Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[DÚVIDA] Alistamento Militar - Servir ao exército.
#1
Olá a todos,

Fui ao exército me apresentar e fiquei na fila dos pré-selecionados, após um tempo de aguardo, chamaram todos, pegaram nossas medidas, peso e fizeram um pequeno teste de força.

Me disseram para voltar lá daqui a uma semana. Creio que seja para o teste físico.

Mas o problema é que a tarde (único turno disponível) eu trabalho. Não é nada formal e nem de carteira assinada. Mas, além do dinheiro que já me dá uma certa independência,  a experiência neste trampo está agregando muito, tanto a vivência de uma loja-comércio quanto o dia a dia de lidar com clientes, responsabilidades, pressão, etc.

Enfim, quero continuar no trampo e não servir ao exército.

O que faço?
Tempo, o seu bem mais preciso.
Responda-o
#2
Se te chamarem, você terá que ir.

Já fez o teste psicológico? Se você der uma de louco nele provavelmente não vão te chamar. Big Grin
Responda-o
#3
- A situação é a seguinte. Antes de tudo, você é entrevistado, e nessa entrevista, lhe perguntarão muitas coisas. Tipo: Se é filho único, se você tem histórico de enfermidades e, o principal (no qual lhe interessa) "quer servir ou não?". Diga não, é claro! Sua ficha irá para uma espécie de arquivo interno de recusa. Mesmo assim, não é garantia de nada.

- Caso seja chamado, somente alguém com uma influência muito forte, irá tirar você do quartel. Uma situação que é certa pra isso, é um Padre (isso mesmo que você acabou de ler) um Padre. Por causa do seminário.

- Fora isso, não há muito o que fazer.
Responda-o
#4
A hora de pensar nisso é antes de se apresentar. Agora não tem muita saída.
Responda-o
#5
Essa parte da entevista já ocorre há muito tempo.

Quando  sai dessa tal entrevista, eles me deram um papel (clã) e me deram um prazo para eu me apresentar nos dias de seleção...

Que foi o relataddo acima.

Agora, creio eu, resta apenas o teste físico.
Tempo, o seu bem mais preciso.
Responda-o
#6
Eles fizeram o teste do 'olho' (pediram pra tu tapar um olho e enxergar algumas letrinhas a uma certa distancia)? Se tu se fizesse de louco e confundisse, por exemplo, a letra H com N, e outras letras parecidas, eles te dispensariam. Fora isso, so se tu tiver alguem conhecido no exercito (temporario ou de carreira).
Responda-o
#7
(16-08-2015, 09:46 PM)Hulk Escreveu: Essa parte da entevista já ocorre há muito tempo.

Quando  sai dessa tal entrevista, eles me deram um papel (clã) e me deram um prazo para eu me apresentar nos dias de seleção...

Que foi o relataddo acima.

Agora, creio eu, resta apenas o teste físico.

- A não ser que você faça "corpo mole" nas atividades físicas. Particularmente não recomendo tal atitude de burlar e fingir problemas de saúde.

- Já pensou na possibilidade de seguir carreira? Acho que seria uma boa, já que você não tem um emprego fixo. Se tiver uma cabeça boa e hábitos para estudar, poderá seguir carreira nas forças armadas.

- Eu por exemplo, no ano de 2002, fui dispensado por excesso de contingente. Talvez você seja também.

.: Essa é minha opinião. Lhe desejo sucesso.
Responda-o
#8
Só falar que não quer servir na entrevista e pronto, o exército nem está com tanta verba assim para ficar recrutando quem não quer só porque não foi com a cara de quem disse que não queria...você vai lá fazer uns exercícios físicos, vão apertar as suas bolas em exame médico e após isso entrevista, ai não quer, jura a bandeira e volta para casa...
Responda-o
#9
Na entrevista médica, fui dispensando.

Não irei servir ao exército, ainda bem Smile
Tempo, o seu bem mais preciso.
Responda-o
#10
Eu fui convocado (não fui voluntário), servi pouco mais de um ano (fui NB), em período integral, e não me arrependo. Pelo contrário, aprendi muito no Exército, lições que você não aprende em nenhum outro lugar, e sinto muito orgulho de ter servido!

Vale a pena, confrade.
Responda-o
#11
2 no Galo.

No começo não queria entrar e quando estava no final, não queria sair.

Otima experiencia de vida. Esse ano obrigatorio não sera perdido.

E não tente se fazer de louco nos exames, isso fica no seu historico.
Responda-o
#12
somente imbecis servem as forças armadas
Fumei 25 cigarros esta noite e você sabe da cerveja.

Buwkoski.

Buceta não machuca e não se faz sexo com a bunda.

Leg. Bean, fórum mundo realista.
Responda-o
#13
(31-08-2015, 02:15 PM)ragnarok Escreveu: somente imbecis servem as forças armadas

Quem não passou no processo de seleção militar, e portanto não serviu, não sabe como é a vida na caserna.
Responda-o
#14
kkkkk ok senhor militar,

salve o Brasil!
Fumei 25 cigarros esta noite e você sabe da cerveja.

Buwkoski.

Buceta não machuca e não se faz sexo com a bunda.

Leg. Bean, fórum mundo realista.
Responda-o
#15
(31-08-2015, 02:15 PM)ragnarok Escreveu: somente imbecis servem as forças armadas

Que isso confrade, quanto odio.

