Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Caso Lindberg Alves
#1
Caso Lindemberg Alves
por Colt

[Image: jVZYn0L.jpg?1]


Todo mundo a essa altura do campeonato já deve estar sabendo da história trágica de Lindemberg Alves. O cara que teve uma crise de ciúmes manteve a namorada refém em uma apê, culminando na morte dela. 

A tríplice aliança (OLODM, EPOC e MGDHB) estão discutindo sobre os joguinhos emocionais da namorada que o levaram a esse ponto. Mas quero trazer a tona outra discussão. Como um homem se deixa afetar assim por uma mulher? O homem atual é tão sem objetivos de vida, tão medíocre e tão sem autoestima a ponto de tornar uma mulher o centro de sua vida? 

O crime de Limbemberg não foi apenas matar a ex-namorada. O crime dele foi outro: foi perder tempo demais com nada. Vou citar o membro Vega na DM:

"Nada se cria ao lado da mulher. Nada se conquista ao lado dela. Apenas crianças. O resto são ilusões que servem apenas aos fracos demais. Sejam ilusões românticas, sejam ilusões de que sua caca cheira melhor por ter dormido com um número grande delas. A única grande coisa que envolveu mulher até hoje, foi a Monalisa. E na minha humilde opinião, é um quadro feio pra burro."

Portanto, ocupem suas cabeças com coisa mais importante que mulheres. Pensem em personalidades que vocês admiram, pode ser um músico, um cientista, um grande político (Joe Satriani, Charles Darwin, Nelson Mandela, só para citar uns nomes). Não acho que eles chegaram onde chegaram pensando em mulher, vocês acham? Isso não quer que você precisa libertar a África ou revolucionar a ciência para ser um homem completo, significa que você deve colocar duas coisas em primeiro lugar SEMPRE: você mesmo e o que você pretende fazer com sua vida.


Postagem 1:

Quando essa história começou, minha primeira reação foi ter PENA do rapaz; porque imaginei todo o tipo de humilhação e indiferença que essa garota deveria ter despejado nele após o termino do namoro, e entendi de cara que ele era apenas um pobre coitado e como tal merecedor de comiseração.

Mas o rapaz foi cristalizando sua fraqueza ao ponto de não poder fugir da vontade insuportável de matar a moça e a si mesmo. E aí não há pena que resista, porque não dar valor à própria vida é direito, mas decidir sobre o valor de outras é... inaceitável.

Muito fácil culpar os joguinhos femininos por sua rendição ao medíocre. O difícil era sair dali e construir sua vida além dos cabelos negros e longos de sua princesinha encantada. O rapaz disse: "eu tinha sonhos; ter uma casa, um carro, uma família; agora não tenho nada". Ora vá para o inferno! Se o que quer é casa, carro, roupa lavada e comida na mesa, vá ser boçal assim lá no raio que o parta!

Sim mulheres podem ser bem cruéis e são sempre que lhes são dadas oportunidades, mas devem os homens aceitar seu papel de joguete? Entregar suas vidas que de outra forma teriam grandes chances de ser grandiosas, a uma mulher que pouco além de carinho, sexo e filhos lhes podem dar?

Tudo o que eu queria era ser um daqueles homens do Gate e acabar com aquela carinha de idiota de tanto socá-la!


Postagem 2:

Confesso que estou revoltado com o matrixiano imbecil, pois me coloco no lugar da família das duas garotas e também me coloco no lugar da mãe do matrixiano.

É por isso que o homem jamais pode se apaixonar, pois a paixão é a pior droga para o homem. Se fizermos um levantamento na literatura mundial, chegaremos à conclusão que o homem apaixonado só faz merda.

É impressionante que não aparece um psicólogo ou um psicanalista falando sobre esse assunto.


Postagem 3:

E assim como qualquer psicotrópico, a paixão afeta nosso senso crítico e nossa percepção em ver a realidade. Tristemente colocamos uma pessoa que em 98% das vezes não merece em um alto pedestal e somente sofremos as consequências, vendo a pessoa nos braços de outro/a ou mesmo nos humilhando por causa do sentimento.

Em geral, esses psicólogos/as são feministas, se observarmos bem. Tenho um primo que acredita em tudo que a psicóloga dele diz (ele é matrixiano, claro). Uma vez ela disse a ele que as mulheres têm o mesmo desejo sexual dos homens e ele creu piamente. A verdade nós sabemos, por mais que as mulheres neguem constantemente.


Postagem 4:

O rapaz perdeu a razão e merece ser condenado de forma dura e exemplar.

Supondo que a moça tenha se utilizado de jogos e infernos emocionais, eu poderia ficar do lado do garoto, mas a partir do momento em que ele fez o que fez, perdeu completamente a razão. Não que a mídia, em seu sensacionalismo barato, esteja completamente certa, mas o fato é que o garoto cometeu um crime grave e deve ser punido como tal.

