Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[RELATO] A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
#1
Exclamation 
Salve confraria.

3 anos depois do meu último relato no fórum volto aqui pra relatar o fim do meu casamento. 

       Fiz uma grande burrada que prejudicou toda a minha família, meus filhos, minha ex esposa principalmente, me fez perder o respeito que eu tinha conquistado com os membros da família dela e inclusive da minha, dos meus amigos etc. Errei feio, não sou hipócrita pra tentar justificar a cagada que eu fiz, e não tenho vergonha nenhuma de admitir isso, fui falho, fraco, mangina, escravoceta, covarde, mentiroso, mau caráter e sei que vou ouvir isso tudo de vocês, mas nada do que sair daqui vai me fazer sentir pior do que eu me sinto todos os dias, e eu não mereço menos que isso,  já estou fudido, perdi tudo que eu tinha que perder, tanto faz.  

Me envergonho muito, me arrependo, entretanto o meu arrependimento não muda em nada a minha realidade, construí um império invejado por muitos e consegui destruir tudo com as minhas próprias mãos,  por me achar esperto demais, malandro demais, vivido demais, experiente demais e o pior achar que todo mundo é idiota e que nunca ninguém descobriria o que eu estava fazendo de errado, que ia ficar na maciota a vida toda. 

E nessa eu me lasquei... de novo! Beirando os 50 anos de idade, uma bagagem respeitada nas costas, Vou lá e dou uma dessa! 

Muitos não acreditam no meu arrependimento, na minha culpa porque eu esperei ser descoberto pra poder enxergar o mau que estava fazendo, e dizem que o arrependimento quando é genuíno acontece de forma espontânea sem precisar de um impacto negativo pra acontecer. Aí eu não sei, eu só sei que eu daria a minha vida em troca de passar 1 dia sequer com a minha família igual éramos antes, só um dia, eu queria ter aquela sensação de novo

Segue o Relato!!!! 

        Contei  aqui em outro tópico que estava mexendo com carro de som, túnei um carro que era da minha ex esposa e ela não dirigia por medo etc, então! meti 17 mil reais de som nesse carro e a partir daí comecei fazer eventos com a equipe do som responsável, não vou falar o nome, mas ela é bem famosa aqui no DF.  Comecei a sair pra fazer eventos nos finais de semana, comecei a fazer com ela o que eu fiz com a minha primeira esposa, deixava ela em casa com meus filhos na sexta e muitas vezes voltava só no domingo
  
        Em uma dessas festas em 2019 conheci a minha amante, ela me chamou a atenção porque era uma negra bonita, 19 anos, um corpo top digno da idade, eu vou ser sincero...nunca me interessei por mulheres negras mas ela era bonita e eu nunca tinha ficado com uma mulher daquela cor, senti curiosidade e muito tesão nela.

        Estávamos nesse evento, ela e mais duas amigas, eu as convidei pra ficar no Lounge onde eu estava com meus “amigos", comecei a trocar ideia com ela, ela foi receptiva, demonstrou interesse, paguei umas bebidas pra ela, ficamos ali até a festa acabar, no final do evento eu  enfiei ela e as amigas dela e um amigo meu no carro, deixei elas em casa, elas moravam no mesmo lugar, dividiam o aluguel de uma casa, ela era a única das 3 que não tinha filhos, a mais nova e a mais bonita,  peguei o número dela e fiquei de entrar em contato depois. 

         Cheguei em casa minha esposa estava dormindo com meus filhos, tomei banho, pensei um pouco, eu sabia que estava fazendo merda, eu sentia que não deveria levar aquilo em diante, mas fiz, maldita escolha, meus instintos me avisaram e eu não escutei

 Logo eu que já falei pra vários outros confrades aqui escutar a porra do instinto

Mandei msg pra ela, marcamos de nos encontrar uma semana depois. No encontro levei ela pra sair, fiquei com ela  nesse dia em um evento e depois levei ela em casa, ela me chamou pra entrar, fomos para o quarto dela e antes que acontecesse qualquer coisa eu contei a ela que era casado.

 Vocês acham que ela se preocupou com isso? 

   Que chá de cu preto que eu tomei, PQP. Me senti um adolescente novamente, sabe? Me senti poderoso de estar coroa já com o poder de pegar uma nifetinha daquela, linda, toda durinha, toda no lugar, velho! Eu fiquei louco com aquela Vadia,  ficar com ela se tornou meio que um vício, eu saía de casa falando que ia trabalhar e ia direto pra casa dela, a gente se trancava no quarto e ali eu tinha uma atriz pornô realizando todos os meus desejos, ela dava tudo, tomava leite na guela e pedia mais, a mulher era o cão na cama.
  Se passaram uns meses, eu comecei mudar completamente o meu comportamento em casa, cheguei a ficar quase 2 meses sem querer ter relações com minha mulher, eu não sei explicar pra vocês meus amigos, não sei dizer o que foi. 

Minha mãe diz que foi “macumba" eu não acredito muito nessas coisas, mas não acho outra explicação.

       Eu comecei a sentir vergonha de olhar na cara da minha esposa, isso me fazia sentir uma certa raiva de mim mesmo e eu acabava descontando nela, comecei a chegar em casa e me irritar com os meus filhos brincando, ou querendo ficar comigo.  

Sim, concordo com você  sou um filho da puta mesmo.

Obviamente que por mais que ela fosse uma mulher tranquila ela começou a perceber o meu distanciamento, começou a me cobrar que eu eu ficasse mais em casa, já que eu não saía mais com eles, não participava mais da vida deles, final de semana eu desaparecia e na semana eu saia cedo e só chegava tarde. E quando ela me cobrava eu me irritava ainda mais, perguntava pra se ela ia sair pra trazer dinheiro pra casa já que estava questionando meu trabalho, eu falava: “Se eu não for trabalhar, quem vai pagar as contas da casa?”. Eu sentia que aquilo machucava ela mas eu estava tão cego que não me importava, e eu estava tão desconectado da minha realidade que até no meu trabalho eu estava sendo negligente, antes de me envolver com essa vagabunda eu trabalhava 3 a 4 dias na semana mas trabalhava direito, batia minhas metas, tinha compromisso com meus clientes, com meus promotores com a empresa que paga meu salário,  depois que comecei com essa desgraça toda eu trabalhava 1 ou 2 vezes no máximo, o resto da semana toda eu tava na casa dela, de manhã até a noite, e quando eu ia nos meus clientes era rápido,  fazia umas vendas bem porcas, logo não estava mais batendo minhas metas, logo minha comissão caiu, logo comecei a me endividar, porque carro de som gasta que só a porra e eu na vida loka igual um adolescente retardado, tinha a escola dos meus filhos   as despesas da casa,  financiamento,  confrades só sei que quando isso acabou eu estava DE NOVO com uma dívida estratosférica.  
Em 9 meses eu consegui destruí tudo que eu conquistei em quase 14 anos, eu me lasquei mais ainda porque a dívida eu adquirir antes do divórcio, então pensa no prejuízo. 

        Em casa minha esposa estava cada dia mais desconfiada, triste, tentava conversar comigo, ela chegou a me perguntar se eu queria me separar dela pois elas não estava mais aguentando a minha indiferença com ela e com nossos filhos, me questionou se eu estava com outra mulher, me disse mais de uma vez que se isso tivesse acontecendo era pra eu falar pra ela, ser sincero que poderíamos resolver isso juntos. Eu negava que tinha uma amante, eu negava que queria me separar, eu falava que ela que gostava de brigar, invertia toda a culpa do que estava acontecendo pra cima dela sem um pingo de remorso.

          Se eu tivesse o poder de voltar no tempo, nunca que eu teria feito mau a ela, ela não merecia. 

      Confrades minha ex esposa foi uma mulher que nunca bebeu, nunca fumou, nunca foi de passar noites em farras e no auge dos seus 34 anos ela mais parecia uma mulher de 24/25 anos, simplesmente linda, carinhosa, delicada, companheira, não tenho nada pra falar da sua conduta em todos os anos que estive ao lado dela, se eu chegasse em casa com qualquer problema ela me acalmava, me aconselhava, inteligente pra caramba, delicada em todos os sentidos, sempre me trazia palavras de conforto: “Você consegue” “Você é forte" “Eu te admiro" “Você é muito bom no que você faz" “Não tenho dúvidas de que vai dar certo".

 Como eu consegui ser tão cruel? Me sinto um monstro e a culpa me atormenta diariamente, está aqui comigo constantemente me assombrando, é  inexplicável. 

