Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vício em pornografia
#1
Exclamation 
Desde o inicio da puberdade sempre tive acesso irrestrito a conteúdo pornografico em meu computador, sempre que meus pais saiam ou estavam dormindo, eu tentava tirar o maior "proveito" do meu tempo livre, e sem perceber comecei a ficar cada vez mais dependente desse tipo de entretenimento que aos poucos acabou com minha integridade e minhas relações socias, depois de um certo período eu fiquei muito confuso sobre minha vida e não sabia porque as coisas iam cada vez pior, e fui me afogando cada vez mais no mar da pornografia em uma tentativa de fugir da realidade, entretanto um dia, quando já fazia 3 anos de vicio intenso, eu conheci o fórum do búfalo procurando por conteúdos inapropriados, e me interessei bastante aos relatos e reflexões, mais tardiamente conheci a real e me interessei mais ainda por seu conteúdo, deixando um pouco de lado toda pornografia, a vida voltou a dar certo, minhas notas aumentaram e eu estava autoconfiante novamente, porém mesmo com uma quantidade bem menor eu ainda viajava no mundo da pornografia, e certo dia houve uma briga com a namorada, e eu decidi terminar com ela, acho que por certa fraqueza fiquei arrependido da minha decisão mas não querendo voltar atras com a decisão, mergulhei intensamente a pornografia, largando todos os estudos da real, e posteriormente joguei na lata do lixo mais 6 meses da minha vida que nunca vão voltar, angustiado no 6° mês percebi o extremo vicio que eu havia desenvolvido e  através de minha abominação a qualquer tipo de vicio, tentei parar de diversas vezes, sem sucesso, ao navegar na internet encontrei o ebook "Vicio em pornografia, como parar?", comecei a ler, e como uma luz, este livro me iluminou e me revelou que a pornografia não era um vicio sem consequências e que boa parte da minha sanidade perdida foi por causa deste maldito vicio, ao terminar de ler o primeiro capitulo inspirado resolvi que nunca mais iria ver pornografia, ao passar de duas semanas, eu já me sentia mais positivo e disposto, e até voltei a acompanhar a real, novamente minha vida estava no caminho do desenvolvimento , estudos intensos, melhores relações socias, tudo voltou aos trilhos, para constar as datas parei com a pornografia no inicio de 2015 e com muita dedicação consegui passar na Universidade Federal neste ano 2016, no curso de Engenharia de Software, entendendo isso como de interesse publico resolvi compartilhar com meus colegas da real o livro e o site, lembre-se é de extrema importância que pare com a masturbação por um período de no minimo 4 meses para maior efetividade na desintoxicação da pornografia. Eu escrevi com um pouco de presa então qualquer erro ortográfico ou de sentido comuniquem.
Obrigado a todos vocês que me ajudaram e ajudarão em meus estudos sobre a vida!