É por isso que sempre procuro deixar claro em minha vida: enquanto eu tiver a razão do meu lado, nada me preocupará.


Postagem 5:

Acho que o grande defeito de nossas autoridades é atuar sobre as consequências, sem nunca investigar a fundo as causas.

Se houvesse um trabalho sério de conscientização na mídia, nas escolas e demais mecanismos sociais para informar sobre o perigo de se deixar levar pelo estado de apaixonamento, e as consequências que isso pode acarretar, coisas assim dificilmente aconteceriam.

Os homens teriam mais noção deste perigo, que é real e que já tirou a vida de centenas de pessoas.

Infelizmente as pessoas só vem a tomar noção disso na web, porque lá fora, a censura e os tabus ainda são grandes.


Postagem 6:

Infelizmente o que você disse é verdade. Os grande produtores cinematográficos e televisivos produzem lucros exorbitantes vendendo sonhos e ilusões sobre o mito do amor romântico, sacrificando com isso a realidade dos fatos e a própria verdade em si.


Postagem 7:

Aquele que não domina à si mesmo resta ser dominado pelos outros.

Acredito que ambos tinham parcela de culpa. A menina se achava a gostosa do colégio, foi querer fazer o cara de escravo sem nem saber com quem estava lidando...e deu no que deu.

No cárcere mesmo, fico imaginando o quanto essa guria não provocou o cara. Provavelmente, ele queria a vingança, provar p/ ela que sairia por cima. Da mesma forma, ela deve ter duvidado, achando que iria ser salva e depois ficar famosa.

Nada justifica a atitude de Lindemberg. Mas se fosse pra resumir, resumiria assim:
Um jogo de poder que terminou em tragédia.

Eloá fazia parte de um desses grupos de meninas que se acham na escola (apelidadas na escola dela de "as glamourosas", se não me engano). Provavelmente ela largou Lindemberg para poder aproveitar sua juventude livremente e quem sabe ficar com outros garotos para inflar o ego, como é comum em meninas dessa idade (garotas comprometidas em namoro sério são mais isoladas e portanto perdem a popularidade).

E onde estavam os pais dessa garota que permitiram que ela aos 12 se relacionasse com um homem de 19 anos? Faltou a vara da disciplina. Como diz o provérbio bíblico, "a vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe."

Não concordo em hipótese alguma com a morte dela, acho que para crimes emocionais devem haver punições meramente emocionais, isso se houverem punições, pois o jogo de vinganças não é sadio para ninguém. O melhor seria largá-la e continuar sua vida (o que por si só será uma perda e punição para ela, se você for um bom homem).

O crime aconteceu porque a vida dele girava em torno dela, todos os sonhos e aspirações dele tinham a participação direta dela (casamento, família, filhos etc). Ele aparentemente não tinha aspirações profissionais, apenas sonhos que envolviam Eloá. A paixão lhe tirou o amor próprio e o tornou dependente de outra pessoa para recuperar esse amor pessoal, dando a ela a autoridade indevida sobre seus sentimentos. Cuidado a quem vocês delegam seus sentimentos.

Notaram como durante este tempo não houve ninguém que lhe abrisse os olhos sobre o futuro da relação com uma garota de apenas 12 anos?

Culpa do conceito social errado (Matrix) de que "o amor não tem idade". Ao invés de serem cautelosos com tais relacionamentos, a maioria das pessoas (incluindo os pais) apoiam, achando bonitinho uma garota de 12 anos namorar um barbado de 19. Quem tenta mostrar o perigo de tal relação é taxado de preconceituoso, retrógrado, arcaico, mal-amado e invejoso.

Quando um pai proíbe a filha criança ou pré-adolescente de namorar, é tido como um ogro cretino e insensível ao amor. Psicólogos caem de pau em cima de pais assim dizendo que são "autoritários e ultrapassados". Mas quem tem a razão? Analisem o caso Eloá e encontrem a resposta.


Postagem 8:

Hoje em dia é proibido proibir, os pais estão reféns dessa situação e educar e colocar disciplina num filho é algo malvisto, como se os pais estivessem prejudicando a criança e não formando seu caráter, o que não se faz deixando a criança agir a seu bel-prazer.

Se os pais não precisassem educar e colocar disciplina, as crianças já saberiam cuidar de si, seriam adultos prontos. É claro que isso não existe. A criança não sabe o que é melhor pra ela, cabe aos pais irem formando seu caráter, no mínimo!


Postagem 9:

Me irrita ver uma multidão de babacões gastando energia e correndo atrás da "princesa encantada" em vez de desbravar novas fronteiras, quebrar paradigmas e contribuir para a evolução do mundo, como fizeram grandes homens do passado.