       No dia do meu aniversário em 2019 fizemos uma festa na casa da minha cunhada (irmã dela...aquela que ficou com a casa que o pai dela tinha comprado pra gente e eu não aceitei), Falei pra Vadia lá que ia ter essa festa e ela perturbou meu juízo pra ir, eu disse que não poderia ir, como eu ia explicar a presença dela sendo que ninguém a conhecia lá?  Aí que ela deu a ideia do meu amigo levar ela e as duas amigas dela como se fossem convidadas dele, ele sabia de todo o esquema, frequentava a minha casa, estava por dentro e apoiando toda sujeirada que eu estava fazendo,  deixei ela ir nessas condições. 

        Olha o tamanho da covardia que ei fiz: 

       Elas foram como convidadas dele, a minha esposa as tratou com toda a educação do mundo, serviu a mesa em que elas estavam sentadas, até fez amizade com uma delas na maior inocência e no outro dia ela adicionou minha esposa no Facebook e Instagram e eu sabia que era pra Vadia ficar de olho nas nossas fotos. No dia da festa ela (a puta) se esfregava no meu “amigo”, nos outros machos na festa  claramente me provocando ciúmes, dançou com alguns convidados meus, com meu irmão  deu o telefone pra uma porrada de macho, eu eu não conseguia disfarçar a raiva que eu estava sentindo, e acabei descontando em quem ? Hum! Exatamente! acabei brigando com a minha esposa na frente de todo mundo, motivo ? Derramaram uma garrafa de whisky no assoalho do meu carro (O carro de som que estava tocando na festa) e ela demorou pra ir levar um pano pra eu limpar, na verdade eu só estava com muito ciúmes e raiva da vagabunda e não podia fazer nada e arrumei uma desculpa pra descarregar o meu ódio na única vítima daquela situação. 
    A festa começou no sábado a noite e terminou no domingo a noite e a vagaba ficou lá com a gente até terminar, resumindo a minha esposa foi pra casa e a minha amante ficou na minha festa de aniversário com a minha família e a família da minha esposa. 

    Em casa ela veio querer discutir  perguntar o pq de eu ter tratado ela daquela forma na frente dos convidados, eu novamente inverti culpa deixei ela chorando e fui dormir. Na segunda de manhã eu saí foi cedo, fui bater na casa da cadela, fui questionar o porque uma Vadia estava se comportando como uma Vadia... olha que coisa mais sem sentido!!! 
Ela falou que era SOLTEIRA, e que fazia da vida dela o que ela bem intendesse e que eu não poderia reclamar porque não tínhamos nada sério além de sexo, eu respondi: solteira porra nenhuma você é minha e toma mais chá de buceta preta no fracote, gado filho da puta aqui. A mulher me deixava louco, eu estava vivendo pra aquela desgraça daquela mulher. 

Confrades, ela tinha uma irmã mais velha que morreu com uma facada que levou de uma outra mulher, briga por causa de macho..  vou deixar o link para quem quiser ver, a história é bizarra. 

Spoiler Revelar




Eu até ficava com dó dela e da outra irmã dela que foi a responsável pelo ocorrido também (sim, eu conheci a família dela inteira),  elas contavam do dia que mataram a irmã do meio e tal, depois eu fui entender porque fizeram isso e não tiro a razão da assassina...mas vamos deixa isso mais pra frente. 

 O tempo foi passando e eu cada dia pior em casa, cada dia mais distante, mais negligente com minha família, eu estava vivendo praticamente como um homem solteiro, a minha esposa tentando conversar, tentando me agradar, tentando fazer eu enxergar o que estava fazendo (isso sem ela fazer ideia que eu estava com outra mulher) e eu cada dia vez mais frio com ela, eu sentia uma raiva dela inexplicável, só dela falar perto de mim já era motivo de eu brigar é ficar dias sem falar com ela dentro de casa, parecia que eu estava era possuído por algum demônio, aquele não era eu, eu tava fazendo uma merda atrás da outra e simplesmente me irritava com qualquer cobrança da parte dela. 

Ao todo foram entre uns 6 ou 7 meses que eu tive com essa mulher. Não sei dizer ao certo, mas quando eu fiz o relato anterior sobre meu casamento eu já estava envolvido com ela. Confrades eu me envergonho disso, eu fui pilantra demais, eu estava me achando o fodao, o espertao, sabe? Achava que ninguém nunca ia descobrir e se ela descobrisse eu tinha a plena convicção que ela me perdoaria, soberba que fala? Pois é! 

No dia que eu fui conversar com meu sogro pra pedir perdão a ele, pra pedir que ele tentasse convencer ela a ao menos falar comigo, escutar o que eu tinha a dizer ele me falou o seguinte, vou tentar resumir aqui:

     As vezes a gente tá fazendo algo errado e acha que ninguém está vendo, mas Deus vê tudo e no momento certo ele mostra, não adianta, tudo que você planta um dia você colhe, mais cedo ou mais tarde. Nada passa despercebido aos olhos de Deus, e a partir de agora você vai pagar o mau que causou a sua família e se depender de mim ela não volta com você nunca mais. 

E esse dia chegou

        O dia que eu fui desmascarado, uma quarta feira, eu acordei, tomei banho me arrumei e sai com a moto como se fosse pro trabalho, cheguei na casa da Vadia, entrei, tomei café com ela, fiquei lá por mais ou menos 1:30 e saí, ela como sempre me levou no portão e lá nos beijamos pra nos despedir, e quando eu olho pra trás vejo a minha esposa encostando o carro, o carro de som que ela nunca quis dirigir, ela tinha medo de dirigir principalmente depois que eu comecei a montar o som nele, eu  nunca a imaginei que teria coragem e pegar aquele carro e ir atrás de mim, eu estava tão seguro e confortável que isso jamais tinha passado pela minha cabeça. 

 Ela estava lá na frente da casa da minha amante, com o rosto de quem acabou de ver um fantasma, estava pálida, boquiaberta, ela saiu do carro e veio pra cima de mim. Daqui em diante foram flashes, ela chorando, me perguntando o porque eu tinha feito aquilo com ela, ela vinha pra cima e eu segurava as mãos dela, só lembro da dor que eu via ela sentindo, parecia que tinha perdido um ente querido, desespero, lágrimas, gritos, dor confrades..  dor... os gritos dela eram de quem estava sentindo muita dor, e aí foi como se uma venda tivesse caído dos meus olhos, eu coloquei a mão na cabeça, olhei pra minha amante que parecia muito satisfeita com aquela sena, olhei pra minha esposa completamente desestruturada,  eu não sei explicar o que eu senti naquela hora, mas meu corpo todo adormeceu, eu só conseguia pedir pra ela ficar calma, me ouvir, Mano! Que vergonha eu senti, que culpa, agonia, meu rosto formigava, parece o que o mundo parou e quando eu vi estava de joelhos “sentido figurado”  fraco, vendo minha vida passar como um filme, vendo como eu tinha sido covarde  como eu arrisquei perder tudo que eu construí assim a troco de nada?   Deixei a moto na porta da casa da outra, coloquei minha mulher no carro, ela não tinha condições nenhuma de dirigir, e fomos pra casa.

  Em casa ela estava transtornada não falava nada com nada só gritava se contorcia, me olhava no fundo dos meus olhos e me perguntava: “Quem é você” ela gritava, como se tivesse visto um demônio na minha face, vivi com ela por quase 14 anos e eu nunca tinha visto ela naquela situação, por mais que tivéssemos conflitos ela nunca berrava, nunca se descontrolava.
 Eu passei de todos os limites com ela, fui longe demais e só me dei conta disso depois que a merda já está feita. 
 
     Ela pegou meu celular me fez colocar o número da vagabunda e começou a conversar com ela, a piranha mandou todos os prints das nossas conversas pra ela, mostrou as putarias, as vezes que eu explicitamente demonstrei ciúmes, as inúmeras vezes que eu falava que ela era minha, que não era pra sair com outros homens. 

Manginao pal  no cu, com ciúmes de puta.

       Minha esposa ligou pra minha cunhada buscar nossos filhos na escola e levar pra casa dela porque ela não estava em condições de cuidar deles, foi pro nosso quarto se deitou na cama e lá ela ficou por quase 3 dias sem comer nada, sem tomar banho, era uma luta fazer ela beber água,  não falava comigo, parecia que a alma dela tinha saído do corpo. Obvio que minha cunhada contou o que aconteceu para os pais dela, eles vinheram no sábado a noite, arrumaram algumas coisas dela, e levaram ela embora pra casa deles, meus filhos ficaram com a minha cunhada é depois de uns dias eu peguei eles de volta.

