Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Regime semi aberto voluntário
#21
Esse tópico se enquadra no caso do "Junião Bola" 

 31 anos, casado com uma M$ol de 38. Ela tem 3 filhos e pais diferentes, e um filho dele.  Conheceu ela em um APP de relacionamento e no mesmo dia que a conheceu ela já foi morar com ele.  Ela Pediu pra ficar uns dias e isso tem 4 anos Gargalhada .

Ele sustenta a casa, o filho dela do meio e mais velho quando ele não esta preso. O outro filho dela vive com pai que é presença frequente na casa deles.  O infeliz nem uma moto fudida tem, pois o salário de merda vai todo pra familia modernete que ele arrumou.

Ele fez uma cirurgia bariátrica, perdeu uns kilos consideraveis e agora esta praticando exercícios, tentando ter hábitos mais saudáveis, vendo que ele esta se esforçando pra perder aquele tanto de kg que ainda falta, decidi levar ele pra jogar um futebol com a gente. 

Essas são só algumas das cenas que já presenciei da Balzaca dele dando PT como se fosse uma adolescente de 15 anos.  

Chamei ele pra uma pelada de quarta,  depois da pelada sentamos em um boteco próximo e tomamos umas cervejas, era cedo ainda,  por volta de 01:00 da manhã  mais ou menos, mas ele estava preocupado pois deixou o filho dele com o EAA pois a mulher tinha ido fazer não sei o que não sei a onde. (Eu tenho pra mim que ele só foi pra pelada porque estava putaço com a mulher  por ter saido e deixado ele cuidado dos moleques) não comentei nada sobre isso, mas os outros amigos que estavam com a gente tiveram a mesma impressão.  

 Fomos embora.   No caminho de volta ele me diz que esta a 4 meses sem trepar com a mulher dele, que não sabe mais o que fazer, eu fiquei só ouvindo, não falei um A.  Conheço muito bem a peça, aquelas balzacas que trepou a vida toda com todo tipo de vagabundo, achou um trouxa se escorou e agora diz que precisa tomar remédio pois não tem mais desejos sexuais por conta da idade. 

Chegamos na casa dele estacionei o carro e a milf saí no portão fazendo o maior escândalo porque o cara saiu umas horas pra destrair e jogar conversa fora com os amigos, detalhe: ela estava nitidamente embreagada, isso mesmo bêbada, fez o sujeito passar a maior vergonha na nossa frente.  Saímos rapidamente e deixamos o PAL quebrando por lá.

Meu aniversário foi esse mês e como é de costume aluguei uma chácara para comemorar no final de semana, todos os meus amigos  mais próximos apareceram,  e esse amigo  em questao só apareceu no sábado a noite depois de um briga com a dama,  pois ela não queria ir, não sei como ele a convenceu mas ela foi e ficou a noite toda de cara amarrada, não quis beber com ele ( mas no dia do futebol  ela tinha saido pra tomar umas sabesse - lá com quem ). Parece que quanto mais descontraído ele estava com mais raiva ela ficava, toda hora perturbando, se metendo no meio dos homens pra chamar a atenção dele por alguma coisa besta,  até que depois ela disse que tinha chamado um Uber e que se ele não fosse embora naquela hora eles teriam problemas.  O Bola queria ficar pois no outro dia teria um churrasco e a festa ia continuar, mas pra não contrariar a mulher ele foi embor,  só  que até a hora de ir embora ela encheu o saco do cara, e de quem estava perto.  

Ela é aquele tipo de mulher que quer afastar o marido da família e dos amigos mas ele tem que ser sempre cordial e receptivo com os amigos e familiares dela.  

No outro dia ele me liga perguntando se ainda tava tendo churrasco e tal que queria ir, mas eu fui bem claro, falei que se fosse pra ele ir pra ficar de cachorrada com a mulher  na frente dos meus convidados era melhor ficar em casa, ele entendeu, me pediu desculpas disse que estava em uma fase difícil no casamento, não dei muita conversa, a culpa de tudo isso é dele, mas eu não ia falar porque cada um sabe da sua vida.    

