Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[SAÚDE] Evite frequentar Psicólogos
#1
Saúde Mental é um mito criado pela propaganda a fim de tentar justificar a angústia de um povo refém da violência e do narcoestado.

A maioria dos psicólogos e psiquiatras são homossexuais e usuários de entorpecentes, que financiam indiretamente o assassinato de trabalhadores nas esquinas das cidades brasileiras.



Responda-o
#2
Aconselho evitar tambem médicos com menos de 40 anos. Pro sujeito se "limpar" de toda a merda ideologica absorvida na faculdade de medicina leva peo menos uns 20 anos de exercício real da profissao.
"Mas o homem é a tal ponto afeiçoado ao seu sistema e à dedução abstrata que está pronto a deturpar intencionalmente a verdade, a descrer de seus próprios olhos e ouvidos apenas para justificar sua lógica."


Responda-o
#3
Se até o Antony soprano se rendeu a psicologia, eu não vou ir?  Big Grin
Responda-o
#4
Você tem que ter cuidado com todo o tipo de profissional, na verdade.

Eu tive problemas com um eletricista, pulei pra outro, todos os problemas foram sanados.

Tive problema com mecânico, pulei pra outro.
Tive problema com médico? Pulei pra outro.

E é sempre assim, você tem que se sentir confortável na medida das suas necessidades, e hoje muita gente procura esses profissionais sem nem precisar.

Daí tem que tomar no cu mesmo.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#5
Como se já não bastasse ter cautela entre o bom e o ruim (qualidade), o honesto e o ladrão (decência), agora o cuidado entre a direita e a esquerda (neutralidade ideológica, o ideal), a depender da área. 

Antes de procurar qq um, de qq área, LEIA, PESQUISE, E SE INFORME sobre o seu problema, pra não escolher mal e arcar com as consequências depois.
Pelo poder da verdade, eu, ainda vivo, conquistei o universo

Responda-o
#6
Se a gente parar para refletir um pouco, percebe-se que os psicólogos não são tão confiáveis como parecem. Imagine ir em um lugar para contar todos os seus problemas para alguém, e essa pessoa vai te dizer o que fazer para resolve-los. O paciente, que está em um momento de fragilidade, pode muito bem ser altamente influenciado negativamente por esse profissional (tudo bem, não vamos generalizar, mas todo cuidado é pouco quando se lida com seres humanos). Ele irá depositar todo tipo de crença, valor ou ideia na sua cabeça, e você nem vai perceber.
 Fora que alguns ramos da psicologia são duvidosos, como é o caso da psicanálise freudiana, que usa um método no mínimo questionável. Para quem é leigo no assunto, essa teoria de Freud retoma ao passado do indivíduo, mais precisamente na infância, para descobrir traumas e outras doenças psiquicas. Em minha opinião ela é falha, pois seria muito arriscado confiar na memoria do paciente, muitos fatos podem ser distorcidos ou esquecidos.
 Mas enfim, esse é apenas meu ponto de vista, não sou nenhum profissional em nessa área, então se eu me equivoquei em algum ponto me perdoem.
A sorte favorece os audazes
Responda-o
#7
Se a gente parar para refletir um pouco, percebe-se que os psicólogos não são tão confiáveis como parecem. Imagine ir em um lugar para contar todos os seus problemas para alguém, e essa pessoa vai te dizer o que fazer para resolve-los. 



Concordo, o macho deve chorar para  a esposa ou namorada, falar td que  sente, falar de magoas e angustias, confessar fraquezas, medo de perde-la, fracasso profissionais e abrir a mente e o coração Risada ou até mesmo fazer isso para ter hipe em rede social e monetizar.  Ela é toda ouvidos e compreenderá seu momento de fragilidade, o apoio vem de onde se menos espera....