Link:http://vicioempornografiacomoparar.com/
Responda-o
#2
(21-03-2016, 06:17 PM)AçogueiroCanibal Escreveu: Desde o inicio da puberdade sempre tive acesso irrestrito a conteúdo pornografico em meu computador, sempre que meus pais saiam ou estavam dormindo, eu tentava tirar o maior "proveito" do meu tempo livre, e sem perceber comecei a ficar cada vez mais dependente desse tipo de entretenimento que aos poucos acabou com minha integridade e minhas relações socias, depois de um certo período eu fiquei muito confuso sobre minha vida e não sabia porque as coisas iam cada vez pior, e fui me afogando cada vez mais no mar da pornografia em uma tentativa de fugir da realidade, entretanto um dia, quando já fazia 3 anos de vicio intenso, eu conheci o fórum do búfalo procurando por conteúdos inapropriados, e me interessei bastante aos relatos e reflexões, mais tardiamente conheci a real e me interessei mais ainda por seu conteúdo, deixando um pouco de lado toda pornografia, a vida voltou a dar certo, minhas notas aumentaram e eu estava autoconfiante novamente, porém mesmo com uma quantidade bem menor eu ainda viajava no mundo da pornografia, e certo dia houve uma briga com a namorada, e eu decidi terminar com ela, acho que por certa fraqueza fiquei arrependido da minha decisão mas não querendo voltar atras com a decisão, mergulhei intensamente a pornografia, largando todos os estudos da real, e posteriormente joguei na lata do lixo mais 6 meses da minha vida que nunca vão voltar, angustiado no 6° mês percebi o extremo vicio que eu havia desenvolvido e  através de minha abominação a qualquer tipo de vicio, tentei parar de diversas vezes, sem sucesso, ao navegar na internet encontrei o ebook "Vicio em pornografia, como parar?", comecei a ler, e como uma luz, este livro me iluminou e me revelou que a pornografia não era um vicio sem consequências e que boa parte da minha sanidade perdida foi por causa deste maldito vicio, ao terminar de ler o primeiro capitulo inspirado resolvi que nunca mais iria ver pornografia, ao passar de duas semanas, eu já me sentia mais positivo e disposto, e até voltei a acompanhar a real, novamente minha vida estava no caminho do desenvolvimento , estudos intensos, melhores relações socias, tudo voltou aos trilhos, para constar as datas parei com a pornografia no inicio de 2015 e com muita dedicação consegui passar na Universidade Federal neste ano 2016, no curso de Engenharia de Software, entendendo isso como de interesse publico resolvi compartilhar com meus colegas da real o livro e o site, lembre-se é de extrema importância que pare com a masturbação por um período de no minimo 4 meses para maior efetividade na desintoxicação da pornografia. Eu escrevi com um pouco de presa então qualquer erro ortográfico ou de sentido comuniquem.
Obrigado a todos vocês que me ajudaram e ajudarão em meus estudos sobre a vida!

Link:http://vicioempornografiacomoparar.com/

"Os homens amam e odeiam seus vícios ao mesmo tempo.
A inveja avista apenas o que está próximo de si, e admiramos com menos astúcia o que está distante.
Qualquer tipo de maldade é resultado de alguma deficiência.
Fazer publicidade da nossa virtude significa que nos preocupamos com a fama, e não com a virtude em si.
Não queres ser justo sem gozares da fama de o ser? Pois fica sabendo: muitas vezes não poderás ser justo sem que façam mau juízo de ti! Em tal circunstância, se te comportares como sábio, até sentirás prazer em ser mal julgado por uma causa nobre.
Quem não tem moral, não tem direitos.
No seio do homem virtuoso existe Deus.
A virtude, embora oculta, deixa seus vestígios para quem dela é digno.
Quem foi expulso do reino da verdade jamais poderá ser tido como um homem feliz.
Diz todas estas coisas aos outros, mas de modo que, ao dizê-las, tu também possas ouvi-las.
Podes conhecer o espírito de qualquer pessoa, se observares como ela se comporta ao elogiar e receber elogios.
Que se cale aquele que fez um benefício. Que o divulgue aquele que o recebeu.
A virtude é difícil de se manifestar, precisa de alguém para orientá-la e dirigi-la. Mas os vícios são aprendidos sem mestre.
Os fatos devem provar a bondade das palavras.
Um crime bem sucedido e favorecido pela sorte é chamado de virtude.
Procura a satisfação de veres morrer os teus vícios antes de ti.
A principal e mais grave punição para quem cometeu uma culpa está em sentir-se culpado.
A embriaguez excita e traz à luz todos os vícios, tirando aquele senso de pudor que constitui um travão aos instintos ruins.
Ninguém se preocupa em ter uma vida virtuosa, mas apenas com quanto tempo poderá viver. Todos podem viver bem, ninguém tem o poder de viver muito.
O esforço chama sempre pelos melhores.
Os vícios: é mais fácil desarraigá-los do que refreá-los.
O trabalho é o alimento das almas nobres.
O início da salvação é o conhecimento da culpa.
A glória é a sombra da virtude, e acompanhá-la-á sempre, mesmo se esta não quiser. Mas, assim como a sombra ora precede, ora segue os corpos, a glória às vezes mostra-se visível à nossa frente, outras vezes, vem atrás de nós.
Existe muita diferença entre uma vida tranquila e uma vida ociosa.
Os vícios de outrora são os costumes de hoje.
Quem vive na tranquilidade, que seja mais ativo; quem vive na atividade deve encontrar tempo para descansar. Segue a natureza: ela te lembrará que fez o dia e a noite.
O trabalho espanta os vícios que derivam do ócio.
Até mesmo de um corpúsculo disforme pode sair um espírito realmente forte e virtuoso.
A companhia da multidão é nociva: há sempre alguém que nos ensina a gostar de um vício, ou que, sem que percebamos, transmite-nos esse vício por completo ou em parte. Quanto mais numerosas forem as pessoas com as quais convivemos, maior é o perigo.
Vale a pena experimentar também a ingratidão para encontrar um homem grato.
Quanto maior a pressa, maior a distância."
Sêneca. Filósofo e pedagogo do imperador César Nero.
Fumei 25 cigarros esta noite e você sabe da cerveja.

