Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O que mudou na sua vida com essa pandemia?
#1
Este ano de 2020 está bem estranho. 

Onde moro, no começo do ano houve duas enchentes. Algo absolutamente atípico. Em março surgiu a pandemia do Coronavirus. 

Sou servidor público. No mês de abril, passamos o mês inteiro em casa e, apartir de maio, voltamos a trabalhar somente meio expediente. E tem sido assim desde então. 

Tirando os preços no supermercado, que estão subindo de forma absurda, pouca coisa mudou na minha rotina. Na verdade, até tenho mais tempo para minhas coisas. E na de vocês? O que mudou?
"Homem Marmito"® is trademark of Marmito Man Corporation ™
Responda-o
#2
Engordei uns 6 kg.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#3
Complementando de forma mais séria, fiquei bem mais estressado do que o normal. Eu praticamete parei de fazer exercício físico em março/abril quando começou essa merda. Voltei a pouco tempo. Acho que descontei esse stress comprando mais pizzas e hamburgeres, e batendo mais punheta que o normal.

Ter que ficar usando essa máscara totalmente inútil para comprar qualquer coisa em um supermercado e até para treinar é uma bosta.

Além disso, como servidor público, tive que ficar um tempo pagando uma etapa naquelas coisas que o Estado faz para "inglês ver", leia-se "barreiras sanitárias". A definição de 2020 é um ano que provocou stress por coisas inúteis.

A única coisa boa até agora é que não está tendo comício e carro de som de político municipal. 
Em tudo dai graças.

Responda-o
#4
Trabalhando apenas em casa, engordando mais que o normal, e aguentando a vida parada.
Responda-o
#5
Também sou servidor, estou desde março 100% em home office sem previsão de retorno. O serviço aumentou muito nos primeiros meses, mas agora já está mais estabilizado e acostumei a trabalhar em casa, é tudo normal só que é bem melhor porque não tem gente falando o dia inteiro, os conflitos com colegas foram a zero também. Pelo que vi a eficiência e produtividade aumentou na instituição em que trabalho como um todo (vagabundo não pode sair pra encher a cara e está trabalhando como nunca), então é provável que nunca mais volte a ser como antes... veremos.

Com o fechamento da academia elaborei uma rotina de exercícios em casa 6 dias na semana (4 dias aeróbicos e "musculação" e 2 dias alongamento - 40-50min), tudo exercício simples como abs, flexões, burpees etc... sei que o aeróbico está treinando bem, mas o muscular como não tem sobrecarga não é tudo isso, porém não vi muita mudança no físico e o peso manteve. No começo dava um desânimo, mas agora está indo bem, a academia já abriu mas não estou pensando em ir tão cedo.

Estou gastando mais em mercado também, as coisas subiram muito.

Agora tenho muito mais tempo livre para estudar e, no geral, para mim poderia durar muito mais tempo esse distanciamento, entendo quem não pode ou é viciado em sair, mas:
Spoiler Revelar




Como não gosto muito do excessivo contato social que a sociedade moderna de primatas fomentou eu estou tranquilo (o único contato social que quero ter é pra comer mulher e como sou casado isso eu faço é em casa mesmo)... o único revés mesmo é minha família bostileira típica que vem dando muito trabalho, pois são uns idiotas sem controle, autonomia e inteligência.
Responda-o
#6
Segue meu shape antes da pandemia:
Spoiler Revelar
[Image: BOd-V50CYAApza1?format=png&name=small]

e depois da pandemia:
Spoiler Revelar



O que acham? Engordei muito?
Responda-o
#7
O que eu fiz na pandemia? Continuei trabalhando normalmente o problema é que trabalhando para o 'team homeoffice' a demanda de serviço aumentou drasticamente, e pelo visto o pessoal da empresa gostou da idéia do trabalhar em casa o problema é que para que isto ocorra tem que uns 4 ou 5 consagrados se foderem para manter um escritório de 40 funcionários em operação.

Estou me exercitando normal e usando máscara apenas para ingresso em lugares em que a regra exige, na rua ando sem ela.

