Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[RELATO] O perigo de mãe solteira
#1
Relato da minha antiga vizinha que encontrei no centro da cidade do RJ semana passada , virou mãe solteira, tá com um cara "borracha fraca" hoje em dia sente saudades das coisas que fazia, porém sabe que não está com a barganha toda que teve no passado.

Maria trepadeira – era o nome que dávamos a minha antiga vizinha.

Nas minhas andanças do trabalho, tive que ir no centro do RJ, 06/03/2014, puts o centro do rio está um verdadeiro caos, pois as obras estão atrapalhando muito e tive que resolver um problema para empresa, como não gosto de ir de carro, peguei o ônibus mesmo, ao chegar ao centro da cidade, aproveitei para dá uma voada, nas ruas do centro, ao chegar na ouvidor, aproveitei a fiz na saraiva vê alguma novidade e algum livro e acabo me esbarrando com uma mulher, sem querer peço desculpa e vejo que é a Maria.

Ela vira de cara feia e quando me olhar, toma um espanto

- Nosso Solomon, é você, poxa desculpa. Mas quanto tempo, tudo bem com você.

Eu respondo

- Fala Maria, tudo na paz, como vai você, muito tempo né.

Nisso ficamos conversando, falando de família, infância, amigos etc...

Ae sair da loja, ela me chama para irmos a um restaurante no qual ela sempre almoça, pois era bem próximo, eu aceito já que também não tinha almoçado até aquele momento, fui conversando com ela, e ela me contando, que tinha vontade de voltar a fazer a faculdade, pois os filhos, do subemprego, que tinha que andar “arrumadona” mais ganhava pouco, a pensão dos filhos não cobria tudo etc.

Detalhes ( Maria era uma garota linda na adolescência dela, neta de italianos, bem clarinha com uns peitos e bunda medianas, baixinha ) Hoje com dois filhos estava gorda parecendo um botijão de gás.

Ela foi falando do Pai das crianças, que era um vagabundo que não quer nada com a vida e não deu certo ( Deve ter ouvido as histórias sobre ela e saiu fora ).

Fui contado sobre minha vida, pois tinha melhorado dentro da empresa no qual trabalho, faço outras coisas para ganhar dinheiro etc um pouco sobre minha vida particular.

Ela também contou que estava namorando um Japa ( Sansei) – Pensei, agora posso começar a falar das putarias,
como já me aprofundei naquele corpo no passado, comecei a perguntar.

- E ae, ta gostando do namorado, ele faz o que da vida ?

Maria
- Pois ele trabalha na área de Contabilidade, ele é mais novo que eu ( CSP) pois ele garoto ainda.

Solomon
- Garoto ainda, fala logo Maria, fica me enrolando não, pois te conheço muito bem

Nisso é falar
Maria
- E como, me lembro que quando eu tinha 15 anos você queria “trepar todo dia” vinha na minha casa e transávamos, puts estava com receio na época de ficar grávida.

Fala me perguntar
- Porque você nunca quis me levar a sério na época.

Solomon
- Eu falei, puts cara, você toda hora trocava de namorado, como trocava de calcinha, pó na época tinha 17 anos e queria nada com ninguém muito sério

Maria – Ela fala

- Nessa época também aprontei a beça, sair com muita gente.

Detalhe – A mãe da maria era do tipo que queria ela se desse bem na vida, não queria a filha com qualquer um não, o Pai dela então era maior “caxias”, porém mal sabia que a filha vivia aprontando quando eles saiam para trabalhar.

Solomon
- Eu falo, tua mãe era chata a beça, nenhum menino podia se aproximar de você.

Maria – Ela solta

- É minha mãe era maior guarda cabaço, mal sabia que não era virgem desde os 13 anos, já comecei ter relacionamento desde cedo.

Eu falo Solomon
- E a , sobre seu namorado, como ta no sexo ?

Ela me responde Maria

- Pó Solomon ele “trepa mal pra cacete” ele é cheio de não me toque

Solomon eu perguntei
- Já traiu ele

Ela me responde Maria

- Ainda não, não apareceu nada de bom na vida ou alguém interessante, fora que quem vai querer me assumir com 2 filhos e um ex- marido maluco.

Eu perguntei Solomon
- Nem no trabalho?

