Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Mulheres e sua atração pelo que não presta
#1
Mulheres e sua atração pelo que não presta
por Black

[Image: Vj6XOY3.png?1]

"Neste feriado não consegui viajar porque fui trabalhar ¬_¬ ... Mas aproveitei o fim de semana na casa de meus pais, dei umas voltas com meu irmão pelo meu antigo bairro, revi alguns amigos e de lá saí de carro com uns camaradas para uma festa, só que até aí eu não sabia que era na favela.

Chegando lá, eu já catatônico com o local me deparo com um sujeito magrelão, bem Zé ruela, mas com um semblante de extrema maldade, (quem conhece fisionomia sabe do que estou falando). E este se junta a mais uma dezenas de iguais e vão juntos a festa, até aí normal... Chegando lá começam a chegar as mulheres, os demais homens, por hora todos da comunidade, e de repente chega uns "granfinos", pessoas que nitidamente se percebia que não eram de lá. 
E o pior, garotas bonitas que ao verem os tais sujeitos ficaram grudados neles até o final da festa, um deles nem escondia a arma que carregava junto, e eu olhava para os lados e via os demais rapazes sozinhos e de contra partida meia dúzia de bandido com 15, 20 mulheres ¬_¬.

O mais incrível era o modo como que eles tratavam-nas, chamavam de cachorra, tapas na bunda, xingamentos, puxões de cabelo, falavam grosso (quase cuspindo), tudo que um bom bandidão faz com mulher de bandido rs. Só que a diferença era que as garotas eram lindíssimas, umas com joias, roupas caras, algumas foram até de carro (detalhe, de mulher de favela perto deles só as mais "top").

Depois vem dizer que é homem que "escolhe" mau ^_^."


Postagem 1:

Normal, essas putas sentem atração por maldade, porque maldade, na cabeça dessas filhas das putas, passa sensação de masculinidade, virilidade, etc, e é nesses vagabundos que elas esfregam a bunda, e é com os estudantes honrados de bons princípios que elas descarregam suas miguxices ridículas de você é tão simpático, agora tchau tá. Essas vagabundas não sabem viver em sociedade, tem mais é que serem usadas e chutadas mesmo, mas com direito a muita humilhação antes.

Não sei se você lembra Shâmtia daquele caso do tópico que eu criei aqui na comunidade, da vagabunda que fez o maior sacrifício pra passar o fim de semana com o namorado marginal no presídio. Pra essa raça, elas tomam atitude, pra homens de bem, nem pensar. E os trouxas ainda correm atrás dessas vacas, se humilhando por merda, merda que elas são.


Postagem 2:

É verdade, mulher só gosta de homem que não presta, quanto mais vagabundo o cara for melhor pra elas. Um bonzinho pode morrer nos pé dela e fazer tudo pra ela, ser fiel até a morte. Mas não, ela quer um que faça ela de objeto, deposito de esperma, pisa nela, bate e espanca ela, meta chifre até na sola do pé. Ai sim ela gosta, ama estes caras.

Mulher nasceu pra tomar no cú, elas sofrem porque querem, adoram sofrer, ser maltratada, está no espírito dela esta merda de gente. Mulher é o trem mais falso que tem. O cara é o pior do mundo, mas mesmo assim ela continua defendendo o cara.

Não adianta, o cara que casar com uma mulher que não seja virgem e que tenha filhos, pode ter certeza que este que está agora é só pra pagar as contas dela, e pra ela ter um teto pra socar de baixo. Porque a vadia ela nunca esquece o primeiro, pra ela ele sempre vai ser o cara. Os que ela for ficando depois, só vai ficar em segundo plano, ela nunca vai gostar dos caras que vier depois do primeiro, isto é fato.

Comente do primeiro pra vocês verem, ela muda o comportamento, muda de cara, começa até falar mal do cara, mas se você falar mal do cara, ai ai ai, ela te xinga tudo, vira a cara com você, só porque você xingou o filho da puta que só usou ela, mentiu pra ela, enganou ela, meteu chifre nela.