Enquanto isso as autoridades estão desviando verbas  que é uma beleza e experimentando seus fetiches autoritários, quem adota a narrativa da defesa da vida e da ciência, está abrindo um perigoso precedente de perda geral de liberdades e não está se dando conta disto
Responda-o
#8
Nada, não adianta escapar do vírus e ficar na paranoia.


(01-09-2020, 08:09 PM)Sagitario Escreveu: Sou servidor público. No mês de abril, passamos o mês inteiro em casa e, apartir de maio, voltamos a trabalhar somente meio expediente. E tem sido assim desde então.

Os recalcados piram trollface
Responda-o
#9
Basicamente fique uns meses sem poder ir na academia, mas foi jumentice da minha parte também, descobri, puto, que enquanto a minha academia estava nessa frescura de marcar horário e ir somente 3 dias na semana, outras academias estão abertas o dia todo e sem precisar marcar horário, mas foi bom, porque isso serviu de motivação para eu montar minha própria academia caseira.

Paz e luz.
Responda-o
#10
Aproveitando, apesar de não ser a discussão inicial do tópico, essa pandemia serviu pra mostrar como a maioria das pessoas tem aptdão para ser pau mandado de alguém, concordo que é coisa de macaco ficar saindo pra festas e essas merdas, eu mesmo não faço isso e nem vejo necessidade, mas tem nego usando mascara dentro do carro, usando mascara para caminha sozinho na rua a noite, se duvidar, usando até pra cagar, ah, não fode, isso só mostra que a maioria das pessoas só está esperando uma ordem para fazer as coisas mais retardadas que alguém mandar elas fazerem.

Essa pandemia serviu para abrir meus olhos em relação a isso, nada vai mudar, nada vai melhorar, e é provável que nem piore muito também, o que vai acontecer é que quem é crocodilo vai continuar sendo crocodilo, e quem é largatixa vai continuar sendo largatixa, de resto, vai tudo ficar na mesma, a maioria das pessoas nasceu pra receber ordens sem contestar, e essa quarentena "forçada" serviu pra provar isso, é só tornar algo socialmente normal, que o gado vai lá e segue isso sem nem pensar mais no que ta fazendo.
Responda-o
#11
Isso me lembrou a transformação do jogador Goretzka, do Bayern de Munique. Ele aproveitou esse período de quarentena para focar de forma insana em seu desenvolvimento físico, e esse foi o resultado: 

[Image: goretzka-destaque-600x400.jpg]

Ninguém entendeu nada, nem mesmo os torcedores do clube. 

Enquanto muitos jogadores engordaram, Goretzka foi na contramão e transformou o seu ponto mais fraco, a magreza física, em um dos mais fortes, neste caso, a força física e a resistência. 

Reclamamos da falta de tempo e das condições adversas em que nos encontramos para realizar nossas metas mas essa quarentena provou o contrário, muitos não conseguiram lidar com essa adversidade e perderam um precioso tempo que talvez não volte. Conheço pessoas que tiveram todo o tempo possível para focarem em suas vidas e não saiu nada. Agora as coisas estão normalizando por aqui e vejo que em breve retornaremos a rotina caótica da vida. Porém, essa quarentena me ajudou muito, atingi objetivos importantes que talvez eu não os atingiria na minha rotina normal, esse tempo me salvou de uma forma que não esquecerei.

Eu também estava me preparando para uma competição mas ela foi adiada, perdi ritmo de treino logo no início da pandemia principalmente porque começaram a multar as pessoas que não utilizavam máscara por aqui. Eu, duvidando de minha capacidade sobretudo porque já tenho problemas respiratórios e já sofro treinando sem máscaras, voltei aos treinos na semana seguinte usando máscaras claro, no começo foi muito difícil, estava como um idoso em recreação mas depois fui me acostumando e me adaptando, hoje, mesmo com certa dificuldade, já consegui melhorar meu condicionamento respiratório uma vez que a máscara dificulta ainda mais o treino (um abraço para os talebianos, #antifragil). Sigo me preparando...

