Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[RELATO] O que aprendi contabilizando cada centavo gasto em um ano.
#1
Sabemos que ter controle na vida é essencial em qualquer aspecto, e partindo desse princípio e com o objetivo de criar o hábito de ter uma vida financeira equilibrada eu resolvi colocar em prática os conhecimentos que adquirir fazendo um curso de Gerenciamento de Finanças Pessoais do Canvas que é um ótimo curso e gratuito. Dividir esse artigo em três partes, a primeira eu conto um pouco do porque eu decidir contabilizar os meus gastos, a segunda eu falo quais os recursos eu utilizei para fazer esse controle e, por fim, uma análise do que mudou depois de um ano colocando em prática, afinal é melhor prática vivida que teoria entendida, não é?
                                                            [Image: Ze7n.jpg]

Porque contabiliza os meus gastos?


Quem é ou já foi universitário sabe o aperto que é ficar sem grana, a quantidade de dinheiro que entra tem que ser igual à quantidade que sai, e no meu caso estava gastando mais que eu ganhava. Minha renda basicamente vem de uma bolsa que eu recebo da faculdade e de uns bicos que faço na minha área de formação, com o passar do tempo isso virou uma bola de neve e com isso as vezes eu tinha que recorrer a amigos para pegar dinheiro emprestado, isso só piorava a situação. Eu não tinha ideia com o que eu gastava a pouca grana que eu ganhava a não ser a do valor do aluguel, foi quando eu parei para pensar e que seu eu continuasse com essa mesma mentalidade e esse hábito ruim, daqui a pouco quando eu tiver formado o prejuízo poderia ser bem maior, foi a partir dai que eu decidir que eu contabilizaria cada centavo que eu gastasse.

                                                           [Image: Ze7O.jpg]

Como eu contabilizo?

Meu objetivo era fazer com que o hábito de contabilizar as minhas despesas e receitas fossem o mais fácil e prático possível para que o hábito não morresse, para isso eu uso um aplicativo chamado Gastos Diários, no começo eu usei a versão grátis e depois de um tempo eu gostei do app e decidir comprar a versão completa. O app e bem simples de usar, basicamente tem duas opções de entrada, a de gastos e de despesas você entra com o valor e diz se é gasto ou receita e informa também a descrição, por exemplo fui ao supermercado e fiz uma compra e gastei um determinado valor lá mesmo na hora eu coloco o valor gasto, qual foi a forma que eu fiz o pagamento se eu paguei em dinheiro ou cartão. O app já registra a hora e o dia do gasto ou receita isso me fez enxergar de forma bastante detalhada em que tipo de gasto eu estava comprometendo mais minha renda.

                                                         [Image: Ze7Z.jpg]

Outra ferramenta que me ajudou muito nesse período foi a velha e boa planilha do excel, para isso eu utilizo uma planilha de orçamento doméstico do Idec - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor e você pode baixá-la aqui caso queira utilizá-la (recomendo) essa foi a planilha mais completa que encontrei e que divide os gastos em categoria, por exemplo, na categoria moradia, você tem os gastos com água, energia, aluguel etc. E no final de cada mês você tem um resumo detalhado em gráficos dos seus gastos, além de você poder colocar uma previsão dos gastos que você tera no decorrer do mês, isso ajuda a você além de controlar os gastos ter uma noção de quando você vai gastar mais do que deve, com esse feedback e possível controlar os gastos de coisas que não são essenciais.

[Image: Ze74.jpg]

No último dia de cada mês eu pego os dados das despesas que eu guardei no celular durante o mês e exporto em uma planilha do excel e coloco tudo na planilha do Idec. Assim eu tenho tudo em um só lugar mês a mês o que me permite ter uma visão global dos gastos e das previsões de eventuais despesas que possam surgir ou extrapolar o que foi planejado para o mês. Esse hábito de anotar o que eu gasto me fez perceber que alguns gastos que normalmente não damos tanto valor ao final de um ano faz muita diferença quando se tem noção da quantidade que é gasta.

[Image: Ze7B.jpg]


O que mudou com o hábito?

