Avaliação do Tópico:
  • 17 Voto(s) - 2.76 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Seção Nelson Rubens - Notícias Diversas
#41
(02-07-2015, 08:37 AM)kasparovitao Escreveu: http://noticias.r7.com/hora-7/fotos/aero...#!/foto/23

E pra não passar em branco, tinha que ter um CSP na história.

A raimunda passou por mais de 10 mil caralhos!? Só se comeram de quatro, porque com essa cara aí...
"E, se tiver de cair, caia com os revólveres fumegando." - Roland Deschain
Responda-o
#42
http://noticias.uol.com.br/ultimas-notic...inatos.htm
Responda-o
#43
Segurem essa: http://gshow.globo.com/tv/noticia/2015/0...lhosa.html

Eri Johnson mostra aliança e elogia noiva: 'Ela é maravilhosa'
"Aos 54 anos, Eri nunca se casou, e comparou Alice a seus relacionamentos anteriores: "Já namorei sério algumas outras vezes, mas não dessa maneira. Desta vez, é sério mesmo". Eri ainda comentou a foto em que Alice aparece com o filho, seu enteado. "Filho dela, filho meu. Meu filhão!", ressaltou, sorrindo."
obs.: Ela tem 24
Responda-o
#44
(07-07-2015, 12:52 PM)Vic Sage Escreveu: Segurem essa: http://gshow.globo.com/tv/noticia/2015/0...lhosa.html

Eri Johnson mostra aliança e elogia noiva: 'Ela é maravilhosa'
"Aos 54 anos, Eri nunca se casou, e comparou Alice a seus relacionamentos anteriores: "Já namorei sério algumas outras vezes, mas não dessa maneira. Desta vez, é sério mesmo". Eri ainda comentou a foto em que Alice aparece com o filho, seu enteado. "Filho dela, filho meu. Meu filhão!", ressaltou, sorrindo."
obs.: Ela tem 24
Que lindu! A M$ol garantindo sua aposentadoria pelo CSP.

Felicidades pros pombinhos.
Responda-o
#45
Sessão cabeças de hidras se mordendo.

Citação:
Pane na esquerda! Menor, de 15 anos, é um dos autores de ataque racista contra Maju. Não queriam cadeia?


A polícia de São Paulo identificou um adolescente de 15 anos como um dos autores dos ataques racistas na internet contra a jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju do Jornal Nacional. Ele foi ouvido por policiais na segunda (6) e liberado em seguida.

O promotor Christiano Jorge dos Santos abriu um procedimento investigativo para apurar dois possíveis crimes: injúria ou racismo.

O menor mora em Carapicuíba, cidade da Grande São Paulo curiosamente governada pelo PT desde 2009.

A esquerda está duplamente em pane.

1) Os militantes esquerdistas que exigiam nas redes sociais cadeia para os racistas são contra a redução da maioridade penal e agora têm de alegar que ao menos um deles é apenas uma pobre vítima da sociedade que precisa de escola, porque “educar é mais eficiente que punir”.

2) O outro problema é que, se o adolescente de 15 anos não tem escola na cidade governada HÁ SEIS ANOS E MEIO pelo prefeito Sérgio Ribeiro Silva, do PT, a culpa também é do… PT.

Pois é.

Nem vou repetir a tese de que esquerdistas são contra a redução, também, para usar menores em manifestações políticas criminosas, nem associá-la à simples hipótese de que fizeram isso neste caso para desviar o foco das revelações bombásticas de Ricardo Pessoa contra Lula e Dilma naquela mesma noite do Jornal Nacional.

Os blogueiros sujos ficam irritadinhos com a minha desconfiança da atuação de militantes virtuais como eles – e já há pane demais na cabeça dessa gente.

Só não posso deixar de lembrar que um desses blogueiros, condenado por injúria racial justamente contra um jornalista negro da Globo, recebeu R$ 702.132,00 de publicidade estatal em 2014; e que o próprio Blog da Dilma já associou Joaquim Barbosa a um macaco.

Estes são apenas dois exemplos de como o PT “repudia” o racismo…

…quando lhe convém, é claro.

http://veja.abril.com.br/blog/felipe-mou...a/#respond

Eu não gosto de racismo. Mas quando vejo uma exploração VAGABUNDA dessa, de uma suposta união esquerdista que vão salvar o mundo, eu tenho que rir, e rir muito.
Responda-o
#46
Monique Evans, 59 anos, namora a DJ Cacá Werneck, 31, há nove meses. Desde que iniciaram o romance, as duas não se desgrudaram mais. Com apenas um mês de relacionamento, a jovem se mudou para a casa da apresentadora e Cacá disse que elas nunca sofreram preconceito ou resistência de amigos ou familiares.