Antes a fiel e solidaria companheira que fez votos de casamento do que uma estranha que leu 3 livros numa graduação de doutrinação ideologica ou curso de wokização made in bostil, onde não compreende o que aplica ou que se está fazendo; tem cara que faz até teraputa, terapia com puta, paga para trocar ideia...todo homem tem seu lado feminino Big Grin  by manual do homi moderno Corre

  

Os coachs de auto ajuda e similares ganharam o mercado dos terapeutas e psicologos wokizados 

A cabecinha é noutro lugar....  Gargalhada






Sobre o video do tópico em termos de Bostil existe uma população flutuante dos 20 aos 60 anos de machos sem acesso a monogamia, estima-se algo em torno de 40 a 60% da população masculina, se consideramos um numero fixo poderia ser 35 % da população masculina. Nesse ecossistema pós feminista e progressista os machos irão alimentar o mercado da pornografia paga e não paga, direta e indiretamente tal qual o fenomeno de seguir mulheres que se valem do erostimo em redes sociais.

O sistema de perpetuação civilizacional ou familiar foi descontruido ou reduzido a  30% em termos geracionais, estão manipulando os dados do IBGE censo 23? Huh Não houve a divulgação dos números, daria para calcular e projetar muitos modelos, inclusive com geolocalização.... Amargura


Cara jovem com namoradinha trepa igual a coelho  e nesses tempos de hipergamia  muitos vão ficar na mão mesmo. Até o modelo cristão se vergou aos moldes feministas de casamento tardio.... Facepalm


A obsessão e compulsão relatada do zé punheta é tampão de procrastinação, ansiedade e ausencia de monogamia, talvez um timido sem rotina e desorganizado e a culpada de tudo isso é a pornografia.... Vida solar - De boas  Segundo a lógica exposta e replicada no video, metade da cracolandia em sp é de punheteiro... Big Grin
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#8
(10-09-2023, 06:38 PM)Wesley de Mileto Escreveu: Se a gente parar para refletir um pouco, percebe-se que os psicólogos não são tão confiáveis como parecem. Imagine ir em um lugar para contar todos os seus problemas para alguém, e essa pessoa vai te dizer o que fazer para resolve-los. O paciente, que está em um momento de fragilidade, pode muito bem ser altamente influenciado negativamente por esse profissional (tudo bem, não vamos generalizar, mas todo cuidado é pouco quando se lida com seres humanos). Ele irá depositar todo tipo de crença, valor ou ideia na sua cabeça, e você nem vai perceber.
 Fora que alguns ramos da psicologia são duvidosos, como é o caso da psicanálise freudiana, que usa um método no mínimo questionável. Para quem é leigo no assunto, essa teoria de Freud retoma ao passado do indivíduo, mais precisamente na infância, para descobrir traumas e outras doenças psiquicas. Em minha opinião ela é falha, pois seria muito arriscado confiar na memoria do paciente, muitos fatos podem ser distorcidos ou esquecidos.
 Mas enfim, esse é apenas meu ponto de vista, não sou nenhum profissional em nessa área, então se eu me equivoquei em algum ponto me perdoem.

Mas aí o ponto não se trata de que "psicólogos não são tão confiáveis como parecem". Segue mais ou menos a linha do que o Awaken falou: Em todas as áreas temos bons e maus profissionais.

Tem psicólogos que são diferenciados, e tem aqueles que não tem perfil nenhum para trabalhar com terapia, mas pelo dinheiro, topam isso.

Os que são considerados "maus profissionais" são os que parecem querer resolver mais o próprio problema do que o do cliente.
Aí vem essas histórias que vocês olham por aí: O cara sofre com a traição, e ouve do terapeuta que o único jeito dele ficar bem é perdoando a mulher, ou então que se ele mudar de atitude as coisas vão mudar...
Eu mesmo já ouvi ladainhas bizarras de quem fez terapia e me contou alguns "conselhos". Um parente meu, que dizia passar por bullying na escola, escutou na terapia coisas do tipo "essas pessoas tiram sarro de você por inveja, elas olham seu potencial e temem que você seja mais bem sucedido que elas". Tipo, dane-se o problema do garoto, estou aqui para falar umas palavras para que ele saia feliz da sessão.

