Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[relato] - a saga de joaquim
#21
@Minerim Eu li com a voz do negan kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Tu é mito cara, tu lança a real de maneira marota, racho o bico com seus comentários. mas é isso ai,balzacas m$ois sociopatas são o que mais enfrentamos por ai. outra coisa, falando em sociopatia, notava isso na vovó trapadeira: falta de empatia com o que rolava, frieza absurda pra aprontar das suas

@Trglodita Sim, tudo nos conformes GargalhadaGargalhadaGargalhadaGargalhada, o plano de saúde da empresa foi util
Responda-o
#22
@Batoré Carencia, tive um lixo de adolescência onde era um esquecido sem trejeitos com as meninas, foi na faixa dos 20 anos que as coisas começaram a mudar para mim, porém, a falta de experiência, aliado ao fato de querer ser bonzinho fodia tudo. Podia chamar a atenção, era um cara comum, o famoso beta, era um fracasso, no relato até citei que haviam suspeitas de algumas colegas de trabalho que ela era garota de programa rampeira, visto a tranquilidade dela em dar para outros e a frieza em lidar com carentes de atenção grudentos como eu. agora vem o capitulo 2 dessa saga
Responda-o
#23
Capitulo 2 - Ananda, o anjo que me levará ao céu, e depois ao inferno





                              Começo no novo trabalho e um capitulo novo nesta epopéia mangina

Após esse tempo insano com juliana estava exausto, teve esse lance rápido de outra m$ol me encher a paciência,mas mandei ela passear porém ficou me perseguindo durante um bom tempo, inclusive chegou a trocar de domingo para trabalhar o mesmo que o meu. Falava que me odiava, mas sempre perguntava de mim, se eu falava dela ou comentava, um belo recalque. Já tinha perdido contato com a Juliana pois tinha nojo vendo o pessoal próximo a ela contando suas peripécias sexuais em app's de relacionamento e com seu gigolo fixo.

Voltei para a academia, foquei e fiquei bem forte, me cuidando bem, então era o centro das atenções das atendentes de caixa da empresa, e com elas fiz uma amizade grande com uma garota chamada Ananda! Ela ja tinha sido jovem aprendiz nessa empresa no distante ano de 2011, foi lá que conheceu seu até então namorado, dai ambos sairam de lá, ela voltou em 2015 e ele foi pra outra empresa, porém o relacionamento se mantinha numa boa e sempre ela falava bem dele, eu naquele momento nem tinha interesse nela e nem cogitava ficar de gracinha com ela pois ela ja tinha seu namoro de 4 anos.Ananda como disse no final do capítulo 1, estudava inglês, quieta no trabalho e não era de causar polêmicas, bem "sossegada"

Porém com o passar dos meses, ela foi ficando mais íntima minha, as vezes comentava que estava solteiro pois tinha inventado de se engraçar com uma maluca sem noção e estava de boa, ela sempre desejava que eu encontrasse alguém legal, pois eu era um cara focado e decidido e merecia alguém legal, começou a me chamar de amigão e que a mulher que me encontrasse estaria bem, depois desses elogios começou a me olhar a todo instante abastecendo e cuidando do setor da loja, eu estranhava a observação constante,mas nem liguei muito e deixei pra lá. Até que um dia, ela pede meu número de celular e o flerte começa........




                                                                   Você mexe com minha cabeça

No whatsapp, eram longas conversas, ela citava que o namorado era grudento e mandava textos gigantes, mas isso foi de inicio, pois os assuntos começaram a ser eu. Começou me elogiando por eu ter um foco nas coisas, que eu era bem arrumado e o derradeiro momento que vi que ela estava ficando com interesse em mim foi quando disse que se ela não tivesse achando o "amor da vida dela", eu seria um forte candidato.Assim fui me apegando a ela, sem imaginar a merda que estava fazendo, ela começou a me comprar doce  e ficar me dando na boca, me elogiar, abraçar, até que um dia, nos beijamos. Naquele momento, uma sensação me entorpecia, era muito mais intenso que eu senti pela Juliana, que aquela altura para mim era lixo tóxico. Chegando em casa, ela manda uma mensagem assim:

- O que to sentindo é diferente!Você com minha cabeça, não sei o que fazer é forte demais
NOTA: QUANDO O CONDE ESTÁ PRA SER ENROLADO PELA SUA NAMORADA NOVAMENTE, ELA DIZ MAIS OU MENOS ISSO: É FORTE, DO BALACOBACO! é engraçado como os padrões de comportamento são similares.Enfim, depois dessa chifrada no namorado, no dia seguinte era sua folga e nos encontramos para finalizar a pilantragem, não houve sexo, ficamos bastante tempo em uma estação de metrô, depois ela iria pro seu "namorado". Mal sabia eu, mas estava carimbando meu passaporte para um inferno pior do que da balzaca, estava prestes a ter minha segunda bruxa madrinha, assim como a primeira guerra foi apenas um aperitivo e desdobramente para a segunda, Juliana ter me deixado com carência sexual e afetiva adormecidos dentro de mim, participaria de uma palhaçada sem tamanho, uma injustiça que custaria, paz, saúde emocional e financeira!




                                                               Preso na matrix pela sonsa perigosa

Confesso que de início a sacagem de ser o ricardão dessa palhaçada, eu não esperava que Ananda iria querer algo a mais comigo, por uns instantes, achei que ela iria se arrepender e deixar isso passar, porém estavamos ligados um no outro e isso não teria volta. No dia seguinte ao que ficamos, Ananda estava ressabiada e pensativa, não era comigo e sim com seu namorado que ela queria terminar, ela dormiu na casa dele, porém estava cansada dele, disse que queria ir embora. Provavelmente deve ter dado sexo de má qualidade para ele ou sequer fizeram, não sei, disse que estava louca para se mandar de lá, ficou dormindo lá porque ele era grudento, louco e chato. Em um momento ela fala que está chateado com ele pois ele disse a ela que estava interessado em uma colega de trabalho da empresa, mas creio eu que isso tenha sido um alíbi inventado por ela para justificar o fim do relacionamento com ele, e dito e feito, pensou a tarde toda e ela me pede em namoro e eu disse.....................