Aprendiz licoes valiosas nesse periodo. 

Aprendi o que realmente e ser lider. Liderar 50 rapazes, de 19/20 anos com os horminios a flor da pele e fazer todos se comportarem como uma unica unidade. Foi uma das coisas mais legais que pude aprender.

Outro valor que aprendi, foi ter amor ao Brasil, a Bandeira Brasileira, os hinos, como a Canção do Expedicionário. Realmente aprendi o que e ser um patriota.

Aprendi a manusear armas de fogo. Aprendi a cavar tocas e direcionar a posicao de atiro para que nao atinja outros companheiros. Aprendi a como se defender de uma granada quando e jogada dentro de sua toca.

E outra coisa que aprendi, todos que serviram quando jovens, sao os lideres de hoje. Empresarios, professores, politicos. Pessoas com poder, com influencia na sociedade.

Enfim, posso listar varias licoes. Mas queria apenas respeito aos que sacrificaram 1 ano de suas vidas servindo nossa patria.
Responda-o
#16
Se vc prefere continuar trabalhando no seu emprego, siga o seu próprio caminho e foda-se o alistamento militar. Ninguém deve ser obrigado a servir. Alistamento militar obrigatório é maior uma prova de como o estado trata os homens como objetos de uso descartáveis. Só o masculinismo tupiniquim defende esse absurdo.

Quanto aprender lições de virilidade. Do jeito que alguns aqui falam, pq Real se existe o Exército e lá vc aprende lições de masculinidade?

Existem varias formas de vc aprender lições de virilidade, como: praticar artes marciais (que foram criadas e desenvolvidas por cavaleiros e monges orientais), fazer academia, praticar esportes...
Responda-o
#17
Tive uma experiência do tipo que o Rooster citou em 2011, ano em que servi. Apesar de ter servido em um TG (radicalmente diferente da experiência de servir num quartel), pude aprender muita coisa que o Rooster citou.

Em tempo: não queria ter servido antes de entrar, mas aprendi muita coisa durante aquele ano, lições que vou sempre carregar pro resto da vida.
Those who cannot remember the past are condemned to repeat it.
(George Santayana)

Filho do Paraná, ou melhor, a Rússia Brasileira.  Big Grin
Responda-o
#18
(16-08-2015, 06:52 PM)Hulk Escreveu: Olá a todos,

Fui ao exército me apresentar e fiquei na fila dos pré-selecionados, após um tempo de aguardo, chamaram todos, pegaram nossas medidas, peso e fizeram um pequeno teste de força.

Me disseram para voltar lá daqui a uma semana. Creio que seja para o teste físico.

Mas o problema é que a tarde (único turno disponível) eu trabalho. Não é nada formal e nem de carteira assinada. Mas, além do dinheiro que já me dá uma certa independência,  a experiência neste trampo está agregando muito, tanto a vivência de uma loja-comércio quanto o dia a dia de lidar com clientes, responsabilidades, pressão, etc.

Enfim, quero continuar no trampo e não servir ao exército.

O que faço?
Não te perguntaram antes se você queria ou não servir?Quando o cara fala que não tem interesse de servir quase sempre  não serve, sempre tem excesso de contingente, tem gente que quer servir e não consegue...agora eu acho que isso pode variar de onde você é também, da sua localização...Se te chamarem não terá escolha, terá que servir por um ano em alguma das forças armadas(não sei direito como é, não servi), tem um periodo de quarentena que vc fica no mato, a mais tranquila é a aeronautica, a mais brabinha é a marinha, mas acho que é tranquilo.Como falei, se tiver de ser será, não terá pra onde correr, mas será uma boa experiência!e quem sabe você não descobre uma vocação nesse período?e resolve seguir carreira nas forças armadas ou então venha a ingressar em alguma policia militar ou algo do tipo...
Responda-o
#19
Se quer seguir carreira militar, faça prova para oficial. Se entrar com patente baixa no máximo chega a Sargento ou Suboficial. Aguentar tenente novato na orelha cansa quando você tem mais idade.


Se te chamarem, cumpra o obrigatório e já emenda uma prova para cadete ou algo acima. Não querendo já lá dentro começa a estudar pra faculdade.


Força e honra.
Big Grin
Responda-o
#20
Dia 19 eu tive que ir ao Batalhão daqui da cidade, porque não fui dispensado pelo sistema lá na Junta.
Fiz todos os processos, fiquei das 7 da manhã até o meio dia. Teve até umas provinhas idiotas, mais estúpidas do que aquela que você faz para tirar a CNH. Mas se tinha uma coisa que ressaltavam sempre é que o Exército só quer quem quer servir. Sempre perguntavam se eu queria servir e tal. Na hora da entrevista, onde o sargento faz umas perguntas sobre mim mesmo, ele disse que eu tinha tudo para servir, por ter família ajustada etc. Só que como ele sabia que eu não queria e também tava na universidade, marcou lá a opção "Pode servir", entre "Deve", "Pode" e "Não pode".
Disseram para retornar dia 6 de janeiro para receber o certificado de dispensa.

Eles provavelmente vão perguntar se cê quer servir e te colocar para a dispensa. A coisa que eu mais me apeguei lá, se eu pudesse até gravava o sargento falando, era "O Exército só quer quem quer servir".
Resistir sempre, até que os cordeiros se tornem leões
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)