Há quase 30 anos atrás, por exemplo, eu estava "mal" na escola. Não estudava, tirava nota no limite para passar sempre. Minha mãe me colocou em terapia, com um bom psicólogo. Foram 6 meses até ele dar "alta" das sessões, e no caso ele era bem objetivo falando de motivação, organização, e cara, por mim tem coisa que serve para minha vida até hoje. O cidadão já inclusive faleceu, mas os exemplos que ele passou da própria vida sobre estudos, organização e motivação servem até hoje.
Responda-o
#9
O que difere o bom psicólogo do ruim hoje é a experiência.

Antigamente era difícil alguém ter um diploma, a pessoa tinha que ralar muito pra terminar a faculdade, ainda mais se tivesse nascido pobre, isso na década de 80 até 90... Conheço alguns psicólogos bons e estudados em meus ciclos sociais com mais de 50 anos de idade.

Hoje em dia é muito fácil, qualquer zé ruela tem diploma de uniesquina trollface

Receita pra gerar exércitos de mulheres promíscuas e homens emasculados é o tratamento psicológico.

A moça sai de um término recente e procura uma psicóloga mulher (que vai entender ela melhor trollface). Essa psicóloga mulher acabou de se formar e viveu 4 anos de sua vida em orgias universitárias, fumando maconha e enchendo a cara nos bares das faculdades, chupando rolas nos banheiros da instituição e por ai vai... Imaginem os conselhos que serão dados pra jovem de coração partido.

O jovem mancebo que busca sentido na vida é orientando a experimentar coisas novas, fumar erva, se relacionar com homens, se desconstruir, aceitar quem ele é...

Ressalto que ainda existem psicólogos bons porém daria preferência para os mais velhos.
Responda-o
#10
Também tenho essa visão sobre a psicologia.
Sem falar das mulheristas canhotas que estão nos consultórios ensinando os homens a arrancarem suas bolas.
E concordo com os confrades que alertam sobre QUALQUER tipo de profissional, se enviesado, pode destruir sua família.
 "Passei a minha vida inteira tentando não ser descuidado. Mulheres e crianças podem ser descuidadas, homens não".
 - Vito Corleone.
Responda-o
#11
Na verdade o título creio estar mal elaborado, e o pessoal já mandou na lata.

O problema não é ir em psicólogos. E sim em ir em psicólogos RUINS.

Ele como qualquer profissional deve ser trocado se não oferecer um bom serviço.

É triste ter que dizer isso, mas nossa sociedade é doente, a paralaxe e dissonâncias cognitivas cada vez mais galopantes, não tem como evitar o uso de psicólogos.

Ou então todo mundo pira de vez.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#12
As pessoas deviam conhecer o próprio veículo, ler o manual antes de pilotar. Assim é o corpo humano. A função principal do cérebro é resolver problemas. Isso significa que se alguém está sem problemas concretos, o cérebro irá criar um, porque ele precisa desempenhar o trabalho para o qual existe.

É por esse motivo que o leste europeu, onde tem verdadeiros paraísos na terra, tem números tão altos de suicídios. Nunca vão saber o que é viver num canil como o Brasil, mas os problemas estão lá, com outras roupas.

Quanto aos psicólogos ruins, de fato, é verdade.

Por exemplo, em São Paulo, 7 a cada 10 médicos saem da faculdade sem saber aferir pressão ou diagnosticar infarto. Se temos esse número na classe médica, imagina as outras. Imagina o nível dos psicólogos brasileiros.

A psicologia é uma pseudociência que é "aceita" na academia porque ela presta um serviço ao comunismo. Até hoje ninguém conseguiu comprovar que o "inconsciente" existe, que as mil e uma teorias são verdades... Mas são ensinadas como se fossem. 

Freud, que adorava ser um "João de Deus" com as pacientes e adorava cocaína, achava que crianças sentiam desejos sexuais pelos pais(inconsciente, é claro...), e rejeitava os casos clínicos que não batiam com suas teorias. 

Jung, apoiava os nazistas, era metido em ocultismo, traia a esposa... E se a teoria do inconsciente de Freud já era maluca e totalmente incapaz de ser provada, esse aqui escalou pro inconsciente coletivo.