 O cara paga todas as despesas de casa, paga aluguel, bota a comida na mesa pra ela e pros EAA, essa mulher tinha que recebe-lo todo dia já com a calcinha no chão de joelhos pronta pra da uma mamada de "bem vindo ao lar querido",  comida na mão, roupa lavada e passada e ainda apoiar se ele quisesse sair com os amigos.  Mano!  Ela tinha que ser a femia mais submissa e receptiva do mundo, aquela que  baixa a cabeça e só fala se o homem deixar, e agradecer a ele todos os dias por ter recolhido ela da sarjeta e ter dado um nome e uma vida minimamente digna para os filhos dela. Mas não, ela acha que esta fazendo um favor de estar com ele, como se ele fosse ficar na pior se ela fosse embora. 

Eu não sei que tipo de lavagem cerebral que fizeram na cabeça do homem moderno. 
É o fim do mundo mesmo, são coisas surreais.  

E nesses casos eu não posso nem culpar a mulher por isso, a culpa esta toda no homem que não tem culhões, que tem medo da ira daquela que foi criada por deus para ser submissa a ele, o homem de hoje engole seu orgulho e sua honra pra não entrar em conflitos e ver momozinho nervosinha e chorando, ele não da conta disso, imagine essas Porras numa guerra?  A merda que não ia ser.
Responda-o
#22
Esse tópico se enquadra no caso do "Junião Bola"

31 anos, casado com uma M$ol de 38. Ela tem 3 filhos e pais diferentes, e um filho dele.  Conheceu ela em um APP de relacionamento e no mesmo dia que a conheceu ela já foi morar com ele.  Ela Pediu pra ficar uns dias e isso tem 4 anos

@Escobar

Junião bola vai levar mulher que conheceu em app para brincar de casinha ... Meu Deus!

Acredito que o Junião deva ter um par de chifres também
Responda-o
#23
(20-12-2018, 01:43 PM)Fernando_R1 Escreveu: Junião bola vai levar mulher que conheceu em app para brincar de casinha ... Meu Deus!

Acredito que o Junião deva ter um par de chifres também

Detalhe que ele tinha se separado da ex mulher também M$ol a pouco mais de 5 meses quando conheceu essa doida do relato.    Gargalhada
Responda-o
#24
Spoiler Revelar
(20-12-2018, 11:33 AM)Escobar Escreveu: Esse tópico se enquadra no caso do "Junião Bola" 

 31 anos, casado com uma M$ol de 38. Ela tem 3 filhos e pais diferentes, e um filho dele.  Conheceu ela em um APP de relacionamento e no mesmo dia que a conheceu ela já foi morar com ele.  Ela Pediu pra ficar uns dias e isso tem 4 anos Gargalhada .

Ele sustenta a casa, o filho dela do meio e mais velho quando ele não esta preso. O outro filho dela vive com pai que é presença frequente na casa deles.  O infeliz nem uma moto fudida tem, pois o salário de merda vai todo pra familia modernete que ele arrumou.

Ele fez uma cirurgia bariátrica, perdeu uns kilos consideraveis e agora esta praticando exercícios, tentando ter hábitos mais saudáveis, vendo que ele esta se esforçando pra perder aquele tanto de kg que ainda falta, decidi levar ele pra jogar um futebol com a gente. 

Essas são só algumas das cenas que já presenciei da Balzaca dele dando PT como se fosse uma adolescente de 15 anos.  

Chamei ele pra uma pelada de quarta,  depois da pelada sentamos em um boteco próximo e tomamos umas cervejas, era cedo ainda,  por volta de 01:00 da manhã  mais ou menos, mas ele estava preocupado pois deixou o filho dele com o EAA pois a mulher tinha ido fazer não sei o que não sei a onde. (Eu tenho pra mim que ele só foi pra pelada porque estava putaço com a mulher  por ter saido e deixado ele cuidado dos moleques) não comentei nada sobre isso, mas os outros amigos que estavam com a gente tiveram a mesma impressão.  

