Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O FIM DAS NAÇÕES - Documentário BRASIL PARALELO
#1
Ontem acabei assistindo esse documentário, e não poderia deixar de compartilha-lo com os irmãos de fórum.

Caras, que documentário fantástico, coisa magnifica mesmo! O Pessoal da Brasil Paralelo vem fazendo um trabalho fora de série! 

Não lembro de ter visto um documentário com tanta qualidade assim no Netflix ou History.. Simplesmente SENSACIONAL.

Vale a pena cada minuto.

São 3 episódios, mas pode ter certeza que depois de assistir o primeiro, não irá querer parar mais.

Vejam, porque o Youtube tem feito de tudo para esse tipo de conteúdo ser "Cancelado"











Além disso, ore para que a vontade de Deus seja feita! Não a sua.
Responda-o
#2
Sensacional!

E esse final com Rammstein, então... Foi pra fechar com chave de ouro.

Reza a lenda que fizeram essa produção chegar ao próprio Trump. Não sei se procede.
Responda-o
#3
(11-02-2021, 03:39 PM)Per Onore Escreveu: Sensacional!

E esse final com Rammstein, então... Foi pra fechar com chave de ouro.

Reza a lenda que fizeram essa produção chegar ao próprio Trump. Não sei se procede.

Então mano, foi uma produção de alto nível mesmo.

Eu particularmente me assustei, porque o produção desse nivel vir de um grupo de brasileiros.
Além disso, ore para que a vontade de Deus seja feita! Não a sua.
Responda-o
#4
São muito bons mesmo.

Está por sair um nós mesmos moldes, sobre a queda da Argentina.
Responda-o
#5
O FILME CARGA EXPLOSIVA 3 O VILÃO FALA SOBRE ISSO FIM DAS BANDEIRAS DAS NAÇÕES.
Responda-o
#6
(11-02-2021, 03:46 PM)Per Onore Escreveu: São muito bons mesmo.

Está por sair um nós mesmos moldes, sobre a queda da Argentina.

A Argentina já foi o país mais rico da América Latina. O Foro de SP simplesmente destruiu o país.
A Kirchner fodeu meio mundo. O Macri em 2015 venceu com um discurso direitista, mas fez muitas cagadas. O povo ficou com raivinha e votou no Alberto Fernández, com a Kirchner de vice. Já taxaram as grandes fortunas, legalizaram o aborto e mais uma caralhada de coisas. Exatamente o que Biden está fazendo nos EUA: em pouquíssimo tempo já fodeu meio mundo.

Erros que cometeram Bolsonaro e Donald Trump. Foram eleitos para acabar com o comunismo, mas quiseram ser paladinos da justiça, bons samaritanos preocupados apenas com a economia do país. Está aí agora. Trump se fodeu e o Bolsonaro, para soltar um peido, precisa de autorização do STF e Congresso. 

Comunistas não têm pena, não tem remorso, não tem escrúpulos. Aprendam isso de uma vez por todas!

@Per Onore estou ansioso por esse documentário, vai sair dia 22.
Acabaram de postar um teaser sobre ele. Vem coisa muito boa por aí, como sempre.








A Brasil Paralelo só produz conteúdo de extrema qualidade, impressionante. Uma pena esses vídeos não 5, 10, 15 milhões de visualizações.

Eles têm uma série falando da educação brasileira também, mostrando o porquê de sermos um dos países mais atrasados do mundo nesse quesito, mesmo investindo dinheiro pra dar com pau. Basicamente, o motivo simplifica-se em duas palavras: Paulo Freire.
"Em tudo, dai graças" - Tessalonicenses 5:18
Responda-o
#7
De fato, @hjr_10, é muito triste o que uma mentalidade coletiva socialista pode fazer com um povo.

A Argentina era considerada a "europa" do hemisfério sul, lugar onde os ricos europeus vinham passar férias, não buscando pontos turísticos exóticos (como aqui no Brasil), mas para de fato passar uma temporada com luxo.

Vamos aguardar, já que a qualidade técnica do trabalho deles melhora vídeo a vídeo, por incrível que pareça, já que já nasceram produzindo material muito bom.

Sobre as visualizações, isso é questão de tempo. Somando todos os vídeos, já têm uma caralhada de milhões de visualizações. Só o vídeo que fala sobre o golpe de 1964 já tem quase 10 milhas de acessos.

Esses caras ainda vão longe. Isso é só o começo.

Esse distinto senhor da sua foto de perfil de fato, como previa, arrombou a hegemonia cultural esquerdista, de forma irrevogável. De agora em diante a alta cultura (que praticamente se tornou a 'contracultura') só tende a florescer mais e mais. Brasil Paralelo, Instituto Borborema, professor Rafael Falcón etc. etc.
Responda-o
#8
Acredito que a educação é transformadora, mas as coisas demoram para se ajeitarem.
O Brasil passa por um momento de escuridão no sentido da informação.
Até mesmo eu não assisti tudo o que os garotos do Brasil Paralelo produziram.
E o que vi precisa ser revisado outra vez para possível profunda compreensão.
É um conteúdo que me chama a atenção mas que não pode ser dedicado agora por causa de tempo e foco.

Acredito que o Brasil estava indo para um caminho e essa jornada para endireitá-lo ou pelo menos mudar os trilhos demora,
Não é do dia para noite que teremos mudanças satisfatórias creio eu.
"O mais forte espadachim não necessariamente é o que vence. É a velocidade! Velocidade da mão, a velocidade da mente." (Abade Faria).
Responda-o
#9
Já que o tema é o fim das NAÇÕES trago esse podcast Brilhante Facepalm



Dizem que o Irã, China e Russia estão minerando e enriquecendo URANIO na Venezuela e Maduro em Breve terá misseis da COREIA DO NORTE.

É foda....depois de ouvir o ALDO no canal ARTE DA GUERRA MELANCIA...,  se sentindo mais seguro  . trollface O BRASIL não está sob ameaça, mas é claro que eu vou acreditar na SABEDORIA DO ALDO ... Gargalhada


União com COMUNISTA e Dialogo??? Os comunistas são os maiores inimigos da Nação...






