Avaliação do Tópico:
  • 3 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A importância do pai (de acordo com a ciência)
#1
A importância do pai (de acordo com a ciência)


[Image: maxresdefault.jpg]


Queridos irmãos da real, trago para vós esta tradução. Meu intento é fazer com que os pais do fórum valorizem mais os seus filhos e se esforcem mais para se dedicar as suas famílias. Principalmente para aqueles que precisam se aproximar mais dos seus filhos por motivos de separação. E para que os outros irmão realistas que não tem filhos possam vislumbrar o valor da família e valorizar mais o seu pai atual. A família, queridos irmãos realistas, é o pilar da sociedade.

Em 1960, apenas 10% das crianças eram criadas sem pai em casa.

Hoje, 40% são. (Valores dos Estados Unidos, creio que no Brasil o número seja maior)

Há muitas razões atrás dessa séria realidade. Aquele caso clichê do homem que abandona a mulher e nunca mais retorna certamente ainda vem à tona.

Mas, algumas vezes, isso se deve ao pedido judicial da ex-esposa pela custódia plena de seus filhos, e um empático tribunal da família concede este pedido, injustamente, 80% das vezes. (Creio que em 95% das vezes)

E há um crescente número de mulheres – que por variadas razões não pode ou não quer criar seus filhos com um namorado ou marido – que intencionalmente escolhem ser mães solteiras.

Parece que mais e mais as pessoas sentem que pais são opcionais e que mães solteiras podem se virar sozinhas criando seus filhos. Pouco mais de metade dos nascidos entre a geração Millenium têm mães não casadas, significantemente mais que em gerações passadas, incluindo a Geração X. E somente cerca de metade da geração Millenium acredita que uma criança necessita de uma casa com pai e mãe presentes para crescer feliz.

Ainda assim, apesar da tendência na cultura popular em direção à uma maior aceitação de mães solteiras, estudo após estudo empiricamente demonstra que pais têm um papel extremamente importante no desenvolvimento do bem-estar e sucesso de uma criança. Abaixo listamos alguns estudos que mostram exatamente o quanto um pai influencia a vida de seus filhos.

Crianças com pai têm menos chance de viver na pobreza.

As estatísticas sugerem que crianças de casas com pais ausentes têm mais chance de serem pobres. De acordo com o Centro de Censeamento dos EUA, 44% das crianças que vivem em famílias de mães solteiras estavam vivendo na pobreza, comparada com apenas 12% das crianças que viviam em uma família composta de pai e mãe casados.

O Departamento de Saúde Norte Americano relata estatísticas parecidas, que ligam famílias de pai ausente com a pobreza. Em um relatório de 2012 eles demonstraram que crianças vivendo em famílias comandadas pela mãe, sem marido presente, tinham uma taxa de pobreza na casa dos 47,6%, índice 4 vezes maior que em famílias formadas por um casal.

Crianças com pai se desempenham melhor na escola

Um estudo de 2001 feito pelo Departamento de Educação mostrou que estudantes os quais tinham pai altamente envolvido na escola tinham 43% mais chances de tirar 10. Isso era válido para pais em famílias com pais biológicos, para padrastos e para famílias nas quais eram formadas apenas pelo pai.

Por outro lado, estudantes vivendo em lares sem o pai eram duas vezes mais suscetíveis de reprovar do que estudantes que tinham um pai em casa.

Uma preocupação tida por muitos educadores a respeito de garotos é o fato de eles não gostarem de ler. Mas os pais podem ajudar aqui também. Um estudo demonstra que quando o pai lê frequentemente, seus filhos leem mais e tiram maiores notas que garotos os quais seu pai lê pouco ou não costuma ler.


Crianças sem um pai são mais suscetíveis a cumprir pena na cadeia

Jovens em famílias de pais ausentes têm chances significativamente maiores de serem presos do que em famílias compostas de pai e mãe. Isso foi fato ainda em amostras entre diferentes classes salariais. Jovens que com pais ausentes em casa experienciavam as maiores chances de irem para a prisão.

