Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[REFLEXÃO] Criando relacionamentos de confiança
#1
"Mais de 100.000 pessoas já tacaram o foda-se"

É isso que eu li em um cartaz estampado no ônibus ao caminho do trabalho hoje e tirei um tempo para refletir.

O mundo de hoje está trabalhando na era do foda-se.

Mas como assim Awaken? 

É bem simples, analise tudo em sua volta e veja. A esquerda dominante é basicamente uma criança mimada berrando por liberdade de seus pais autoritários que os querem impor limites para evitar uma barbárie. Como resultado de uma porção de crianças que se formam em faculdades, crescendo em tamanho, mas não em intelectualidade, o mercado e a sociedade tem sido inundados em um mar de revolta contra os valores tradicionais, logo esses valores que foram criados e aperfeiçoados por anos, jogando praticamente um foda-se em tudo.

O sexo se tornou desregrado colocando um foda-se ao compromisso e aos cuidados com filhos, doenças e consequências de mortes e abortos.
A autoridade caiu, tacando foda-se para policiais, professores, juízes, etc foram trocados por "colaboradores" e o julgamento é social.
O ensino e a verdade se tornaram obsoletos e "coisa careta", trocados por livros de protesto e frases repetitivas de conteúdo muito raso substituindo anos de filósofos, cientistas e religiosos.

Poderia explanar pra quantas coisas a nossa sociedade simplesmente "tacou o foda-se" e ficar aqui até 22h, mas...

Vamos a solução:

Porque você vai ao médico? Porque procura um dentista para mexer em seus dentes? Até nas situações mais carnais, porque procura uma profissional do sexo para satisfazer suas necessidades?

Em nossa sociedade relações de confiança são a chave para que possamos continuar nos desenvolvendo, uma vez que não existe verdade e não existe quem possa te dizer o que fazer, como fazer e nada faz mais sentido:

Não existem regras, não existem valores, nada é verdadeiro, não existem autoridades, não existem leis, não existe até o estado mínimo reduzido aos valores familiares, tudo é de todos e tudo é de ninguém. Assustador? Leia as teorias sobre anarco-comunismo e se veja no final completo do Estado Totalitário.

Existem muitas formas de se satisfazer o demoníaco socialismo até que cheguemos a esse ponto de quebrarmos todas as bases da sociedade e voltarmos a ser apenas animais irracionais em um grande surubão cósmico onde voltaremos as mais absurdas coisas que nós assistimos cair através do raciocínio e da imposição de limites. Basicamente onde viver não vai ter sentido, morrer pouco vai importar.

No Brasil, especificamente, o Estado (que deveria ser usado como uma benção para trazer prosperidade e ajuda aos necessitados através da redistribuição e ajuda aos necessitados.) serve apenas para criar mais leis, burocracias e uma super classe, gente que vira "concurseira" só para engordar o bolso à custa dos outros ganhando muito e ainda pedindo mais, não obstante essa imoralidade estatal é fonte direta de crescimento e inchaço da máquina demoníaca que se não cuidarmos pode explodir no colo de todos nós e aí, meu irmão é Venezuela pra pior.

Informamos que família Bolsonaro, Paulo Guedes e outros não podem fazer absolutamente nada, pelo menos não sozinhos se no Brasil não existir vontade e interesse de pararmos de "tacar o foda-se" para as coisas e estabelecermos relações de confiança.

Leia o Evangelho de São Lucas Capítulo 15 (Leia inteiro, só pra entender o contexto).

Percebemos hoje que o Brasil é como um pecador que não sabe o que está fazendo, um garoto mimado em busca apenas do prazer momentâneo, da satisfação pessoal e daquilo que o dinheiro pode trazer de bom, sem o menor relacionamento com ninguém, o "jovem" Brasil busca mais ter do que ser, e como sempre foi pobre, essa busca por ter é inevitavelmente maluca e sem noção.

Veja pelos pobres entrincheirados nas favelas com um fuzil na mão, sem colete, sem capacete, ao ponto de matar e morrer apenas para ter, veja do outro lado playboys da Zona Sul (do Rio) subindo o morro e fazendo caridade para "ter" atenção e ter reconhecimento do seu trabalho (pra justificar sua mansão de milhões e seu carro importado com "mas eu ajudo os pobres")

Vivemos em uma tremenda desilusão do jovem rico que tinha muitos bens e era um bom cidadão, cumpridor das leis (esse cidadão é o de direita), mas desiludido por ter tudo, não consegue viver para o próximo porque os bens materiais o atrapalham de enxergar a necessidade alheia e fazer o bem.

A solução é desgastante, requer muita paciência e humanidade.

No trecho de São Lucas 15, Jesus relata duas histórias distintas:

1. A de um pastor que abandona seu rebanho para buscar sua ovelha perdida.
2. A de um filho irresponsável e inconsequente que quer gozar de tudo da vida e perde tudo, se arrependendo e voltando ao pai.

Você certamente já deve ter lido o capítulo inteiro a essa hora e vai entender o que estou falando.

1. Assim como o pastor de ovelhas que larga todas as saudáveis e protegidas para ir ao encontro da ovelha perdida, não devemos tacar o foda-se para aqueles que estão perdidos. Não é o dom de todos o dom do pastoreio, porém a todos é possível indicar quem possa curar suas feridas e evitar que morram. É importante saber que esses filhos da puta as vezes estão DOENTES e que culpar a cerca, o precipício e os espinhos, não vai trazer um bicho irracional de volta ao rebanho, nem gritos, nem protestos de "volta ovelha", você tem que ir lá caso a pessoa precise ser resgatada.

2. Assim como o pai que recebe seu filho que pediu dinheiro adiantado da herança, que foi inconsequente e que perdeu tudo, devemos considerar que "Pai, os perdoe pois não sabem o que fazem", hoje e principalmente na atualidade política em que vivemos devemos procurar menos culpados e mais arrependimentos. (Como assim?) Ao invés de confrontar e impedir que os irresponsáveis e inconsequentes o façam, Deus nos deu o livre arbítrio de até matar ele próprio, e mesmo assim não abdicou da graça prometida para todo que tem fé, por esta razão.

Logo, com esses dois exemplos claríssimos, chegamos a conclusão devemos tratar aqueles que nos odeiam e querem todo nosso fim com amor, paciência e lhes ensinar o valor da confiança, mesmo que pra isso tenhamos que deixar eles seguirem o próprio caminho, voltando de cara quebrada, fodidos e amargurados, as vezes tendo mesmo que cuidar de suas feridas e lhes recobrir as vestes.

Abraço à todos!
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)