Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Livros para ler antes de morrer.
#21
(21-09-2023, 05:06 PM)Bastardo Escreveu: Obras - Fernando Pessoa

Para mim Fernando Pessoa é o maior poeta e posso dizer, filosofo, da Flor do Lácio. Sem dúvida todos os realitas deveria ler os poemas, poésia e filosofia dos seus diversos heterônimos, sendo Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis seus principais. Recordo quando li pela primeira vez o poema Tabacaria, e fiquei estarrecido. Segue uma parte:

Citação:Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
...
...Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?

Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Gênio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras...


Hoje em dia no mundo masculinista fale-se muito no estoicismo, principalmente dos gregos e romanos, mas esquecem de autores como Salomão com suas Eclesiastes e claro, o grande Fernando Pessoa que para mim são os melhores nessa parte da filosofia. Apesar de discordar dele em algumas partes, ele foi o único poeta que me chamou atenção com seus escritos. Uma especíe de Realismo com romantismo que é sem igual.

Segue links:

Site com os poemas dele: 

Arquivo Pessoa

Link Amazon:

Box Fernando Pessoa

Obs: Estou recomendando a obra que tenho, mais existe varias outras versões.
Tenho no Kindle livro do desassossego dele e um obras completa que foi 1,99 preciso ler depois. Estou terminando o livro de contos do machado de Assis, muito bom Também.
Responda-o
#22
Salve.

É sempre interessante e complicado fazer lista de livros, pois os gostos e as percepções vão mudando não só de acordo com o tempo, mas também de como está nossa vida e pensamentos no momento da leitura.

Hoje, eu citaria as obras abaixo:

1 - BÍBLIA

Eu já comecei e parei de ler a bíblia algumas vezes. Recomecei novamente, terminei o Evangelho de Mateus e estou em Marcos.
É um pouco clichê recomendar a Bíblia, mas creio que não pode ficar de fora, já que ela possui todos os questionamentos que possamos ter ao longo da vida.

2 - FLORES PARA ALGERNON - DANIEL KEYS

Spoiler Revelar
Terminei essa obra de arte há pouco, inclusive postei no tópico dos livros.
Livro irretocável, profundo, simples e denso ao mesmo tempo.

Charlie Gordon é o primeiro humano escolhido para realizar uma cirurgia teste para aumentar seu Q.I, até então de 68 e, por isso considerado retardado, como o próprio livro diz. Charlie é escolhido, também, por ter uma vontade monstruosa de querer aprender, ficar esperto e inteligente. Ninguém se esforça quanto ele.
Antes, os pesquisadores haviam realizado a mesma cirurgia em um rato, chamado Algernon.

Nisso tudo, Charlie Gordon descobre (ou apenas constata) que não importa o seu Q.I (seja 68, seja 200), ninguém se importa com ele.
O imbecil e o gênio. O burro e o inteligente. Duas faces de um mesmo rosto sempre angustiado e solitário.

Mesmo com tudo isso, o maior desejo de Charlie Gordon não foi suprido: se sentir amado.
Acompanhar a ascensão e a degeneração intelectual e mental de Gordon é bizarramente emocionante.

Quando ele começa a se deteriorar e os primeiros erros de ortografia reaparecem, o sentimento que eu fiquei foi de ter tomado um tiro.
Esse livro é irretocável.

3 - A METAMORFOSE - FRANZ KAFKA

Spoiler Revelar
Outra obra fantástica, na minha opinião.
Ainda mais para nós realistas.

Gregor Samsa, apesar de filho, é o provedor da casa. Trabalha, banca as contas, faz de tudo.
De repente, acorda metamorfoseado em sua cama num inseto monstruoso.

Por obviedade, ele não consegue mais trabalhar, não consegue mais ser útil.

Sua família, que outrora ele sustentara, passa a sentir nojo dele.

Livro extremamente claustrofóbico e solitário.

A impotência e a inutilidade de Samsa o fazem não ser mais visto por ninguém. Esquecido, vegetando em sua cama. 

Uma verdadeira bomba realista na cara: nós valemos o que somos ou valemos o que podemos oferecer?

No momento, deixo esses três como essenciais, na minha opinião.
Mateus 21:22
Responda-o
#23
Não lembrava desse tópico. Complicado dar indicações de "livros essenciais" pois isso é muito relativo, muito devido ao próprio nível espiritual/intelectual de cada um. O que é genial para um, pode ser irrelevante para outro ou pior, esse outro talvez nem entenda uma virgula dessa genialidade... em todo caso, vou deixar alguns comentários.