Meus moleques  tão inocentes, sem entender nada, perguntando pela mãe, eu não sabia cuidar deles igual a ela, eu não conseguia raciocinar direito, eu estava muito envergonhado, muito culpado sem saber o que fazer e se não fosse a minha mãe eu não teria dado conta de cuidar deles. 

Spoiler Revelar
Antes de eu esquecer, minha esposa soube de tudo através do Google localização, ela entrou no meu e-mail e foi na minha linha do tempo e viu exatamente onde eu estava passando as minhas tardes nos últimos meses, foi fria, esperou eu sair, ela já estava com a localização e não deu outra, foi bater lá.

         Falei pro meu amigo pegar minha moto lá na casa da piranha, ele trouxe a moto e disse que ela estava lá toda contente, querendo saber o que aconteceu, mandou recado pra eu ligar pra ela assim que possível, e assim eu fiz, liguei pra ela, confrades o ódio que eu estava sentindo por ela ter mandado o print das nossas conversas pra minha esposa era tão grande que eu cheguei a falar que ia passar com o carro em cima dela se eu a vesse na rua. 

      Eu nunca menti pra ela, ela soube que eu era casado, nunca prometi nada a ela, nunca brinquei de namorado, de levar pra cinema, de dar presentinho, eu só dava pra ela o que ela merecia, rola e disse isso pra ela, falei que mesmo se a minha mulher não me perdoasse eu jamais assumiria uma puta igual a ela aí sabe o que ela fez, começou a publicar  coisas como essa nas redes sociais dela pra atacar minha esposa diretamente. 

Spoiler Revelar
[Image: Screenshot-20220613-092131-Google.jpg]

[Image: Screenshot-20220613-092216-Gallery.jpg]


[Image: Screenshot-20220613-092316-Gallery.jpg]

[Image: Screenshot-20220614-050721-Gallery.jpg]




Por isso aqui eu não tiro a razão da vagabunda que matou a irmã dela, elas eram todas iguais e não diferentes de mim pois eu é que fui buscar essa bomba na sarjeta pra se misturar com a minha família.


    Eu tive que resolver o problema com a Vadia safada que não parava de publicar merda, mandar msg ofendendo minha esposa, fui obrigado a ir na casa do pai dela contar o que ela estava fazendo, mostrei as publicações dela e sutilmente disse que ele perderia outra filha caso ela não parasse com aquilo. 


Eu sei... eu sei o que vocês estão pensando, bla blá blá... poderia ter dado polícia, preso por ameaça e blá blá blá, foda se!

       Da mesma forma que eu me apaixonei por aquela desgraçada eu me desapaixonei no momento que vi minha mulher em desespero, tomei abuso dela, nojo, confrades... nojo do que ela fez com a minha mulher que não tinha culpa de nada, raiva, ódio, e esse mesmo nojo se estende a mim até hoje, simplesmente deletei da minha vida, foi a minha esposa descobrir e ela se transformar em um saco de lixo podre. 


Minha esposa foi para a casa dos pais dela, eu fiquei com meus filhos por uns dias pois eles estudavam e meus sogros (ex sogros agora) moram em uma chácara muito longe, entretanto a pandemia chegou, as escolas fecharam e eles foram de vez pra casa deles.

Eu mandei msg, eu mandei flores (coisa que eu nunca tinha feito antes pra mulher nenhuma na minha vida), ela me bloqueou de tudo, de ligações, redes sociais, cortou qualquer contato comigo.
 
      Deixei ela lá no cantinho dela, esperei as coisas esfriarem, sobre nossos filhos eu mantinha contato exclusivo com o pai dela pra tratar sobre eles, mas isso foi se arrastando por muito tempo, ela não me desbloqueava, não queria falar comigo, com 1 mês e meio sei lá que ela se foi eu fui até a casa dos pais dela pra falar com ela e ela não me recebeu, ela nem saiu na porta os pais dela não me deixaram entrar e pediram pra eu dar mais um tempo a ela.
 
Um tempo depois do fatídico  dia, o advogado do pai dela entra em contato comigo pra falar do divórcio, eu recusei obviamente porque precisava falar com ela, precisávamos conversar Confrades que desespero que me bateu, um medo de perder aquela mulher, de perder minha família,  eu precisava falar com ela, ela precisava me ouvir, o advogado disse que ela não queria falar comigo, mas vocês me entendem? ela não poderia simplesmente sair assim e não me dar uma única chance de me explicar pra gente tentar resolver a situação. 

E a culpa só piorava porque ela mantinha contato 0 comigo, eu não fazia ideia do que estava acontecendo, se ela fosse outra teria jogado minhas coisas na rua, teria me botado pra fora de casa, ela tinha todo o direito de acabar com a minha raça e eu aceitaria isso calado, e talvez me fizesse sentir menos culpa sei lá, mas não, ela mandou recolher somente os objetos pessoas dela, e deu livre poderes para o pai dela tratar sobre o divórcio junto com o advogado dele, dei graças a deus que estávamos na pandemia isso retardaria o processo. Engano meu! 

Fui inúmeras vezes até a chácara dos pais dela, e nada dela me receber, estava difícil ver meus filhos não porque eles não permitiam mas por conta da pandemia mesmo, eles estavam em isolamento total.
 
     Depois de muito tentar eu consegui falar com ela, fiquei na cola dos meus sogros o tempo todo, só eles conseguiriam convencer ela a falar comigo de novo, eles  concordaram que a gente precisava conversar e me deixaram esperar ela na sala, conversei com meu sogro que tanto eu admirava e que tinha ganhando o respeito e o olhar dele era de pura decepção, pedi perdão a ele, ele conversou muito comigo, me deu aquela lição de moral de horas, eu escutei calado, cabeça baixa como um cachorro sem dono. 

Ela chegou pra falar comigo depois de eu esperar quase 1 hora, confrades, como o cheiro dela era bom, como a pele dela era macia, branca, como eu queria abraçar ela, tocar nela, sentir mais uma vez os cabelos dela entre meus dedos, eu tinha ela toda pra mim e simplesmente agora ela mau olhava na minha cara, e a convivência me fez esquecer o quanto ela é bonita, eu estava com muita saudade dela, e eu chorei quando a vi.  

Homem não chora né? O fodao aqui já falou isso várias e várias vezes no forum, mas eu não me sinto mais como um homem, eu me sinto pior que um rato, estou fraco pra Caralho, perdi meu alicerce, minha família, minha base, minha moral foi pelo ralo, minha vergonha na cara desapareceu e eu chorei na frente dela e assumo isso porque nada me restou. 
 
    Ficamos a sós mas eu sei que os pais dela estavam ouvindo em algum lugar. Eu a elogiei, disse que ela estava muito linda, que eu estava com saudades e ela parecendo uma pedra de gelo,  comecei a me humilhar,  pedi perdão, disse que estava vendendo o som do carro (ela tinha me pedido pra fazer isso várias vezes, e eu nunca fiz). Perguntei se poderia me dar mais uma chance,  que tudo ia ser diferente, que eu ia ajudar ela a fazer faculdade se ela quisesse, se ela quisesse  trabalhar eu pagaria alguém pra cuidar dos meninos, eu implorei pra ela, disse que sentia muita falta dela, que ela era a luz da nossa casa e é verdade, sem ela aqui é como se eu vivesse nas trevas 24 horas, ela não falava nada, só me olhava, com olhos frios e distante, ela escutou toda a minha choradeira, tentei tocar nela algumas vezes ela se afastava como se eu tivesse uma doença (eu tinha mesmo, ou tenho... uma doença no caráter). 