Maria responde
- Nada, lá a maioria é mulher e os homens são em sua maioria gays etc

Isso tudo no almoço com ela, gosto de vê essas reais “nua e crua” tem gente que não acredita em certa situações.

Eu perguntei, tem saído final de semana ou a noite ?

Maria
- Nada, saio as vezes para beber com as amigas, mais tem que voltar para casa logo e no mais meu namorado fica me ligando toda hora, ele é muito “carente”

Nisso acabamos de almoçar, eu indo embora e me soltar,
Maria
- Solomon, anota meu celular ae

Solomon
- Poxa, beleza, passe ae o número

Maria
- Poxa Solomon, agente pode marcar um dia desse para sairmos, para lembrar os velhos tempos de adolescência, só para uma curtição mesmo, num dia de semana, eu falto o trabalho e se encontramos aqui no centro tens uns locais legais para irmos.

Eu falei-

Eu dia desse quem sabe

Puts cara, sai de lá pensando, que mulher FDP, ta com um cara, dois filho de um cara vagabundo e mesmo assim ainda ta com um fogo do cacete na porra da buceta. Tá ae mais uma prova do perigo das mãe solteiras da vida.
Responda-o
#2
M$ol's novinhas são as que mais têm fogo na bct e mesmo que encontrarem um milionário bombado que as assuma NUNCA irão se satisfazer

Responda-o
#3
Boa confrade.

Esse relato é um caso clássico, que se repete ad infinitum.

Quem nunca viu aquela gostosinha na época da escola sofrer o peso inexorável do tempo e virar uma baranga.  É recorrente, até porque peitos fartos e bunda grande quando novas tendem a cair (muito) com o peso de uma ou duas décadas.  Ficam todas um bagaço, fato.

Conosco em geral acontece o oposto.  O cara que era magrelo na infância (no meu caso, alto desengonçado e magrelo) com o passar do tempo pode melhorar o corpo, adquirir postura e obviamente status social se souber investir em si mesmo e for responsável financeiramente.  

Aí o jogo vira MUITO ao nosso favor.  A combinação dos fatores: ter sofrido na mão de uma mulher, ter investido em si mesmo, ter cuidado do seu corpo, ter cuidado das finanças,  e ter conhecido e saber aplicar a Real... coloca você em um outro nível.  

Elas, graças à bucetocracia (créditos ao Minerin) não se esforçam e agem como se aqueles peitinhos lindos e bunda empinada fossem eternos.  Mas o tempo é como a Real: implacável.  Ele vem com força para elas!  Tal qual a fábula da cigarra e da formiga, elas percebem um dia que o "inverno chegou" e aí se vêem na situação muito bem descrita nesse relato aí.

Ah, e o fogo no rabo e a promiscuidade delas?  Esses não cessam nunca, apenas tiram férias!

Abraço,
Taimanov
Responda-o
#4
(29-09-2016, 03:24 PM)taimanov Escreveu: Boa confrade.

Esse relato é um caso clássico, que se repete ad infinitum.

Quem nunca viu aquela gostosinha na época da escola sofrer o peso inexorável do tempo e virar uma baranga.  É recorrente, até porque peitos fartos e bunda grande quando novas tendem a cair (muito) com o peso de uma ou duas décadas.  Ficam todas um bagaço, fato.

Conosco em geral acontece o oposto.  O cara que era magrelo na infância (no meu caso, alto desengonçado e magrelo) com o passar do tempo pode melhorar o corpo, adquirir postura e obviamente status social se souber investir em si mesmo e for responsável financeiramente.  

Aí o jogo vira MUITO ao nosso favor.  A combinação dos fatores: ter sofrido na mão de uma mulher, ter investido em si mesmo, ter cuidado do seu corpo, ter cuidado das finanças,  e ter conhecido e saber aplicar a Real... coloca você em um outro nível.  

Elas, graças à bucetocracia (créditos ao Minerin) não se esforçam e agem como se aqueles peitinhos lindos e bunda empinada fossem eternos.  Mas o tempo é como a Real: implacável.  Ele vem com força para elas!  Tal qual a fábula da cigarra e da formiga, elas percebem um dia que o "inverno chegou" e aí se vêem na situação muito bem descrita nesse relato aí.