                                                        A volta do sexto sentido e inicio do sofrimento

Simmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm(no maior estilo Cr7).Porém, ela só precisava avisar o namorado que agora ele era ex, mas antes, ela me levou pra conhecer sua mamãe, que agora era minha sogra.vamos chama-lá de josinalva, que tinha seus 50 e poucos,viúva, gente boa porém muito sem noção, com a filha em relacionamento, nem questiona o fato da filha trazer um namorado novo pra casa, assim tão rápido, apoia e ainda tira onda com o outro, falando que ele era grudento e louco, conheci o irmão dela, que era um garoto legal, nerd de computador mas provavelmente sem trejeitos sociais que sofrerá ou já sofre na mão de espertinhas, pois não tem presença masculina. O pai de Ananda como disse era falecido, vinha de familía rica, que odiava Ananda e sua mãe, o motivo nunca soube, mas hoje em dia penso que talvez ele tinha um outro futuro mas escolher ser pai de familia que não tem muito almejo de subir na vida, apenas trabalhar e sustentar a casa.Notei nesses tempo em que estive com elas que eram sem noção, não sabiam cozinhar, pediam mais comida pronta e a casa era mal arrumada e tudo que Ananda pedia, era atendido e era do jeito dela. Nisso meu sexto sentido de que estava fazendo merda falou alto, porém estava preso a matrix e sentindo uma paixão forte e intensa com Ananda. Como disse antes, o ex namorado não sabia ainda que era ex, e estava mandando textos gigantes, e eles começaram a me impactar.O derradeiro e mais chocante que me fez criar um inferno psicológico por dois anos foi um texto que tinha uma frase:


- Por que você está difente comigo amor?


Aquilo mexeu comigo, mas os carinhos e beijos me fizeram ficar mais entorpecido e cego de amor, estava sentindo algo intenso e ao mesmo tempo chateado, desconfiado e triste. Naquela madrugada ela termina com ele, a irmã manda textos gigantes de raiva e ali ela demonstra algo que no final de 2016 iria sentir na pele: frieza.





                                                 Pombinhos apaixonados,Chegou o chá de buceta!

Os dias de inicio do nosso namoro, eram coisa de novela da malhação, fast food, passei no shopping, sonhos de construir um futuro a dois, gatinhos!PS: ELA E A MÃE AMAM GATOS,Tudo perfeito e maravilhoso. Ananda conta sobre seus namoros antigos, que sempre foram com nerd's e caras sem trejeitos sociais, mas uma coisa que notei, ela sempre desistia dos namoros por coisas bestas, aquilo me deixou mais desconfiado e a angustia de estar fazendo algo errado era intenso, o sexto sentido que antes era um sinal que aparecia as vezes agora era um companheiro diário, no fundo me sentia culpado por aquilo tudo, no fundo sentia que não era certo aprontar aquilo. Porém, quando ela fui dormir comigo, transamos pela primeira vez, como ela namorava um cara nerd sem experiencia sexual, que não tinha coragem de fazer oral nela, quando mostrei ter alguma experiência, ela dava com gosto, somado ao fato dela usar injeção anticoncepcional, e de satisfazer ela com tudo na cama, o chá de buceta foi altamente intenso pois não tinha necessidade de usar preservativo, estava tendo um apaixonamento desenfreado, ela embriagada pelo meu pau, também ficou louquissima por mim. Presentes, juras de amor, bombons, lembranças eram constantes, fodas mais fortes e intensas davam um poderoso chá, intenso a nível de heróina, cheguei ao nível de apaixonamento intenso. Mas nem tudo eram flores, junto disso um sentimento de culpa era latente, jundo do de desconfiança, pois o que começa mal, termina mal e meu lado racional sabia bem disso.





                                                                                  Começo da crise

Com o namoro, vieram despesas, lanche e shopping's faziam eu gastar até meu LIS, academia ficou de lado, ia dormir sempre as 2 da manhã pois conversava com ela a todo instante, estava privando o descanço, estava engordando, pois a rotina na folga era sexo+ passeio+comida+sexo. as discussões eram tolas demais, falava pra não criarmos expectativas pois ninguem sabia o amanha e que foi meu chato o que fiz, chorava, gritava, me apertava e no final acabamos fazendo sexo, para mim estava sendo superado, mas ela estava guardando aos poucos minhas inseguranças e incertezas por estar com ela, somado ao fato de eu ter feito um cara sofrer por eu querer bancar o ricardão, estava com um inferno interno muito intenso.e foi assim 2015 e entramos em 2016.O sonho de Ananda era viver no futuro comigo junto em Caraguatatuba, ela sonha ou sonhava em viver na praia, nisso a mãe dela tem a idéia maluca de simplesmente do nada ir para a praia, contrarei a idéia, mas Ananda por ser mimada, queria do jeito dela e foi feito, gastei um dinheiro que era pra pagar um empréstimo bancário, estava devendo o banco, e viria a bola de neve que isso iria se tornar! A mãe dela depois da morte do marido, quis voltar a ser jovem novamente, parecia ser perua, ficava elogiando homem, se arrumava e era doida mesmo, também não sentia confiança nela, pois apoiava a loucura que a filha e se la tornasse a fazer, com certeza apoiaria. Estavamos na praia fazendo juras de amor, era março de 2016, auge da crise politica do governo da dilmanta, hoje, vejo que teria sido melhor ir protestar na paulista do que ter torrado grana lá, bom galera amanhã posto mais do 2 capitulo dessa saga tensa da qual eu vivi
Responda-o
#24
Tenso. No último parágrafo, "Começo da Crise", estava esperando que essa parte chegaria: os Gastos Sinistros e o Relaxo consigo mesmo. O dinheiro some do nosso bolso. É 20 aqui, 30 ali, e quando vê tá até tirando LIS, vivendo só pra ela e neglicenciando a si mesmo, abdicando do descanso e tudo mais.

Bem não vou dizer sobre você se envolver com mulher compromissada pois você já sabe, até mesmo durante o namoro sua consciência lhe avisava.
Mas que tipo de Perva é essa, hein? Troca um namorado de 4 anos como se fosse um Modess! Pior é a mãe vendo isso com se fosse ultra normal! Mas é aquele negócio, se ela tem essa frieza toda com esse namorado e com os outros, vamos ver o que ela reservará para tú!