[url=https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2010/05/100517_ira_acordo_pu][/url]
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#10
O FIM DAS NAÇÕES.
Excelente tópico. Mesmo por que, uma nação, um país, não é somente destruído, sabotado via arsenal bélico.

Esse dogma de que "homem de verdade" precisa sair de casa cedo (tal como nos anos 50, 60), o faz se encher de responsabilidades as quais não tem capacidade financeira, educacional e psicológica para suportar, e é, provavelmente, uma das principais fontes do fenômeno de ter mais mulheres aprovadas em concursos nos últimos anos.
Com o passar do tempo, a diferença é discrepante, tanto é que no DF as mulheres são quem possuem ganho superior aos homens, já que muitas ingressam no serviço público e inflam esses números.

Se a maioria homens tivesse o mesmo suporte familiar das mulheres sem dúvidas teríamos mais deles aprovados em concursos e até mesmo alcançando uma carreira estável, como era no passado. No entanto, o boom dos concursos no Br passou.

E infelizmente esses discursos de "homem de verdade" se proliferam mais entre a classe média baixa, com forte presença de ''evangélicos'' (neocons na verdade) que compram essas ideias com mais facilidade, assim forma-se um exército de homens com empregos ruins, que casam e tem filhos cedo sem um tostão furado no bolso e que não conseguem juntar nenhum patrimônio ou mudar de vida porque estão presos nesse círculo de "adultos responsáveis".

Dúvidas? Segue reportagem..

MAIORIA EM SALAS DE CURSINHOS, MULHERES DOMINAM VAGAS EM CONCURSOS PÚBLICOS NO DF

De cada 10 pessoas aprovadas em seleções para cargos na administração federal, sete são do sexo feminino. A tendência, dizem especialistas, é de que, em pouco tempo, elas passem a ser maioria nos três poderes. Dedicação delas ao estudo faz a diferença.

Sete em cada 10 aprovados em concursos públicos são mulheres. Não por acaso, elas são maioria nas salas dos cursinhos preparatórios e têm tudo para, com o tempo, mudar a cara do setor público, ainda predominantemente masculino. Nos três poderes, as mulheres só estão em pé de igualdade no Judiciário Federal: eles são 35,8 mil e elas, 35,7 mil. A menor representação do sexo feminino está no Legislativo: os homens são 5,7 mil e as mulheres, 3,2 mil.

Levantamento realizado pelos dois principais cursinhos do Distrito Federal aponta que as alunas têm idade entre 20 e 40 anos e ostentam, nos currículos, cursos universitários ou técnicos. Nas salas de aula, dominam os debates e apresentam maior convicção em relação ao que querem. A maioria paga os estudos com o próprio salário. As áreas de preferência delas no serviço público são tribunais, segurança pública e bancária. Também há interesse pelos cargos jurídicos (advogados da União e Ministério Público) e pelos que lidam com questões fiscais (gestores e analistas).

Cobrança

No que depender da ESTUDANTE Daniella Caetano, 37 anos, a predominância das mulheres no serviço público será irreversível. “Se somos maioria da população, temos que estar mais bem representadas entre os servidores”, afirma. Ela estuda há três anos para concursos públicos. Seu sonho é ser policial. “Sei que é uma área tipicamente masculina, mas tenho convicção de que posso desempenhar todas as funções de igual para igual. Tenho força e inteligência”, enfatiza.

Daniella ressalta que as desigualdades que se vê no setor público também são gritantes no setor privado. “Felizmente, entre os servidores, creio que a discriminação é menor. Por isso, anseio passar em um concurso”, diz. Mas ela reconhece que outros atributos a levam a dedicar várias horas do dia aos estudos: a estabilidade no emprego e os salários maiores que a média de mercado. “São vantagens que fazem muito a diferença e justificam todo o esforço”, emenda.

Com 24 anos, a fisioterapeuta Amanda Rosa, estuda para concursos há pouco mais de um ano, em busca de um cargo na sua área. Na avaliação dela, independentemente de ser homem ou mulher, o servidor público tem que desempenhar seu papel da melhor forma possível. “Não há porque haver privilégios. Nem para homens, nem para mulheres. Isso vale para tudo, inclusive para os cargos de chefia na administração pública”, frisa.

Convicta, Amanda afirma que a sua aprovação em uma seleção pública virá rapidamente.

Dicas
Independentemente de homem ou mulher, os concurseiros que pretendem ser aprovados devem seguir algumas regras básicas. A primeira delas, a dedicação. Outra dica importante é ter persistência. Mesmo que se faça alguns ajustes no meio do caminho, não há porque desistir. “

Discriminação
As mulheres representam hoje 42% da força de trabalho no Brasil, mas sua participação, em certas áreas, ainda é escassa. Pesquisa recente sobre a presença feminina em diversos setores da economia brasileira mostrou que apenas 8% dos cargos de direção eram preenchidos por mulheres. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o salário das executivas é, em média, 30% inferior ao dos executivos no Brasil.

https://qualconcurso.jusbrasil.com.br/no...s-publicos



Por serem menos obrigadas a prover o próprio sustento (tanto quando estão na casa dos pais, do companheiro ou ainda que m$ol, pela pensão do filho), elas tem mais tempo e recursos pra se dedicar somente a estudar.

Com o boom dos concursos entre 2002 e 2015, se existir um gráfico analisando os dados, a participação delas no estamento burocrático cresceu exponencialmente.

Logo também não é por acaso que elas sejam maioria (em QUALQUER PAÍS OCIDENTAL, DOS EUA AO BRASIL) na promoção de pautas socialistas e políticas social-democratas, peguem os percentuais de votos femininos nas últimas eleições dos EUA por exemplo.

Elas menosprezam a LIBERDADE em prol de uma ilusória sensação de SEGURANÇA e daí é fácil entender por que o passo seguinte delas, agora no BR é ter uma lei de cotas femininas fixa no legislativo (onde ainda são minoria, por enquanto).

Com esse quadro, a maioria do ''huezileiro'' médio está nem aí, indo sorrindo ''gadamente'' pra o abate, e menosprezando os alertas que o mundo exclama, brada, pra quem se dispuser a dar atenção.. aviso não faltou.