 Fomos embora.   No caminho de volta ele me diz que esta a 4 meses sem trepar com a mulher dele, que não sabe mais o que fazer, eu fiquei só ouvindo, não falei um A.  Conheço muito bem a peça, aquelas balzacas que trepou a vida toda com todo tipo de vagabundo, achou um trouxa se escorou e agora diz que precisa tomar remédio pois não tem mais desejos sexuais por conta da idade. 

Chegamos na casa dele estacionei o carro e a milf saí no portão fazendo o maior escândalo porque o cara saiu umas horas pra destrair e jogar conversa fora com os amigos, detalhe: ela estava nitidamente embreagada, isso mesmo bêbada, fez o sujeito passar a maior vergonha na nossa frente.  Saímos rapidamente e deixamos o PAL quebrando por lá.

Meu aniversário foi esse mês e como é de costume aluguei uma chácara para comemorar no final de semana, todos os meus amigos  mais próximos apareceram,  e esse amigo  em questao só apareceu no sábado a noite depois de um briga com a dama,  pois ela não queria ir, não sei como ele a convenceu mas ela foi e ficou a noite toda de cara amarrada, não quis beber com ele ( mas no dia do futebol  ela tinha saido pra tomar umas sabesse - lá com quem ). Parece que quanto mais descontraído ele estava com mais raiva ela ficava, toda hora perturbando, se metendo no meio dos homens pra chamar a atenção dele por alguma coisa besta,  até que depois ela disse que tinha chamado um Uber e que se ele não fosse embora naquela hora eles teriam problemas.  O Bola queria ficar pois no outro dia teria um churrasco e a festa ia continuar, mas pra não contrariar a mulher ele foi embor,  só  que até a hora de ir embora ela encheu o saco do cara, e de quem estava perto.  

Ela é aquele tipo de mulher que quer afastar o marido da família e dos amigos mas ele tem que ser sempre cordial e receptivo com os amigos e familiares dela.  

No outro dia ele me liga perguntando se ainda tava tendo churrasco e tal que queria ir, mas eu fui bem claro, falei que se fosse pra ele ir pra ficar de cachorrada com a mulher  na frente dos meus convidados era melhor ficar em casa, ele entendeu, me pediu desculpas disse que estava em uma fase difícil no casamento, não dei muita conversa, a culpa de tudo isso é dele, mas eu não ia falar porque cada um sabe da sua vida.    

 O cara paga todas as despesas de casa, paga aluguel, bota a comida na mesa pra ela e pros EAA, essa mulher tinha que recebe-lo todo dia já com a calcinha no chão de joelhos pronta pra da uma mamada de "bem vindo ao lar querido",  comida na mão, roupa lavada e passada e ainda apoiar se ele quisesse sair com os amigos.  Mano!  Ela tinha que ser a femia mais submissa e receptiva do mundo, aquela que  baixa a cabeça e só fala se o homem deixar, e agradecer a ele todos os dias por ter recolhido ela da sarjeta e ter dado um nome e uma vida minimamente digna para os filhos dela. Mas não, ela acha que esta fazendo um favor de estar com ele, como se ele fosse ficar na pior se ela fosse embora. 

Eu não sei que tipo de lavagem cerebral que fizeram na cabeça do homem moderno. 
É o fim do mundo mesmo, são coisas surreais.  

E nesses casos eu não posso nem culpar a mulher por isso, a culpa esta toda no homem que não tem culhões, que tem medo da ira daquela que foi criada por deus para ser submissa a ele, o homem de hoje engole seu orgulho e sua honra pra não entrar em conflitos e ver momozinho nervosinha e chorando, ele não da conta disso, imagine essas Porras numa guerra?  A merda que não ia ser.