[Image: zedocaixaopraga.jpg]
Responda-o
#25
Só li a segunda parte, que historia mais maluca.
Você fica com a menina poucas vezes e ela já te pede em namoro ? Alem disso ela larga um namoro de 4 anos! Porra é muito loucura!

Alem disso você aceitou numa boa, e nem sexo vocês tinham feito ainda.

O problema de muitos caras é conhecer uma maluca, que trai o namorado e troca ele no maior frieza e achar que contigo vai ser diferente.

Essas mulheres problemáticas serão sempre assim, não adianta, elas não mudam! Falo por experiencia propiá, já me envolvi com muitas loucas, mas nenhuma chegou ao ponto dessa tua.

Agradeça a Deus por ter se livrado dela, pois se tu casa com ela o estrago na sua vida seria pior.
Todo homem já nasce um soldado de sua própria guerra.
Responda-o
#26
O cabra vai na casa de uma mulher que tem namorado conhecer a mãe dela como o novo namorado (WTF), a mãe aceita e ainda critica o boi. Puta véia e puta nova. Ou ela é bem doida mesmo ou, por incrível que pareça, você tinha mais barganha do que o cabeça de guidão.

Não terceirize seus problemas. Não foi a Juliana que deixou com carência. Você que sempre foi um bebezão a procura de umas tetas pra pra te embalar.

Todo homem que sofre de carência afetiva procura na mulher sua salvação, e obviamente que ao invés disso encontra caos, contradições, traições, bonecos, doenças e até mesmo a morte. Homens perdidos, carentes, inseguros e que não sabem o que quer são presas fáceis pra essas perversas diabinhas. Não existe almoço grátis, se algo é muito bom pra ser verdade na grande maioria das vezes não é.

A salvação do homem não falha quando ele se volta pra dentro. Nossos problemas são sempre nossos.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#27
CONTINUAÇÃO DO CAP.2

Enfim, o prazer, os momentos, os carinhos que recebia me faziam estar nas nuvens, serotonina e dopamina me fizeram virar um viciado em crack praticamente, esse crack se chama paixão e o lugar onde se usava ele, se chamava matrix, bem lá no fundo mesmo. Como disse no primeiro capitulo estava tirando habilitação, e como sabem é um processo caro, lento e demorado como de praxe no BR. Devido ao desleixo de ir dormir as 3 da manhã, não marcar as aulas,e as que eu fiz foram mal aproveitadas, fiz a prova de direção, reprovei e o processo venceu! Perdi mais de 1000 reais nessa aventura. Olheiras grandes e cansaço eram intensos, falta de foco para ficar observando minha amada na empresa eram constantes, atendia bem os clientes e isso não me queimava, porém os demais afazeres eu exercia com pouca eficiência. Lá na empresa haviam muitos casais, então mais não fazia alarde pois era comum, desde que os assuntos pessoais não se misturassem com os do trabalho, e isso infelizmente estava fazendo. Colegas do setor dela que tinham amizade comigo me alertavam para caso em levasse essa relação a frente eu seria o "amélia" da casa, pois ela era desleixada para afazeres domésticos e nem a própria mãe tinha foco também para isso, uma colega minha mais experiente mandou isso para mim:

- você é quem vai fazer as coisas na casa, ela não aprendeu com 23 anos de idade e com uma mãe maluca, não vai ser agora depois de velha que ela vai virar mulher, ela será eternamente doidinha infantil, e você está caminhando para se tornar igual a ela.

Aquilo mexeu comigo, me deixava louco, um lado meu desesperado por estar naquela situação e pensando em mandar, e do outro, uma matrix intensa com sensações fortes de carinho, prazer sexual, ilusão de pombinhos apaixonados e felicidades, níveis intensos e mortais de paixão.
A matriarca da minha casa, minha mãe, que de inicio até gostou da ideia, depois desse primeiro ano de relação tinha mudado os conceitos com Ananda,depois que disse sobre sua situação da casa, sobre a índole da sua mãe e os fatos que aconteceram ela deu um alerta sobre algo grave que poderia acontecer:
- Cuidado com essa sonsa perigosa, ela é quietinha demais, isso é um perigo gente assim é sociopata e as vezes nem sabe, pois não tem emoções para mudar de ideia, e nem se importa em com as consequências dos seus atos. mal sabia eu que logo mais isso teria um resultado!





Primeira briga tensa



Ananda no whatsapp, tinha conversado com a colega do trabalho que eu conhecia também, o "interessante" e foi sua esperteza em apagar as mensagens e não a conversa, quando vi aquilo fiquei insano, minha vontade era esmagar meu crânio na parede! Confrontei ela sobre isso, de início ela disse que devia ser problema o celular, mas ela vendo que não era idiota assim, começou a chorar e disse que foi pq a colega dela tinha conversado sobre o ex, que ele tinha subido de cargo na empresa  e estava indo bem, mas ela excluiu a conversa porque não queria saber do assunto, e apagou para eu não ficar bravo! Fiquei insano, peguei levantei abri o armário e disse que era pra ela ir embora, a acompanharia até sua casa para não aprontar no caminho, ela chorava desesperadamente, se xingava de idiota, falava dos nossos momentos. Foi ai que o remorso bateu em mim, abracei, nos beijamos e transamos, ela se comportou como ninfomaniaca comigo, e deixei passar, como o minerin diz sobre as sociopatas brasileiras, hoje pude perceber que ela usava uma tática de sociopata, jogar a responsabilidade na vítima, me deixava com remorso como se eu fosse culpado das coisas, chorando horrores e fazendo me sentir culpado e graças a isso, me deixando com remorso, quase custaria minha saúde mental lá na frente. Mal sabia eu, mas esses fatos de insegurança, medo de perde-la, indecisão e namoro na rotina fariam aquele forte e decidido no inicio, virar um beta emotivo sem bolas,Abri as portas para o começo do fim, onde minha segunda bruxa madrinhas me levaria a mais terríveis sensações da dor da perda.