Ah, e o fogo no rabo e a promiscuidade delas?  Esses não cessam nunca, apenas tiram férias!

Abraço,
Taimanov

Mau caratisse também não Gargalhadah.

Essa pelo visto irá continuar enganando o betão por muito, muito tempo.
Citação:Semper Fidelis

"Seu coração deve ser como uma espada, assim você não perderá. É um longo caminho construído com o valor de muitas vidas, nunca se esqueça..." El Cid de Capricórnio para Tenma de Pegáso
[Image: latest?cb=20130329182556&path-prefix=pt]
Responda-o
#5
(01-10-2016, 05:02 AM)Artaius Escreveu:
(29-09-2016, 03:24 PM)taimanov Escreveu: Boa confrade.

Esse relato é um caso clássico, que se repete ad infinitum.

Quem nunca viu aquela gostosinha na época da escola sofrer o peso inexorável do tempo e virar uma baranga.  É recorrente, até porque peitos fartos e bunda grande quando novas tendem a cair (muito) com o peso de uma ou duas décadas.  Ficam todas um bagaço, fato.

Conosco em geral acontece o oposto.  O cara que era magrelo na infância (no meu caso, alto desengonçado e magrelo) com o passar do tempo pode melhorar o corpo, adquirir postura e obviamente status social se souber investir em si mesmo e for responsável financeiramente.  

Aí o jogo vira MUITO ao nosso favor.  A combinação dos fatores: ter sofrido na mão de uma mulher, ter investido em si mesmo, ter cuidado do seu corpo, ter cuidado das finanças,  e ter conhecido e saber aplicar a Real... coloca você em um outro nível.  

Elas, graças à bucetocracia (créditos ao Minerin) não se esforçam e agem como se aqueles peitinhos lindos e bunda empinada fossem eternos.  Mas o tempo é como a Real: implacável.  Ele vem com força para elas!  Tal qual a fábula da cigarra e da formiga, elas percebem um dia que o "inverno chegou" e aí se vêem na situação muito bem descrita nesse relato aí.

Ah, e o fogo no rabo e a promiscuidade delas?  Esses não cessam nunca, apenas tiram férias!

Abraço,
Taimanov

Mau caratisse também não Gargalhadah.

Essa pelo visto irá continuar enganando o betão por muito, muito tempo.

Encontrei uma ex-colega de classe nessa situação, três filhos nas costas, fundamental incompleto e o corpo destruído, é o que eu chamo de "Chepa", o excesso de pirocadas e gozadas no útero que destroem com o corpo da mulher, ela continua muito bonita de rosto, ela foi modelo da Demilus, ela pousava de calcinha e sutiã, e se degenerou desse jeito. 

Inacreditável, quando eu a reconheci no ônibus, tive que perguntar o nome dela para desencargo de consciência, ela muito constrangida disse que era a própria, e ela era esnobe pra cacete quando era gostosa, e o espaço de tempo que ela foi tendo filho foi curto, porque, todos tem diferença de idade entre dois e três anos. 

Essa gosta muito da chepa, um filho depois do outro, que nem coelho.
Responda-o
#6
O negócio de mãe solteira é que elas entendem do negócio, elas sabem fazer exatamente o que nós gostamos na cama, aí o cara que não tem muita experiência vai a loucura, não ta acostumado, não sabe quando vai arrumar outra se perder aquela, ficam como uns bonequnhos nas mãos da vadia.

Quando me separei vendi o ágio da minha casa e fui morar de aluguel, logo conheci uma mãe solteira de 21 anos, muito gostosa, a diaba entendia dos paranauê. Logo ela começou a passar o final de semana comigo, ia embora na segunda, começou deixar peças de roupas, maquiagens. Depois passou a ficar na semana. Eu chegava em casa e mulher tinha lavado, passado, cozinhado e já chegava me arrastando pra cama, era rolada dia e noite, isso durou uns 2 meses, um belo dia eu chego do trampo e lá está ela com o moleque de 4 anos. 

PQP! ela disse que a mãe dela não queria mais ficar com ele enquando ela vinha pra minha casa, ele dormiu com a gente na cama, de manhã eu acordei bem cedo, fui jogar um video game e o moleque acordou sentou do meu lado e soltou:

Eu sempre quis jogar video game com o meu pai, e agarrou as minhas pernas. What?