O Departamento de justiça pesquisou 7000 detentos no ano de 2002 e descobriu que 39% deles provinham de uma família de mãe solteira antes de irem para a prisão. Num estudo similar, no qual pesquisou cerca de 14 mil detentas, mais da metade cresceram em casas de mãe solteira.

Crianças com pai são menos suscetíveis de abusarem no álcool e drogas

Uma matéria no Jornal da Família e Casamento mostrou que mesmo após amostras num contexto comunitário, há significativamente maior uso de drogas entre crianças que vivem em famílias com pai ausente.

Em outra pesquisa com 228 garotos, aqueles provenientes de lares de mães solteiras demonstraram maiores níveis de alcoolismo e tabagismo assim como maiores taxas nos testes de delinquência e agressão quando comparados a garotos provenientes de famílias compostas por pai e mãe.

Crianças sem o pai são mais suscetíveis a serem sexualmente ativos na adolescência

Um estudo recente mostrou que pais comprometidos têm o dobro de influência que mães na redução do sexo na adolescência.

Outro estudo que sondou adolescentes dos EUA e Nova Zelândia demonstrou que crianças com pais ausentes eram duas vezes mais suscetíveis de iniciarem precocemente sua vida sexual e sete vezes mais suscetíveis de gravidez na adolescência.

Crianças sem o pai têm mais chances de ficarem obesas

Crianças provenientes de lares sem o pai têm maior risco de se tornarem obesas e sofrerem todos os riscos de saúde que acompanham o excesso de peso.

Mas mesmo que o pai esteja presente, isso não necessariamente significa que seus filhos estarão em forma. Na verdade, diversos estudos demonstram que o pai tem o maior impacto sobre a geral forma e peso de seus filhos.

Em um dos estudos, foi demonstrado que o percentual de gordura do pai, e não da mãe, era o melhor indicador se sua filha ganharia ou não peso quando ficasse mais velha.

Outro estudo mostrou que, novamente o nível de massa corporal do pai (de novo, não o da mãe) está diretamente ligado ao nível de atividade de uma criança.

Crianças com pai tornam-se mais baderneiras (e badernice deixa as crianças fantásticas)

Estudos multiculturais descobriram que algo que os pais ao redor do mundo têm em comum é que eles fazem mais baderna com seus filhos do que as mães. E badernice, de acordo com a ciência, deixa as crianças fantásticas. Como destacamos em um post anterior, badernice torna as crianças resilientes, espertas, moral e socialmente adaptadas.


Crianças com pai são mais suscetíveis a ter um maior vocabulário

Quando se trata do desenvolvimento verbal de uma criança, a crença popular é que a mãe tem o papel mais importante por que, bem, mulheres geralmente passam mais tempo com seus filhos, e mulheres tendem a ser mais faladoras do que homens.

Como Paul Raeburn destaca em seu livro Do Fathers Matter? (“Pais Importam?”, em tradução livre) pesquisas recentes sugerem que, na verdade, pais têm um papel tão, senão mais importante, na fluência verbal de seus filhos. A Professora Lynne Vernon-Feagans e sua equipe conduziram um estudo para medir a influência parental no desenvolvimento dos primeiros anos da infância. O resultado surpreendente de seu estudo foi que pais, não mães, têm muito mais influência na adaptabilidade verbal da criança.

Vernon-Feagans deduz que a razão do pai ter mais influência no desenvolvimento verbal da criança é que como o pai, normalmente, não passa tanto tempo com seus filhos, eles não são tão sintonizados com o desenvolvimento verbal quanto as mães. Consequentemente, enquanto mães usam palavras que as crianças já estão familiarizadas, pais usam palavras desconhecidas, ajudando então a criança a maximizar seu vocabulário e aprender novos conceitos.

Crianças com pais são mais encorajadas a correr riscos saudáveis

Enquanto mães tendem a focar na segurança e bem-estar de suas crianças, pais são mais propensos a encorajar riscos e pensamento independente em seus filhos o que irá beneficiá-los quando adultos. Como o pesquisador de família e casamento, o Professor Brad Wilcox, reparou, pesquisadores descobriram que pais são mais suscetíveis a encorajar seus filhos a conversar com estranhos, assumir desafios e pensarem por si mesmos.