Como aquela famosa frase do filme de Alice no país das maravilhas em que o gato diz: Se você não sabe para onde vai qualquer caminho serve, isso também vale para as finanças ter noção para onde é investido/gastos os seus recursos financeiros faz uma enorme diferença, e depois desse período que tive anotando e observando como eu gastava o dinheiro conseguir até chegar ao final de alguns meses com saldo, sem contar que é visível a diferença que eu dou ao gastar com algo que as vezes não tem tanta necessidade. Com o tempo você aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… É isso, criar esse hábito me fez mudar a maneira como eu gasto e enxergar a importância de criar hábitos saudáveis. Meu próximo objetivo é organizar e pagar alguns débitos que tenho, mas primeiro tive que organizar a casa. Mas isso é outra história fica para outra hora.


Abraço.
Responda-o
#2
Excelente postagem. Essas dicas vão ajudar muita gente. Valeu confrade. A Real Salva Vidas!
Responda-o
#3
Comecei a contabilizar meus gastos em março, fiquei surpreendido como as despesas vão se acumulando.
Restaurante, lanchonete, putaria.... Eu era muito regrado, fiquei relapso e no fim das contas não estava mais guardando grana, foi onde vi que comprar uma coisa, ceder a outra ali, no fim de um período vc não perceberá o quanto se tornou gastador.

Como dizia Aristóteles, a virtude é resultado do hábito.

Desde fevereiro vivo só dos rendimentos da renda fixa; fazendo o orçamento, anotando os gastos cheguei à conclusão (óbvia) que ou eu diminuía gastos ou o capital se deterioraria com o passar dos meses/anos.

Fiz um orçamento pra um ano, fui replicando os meses subsequentes como estava em março, e fiquei um tanto preocupado... então comecei a cortar gastos, menos idas a restaurantes, menos lanchonetes, menos putaria e comprar remédios via internet onde saem mais baratos até com frete.

Frugalidade, disciplina, responsabilidade!
Responda-o
#4
Uma dúvida sobre aplicativos financeiros.

Vocês não tem medo de lançar os dados ali e esses dados serem repassados para outras pessoas/empresas?

Estou tentado em começar a utilizar um app free só pra facilitar as coisas. Mas receio do vazamento das informações.

Se o desenvolvedor resolver fazer um bkp destes dados e vender por aí seria um prato cheio para telemarketing e outros problemas..
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#5
Ano passado comecei a assisti videos aulas sobre educação financeira. A indicação veio daqui, do próprio fórum. Apesar de eu não ter concluído o curso, no que assisti, tirei algo de bom,  e uma dessas coisas foi montar uma planilha de controle de gasto. Fiz uma para o final do ano passado ( dos meses que restavam) e uma nova para este ano. No entanto, por algum motivo, perdi o hábito de sempre atualiza-la.  Mas, com seu ótimo tópico, me sinto animado e pretendo fazer disso um hábito novo.

Quando criei, fiz no Excel instalado no PC. Depois upei para meu One Drive (e-mail principal) e é lá que atualizo, já que conta com edição online. Vendo agora, percebi que ando gastando muito em micro transações em um jogo mobile; recargas de celular também é um gasto recorrente, sendo que raramente faço ligações. Apenas recarrego para ganha bônus de internet e não cancelarem meu número.
Responda-o
#6
(21-04-2019, 04:09 PM)Gashead Escreveu: Uma dúvida sobre aplicativos financeiros.

Vocês não tem medo de lançar os dados ali e esses dados serem repassados para outras pessoas/empresas?

Estou tentado em começar a utilizar um app free só pra facilitar as coisas. Mas receio do vazamento das informações.

Se o desenvolvedor resolver fazer um bkp destes dados e vender por aí seria um prato cheio para telemarketing e outros problemas..

Não vejo problema nisso. Mas não vá deixar informações do seu cartão de crédito no app pra integrar com ele, ou lugares onde passou. Baixe um simples, o que eu uso é o orçamento fácil, traz gráficos, comparativos, permite vc fazer orçamento tbm. Link https://play.google.com/store/apps/detai...easybudget
Responda-o
#7
Spoiler Revelar
(21-04-2019, 10:46 PM)PensadorSolitário Escreveu: Ano passado comecei a assisti videos aulas sobre educação financeira. A indicação veio daqui, do próprio fórum. Apesar de eu não ter concluído o curso, no que assisti, tirei algo de bom,  e uma dessas coisas foi montar uma planilha de controle de gasto. Fiz uma para o final do ano passado ( dos meses que restavam) e uma nova para este ano. No entanto, por algum motivo, perdi o hábito de sempre atualiza-la.  Mas, com seu ótimo tópico, me sinto animado e pretendo fazer disso um hábito novo.