"O único preconceito que a gente enfrenta é o da igreja e que até acho que existe muita hipocrisia porque tem muita gente dentro da igreja que é homossexual. Como a Monique é cristã e ela é da igreja, ela sofreu e ainda sofre preconceito com essa parte. Eles acham que quem é homossexual é do diabo, não vai pro céu. Acho que julgar é pecado, isso sim é pecado diante de Deus. Amor verdadeiro não é pecado, mas cada um tem uma cultura, uma doutrina, pensa de um jeito e se a igreja pensa assim é um problema deles", contou Cacá ao UOL nesta segunda-feira (6).

http://click.uol.com.br/?rf=homec-softne...elicos.htm
Responda-o
#47
Nessa a esquerdalha se fudeu! Reparem que já pararam de falar no assunto racismo em relação a apresentadora...Antes estavam direto nisso. Quando viram que era um menor, o silêncio está tanto que da para ouvir os grilos cantando na TV
Wake up Neo... Follow the white rabbit. 

https://ask.fm/Groo_Real
Responda-o
#48
Sessão "Sou dissimulada e hipócrita: gente, preciso chamar atenção!"

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/notic...cista.html

[Image: d9888e5bd1c5bb0e29bb0ae13d3f902c.jpg]

[Image: 65d64693c463ce7e7c9fe0f0a6897046.jpg]

É foda...

Enviado de meu XT1033 usando Tapatalk
Responda-o
#49
Como diria Aborghetti...PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Essa mulher que trabalhar como vendedora com cabelo pintado azul. E se falar, é preconceito?

Ah! vei...vai tomar no cu !!!!!!!!
Responda-o
#50
http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com...us-melhem/
Responda-o
#51
  • Nunca vi a justiça condenar uma mulher pelo mesmo motivo...Decisão do juiz condena homem por 'estelionato sentimental'

Um homem foi condenado pela 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) a pagar R$ 101 mil para a ex-namorada, com quem manteve um relacionamento durante dois anos. Na época, Sérgio Antônio pediu inúmeros empréstimos para Suzana Oliveira a fim de quitar dívidas e comprar bens. Com o término da relação, o pagamento não foi efetuado. Oliveira entrou com uma ação contra ele, e Antônio responderá por "estelionato sentimental". Não cabe mais recurso para a decisão.


O namoro começou em junho de 2010 e durou até maio de 2012. Segundo Oliveira, no primeiro ano da relação, Antônio iniciou uma sequência de pedidos de empréstimos financeiros, com motivos que variavam entre quitação do carro, créditos de celular e compras usando o cartão de crédito dela. A mulher afirma que, ao todo, entre saques e transferências, entregou ao ex R$ 43.419.
Para cobrir os valores sacados e quitar as dívidas existentes por conta dele, Oliveira precisou fazer empréstimos bancários junto ao BRB, instituição para a qual deve R$ 62.676,10.
O relacionamento terminou depois que ela descobriu que ele havia se casado com outra mulher quando eles ainda estavam juntos.
Antônio costumava sempre pedir dinheiro à namorada. Em mensagens enviadas por celular, o homem pede para que ela coloque crédito no aparelho dele: "'Põe um creditozinho no meu cel se for possível". Em outras, ele pede dinheiro para lanchar e quitar dívidas. "Se houver como me mandar um beijo junto com o 'dindim', ficarei muito feliz. É possível passar 50? Quero lanchar no caminho."
Em outros torpedos, o homem diz estar desesperado. "Minha querida. Estou precisando de R$ 350 desesperadamente. Sei que vc mal recebeu o pagamento e já está no cheque especial, mas n tenho a quem recorrer. Posso transferir da sua conta p minha?", diz um trecho das mensagens.
O advogado de Antônio, Paulo Ricardo da Silva, informa que ele tentou negociar com a ex-namorada. "Ele está desempregado e não tem condições de pagar o valor à vista. Ele deu uma sugestão de pagar R$ 500 por mês, porém Suzana não aceitou", disse.
Segundo o defensor, o homem não agiu de má-fé, pois empréstimos de dinheiro eram ações comuns entre o casal. "Ele assume a dívida de R$ 30 mil, não de R$ 101 mil. A namorada disse durante o namoro que ele não precisava pagar o valor. Infelizmente não há um documento provando que a quantia foi uma doação ou presente."
Já o advogado da mulher, Claudiney Carrijo, afirmou que não houve nenhuma proposta de Antônio de solucionar a dívida.
Em setembro de 2014, a 7ª Vara Cível de Brasília condenou o ex a pagar a quantia. Ele recorreu, mas seu pedido foi negado por unanimidade pela 5ª Vara. A mulher também pediu R$ 20 mil por danos morais. Mas essa solicitação foi negada.

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ult...mental.htm
Responda-o
#52
(10-07-2015, 05:41 PM)vindiesel Escreveu:
  • Nunca vi a justiça condenar uma mulher pelo mesmo motivo...Decisão do juiz condena homem por 'estelionato sentimental'
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ult...mental.htm


Esse termo "Estelionato Sentimental" foi usado pela autora (a mulher), não pelo juiz. É a imprensa que distorce os fatos pra gerar polêmica.