Eu fiquei com uma dó da porra do moleque, mas eu não era o pai dele, não faria esse papel nem se ela fosse a mulher mais gostosa do mundo, como eu iria apresentar esse moleque aos meus amigos? A minha família, ele tinha pai que por sinal estava preso. Porra que merda! então a tarde eu chamei ela pra sair (não disse a onde iamos), na época não tinha carro, peguei o do meu irmão emprestado e deixei os dois na casa da mãe dela, era no Goiás. Depois mandei levar todas as roupas dela que estavam na minha casa já pra não ter desculpas de voltar aqui pra buscar.
Se seguiram dias e dias e ela me mandando mensagem, porque já nao atendia as ligações, me xingou, chorou, ameaçou até mandar uns peba virem aqui me matar. Gargalhada

Olha a furada que eu iria me meter se deixasse o meu pau falar mais alto do que a minha razão.

O cara tem que ser muito babaca e ingênuo pra cair na conversa de uma M$ol.
Responda-o
#7
(16-09-2017, 03:47 PM)Escobar Escreveu: O negócio de mãe solteira é que elas entendem do negócio, elas sabem fazer exatamente o que nós gostamos na cama, aí o cara que não tem muita experiência vai a loucura, não ta acostumado, não sabe quando vai arrumar outra se perder aquela, ficam como uns bonequnhos nas mãos da vadia.

Quando me separei vendi o ágio da minha casa e fui morar de aluguel, logo conheci uma mãe solteira de 21 anos, muito gostosa, a diaba entendia dos paranauê. Logo ela começou a passar o final de semana comigo, ia embora na segunda, começou deixar peças de roupas, maquiagens. Depois passou a ficar na semana. Eu chegava em casa e mulher tinha lavado, passado, cozinhado e já chegava me arrastando pra cama, era rolada dia e noite, isso durou uns 2 meses, um belo dia eu chego do trampo e lá está ela com o moleque de 4 anos. 

PQP! ela disse que a mãe dela não queria mais ficar com ele enquando ela vinha pra minha casa, ele dormiu com a gente na cama, de manhã eu acordei bem cedo, fui jogar um video game e o moleque acordou sentou do meu lado e soltou:

Eu sempre quis jogar video game com o meu pai, e agarrou as minhas pernas. What?

Eu fiquei com uma dó da porra do moleque, mas eu não era o pai dele, não faria esse papel nem se ela fosse a mulher mais gostosa do mundo, como eu iria apresentar esse moleque aos meus amigos? A minha família, ele tinha pai que por sinal estava preso. Porra que merda! então a tarde eu chamei ela pra sair (não disse a onde iamos), na época não tinha carro, peguei o do meu irmão emprestado e deixei os dois na casa da mãe dela, era no Goiás. Depois mandei levar todas as roupas dela que estavam na minha casa já pra não ter desculpas de voltar aqui pra buscar.
Se seguiram dias e dias e ela me mandando mensagem, porque já nao atendia as ligações, me xingou, chorou, ameaçou até mandar uns peba virem aqui me matar. Gargalhada

Olha a furada que eu iria me meter se deixasse o meu pau falar mais alto do que a minha razão.

O cara tem que ser muito babaca e ingênuo pra cair na conversa de uma M$ol.

KKKKKKKKKKKKKKKKKK
O menino agarrando suas pernas foi engraçado demais, cara.

O pior é que o que tem de babaca e ingênuo por aí não tá escrito.
Responda-o
#8
Conheci um vivente que se.envolveu com mae.solteira. a donzela fazia tudo que vc imagina sexualmente falando, era adestrada. Deitava, rolava e dava a patinha na.hora que o dono mandava. Ate que começou a mesma historia: vovo nao quer mais ficar com o enzo quando eu fico mocozada na.sua casa. Ai comecou a levar o guri pra la e acabou a fodelança. 