Pra mim a mulher que defende um cara desses vagabundo que só comeu ela e meteu o pé na sua bunda, contra um cara que é bonzinho, que faz tudo certo, que não mente pra ela, e é fiel, não passa de uma vagaranha, vagabunda misturada com piranha. Ela só esta com o atual ou com você, só porque o primeiro não quis ela, largou a vadia na rua da amargura, por isto ela esta com você, vai o primeiro chamar ela de volta pra você ver, você vai ficar chupando dedo. Depois as mulheres reclamam que não tem homens pra elas, mas claro que não, homem não tem não, porque homem verdadeiro ele quer uma moça pra casar e constituir uma família e não uma puta.

Abraços de indignação com estas putas baratas e que tentam enganar um verdadeiro homem.

Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o
#2
É esse tipo de tópico com este linguajar que me agrada.

O próprio tempo trata-se de aniquilar esses traficantes.

Morrem cedo.

E essas "bandidas" aí o tempo se encarrega. As que continuarem bonitas arrumam um trouxa.

Só não pode virar Zé Droguinha pra impressionar as mina.



Responda-o
#3
Quando li sobre as escolhas femininas a algum tempo atrás caiu como uma bomba e me fez abrir os olhos para algo que aqui tiramos de letra'.

O fato é que isto se apresentou para mim ainda jovem, pouco tempo após ingressar na PMERJ fui convocado para dar suporte a uma crise no Sistema Prisional do Rio de Janeiro, me apresentei ao batalhão da jurisdição e fui ao entorno das Penitenciárias onde havia uma aglomeração de parentes dos presidiários querendo notícias pois o que houve foi um massacre sinistro dentro das unidades prisionais.

O que notei é que 80% desses que estavam em busca de notícias eram mulheres, aí eu falei com meu parceiro de serviço (um 1º sargento raiz, bem experiente) "... Porra sargento, só tem mulher bonita e gostosa nessa fila" Ele olhou pra mim e riu, ele deve ter pensado ...vai aprendendo, seu juvena.


Existe uma propensão natural do feminino em busca dos machos de maior poder, acontece que isto vem acompanhado de uma pegadinha: O que as mulheres escolhem hoje em dia, não necessariamente tem a ver com um poder baseado nos valores do bom, do belo e do justo, mas o contrário, a conjuntura cultural em que valores de justiça deram lugar ao hedonismo, do materialismo, etc.

São todas as mulheres que se enquadram neste perfil? Pela minha experiência, nem todas, mas o que eu vejo é um pouco desanimador: com a apologia ao banditismo nas "músicas" e a glamourização da promiscuidade feminina,  o que deixa as mulheres molhadinhas são os arquétipos de poder que estão relacionados a uma vida de fortes emoções, perigos e dopaminas a mil.

Isto inclui homens violentos que as agridem, policiais mal encarados, bandidinhos "157" e os soldadinhos e donos da boca que desfilam com armas e motos roubadas nas favelas.

Estão incluídas neste aspecto as relações de patricinhas de famílias de boa situação financeira que amam vagabundos desocupados, na figura que a mulher que vai contra o preceito de ser sustentada por 'macho-escroto' e ser 'dona do seu nariz'.

Este tipo de homem gera muito mais atração por parte das mulheres que aquele cara gente boa, que trabalha 9 horas por dia, que tem vínculos sólidos com os pais, anda em um 1.0 financiado em 60x e ganha 3k bruto por mês.
Responda-o
#4
(17-06-2019, 11:32 AM)Fernando_R1 Escreveu: "... Porra sargento, só tem mulher bonita e gostosa nessa fila" Ele olhou pra mim e riu, ele deve ter pensado ...vai aprendendo, seu juvena.


@Fernando_R1, se você puder detalhar mais essa parte, "bonitas e gostosas", da sua observação lá nas penitenciárias...