Esse episódio dela se afastando de mim me lembrou as diversas vezes que eu a rejeitei dentro de casa, inúmeras vezes ela queria conversar, queria transar e eu a rejeitava... lembram da frase “Tudo que você planta você colhe"
 
    Ela disse que jamais voltaríamos, que eu nunca mais colocaria as minhas mãos nela de novo, se esquivando da minha investida pra toca-la mais vez. 
Ela foi firme, parecia mais madura sabe? Mais mulher, até então ela ainda tinha uma ar meio infantil não sei explicar mais ela mudou, ela disse que o amor que sentia por mim era baseado no respeito, e é principalmente na admiração que ela sentia por mim, no orgulho que ela sentia em ser minha esposa, em ter sido a escolhida pra construir uma família ao lado de um homem que era tão parecido com o pai dela e que quando ela descobriu quem eu realmente era tudo se desfez e que o amor que ela sentia foi completamente destruído, ainda me parabenizou falando que eu passei o último ano trabalhando todos os dias incansavelmente para que isso acontecesse e como eu sempre consigo o que eu quero isso aconteceu o amor dela se acabou e que por mim ela só sentia desprezo, falou que tinha respeito por eu ser pai dos filhos dela e que jamais irá tirar o convívio deles comigo, mas que não queria qualquer contato, me pediu pra nunca mais procurar por ela e que todos os assuntos que teríamos que tratar dali pra frente fossem feitos com o pai dela e o advogado dele. Tentei falar, ela não quis ouvir, acabei segurando o braço dela e ela disse que se eu me aproximasse dela novamente ela entraria com uma medida protetiva, eu não acreditei naquilo e o pior é que ela não estava blefando. 
 
Eu nem acredito nisso! Enquanto eu escrevia a  cena veio todinha na minha frente, ela se afastando como se eu fosse sei lá, um assassino, um estuprador, alguém abominável, e talvez eu seja mesmo. 

      Ofereci a nossa casa pra ela voltar e ficar com os meninos, eu ia pra casa que a gente viveu no início do casamento lá no lote da minha mãe, eu alugo lá até hoje, eu ia desocupar e me mudaria e ela ficaria na casa, eu deixaria o carro a disposição dela, daria todo suporte financeiro se ela quisesse voltar até a gente resolver o divórcio, óbvio que ela não quis pois a intenção dela era manter o mínimo do mínimo contato comigo e o máximo de distância,  e lá eu teria livre acesso a ela,  e os pais dela não estariam lá pra impedir, ela recusou, encerrou a conversa ali, chamou meus filhos pra ficar comigo um pouco e se despedir. 

       Foi de partir o coração meu moleque mais novo perguntando se a gente ia voltar pra casa, a minha mais velha já entende o que aconteceu mas o mais novo não entendia ainda, estão vendo porque eu me sinto pior que um rato? Que espécie de homem eu me tornei, quando foi que isso começou, Mano! Será que eu sempre fui assim? As vezes eu me pego pensando nisso, será que eu tenho algum tipo de transtorno? Será que eu sou Narcisita, ou psicopata? Sociopata? Deve ter alguma coisa de errado comigo. 

       Confrades, não teve jeito, ela não quis mais falar comigo, passaram se meses, a restrição da pandemia diminuiu, eu comecei pegar meus filhos pra ficar comigo nos finais de semana, ela nunca me impediu de estar com eles quando eu quisesse, eu ia lá buscar eles, não entrava, não via ela, recebia e deixava eles no portão, tentei diversas vezes mandar msg pra ela pelo celular da nossa filha, mas ela nunca respondeu, até hoje é assim, ela não fala comigo. 

        Sobre a dissolução de bens, o que ela pediu eu dei a ela, o apartamento que estava financiado, faltavam algumas prestações e era alienado ao banco, e de forma amigável solicitamos a alteração de contrato ao qual ela seria a única credora do imóvel, ela ia ter que passar por uma analise de credito e como ela não tinha renda o pai dela foi lá e quitou o imóvel de uma lapada só pra resolver o problema, além do apartamento ela pediu o carro que já era dela,  pediu também que eu mobilhasse o quarto dos nossos filhos, ela foi lá escolheu tudo e eu paguei, além de uma quantia x  mensal como se fosse uma parte da casa que eu moro, pra dar a parte dela eu teria que vender,  eu acredito que pelo conforto dos nossos filhos ela optou por receber o dinheiro em parcelas, tipo uma mesada até dar a quantia que ela tinha pedido, que é inferior aos 50%, que vale a casa, eu to pagando pra ela esse acordo e vou continuar pagando pelos próximos 13 meses,  eu fiquei com a casa, os móveis da casa o meu carro e minha moto e o principal que  a guarda dos moleques ficou de 15/15 e em juízo foi decido por escolha dela que eu continuaria pagando a escola dos dois o plano de saúde e despensas como remédios, material escolar etc e abriu mão da alimentação nesses termos. 
De qualquer forma eu já fazia isso quando ela morava comigo, então talvez se eu pagasse uma pensão sairia mais barato, mas concordei, eu disse ao pai dela que o que ela pedisse eu daria sem maiores problemas e assim eu fiz. 

        Eu acreditando que ia demorar o processo, que eu teria mais tempo, o fdp do advogado fez tudo online  e com algumas semanas eu estava divorciado. 

      Com a ajuda da minha mãe eu cuido deles na minha quinzena, meu pai faleceu em 2019 e ela está sozinha agora, então de 15 em 15 dias ela fica aqui comigo e me ajuda cuidar deles, arruma pra pra escola, faz o almoço, faz tudo que minha esposa fazia, e nos outros 15 dias que eles não estão aqui eu fico sozinho, me afastei dos amigos que tínhamos em comum por vergonha mesmo, não tinha clima, todos casados e eu solteiro no meio deles ainda mais eles sabendo a cagada que eu fiz, além de perder a confiança deles né? quem trai a esposa trai qualquer um, os amigos da equipe de som se foram quando eu vendi o som, e alias foi muito abaixo do preço que paguei pra montar, mas me ajudou a dar uma desafogada leve nas dívidas. 

Esse é o minha segunda separação, a primeira vez foi como se eu tivesse terminado um namoro longo, quando soube que ela estava dando pra outro eu fiquei puto mas não foi uma coisa tão pesada, passou rápido, eu não fui atrás, agora quando eu soube que minha ex mãe dos meus filhos  estava saindo com esse cara que ela casou eu fui no inferno e voltei com um capetinha falando no meu ouvido todo dia, confrades, só Deus sabe as coisas que passaram na minha cabeça, eu fui pra fazer uma merda  umas 3 vezes na porta do apartamento dela, eu fui pra fazer uma merda comigo várias e várias vezes, fui confrades, logo eu que falava que se houvesse uma traição da parte dela eu viraria as costas e seguiria a vida, e olha que quem traiu foi eu e ELA que virou as costas e seguiu sem olhar pra trás, fazendo exatamente o que eu disse que faria. 

Como as coisas mudam né? Um prazo de menos de 3 anos eu saí do paraíso e fui pro inferno,  eu ainda tento disfarçar meu dia a dia, para as pessoas da minha família porque querendo ou não depois que meu pai morreu eu sou meio que a base junto com a minha mãe, estou tentando manter o pouco da minha moral ao menos com a minha família e no meu trabalho, só que isso esta cada dia mais difícil. 

Já viajei sozinho, saio com meus filhos, tô fazendo um curso online, tô correndo de manhã, tô treinando, to bebendo, cumi muita puta mas enjoei agora tô com uma Msol que tá esquentando a minha cama, mas nada disso me satisfaz, as vezes eu acordo de manhã e sinto o cheiro do café que ela fazia, sabe? Olho pro travesseiro que era dela e lembro dela dormindo, oh vei eu amo pra porra aquela mulher, será que um dia isso passar? 

Vou tentar resumir aqui a situação e a deles também. 

        Eu desci tão fundo no poço que tenho 1 conta fake pra estaukear ela e macho dela, não só por ciúmes e inveja dele, mas porque eu preciso saber quem é que está convivendo com meus filhos.

    O que eu sei dele é que é Civil  pica grossa, tem a minha idade, sócio em uma academia na PQP,   sei que ele tem uma filha um pouco mais nova que a minha, e que ele cria ela desde novinha, parece que a mãe dela (Não sei dizer se foram casados) era fraca de saúde (inclusive a menina parece que tem problemas de saúde também) e foi fazer uma endoscopia e não voltou da anestesia, ele cria a menina só, agora não mais, agora ele tem a minha ex e pelo que conheço dela ela vai cuidar da menina tão bem quanto cuida dos nossos filhos e que se ele for de boa o quanto aparenta ser eles vão ficar casados por muitos anos, primeiro de tudo sei que ele não bebe, não gosta de farra, e caseiro, tem todas as qualidades que eu não tinha e que era o grande motivo de algumas desavenças entre nós, acredito que só não daria certo   entre eles caso ele fosse algum pervertido sexual, ou agressor de mulheres,  meus filhos e principalmente meu moleque gostam dele, e se ele trata meus filhos bem eu tenho que respeitar ele por isso.