Os dois pais da psicologia analítica pareciam ser gente boníssimas né... E suas teorias que por si só já são duvidosas, são misturadas numa salada política de teorias de gêneros, patriarcado, socialismo, e tudo o que de mais perverso existe. Mas é muito engraçado como tudo sempre se encaixa para argumentar contra o capitalismo, a religião, e a tradição. 

Ou seja, um psicólogo sai da faculdade sabendo mais sobre Marx do que sobre a mente humana. Se você chegar hoje com um problema no nível da Noite Escura da Alma, como bem descreveu São João da Cruz, dificilmente um psicólogo tupiniquim vai conseguir te ajudar. Ele vai ficar sugando seu dinheiro enquanto divide a carne(você) com um psiquiatra que vai te receitar remédio que ele ganha comissão. 

Mas, segue como toda regra no Brasil: achar bom profissional de alguma coisa é sorte. Leva seu carro no mecânico pra ver... Pelo menos 9/10 vai encontrar um problema. E ainda substituir a peça nova por uma ruim, pra você voltar daqui 3 meses.

Eu tento puxar na memória uma classe de profissional no Brasil que eu nunca tive problemas e não encontro. 

A regra pra encontrar um psicólogo bom é a mesma para encontrar outros profissionais: stalkear a vida do maluco... Buscar saber se ele é cristão, se ele é mais velho, qual a opinião política dele, os reviews de quem precisou do serviço... Isso pode ajudar achar um adequado. Se eu entrar nas redes sociais do maluco e ver que tem índicios de que votou PT, já sei da importância do red flag e não arrisco.

No mais, a regra dos nossos ancestrais ainda continua valendo. Antes da psicologia existir, como se resolvia os problemas da mente? Com filosofia. Com estudo. Pedindo aconselhamento para pessoas mais velhas e que, principalmente, passaram pela mesma coisa que você está passando. Se alguém tinha problema com casamento por exemplo, iria buscar aconselhamento matrimonial na religião, na tradição, com casais mais velhos que passaram por isso, não é como hoje que o casal vai na psicóloga de piercing de buffalo e ela manda incrementar o swing pra acabar com o machismo monogâmico do casal.

Seu filho está com a testo baixa, desanimado, sem proposito, você manda na psicóloga brasileira, e ele sai de lá usando vestido e querendo degolar o pau.

Stalkear os profissionais que você contrata, fazer um mapeamento de quem eles são, no Brasil, é questão de sobrevivência e defesa pessoal.
Responda-o
#13
Acho que meio que você viaja aqui, pois apesar de tudo não há como ter provas concretas de abstrações criadas pela mente, como "personalidade", o seu "eu interno", etc. Por isso que são apenas teorias, são abstrações que ajudam a tornar algo incompreensível em algo minimamente trabalhável, aliás como é qualquer outra ciência.

A ciência não tem conhecimento completo da física, por exemplo, usa termos como energia escura e matéria escura pra conta fechar e deixa esses conceitos vagos até poder explicar. A própria validação dos sistemas de forças do universo carece de muitas coisas até hoje, e ninguém nega que essas forças existem, apenas não sabem exatamente como operam.

Com o cérebro e a mente não é muito diferente. A gente ainda pode dar um desconto pois essa é uma das ciências mais novas e que está a trabalhar com uma das coisas mais complexas, que é fazer sentido de um cérebro empurrando informações elétricas pra lá e pra cá, e como as informações moldam o nosso ser. E claro, obviamente que vai ter a ver com sociedade, cultura e o escambau afinal o cérebro é algo que estamos em constante processo de auto-programação.

Feito esse desconto, sim, também é uma tristeza ver que tem muita gente que arroga ar de maior importância à psicanálise e afins que a mesma não merece, pois a mesma é só uma teoria com teor experimental, uma abstração mas que ajuda a criar métodos e resultados minimamente confiáveis, mesmo que não funcione com todo mundo. O que é natural, afinal cada cabeça uma sentença, não é mesmo?

E claro, também é triste o viés "esquerdista" ou talvez "progressista" da academia me entristece, mas o fato concreto é que a direita apegada aos seus dogmas deixou o bonde da história passar, não assumiu a legitimidade da causa científica, não a tomou para si e a deu de graça para a esquerda, mas isso são cenas de outros capítulos.