É como falado nos fóruns da real: SE DESENVOLVA, É O QUE TE RESTA, POIS NINGUÉM VAI FAZER NADA POR TI. Sendo via mgtow, seja assumindo algum relacionamento (se seu poderio financeiro suportar)...

Em nenhum minuto, jamais deixe de se priorizar, de se desenvolver.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#11
(14-02-2021, 02:50 PM)Villefort Escreveu: Acredito que a educação é transformadora, mas as coisas demoram para se ajeitarem.
O Brasil passa por um momento de escuridão no sentido da informação.
Até mesmo eu não assisti tudo o que os garotos do Brasil Paralelo produziram.
E o que vi precisa ser revisado outra vez para possível profunda compreensão.
É um conteúdo que me chama a atenção mas que não pode ser dedicado agora por causa de tempo e foco.

Acredito que o Brasil estava indo para um caminho e essa jornada para endireitá-lo ou pelo menos mudar os trilhos demora,
Não é do dia para noite que teremos mudanças satisfatórias creio eu.
Sim, isso é verdade! Só o fato de milhares de pessoas estarem podendo ter acesso a este tipo de conteúdo, já é uma evolução enorme.

Embora acredite que não estamos imunes a esquerda e sua trupe voltar e acabar com o país, como fizeram na Argentina.

No mais eu terminei esse fim de semana outra trilogia do Brasil Paralelo : PÁTRIA EDUCADORA.

E sinceramente não estou com vontade de ver os outros videos mais, porque causa uma REPULSA e um ÓDIO tremendo, que eu não posso controlar.

Mas é importante que as pessoas saibam oque está por trás " Da saia da madrasta" como eles dizem.

Mas como eu falei, quero evitar esse tipo de conteúdo para que o mesmo não me atrapalhe na minha realidade.

Só esse o FIM DAS NAÇÕES em especifico, é um filmaço...
Além disso, ore para que a vontade de Deus seja feita! Não a sua.
Responda-o
#12
Cuieres tocando o Estado ou em funções de Segurança significam a falência civilizacional. Ongs e Comunistas trabalham para enfraquecer o povo e o país para que possam rouba-lo, vende-lo e até facilitar a invasão estrangeira. Esta é a escória que está no COMANDO da Nação....





Enquanto as cuieres usufruem de todos os beneficios possíveis e privilégios, milhões de homens que perderam o emprego por causa da fraudemia atrasaram a pensão e estão sendo ameaçados de serem presos....
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#13
O documentário mostra bem que o excesso de liberdade, pode acabar por prejudicar, pois ao mesmo tempo que dá vozes às pessoas de bem, também dá vozes em exagero aos insanos.

Antigamente, a liberdade vinha, inicialmente com o primeiro carro, e depois quando passasse a morar longe dos pais, com o próprio dinheiro, o que necessariamente te fazia sair cedo de casa e aprender a se virar sozinho.

Hoje, um celular e um login no youtube e instagram, te fazem liberto. E os jovens passaram a se acomodar por conta disso. Passaram a ter informações em exagero com base nas experiências dos outros, sem viver e sem sentir na pele como é a realidade lá fora.

Como aquele velho ditado: socialista de iphone. Os pais compram tudo que podem e transformam seus filhos em mimados, ainda que não queiram.

Qual a razão de sair da casa dos pais aos 18? Tem tudo financiado pelo papai, inclusive faculdade e depois disso, uma mesada até arranjar um emprego.

Não só nos EUA, mas nos países ocidentais sub e desenvolvidos em sua grande maioria, os jovens deixaram de ter uma vida própria. Se a nossa geração já era perdida, imagina essa nova geração. Querem muita voz e pouco suor. Querem opinar sobre tudo como se fossem os donos da razão, sem nunca ter trabalhado. Sem abdicar um feriadinho com os amigos para trabalhar. Sem abdicar uma baladinha com os putedos, para estudar gestão e empreendimento.

Os valores mudaram. Os países que se mantiveram em sistema ditatorial, sem levar a nação à falência, como é o caso da China, passam a expandir. Hábitos rígidos, disciplina. Um enorme povo já tem.

Talvez se o Brasil tivesse se mantido em regime ditatorial, poderia surfar na onda agora. Mas de fato, a liberdade em exagero mais prejudicou que ajudou.
Responda-o
#14
(15-02-2021, 11:35 AM)Baralho Escreveu: O FIM DAS NAÇÕES.
Excelente tópico.  Mesmo por que, uma nação, um país, não é somente destruído, sabotado via arsenal bélico.

Esse dogma de que "homem de verdade" precisa sair de casa cedo (tal como nos anos 50, 60), o faz se encher de responsabilidades as quais não tem capacidade financeira, educacional e psicológica para suportar, e é, provavelmente, uma das principais fontes do fenômeno de ter mais mulheres aprovadas em concursos nos últimos anos.
Com o passar do tempo, a diferença é discrepante, tanto é que no DF as mulheres são quem possuem ganho superior aos homens, já que muitas ingressam no serviço público e inflam esses números.

Se a maioria homens tivesse o mesmo suporte familiar das mulheres sem dúvidas teríamos mais deles aprovados em concursos e até mesmo alcançando uma carreira estável, como era no passado. No entanto, o boom dos concursos no Br passou.

E infelizmente esses discursos de "homem de verdade" se proliferam mais entre a classe média baixa, com forte presença de ''evangélicos'' (neocons na verdade) que compram essas ideias com mais facilidade, assim forma-se um exército de homens com empregos ruins, que casam e tem filhos cedo sem um tostão furado no bolso e que não conseguem juntar nenhum patrimônio ou mudar de vida porque estão presos nesse círculo de "adultos responsáveis".

Dúvidas?  Segue reportagem..

MAIORIA EM SALAS DE CURSINHOS, MULHERES DOMINAM VAGAS EM CONCURSOS PÚBLICOS NO DF

De cada 10 pessoas aprovadas em seleções para cargos na administração federal, sete são do sexo feminino. A tendência, dizem especialistas, é de que, em pouco tempo, elas passem a ser maioria nos três poderes. Dedicação delas ao estudo faz a diferença.