Algo que percebi aos poucos ao longo do tempo, mas são poucos dados, apenas um olhar individual meu sobre isso, é o seguinte:

Eu já vi betas com as seguintes características:
        - Aparência normal (nada destacado, mas nada muito ruim também)
        - Emprego bem mediano (nada destacado, mas uma renda básica mínima, ganham lá seus 3k ou mais)
        - Pessoas corretas, educadas, não fazem nada errado.

Esses betas tem dificuldade em conquistar mulheres. E quando fazem na maioria das vezes são problemáticas: M$ol, vadia que o chronus bateu na porta, gorda pelancuda que esconde as banhas por baixo das roupas, barangas burras...

O beta sabe que o poder de barganha dele é baixo, ele não sonha com patricinhas bonitas, gostosonas de academia, ou sequer um pouquinho gostosas. E segue com barangas até abaixo do que merecia.



Mas bandidos, policiais corruptos conhecidos na cidade, caras manjados na criminalidade(nem digo crime físico de baixo nível, crime empresarial mesmo), esses pegam gostosonas que passam só pelos sonhos do beta.



Você pode ilustrar melhor essas "mulheres de bandido" que você já conheceu em presídios?
Responda-o
#5
(17-06-2019, 03:00 AM)Guardião Escreveu:
Mulheres e sua atração pelo que não presta
por Black

[Image: Vj6XOY3.png?1]

"Neste feriado não consegui viajar porque fui trabalhar ¬_¬ ... Mas aproveitei o fim de semana na casa de meus pais, dei umas voltas com meu irmão pelo meu antigo bairro, revi alguns amigos e de lá saí de carro com uns camaradas para uma festa, só que até aí eu não sabia que era na favela.

Chegando lá, eu já catatônico com o local me deparo com um sujeito magrelão, bem Zé ruela, mas com um semblante de extrema maldade, (quem conhece fisionomia sabe do que estou falando). E este se junta a mais uma dezenas de iguais e vão juntos a festa, até aí normal... Chegando lá começam a chegar as mulheres, os demais homens, por hora todos da comunidade, e de repente chega uns "granfinos", pessoas que nitidamente se percebia que não eram de lá. 
E o pior, garotas bonitas que ao verem os tais sujeitos ficaram grudados neles até o final da festa, um deles nem escondia a arma que carregava junto, e eu olhava para os lados e via os demais rapazes sozinhos e de contra partida meia dúzia de bandido com 15, 20 mulheres ¬_¬.

O mais incrível era o modo como que eles tratavam-nas, chamavam de cachorra, tapas na bunda, xingamentos, puxões de cabelo, falavam grosso (quase cuspindo), tudo que um bom bandidão faz com mulher de bandido rs. Só que a diferença era que as garotas eram lindíssimas, umas com joias, roupas caras, algumas foram até de carro (detalhe, de mulher de favela perto deles só as mais "top").

Depois vem dizer que é homem que "escolhe" mau ^_^."


Postagem 1:

Normal, essas putas sentem atração por maldade, porque maldade, na cabeça dessas filhas das putas, passa sensação de masculinidade, virilidade, etc, e é nesses vagabundos que elas esfregam a bunda, e é com os estudantes honrados de bons princípios que elas descarregam suas miguxices ridículas de você é tão simpático, agora tchau tá. Essas vagabundas não sabem viver em sociedade, tem mais é que serem usadas e chutadas mesmo, mas com direito a muita humilhação antes.

Não sei se você lembra Shâmtia daquele caso do tópico que eu criei aqui na comunidade, da vagabunda que fez o maior sacrifício pra passar o fim de semana com o namorado marginal no presídio. Pra essa raça, elas tomam atitude, pra homens de bem, nem pensar. E os trouxas ainda correm atrás dessas vacas, se humilhando por merda, merda que elas são.


Postagem 2:

É verdade, mulher só gosta de homem que não presta, quanto mais vagabundo o cara for melhor pra elas. Um bonzinho pode morrer nos pé dela e fazer tudo pra ela, ser fiel até a morte. Mas não, ela quer um que faça ela de objeto, deposito de esperma, pisa nela, bate e espanca ela, meta chifre até na sola do pé. Ai sim ela gosta, ama estes caras.