O causo que contei e que serviu de inspiração pra criação do tópico não é nada perto deste. Crendiospai. RIP Junão Bola Murcha (precisam mudar o apelido pra esse depois da bariátrica).
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#25
(20-12-2018, 02:53 PM)Escobar Escreveu:
(20-12-2018, 01:43 PM)Fernando_R1 Escreveu: Junião bola vai levar mulher que conheceu em app para brincar de casinha ... Meu Deus!

Acredito que o Junião deva ter um par de chifres também

Detalhe que ele tinha se separado da ex mulher também M$ol a pouco mais de 5 meses quando conheceu essa doida do relato.    Gargalhada

Feminista hibrida ou puta velha vira bruxa, porque a velhice  torna a existência da dita cuja maledicente em todos os sentidos e sobra para quem? Para o betão fim de fila, esse Junião entrará em eutanásia inconsciente e poderá enfartar aos 45, 50 anos. Gorda bebada falando merda, pura materialização demoniaca, o cara tem que fugir para as montanhas....
 
Ela deu uma cria para ele, isso é que é selar o caixão do cara com pá de cal.
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#26
É a situação do meu amigo do tópico sofrendo nas mãos de uma mãe solteira, que está no fórum do Búfalo nesse link aqui: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=4142

Certa vez eu e outro amigo em comum marcamos de encontrá-lo, mas atrasamos por causa de um engarrafamento. 

Por causa do atraso, a namorada ligou pra ele deu crise de ciúmes e ele pediu pra eu e esse outro amigo nosso aparecermos na video chamada pra provar pra ela que ele estava falando a verdade. Não demos idéia pra ele e o celular dele descarregou logo em seguida,  ele ficou todo preocupado em dar uma satisfação pra ela. 

Mais recentemente presenciei ela fazendo uma vídeo chamada e começar já dando esporro nele, isso ele na casa de outro amigo em comum e ela sabendo disso, mesmo assim ele ficou rendendo conversa com ela, ao invés de simplesmente ignorá-la e conversar com ela depois.

Não demora esses caras estarem usando tornozeleira eletrônica. 
Membro Associado da Marmito Man Corporation

Quer me perguntar algo? - Visite meu Ask.fm - [Backup]
Responda-o
#27
Nada melhor do que o exemplo para convencer. A Real, pelo pouco que sei, surgiu e cresceu com o objetivo principal de dar suporte ao homem em seus relacionamentos com a mulher, auxiliando-o a precaver-se dos males derivados de sua própria imprudência no trato com o feminino.

Pois bem, este tópico, pelo seu teor e conteúdo, tem tudo para ser um dos - se não o - melhores tópicos da história da Real. Quando houver um compilado de histórias reais de todos os tipos, com as mais diversas nuances e alternativas, teremos um repositório de consulta, um catálogo de praticamente todas as merdas possíveis e imagináveis num relacionamento homem-mulher.

Daqui um tempo, a Real vai girar, direta ou indiretamente, em torno deste tópico. Aposto.

Sigo acompanhando-o, acostumando meu estômago pouco a pouco com isso. Avaliando a que ponto chega um homem com testosterona a níveis alarmantemente reduzidos. E, claro, preparando e blindando meu psicológico para uma série de coisas e situações.

Somos mesmo a resistência. Muitos não têm a noção da bênção que é este lugar e das possibilidades que ele nos oferece, das portas que nos abre. Vamos vencer!

Força e honra!
Responda-o
#28
Eu vejo outra situação,entre mesa de bar e jogos de futebol amigos casados falando da vizinha rodada, da vadia do trabalho mas acreditam que suas esposas são incapazes de trair.Avaliam todas as mulheres a volta e esquecem de observar constantemente aquela que pode te trair e infernizar.O que a real tenta alertar.

