Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[DÚVIDA] Ajuda com faculdade
#1
Senhores, recentemente terminei o ensino médio e esbarrei no dilema que todo jovem de 18-20 anos passa quando da escolha da faculdade e qual sentido seguir na vida. Iniciei os estudos para concurso há cerca de nove meses atrás na esperança de que com um tecnólogo meia-boca conseguiria passar e tomar posse no meu concurso desejado de nível superior (na área policial). Acontece que hoje, lendo a Lei Complementar que dispõe sobre a organização da instituição a que estou estudando, vi que ela dedica um artigo referente à necessidade de curso de nível superior em bacharelado ou licenciatura (oque não está previsto expressamente no edital) para ingresso neste órgão. Estive analisando algumas opções e cheguei a conclusões que reunirei logo abaixo.

De início, já descarto a possibilidade de prestar vestibular para universidade federal, não tenho saco para ficar tomando esporro de professor comunista e de dividir ambiente com playboy maconheiro. Além disso, já iniciei o estudo para o concurso e não gostaria de jogar todo o conhecimento que adquiri nesses 9 meses para estudar para o vestibular.

1. Moro numa cidade do interior em que não há faculdade, somente alguns polos da federal, a cidade mais próxima daqui que tem uma faculdade razoável fica a 100km. A ideia inicial é mudar para essa cidade, alugar uma kitnet na faixa dos 300-400 reais, de preferência com custos de energia e água inclusos nesse valor, me matricular em Direito numa faculdade privada (uniesquina) e ir levando até o final do curso (que tem duração de 5 anos) e depois prestar o concurso.

2. Depois pensei na possibilidade de me matricular numa faculdade na modalidade EaD (ensino à distância), estudar em casa, paralelamente com o concurso e ir no final dos semestres fazer a prova na capital. A desvantagem disso é que o curso de Direito não está disponível na modalidade EaD, então teria que optar por outro curso que seria Contablidade, porém seria um tiro no escuro porque não sei se vou me identificar com o curso.

3. A terceira situação seria permanecer aqui no interior e ir de carro todos os dias e voltar, oque talvez não seria financeiramente viável, uma vez que eu teria que colocar gasolina todos os dias e serão 200km a serem percorridos. Não cheguei a calcular o valor que colocaria de gasolina todos os dias, nem quanto isso daria por mês excluindo os finais de semana e as sextas-feiras que não têm aula.



Confesso que estou dividido entre as três situações, apesar dos prós e contras e algumas intempéries de ordem financeira. Sei que muitos confrades aqui provavelmente já passaram por situação parecida e até pior. Se possível, também tecer comentários sobre o curso de Direito e Contabilidade, respectivamente, e se vale a pena no geral fazer um ou outro. Abraços!
Responda-o
#2
EAD do curso que tiver menor duração possível.

Se EAD de bacharel em cozinheiro for 3 anos, faça esse.

5 anos é muito tempo. Se você estuda pra concurso com afinco vai passar muito antes.

E não pense que faculdade não te levará tempo além do das aulas.

Todo o dinheiro gasto nas outras opções não compensa e não confere com o objetivo principal.
[...]
Responda-o
#3
Área policial = delegado ou agente da PF. Esquece qualquer coisa abaixo disso, só vai ser frustração pra sua vida.

Dito isso, você deve fazer Direito pq é a porta para delegado.

Caso seu plano for ser somente agente, simplesmente cague para a faculdade, faça o curso mais sem vergonha que tiver para pegar o diploma o quanto antes.

Apenas estude para concursos, faculdade serve pra nada nessa área.
Responda-o
#4
(13-11-2019, 10:41 AM)Navegante Escreveu: Área policial = delegado ou agente da PF. Esquece qualquer coisa abaixo disso, só vai ser frustração pra sua vida.

Dito isso, você deve fazer Direito pq é a porta para delegado.

Caso seu plano for ser somente agente, simplesmente cague para a faculdade, faça o curso mais sem vergonha que tiver para pegar o diploma o quanto antes.

Apenas estude para concursos, faculdade serve pra nada nessa área.

Já trabalhou em algo abaixo disso na área policial? Até onde eu sei, as coisas não são bem assim. Ainda mais em se tratando de um cara que tem entre 18 e 20 anos, tirar seus 4 ou 5 mil reais é um começo bem acima da média.
Responda-o
#5
Não importa o que você escolha fazer, faça bem feito, de preferência busque ser o melhor naquilo que definir. Não existe espaço no mercado pra profissional medíocre. Sabendo disso, recomendo que pare e observe o que você é bom, e com base nisso escolha um curso. Tenha personalidade, não goze com a pica dos outros.