Mulher nasceu pra tomar no cú, elas sofrem porque querem, adoram sofrer, ser maltratada, está no espírito dela esta merda de gente. Mulher é o trem mais falso que tem. O cara é o pior do mundo, mas mesmo assim ela continua defendendo o cara.

Não adianta, o cara que casar com uma mulher que não seja virgem e que tenha filhos, pode ter certeza que este que está agora é só pra pagar as contas dela, e pra ela ter um teto pra socar de baixo. Porque a vadia ela nunca esquece o primeiro, pra ela ele sempre vai ser o cara. Os que ela for ficando depois, só vai ficar em segundo plano, ela nunca vai gostar dos caras que vier depois do primeiro, isto é fato.

Comente do primeiro pra vocês verem, ela muda o comportamento, muda de cara, começa até falar mal do cara, mas se você falar mal do cara, ai ai ai, ela te xinga tudo, vira a cara com você, só porque você xingou o filho da puta que só usou ela, mentiu pra ela, enganou ela, meteu chifre nela.

Pra mim a mulher que defende um cara desses vagabundo que só comeu ela e meteu o pé na sua bunda, contra um cara que é bonzinho, que faz tudo certo, que não mente pra ela, e é fiel, não passa de uma vagaranha, vagabunda misturada com piranha. Ela só esta com o atual ou com você, só porque o primeiro não quis ela, largou a vadia na rua da amargura, por isto ela esta com você, vai o primeiro chamar ela de volta pra você ver, você vai ficar chupando dedo. Depois as mulheres reclamam que não tem homens pra elas, mas claro que não, homem não tem não, porque homem verdadeiro ele quer uma moça pra casar e constituir uma família e não uma puta.

Abraços de indignação com estas putas baratas e que tentam enganar um verdadeiro homem.

Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.

Resumo, gente burra se atrai.

Homens burros e mulheres burras.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#6
@TheOak

Minha experiência no tocante ao assunto das mulheres de presidiários resume-se a apenas um dia inteiro de serviço (muitíssimo desgastante por sinal) em frente a uma Penitenciária, mas já conversei colegas do serviço penitenciário que sempre confirmam as mesmas conversas, ... que mulheres de bandidos presos que vão para as visitas íntimas, boa parte delas são mulheres bonitas, inclusive um chefão de uma determinada favela, para que suas 3 mulheres não brigassem, fazia rodízio e revezamento para que cada uma viesse de cada vez, sem stress, sendo uma delas de classe média que já tinha 2 ... 2 filhos com o malaco e as outras duas eram bem bonitas. Tipo essas passistas de escola de samba que a gente só vê no carnaval.

Ao meu ver o principal ponto do tópico é: Pontuar o valor que elas dão aos cidadãos de má índole, em contraste com o cu-docismo e joguinhos com o 'homem bonzinho';
Responda-o
#7
(17-06-2019, 03:13 PM)TheOak Escreveu: O beta sabe que o poder de barganha dele é baixo, ele não sonha com patricinhas bonitas, gostosonas de academia, ou sequer um pouquinho gostosas. E segue com barangas até abaixo do que merecia.

E tá errado? kkkkkk


Concordo e sou desses, sem extremismo, claro. Não sonho com gostosonas de academia pois sei que elas não me querem, mas também não pego barangas, gordas horrorosas e banguelas. Sempre no meio termo.

Homem comum pega mulher comum mesmo.