Quanto as mães solteiras observo que muitas jovens deixam para avó cuidar e se mandam.Uma da minha família com 20 anos largou a filha com a avó para morar na Zona Sul com o cabra e agora vão viver em Portugal.E ela mesma havia dito que a criança vivendo com ela poderia atrapalhar a nova relação.
Aqui no Rio não falta novinha grávida.O que mais tem balzacas que ficaram prenhas cedo com 16 - 20 anos de diferença dos filhos pagando de gatinhas dizendo que parecem irmãs e não mães dos filhos e na verdade tudo em fim de carreira rs.
Responda-o
#29
Viver no regime semi aberto e esposa desleixada com a aparência para enterrar de vez.
Responda-o
#30
@Escobar CARALHO! Que fita escabrosa é essa??? Só de imaginar essa situação da um frio na barriga, isso extrapola todas as manginices que as pessoas já fizeram alguma vez nada vida. Um ser humano normal teria cometido suicidio em pouco tempo de relação tamanha a carga emocional que ficaria na cabeça
Responda-o
#31
(21-12-2018, 10:09 AM)AndréMR Escreveu: Viver no regime semi aberto e esposa desleixada com a aparência para enterrar de vez.

Essa configuração é muito comum aqui no RJ.
Responda-o
#32
Chamou a esposa de "patroa", já sei que foi condenado ao regime.


Responda-o
#33
Fui visitar um presidiário em regime semi-aberto que estudou comigo por muitos anos na mesma sala no colégio. Ele se casou e teve um filho. Casou jovem e já tem uns 10 anos de casado. Mas a moça já demonstrava ser uma peste naquela época. Não sei como é a vida dele pois perdi o contato com ele depois que ela entrou na vida dele. Aliás, ele se afastou de todos os amigos, não só de mim.

Fui lá na casa da mãe dele que é no mesmo lote da casa dele, pois ele fez só um puxadinho e está morando lá, na casa da mãe dele tem uma sala maior e é melhor para jogar jogos de tabuleiro. Fomos jogar WAR para relembrar os velhos tempos, eu, ele e o irmão dele que é um grande amigo meu até hoje, depois de cerca de míseros 20 minutos de jogo a carcereira chama ele em um canto, aí ele se explica pra ela e tenta convencer ela que o deixe jogar um pouquinho com o amigo que não vê a muito tempo, ela não quer motivos racionais, nem tem compaixão e sai emburrada.

Passa mais alguns minutos e a cena se repete, na terceira vez ela grita com ele, bate a porta, sai batendo o pé, pega o carro e vai para a casa da mãe dela fazendo birra que nem uma criança de 6 anos porque ele já estava a quase 30 minutos se divertindo com um amigo. Ele abandona o jogo desesperado e vai correndo atrás da mulher emburrada tentar resolver o problema e fazer as pazes. Mas sem sucesso, ela foi dormir mesmo na casa da mãe dela naquela noite, ele não tinha mais cabeça para jogar, estava estressado, angustiado e no celular o tempo todo falando com ela.

Ele nunca sai, não se diverte, não bebe, a carcereira só deixa ele sair para trazer mais dinheiro para ela, e mesmo jogar um jogo de tabuleiro na casa ao lado que fica no mesmo lote, só com homens, ela não deixa. Ele faz de tudo para agradar a carcereira, vive estressado, angustiado, flutuando junto com as oscilações de humor dela, com medo de desagradar, e ela sempre emburrada, fazendo birras, joguinhos, manipulando e definindo como ele tem que viver a vida dele. Pobre coitado que precisa da permissão dela para fazer qualquer coisa.