Sete em cada 10 aprovados em concursos públicos são mulheres. Não por acaso, elas são maioria nas salas dos cursinhos preparatórios e têm tudo para, com o tempo, mudar a cara do setor público, ainda predominantemente masculino. Nos três poderes, as mulheres só estão em pé de igualdade no Judiciário Federal: eles são 35,8 mil e elas, 35,7 mil. A menor representação do sexo feminino está no Legislativo: os homens são 5,7 mil e as mulheres, 3,2 mil.

Levantamento realizado pelos dois principais cursinhos do Distrito Federal aponta que as alunas têm idade entre 20 e 40 anos e ostentam, nos currículos, cursos universitários ou técnicos. Nas salas de aula, dominam os debates e apresentam maior convicção em relação ao que querem. A maioria paga os estudos com o próprio salário. As áreas de preferência delas no serviço público são tribunais, segurança pública e bancária. Também há interesse pelos cargos jurídicos (advogados da União e Ministério Público) e pelos que lidam com questões fiscais (gestores e analistas).

Cobrança

No que depender da ESTUDANTE Daniella Caetano, 37 anos, a predominância das mulheres no serviço público será irreversível. “Se somos maioria da população, temos que estar mais bem representadas entre os servidores”, afirma. Ela estuda há três anos para concursos públicos. Seu sonho é ser policial. “Sei que é uma área tipicamente masculina, mas tenho convicção de que posso desempenhar todas as funções de igual para igual. Tenho força e inteligência”, enfatiza.

Daniella ressalta que as desigualdades que se vê no setor público também são gritantes no setor privado. “Felizmente, entre os servidores, creio que a discriminação é menor. Por isso, anseio passar em um concurso”, diz. Mas ela reconhece que outros atributos a levam a dedicar várias horas do dia aos estudos: a estabilidade no emprego e os salários maiores que a média de mercado. “São vantagens que fazem muito a diferença e justificam todo o esforço”, emenda.

Com 24 anos, a fisioterapeuta Amanda Rosa, estuda para concursos há pouco mais de um ano, em busca de um cargo na sua área. Na avaliação dela, independentemente de ser homem ou mulher, o servidor público tem que desempenhar seu papel da melhor forma possível. “Não há porque haver privilégios. Nem para homens, nem para mulheres. Isso vale para tudo, inclusive para os cargos de chefia na administração pública”, frisa.

Convicta, Amanda afirma que a sua aprovação em uma seleção pública virá rapidamente.

Dicas
Independentemente de homem ou mulher, os concurseiros que pretendem ser aprovados devem seguir algumas regras básicas. A primeira delas, a dedicação. Outra dica importante é ter persistência. Mesmo que se faça alguns ajustes no meio do caminho, não há porque desistir. “

Discriminação
As mulheres representam hoje 42% da força de trabalho no Brasil, mas sua participação, em certas áreas, ainda é escassa. Pesquisa recente sobre a presença feminina em diversos setores da economia brasileira mostrou que apenas 8% dos cargos de direção eram preenchidos por mulheres. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o salário das executivas é, em média, 30% inferior ao dos executivos no Brasil.

https://qualconcurso.jusbrasil.com.br/no...s-publicos



Por serem menos obrigadas a prover o próprio sustento (tanto quando estão na casa dos pais, do companheiro ou ainda que m$ol, pela pensão do filho), elas tem mais tempo e recursos pra se dedicar somente a estudar.

Com o boom dos concursos entre 2002 e 2015, se existir um gráfico analisando os dados, a participação delas no estamento burocrático cresceu exponencialmente.

Logo também não é por acaso que elas sejam maioria (em QUALQUER PAÍS OCIDENTAL, DOS EUA AO BRASIL) na promoção de pautas socialistas e políticas social-democratas, peguem os percentuais de votos femininos nas últimas eleições dos EUA por exemplo.

Elas menosprezam a LIBERDADE em prol de uma ilusória sensação de SEGURANÇA e daí é fácil entender por que o passo seguinte delas, agora no BR é ter uma lei de cotas femininas fixa no legislativo (onde ainda são minoria, por enquanto).

Com esse quadro, a maioria do ''huezileiro'' médio está nem aí, indo sorrindo ''gadamente'' pra o abate, e menosprezando os alertas que o mundo exclama, brada, pra quem se dispuser a dar atenção.. aviso não faltou.

É como falado nos fóruns da real: SE DESENVOLVA, É O QUE TE RESTA, POIS NINGUÉM VAI FAZER NADA POR TI.  Sendo via mgtow, seja assumindo algum relacionamento (se seu poderio financeiro suportar)...

Em nenhum minuto, jamais deixe de se priorizar, de se desenvolver.

Embora respeite a sua opinião, divirjo totalmente dela.

Os jovens de hoje são formados por professores com viés comunista e acham maravilhoso, justamente por não terem experimentado o sabor do fracasso, do insucesso, da angústia, da falta de grana, etc. 

A vida é que te ensina que se não ralar, não tem. 

Temos inúmeros relatos de pessoas que mesmo sabendo dos ensinamentos de NA, acabam fazendo merda.

Apenas a vida ensinará. Que fracasse, que passe dificuldade, mas que aprenda a ser Homem. 

E outra coisa. As mulheres estão se vangloriando que passam mais em concurso que homens? Isto pra mim é um demérito às mulheres e não aos homens, pois se mostram fracas para devorar um leão por dia, preferem justamente a estabilidade e o suposto conforto financeiro, mas ficam atreladas ao mesmo trabalho diário, ganhando o mesmo tostão por dia. Embora se mostre mais rentável, não deixa de ser um trabalho de modelo socialista: "foda-se se trabalho pra caralho aqui, vou ganhar a mesma coisa, então vou trabalhar na maciota.".
Responda-o
#15
(16-02-2021, 09:32 AM)jopevas Escreveu: O documentário mostra bem que o excesso de liberdade, pode acabar por prejudicar, pois ao mesmo tempo que dá vozes às pessoas de bem, também dá vozes em exagero aos insanos.

