção do masculino foram corrompidas e são censuradas, as soluções não contém mais razoabilidade, ética, proporcionalidade e razoabilidade e não tem legitimidade se forem impostas por um homem. Rebeldia, oposição e anomia frutificam-se como nunca gerando o caos moral e social.

Vamos as disfunções do ambiente fático:

1- omissão do sacerdote

2- difamadora com ciumes 

3-difamado inexperiente

4-ensino cristão deficitário

tudo isso regado pela atmosfera cultural mencionada anteriormente... do micro ao macro, todos estamos inseridos nesse sistema cagado que envolve os ambientes reais e virtuais.
Esse deveria estar no quadro "Homem Honrado" https://www.youtube.com/watch?v=YKEd2jag4Xs
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [RELATO] Meu relato... Ser humilhado por mulher NUNCA Major Lobo Honrado 6 1,760 12-12-2017, 09:12 AM
Última Postagem: Machado Annihilator
  [RELATO] Não deixe a mulher guiar a relação Major Lobo Honrado 2 1,019 24-11-2017, 11:26 PM
Última Postagem: Baralho

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)