   Agora ela trabalha! não sei se foi ele ou pai dela que montou um estúdio desses que a mulher coloca unha nas unhas, cílios nos cílios etc, parece que ela se especializou nisso e tá tocando o negócio pra frente,  vendeu o golzinho tá num carro melhor, agora ela vai se mudar pra casa do cara e eu ainda não sei como vai ficar a situação da escola dos moleques

Pra finalizar eu vou falar pra vocês o que eu queria que tivesse acontecido. 

     Eu queria que ela tivesse me perdoado primeiramente, blz! Isso não aconteceu, depois eu queria que ela tivesse me feito alguma coisa, tipo me ferrar financeiramente ou me afastar dos meus filhos por exemplo porque assim eu teria um motivo pra odiar ela, lá no finalzinho depois do divórcio eu torci pra ela cair na putaria, porque se ela começasse a sair e cair na bagaceira, virar putona mesmo Eu teria um motivo pra falar: “tá vendo? É uma Vadia, foi um livramento”, ela ia mostrar pras pessoas que não era tudo aquilo que eles achavam dela, mas não, ela foi lá, arrumou o macho  namorou pelo mesmo tempo que namorou comigo e casou com ele igual casou comigo, foi lá, seguiu a vida dela, tipo! Eai? Como eu vou ter um alívio da culpa, do remorso, do arrependimento, da vergonha, se ela se mostra todo dia uma pessoa incrível? Ai eu fico aqui martelando as merdas que eu fiz, me torturando dia após dia, sofrendo igual um desgraçado que eu sou,  eu não me reconheço mais, nada me da prazer, eu só tenho um pouco de paz na minha quinzena com os meus filhos, fico feliz quando estão aqui comigo e cada vez que eles vão embora eu me sinto pior, um vazio da porra que eu ainda não sei como preencher, mulher nenhuma me satisfaz Mano, sério, as mulheres de hoje em dia são muito sinistras, eu tenho um chama pra veieira, pra mulher pobre,, Vadia de balada, vocês acham que eu pego alguma advogada ? Alguma médica ? Kkkk nunca! Eu só pego vagabundinha de baladinha, Narguile, vodka com energético, não passa disso, mas pensando bem é o que eu mereço mesmo, a msol que eu tô pegando tem 28 anos e 3 filhos 1 de cada pai, inclusive o menor não tem nem 9 meses ainda,  desempregada e deixa os filhos com a mãe pra vir me dar aqui quando eu tô sozinho e acredita sim que vamos construir uma família juntos, uma porra dessa, chega nem perto da ex mulher, nem arranha! 

Eu me afastei da real na época que eu mais precisava dela, talvez se eu tivesse relatado aqui o que estava acontecendo comigo eu teria tomado uma chuva de bons conselhos e voadora e os caralho e teria mudado meu destino, porque aqui ninguém se conhece  ninguém passa a mão na cabeça de ninguém,  ninguém deve nada a ninguém, diferente dos “amigos reais" que estão vendo você fazer merda e nem pra te dar um toque, ficam lá passando o pano pra sua safadeza e no final seguem e te deixam na merda. 

Vou deixar esse relato aqui, pra eu ler e reler várias vezes, não sei porque me faz bem, reler o relato sobre o meu casamento novamente foi bom, me distraiu e me levou a épocas boas da minha vida, espero voltar aqui alguns anos e ler esse relato que me trará memórias agora da pior época da minha vida é me fara sorrir por eu ter superado e aprendido a lição, assim espero, não sei como vou fazer ainda, mas vamos lá, pelos meus moleques eu tenho que reagir e me perdoar pra conseguir me reerguer novamente. 

E é isso, desculpem os erros, eu digitei isso tudo no celular, provavelmente vai sair uma bosta mas se os admin puderem da uma editada aí eu agradeço. 

Vlw!
Responda-o
#2
Ai cara, vou te falar a real, to ligado que tua auto estima ta no lixo mas não acho que tu deva ser esculachado, tu veio na humildade ai contar sua historia como um exemplo para quem tem família e fica se achando o fodão por pular a cerca, tem outra parada ai mano, antes de julgar temos que lembrar também que todos temos defeitos, e que todos estamos sujeitos, não arruinei minha vida como vc pq não tenho filhos, mas destrui boa parte do que construi por causa do meu ego de merda mesmo, mas pq ? pq falto maturidade porra simples assim, pra mim o que tu precisa acima de qualquer coisa é se perdoar, faz as pazes consigo mesmo, depois pense em retomar sua vida, vi ai que tu falou que tem uma msol só pra esquentar a cama, msol pode ser a maior fria do mundo, e é mesmo, mas as vezes tu ta ai usando uma mulher que não tem nada a ver com os problemas de merda que tu passou só como um deposito de porra pra aliviar sua solidão, então assim, faça uma reflexão, não tenho duvidas que tu ta arrependido, também não tenho duvida que tu ta colhendo o que plantou, porém sua mentalidade não parece ter mudado tanto assim, mas vai com calma mano, na manha ... se recupera, o tempo cura tudo, tu fez merda sim mas nos somos humanos, somos falhos cara, tenho ctz que por mais idealização que tu tenha da sua ex e da nova "familia perfeita" dela, ela também não era perfeita, então, mais racionalização e menos auto depreciação, volta umas casas e recomeça tudo de novo se for o caso, e o mais importante, deus nunca nos abandona, todos estamos sujeitos a provação terríveis, e o mais importante, vadia é vadia mano, nunca vai mudar, ta na bíblia mano, verdade absoluta, se cuida meu mano, e que deus olhe por você.
Responda-o
#3
Opa irmão, tranquilo!

Maior nobreza tua foi ter feito esse relato,

Primeiro axioma: CONHECER A REAL NÃO FAZ NINGÚEM IMUNE AOS ERROS MAIS BASILARES, e essa de se achar que as coisas estão no controle pode nos fazer cair da forma mais patética.

Conf. Provérbios 16:18 A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda

Segundo: A busca pelo Auto conhecimento ou a busca pelo transcedental (Deus) é fundamental para colocarmos freios aos nossos instintos mais bestiais, coisas da essência do homem, sem esta mediação a gente vai ser dominado pelos impulsos carnais, motivados por nosso ego, satisfação pessoal, etc. E isso vai vindo como um vício perverso, como se fosse uma droga.

Terceiro: Declare "falência" esqueça culpas nossas construções de patrimônios, impérios e obras materiais, eles se deterioram, cuide da sua vida sem essa papagaiada idiota de "sua imagem, "sua reputação" .. Ninguém paga tuas contas, você é homem e banca seus B.Os com todos os ônus possíveis.

No mais:

Restaure sua mente, ocupe seu corpo com alguma atividade física e evite os alteradores de consciência em demasia.

Banque sua escolha, mas não aceite passivamente suas consequências, não precisa se regozijar dessa experiência, mas não precisa ficar remoendo essa pancada para o resto da sua vida como um label de traidor, homem desonrado, essa coisa só vai te prejudicar, certo!?

Seus filhos são seu maior patrimônio, , dê assistência e o suporte necessário, e o que é mais complicado, seja compreensivo com alguma rejeição por parte dos filhos, deixe o TEMPO passar, as coisas vão melhorar!

Força e honra!
Responda-o
#4
Cara na tua idade se embucetar por vadia quer dizer uma coisa: problemas emocionais e de autoestima. Fosse num inferninho vez ou outra, mas arrumar amante? Você era o cafa e tua ex pelo visto curtia um homem-problema.

Espero que o delega seja uma boa pessoa mesmo, se ele não for tua vida tende a ser muito ruim com seus filhos convivendo com ele. Duma coisa já sabemos, no mínimo ele não tem nenhum bom senso, vai assumir m$ol balzaca.

Use o teu sofrimento pra ser um pai melhor e presente, vai precisar pq no convívio e encontros da família da ex seus filhos não ouvirão canções e poesias sobre você. Foque nos seus filhos, essa será a sua redenção, aliás, se tivesse feito isso antes teria evitado muita merda. Ver os filhos de 15/15 dias? pqp. Tente mudar isso amigavelmente com a ex.

Nunca se esqueça que fundo do poço tem porão, o que tá ruim sempre pode piorar. Já está dando trabalho pra sua mãe, ela provavelmente com mais de 70, vê se não dá mais desgosto pra coitada, não arrume outra muié e leve pra casa pra incomodar mais ela, não comece a voltar bebaco de madrugada deixando ela ainda mais preocupada, a velha não merece isso. Esto Vir.