Quando criei, fiz no Excel instalado no PC. Depois upei para meu One Drive (e-mail principal) e é lá que atualizo, já que conta com edição online. Vendo agora, percebi que ando gastando muito em micro transações em um jogo mobile; recargas de celular também é um gasto recorrente, sendo que raramente faço ligações. Apenas recarrego para ganha bônus de internet e não cancelarem meu número.

Dois meses se passaram e continuo atualizando a minha planilha de gastos. Notei que ainda continuo gastando de mais em jogos mobile e, um novo mau hábito surgiu: ando comprando muito alimento desnecessário. Estou com dificuldades para me controlar quando estou com o cartão de crédito. 

Desde que comecei a ler "Pai Rico, Pai Pobre", estou tentando diminuir ao máximo gastos desnecessários. Como já tinha feito essa planilha, algo não citado no livro, já é meio caminho andado. Contudo, pretendo fazer uma mais específica, com cada comprar feita no mês em questão. Quero saber exatamente com que estou gastando o meu pouco dinheiro soado.

No mais, essa tabela tem me ajudado muito.
Responda-o
#8
Que tópico foda, parabéns pela iniciativa e por compartilhar.
Estou para fazer isso faz muito tempo, mas preciso pagar umas dívidas primeiro, porque praticamente só pago contas.
Arrumando minha vida vou fazer isso rigorosamente.
Responda-o
#9
Nunca tinha visto aquela planilha do IDEC, baixei pra dar uma fuçada, parece interessante. Bom post.


E comentário pertinente do Mindingo. Eu não confio em apps, prefiro fazer meu balanço na velha planilha do Excel no meu computador mesmo.
Responda-o
#10
IF é a saída, não tem jeito.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#11
Muito bom o tópico, mas anotar o quanto e em que se gasta é só o começo. Eu iniciei há mais de década a anotar cada centavo que gasto, tenho históricos guardados até hoje. Esses dias fui a um restaurante pra comer um prato que gosto muito, a ultima vez que tinha ido foi ha 8 anos, foi engraçado ver o poder da inflação.

Voltando ao assunto: eu iniciei anotando meus gastos e vendo exatamente o que mais pesava no bolso, mas com o tempo isso não era o suficiente, pois eu gastava de forma desordenada, e cada mês esses valores variavam muito. O que fiz foi elaborar um orçamento mensal, ou seja, definir quanto você PRECISA gastar em alimentação, transporte, educação, lazer, fim de semana, etc.

Fazendo isso eu já sabia quanto de grana eu poderia guardar ao fim do mês, ou na pior das hipóteses, quanto de grana faltaria.

Isso me ajudou muito a ajustar meus gastos com o objetivo de guardar dinheiro, fazendo concessões diárias para que no fim do mês a grana não só desse pra me bancar, como sobrasse pra investir. Toda empresa trabalha com orçamento, porque pessoas físicas não?

Hoje tenho orçamento mensal já definido até dezembro, claro que sempre há variações, pois sempre tem um imprevisto ou outro, mas dificilmente eu não consigo guardar o previsto. Com isso consegui poupar entre 43 e 48% dos meus rendimentos.

Outra questão interessante é que a sua conduta de compra melhora muito ao saber que algo está dentro ou fora do orçamento previamente.

Façam um orçamento mensal o quanto antes.

Edit: pra anotação de gastos uso um programa de PC que comprei a uns 10 anos atrás (paguei 50 reais). Pro orçamento uso planilhas de Excel muito simples, que eu mesmo fiz.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#12
Recomendo o software gratuito Gnucash. Didático para quem quer aprender contabilidade básica e controlar finanças pessoais.
Responda-o
#13
Eu sou muito controlador nos meus gastos e não faço planilhas, mas tbm não gasto com nada supérfluo.
Já minha mulher acaba gastando mais.

Então a dica que dou pra quem tem parceira é:

Aprenda a dizer NÃO
Se eu tô sem grana e todo mundo convida pra tal lugar que eu sei que é caro, não vou mesmo.

Jogue seu dinheiro na poupança no mesmo dia que cair seu salário e só mexa em último caso.