Crianças com pais ganham muitos benefícios adicionais na saúde e felicidade

O Estudo Grant, o mais longevo estudo jamais feito sobre a vida dos homens, descobriu que o pai de um homem influencia sua vida em muitas maneiras exclusivas no seu relacionamento com sua mãe. Pais amorosos passam a seus filhos:

– Maior capacidade de brincar

– Mais divertimento nas férias

– Maior probabilidade de serem capazes de usar o humor como um mecanismo saudável para lidar com situações

– Melhor ajuste e satisfação com a vida após a aposentadoria

– Menos ansiedade e menos sintomas físicos e mentais sob stress nos jovens adultos

Na parte negativa, “não eram os homens com baixa presença materna e sim os com baixa presença paterna que eram significantemente mais predispostos a ter casamentos mais infelizes durante sua vida”. Homens com falta de relacionamento com seus pais também eram “muito mais predispostos a se acharem pessimistas e relatam ter problemas em deixarem outros se aproximarem”.

Se havia alguma dúvida, pais importam, e muito: No fim das contas, o relacionamento de um homem com seu pai, muito significativamente previa sua satisfação geral aos 75 anos – “uma variável que não é nem mesmo sugestivamente associada no relacionamento materno.


Conclusão

Eu sei que algumas vezes criar filhos pode ser desencorajador. Você pode pensar que não tem tanta influência em seus filhos. Eu espero que esses estudos e reportagens te provem o contrário. Seu papel como pai é imensamente importante. Então concentre-se em ser o melhor pai que conseguir. Não é suficiente apenas estar presente. Leia para seus filhos. Envolva-se em sua escola. Faça baderna. Os encoraje a assumir riscos. Mantenha-se em forma. Essas pequenas coisas têm um enorme retorno, em investimento, no bem-estar dos seus filhos.

Se você é pai, mas por qualquer razão não tem tido um grande papel na vida dela ou dele, eu o desafio a assumir e abraçar o seu papel como pai da forma mais abrangente que conseguir. Sim, vai ser difícil e sim nem sempre vai ser legal, mas é sua responsabilidade. Significa que ser homem é a tua responsabilidade.

Se você é uma mãe solteira, não por opção, esses estudos podem parecer desanimadores. Ao contrário, deixe que eles sejam encorajadores e garantam que seu filho seja influenciado por mentores masculinos – por seus tios, irmãos, técnicos, líderes dos escoteiros e semelhantes.

E se você é uma mãe atravessando um divórcio, saiba que apesar de ser natural querer ficar o tanto quanto possível com seus filhos, se seu marido é um cara legal (usando lentes objetivas, não lentes de ressentimento criadas pela separação), é de interesse fundamental de seus filhos compartilhar a custódia igualmente.

Pais em qualquer lugar têm a oportunidade de deixar um grande impacto no mundo. Não subestime sua influência na vida das tuas crianças.

[*]Link original: Brett and Kate McKay. “The Importance of Fathers (According to Science)”. Art of Manliness, 19 de Junho de 2015.
Cuidai, para que isso que agora julgais ser ouro puro, não se vos demonstre ser metal vil.

Conheça meu tópico: Evidências Bíblicas Arqueológicas.
Responda-o
#2
Gostei do texto.

A maioria de nós possui mentores para várias áreas da vida, pessoas nas quais nos espelhamos e que já atingiram o que queremos atingir. O comportamento de um pai não pode ser se não aquele que ele quer transmitir ao seu filho: coragem, virilidade, honra, fé, humildade, autocontrole, resiliência, entre outras virtudes. Um filho não planejado é de fato algo assustador para muitos realistas (como o recente caso do VOLVO), mas se você realmente for o pai, é o seu dever assumir. Quem esteve aqui para reclamar da promiscuidade e da destruição da família não pode escolher ser coadjuvante disso e deixar o seu filho ao relento

Estamos falando de um dever

O recruta foi muito bem ao escolher um artigo e colocar fontes, apesar de que para concluir que a família tradicional é mais benéfica do que "o que temos hoje" é só olhar pela janela.  