Buwkoski.

Buceta não machuca e não se faz sexo com a bunda.

Leg. Bean, fórum mundo realista.
Responda-o
#3
É uma ótima reflexão, apesar da linguagem exageradamente refinada empregada pelo tradutor.
Responda-o
#4
(21-03-2016, 06:17 PM)AçogueiroCanibal Escreveu: Desde o inicio da puberdade sempre tive acesso irrestrito a conteúdo pornografico em meu computador, sempre que meus pais saiam ou estavam dormindo, eu tentava tirar o maior "proveito" do meu tempo livre, e sem perceber comecei a ficar cada vez mais dependente desse tipo de entretenimento que aos poucos acabou com minha integridade e minhas relações socias, depois de um certo período eu fiquei muito confuso sobre minha vida e não sabia porque as coisas iam cada vez pior, e fui me afogando cada vez mais no mar da pornografia em uma tentativa de fugir da realidade, entretanto um dia, quando já fazia 3 anos de vicio intenso, eu conheci o fórum do búfalo procurando por conteúdos inapropriados, e me interessei bastante aos relatos e reflexões, mais tardiamente conheci a real e me interessei mais ainda por seu conteúdo, deixando um pouco de lado toda pornografia, a vida voltou a dar certo, minhas notas aumentaram e eu estava autoconfiante novamente, porém mesmo com uma quantidade bem menor eu ainda viajava no mundo da pornografia, e certo dia houve uma briga com a namorada, e eu decidi terminar com ela, acho que por certa fraqueza fiquei arrependido da minha decisão mas não querendo voltar atras com a decisão, mergulhei intensamente a pornografia, largando todos os estudos da real, e posteriormente joguei na lata do lixo mais 6 meses da minha vida que nunca vão voltar, angustiado no 6° mês percebi o extremo vicio que eu havia desenvolvido e  através de minha abominação a qualquer tipo de vicio, tentei parar de diversas vezes, sem sucesso, ao navegar na internet encontrei o ebook "Vicio em pornografia, como parar?", comecei a ler, e como uma luz, este livro me iluminou e me revelou que a pornografia não era um vicio sem consequências e que boa parte da minha sanidade perdida foi por causa deste maldito vicio, ao terminar de ler o primeiro capitulo inspirado resolvi que nunca mais iria ver pornografia, ao passar de duas semanas, eu já me sentia mais positivo e disposto, e até voltei a acompanhar a real, novamente minha vida estava no caminho do desenvolvimento , estudos intensos, melhores relações socias, tudo voltou aos trilhos, para constar as datas parei com a pornografia no inicio de 2015 e com muita dedicação consegui passar na Universidade Federal neste ano 2016, no curso de Engenharia de Software, entendendo isso como de interesse publico resolvi compartilhar com meus colegas da real o livro e o site, lembre-se é de extrema importância que pare com a masturbação por um período de no minimo 4 meses para maior efetividade na desintoxicação da pornografia. Eu escrevi com um pouco de presa então qualquer erro ortográfico ou de sentido comuniquem.
Obrigado a todos vocês que me ajudaram e ajudarão em meus estudos sobre a vida!