Nessas horas eu vejo como é bom ser livre e fazer o que quiser na hora que quiser.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#34
Esse tipo de situação parece ser bastante comum @Libertador. Eu também já vi isso acontecer com pessoas bem próximas de mim e dá pena da situação quando é alguém com quem você se importa mas tentar falar qualquer coisa para amenizar ou ajudar parece invariavelmente transformar você em algum tipo de vilão então é complicado intervir.
Responda-o
#35
Spoiler Revelar
(28-02-2019, 06:01 PM)Libertador Escreveu: Fui visitar um presidiário em regime semi-aberto que estudou comigo por muitos anos na mesma sala no colégio. Ele se casou e teve um filho. Casou jovem e já tem uns 10 anos de casado. Mas a moça já demonstrava ser uma peste naquela época. Não sei como é a vida dele pois perdi o contato com ele depois que ela entrou na vida dele. Aliás, ele se afastou de todos os amigos, não só de mim.

Fui lá na casa da mãe dele que é no mesmo lote da casa dele, pois ele fez só um puxadinho e está morando lá, na casa da mãe dele tem uma sala maior e é melhor para jogar jogos de tabuleiro. Fomos jogar WAR para relembrar os velhos tempos, eu, ele e o irmão dele que é um grande amigo meu até hoje, depois de cerca de míseros 20 minutos de jogo a carcereira chama ele em um canto, aí ele se explica pra ela e tenta convencer ela que o deixe jogar um pouquinho com o amigo que não vê a muito tempo, ela não quer motivos racionais, nem tem compaixão e sai emburrada.

Passa mais alguns minutos e a cena se repete, na terceira vez ela grita com ele, bate a porta, sai batendo o pé, pega o carro e vai para a casa da mãe dela fazendo birra que nem uma criança de 6 anos porque ele já estava a quase 30 minutos se divertindo com um amigo. Ele abandona o jogo desesperado e vai correndo atrás da mulher emburrada tentar resolver o problema e fazer as pazes. Mas sem sucesso, ela foi dormir mesmo na casa da mãe dela naquela noite, ele não tinha mais cabeça para jogar, estava estressado, angustiado e no celular o tempo todo falando com ela.

Ele nunca sai, não se diverte, não bebe, a carcereira só deixa ele sair para trazer mais dinheiro para ela, e mesmo jogar um jogo de tabuleiro na casa ao lado que fica no mesmo lote, só com homens, ela não deixa. Ele faz de tudo para agradar a carcereira, vive estressado, angustiado, flutuando junto com as oscilações de humor dela, com medo de desagradar, e ela sempre emburrada, fazendo birras, joguinhos, manipulando e definindo como ele tem que viver a vida dele. Pobre coitado que precisa da permissão dela para fazer qualquer coisa.

Nessas horas eu vejo como é bom ser livre e fazer o que quiser na hora que quiser.


Que situação de vida medíocre e comum. 

O cara ainda se sente mal e fica sem cabeça pra jogar quando ela vai pra casa da mãe justamente quando devia ter pensado: opa, agora vou jogar tranquilão. Gargalhada

Nice guy só se fode. Essa guerra pra ele é perdida, quem quer agradar, quem cede, quem gosta é ele, ele é a mulher da casa, não tem como dar certo mesmo.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#36
(01-03-2019, 09:40 AM)Trglodita Escreveu: Essa guerra pra ele é perdida, quem quer agradar, quem cede, quem gosta é ele, ele é a mulher da casa, não tem como dar certo mesmo.

Na mosca.

Foi o que comentei tempos atrás: sempre está na desvantagem quem tem algo a perder. Geralmente o homem, visto a sociedade manginista em que vivemos.

Mas nada impede que ocorra o contrário também, ou seja, a mulher querer agradar muito e manter um marginal e ela virar escrava do relacionamento. Ela tinha algo a perder (tempo e dinheiro investidos na relação). Vi uma dessas de perto.

Recentemente tenho acompanhado o final de um casamento de muitos anos, com filhos adultos, simplesmente porque o cara se perdeu em bebida e zona e arrumou outra muié.

Aqui no fórum geralmente abordamos apenas uma faceta das situações: o homem trouxa bom que sofreu na mão de uma espertinha, porque a maioria dos que estão aqui viveram justamente isso. Mas essas situações podem ser expandidas, e muito, porque fdp neste mundo é o que mais tem, independente do sexo.