(16-09-2023, 07:13 PM)Del Rey Escreveu: No mais, a regra dos nossos ancestrais ainda continua valendo. Antes da psicologia existir, como se resolvia os problemas da mente? Com filosofia. Com estudo. Pedindo aconselhamento para pessoas mais velhas e que, principalmente, passaram pela mesma coisa que você está passando. Se alguém tinha problema com casamento por exemplo, iria buscar aconselhamento matrimonial na religião, na tradição, com casais mais velhos que passaram por isso, não é como hoje que o casal vai na psicóloga de piercing de buffalo e ela manda incrementar o swing pra acabar com o machismo monogâmico do casal.

Seu filho está com a testo baixa, desanimado, sem proposito, você manda na psicóloga brasileira, e ele sai de lá usando vestido e querendo degolar o pau.

Stalkear os profissionais que você contrata, fazer um mapeamento de quem eles são, no Brasil, é questão de sobrevivência e defesa pessoal.
Já essa parte aqui não tem nem o que retocar, mas é isso, se você quer saber se determinado profissional é confiável de entrar na sua casa para fazer algum serviço (pedreiro, encanador, etc.) nada mais justo do que conhecer bem a pessoa. Imagina entrar na sua mente, que é a coisa mais particular e privada que você tem, por definição.

Não dá pra confiar nos profissionais bosta que temos por aí.

Outro excelente ponto que também é verdade é que sim, devemos confiar no aconselhamento dos mais velhos, na filosofia, na reflexão, na oração e meditação.

Mas tudo a seu limite, por que se mesmo um cara que supostamente estuda e trabalha ganhando a vida com isso não tem condição de oferecer respostas 100% precisas, imagina a gente que é um João Ninguém se der a se tratar e se medicar sem ter nenhum conhecimento de causa. Além de que nunca vi maluco nenhum conseguir se tratar por conta própria, por que justamente se estamos com algum problema mental é justamente a capacidade de julgamento racional a primeira afetada.


Apaziguados os exageros, boa postagem. Força e honra,
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#14
O problema da psicologia moderna, como disse o Professor Orlando fedeli, é que ela é influenciada por dois erros fundamentais: o racionalismo e o irracionalismo.

De um lado, o racionalismo materialista faz do homem um robô, resultado mecânico de fatores químicos ou biológicos. O evolucionismo darwiniano e as condições econômicas, como são ensinadas pelo marxismo, fariam do homem um ser sem livre-arbítrio. Esse robotismo humano seria completado pelo ambiente em que o homem vive. Tudo isso eliminaria o livre arbítrio, determinando o comportamento de cada um. Por isso, seria absurdo dar prêmios ou castigos, julgar o homem culpado, ou santo. Não haveria nem pecado e nem santidade. Ninguém é pessoalmente responsável pelo que faz.
Por outro lado, o irracionalismo proveniente da gnose cabalista que tanto influiu em Freud e Jung, faz do homem uma divindade aprisionada no invólucro material do corpo. E, para a gnose e para a Cabala, a razão enganaria o homem. A divindade escondida no mais profundo da natureza humana faz de todo homem um deus em potencial, sem culpa pelas maldades e crimes originados pelo corpo mau.

Quer o racionalismo materialista, quer o irracionalismo gnóstico, fazem crer que o homem não é livre e nem responsável por seus atos.
Responda-o
#15
(17-09-2023, 05:45 PM)Vital Escreveu: O problema da psicologia moderna, como disse o Professor Orlando fedeli, é que ela é influenciada por dois erros fundamentais: o racionalismo e o irracionalismo.