E aí @Awaken, comando spoiler mandou um abraço.
Responda-o
#8
Observação de um Homem Velho:
Isso NÃO É DE HOJE.
Em meados dos anos 80, eu ia para um encontro de grupo de jovens da igreja católica do bairro. Ninguém tava nem aí para a religião em si, era só uma oportunidade de ficar junto com vários outros jovens numa época pré-internet.
Eu tenho um primo que na época era um cara que andava com vários malandros de favela, tinha linguajar específico e roupas e trejeitos de malandrão. Notem que não era um cara atraente, apenas tinha um ar de o que hoje chamamos de "zé droguinha". Talvez fumasse uns baseados aqui e ali.
Mesmo sendo muito novo na época, fiquei incrivelmente espantado com o sucesso que esse meu primo fez com as mais bonitas e gostosas na primeira vez que ele foi. Inclusive começou a pegar uma loirinha maravilhosa de classe média, sem dificuldade nenhuma!!
Hoje tá claro pra mim, mas na época mal acreditava o tanto que a menina olhava ele com ar de xonadinha e corria atrás dele feito louca... e esse meu primo escroto e mal vestido não dava a mínima!
Durante a minha vida até agora vi centenas de vezes isso...
Por isso que quando uma dessas fica mais velha, zoada, com filhos bastardos, eu não tenho a mínima dó. Na família mesmo tenho primas assim, com filhos de marginais (que somem ou morrem ou mesmo estão presos), nem tomo conhecimento de que fim levaram, não quero nem saber. Cada um escolhe seu caminho e arque com as consequências...
Responda-o
#9
Lendo o comentário do Berzerk me deu até uma nostalgia agora.  Me fez lembrar de um caso lá dos anos 90 quando ainda era moleque.  

    Na década de 90 aqui em Brasília tinha uns ônibus escolar que eram praticamente uma boate em 4 rodas, quem é daqui e tem mais de 30 deve se lembrar.  Eu fazia uns bicos de cobrador quando estava desocupado.  A gente fazia a viagem, deixava os alunos nas suas respectivas paradas  e encostava na praça do D.I pra esperar o horário de fazer a viagem de volta, nesse meio tempo no turno da tarde, muitas adolescentes matavam a aula pra ficar lá na praça com a gente, bebendo 51 com coca cola, coçando  a buceta igual cachorra no cio. 

    Tinha  uma loirinha que era a única que estudava em uma escola  particular, lembro dela até hoje porque era muito difícil ver uma menina daquela no nosso  meio (loira dos olhos azuis)  a legitima cu rosa,  aquela que seria facilmente mulher de  um jogador de futebol famoso, de um empresário bem sucedido,  ela  estudava no Marista uma das escolas mais caras de Brasília na época.  Ela nem ia de uma cidade pra outra nos escolares, ela pegava ele na parada só pra dar a volta mesmo, 16 aninhos, pensa numa bicha boa!  

    Lá nessa praça ficavam mais ou menos 10 escolares parados, cada um fazia uma cidade, e em um desses tinha o mineirinho kkkk era esse o apelido dele, um magrelo pouco mais velho que eu, ele também era cobrador,   alto com cabelo loiro pivete, bigodinho na régua,  ele precisou de mais ou menos 20 minutos no pé do ouvido da patricinha,  quando fomos ver ele já estava arrochando ela num muro lá.      Isso não foi o pior... 

    Nas semanas que se seguiram era de praxe, 2/3 vezes por semana ela ir lá atrás dele, o detalhe é que se ele estivesse com a gente em uma partida de sínica ou dominó por exemplo, ele mandava ela esperar, a mina sentava na calçada com a mochila nas costas e esperava ele pacientemente terminar o que estava fazendo, após ele terminar a prioridade (jogo)  ele pegava a chave com o motorista dele, caía pra dentro do escolar, fechava as janelas e era a tarde toda fudendo a galeguinha lá dentro,   depois ele saía de mãos dadas com ela, a deixava na esquina, voltava pro bar, tirava a/as camisinhas (usadas) do bolso, jogava no lixo e ia terminar a cerveja antes de fazer a viagem de volta Gargalhada.  Não tinha flores, não tinha romance, não tinha palavras bonitas, acho que ele nunca pagou nem uma balinha pra ela.  Eles ficaram nessa rotina por um tempo, depois ela passou a ir na praça atrás dele e ele nem olhava mais na cara dela, a mina linda daquela, novinha, boyzinha, se arrastando desperada e ele tratava ela igual lixo.  