Eu também tenho meus hobbies e faço minhas viagens, coisa cada vez mais rara hoje em dia pra quem é casado, mas recompenso essa confiança proporcionando bom tempo de qualidade com minha família e não arrumando a porra duma amante.

No mais, desejo que seu sofrimento se alivie e que o impacto nos seus filhos seja o menor possível.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#5
Citação:Cara na tua idade se embucetar por vadia quer dizer uma coisa: pr Undecided oblemas emocionais e de autoestima. Fosse num inferninho vez ou outra, mas arrumar amante? Você era o cafa e tua ex pelo visto curtia um homem-problema.

Espero que o delega seja uma boa pessoa mesmo, se ele não for tua vida tende a ser muito ruim com seus filhos convivendo com ele. Duma coisa já sabemos, no mínimo ele não tem nenhum bom senso, vai assumir m$ol balzaca.

Use o teu sofrimento pra ser um pai melhor e presente, vai precisar pq no convívio e encontros da família da ex seus filhos não ouvirão canções e poesias sobre você. Foque nos seus filhos, essa será a sua redenção, aliás, se tivesse feito isso antes teria evitado muita merda. Ver os filhos de 15/15 dias? pqp. Tente mudar isso amigavelmente com a ex.

Nunca se esqueça que fundo do poço tem porão, o que tá ruim sempre pode piorar. Já está dando trabalho pra sua mãe, ela provavelmente com mais de 70, vê se não dá mais desgosto pra coitada, não arrume outra muié e leve pra casa pra incomodar mais ela, não comece a voltar bebaco de madrugada deixando ela ainda mais preocupada, a velha não merece isso. Esto Vir.

Eu também tenho meus hobbies e faço minhas viagens, coisa cada vez mais rara hoje em dia pra quem é casado, mas recompenso essa confiança proporcionando bom tempo de qualidade com minha família e não arrumando a porra duma amante.

No mais, desejo que seu sofrimento se alivie e que o impacto nos seus filhos seja o menor possível.


Nunca que eu iria aceitar ficar de 15 em 15 dias com meus filhos, eu fico 15 dias no mês e ela 15 dias, por isso ela abriu mão da pensão, e minha mãe não mora comigo ela vem ficar 15 dias pra ajudar cuidar depois volta pra casa dela, acredito que ele assumiu uma msol por que também é pai solteiro, tem uma filha pra criar e uma novinha de 20 anos não vai querer ter responsabilidade com família. 

Eu vacilei mesmo, fui gado demais, Mano! Devia ter saído fora, mas me apeguei  acho que foi a crise na meia idade, queria pagar de garotão torando uma novinha daquela. 

Vlw pelo feedback, abraço
Responda-o
#6
(14-06-2022, 11:33 AM)Escobar Escreveu:
Citação:Cara na tua idade se embucetar por vadia quer dizer uma coisa: pr Undecided oblemas emocionais e de autoestima. Fosse num inferninho vez ou outra, mas arrumar amante? Você era o cafa e tua ex pelo visto curtia um homem-problema.

Espero que o delega seja uma boa pessoa mesmo, se ele não for tua vida tende a ser muito ruim com seus filhos convivendo com ele. Duma coisa já sabemos, no mínimo ele não tem nenhum bom senso, vai assumir m$ol balzaca.

Use o teu sofrimento pra ser um pai melhor e presente, vai precisar pq no convívio e encontros da família da ex seus filhos não ouvirão canções e poesias sobre você. Foque nos seus filhos, essa será a sua redenção, aliás, se tivesse feito isso antes teria evitado muita merda. Ver os filhos de 15/15 dias? pqp. Tente mudar isso amigavelmente com a ex.

Nunca se esqueça que fundo do poço tem porão, o que tá ruim sempre pode piorar. Já está dando trabalho pra sua mãe, ela provavelmente com mais de 70, vê se não dá mais desgosto pra coitada, não arrume outra muié e leve pra casa pra incomodar mais ela, não comece a voltar bebaco de madrugada deixando ela ainda mais preocupada, a velha não merece isso. Esto Vir.

Eu também tenho meus hobbies e faço minhas viagens, coisa cada vez mais rara hoje em dia pra quem é casado, mas recompenso essa confiança proporcionando bom tempo de qualidade com minha família e não arrumando a porra duma amante.

No mais, desejo que seu sofrimento se alivie e que o impacto nos seus filhos seja o menor possível.


Nunca que eu iria aceitar ficar de 15 em 15 dias com meus filhos, eu fico 15 dias no mês e ela 15 dias, por isso ela abriu mão da pensão, e minha mãe não mora comigo ela vem ficar 15 dias pra ajudar cuidar depois volta pra casa dela, acredito que ele assumiu uma msol por que também é pai solteiro, tem uma filha pra criar e uma novinha de 20 anos não vai querer ter responsabilidade com família. 

Eu vacilei mesmo, fui gado demais, Mano! Devia ter saído fora, mas me apeguei  acho que foi a crise na meia idade, queria pagar de garotão torando uma novinha daquela. 

Vlw pelo feedback, abraço

Mesmo assim acho muito tempo pra ficar longe ficando 15 dias direto com eles, mas já é melhor do que 90% dos pais que mal veem os filhos. Faça valer a pena o tempo com eles.

Independentemente disso o delega tá disposto a assumir a m$ol e todos os problemas que vem com ela, inclusive um ex reverenciando ela. Yaoming

A merda tá feita, e como eu disse não piore as coisas assumindo você uma m$ol. Foque nos filhos, boa sorte e se recomponha. Seja um homem melhor, mas não se humilhe mais. Tua vida não acabou, só começou, aprenda a viver sozinho, morreremos assim.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#7
Nem consegui ler tudo.

Meu pai fez a mesma coisa, trocou a família dele por uma puta qualquer. Com filhos de outro cara.

Teus filhos (nem li) vão ficar bem e encontrar o próprio caminho, como eu mesmo fiz. Espero que sim.

Quanto a você, que Deus tenha piedade, porque eu não teria.

Abs.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#8
Li tudo. Admiro sua coragem de vir postar sua história aqui, o relato todo é um exemplo do estrago que uma única buceta é capaz de causar num cara de cabeça fraca. 

O ápice pra mim foi tu chamar sua amante pro seu aniversário onde estaria sua família, a família da sua esposa, sua própria esposa e seus filhos, isso foi uma das maiores juvenadas misturado com desonra que eu já li em fóruns da real. Depois ainda foi cobrar fidelidade da vadia, meu Deus!

Compreendo seu sofrimento, não deve ser nada fácil atravessar o inferno que você está passando, caminhando em passos lentos, ao menos tudo sabe que é merecido.

Te desejo força, espero que tire de tudo isso uma grande lição e consiga se reerguer.

Pra quem leu o relato fica o provérbio, "inteligente é quem aprende com os próprios erros, sábio é quem aprende com o erro dos outros".
Responda-o
#9
(14-06-2022, 01:44 PM)Shelby Escreveu: Li tudo. Admiro sua coragem de vir postar sua história aqui, o relato todo é um exemplo do estrago que uma única buceta é capaz de causar num cara de cabeça fraca. 

O ápice pra mim foi tu chamar sua amante pro seu aniversário onde estaria sua família, a família da sua esposa, sua própria esposa e seus filhos, isso foi uma das maiores juvenadas misturado com desonra que eu já li em fóruns da real. Depois ainda foi cobrar fidelidade da vadia, meu Deus!

Compreendo seu sofrimento, não deve ser nada fácil atravessar o inferno que você está passando, caminhando em passos lentos, ao menos tudo sabe que é merecido.

Te desejo força, espero que tire de tudo isso uma grande lição e consiga se reerguer.

Pra quem leu o relato fica o provérbio, "inteligente é quem aprende com os próprios erros, sábio é quem aprende com o erro dos outros".

Irretocável seu comentário meu mano, o cara que conhece a real cometer esse abominação cometida pelo nosso parceiro ai é uma parada que não da pra nem pra acreditar, parece até zuera, eu falo isso por que, me afastei da real durante muitos anos, mas nunca, nem nos meus piores momentos me vejo cometendo uma porra dessa, mas to fazendo o possível ai pra não chutar cachorro morto, por que foi tanta desonra que nem raiva me deu, foi dó mesmo do maluco
Responda-o
#10
Creio que o @Fernando_R1 já gabaritou, mas vou contribuir com meus 5 centavos.