O cara já tinha sido condenado em 2014, mas recorreu. Veja aqui.
Responda-o
#53
Ao contrário, pau que dá em chico, também bate em francisco.

A cada dia que passa, vejo esses precedentes favoráveis às mulheres serem usados à favor dos homens.

P.s. sou advogado, falo o que eu vejo cotidianamente e posso lhes dizer que os homens estão acordando, graças à orientação dos advogados, mas estão. \0/
Responda-o
#54
Isso aqui é abuso de autoridade do magistrado, dívida tem que ter no mínimo uma duplicata ou algo do tipo.

"Embora a aceitação de ajuda financeira no curso do relacionamento amoroso não possa ser considerada como conduta ilícita, certo é que o abuso desse direito, mediante o desrespeito dos deveres que decorrem da boa-fé objetiva (dentre os quais a lealdade, decorrente da criação por parte do réu da legítima expectativa de que compensaria a autora dos valores por ela despendidos, quando da sua estabilização financeira), traduz-se em ilicitude, emergindo daí o dever de indenizar", explicou o magistrado.
Responda-o
#55
concordo porém com o Loki que a partir dessa sentença um homem pode entrar com o mesmo tipo de ação. O engraçado porém é o abuso de autoridade por parte do magistrado para devolver valor que ela deu pro cara espontaneamente.
Responda-o
#56
Devo não nego pago quando puder, esta é uma a ação cível e não penal. O emprego do termo estelionato sentimental visa criar um marketing e um consenso de um novo tipo de estelionato qualificado pelas relações amorosas, depois do feminicidio não duvido de criarem isso em beneficio das mulheres.

O Brasil é um  país cheio de balzaca batendo pino e com grana, tomar dinheiro de mulher rodada e desesperada não é difícil, elas usam do vitimismo para dizer que foram enganadas e dobradas por espertalhões e dizem que não fizeram doações ou assinaram procurações especificas através de livre e espontânea vontade, e o Delegado e as delegacias das mulheres ( só delas) acreditam na fantasia da toupeira ingenua.

O problema patrimonial a partir desse momento deixa de ser apenas civel e passa para a esfera penal, é raro ver homem declarando-se vitima de vadia que "ganha" carro, jóias, apartamentos etc o estelionato contra o homem numa relação amorosa inexiste, agora o contrário é muito comum, com o agravante  de ir para a esfera penal.
Responda-o
#57
(10-07-2015, 07:48 PM)Minerim Escreveu: Devo não nego pago quando puder, esta é uma a ação cível e não penal. O emprego do termo estelionato sentimental visa criar um marketing e um consenso de um novo tipo de estelionato qualificado pelas relações amorosas, depois do feminicidio não duvido de criarem isso em beneficio das mulheres.

O Brasil é um  país cheio de balzaca batendo pino e com grana, tomar dinheiro de mulher rodada e desesperada não é difícil, elas usam do vitimismo para dizer que foram enganadas e dobradas por espertalhões e dizem que não fizeram doações ou assinaram procurações especificas através de livre e espontânea vontade, e o Delegado e as delegacias das mulheres ( só delas) acreditam na fantasia da toupeira ingenua.

O problema patrimonial a partir desse momento deixa de ser apenas civel e passa para a esfera penal, é raro ver homem declarando-se vitima de vadia que "ganha" carro, jóias, apartamentos etc o estelionato contra o homem numa relação amorosa inexiste, agora o contrário é muito comum, com o agravante  de ir para a esfera penal.

Perfeito, Minerim!

Não é penal (171) e sim cível. Ademais, o que o juiz fez foi, indiretamente, declarar a mulher como incapaz ou débil mental, por ter caído na lábia do malandrex. Essa não é nenhuma vitória para as feminazis, mas sim uma derrota consumada!
Responda-o
#58
http://g1.globo.com/espirito-santo/notic...no-es.html
Responda-o
#59
(13-07-2015, 06:06 PM)Leopardo Escreveu: http://g1.globo.com/espirito-santo/notic...no-es.html

Relacionamento conturbado e marcado por idas e vindas. Nada de novo, os piores são os melhores.

E esse aí se fudeu, vai ter que pagar todo o prejuízo e ainda vai sujar a ficha. O que não faz a falta de controle e foco na vida..
"E, se tiver de cair, caia com os revólveres fumegando." - Roland Deschain
Responda-o
#60
http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/di...01485.html

Prevejo mimimi de "ditadura da moda" e machismo.

Lamentável a morte da mulher, mas ninguém a obrigou a adotar tal postura de risco. O cara que a xingou foi um escroto, mas não impôs a dieta.
"E, se tiver de cair, caia com os revólveres fumegando." - Roland Deschain
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Noticias de minuto Luck 0 167 10-07-2019, 02:39 PM
Última Postagem: Luck

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 3 Visitante(s)