Antigamente, a liberdade vinha, inicialmente com o primeiro carro, e depois quando passasse a morar longe dos pais, com o próprio dinheiro, o que necessariamente te fazia sair cedo de casa e aprender a se virar sozinho.

Hoje, um celular e um login no youtube e instagram, te fazem liberto. E os jovens passaram a se acomodar por conta disso. Passaram a ter informações em exagero com base nas experiências dos outros, sem viver e sem sentir na pele como é a realidade lá fora.

Como aquele velho ditado: socialista de iphone. Os pais compram tudo que podem e transformam seus filhos em mimados, ainda que não queiram.

Qual a razão de sair da casa dos pais aos 18? Tem tudo financiado pelo papai, inclusive faculdade e depois disso, uma mesada até arranjar um emprego.

Não só nos EUA, mas nos países ocidentais sub e desenvolvidos em sua grande maioria, os jovens deixaram de ter uma vida própria. Se a nossa geração já era perdida, imagina essa nova geração. Querem muita voz e pouco suor. Querem opinar sobre tudo como se fossem os donos da razão, sem nunca ter trabalhado. Sem abdicar um feriadinho com os amigos para trabalhar. Sem abdicar uma baladinha com os putedos, para estudar gestão e empreendimento.

Os valores mudaram. Os países que se mantiveram em sistema ditatorial, sem levar a nação à falência, como é o caso da China, passam a expandir. Hábitos rígidos, disciplina. Um enorme povo já tem.

Talvez se o Brasil tivesse se mantido em regime ditatorial, poderia surfar na onda agora. Mas de fato, a liberdade em exagero mais prejudicou que ajudou.

Cara, achei que você falou bonito e concordo com você. Mas tenho que discordar em algumas coisas.

Eu acredito que esse negócio de "Liberdade demais atrapalha" é complexo.

Eu acho que ninguém em nenhum lugar do mundo gosta de ser controlado por outra pessoa, de não poder fazer oque quer.

Para mim, a decadência dos EUA está muito mais atrelada ao distanciamento da cultura que levou o país a ser a melhor nação do mundo.

Cultura esta que está muito ligado a cultura Judaico-Cristã. 

Sim a Liberdade tem sua culpa nisso, mas não acredito que se fosse uma ditadura teriamos o país que eles tem hoje.

Sobre a China estar dando certo. Eu acredito que eles estão passando por um experimento, e só o tempo dirá se realmente dá certo.

Todas as ditaduras até hoje algum dia implodiram.

Muito se fala da China ser o novo "EUA" mas a pergunta é, alguém quer ir morar lá? As melhores mentes continuam indo para os EUA.

Agora sobre essa nova geração é complicado.. porque toda nova geração é pior que anterior, mas a verdade que não é.

A verdade que quase ninguém quer ser teletransportado para 1990, 80.. 1800... porque a vida era dura, dificil, sangrenta.

Óbvio que em proporação hoje tem muito vagabundo por aí.. mas tem muito empreendedor também.

Muito mais do que tinha a 20 anos atrás..

Mas para mim está muito claro que essa proporção de vagabundos, socialistas de iphone está diretamente ligado com o afastamento da cultura cristã.

Que prega o Auto-Controle sobre si mesmo, o não pesar o próximo, todos os valores que fez o EUA se tornarem a melhor nação do mundo.

Doistovsky já dizia "Descobri que o Mal do homem se dá pelo afastamento da presença de Deus"




Último discurso de Martin Luther King antes de morrer.

Esse carai aí não poderia ter feito oque fez, se os EUA fossem uma ditadura.. até hoje teriamos escravidão lá.
Além disso, ore para que a vontade de Deus seja feita! Não a sua.
Responda-o
#16
(16-02-2021, 12:25 PM)gRILO Escreveu:
(16-02-2021, 09:32 AM)jopevas Escreveu: O documentário mostra bem que o excesso de liberdade, pode acabar por prejudicar, pois ao mesmo tempo que dá vozes às pessoas de bem, também dá vozes em exagero aos insanos.

Antigamente, a liberdade vinha, inicialmente com o primeiro carro, e depois quando passasse a morar longe dos pais, com o próprio dinheiro, o que necessariamente te fazia sair cedo de casa e aprender a se virar sozinho.

Hoje, um celular e um login no youtube e instagram, te fazem liberto. E os jovens passaram a se acomodar por conta disso. Passaram a ter informações em exagero com base nas experiências dos outros, sem viver e sem sentir na pele como é a realidade lá fora.

Como aquele velho ditado: socialista de iphone. Os pais compram tudo que podem e transformam seus filhos em mimados, ainda que não queiram.

Qual a razão de sair da casa dos pais aos 18? Tem tudo financiado pelo papai, inclusive faculdade e depois disso, uma mesada até arranjar um emprego.

Não só nos EUA, mas nos países ocidentais sub e desenvolvidos em sua grande maioria, os jovens deixaram de ter uma vida própria. Se a nossa geração já era perdida, imagina essa nova geração. Querem muita voz e pouco suor. Querem opinar sobre tudo como se fossem os donos da razão, sem nunca ter trabalhado. Sem abdicar um feriadinho com os amigos para trabalhar. Sem abdicar uma baladinha com os putedos, para estudar gestão e empreendimento.

Os valores mudaram. Os países que se mantiveram em sistema ditatorial, sem levar a nação à falência, como é o caso da China, passam a expandir. Hábitos rígidos, disciplina. Um enorme povo já tem.

Talvez se o Brasil tivesse se mantido em regime ditatorial, poderia surfar na onda agora. Mas de fato, a liberdade em exagero mais prejudicou que ajudou.

Cara, achei que você falou bonito e concordo com você. Mas tenho que discordar em algumas coisas.

Eu acredito que esse negócio de "Liberdade demais atrapalha" é complexo.

Eu acho que ninguém em nenhum lugar do mundo gosta de ser controlado por outra pessoa, de não poder fazer oque quer.

Para mim, a decadência dos EUA está muito mais atrelada ao distanciamento da cultura que levou o país a ser a melhor nação do mundo.