"É inacreditável como tem gente que diz que mulher tem inteligência." 

Uma vez ela chamou ele na porta do bar que a gente costumava ficar.  

- Minerinho, vem aqui. Quero falar com você! 

A resposta dele foi um inacreditável: 

- Tu "qué" é  a minha rola pra tu chupar.  

Bem alto na frente de todo mundo, e ela só desistiu dele porquê as outras vileiras ameaçaram de dá um atropelo nela se ela fosse lá atrás dele de novo.  


    Uma vez eu questionei ele, um cara pobre igual ele pegar uma mina daquela... Era muito difícil, só pagando, ele respondeu que ela era problema, que nunca poderia ter nada sério com uma guria que mentia pro pai que estava na escola quando  na verdade estava dando pra um cara que ela mau conhecia praticamente no meio da rua, que mulheres iguais a ela era só pra diversão. 

 "Não se iluda Escobar,  Beleza de mulher é só uma ilusão pra te arrastar pro buraco".  

Detalhe que ele não era bandido nem Zé droguinha, estávamos lá de um jeito ou de outro trabalhando.
Responda-o
#10
Quero agradecer aos confrades que exemplificaram a minha "observação" ao longo da vida.

@Berzerk e @Escobar, ótimos exemplos, foi exatamente isso que eu quis dizer.

Caras que nem são bonitos, nem são bandidões de fato, às vezes mais exalam um ar meio malandrão mas nem são tanta coisa, e pegam gostosinhas. Não digo que é mulher super linda, mas são gostosas que todo mundo fica com tesão, quer comer.

Aí o betoso que muitas vezes é até um pouco mais bonito que o metido a "zé droguinha", mas pelo conjunto da obra é beta mesmo aos olhos de todos, esse é carente, vive um deserto sexual. E quando pega alguma é aquela feiosa que vale só pra quando tá carente mesmo, é uma que poucos querem traçar.






Algo que descobri essa semana:

Um primo meu é realmente muito bonito. Alto, loiro, bonitão mesmo por completo. Está morando no Rio Grande do Sul a trabalho, mas é de São Paulo assim como eu.
Namorava uma muita gostosa daqui. Totalmente treinada, silicone, morena linda. Ele até bancava dela ir ver ele.

De repente ela meteu um pé na bunda dele, uma semana depois vejo ela andando de mãos dadas com um cara que era bem peãozão no passado, nego ignorante, feio pra dedéu, mas hoje tá super ultra musculoso. Mas não deixa de ser um peãozão feio.
Responda-o
#11
Por aí @TheOak , não precisa ser necessariamente bandidão, basta ser um arquétipo de malandrão, de cara esperto ... Mas com certeza estes fogem do rótulo de homem bonzinho.

É o que o @Escobar exemplificou a loirinha gatinha que era para estar estudando mas estava se aventurando na pica do motorista de ônibus

O que dá tesão nesse tipo de mulher é o Ato de transgredir 'padrões', é a busca de emoções fortes, pelo proibido, etc
Responda-o
#12
As pessoas esquecem que a atração delas não é só pelo que não presta, mas por algum tipo de destaque.

Se você é de Igreja que faz do altar um palco com uma banda, já deve perceber o assédio voltado para quem está naquele lugar.
Nem os pastores hoje em dia escapam.

Não quer dizer necessariamente que essas pessoas não prestam, mas é aquele velho problema da hipergamia.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#13
(18-06-2019, 10:07 AM)Awaken Escreveu: As pessoas esquecem que a atração delas não é só pelo que não presta, mas por algum tipo de destaque.

Se você é de Igreja que faz do altar um palco com uma banda, já deve perceber o assédio voltado para quem está naquele lugar.
Nem os pastores hoje em dia escapam.

Não quer dizer necessariamente que essas pessoas não prestam, mas é aquele velho problema da hipergamia.

Sim, claro.

Mas acho que esse tópico aqui está direcionado justamente para os casos de imprestáveis mesmo.