Eu vi muita gente desistindo no meio dessa quarentena e presenciei várias situações bizarras também, o comportamento de muitas pessoas deu uma variada. Mas temos a comprovação, o que antes era desculpa de tempo hoje já se mostra como pura ilusão. Com ou sem quarentena, use o exemplo do Goretzka, saia de cena, fuja dos holofotes e foque em algum objetivo, depois reapareça mudado, causando espanto nas pessoas que ficaram 24 horas do dia postando bobagens nas redes sociais e se zumbificando cada vez mais.
 

Responda-o
#12
@Dallas por que você não bota a mascara no queixo pra treinar, praticamente todo mundo faz isso, é "obrigatório" o uso de máscaras na academia só por causa do decreto mesmo. Na prática, pelo que eu vi, ninguém liga muito.
Responda-o
#13
(02-09-2020, 11:18 AM)Reale Escreveu: @Dallas por que você não bota a mascara no queixo pra treinar, praticamente todo mundo faz isso, é "obrigatório" o uso de máscaras na academia só por causa do decreto mesmo. Na prática, pelo que eu vi, ninguém liga muito.

Rapaz, acho que não é todo mundo que se incomoda com máscara não. É certo que o bostileiro médio odeia isso, igual uns imbecis que não abaixam a merda da viseira do capacete e ficam com o olho todo fodido, caramba eu ando de moto há quase 20 anos e sempre estou com a viseira abaixada. A mesma merda vale para o cinto de segurança, idiota não usa até hoje e fica assim:
Spoiler Revelar
[Image: 4330.jpg]

Entendo que no caso da máscara uma andorinha não faz verão, pois é muito mais importante quem está doente usar para evitar propagação, mas usando você se previne um pouco mais e evita receber saliva na boa de qualquer bostilhão da rua (se for pra tomar saliva eu enfio a língua na boca das vagabundas que é muito melhor). Eu mesmo já usei máscara bastante lá pelos idos de 2009 quando do H1N1 e em outras épocas, mas o povão merdilheiro fica te olhando como se fosse um assaltante ou um ET, então era foda... a verdade é que curto usar máscara, posso rir à vontade das merdices alheias e me sinto muito bem assim, além disso ajuda a esconder metade da feiura da cara (zuera nem sou tão feio assim kkkk).

Outra coisa, sobre o "gado vai lá e segue isso sem nem pensar mais no que ta fazendo", eu acho mesmo que o povo desse país gosta mesmo é de descumprir regras e não de cumpri-las, por isso, entre outras coisas, o lugar é um lixão, vide seu relato das máscaras no queixo, mas uma boa boiada tá sempre atrás mesmo é de ir para o abatedouro e se foder. Por exemplo, a dedada no cu (vulgo exame de próstata Ratinho Marmitado2 ), hoje o cara vai todo ano levar a sua felizão sem pesquisar nem nada, oras, isso eu não segui o mainstream, já conversei com alguns urologistas que disseram que tem sim alternativas para isso, porém são mais caras, como o ultrassom (essa merda identifica até a cara, o sexo, deficiências etc, em um bebê dentro do bucho da mulher; e não vai identificar a porra de uma próstata inchada?)... o negócio da dedada é pq é mais barato e já pra trolar uns bestas e combater a homofobia e implantar a agenda deles...
Responda-o
#14
Também não estou falando nada contra exame de próstata nem tenho preconceito nem nada para quem fez, nem acho que quem fez é gay ou coisa do tipo. Porém no meu caso, quando chegar o momento vou fazer algo que seja mais confortável para mim, física e psicologicamente, mesmo que seja mais caro. É apenas uma escolha racional e de acordo com as minhas possibilidades no momento... porém colonoscopia é mais difícil ter alternativa e é bem pior, mas sedado vale tudo... kkkkk
[Image: colonoscopia2.jpg]
Responda-o
#15
@Dallas

Por mais que um ou outro tenha evoluído na pandemia, o caso é que pela séries de restrições feitas, a realidade é que o padrão do Goretzka é uma exceção a regra geral, veja que o que é induzido pela mídia gera uma situação de paranóia coletiva muito bem explorada por aqueles que governam: Decidir quem trabalha ou não trabalha, criar regras sem sentidos tiradas do cu da mãe deles, e ainda posando de defensores da vida humana e da ciência. Fora que as patéticas soluções de "novo normal" são padrões anti vida: Jogo de futebol sem torcida, lives patéticas, reuniões de netmeeting, ou seja priorizando o virtual em detrimento do Real.