Escobar, como disse o Trglodita ali em cima, sua vida não acabou... somente começou.
Quando escrevo isso, não estou subestimando o tamanho do estrago referente a esta situação, mas digo isso acima de tudo, pela sua mãe e seus filhos.
Se perdoar é fundamental em momentos assim, mas creio que será uma tarefa difícil e que ainda levará tempo. A questão é que até lá, as pessoas que dependem de você, vão sofrer junto se você desabar e você não pode permitir que seus filhos pequenos e sua mãe, paguem esta conta junto.

É necessário que você crie as condições mentais necessárias para dar a volta por cima, pq se culpar sistematicamente, pode leva-lo à caminhos sombrios e não dúvide... você pode vir a pensar muita besteira, SE É QUE JÁ NÃO ESTÁ PENSANDO!
Então, vou dizer o que acredito que serão boas referências para juntar seus pedaços e descer para arena da vida novamente:

- Confrade, evite a tendência de idealizar sua ex mulher a partir de agora. Nenhum ser humano é perfeito, eu não duvido que ela era uma boa parceira conforme teu relato, mas ela também tinha defeitos que sua cabeça vai tratar de omitir agora com o unico objetivo de te sabotar e principalmente, vir a inviabilizar qualquer futuro relacionamento (se você assim o quiser) devido a uma comparação desproporcional que você vai realizar toda vez que conhecer outra pessoa.
Certamente, você vai conhecer pessoas novas e essas comparações vão prejudicar seu juizo.

- Qual a lembrança que seus filhos terão deste momento? Certamente não serão boas. Mas é seu DEVER como homem trabalhar para atenuar TANTO QUANTO FOR POSSÍVEL isso.
Quando os pais se separam, é inevitável que os filhos paguem a conta junto, mas é sua responsabilidade aliviar o peso deles, pois dependem de você e suas ações de agora em diante são fundamentais inclusive para moldar o carater deles pra sempre.

- Não recomendo que fique pescando noticias da sua ex mulher, isso é simplesmente apertar a ferida com o dedo. Se você já sabe que o novo marido é de boa, pesquisou em um primeiro momento e está tudo ok, continuar isso sob essa justificativa me parece somente um pretexto para continuar tendo notícias. Você só vai sair dessa quando deixar ela seguir o caminho dela, não se engane, o único prejudicado com esta prática é você mesmo! Se proiba com toda firmeza de ficar atrás deste tipo de coisa.

Por fim, meu amigo, você errou feio. Quebra de confiança em qualquer aspecto e relacionamento da vida, seja amizade, família e etc, sempre atrai o pior tipo de consequência, acho que isso já está claro pra você.
Porém, você precisa seguir em frente mesmo assim. Levar a lição aprendida, educar seus filhos, cuidar da sua mãe e se reconstituir novamente.
No mais, ocupe seu corpo e mente.

E de verdade, eu acredito sinceramente que é completamente possível recomeçar!
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#11
Em primeiro lugar, acho que esse é o melhor relato que já li desde que conheço os redutos realistas. Eu vi tudo isso que o autor relatou acontecer como se fosse um filme quando li. Trabalho em uma profissão em que a promiscuidade é a regra, relatos como o seu são comuns. Pessoas com bens, boa família, perdendo tudo por conta de um estilo de vida hedonista.

Sempre tentei chamar a atenção no fórum para o fato de que o homem muitas vezes é um merda. Sério, eu vejo isso todos os dias, seja com meus colegas de profissão ou com o público que eu atendo. Gente que inventa história pra deixar a família desamparada enquanto está na putaria. Convenhamos, responsabilidade com filhos e esposa é extremamente complicado, eu sei bem como é isso, mas a experiência me diz que o sexo fora do relacionamento destrói a vida do homem. É vício! Depois que você experimenta, não para mais. Vai se destruir pouco a pouco, até perder tudo pra saber o que realmente era importante.

O seu relato é trágico, e por ser trágico, é relevante. Ressalto, é o melhor relato que já li no fórum. A maioria é relato de quem deu a volta por cima depois de ter sido quebrado por uma mulher que não valia nada. No seu relato, você fez pior do que muitas dessas mulheres que não prestam, é justamente o contrário, você foi do céu ao inferno.

Aproveitando o ensejo, o pessoal tem que parar de 'gourmetizar' a vida. Seja casado ou solteiro, a vida vai dar porrada toda hora. A vida é sofrimento! A despeito disso, para mim é muito mais nobre sofrer em razão do eixo familiar, em que é possível criar algo de concreto, transmitir valores aos filhos, etc. É um trabalho realmente árduo, que não abre muito espaço pra filosofia de boteco sobre ser feliz e fazer o que quiser, porque você trabalha em busca de algo maior, que o bom senso diz que não se pode abandonar.

Pra finalizar, eu espero que o criador do tópico continue assumindo a responsabilidade de ser um bom pai, trabalhando, mantendo-se saudável. É isso que desejo! Porque a vida é isso, alguns erros que cometemos são irreparáveis. O que resta, é seguir adiante!

Adicionando algumas coisas aqui por edição. Um ex-casal que saía comigo e com a minha esposa, teve uma história um pouco parecida. A mulher descobriu que o cara estava traindo ela. E olhem, essa mulher tinha ajudado o cara financeiramente com as economias de uma vida inteira. Ela terminou com o cara, saiu da casa em que estavam morando e voltou pra casa dos pais. Ficou com o nome negativado no serasa em decorrência de uma dívida que o cara fez no nome dela. Teve de fazer tratamento psiquiátrico e tomar remédios pra ansiedade até se recompor. Quando ela saiu, o cara não tomou nenhuma atitude, deixou ela ir embora. 

Algum tempo depois, o cara passou a ir na casa dos pais dela todos os dias. Aí já era tarde, ela não queria nada mais com ele. Atualmente (6 meses depois do término), a vida do cara está toda virada de cabeça pra baixo, e a mulher, está bem melhor.
Responda-o
#12
[quote pid='99258' dateline='1655232447']
Aproveitando o ensejo, o pessoal tem que parar de 'gourmetizar' a vida. Seja casado ou solteiro, a vida vai dar porrada toda hora. A vida é sofrimento! A despeito disso, para mim é muito mais nobre sofrer em razão do eixo familiar, em que é possível criar algo de concreto, transmitir valores aos filhos, etc. É um trabalho realmente árduo, que não abre muito espaço pra filosofia de boteco sobre ser feliz e fazer o que quiser, porque você trabalha em busca de algo maior, que o bom senso diz que não se pode abandonar.

[/quote]

[Image: palmas-batendo-clap.gif]
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#13
Procure Deus; e um psicólogo ou psiquiatra.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#14
(14-06-2022, 04:59 PM)Monarca Escreveu: Procure Deus;

Foi exatamente o que faltou na vida do confrade. Se tem algo que o demônio gosta de atacar e destruir é o seio familiar.

Olha o nível da amante que ele se envolveu. Mas enfim, águas passadas não movem moínhos. Trate de dar exemplos melhores pros teus filhos, as consequências da tua cagada vão se arrastar pelo resto da tua vida, certas coisas tu nunca mais terá moral para cobrar deles (nem de ninguém).

Ademais, esse relato é mais puro suco de ser humano: NUNCA está satisfeito com o que têm em mãos, e só passa a dar valor após perder. Somos assim, miseráveis e gananciosos, mas precisamos domar estes comportamentos.

Que Deus tenha misericordia da tua vida.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#15
E aqui está a prova de que ninguém está imune a fazer burradas, seja veterano ou novato, todos estamos sujeitos. Como diz o @Libertador, é com as merdas da vida que se aduba ela...

Bom @Escobar a merda já foi feita e sempre iremos percebe-la quando já está realizada, infelizmente a vida é assim, o que te resta agora é continuar, erguer a cabeça e tocar a vida, mas claro, com a boa reflexão do passado, para não comete-las no presente e futuro, como diz talvez seu conterrâneo, o Renato Russo;

"Quem pensa por si mesmo é livre
E ser livre é coisa muito séria
Não se pode fechar os olhos
Não se pode olhar pra trás
Sem se aprender alguma coisa pro futuro"

Enfim, como você se arrependeu, agora só resta se superar, focar em sí e cuidar das suas crias. E como disse o confra acima, cuidado com a MSol ainda mais tendo 3 filhos com pais diferente está na cara a merda que você está fazendo, só te resta olhar para o passado e dos ensinamentos da real que verás. Enfim, é isso.

Força e Honra.

                Passei, vi e, ao contrário deles, venci.
Responda-o
#16
É marcha no que é cachorro, bola pra frente, tu vai superar isso ai
Responda-o
#17
A vida como ela é, o ego batendo na porta.