Sorte que o cabra nao era idiota. Ela lavava, passava, cozinhava, dividia gasolina e as vezes pagava o jantar. ela parecia politico em campanha Yaoming

Quando começou a cortar ela começou os incomodos. Nao chegou a ameaçar,  mas  quando ela descobria que ele tava comendo outra era so encheção de saco. Ela bebia e infernizava o cabra de madruga. Pra sorte dele ela nao era das quebradas e nao tinha ex preso.
Responda-o
#9
Eu saio com mãe solteira e vagabas afins mas nem uma sabe onde eu moro.

Na realidade nem uma marmita sabe onde eu moro.

O lar é sagrado, tem que saber bem quem colocar dentro.
Responda-o
#10
MSOL é foda, ainda mais com cria pequena. Uma dessas enrolou um camarada meu, ele caiu na jogada e se lascou. 21 anos, poderia ter pegado muita mulher melhor, mas a imbecilidade falou mais alto. Tem que tomar muito cuidado, eu já risco de primeira, que é para não ter dor de cabeça.
Responda-o
#11
Peixe morre pela boca, mangina pelo pinto. O que leva esses caras a se relacionarem com m$ol"s e a carência.

Geralmente o perfil que as pedradoras buscam e aquele cara que na adolescência e  betosso e desajeitado, o famigerado "pega ninguém".

A falta de experiência na juventude desses pobres diabos, se reflete na idade adulta quando a esperta mãe solteira e extremamente carinhosa e da aquele chá de buceta. A carência leva o beta a paixão espontânea. Não só pela pepeca, mas pelo carinho também.

É não adianta você falar, mostrar os materiais, desenhar, filmar ou apresentar o próprio Nessahan. O beta não vai largar a Mamãe. A não ser que ele se foda muito.

Tenho um colega de infância nesse perfil. Agora que ele está começando a se estabilizar profissionalmente, arrumou um filho de 12 anos. Consórcio contemplado.

M$ol caçadora de manginas:

Spoiler Revelar

[Image: 11.jpg]

Pedi, e vos será concedido; buscai, e encontrareis; batei, e a porta será aberta para vós.
Responda-o
#12
(16-09-2017, 03:47 PM)Escobar Escreveu: O negócio de mãe solteira é que elas entendem do negócio, elas sabem fazer exatamente o que nós gostamos na cama, aí o cara que não tem muita experiência vai a loucura, não ta acostumado, não sabe quando vai arrumar outra se perder aquela, ficam como uns bonequnhos nas mãos da vadia.

Quando me separei vendi o ágio da minha casa e fui morar de aluguel, logo conheci uma mãe solteira de 21 anos, muito gostosa, a diaba entendia dos paranauê. Logo ela começou a passar o final de semana comigo, ia embora na segunda, começou deixar peças de roupas, maquiagens. Depois passou a ficar na semana. Eu chegava em casa e mulher tinha lavado, passado, cozinhado e já chegava me arrastando pra cama, era rolada dia e noite, isso durou uns 2 meses, um belo dia eu chego do trampo e lá está ela com o moleque de 4 anos. 

PQP! ela disse que a mãe dela não queria mais ficar com ele enquando ela vinha pra minha casa, ele dormiu com a gente na cama, de manhã eu acordei bem cedo, fui jogar um video game e o moleque acordou sentou do meu lado e soltou:

Eu sempre quis jogar video game com o meu pai, e agarrou as minhas pernas. What?

Eu fiquei com uma dó da porra do moleque, mas eu não era o pai dele, não faria esse papel nem se ela fosse a mulher mais gostosa do mundo, como eu iria apresentar esse moleque aos meus amigos? A minha família, ele tinha pai que por sinal estava preso. Porra que merda! então a tarde eu chamei ela pra sair (não disse a onde iamos), na época não tinha carro, peguei o do meu irmão emprestado e deixei os dois na casa da mãe dela, era no Goiás. Depois mandei levar todas as roupas dela que estavam na minha casa já pra não ter desculpas de voltar aqui pra buscar.
Se seguiram dias e dias e ela me mandando mensagem, porque já nao atendia as ligações, me xingou, chorou, ameaçou até mandar uns peba virem aqui me matar. Gargalhada

Olha a furada que eu iria me meter se deixasse o meu pau falar mais alto do que a minha razão.

O cara tem que ser muito babaca e ingênuo pra cair na conversa de uma M$ol.

O Delegado que o diga. [Image: troll.png]
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)