O inicio do fim


Escrever essa saga me faz voltar no tempo e reviver tudo aquilo, é como falam, coisas que marcam ficam na mente para sempre, boas e ruins e moldam nosso modo de pensar e caráter para sempre, e fui assim com Ananda.Pois bem, era final de 2016, recebi o 13, e estava decidido a tirar a merda da habilitação. refiz o processo e quando tirei a foto 3x4 o choque!Estava com olheiras, cara de velho, barba por fazer e camisa polo no colarinho abarrotada, nitidamente mal passada.Fiquei assustado, o cabelo todo irregular e ficava pensando: - Como não to vendo isso?Estava levando a relação naquelas ainda, chegando a quase 2 anos já, estava de férias da empresa e Ananda indo pro trabalho, estava refazendo a auto escola e foi bem na época do acidente com o avião da chapecoense. Ela não falava mas notava em suas atitudes que ela estava ficando longe, pois por estar em aulas do cfc, não ia a ver sempre, mas se antes ela se desesperava agora nem ligava. Na ultima noite de sexo, foi algo bem rápido, se antes ela deixava eu fazer oral demorado e caprichado, deixou 3 minutos e já falou pra transarmos, ja notava uma leve distancia. Foi então que o pivô do fim entrou em ação: A festa de fim de ano da empresa!



Termino fulminante e início da desgraça

Era madrugada de 14 para 15 de dezembro de 2016, Ananda chega do trabalho e era o ultimo dia das minhas férias, no celular ja notava que ela estava mais distante ainda, iria rolar a festa de fim de ano da empresa e ela fala para irmos, mas não estava afim, disse que queria estar mais de boa em casa para voltar para o trabalho e poderiamos fazer um programa a dois.Isso foi motivo para a discussão, ali ela começa a falar que eu tava com ciúmes e brigamos feio. Como uma morte súbita provinda de um ataque do coração, disse que era melhor terminarmos e ela disse ok, começando a chorar, depois como bom mangina mergulhado na matrix, volto atrás mas elas estava irredutível, porém, com uma conversa apaguei o incêndio, tudo se resolveu........................................ até a manhã seguinte, quando fui visitar ela.Lembro bem que aquela manhã eu estava angustiado, além do dia cinzento. Foi quando fiz uma previsão para minha mãe:
- Mãe, Ananda pode ser que termine hoje comigo, não ficaria surpreso, minha alma fala pra eu ficar esperto pois sinto que algo vai acontecer.



Dito e feito, quando a vi, estava longe, triste e pensativa. Pedi para ela abrir o jogo e disse que:
- Não queria mais sofrer, estava chateada pois eu era indeciso e feria muito os sentimentos dela, fui muito grudento, não queria entrar na faculdade brigada.Porra, aqui é br, vc não vai para harvad ficar alojada por anos. Aquilo foi como uma espada entrando no peito, fiquei a tarde toda lutando para mudar a opinião mas não conseguia mais. ela estava decidida. A primeira noite dormi tranquilo, no dia seguinte ja faltei no trabalho e o desespero começa. Como minha mãe me alertou sobre gente quieta ser perigosa e hoje em dia ver o que o minerin escreve sobre as sociopatas brasileiras, vi que ela perigosa, sonsa que só pensava nela e foda-se as consequências, e eu era mais uma vitima da sua índole, assim como ele fez com o anterior, me abandonou facilmente e nunca jamais por motivos de violência  nem nada e sim, por motivos mais fúteis possíveis.




Cavando mais o fundo do poço

O dia seguinte ao acontecido foi horrível, ja tinha faltado na empresa, minha amada não queria mais assunto, fria nem ligava que eu tivesse faltado na empresa,tentava falar com ela mas ela ja estava com ódio de mim, tinha levado as coisas dela em sua casa e estava chorando e se despediu de mim, porém liguei a noite e estava fria se sentindo incomodada. Em pleno verão, para eu parar de falar com ela, chegou a dizer que estava com frio.
Agora chegou o fim de semana negro, o choro intenso tomava conta de mim, meu corpo pedia ela como se fosse droga, ânsia de vomito,falta de apetite, nervoso, raiva e ansiedade tomavam conta de mim, tinha até sonhos lúcidos. Foi quando perdi o controle e brigamos, ai ela me bloqueou e tudo virou um caos, chorei como se nunca tivesse chorado na minha vida. Parecia mesmo crise de abstinência, se bem que cientistas ja tinha feito estudos e revelado que fim de relação gera sintomas de viciados em cocaína mesmo. Precisava trabalhar,  no sábado minha mãe no desespero,me deu um calmante, NUNCA TINHA PRECISADO DISSO! e até hoje nem sei quantas horas dormi e nem sei como fui para cama.No dia seguinte no trabalho, o casal 20 estava desfeito, ainda tentei conversar com ela e ela olhava com ódio disse para eu que não tinhamos nada mais para falar, falava com ódio mesmo para eu ficar longe dela, e na hora de ir embora, ele me olhou com semblante de raiva, o rosto dela tremia e falou que tinha raiva de mim e para eu sair da frente dela.No metrô comecei a ter pensamentos suicidas. Minha mãe ficava triste por ver aquilo, não sei explicar a situação, mas sentia uma sensação estranha no peito, vontade chorar, desespero, sintomas bizarros, estava beirando a loucura, uma paixão insana tomava conta de mim, a situação com a M$ol era fichinha do passado, ali ja notava que era apensa sexual, chá de buceta que mesmo tendo problemas superava fácil, mas o que sentia agora era diferente de tudo que eu tinha sentido, e o pior, infelizmente era o inicio. Pois bem galera, a noite conto mais desse segunda  capitulo, a parte final e ainda escavaria mais um pouco o fundo do poço da matrix
Responda-o
#28
@Trglodita Cara você disse tudo, se você falasse na época isso, ficaria puto diria que era bobagem, mas concordo plenamente. Juliana nunca tinha me prometido nada, eu bobão me joguei, carente de atenção e sendo um idiota. Como boa vigarista ela se aproveitou da situação e sugou o que podia. Infelizmente precisei viver um inferno pessoal escabroso para ver o quanto era um grandão bobão. E o meu poder de barganha aliado a cabeça louca das duas facilitou a troca de macho, poder de barganha que ela foi minando com o passar da relação!
Responda-o
#29
Estou esperando o fim dessa novela aí.
Spoiler Revelar
A morte é certa, a vida não.      [Image: tumblr_mgk3h53KQS1rqv473o1_1280.jpg]
Responda-o
#30
Joaquim, você foi marmitado!
"Homem Marmito"® is trademark of Marmito Man Corporation ™
Responda-o
#31
Spoiler Revelar
Citação:Cavando mais o fundo do poço