Cultura esta que está muito ligado a cultura Judaico-Cristã. 

Sim a Liberdade tem sua culpa nisso, mas não acredito que se fosse uma ditadura teriamos o país que eles tem hoje.

Sobre a China estar dando certo. Eu acredito que eles estão passando por um experimento, e só o tempo dirá se realmente dá certo.

Todas as ditaduras até hoje algum dia implodiram.

Muito se fala da China ser o novo "EUA" mas a pergunta é, alguém quer ir morar lá? As melhores mentes continuam indo para os EUA.

Agora sobre essa nova geração é complicado.. porque toda nova geração é pior que anterior, mas a verdade que não é.

A verdade que quase ninguém quer ser teletransportado para 1990, 80.. 1800... porque a vida era dura, dificil, sangrenta.

Óbvio que em proporação hoje tem muito vagabundo por aí.. mas tem muito empreendedor também.

Muito mais do que tinha a 20 anos atrás..

Mas para mim está muito claro que essa proporção de vagabundos, socialistas de iphone está diretamente ligado com o afastamento da cultura cristã.

Que prega o Auto-Controle sobre si mesmo, o não pesar o próximo, todos os valores que fez o EUA se tornarem a melhor nação do mundo.

Doistovsky já dizia "Descobri que o Mal do homem se dá pelo afastamento da presença de Deus"




Último discurso de Martin Luther King antes de morrer.

Esse carai aí não poderia ter feito oque fez, se os EUA fossem uma ditadura.. até hoje teriamos escravidão lá.


Só pra esclarecer: sou a favor da liberdade e através dela mudamos muito. Pontos positivos, como exemplo citado por ti do MLK e abolição da escravidão e outros tantos negativos. No entanto, não somos condicionados a sermos livres e de bons costumes. Espero que um dia alcancemos. 

Quis tentar sintetizar minha concepção acerca do vídeo e ventilar uma possibilidade do que possa ter acontecido para estar onde estamos, pela lógica do documentário.

Quanto ao fato do citado saudosismo, creio que sim, seja uma ponta de saudosismo mas com certo fundamento. 

Creio que ninguém gostaria de voltar no tempo, pois de fato tudo era muito mais dificultoso, o que não significa que grandes valores não se perderam e que o modus operandi atual seja melhor que o passado. 

Como eu viveria hoje sem geladeira, TV, celular, computador, carro? Inimaginável. Mas como eu viveria hoje sem carro voador, teletransporte, etc? Imaginável, afinal, nunca vivi dessa forma. 

A razão do comentário foi mais voltada aos valores.  

E concordo também contigo com relação à cultura religiosa, em especial às que adotam a Bíblia de Jerusalém (confesso que muitas outras desconheço). O que não deixa de ser um modo de tolher a liberdade moderna do indivíduo, afinal, seguindo 3 mandamentos, já traria um bem danado à sociedade: "honrar pai e mãe", "amar ao próximo como a ti mesmo",  "guardar castidade". 

A única diferença é que de um lado a liberdade é tolhida por uma religião e de outra, por um Estado. 

Existe uma grande diferença entre Lei dos Homens e Lei Eterna, proposta por São Tomás de Aquino: uma deriva de um conjunto de normas criadas pelos homens, a fim de vivermos todos em sociedade, ao exemplo de matou, vai para cadeia; passou em alta velocidade pondo em risco a sociedade, toma multa. Já a outra seria aquilo de que deixamos de fazer, não por sanções, mas por nossa consciência não permitir, como por exemplo quando recebemos um troco errado e voltamos para devolver a diferença. Não seríamos presos, nem condenados pela Lei do Homem, mas sim pela Lei Eterna que em nosso âmago, não permitiria. 

Mas volta-se à origem: nem todos somos bons. 

Voltaire, por exemplo, iluminista francês e grande defensor da liberdade, trazia um ensinamento consigo: “O homem que me diz: ‘Crê como eu creio, ou Deus te condenará’, daqui a pouco me dirá: ‘Crê como eu creio ou eu irei assassinar-te’. Com que direito um ser criado livre pode obrigar um outro a pensar como ele? Um fanatismo composto de superstição e ignorância tem sido o mal de todos os séculos”.

No entanto, apesar de tudo, concordo contigo. A Liberdade é o direito mais precioso de um ser humano e os ensinamentos cristãos auxiliariam em muito o bem estar social.
Responda-o
#17
É bem possível que você não tenha entendido o post.
Isso não é um elogio à figura do concurseiro.
Nem apologia à proeminência do Estado na economia e nas liberdades individuais no país.

(16-02-2021, 09:48 AM)jopevas Escreveu:
(15-02-2021, 11:35 AM)Baralho Escreveu: O FIM DAS NAÇÕES.
Excelente tópico.  Mesmo por que, uma nação, um país, não é somente destruído, sabotado via arsenal bélico.

Esse dogma de que "homem de verdade" precisa sair de casa cedo (tal como nos anos 50, 60), o faz se encher de responsabilidades as quais não tem capacidade financeira, educacional e psicológica para suportar, e é, provavelmente, uma das principais fontes do fenômeno de ter mais mulheres aprovadas em concursos nos últimos anos.
Com o passar do tempo, a diferença é discrepante, tanto é que no DF as mulheres são quem possuem ganho superior aos homens, já que muitas ingressam no serviço público e inflam esses números.

Se a maioria homens tivesse o mesmo suporte familiar das mulheres sem dúvidas teríamos mais deles aprovados em concursos e até mesmo alcançando uma carreira estável, como era no passado. No entanto, o boom dos concursos no Br passou.

E infelizmente esses discursos de "homem de verdade" se proliferam mais entre a classe média baixa, com forte presença de ''evangélicos'' (neocons na verdade) que compram essas ideias com mais facilidade, assim forma-se um exército de homens com empregos ruins, que casam e tem filhos cedo sem um tostão furado no bolso e que não conseguem juntar nenhum patrimônio ou mudar de vida porque estão presos nesse círculo de "adultos responsáveis".

Dúvidas?  Segue reportagem..