Gaste com sabedoria
O barato sai caro. Se vc compra tudo do que é mais barato, acaba tendo sempre que trocar mais vezes por conta de ser algo de má qualidade.

Se vc economiza demais com vc, sua mulher percebe e gasta mais com ela. Fique atento nisso. Jogue seu dinheiro num cofre se for preciso mas não deixe tudo disponível a vista dela.

Controle seu $ ou suas dívidas controlarão vc
Responda-o
#14
(21-04-2019, 10:34 AM)olx Escreveu: Excelente postagem. Essas dicas vão ajudar muita gente. Valeu confrade. A Real Salva Vidas!

Enois... Tamo junto. Big Grin
Responda-o
#15
(21-04-2019, 03:50 PM)Stumm Escreveu: Comecei a contabilizar meus gastos em março, fiquei surpreendido como as despesas vão se acumulando.
Restaurante, lanchonete, putaria.... Eu era muito regrado, fiquei relapso e no fim das contas não estava mais guardando grana, foi onde vi que comprar uma coisa, ceder a outra ali, no fim de um período vc não perceberá o quanto se tornou gastador.

Como dizia Aristóteles, a virtude é resultado do hábito.

Desde fevereiro vivo só dos rendimentos da renda fixa; fazendo o orçamento, anotando os gastos cheguei à conclusão (óbvia) que ou eu diminuía gastos ou o capital se deterioraria com o passar dos meses/anos.

Fiz um orçamento pra um ano, fui replicando os meses subsequentes como estava em março, e fiquei um tanto preocupado... então comecei a cortar gastos, menos idas a restaurantes, menos lanchonetes, menos putaria e comprar remédios via internet onde saem mais baratos até com frete.

Frugalidade, disciplina, responsabilidade!

Exatamente isso. Quando comecei a contabilizar, no começo eu levei um susto. Porque você começa a ter noção para onde seu dinheiro está indo, ao contabilizar e olhar os gráficos fica bem mais fácil de enxergar o buraco por onde sai todo o seu dinheiro durante o mês. Eu ainda continua contabilizando os gastos e hoje eu não faço mais como uma obrigação na verdade, eu até gosto de ter a sensação de que eu estou gastando de forma consciente.
Responda-o
#16
(21-04-2019, 04:09 PM)Mindingo Escreveu: Uma dúvida sobre aplicativos financeiros.

Vocês não tem medo de lançar os dados ali e esses dados serem repassados para outras pessoas/empresas?

Estou tentado em começar a utilizar um app free só pra facilitar as coisas. Mas receio do vazamento das informações.

Se o desenvolvedor resolver fazer um bkp destes dados e vender por aí seria um prato cheio para telemarketing e outros problemas..

Ótima pergunta Mindingo. Te confesso que nem se quer pensei nessa hipótese... Big Grin  Quando eu decidir a usar o app eu só pensei na praticidade, eu gosto das coisas "automáticas" fiz um teste com a versão free do app e gostei, depois de um tempo comprei. É sempre bom ter esses cuidados claro, o app que uso eu não coloco nenhuma informação pessoal, só os valores gastos mesmo. E na hora de criar a conta a única informação que forneci foi um e-mail (cadastrei um que pouco uso) Mas é sempre bom ficar esperto com essas coias. Ótima observação.
Responda-o
#17
(23-06-2019, 07:08 PM)Rolando LeroRealista Escreveu: Que tópico foda, parabéns pela iniciativa e por compartilhar.
Estou para fazer isso faz muito tempo, mas preciso pagar umas dívidas primeiro, porque praticamente só pago contas.
Arrumando minha vida vou fazer isso rigorosamente.

Valeu Rolando, eu te entendo. Fiquei um tempo apertado com as dividas e sei como é. Bom, para mim o que funcionou para pagar as dividas foi primeiramente fazer um diagnóstico do tamanho das dividias e depois organizá-las das que tinhas os juros mais altos as que não tinham juros (exemplo um dinheiro emprestado de um amigo) depois do diagnóstico partir para ação, reservei uma parte do orçamento para pagar as contas. As que estavam atrasadas eu negociei e até consegui alguns descontos nos juros. Por último comecei efetivamente a pagar as dividas e ia riscando elas da lista. Acredite dá uma sensação de liberdade incrível.