O dia seguinte ao acontecido foi horrível, ja tinha faltado na empresa, minha amada não queria mais assunto, fria nem ligava que eu tivesse faltado na empresa,tentava falar com ela mas ela ja estava com ódio de mim, tinha levado as coisas dela em sua casa e estava chorando e se despediu de mim, porém liguei a noite e estava fria se sentindo incomodada. Em pleno verão, para eu parar de falar com ela, chegou a dizer que estava com frio.
Agora chegou o fim de semana negro, o choro intenso tomava conta de mim, meu corpo pedia ela como se fosse droga, ânsia de vomito,falta de apetite, nervoso, raiva e ansiedade tomavam conta de mim, tinha até sonhos lúcidos. Foi quando perdi o controle e brigamos, ai ela me bloqueou e tudo virou um caos, chorei como se nunca tivesse chorado na minha vida. Parecia mesmo crise de abstinência, se bem que cientistas ja tinha feito estudos e revelado que fim de relação gera sintomas de viciados em cocaína mesmo. Precisava trabalhar,  no sábado minha mãe no desespero,me deu um calmante, NUNCA TINHA PRECISADO DISSO! e até hoje nem sei quantas horas dormi e nem sei como fui para cama.No dia seguinte no trabalho, o casal 20 estava desfeito, ainda tentei conversar com ela e ela olhava com ódio disse para eu que não tinhamos nada mais para falar, falava com ódio mesmo para eu ficar longe dela, e na hora de ir embora, ele me olhou com semblante de raiva, o rosto dela tremia e falou que tinha raiva de mim e para eu sair da frente dela.No metrô comecei a ter pensamentos suicidas. Minha mãe ficava triste por ver aquilo, não sei explicar a situação, mas sentia uma sensação estranha no peito, vontade chorar, desespero, sintomas bizarros, estava beirando a loucura, uma paixão insana tomava conta de mim, a situação com a M$ol era fichinha do passado, ali ja notava que era apensa sexual, chá de buceta que mesmo tendo problemas superava fácil, mas o que sentia agora era diferente de tudo que eu tinha sentido, e o pior, infelizmente era o inicio. Pois bem galera, a noite conto mais desse segunda  capitulo, a parte final e ainda escavaria mais um pouco o fundo do poço da matrix

Lembrei dessa aqui:



Responda-o
#32
Quantos jovis e caras não passam por isso várias vezes ao longo da vida?


Eu sei que todo sujeito quer evoluir com fgts ( foda garantida toda semana) e crescer na vida, isso acontecia quando havia o casamento e a formação da família, hoje não mais. 

Para a mulher o tempo é loteria hipergâmica, esse é o grande empreendimento da maioria, bucetismo selvagem regado a fortes emoções.
Vejo moças tão novas agindo feito putas velhas, e tão velhas agindo feito putas novas, e quem paga por elas é o macho,  nesse empreendimento de risco e jogo de azar deve-se dar preferencia as primeiras.

De fato para aqueles que não querem se sujeitar ao sistema tóxico e aos vários processos de relacionamentos desgastantes resta a concorrência leal a esse sistema,  a prostituição original que é oferecida pelas profissionais.

A relação de significado de algumas moças pode ser revelada com conversas, algumas usam o clichê: vocês homens só  querem sexo, o acusado se defende: se fosse só isso eu contrataria uma bela profissional, não me inclua em suas observações. E nos instantes seguintes observa-se a revolta e a ira da garota, num misto de vergonha, inferioridade e ódio, por ela não sentir-se exclusiva e corretamente adulada, tendo a mais-valia dela desvalorizada. E de antemão se ela olhasse o sujeito com muito valor lhe ofereceria feminilidade, simpatia e até sedução como resposta. A resistência da mulher é uma pseudo incógnita, não há segredo,a ficção pua é um estimulo fantasioso para os inocentes que precisam de motivação e coragem. As técnicas PUÁS servem para criar vinculo e manutenção em relacionamentos? Não

Para algumas moças a manginação é lei mais do que federal, ficaram acostumadas com o assédio e o narcisismo é tanto que exigem submissão na abordagem, algo do tipo escravo  ou emasculada politicamente correto, estilo feministo,  o que fere a dignidade do macho, tal comportamento coletivo é o prenúncio do cuckoldismo que querem oferecer aos betas de maneira inconsciente e projetiva com a promiscuidade ideologicamente justificada em detrimento da seletividade da outra parte, adesão imposta subliminarmente. A passividade feminina é um trunfo.

Muitos tentam aplicar os preceitos de Nessahan na fase final do relacionamento e não tem sucesso.Quando a mulher passa a ver o macho com inferioridade sente-se agredida ao perceber que sujeito pratica de forma especular o mesmo comportamento que ela no ato de comunicação, o respeito e autoridade inexistem nessa fase e não passam de  falsificação aos olhos dela que deve ser punida com rejeição, afastamento,  frieza e sexo de má qualidade.O macho inferior sempre deve-se curvar ao ego da rainha e ela o faz até ver o moribundo se arrastar por amor, instante esse em que avisa sobre o termino. Big Grin  

[Image: 68747470733a2f2f73332e616d617a6f6e617773...280&h=1280]

O vinculo afetivo das mulheres adeptas da conduta promiscuo e hipergâmica é instável e temporário.Esta talvez seja a  resposta do porque os relacionamentos durarem pouco. Os relacionamentos com feministas hibridas são descartáveis e perecíveis, é preciso ter consciência disso ( 3 meses a 2 anos, a partir de 3 anos é ponto fora da curva.)

Eu nunca vi puta se apaixonar em serviço, ou fora dele. O perigo da rodagem feminina é a degeneração psíquica, além é claro das dsts, Um ciclo serial quase permanente, um vicio, se a masturbação é um vicio sexual masculino a serialidade hipergâmica continua da mulher é o paralelo ideal, quem fica pulando em rola dos 15 aos 35 anos com certeza não é uma pessoa equilibrada.