Sobre Federal, realmente estão infestadas mas existem pessoas corretas lá, crentes, liberais, gente alheia que não assume lado. E antes de descartar a opção, lembre que o contratante, entre alguém que fez uni esquina (mas manja do assunto) e alguém que fez faculdade de nome (e que também saiba) não pensa duas vezes entre qual vai escolher. Eu faço federal e simplesmente cago pra existência dessa escória.

Seja low profile e tenha foco no que importa, sem se envolver em discussão inútil, que tudo vai dar certo.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Blog Aforismoz - TEXTO NOVO - "Ir ou não ir"
Responda-o
#6
Se eu fosse você, estudaria direito, mas estudaria de verdade, pois se você for só cumprir frequência, vai ser uma merda aguentar os 5 anos. Desse curso se tira muita coisa proveitosa para a área dos concursos, além das funções reservadas para quem só tem essa qualificação.

Dito isso, ao longo do curso, vá tentando passar em algum concurso de nível médio que possa te ajudar nessa jornada.

Eu me formei em contabilidade, esse é um curso muito útil. Entretanto, para quem já tem bem definido que quer prestar concursos na área policial (que não era o meu caso), faça o curso de direito. Funciona assim, aprender as disciplinas de direito, qualquer um aprende. Aprender as disciplinas de contabilidade, foge da decoreba, as pessoas geralmente têm dificuldades e essa é uma vantagem de quem faz este curso, mas é só a essa mesmo no que tange a concursos públicos.

Outra coisa, sugiro que perca o preconceito em relação a estudar numa federal, ou se não quiser isso de jeito nenhum, faça enem e garanta sua vaga no ProUni. Para uma pessoa de inteligência média, pagar para estudar é uma grande burrice. Que se dane se os professores e alunos são uns babacas, você só precisa extrair o máximo de quem sabe e ignorar as idiotices porque essas são coisas comuns a qualquer curso superior.
Responda-o
#7
Como sou advogado, posso falar com um pouco de propriedade. Só faça direito se for para passar em concurso top, se for fazer pensando em advogar, vc vai tomar bem no cu bonito, advocacia esta super saturada e mal paga.
Responda-o
#8
(13-11-2019, 11:28 AM)Daredevil Escreveu: Já trabalhou em algo abaixo disso na área policial? Até onde eu sei, as coisas não são bem assim. Ainda mais em se tratando de um cara que tem entre 18 e 20 anos, tirar seus 4 ou 5 mil reais é um começo bem acima da média.

Já auditei a área policial estadual algumas vezes, e também guardas civis e afins de prefeitura. O nível de tristeza e desencanto que se vê nesses lugares é incomparável com qualquer outra coisa que eu já fiscalizei na vida.
Responda-o
#9
Sou uma das piores pessoas do mundo pra aconselhar qualquer um em relação à faculdade, mas vou contar um pouco daquilo que aconteceu comigo. Talvez sirva pra você não cometer os mesmos erros.

Larguei uma faculdade federal - que na época era considerada a segunda melhor da minha área - porque comecei a ser perseguido, inclusive pelo corpo docente. Era novo e pueril, não sabia como as coisas funcionavam e acabei em muitos momentos ofuscando o brilho de diversos professores, que falavam atrocidades e ensinavam errado. Fazia questões de provas serem anuladas o tempo inteiro, se procurasse encontrava um erro, nem que fosse sutil. Fui um verdadeiro pé no saco. Tive que me conter inúmeras vezes em relação à isso, mas como sempre fui meio sem freio, não adiantava muita coisa.

Todos os professores cometiam erros grotescos(sem exceção), sendo em sua grande maioria detentores de doutorados, PHDs e especializações no exterior, dentre outros títulos exorbitantes. Comecei a pensar em abandonar o curso, porque não correspondia às minhas expectativas, então comecei a chutar o balde.

Como a minha área é exata, corrigia e mostrava o erro sem menor constrangimento, inclusive quando me desmereciam pedia pra fazer no quadro e comprovava o erro matemáticamente. Os professores eram rígidos fora do normal, faziam de tudo pra me reprovar, mas eu não reprovava em nada. Tiveram provas onde fiz a mesma coisa que outros alunos que acertaram e levei zero na questão.