 
Em tudo dai graças.

Responda-o
#3
Criança criada com a mãe hoje é como se na idade da pedra quem lhe ensinasse a caçar fosse a fêmea.

Mulher de um modo geral não tem preparo nem cabeça para enfrentar a selva de pedra, como então ela teria preparo para ensinar as crias à isso?
Responda-o
#4
Excelente tópico. Daqui alguns anos vamos começar a colher o que esta sendo plantado nessa sociedade doentia. Alias, ja estamos colhendo.
Responda-o
#5
(21-09-2017, 09:24 PM)Trglodita Escreveu: Excelente,  topico.  Daqui alguns anos vamos começar a colher o que esta sendo plantado nessa sociedade doentia. Alias, ja estamos colhendo.

Exatamente

Responda-o
#6
Excelente artigo!

Não desmerecendo o trabalho da mãe, até porque considero a minha uma guerreira. Mas crescer sem pai é o mesmo que crescer sozinho, ser solto na floresta sem nem saber onde é o norte. Você está vulnerável a qualquer coisa, principalmente aos ensinamentos femininos e emotivos, que por serem incondizentes com a própria natureza, mais tarde trazem terrível sofrimento. Além das desvantagens de demorar entender como é a vida, já crescer puto e com raiva de tudo, depressão, ansiedade, achar que a vida te deve alguma coisa, enfim. É um caminho difícil, porque enquanto a função da mãe é proteger e amar, a do pai é ensinar o filho a sobreviver e se defender. E isso é uma parte substancial da vida.

"Quando se ama não se raciocina. Quando se raciocina parece que não se ama. Quando se raciocina depois de haver amado, compreende-se porque se amava. Quando se ama depois de haver raciocinado, se ama melhor. Eis aqui o sendeiro do progresso das almas." E. Levi.
Responda-o
#7
Excelente tópico, e eu concordo com tudo,
Tenho uma filha de 6 anos e é incrivel como ela é apegada a mim, conversamos muito , brincamos, estudamos juntos, de madrugada quando ela acorda sempre me chama primeiro. Temos uma relação de confiança e amor muito forte com ela. Isso pq há uns 10 anos atrás eu jamais me imaginaria sendo pai (hoje tenho 36 anos)

Incrivel como o tempo faz a gente mudar e evoluir.
Responda-o
#8
(22-09-2017, 09:15 AM)Ermac Escreveu: Excelente artigo!

Não desmerecendo o trabalho da mãe, até porque considero a minha uma guerreira. Mas crescer sem pai é o mesmo que crescer sozinho, ser solto na floresta sem nem saber onde é o norte. Você está vulnerável a qualquer coisa, principalmente aos ensinamentos femininos e emotivos, que por serem incondizentes com a própria natureza, mais tarde trazem terrível sofrimento. Além das desvantagens de demorar entender como é a vida, já crescer puto e com raiva de tudo, depressão, ansiedade, achar que a vida te deve alguma coisa, enfim. É um caminho difícil, porque enquanto a função da mãe é proteger e amar, a do pai é ensinar o filho a sobreviver e se defender. E isso é uma parte substancial da vida.

Exatamente isso.
- A verdadeira liberdade está no domínio absoluto de si mesmo (Montaigne).





Responda-o
#9
Spoiler Revelar
(22-09-2017, 09:15 AM)Ermac Escreveu: Excelente artigo!

Não desmerecendo o trabalho da mãe, até porque considero a minha uma guerreira. Mas crescer sem pai é o mesmo que crescer sozinho, ser solto na floresta sem nem saber onde é o norte. Você está vulnerável a qualquer coisa, principalmente aos ensinamentos femininos e emotivos, que por serem incondizentes com a própria natureza, mais tarde trazem terrível sofrimento. Além das desvantagens de demorar entender como é a vida, já crescer puto e com raiva de tudo, depressão, ansiedade, achar que a vida te deve alguma coisa, enfim. É um caminho difícil, porque enquanto a função da mãe é proteger e amar, a do pai é ensinar o filho a sobreviver e se defender. E isso é uma parte substancial da vida.