MAIORIA EM SALAS DE CURSINHOS, MULHERES DOMINAM VAGAS EM CONCURSOS PÚBLICOS NO DF

De cada 10 pessoas aprovadas em seleções para cargos na administração federal, sete são do sexo feminino. A tendência, dizem especialistas, é de que, em pouco tempo, elas passem a ser maioria nos três poderes. Dedicação delas ao estudo faz a diferença.

Sete em cada 10 aprovados em concursos públicos são mulheres. Não por acaso, elas são maioria nas salas dos cursinhos preparatórios e têm tudo para, com o tempo, mudar a cara do setor público, ainda predominantemente masculino. Nos três poderes, as mulheres só estão em pé de igualdade no Judiciário Federal: eles são 35,8 mil e elas, 35,7 mil. A menor representação do sexo feminino está no Legislativo: os homens são 5,7 mil e as mulheres, 3,2 mil.

Levantamento realizado pelos dois principais cursinhos do Distrito Federal aponta que as alunas têm idade entre 20 e 40 anos e ostentam, nos currículos, cursos universitários ou técnicos. Nas salas de aula, dominam os debates e apresentam maior convicção em relação ao que querem. A maioria paga os estudos com o próprio salário. As áreas de preferência delas no serviço público são tribunais, segurança pública e bancária. Também há interesse pelos cargos jurídicos (advogados da União e Ministério Público) e pelos que lidam com questões fiscais (gestores e analistas).

Cobrança

No que depender da ESTUDANTE Daniella Caetano, 37 anos, a predominância das mulheres no serviço público será irreversível. “Se somos maioria da população, temos que estar mais bem representadas entre os servidores”, afirma. Ela estuda há três anos para concursos públicos. Seu sonho é ser policial. “Sei que é uma área tipicamente masculina, mas tenho convicção de que posso desempenhar todas as funções de igual para igual. Tenho força e inteligência”, enfatiza.

Daniella ressalta que as desigualdades que se vê no setor público também são gritantes no setor privado. “Felizmente, entre os servidores, creio que a discriminação é menor. Por isso, anseio passar em um concurso”, diz. Mas ela reconhece que outros atributos a levam a dedicar várias horas do dia aos estudos: a estabilidade no emprego e os salários maiores que a média de mercado. “São vantagens que fazem muito a diferença e justificam todo o esforço”, emenda.

Com 24 anos, a fisioterapeuta Amanda Rosa, estuda para concursos há pouco mais de um ano, em busca de um cargo na sua área. Na avaliação dela, independentemente de ser homem ou mulher, o servidor público tem que desempenhar seu papel da melhor forma possível. “Não há porque haver privilégios. Nem para homens, nem para mulheres. Isso vale para tudo, inclusive para os cargos de chefia na administração pública”, frisa.

Convicta, Amanda afirma que a sua aprovação em uma seleção pública virá rapidamente.

Dicas
Independentemente de homem ou mulher, os concurseiros que pretendem ser aprovados devem seguir algumas regras básicas. A primeira delas, a dedicação. Outra dica importante é ter persistência. Mesmo que se faça alguns ajustes no meio do caminho, não há porque desistir. “

Discriminação
As mulheres representam hoje 42% da força de trabalho no Brasil, mas sua participação, em certas áreas, ainda é escassa. Pesquisa recente sobre a presença feminina em diversos setores da economia brasileira mostrou que apenas 8% dos cargos de direção eram preenchidos por mulheres. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o salário das executivas é, em média, 30% inferior ao dos executivos no Brasil.

https://qualconcurso.jusbrasil.com.br/no...s-publicos



Por serem menos obrigadas a prover o próprio sustento (tanto quando estão na casa dos pais, do companheiro ou ainda que m$ol, pela pensão do filho), elas tem mais tempo e recursos pra se dedicar somente a estudar.

Com o boom dos concursos entre 2002 e 2015, se existir um gráfico analisando os dados, a participação delas no estamento burocrático cresceu exponencialmente.

Logo também não é por acaso que elas sejam maioria (em QUALQUER PAÍS OCIDENTAL, DOS EUA AO BRASIL) na promoção de pautas socialistas e políticas social-democratas, peguem os percentuais de votos femininos nas últimas eleições dos EUA por exemplo.

Elas menosprezam a LIBERDADE em prol de uma ilusória sensação de SEGURANÇA e daí é fácil entender por que o passo seguinte delas, agora no BR é ter uma lei de cotas femininas fixa no legislativo (onde ainda são minoria, por enquanto).

Com esse quadro, a maioria do ''huezileiro'' médio está nem aí, indo sorrindo ''gadamente'' pra o abate, e menosprezando os alertas que o mundo exclama, brada, pra quem se dispuser a dar atenção.. aviso não faltou.

É como falado nos fóruns da real: SE DESENVOLVA, É O QUE TE RESTA, POIS NINGUÉM VAI FAZER NADA POR TI.  Sendo via mgtow, seja assumindo algum relacionamento (se seu poderio financeiro suportar)...

Em nenhum minuto, jamais deixe de se priorizar, de se desenvolver.

Embora respeite a sua opinião, divirjo totalmente dela.

Os jovens de hoje são formados por professores com viés comunista e acham maravilhoso, justamente por não terem experimentado o sabor do fracasso, do insucesso, da angústia, da falta de grana, etc. 

A vida é que te ensina que se não ralar, não tem. 

Temos inúmeros relatos de pessoas que mesmo sabendo dos ensinamentos de NA, acabam fazendo merda.

Apenas a vida ensinará. Que fracasse, que passe dificuldade, mas que aprenda a ser Homem. 

E outra coisa. As mulheres estão se vangloriando que passam mais em concurso que homens? Isto pra mim é um demérito às mulheres e não aos homens, pois se mostram fracas para devorar um leão por dia, preferem justamente a estabilidade e o suposto conforto financeiro, mas ficam atreladas ao mesmo trabalho diário, ganhando o mesmo tostão por dia. Embora se mostre mais rentável, não deixa de ser um trabalho de modelo socialista: "foda-se se trabalho pra caralho aqui, vou ganhar a mesma coisa, então vou trabalhar na maciota.".