Mulher sentir atração por "destacados" dá pra entender... afinal os caras tem prestígio, grana, poder, etc. Faz parte. Ninguém realmente fica chocado com isso.

O "soco no estômago" dos bonzinhos é a mulher sentir atração LOUCA por zédroguinhas/semi-marginais/violentos, muitas vezes até feiosos. Afinal, os garotos foram ensinados dia e noite pelo "sistema" que tem que tratar mulher igual princesa - é isso que elas querem e você será recompensado por isso. Mídia massacra isso na cabeça o tempo todo.

O espanto diante da realidade é INEVITÁVEL. Todos que viram isso a primeira vez ficam com aquela cara de "WTF!?!?"

Eu, mesmo com quase 5.0, não consigo ficar indiferente...
Responda-o
#14
Eu entendo essa atração delas para com esses perfis de forma a servir como um combustível, afinal, elas desprezam algo que seja esperado, da certeza, odeiam ter que tomar decisões. Em resumo, adoram ver o circo pegar fogo, no sentido de, ver algo que dê emoção, que tenha essa oscilação de sentimentos e, querendo ou não, o cara bom, trabalhador etc, tem um cotidiano que tende a não trazer essas oscilações.
Responda-o
#15
Diria que mulher gosta do que não presta baseando-se na minha vivência. Pois bem na escola terminei o colegial sendo tímido, bobô e inseguro resultado disso nem me davam bola. Depois comecei a trabalhar e mudei meu jeito com o tempo e fiquei bem cafajeste. resultado comi mulher até no Mato. Moça de igreja n fazia questão de trair o marido.
as coisas mudam bastante e elas gostam de saber que outras também te querem.
infelizmente quem quer conquistar a mulher não dá pra ser o cara bonzinho.
Responda-o
#16
No meu serviço é igual, maioria de betas bem financeiramente, casados com balzacas em estado de decomposição. Só que tem um jovem aprendiz, de 21 anos, que tá passando o rodo geral nas estagiárias, quatro meses já pegou umas cinco. Tudo patty que estuda no Mackenzie ou PUC. Só que o rapaz é magrelo, mora no final da zona leste, feio pra cacete mas gosta de funk e é metido a malandro. Faz o trabalho tudo errado, tem dificuldade de concentração mas é um cara cara engraçado, sempre tá rindo e parece que todo mundo gosta dele. Primeira vez que vejo um tipo ze droguinha se dar bem no mundo corporativo, vai entender.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#17
(31-07-2019, 11:50 AM)Bilidequedi Escreveu: No meu serviço é igual, maioria de betas bem financeiramente, casados com balzacas em estado de decomposição. Só que tem um jovem aprendiz, de 21 anos, que tá passando o rodo geral nas estagiárias, quatro meses já pegou umas cinco. Tudo patty que estuda no Mackenzie ou PUC. Só que o rapaz é magrelo, mora no final da zona leste, feio pra cacete mas gosta de funk e é metido a malandro. Faz o trabalho tudo errado, tem dificuldade de concentração mas é um cara cara engraçado, sempre tá rindo e parece que todo mundo gosta dele. Primeira vez que vejo um tipo ze droguinha se dar bem no mundo corporativo, vai entender.
Vai ver ele ta comendo o dono ou a dona da empresa, coisa que deve ta num percentual de 98%. Ja vi isso acontecer em varios lugares que ja passei. Nego com quase zero de competencia se dando bem nesses ambientes. Por qual motivo dar chance pra quem nao é produtivo? Ai é so ligar os pontos e se descobre os motivos. Que das muitas vezes sao sexuais.
"É o saldão das balzacas"  Minerin 
Responda-o
#18
Via isso acontecendo ao vivo no meu trabalho e muitas vezes fui confundindo por ter um jeito mais ríspido, grosseiro e misterioso, características que elas geralmente associam à pessoa que não presta, querendo ou não. Tinham que ver a cara de decepção quando descobriam que eu era um mero trabalhador, que ralava pra pagar as contas do mês. Associavam a minha profissão de segurança em um local extremamente violento com o perfil do cara bandido, malandro.