(23-06-2019, 09:31 PM)Mr. Rover Escreveu: Nunca tinha visto aquela planilha do IDEC, baixei pra dar uma fuçada, parece interessante. Bom post.


E comentário pertinente do Mindingo. Eu não confio em apps, prefiro fazer meu balanço na velha planilha do Excel no meu computador mesmo.

É uma ótima planilha, muito bem organiza e o melhor de graça. Big Grin Sim, o Mindingo tem toda razão. E sempre bom ficar esperto com essas informações.
Responda-o
#18
(24-06-2019, 12:14 AM)Bilidequedi Escreveu: IF é a saída, não tem jeito.

É isso aí @"Bilidequedi" vamo que vamo...
Responda-o
#19
(24-06-2019, 10:32 AM)Trglodita Escreveu: Muito bom o tópico, mas anotar o quanto e em que se gasta é só o começo. Eu iniciei há mais de década a anotar cada centavo que gasto, tenho históricos guardados até hoje. Esses dias fui a um restaurante pra comer um prato que gosto muito, a ultima vez que tinha ido foi ha 8 anos, foi engraçado ver o poder da inflação.

Voltando ao assunto: eu iniciei anotando meus gastos e vendo exatamente o que mais pesava no bolso, mas com o tempo isso não era o suficiente, pois eu gastava de forma desordenada, e cada mês esses valores variavam muito. O que fiz foi elaborar um orçamento mensal, ou seja, definir quanto você PRECISA gastar em alimentação, transporte, educação, lazer, fim de semana, etc.

Fazendo isso eu já sabia quanto de grana eu poderia guardar ao fim do mês, ou na pior das hipóteses, quanto de grana faltaria.

Isso me ajudou muito a ajustar meus gastos com o objetivo de guardar dinheiro, fazendo concessões diárias para que no fim do mês a grana não só desse pra me bancar, como sobrasse pra investir. Toda empresa trabalha com orçamento, porque pessoas físicas não?

Hoje tenho orçamento mensal já definido até dezembro, claro que sempre há variações, pois sempre tem um imprevisto ou outro, mas dificilmente eu não consigo guardar o previsto. Com isso consegui poupar entre 43 e 48% dos meus rendimentos.

Outra questão interessante é que a sua conduta de compra melhora muito ao saber que algo está dentro ou fora do orçamento previamente.

Façam um orçamento mensal o quanto antes.

Edit: pra anotação de gastos uso um programa de PC que comprei a uns 10 anos atrás (paguei 50 reais). Pro orçamento uso planilhas de Excel muito simples, que eu mesmo fiz.

Uau... Que disciplina em @Trglodita uma baita de uma motivação para dar continuidade. Eu vejo que só contabilizar o que gasta não resolve mesmo não, você tem razão. E uma das minhas metas ter um orçamento, eu vejo a importância de alocar os recurso que você pretende gastar e não gastar mais que o necessário durante o mês.

(24-06-2019, 02:49 PM)Ducati Escreveu: Recomendo o software gratuito Gnucash. Didático para quem quer aprender contabilidade básica e controlar finanças pessoais.

Valeu pela recomendação Ducati. Vou dar uma olhada.
Responda-o
#20
(26-06-2019, 12:53 AM)d3 Escreveu: Eu sou muito controlador nos meus gastos e não faço planilhas, mas tbm não gasto com nada supérfluo.
Já minha mulher acaba gastando mais.

Então a dica que dou pra quem tem parceira é:

Aprenda a dizer NÃO
Se eu tô sem grana e todo mundo convida pra tal lugar que eu sei que é caro, não vou mesmo.

Jogue seu dinheiro na poupança no mesmo dia que cair seu salário e só mexa em último caso.

Gaste com sabedoria
O barato sai caro. Se vc compra tudo do que é mais barato, acaba tendo sempre que trocar mais vezes por conta de ser algo de má qualidade.

Se vc economiza demais com vc, sua mulher percebe e gasta mais com ela. Fique atento nisso. Jogue seu dinheiro num cofre se for preciso mas não deixe tudo disponível a vista dela.

Controle seu $ ou suas dívidas controlarão vc

E verdade @d3''  e preciso usar com sabedoria. No meu caso é mais fácil, não sou casado ainda. No caso do pessoa que já é casado e preciso usar outras estrategias.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)