E isso que tu disse resume muito bem: "Quem quer agradar, quem cede, quem gosta [...]" quem tem algo a perder (tempo, dinheiro, sentimento exagerado), já começa com desvantagem.

Por isso que a técnica de se "fazer de difícil" no começo funciona muito bem. A pessoa gasta tempo, dinheiro e se embebeda de sentimentos. Quando consegue engatar relacionamento vai fazer de tudo para não perder novamente, afinal, tanto foi "investido" e tanto tem a perder.

Entre outras "n" situações que vou deixar para outro papo.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#37
Essa é a triste situação da maioria dos homens modernos. Adestrados, castrados e sem amor próprio, dependentes de aprovação de terceiros.
Responda-o
#38
Libertador... tenho uma história mais ou menos semelhante.

Um grande amigo de infância que fazia muitos anos que não via... que alegria foi reencontra-lo em 2017. O sujeito é gente boa demais, tinha se envolvido com uma boderlouca e estava em frangalhos...
Antes deste reencontro, havia visto ele umas 2 vezes em que ele tinha desabafado sobre a tal namorada mas que ele amava ela muito e tal. A luz da REAL, dei alguns bons conselhos (que sabia que não seriam seguidos) e não nos vimos mais.

Porém, por algum motivo, a coisa ficou absurdamente insustentável e eles terminaram. Depois de praticamente uns 10 anos, voltamos a ter contato periodicamente.

Foi muito bacana e nostálgico, o cara vinha aqui e a gente jogava video game como nos velhos tempos, nos divertíamos demais.
Mas o manginismo (do tipo WHITE KNIGHT) era muito forte nele. O cara passou a noite da virada de ano (no mesmo 2017) aqui em casa e disse que em 2018 arrumaria uma namorada "Custe o que custar".

Um outro amigo nosso em comum, já tinha me alertado que seria começar a namorar de novo e o cara iria sumir...
Pois bem, depois de 8 meses do restabelecimento do contato, o cara arruma uma tal namorada (M$ol) e advinhem?

SUMIU de novo (supostamente muito ocupado trabalhando...).

A ultima vez que o vi, foi em uma sexta feira a uns 4 meses atrás... absolutamente transtornado com uma historia macabra de que ele achava q estava sendo traído.
Depois disso, nunca mais voltou.

A matrix é coisa séria.
Alianças desfeitas, amizades esquecidas e o cara acha que está tudo normal viver só pela mulher....

Quem encontrou esse oasis chamado REAL, tem que dar valor pq a coisa está feia.
O cara era legal, foi realmente uma pena.
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#39
Infelizmente vejo muitos caras que a namorada é tudo e o resto que se exploda! Mas depois que o relacionamento acaba, os mesmo estão fudidos e n tem mais nada, nem família, amigos ou dinheiro. MAS, o engraçado é que, durante o tal relacionamento eles se sentem os Deuses do Olimpo, mas quando acaba fazem um drama tão grande que parece que o pai ou mãe acabou de morrer kkkkkkkk
Obs: Percebo que na sociedade é imposto que para o homem ser feliz ou respeitado tem que ter namorada, mesmo que o namoro é uma bosta, o importante é ter namorada kkkkkkkkkkkk Ainda bem que existe a Real para orientar nossas pobres almas.
Responda-o
#40
Passando aqui só para lembrar que os casos de regime semi aberto masculino continuam acontecendo. Relatem aqui também os casos que vocês viram.













Quando uma mulher é agredida, é um absurdo e todos se indignam. Mas quando um homem é agredido, todos acham graça e fazem piada. Dois pesos duas medidas como sempre.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [Relato] Ela Queria Relacionamento Aberto. King Wolf 41 10,355 27-04-2018, 04:05 PM
Última Postagem: Luis Claudio

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)