(13-05-2024, 10:37 AM)hjr_10 Escreveu: 2 - FLORES PARA ALGERNON - DANIEL KEYS ...

Livro profundo e ao mesmo tempo simples, conforme você observou. Me emocionou muito mais do que eu julguei ser possível e por isso, assino em baixo nessa recomendação. Você aí que tem filhos (ou enteados trollface) obrigue-os a ler essa obra ... é sério!


(13-05-2024, 10:37 AM)hjr_10 Escreveu: 3 - A METAMORFOSE - FRANZ KAFKA

Muito bom também... esse me lembra um bocado um outro, mais ou menos com a mesma "moral da história" e que eu já recomendei e presentei um par de gente, que é: A Morte de Ivan Ilitch. Sujeito se dá conta de toda falsidade e tragicomédia que é a vida em sociedade quando está com o pé na cova, e já não serve mais de merda nenhuma para os familiares... aí toda a mesquinhes vem a tona e ele percebe que o que realmente importa da vida são, justamente, as coisas simples. Clichê em todos os tempos, mas sem dúvida vai fazer você aí refletir ... e refletir bastante, coisas como "o que diabos eu estou fazendo da minha vida miserável".

Da minha parte, por hoje, eu recomendaria a todos que dessem uma chance as "CRONICAS SAXÔNICAS" do Bernard Cornwell, por dois motivos simples:

1 - São fáceis e bastante divertidos de se ler; ou seja, qualquer semi analfabeto consegue absorver o que está sendo transmitido;

2 - São narrativas dos seres humanos na sua época áurea, e idade de ferro na Europa; tudo que aprendemos a admirar relacionado a honra e hombridade cristalizou-se nessa época. Contendas eram resolvidas corpo a corpo, homem a homem; seu sangue só tinha valor se você provasse, em campo de batalha, que tinha valor; sua palavra tinha valor; a glória era morrer ao lado dos companheiros... dentre outros ideias.

Mas tirando de lado essa parte fantástica e quase que mitológica da coisa toda, afinal de contas, felizmente ou infelizmente o mundo moderno é bem diferente, o valor dessas histórias (são 12 livros) se dá pela descrição do cotidiano das pessoas, de como a vida humana era mais simples, mais instintiva e principalmente, mais dura... esse contraste vai fazer você pensar duas vezes antes de chorar quando fica sem internet para falar merda no X, e também, e esse é a parte que mais diferencia esse autor dos demais, pela riqueza de detalhes descritas nos momentos de combate. Sinceramente, é impressionante e eu afirmo sem medo de errar que você vai se sentir no meio da confusão, da sujeira, do terror, do pânico, da loucura e do ranger de dentes, seu sangue vai borbulhar junto com o de Uthred.

Cornwell é um historiador fantástico, todas as histórias das crônicas tem um fundo de realidade factual - no final de cada livro tem uma breve descrição dos fatos da época, quais batalhas de fato ocorreram e como ocorreram, quais guerreiros tinham os nomes reais e quais foram mudados, etc - e ele já deu diversas entrevistas respondendo como consegue descrever com tanta minúcia o horror de uma "shildwall" (parede de escudos) se nunca esteve em uma. Eu diria que é esse tipo de detalhe que diferencia o artista do cara comum ... nesses livros eu aprendi uma das lições mais importantes de toda a minha vida: os melhores são os primeiros, os melhores tipos vão a frente, puxam a fila. Os covardes tramam na retaguarda, tem muito dó de si mesmos para se arriscar.

A única ressalva fica para você que talvez seja um fervoroso homem da igreja. Em todas as histórias o autor faz questão de representar o aspecto POLÍTICO e de controle social que a igreja sempre teve na sociedade ocidental, e que muitos cretinos tendem a fazer de conta que nunca existiu. Algumas histórias de como os Santos homens se tornaram Santos são até cômicas. Basicamente a maior parte dos sacerdotes são os fulanos que ficam na retaguarda, tramando. No meu ponto de vista limitado, essa ironia com os poderes extraterrenos é o que deixa ainda mais interessante a coisa toda. Fica o alerta ai.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Marcações de livros do acervo da real e outros livros Myers 3 1,352 13-09-2022, 10:33 AM
Última Postagem: Myers
  Sites para baixar e-books e sites com informações de livros, listas etc Myers 8 3,039 19-04-2022, 12:38 PM
Última Postagem: Libertador
  OAB libera 80 livros digitais para download. Loki 4 2,590 17-02-2016, 11:55 PM
Última Postagem: Marcílio

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)