Noções de  seletividade racional :



1-Idade e beleza ( beleza interior só existe no ultrassom)
2-Histórico de relacionamentos da moça, origem sócio econômica e formação moral, no BR a regra é formação amoral e imoral feminazi.
3-personalidade e caráter
4- dinâmica comportamental     

A realidade lá fora exige muita atenção e autocontrole, os relacionamentos viraram verdadeiras zonas de guerra estressantes, muitos desavisados pensam que terão uma zona de conforto pela frente, ao invés de esvaziarem as bolas acabam por se entupirem de cortisol, sendo consumidos por tensões relacionadas aos jogos, indefinições e lado obscuro, essa é a função cooperativa que as feministas hibridas oferecem aos homens, "um grande acréscimo a qualidade de vida no BR ".

Não vou criticiar os brs que saem do caldeirão feminazi e pegam mulheres com beleza e feminilidade no exterior e cantam ébrios o hino : Heart Buceta Rosa Heart . É um rito de desabafo dignificante.

[Image: tumblr_oy9ah0QNEp1w47t9ro1_1280.gif?w=605]
Responda-o
#33
Cap.2 - parte final.




EU TE ODEIO

Faltando na empresa com uma sensação horrível no peito, o desespero bateu, mesmo bloqueado no whatsapp mandava sms aos montes na esperança de algum retorno, retorno esse que meu lado racional sabia que jamais haveria mas o coração, ego mergulhados em paixão e na matrix nutriam forças para tamanha loucura. Foi ai que como um jogador perdendo a final de campeonato perde a cabeça, espanca o adversário e é expulso, fui ignorante, passando na cara dela o que ela tinha feito com o ex e tava repetindo comigo, foi ai que minha "amada" retorna a ligação, mas dessa vez, não foi uma mensagem carinhosa que ouvi, e sim, uma garota histérica gritando:

- Não ligue mais para mim, você é infantil, não te susporto, eu te ODEIOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O odeio, foi dito com um prazer como se ela tivesse em um orgasmo incrível, foi dito com gosto, e aquilo me fez cair num precipício, o que já era péssimo, chegou as camadas mais profundas da Terra. Foi uma noite escabrosa, chorava aos montes, fui chamado de infantil pois pedia para colegas próximos conversarem com ela, porém, praticamente em vão. A batalha já estava perdida, mas a droga do amor(droga no sentido químico... mas que é uma merda também é) fazia eu ficar como um cara viciado longe do seu crack, desesperado.Ainda teria uma última cartada, que lógico minha mãe deu um aviso alegando que era loucura e não daria em nada: Era esperar ela pessoalmente no ponto de ônibus, conversar e mudar essa situação. Porém, quem ta de fora vê a situação de maneira melhor de quem está no olho do furacão, e desesperado, você não da ouvidos. Quando vi Ananda descendo do ônibus, fui tentar conversar com ela, junto dela estava um funcionário novo conversando com ela, que parecia um moleque que vestia camisa do system of a down que sofre bullying no ensino médio, cabeludinho e mais baixo que ela inclusive.Quando ela me viu falou que não iria falar comigo, e saiu correndo como se eu fosse um estuprador, aquilo me fez uma vergonha absurda e voltei pra casa, não trabalhei. Hoje, dou risada da cena dela correndo, o mlk mongo acho que devia estar interessado fui correndo atrás como se ela fosse uma cadela no cio, se ela ficou com ele, não sei e também quero mais que se foda, talvez tenha pois era o perfil que ela mais gostava de cara. Voltei pra casa ainda mais pirado, triste e chateado, me sentia culpado





ATO COVARDE, SAINDO DA EMPRESA

Mais um desdobramento disso tudo, sair da empresa em que trabalhava e hoje estar arrependido, fico triste de ter feito isso, minha mãe envocou o mineirim dentro dela, e falou que eu era uma garotinha, que estava entregando os pontos de vitória para um esquisita mediana, que não tem nada a oferecer além de uma família desleixada e louca, que estava fazendo por medo de ver minha amada com um novo amor, um novo "homem da vida dela" e no fundo ela tinha total razão.Ananda me deu de presente de natal em 2016
- pé na bunda
- desemprego
- dívidas bancárias
- dor e desespero
- uma vergonha monstruosa e sensação de ser um fracasso onde qualquer um pode montar em cima de mim


Ela me deixou com sentimento de culpa, atingi remorsos a níveis assustadores, onde me sentia o maldoso da história, onde eu me sentia um canalha que a humilhava e a fazia chorar a cada tentativa de término!Hoje graças a Deus, minha visão já mudou, tenho vontade de vingar, não de ir lá e pegar outra na frente dela, me vingar tendo sucesso profissionalmente e claro, pessoalmente.

Revelações da santinha do pau oco
Os dias se seguiram, fora da empresa, já arrependido e puto, com muito remorso ainda me falaram do cinismo da mensagem de ano novo dela. A mensagem dizia que ela ia deixar esse terrível 2016 para lá, que coisas que a atrasavam e faziam sofrer ela sofrer não prestavam, que em 2017 ela iria se redescobrir, conhecer pessoas novas e evoluir profissionalmente, iria ser o seu ano. O que me espanta é que ela fazia isso como se sofresse horrores comigo e apanhasse acorrentada de mim e da minha família, foi ai que minha colega da empresa me revelou algo que começaria a modificar a minha percepção. Vamos chama-lá de gleisi hoffman kkkkkkkkkkkk.