Sinceramente eu acho que cada um sabe o que faz, se você é homem e tem medo de sair de casa e ser contaminado, beleza! Fique em casa de boa, respeito a escolha de cada um. Mas eu não trabalho no 'mode' de que vou sair de casa para pegar coronavírus, não tenho esse temor, já que aqui no Rio é mais fácil eu morrer de outras formas.

Agora, o grande problema são esses que navegam na onda do alarmismo e ficam se apregoando os guardiões da virtude e chamando aqueles que estão batalhando na rua com a cara e a coragem de genocidas, e outras depreciações , esses eu mando para casa da porra e não queria um moleque sem bolas nem para ser o meu ponta 2 no airsoft.
Responda-o
#16
@Dallas essa merda de máscara incomoda todo mundo, você mesmo falou que sentia tanta falta de ar no começo que parecia um velho, e agora vem dizer que "nem incomoda tanto"? Não fode, essa merda é extremamente invasiva e antinatural, bem diferente de uma porra de cinto, você não consegue respirar decentemente com essa merda atolada no meio da cara, imagine treinar, você basicamente está respirando o próprio gás carbônico de novo e de novo, e sinceramente eu acho que isso, dia após dia, deve ser até mais prejudicial que esse virus de merda.

Estou com o @Fernando_R1 quem é do grupo de risco ou simplesmente está com medo do vírus, que se proteja por conta, agora foder a economia inteira por causa disso já deu pra bola.
Responda-o
#17
Intensifiquei meus treinos, estou com o melhor shape da minha vida. Comecei um negócio virtual. Fiz cursos a distância. Renovei meu contrato de estágio. Pintei as paredes do meu quarto, construí um criado mudo com minhas próprias mãos e tenho mais alguns projetos em andamento.

Vírus nenhum vai me parar enquanto eu não estiver morto. Desobedeci quarentena, fiz festas, estou correndo na rua, não uso máscara. Tudo excelente pra mim até aqui, saúde de ferro.

Desobediência civil a todo vapor.
Jet Sky < link

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#18
Sou obrigado a usar máscara no trabalho. O trabalho fornece máscara e álcool gel. 

Uso também quando vou ao supermercado.

Nas minhas caminhadas diárias, eu não uso. Acho que deve fazer muito mal ficar inalando aquele gás carbônico. O que faço é evitar andar no calçadão, aí ando na outra calçada, praticamente sozinho. Ás vezes, quando sei que vou ao supermercado ou padaria depois da caminhada, coloco a máscara sobre o queixo ou deixo no bolso pra usar no momento certo. 

Na minha vida pessoal não mudou nada. Nunca fui muito social. Então o que chamam de "novo normal" já era o meu "normal".

Acredito que esse uso da máscara é um possível símbolo de dominação da nova ordem mundial, ou até mesmo uma espécie de iniciação à algum ritual macabro. Então uso por ser obrigado.

Agora, é fato que muita gente está sofrendo com tudo isso: empresários, principalmente micro e pequenos que tiveram seus estabelecimentos fechados, muita gente perdeu o emprego. Esse auxílio do governo está explodindo a dívida pública, e os alimentos no supermercado estão aumentando de forma absurda, ou seja, inflação. 

Ficou muito nítido que no Brasil existem castas. A casta do funcionalismo público está passando por tudo isso com muita tranquilidade. Ou trabalhando menos ou até não trabalhando, mas com o salário caindo na conta todo mês. 

Acredito na teoria da conspiração, que analisa essa pandemia como algo de propósito, uma tentativa de desestabilizar os EUA e impedir a reeleição de Trump.
"Homem Marmito"® is trademark of Marmito Man Corporation ™
Responda-o
#19
Nem sei se é conspiração ou não, mas sinceramente de uns tempos pra cá eu ando sentindo raiva de chinês, tudo isso porque fiquei 4 meses sem ir na academia.  Yaoming
Responda-o
#20
Citação:@Gorlami 

Intensifiquei meus treinos, estou com o melhor shape da minha vida.

2.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)