De um lado, o racionalismo materialista faz do homem um robô, resultado mecânico de fatores químicos ou biológicos. O evolucionismo darwiniano e as condições econômicas, como são ensinadas pelo marxismo, fariam do homem um ser sem livre-arbítrio. Esse robotismo humano seria completado pelo ambiente em que o homem vive. Tudo isso eliminaria o livre arbítrio, determinando o comportamento de cada um. Por isso, seria absurdo dar prêmios ou castigos, julgar o homem culpado, ou santo. Não haveria nem pecado e nem santidade. Ninguém é pessoalmente responsável pelo que faz.
Por outro lado, o irracionalismo proveniente da gnose cabalista que tanto influiu em Freud e Jung, faz do homem uma divindade aprisionada no invólucro material do corpo. E, para a gnose e para a Cabala, a razão enganaria o homem. A divindade escondida no mais profundo da natureza humana faz de todo homem um deus em potencial, sem culpa pelas maldades e crimes originados pelo corpo mau.

Quer o racionalismo materialista, quer o irracionalismo gnóstico, fazem crer que o homem não é livre e nem responsável por seus atos.

Bingo!

É justamente aí que está a merda: Enquanto é óbvio que fatores ambientais, condicionantes e tal devem ser levados em consideração, a única filosofia que deve ser válida é aquela que devolve o livre arbítrio ao homem (mesmo que ilusório em muitos casos, enfim, não vou me atropelar aqui com mais cenas de outros capítulos) e que principalmente o responsabiliza, para o bem ou para o mal, pelos seus próprios atos.

Se não é possível ao menos fazer tão simples delegação do sujeito pela própria vida (como fazem bem alguns existencialistas), então pode jogar toda a racionalidade pela janela.

Seremos eternos bebês vigiados pela égide do coletivismo e de outras forças maiores e ainda mais abstratas para guiar nossa vida sem o nosso consentimento. O sujeito é completamente desprovido de valor em si se o mesmo não possui autodomínio, apenas terá valor como estatística ou número na hora de pagar imposto. O que chamam por aí de "NPC".

Força e honra,
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#16
(10-09-2023, 01:30 PM)Myers Escreveu: Se até o Antony soprano se rendeu a psicologia, eu não vou ir?  Big Grin

Boa. Quanto ao tópico deveria ser como falaram "Evite frequentar psicólogos ruins".

Atualmente tenho ido ao psicólogo para "depositar o lixo" que acumulei há quase quatro anos atrás por várias merdas que aconteceram (doença que me deixou cego por um tempo, meu pai ter abandonado minha mãe e por aí vai). E posso dizer que tem me feito muito bem.
Responda-o
#17
Já vi muito vídeo mostrando que o melhor psicólogo que existe é a musculação. Se estiver ruim da cabeça treine pesado que vai te ajudar bastante.

(10-09-2023, 01:18 PM)Wissen Escreveu: Aconselho evitar tambem médicos com menos de 40 anos. Pro sujeito se "limpar" de toda a merda ideologica absorvida na faculdade de medicina leva peo menos uns 20 anos de exercício real da profissao.

E tem uns que nem assim se "limpam". Parece um negócio impregnado lá no fundo da alma do individuo.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#18
(01-12-2023, 10:36 AM)Libertador Escreveu: Já vi muito vídeo mostrando que o melhor psicólogo que existe é a musculação. Se estiver ruim da cabeça treine pesado que vai te ajudar bastante.

(10-09-2023, 01:18 PM)Wissen Escreveu: Aconselho evitar tambem médicos com menos de 40 anos. Pro sujeito se "limpar" de toda a merda ideologica absorvida na faculdade de medicina leva peo menos uns 20 anos de exercício real da profissao.

E tem uns que nem assim se "limpam". Parece um negócio impregnado lá no fundo da alma do individuo.

musculação e ocupar a mente aprendendo coisas úteis. Filosofia, ou economia,estudar música,etc. 

Política não, estudar política só se você tiver com a cabeça boa e com a vida funcional senão o cara vira um completo imbecil que fica brigando por político.
Responda-o
#19
Pelos relatos que ouvi sobre consultar psicólogos foi essa:

Os públicos tentam se livrar de ti e os particulares tentam te cozinhar!
Responda-o
#20
Acho que mais de 80% das histórias que ouço sobre terapeutas e afins é que todos tem problemas pessoais não resolvidos e parece que é senso comum, que é a regra, o problemático se consultar com outro problemático. É como contratar um pedreiro que em vez de construir o que você quer, vai demolir algo que você não quer. Não faz sentido.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)