Gleisi acompanhou minha saga, era bem gente boa e sempre conversava comigo, tinha ficado com um colega de setor e ele tinha revelado algumas coisas para ela:
- A Ananda era safadinha, junto da mamãe ela se encantou pelo fulano do seu setor antes de eu ficar com ele, ele chegou a beijar ele inclusive sendo noiva do ex que você ajudou a colocar os chifres, você era do turno da manhã, pensei que sabia ou ela tinha falado, quando fulano viu que ela era doida e grudenta, inclusive chamando a mãe para conhecer o novo pretendente com ela pagando café e querendo saber sobre a vida do futuro genro, correu como o diabo corre da cruz, xingou ambas de malucas e disse que isso era insanidade. Ananda correu vários dias atrás dele, falando que iria se matar, ai ele a chamou de louquinha problemática, que era pra crescer e sumir da frente dele. e foi o que aconteceu. Na hora fiquei puto, ela disse que não me contou por que pensou que eu estava bem, e também estava no semblante louco por ela e achou que eu iria brigar com ela por isso. Fico na dúvida se tivessem me dado o papo quando ela começou a ficar em cima de mim, será que eu aceitaria ou a mandaria pra puta que pariu?Não sei..
Entramos em 2017, comigo destruído, devendo banco e sem emprego, com ela e sua mamãe se sentindo a tal. Com toda certeza sua mamãe deve ter contado aos sete ventos que sua filha era foda e mexia com os homens fazendo eles sairem da empresa, não sei se falou mas conhecendo a loucura delas, não duvido, mediana que só atrai medianos, betas e carentes de atenção.




Protocolo mineirim.
Vocês se perguntam, por que cito o mineirim, nosso membro ilustre e troll do fórum, simples, em suas sátiras e zoeiras ele ilustra bem a realidade, mesmo que muitos aqui não curtam o que ele digita as vezes, o achando ácido. SIM LIDAMOS COM VADIAS HIPERGÂMICAS, SOCIOPATAS E FEMINISTAS HIBRIDAS!Vou ilustrar os modus operandi das minhas bruxas madrinhas. Ananda jogou a culpa para o meu lado, fazendo como bom psicopata, me torturar mentalmente como se eu fosse o monstro da história, os choros de criança e a voz de bebê no telefone faziam isso cravar na alma para eu ficar com saudade, aprontou o que aprontou mas se dizia vitima, fria e calculista, quando se cansou e descartou eu como roupa velha, ao invés de me bloquear de vez, deixava livre o celular para ver eu mandando mensagens de sofrimento como um assassino que tortura as vítimas antes do golpe final. Fã de gatinhos e odiava a frase ser mãe, Ananda é contra ter família, era a favor de criar gatinhos do que ter filhos, pois não queria ter responsabilidade, ou seja, mesmo não sendo feminista de alguma forma ela tinha viés dentro dela sem saber o que era isso. Enfim, hoje eu enxergo a situação brasileira assim, e a real tem as armas necessárias para driblarmos e evitarmos esses acontecimentos conosco. Pois bem galera, assim se termina o capítulo 2 da saga. A noite colocarei o terceiro e último capitulo dessa saga que começou em 2014 e terminou de fato em dezembro de 2017, também direi os protocolos que segui para voltar a vida normal e o que acontece comigo atualmente
Responda-o
#34
Parece um script, com essa 'base' familiar, as chances de complicações contra o próprio desenvolvimento são muito maiores.

Não tive um pai presente, ele foi um cara pilantra, gigolo, enganador, que inclusive chegou a me enganar, [.......] A criação minha e da minha irmã (somos em dois) ficou a cargo da minha mãe [...]

Com menos de 30 anos, jovem, boa instrução e emprego fixo, se envolver com m$ol seriamente é auto sabotagem. Mesmo sem ler os livros da Real, com uma boa criação, já dá pra chegar nessa conclusão, e até por isso é incrível que depois de tanto perrengue a saga ainda tenha tido um capítulo 2.
Responda-o
#35
Gosto de relatos. E esse é dos bons. Minhas considerações:

Em primeiro lugar, você comeu sem capa a Juliana, msol, vileira de porta de botequim, swingueira, praticamente uma buceta comunitária, e a sua única preocupação foi de não te-la engravidado? Depois meteu sem capa na Ananda que estava dando pra outro cara até imediatamente antes de dar pra você, e tá tudo bem porque ela tomava anticoncepcional?
Eu to ficando velho mesmo! Eu sou do tempo em que uma certa doença incurável matava as pessoas a rodo, com uma morte lenta e dolorosa. Até onde eu saiba o coquetel de remédios prolonga a vida do infectado, mas a cura dessa merda ainda não existe não, e o vírus ainda está circulando e se espalhando por aí. 
E não tá escrito na testa do portador a frase"eu tenho aids" pra gente saber. Você fez algum exame de lá pra cá? 
Bem, se você está limpo considere-se com muita sorte, porque essa m$ol vida loka da Juliana é uma red flag ambulante. Até pra fazer uma dessa aí de marmita é arriscado, quanto mais ficar apegado correndo atrás como você ficou!


Quer dizer então que o senhor ficou de olho na guria enquanto ela era comprometida com outro cara! Como é que tu apronta uma coisa dessa rapaz!?  Voce não tem honra, seu desonrado! Deixa eu te jogar a primeira pedra. trollface

Falando sério, essas sonsas metidas a santas do tipo da Ananda são o maior perigo. São piores do que vadias assumidas como a Juliana, cuja vadiagem é de mais fácil identificação. Essas falsas santinhas da mente avoada são verdadeiras granadas sem pino, procurando alguém pra segura-las. Se o cara for um pinto-louco carentão ele cai na teia dela facilmente. 

Aliás, essa Ananda parece uma cópia cagada e escarrada da Karen do meu relato. Semelhanças em coisas que eu nem cheguei a detalhar lá: criada sem pai, a mãe maluquete, não sabe cuidar de uma casa sem sequer saber fritar um ovo e coisas do tipo, e apesar de estar noiva do cara lá, falava que não desejava ter filhos. Se não fosse a idade e a cidade diferentes eu ia achar que estávamos falando da mesma pessoa.

Isso mostra que pra ser sacaneado por uma espertinha, ela pode tanto ser mãe solteira como sem filhos. Tem caras que correm de toda e qualquer mulher com filhos como o diabo foge da cruz, e sonham com uma suposta virgem, mas se for pra quebrar a cara com mulher não existe fórmula pronta. Tem que ficar é muito atento aos sinais e ficar sempre com um pé atrás. O sinal que a Ananda te deu estava lá desde o começo: Ela descartou o macho anterior sem dó nem piedade assim que viu outro macho (você) mais interessante pra ela (por algum motivo). Porque você achou que contigo ia ser diferente?
Menos mal pra você que não chegou a casar-se com ela nem nada. Tem muitos caras por aí colocando "Anandas" dentro de casa, fazendo filhos com elas, e vivendo o verdadeiro inferno na Terra.