É constatação de que, em um país onde o Estado é grande e pesado (pela sua carga tributária, sobretudo em cima dos mais pobres), que ao invés de sujeitos esclarecidos e que (naturalmente) tem de assumir mais responsabilidades do que elas, estarem tomando as rédeas da situação... 

Vem acontecendo é o contrário, há um crescimento cada vez maior da presença delas no estamento JÁ EXISTENTE e queira ou não admitir, que comanda o país, através de governos e governos.

Exemplo prático: o auxílio emergencial que afetou a TODOS, sobretudo quanto mais pobres e sem instrução, foi pago DOBRADO para as mães solteiras, e no entanto, esse benefício alcançou quantos PAIS SOLTEIROS?????

https://www.jornalcontabil.com.br/auxili...R%24%20600.

Note a jurisprudência do judiciário, cada vez mais pró-m0lier e como isso vem avançando sob uma pauta a longo prazo que agora tem mostrado sua intenção que é a de fazer da figura do h0mem um vilão em potencial e da m0lher a dona da razão.

https://www.reddit.com/r/brasil/comments..._filho_de/

O Estado é detestável e deletério por ''default'' mas fingirmos que podemos ir em frente sem nos atentarmos à sua existência (e sua transformação em agente justiceiro) é abusar da ingenuidade.

Um dos maiores serviços prestativos dos fóruns da real é alertar e informar sobre essa realidade.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#18




E foi preso... Está provado que o STF é o Poder Constituinte Originário em ação...se quiser proibir o Cristianismo o fará....

A Câmara ira fazer algo? Difícil, os representantes deputados federais tem QI de vendedor de automoveis 171 ou charlatões, são analfabetos que endossam textos legislativos globalistas mal traduzidos. O Senado é a mesma coisa... e ainda tem os laços de máfia partidária no meio....

Fujam para as montanhas igual ao RAMBO 1 Gargalhada
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#19
(16-02-2021, 07:05 PM)Baralho Escreveu: É bem possível que você não tenha entendido o post.
Isso não é um elogio à figura do concurseiro.
Nem apologia à proeminência do Estado na economia e nas liberdades individuais no país.

(16-02-2021, 09:48 AM)jopevas Escreveu: Embora respeite a sua opinião, divirjo totalmente dela.

Os jovens de hoje são formados por professores com viés comunista e acham maravilhoso, justamente por não terem experimentado o sabor do fracasso, do insucesso, da angústia, da falta de grana, etc. 

A vida é que te ensina que se não ralar, não tem. 

Temos inúmeros relatos de pessoas que mesmo sabendo dos ensinamentos de NA, acabam fazendo merda.

Apenas a vida ensinará. Que fracasse, que passe dificuldade, mas que aprenda a ser Homem. 

E outra coisa. As mulheres estão se vangloriando que passam mais em concurso que homens? Isto pra mim é um demérito às mulheres e não aos homens, pois se mostram fracas para devorar um leão por dia, preferem justamente a estabilidade e o suposto conforto financeiro, mas ficam atreladas ao mesmo trabalho diário, ganhando o mesmo tostão por dia. Embora se mostre mais rentável, não deixa de ser um trabalho de modelo socialista: "foda-se se trabalho pra caralho aqui, vou ganhar a mesma coisa, então vou trabalhar na maciota.".

É constatação de que, em um país onde o Estado é grande e pesado (pela sua carga tributária, sobretudo em cima dos mais pobres), que ao invés de sujeitos esclarecidos e que (naturalmente) tem de assumir mais responsabilidades do que elas, estarem tomando as rédeas da situação... 

Vem acontecendo é o contrário, há um crescimento cada vez maior da presença delas no estamento JÁ EXISTENTE e queira ou não admitir, que comanda o país, através de governos e governos.

Exemplo prático: o auxílio emergencial que afetou a TODOS, sobretudo quanto mais pobres e sem instrução, foi pago DOBRADO para as mães solteiras, e no entanto, esse benefício alcançou quantos PAIS SOLTEIROS?????

https://www.jornalcontabil.com.br/auxili...R%24%20600.

Note a jurisprudência do judiciário, cada vez mais pró-m0lier e como isso vem avançando sob uma pauta a longo prazo que agora tem mostrado sua intenção que é a de fazer da figura do h0mem um vilão em potencial e da m0lher a dona da razão.

https://www.reddit.com/r/brasil/comments..._filho_de/

O Estado é detestável e deletério por ''default'' mas fingirmos que podemos ir em frente sem nos atentarmos à sua existência (e sua transformação em agente justiceiro) é abusar da ingenuidade.

Um dos maiores serviços prestativos dos fóruns da real é alertar e informar sobre essa realidade.

Peço perdão. 

De fato, concordo e assino embaixo. 

Em casa, particularmente não deixo de realizar minhas atividades domésticas, coisa que antigamente a mulher era responsável pela sua integralidade. Mas não vejo isso um grande problema. 

No entanto, conceder benefícios às mulheres para se equipararem aos homens, de fato, é colocar cada vez mais o homem hétero à margem da sociedade.  

E é o que a mídia convencional prega né?
Responda-o
#20
(17-02-2021, 01:24 AM)Minerim Escreveu:



E foi preso... Está provado que o STF é o Poder Constituinte Originário em ação...se quiser proibir o Cristianismo o fará....

A Câmara ira fazer algo? Difícil, os representantes deputados federais tem QI de vendedor de automoveis 171 ou charlatões, são analfabetos que endossam textos legislativos globalistas mal traduzidos. O Senado é a mesma coisa... e ainda tem os laços de máfia partidária no meio....

Fujam para as montanhas igual ao RAMBO 1 Gargalhada

Realmente, os MlNlSTR0S D0 STF hoje estão acima de qualquer poder. Enquanto desmoralizam o presidente e não fazem nada, se falar algo um pouco ofensivo aos ministros, expedem mandado de busca e apreensão ou de prisão, na calada da noite, enquanto outros processos  de réus homicidas e corruptos, mofam por lá até prescrever.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)