Muitos professores ficavam sem ter onde enfiar a cara. Ao invés de me apoiarem me sabotavam, obviamente. Colocaram provas impossíveis de se fazer pra turma inteira por minha causa e deixaram claro que o motivo era um certo aluno que se achava "bom demais" e que acreditava saber mais que os professores.

Recusavam todos os meus pedidos pra ser monitor das matérias. Fui o único aluno da história do curso com nota 10em uma matéria que quase ninguém passa de primeira, mas escolheram outro monitor com nota 6,5, porque a didática dele era melhor. Ele não aparecia na aula e nem auxiliava os alunos. Me sabotaram até na hora de conseguir estágio, mas não conseguiram evitar a minha entrada no mercado de trabalho.

Resultado: abandonei o curso na metade do terceiro ano e fui pra uma faculdade particular. Falaram na minha cara que nunca me deixariam concluir o curso e que não conseguiria co-autoria de artigo nenhum com nenhum pesquisador sério da minha área, porque iriam me queimar. Falaram que nunca teria como compor o corpo docente de faculdade nenhuma, porque não permitiriam e que conhecem todo mundo, etc...

Bota na cabeça o quanto antes: entra, segue a manada, não arrume inimizade com ninguém, nem se envolva demais com outros alunos, nem de menos, pega o canudo o quanto antes e ponto, depois vaza. Distância do diretório central dos estudantes, UNE e afins. Em federal professor caga na cabeça de aluno, não auxilia em nada, didática de merda. Muitas vezes nem sequer dá aula dizendo estar em conferências, simpósios e afins no exterior.

Tinha uma marginalidade absurda, que assaltava nas redondezas da faculdade. Teve uma menina que foi sequestrada na minha frente, dentre outras maluquices em geral. Usuários de pó, crack, maconha, nos arredores da faculdade, atacando os alunos e assaltando. Isso tudo pesou muito na hora de cair fora, não queria estar nesse ambiente insano. Mas no meu caso era uma das federais mais zoadas nesse aspecto do país, então pode ser que não seja o seu caso.

Valeu a experiência. Se entrar e ver que não é a sua, não tenha medo de tocar o pé na jaca e seguir outro caminho. Se acontecer não é o fim do mundo.
Responda-o
#10
fiz direito
não sou delegado
tiro mais de 10 k mensal
sou servidor genérico federal
se fosse para indicar um cargo, indicaria juiz ou promotor ou advogado público
para concurso público, direito é o que abre mais oportunidades
faça o que vc quiser
Responda-o
#11
Na sua cidade não tem aquelas associações de estudantes que vão de ônibus todos os dias? Fica mais barato. Estudei assim durante dois anos, mas era metade da distância do seu caso. Não sei se teria ânimo para viajar 200 km todos os dias kkk. Mas você acostuma.

Desvantagens de ir e voltar todos os dias:

-Cansaço;

-Perder viagem nos dias em que a aula é suspensa sem aviso prévio, porque professou faltou, algum evento na faculdade etc;

-Carro quebrar na estrada; No meu caso o ônibus quebrava com certa frequência, então tinha que aguardar outro carro vir buscar ou pegar carona em outro ônibus de estudante;

Se seus pais forem te bancar, acho que compensa mudar de cidade. Caso contrário, tem que avaliar com calma.
A realidade nua e crua.
Responda-o
#12
Direito se for pra concurso. A área é concorridíssima, mas sempre tem espaço para os dedicados.
Eu fiz faculdade pública estadual e te digo que ralé tem em qualquer lugar. Se tiver Direito na Federal perto donde mora não hesite.
Embora meu curso seja de exatas tive algumas matérias tapa buraco tipo ética profissional e filosofia cujos professores eram esquerdalhas e falavam muitos conceitos errados. Eu percebi isso nos livros quando comparava com minhas notas de aulas. Nunca discuti e passava desapercebido nessas matérias inúteis.
Vai por mim, professor é só um replicador de conhecimentos a maioria - claro que tem docentes bons e dedicados e esses que tive o prazer de ter aprendido algo tomo somente como referência, nunca como modelo.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#13
Faço Ed fisica semi presencial
"A critica não tem sobre a psicologia das massas o poder sugestivo que tem as crenças afirmativas, mesmo falsas." - Olavo de Carvalho

"Quanto menos inteligente um homem é, menos misteriosa lhe parece a existência." - Arthur Schopenhauer
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)