Eu sei bem, acredite, eu sei que enquanto a gente não abre os olhos pra realidade nós mesmos nos deixamos cair em muitas armadilhas e furadas preparadas pra nós por uma ou outra espertinha. Situações que evitaríamos facilmente com um pouco mais de malícia e sendo um pouco mais safos. No fim das contas o verdadeiro culpado por essas presepadas somos nós mesmos, nossa falta de consciência, falta de autocontrole, nossa carencias e necessidades. Você correu atrás e se humilhou por culpa sua mesmo. Felizmente você hoje está consciente disso, não é mesmo?
O negócio é usar esses fatos como experiência e então evoluir para se tornar um homem melhor e muito mais preparado. Aproveite que você está aqui e leia o material básico do fórum, os relatos, os clássicos da Real e leia Nessahan Alita. Internalize tudo isso na prática, torne-se um novo homem como disse N.A. e seja feliz.
Spoiler Revelar
A morte é certa, a vida não.      [Image: tumblr_mgk3h53KQS1rqv473o1_1280.jpg]
Responda-o
#36
Cara , é eu acho que é viagem voce ficar chamando a guria de Sociopata , que voce foi vitima de mulheres vigaristas.. para com isso velho

Voce não está jogando a responsabilidade para voce mesmo. Voce foi o culpado dessa zona toda.

Voce mesmo disse que quando se viu na foto 3x4 viu a situação em que estava.

Essas mulheres são como qualquer outra , mas voce que nao soube se impor como homem.

Cito eu como exemplo.

Tive uma namorada que o ex dela me disse que ele comia na mão dela , ele corria atras dela feito um cachorrinho.

Namorei com ela por 1 ano , e não tive nenhum problema com ela. Ao contrário , a familia dela falava que ela era muito bobinha , que ela comia na minha mao..
Responda-o
#37
@gRILO concordo plenamente cara, e sociopata seria mais como uma sátira, não necessariamente levar ao pé da letra. Enfim, deixei a ilusão me dominar e me levar a fazer essas insanidades, relatando e aprendendo o que tem aqui no fórum vejo o quanto de coisas poderia ter evitado se soubesse lidar com tudo isso. complicado, dou risadas de situações que passei durante esse tempo, outras eu fico chateado como desistir do emprego por causa de uma garota, mas águas passadas não movem moinhos e martirizar com isso não vai adiantar, o melhor é seguir o caminho e evoluir!
Responda-o
#38
@Baralho Não tenho ódio dele, nem desejo o mal. Foi uma período sombrio em minha vida mas eu o perdoo, o cara é sem noção. Isso serve de base para mim, ver esse exemplo e modificar a realidade de minha família e dar um conforto a minha mãe, não necessariamente no lado financeiro, mas mostrar que ela criou um cara do bem, e estou trabalhando e muito nisso!
Responda-o
#39
@Ogro Li e reli seu relato já cara, eu me imaginei nele também pois é bastante similar, uma garota sonsa, que tem um relacionamento longo, sem noção, que age por emoções talvez, não sei explicar. Não sei se por elas serem reprimidas e presas a alguém por muito tempo fazem essas insanidades, tenho plena consciência disso tudo que aprontei, mas por um lado foi bom, vivi os dois extremos pra saber como são as m$ois ou as espertinhas que adoram causar na vida de caras sem muita malicia em lidar com elas. Isso me deu muitos pontos de experiência na vida, não sou o melhor dos conselheiros, mas agora posso explicar e ajudar alguém em situação parecida com essa! Não sei se é a fase mas, depois disso tive meus casinhos relâmpagos com outras garotas, só que não sei explicar, sinto uma indiferença absurda quando a elas. Outro dia estava ficando com uma colega da época da escola, ficamos algumas vezes e o foco era transar com ela, porém, quando vi que ela tava enrolando, talvez esperando eu correr atras ou sei la o que, parei de conversar no facebook e dias depois já deletei dos contatos do celular. Em outros tempos, estaria mandando mensagens e tentando convencer a dar beijinhos pra ter uma foda, mas quando vi a enrolação nem dei bola, e ela nem veio atrás. Em outros tempos estaria louco com o pinto duro atrás dela. Provavelmente meu ego tenha morrido depois de uma carga pesada de humilhações e decepções, o tempo dirá se eu estou certo, logo mais posto a parte final dessa saga louca
Responda-o
#40
[Image: mojica.jpg]

Estou gostando do relato, e é interessante notar que conforme vai escrevendo aumenta sua desenvoltura com a escrita para nos trazer esse Cine Trash. Você citou o @Minerim, e eu também gostaria de dizer que ele (e também os outros confrades), com aqueles gifs escabrosos me ajudou a continuar a história (além de ter me dado crise de riso por dias), pois estava constrangido ao ter postado o começo do relato, mas depois tudo acabou fluindo.

Mas enfim, que sofrimento não se passa por carência e apaixonamento, hein? Chegando a ser bloqueado e mandando mensagens desesperadas por SMS. O peão que cai nas garras de Pervas assim chega a rastejar por migalhas de atenção. Mas é aquela história, o coração é traiçoeiro! A meu ver encaro o desapego como uma luta entre a mente e o coração! E aí o coração nitidamente falava mais alto. Foda mesmo, fazer coisas por impulso.

Uma coisa que para mim era até aguardado aqui lendo, era o de perder o emprego por causa dela, como aconteceu comigo também. O cara se desestabiliza a tal nível que não consegue mais nem dar importância ás necessidades básicas, como descanso, por exemplo, que acho ser um item primordial.

Se for possível, gostaria de perguntar quanto foi mais ou menos essa dívida 'herdada' em 2017.

Uma coisa que você disse na resposta ao @Ogro foi com relação á indiferença. Também sinto isso, um total descaso com esses problemas femininos. Se encher o saco não tenho muita paciência, pois busco mais a simplicidade, para mim e para a marmitada. Quando buscam COMPLICAR O SIMPLES, isso me aborrece!

No mais, aguardando os desdobramentos desse Cine Trash!!

[Image: images-2.jpg]
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)