Colombo não procurava um "grande amor" quando descobriu a América. Homens tem que aprender a largar mão disso e ir fazer alguma coisa com a própria vida, ganhar dinheiro, sei lá.

Por isso que infelizes como o Lindemberg caem nos infernos emocionais de mulheres vadias. São fracos sem objetivos de vida. A vida dele girava em torno dela, como disse o Prof. Gilmar.


Postagem 10:

Mais uma garota adolescente de 15 anos que se envolve com um cara de 22 anos com jeito de bandidão. Só que nesse caso ela acabou pagando um preço muito caro, perdeu a sua vida.
Os pais hoje em dia não tem muito o que fazer, se tentam impedir o namoro a menina dá um jeito de se encontrar as escondidas. Sem contar que é considerado feio pela sociedade impedir que uma adolescente tenha a liberdade de descobrir algo tão bonito como o amor (ironic mode / on).

E mais um babaca na sociedade, com a mente totalmente vazia, que além de seguir o estereótipo de mano para dar uma de fodão entre os amigos, está imerso totalmente na Matrix. Eu podia até dizer que ele fudeu totalmente a vida dele, mas nem vida esse animal tinha.

A sociedade e a mídia puxando o saco do imbecil só porque ele não tinha antecedentes, era trabalhador, etc... Mas a partir do momento que ele fez pessoas de refém já deve ser considerado um bandido e ser executado na primeira oportunidade. É uma escória que tem que ser eliminada.

E no desfecho trágico dessa palhaçada toda mais uma vez o feminismo hipócrita veio se aparecer. No velório da Eloá podia se ver faixas com dizeres do tipo "Abaixo a violência contra a mulher". Se tivesse escrito apenas "Abaixo a violência" já seria uma mensagem completa, pois não só apenas as mulheres, mas homens, crianças, idosos, etc... Nenhum ser humano deve ser vitima de brutalidade. E mais uma vez podemos ver que um movimento que diz defender direitos iguais, está apenas se preocupando em obter privilégios para as pobres coitadinhas das mulheres.


Postagem 11:

As próprias mulheres "mudernas" viram objetos sexuais voluntariamente. Isso traz vantagens para elas como milhares de matrixianos babões que serão transformados em miguxos, ferramenta para atrair cafajestes, além de usar a beleza para conseguir mil favores (o famoso Bucetacard). Muitas vezes a mulher não precisa "nem passar o cartão" para dominar os homens. Basta um decote para pedir o resultado da pergunta para o nerd da sala, para facilitar o processo de seleção no emprego, para justificar sua inércia nos relacionamentos ("sou gostosa e mulher, ele que faça tudo").

A moral cristã, que impedia a mulher de usar seus atributos físicos antigamente, foi destruída no Ocidente. As mulheres veem seu corpo como uma ferramenta para conseguir privilégios, e a sociedade de hoje não tem mais o "freio moral". O resultado é isso que vemos hoje.


Postagem 12:

O caso da Eloá só mostra como a sociedade brasileira é RIDICULAMENTE HIPÓCRITA, ninguém aqui está festejando a morte da moça ou dizendo que ela merecia isso, nenhum ser humano tem o direito de tirar a vida de outro. Mas o que me deixa revoltado é justamente o fato de a mídia dar tanta importância a um caso como esse. Todos os dias milhares de crianças morrem de fome, e pergunto, a mídia se "comove" com isso? Não, afinal não dá ibope. aí nossos queridos matrixianos (adorei esse termo), manipulados por globos da vida, ficam tentando achar o culpado desta história, quando todos são culpados:

- Eloá, por achar que podia brincar com o sentimento de qualquer um (bonde das "glamourosas"? ah me poupe.), deu no que deu.

- Os pais da moça por permitirem esse namoro.

- A polícia, por permitir que Nayara voltasse ao apartamento.

- A imprensa por fazer tanto estardalhaço em cima deste fato.

Quero aqui citar a revolta do amigo Hero Hua com as tais faixas de protesto. isso me lembra uma cena do filme "tropa de elite" onde o policial Matias se revolta com uma passeata por uma moça de classe média. Não lembro exatamente o que ele diz mas adaptando seria algo como "no Brasil só fazem protesto quando morre gente de classe média ou alta". Daqui a pouco até o Alexandre Pato (essa foi demais) vai estar comentando sobre o caso, querem ver só???


Postagem 13:

Ah e só acrescentando, o Lindemberg também errou, e DUAS VEZES: 
1 - Por ser fraco e sucumbir a joguinhos emocionais
2 - Por não ser capaz de aceitar o fim de um namoro e tomar uma atitude tão desnecessária que só prejudicou a ele mesmo.


Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)