Disse tudo que eu pensei em dizer, de uma forma muito melhor do eu faria.

[Image: tumblr_o8rjj6kt7e1vnc4axo1_400.gif]
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#10
(22-09-2017, 09:15 AM)Ermac Escreveu: Excelente artigo!

Não desmerecendo o trabalho da mãe, até porque considero a minha uma guerreira. Mas crescer sem pai é o mesmo que crescer sozinho, ser solto na floresta sem nem saber onde é o norte. Você está vulnerável a qualquer coisa, principalmente aos ensinamentos femininos e emotivos, que por serem incondizentes com a própria natureza, mais tarde trazem terrível sofrimento. Além das desvantagens de demorar entender como é a vida, já crescer puto e com raiva de tudo, depressão, ansiedade, achar que a vida te deve alguma coisa, enfim. É um caminho difícil, porque enquanto a função da mãe é proteger e amar, a do pai é ensinar o filho a sobreviver e se defender. E isso é uma parte substancial da vida.

Puts, @Ermac, descreveu exatamente como foi boa parte da minha vida até chegar na Real. 

E pode ter certeza que infelizmente a tendência é aumentar ainda mais o número de moleques crescendo sem um norte. Ainda vejo nego dizendo que a sociedade moderna é uma maravilha.

Pobres diabos.
Responda-o
#11
Concordo que é muito mais saudável para uma criança nascer e crescer em um ambiente familiar tradicional, com pais "honrados" como vocês mesmos gostam muito de falar.

Mas atualmente isso é história da Disney. As coisas mudaram muito, não estou generalizando, mas com certeza são uma minoria escassa.

Quantas pessoas vocês conhecem que tem este perfil?

Eu, particularmente, tirando meus contatos do fórum, só conheço manginas escravocetas e prostitutas civil de balada. Não tiro ninguém, ninguém mesmo.

Ninguém que eu conheço teria capacidade de formar uma família tradicional e educar uma criança como manda esse figurino. Isso acabou.

Arrisco dizer que essa geração foi a dos meus pais (quando eram filhos dos meus avós).

Meus velhos se separaram quando eu era molecão, e ele nunca foi um bom exemplo. Sempre foi e é um ótimo pai, nunca me faltou nada, mas é alcoólatra, quebrava tudo em casa e descia porrada na minha mãe na minha frente. Seria o exemplo do que não fazer? Eu sei a pressão psicológica que passei quando eram casados, sem saber o que fazer.

No fim, aprendi muito com a vida, me ferrando bastante até conhecer o fórum, que praticamente substituiu o que meu pai deveria ter me ensinado.

Hoje sou eu que dou uns toques nele.

E a realidade atual é essa, a molecada vai nascer em uma sociedade de merda, sem freios morais, sem pais que prestam e o que vai acontecer daqui pra frente só Deus sabe.

E mesmo que o Pai fosse esse citado, a criança logo vai sucumbir a sociedade, hora que começar a frequentar escola já era, vai tomar no rabo igual. A tendência da gurizada é seguir a boiada, ser cool, e o pai vai ser o careta da história.

Quem quiser tentar, boa sorte.
[...]
Responda-o
#12
Crianças com pai se desempenham melhor na escola, principalmente a questão da disciplina e dos limites impostos.
Responda-o
#13
Sejamos pais honrados. Tópico para complementar o texto acima: https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=1504
Cuidai, para que isso que agora julgais ser ouro puro, não se vos demonstre ser metal vil.