O mais grave é ter se envolvido com uma amante fixa e não dar uns pulos na ZONA... quiça se tivesse sido pego na ZONA seria mais tranquilo... mas não era uma trepada só que você estava atrás.

Outro ponto ter se envolvido com vileira, favelada, pessoas de baixa índole e medíocres... o que pode ser comprovado pelo assassinato que ocorreu (porra não abriu o olho ai nao ?), aceitado o barraco de ir na festa de aniversário, a mais o ego né, conheceu em festa de som de carro puta que pariu que vacilo.

E pra fechar com chave de ouro se juntou com uma m$ol, que isso cara ? Chuta essa mulher da sua casa m$sol cara ?

Ficar stakeando ex, endeusando, sabendo com quem ta se relacionando... porra cara

BEABA da real tu ta cagando nele.

Parece que o fundo do poço nao chegou.

Ngm morre por ter pai separados no máximo vira um @Merdingo , sem desespero de ficar se relacionando com M$ol não.

Não faça cagada antes do tempo, afinal há coisas que "somente" o Tempo pode solucionar, o que é um inferno hoje com o mundo se desabando só com o passar das semanas e o clareamento mental podem transformar a dor em alívio e assim surge novamente a razão a qual faz enxergar que tal pessoa não representa tudo o que dizia e no fim não é mais importante que você ( e no caso os filhos). Não terceirize a sua felicidade para outra mulher ou ex mulher.

Sua ex usou o Silêncio muito bem, afinal ele nunca erra.

Juvenas já leram NA - O Profano Feminino Capitulo 7 ? Não então leiam. 


Spoiler Revelar
O valor do silêncio.

Uma poderosa arma contra-manipulatória e até coercitiva é o silêncio.

Da mesma forma que a frieza, o silêncio não pode ser usado descriteriosamente. Se você acha que simplesmente ficando mudo vai resolver tudo, está errado. Você deve usar o silêncio por longos períodos
somente quando estiver sido vítima de alguma pilantragem emocional. No resto do tempo, deve atenuá-lo com falas acertadas. Porém nunca deve ser muito falador.

Simplesmente ficar quieto não irá resolver nada. Você deve ficar quieto dentro de certas condições e atenuar o silêncio sob outras condições. Poucos conseguem discernir isso, a maioria crê ingenuamente na eficácia de generalizáveis comportamentos polarizados mecanicamente. Pouquíssimos homens são capazes de se manterem silenciosos por longos períodos de conflito. Normalmente, tentamos ficar calados após
sofrermos injustiças, atraiçoamentos sutis ou termos os nossos sentimentos transformados em objeto de brincadeiras irresponsáveis mas não agüentamos fazê-lo por muito tempo. Quando chegamos ao limite de nossa capacidade de suportar, explodimos e descontamos o atrasado.

A vontade de dizer o que sentimos é algo que nos traga vivos e nos corrói. É agravada pela dificuldade em verbalizar o que percebemos. A dificuldade se deve ao caos infernal e confuso de idéias e emoções que se mesclam em um pandemônio insano propositalmente provocado pelas espertinhas, as quais se mantém cientes de tudo o que se passa ao mesmo tempo em que nos recusam certezas, definições e clarezas para nos manterem na confusão. Temos muitíssimas insatisfações mas, por mais que tentemos definí-las e demonstrá-las, nunca sentimos que é o suficiente. Esta obsessão provém da hiperatividade mental. Se você se calar exteriormente mas interiormente continuar com a mente agitada, pensando milhares de tolices, terminará no hospício.

O silêncio é poderoso e as vence mas necessita vir de dentro para fora e jamais de fora para dentro. Na presença dela, mantenha sua mente quieta. A partir do momento que você não pensar, não existirão confusões ou dúvidas pois não existirão raciocínios a respeito. As provocações torturantes ficarão sem efeito. A desconcertante conduta feminina atinge apenas aqueles que perdem seu precioso tempo nelas pensando, na tola tentativa de montar os quebra-cabeças propositais.

Se você tentar silenciar de fora para dentro, desenvolverá doenças psicossomáticas e morrerá. Somente aqueles que se submetem à disciplina interna espiritual podem atingir o verdadeiro silêncio. Experimente, quando for vítima de alguma pilantragem feminina, tornar-se subitamente mudo por muito tempo. Ela devolverá o silêncio e a distância mas chegará um momento em que não suportará o tormento e
tentará arrancar algo. É nesta hora que você não deve falar nada e continuar quieto. Refiro-me a um silêncio prolongado e não de algumas horas. Isso é muito difícil. Exige desapaixonamento completo, total disposição em perder, desapego, disciplina de ferro e uma vontade de aço.

Como são tagarelas compulsivas, as superamos no campo do silêncio com certa facilidade se formos disciplinados. Entretanto, afirmo novamente, devemos nos calar de dentro para fora. O silêncio as deixa desesperadas por não lhes permitir saber o que se passa e o que vai acontecer. Após chegar ao limite de resistência, ela tentará forçá-lo a discutir, polemizar e brigar.

Resista até cansá-la. Então haverá chegado o momento de expor de forma curta, direta e grossa seu ponto de vista e sua exigência, retirando-se da conversa antes que a discussão seja iniciada.

As fêmeas preservam para si o discernimento, a certeza e a definição clara do que se passa na relação mas, ao mesmo tempo, os recusam ao homem para mantê-lo preso na confusão e na dúvida. Ocultam, por meio de atitudes contraditórias, a verdade a respeito do que sentem, fazem e planejam, principalmente no que se refere à fidelidade. A postura indefinida e incoerente é uma arma que desconcerta e imobiliza o outro. Entretanto, por meio do silêncio, devolvemos-lhes este fardo indesejável. O silêncio as atormenta por criar uma situação em que não existe definição para nada. Durante o silêncio, não há certeza e tudo é indefinido. O silêncio preserva o mistério e não permite que nossas intenções e sentimentos sejam visíveis.

A manutenção do silêncio é difícil porque vivemos em uma cultura mental em que os pensamentos são estimulados e vistos como necessários. A crença de que se deve pensar e estourar a cabeça raciocinando para resolver os problemas da vida é muito forte. O resultado é que falamos sem parar por termos a mente hiperativa.

O silêncio deve ser quebrado com falas orientadoras, protetoras e levemente carinhosas quando ela se comportar de forma honesta, transparente e sincera (o que geralmente acontece raríssimas vezes).

Há, entretanto, situações em que o silêncio é inútil e até atrapalha. São situações que exigem o impacto emocional poderoso de uma fala bem acertada.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#18
@Escobar, quero te parabenizar por vir aqui, neste fórum dar a cara a tapa e relatar sua "cagada homérica". Sim, o que tu fez não haverá reparação, talvez nem o tempo cure tudo isso, enfim, o bom que esta ciente de tudo o que pode ocorrer em tua vida a partir de agora. Não convivi com pais separados e os pais de minha noiva estão juntos apesar de problemas que todos os casais tem, são coisas da vida.

Que você possa se reconstruir, deixe isso fluir como um rio, seguir seu curso, não tem mais conserto, o negócio é "zerar" o jogo e voltar para o ponto inicial, refletir sobre tua vida e juntar os pedaços. Aprendi que ser homem não é como cair, mas sim, se levantar diante de adversidades, e é isso que o confrade deve fazer, nada mais.

Seu primeiro relato sobre casamento foi muito bom; este é como um aprendizado, quem está de  pé, deve ficar de vigília para não cair, pois as tentações do mundo moderno são muitas e o bombardeio é grande, temos de ser fortes, o mundo exige muito dos homens, mas não vê que ao mesmo tempo, somos humanos e erramos.

Cuide de sua mãe e filhos, são seus maiores presentes nesta vida.

Ore muito a Deus e peça perdão, ele sempre nos escutará, nós que esquecemos dele na bonança e lembramos em períodos turbulentos, mas Jesus falou que se fossem olhados os pecados, não haveria carne que ficaria de pé.

Força e honra, e que o confrade consiga sair desta situação.
"Quando um homem quebra seus grilhões e correntes; jura jamais servir a outro senhor, é aí que ele se torna verdadeiramente livre." (Spartacus)

“O amor-próprio não é um pecado tão grande quanto a auto-negligência.”  (Henry V.)

Responda-o
#19
Esse fórum anda diferenciado. Fosse outro user ou outra época e as respostas seriam diferentes.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#20
@Bean vai tomar no cu.

@Minerim
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)