Já teve mulher que falou na minha cara que só ficou comigo porque eu tinha cara de "bandido de filme".

Tanto que já morei em lugar muito fudido, que mais parecia um cativeiro e elas iam vibrando de emoção, quase que com lágrimas de felicidade, achando que se tratava de um cara que não prestava. Quando descobriam era aquele baque. Muitas deixavam até de falar comigo no dia seguinte.

É só observar qualquer vagabundo em qualquer lugar do planeta. O padrão se repete tanto que é enjoativo.
Responda-o
#19
É aquele negócio, toda mulher está tendo, vai ter ou já teve um caso com cara que não presta...nunca achei uma 100%, pois se mulher fosse séria, boicotava até tinder e o que ocorre é exatamente o oposto...

Referente a noiados, tive uma conhecia que se relacionava com um chefe lá de um grupinho de bandidagem, ela sempre foi gostosinha do tipo que vários andariam de mãos dadas com ela e apresentaria para a família, mas por eu conhecer ela de anos, sabia que ela era a maior furada (até não sei como nunca pegou Aids na vida...porque filho ela já teve com 2 caras diferentes e camisinha não é algo que ela curte...)...ai ele foi preso e todo dia tal (se não me engano dia de semana é o dia da amante/namorada/mulher e final de semana é o da família no presídio) ela tomava banho, se depilava e ia feliz lá no presídio (pegava busão 6h da manhã e voltava perto do meio dia) para garantir a "mensalidade dela" que ganhava enquanto se relacionava com cara...ela, nunca trabalhou na vida (ou durou em um emprego por mais de 3 meses) e atualmente está passando dos 30...é alguém que se eu ler uma notícia um dia que foi morta de tudo quanto é maneira, nem vou me surpreender porque sei o que ela faz e com quem anda...

No fundo, bandidagem nada mais é do que um mangina, pois até no exemplo do tópico a mulherada ao redor dos caras tava toda com joias e outras coisas, que certamente ganhavam dos nóias e como todo mundo sabe que mulher é utilitarista, vai no mais fácil e que nunca irá faltar grana (já que se faltar algo, rouba do cara que tá do outro lado da rua)...
Responda-o
#20
Tem outro fator interessante: quando o cara é VERDADEIRAMENTE violento, elas não denunciam e nem cobram a pensão dos filhos. Ficam pianinho. Mas se o cara é todo certinho, trabalhador e tals, e um dia decide falar alto, ela já começa a pensar em vingança e alimentar uma raiva interior.

A ordem natural das coisas é uma onde a mulher é propriedade do homem. A ordem social as deu liberdade, mas a natureza não, tanto que elas mesmas se destroem e se sentem vazias na liberdade.

Conforme o colega lá em cima postou, há um problema de desestrutura social e religiosa: é que a promiscuidade feminina inverteu o sentido de atração à masculinidade. Antes era virtuosa, no sentido de ser paternal, aguerrida, protetora, trabalhadora e intelectual; hoje muitas buscam a da falsa liderança, da violência pela força e da falsa autoconfiança exibida no narcismo de cafajestes bons de papo. Suas cabeças são confusas e sem discernimento, como gado são guiadas pela mídia, amigas ou até pelo demônio que invade a mente disfarçado de pensamento.

É triste ver como muitas garotas que tinham potencial para formar famílias estruturadas, se deixaram levar e hoje chegaram aos 30 acabadas.

Mas o pior é o homem que por ver o baixo nível das mulheres, se auto nivela por baixo a fim de conseguir ter relacionamentos e convívio. Esse não só está perdido, mas é um grande covarde. Nem o demônio vai querer ele lá embaixo.


Nenhuma mulher é mais bonita que a liberdade.


Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [Relato] Mulher e sua paixão pelo que não presta Guardião 0 183 12-07-2021, 12:01 AM
Última Postagem: Guardião

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)