Conheça meu tópico: Evidências Bíblicas Arqueológicas.
Responda-o
#14
Vi no facebook

[Image: 22279874_2017564545165011_18474513781133...e=5A749AE3]

[Image: 22154635_2017564595165006_79281794039736...e=5A796504]


[Image: 22279429_2017564658498333_87969761307572...e=5A805115]


[Image: 22196447_2017564715164994_21418412388531...e=5A45696E]


[Image: 22154326_2017564748498324_91725220332082...e=5A42C5AA]


[Image: 22228218_2017564785164987_10086901141820...e=5A42C4F5]


[Image: 22308533_2017564858498313_35824866071763...e=5A850233]


[Image: 22221626_2017564891831643_53416492795906...e=5A7FBE5C]


[Image: 22221862_2017564945164971_75857671805056...e=5A771DF5]


[Image: 22228390_2017565021831630_35734261309434...e=5A44CD1E]


[Image: 22154412_2017565061831626_32760741649633...e=5A446196]
"A paixão é como o álcool. Entorpece a consciência, elimina a lucidez, impede o julgamento crítico e provoca alucinações, fazendo com que o ser amado seja visto como divino." Como lidar com Mulheres - Nessahan Alita
Responda-o
#15
Que tristeza perder um.filho de 3 anos
Responda-o
#16
(21-09-2017, 09:24 PM)Trglodita Escreveu: Excelente,  topico.  Daqui alguns anos vamos começar a colher o que esta sendo plantado nessa sociedade doentia. Alias, ja estamos colhendo.

Infelizmente, irmão. Mas não é porque o mundo está doente que vamos desistir e abandonar nossos filhos a própria sorte, não podemos permitir que nossos filhos cresçam sem um norte, sem um pai firme para lhes mostrar o que é certo e errado. Independente da podridão ao redor devemos ser o melhor pai que pudermos.
Cuidai, para que isso que agora julgais ser ouro puro, não se vos demonstre ser metal vil.

Conheça meu tópico: Evidências Bíblicas Arqueológicas.
Responda-o
#17
(24-10-2017, 08:32 PM)Adão Escreveu:
(21-09-2017, 09:24 PM)Trglodita Escreveu: Excelente,  topico.  Daqui alguns anos vamos começar a colher o que esta sendo plantado nessa sociedade doentia. Alias, ja estamos colhendo.

Infelizmente, irmão. Mas não é porque o mundo está doente que vamos desistir e abandonar nossos filhos a própria sorte, não podemos permitir que nossos filhos cresçam sem um norte, sem um pai firme para lhes mostrar o que é certo e errado. Independente da podridão ao redor devemos ser o melhor pai que pudermos.

sem dúvida, mesmo assim é muito difícil que as crianças não sejam bombardeados com lixo esquerdista nas escolas, seja por professores, colegas, etc. o método educacional "paulo freire" que prega a pedagogia do oprimido estimula a fraqueza do ser, e ela está presente até em escolas cristãs.

lá em casa começa pela seleção dos colegas, e alguns coleguinhas da sala deles são personas non gratas. quando criança, e principalmente adolescente, uma companhia ruim pode fazer toda a diferença.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#18
Ser um pai referência pro guri é importante demais pra deixar que a sociedade recheada de Paulo Freire e outras bostas estraguem ainda mais uma geração toda. 

Falo isso porque fui criado sem referência alguma de pai, respeito muito o meu apesar de todas as merdas que ele fez e ainda faz e hoje com muito esforço tento ser referência pra ele e pros guris da minha  família.

Tópico show de bola, e vi muito do meu passado nas palavras do @Ermac.
Responda-o
#19
Irmãos da real, vou dessenterrar este tópico hoje no dia das mães para vos relembrar a nossa importância depois que vi várias mensagens de dia das mães circulando por aí de ódio aos pais, os desmerecendo como se fossem imprestáveis e descartáveis.
Cuidai, para que isso que agora julgais ser ouro puro, não se vos demonstre ser metal vil.

Conheça meu tópico: Evidências Bíblicas Arqueológicas.
Responda-o
#20
Tópico excelente que, sem querer ditar regra nenhuma, poderia estar na seção de Recomendados do fórum.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 8 Visitante(s)