Link:http://vicioempornografiacomoparar.com/

Comentários sobre essa mazela "pornografia" que é de tão fácil acesso hoje para nossas crianças e adolescentes.

Me identifiquei com quase tudo no tópico. Para quem já controla melhor sua mente, mudou seus hábitos e gasta seu tempo livre com leitura, esportes, amigos. Mas sabemos que ao nosso redor tem muita gente passando pelo mesmo problema. Portanto, sejam ênfaticos em advertir aos mais novos.
Pô, também é imoral o efeito em nossa mente, você chama uma garota pra sair, ela vai com uma calça colada, vc olha aquela bunda magrinha e fica comparando com as atrizes. kkkkkkk.


Recomendo o site: http://yourbrainonporn.com/

Boa sorte!
I Reis, 2-2. Eu vou pelo caminho de toda a terra; esforça-te, pois, e sê homem.
Responda-o
#5
Já falei isso uma vez e falo de novo. O problema está na porra da acessibilidade que a pornografia ganhou. Antigamente ter acesso a uma simples playboy da Ellen Roche era uma verdadeira Odisseia na vida de um adolescente. Hoje em dia nerds tetudos se trancam no quarto com seus smarts e tem acesso a Brooklin Chases Alexas Rae e Marcias imperators da vida.
http://ask.fm/RajadaRealista

Quem são eles, para se entrometer quando cuidamos de NOSSOS interesses? (Vito Corleone).

Responda-o
#6
Experimentem ficar uns 2 dias sem bronha, e vejam o quanto o rendimento geral aumenta.
Responda-o
#7
Eu não disse para nunca se masturbar, eu apenas disse que é necessário que fique de 3 a 4 meses sem a bronha para que ela não te influencie a ver pornografia explicita. Após o tratamento pode voltar moderadamente com a masturbação, sem excesso claro, no máximo 2x na semana.
E realmente fotos e "pornografia" da tv e filmes é bem leve, não causa danos. Porém mesmo que afirmem ao contrario, há varias pesquisas que afirmam que a pornografia explicita, mesmo que em pouco quantidade causa danos ao nosso cérebro e visão sobre a realidade.
Responda-o
#8
Masturbação eu não sei, mas pornografia não tem benefício psicológico ou fisiológico, em nenhuma dose.

Excesso de pornografia faz mal.
Moderação na pornografia faz bem.
Ausência de pornografia é melhor ainda.

Quem acha que é meio viciado, recomendo fazer o que o AçogueiroCanibal falou, ver só conteúdo erótico e sensual em vez de pornografia explícita.

Eu vou tentar fazer essa prática do livro. Depois eu relato aqui.
Responda-o
#9
Acredito que tal vicio seja um dos subprodutos da emasculação e covardia do cabra moderno, nem coragem pra pagar uma "especialista" punheteiro tem, passa horas na frente do pc imaginado a putaria e se iludindo...

poderia estar correndo, poderia estar num motel com uma puta, mas tem vergonha de pagar por sexo, tem vergonha de satisfazer seu instinto de forma correta....

O pior é que pornografia faz o cabra aceitar o inaceitável, tem muito cabra tocando uma vendo travesti e coisas do tipo...

Quer se livrar dessa merda, veja a pornografia com realmente ela é, um instrumento de emaculação.

Se uma mulher faz de tudo com um cafa e depois paga de santinha, é óbvio que ela está agindo de má fé e prejudicando alguém.
Responda-o
#10
A pornografia é um instrumento da Matrix, como todas as formas de entretenimento, como filmes, jogos, historinhas de ficção...

Eu já parei de achar graça nesse tipo de conteúdo tem pelo menos 3, 4 anos. E decidi parar DE VEZ com a masturbação esse ano, já estou há quase 90 dias, e não me faz nenhuma falta, de tão tranquilo que estou.

Hoje ao ver algum conteúdo pornográfico o máximo que consigo é bocejar.

Porque descobri que a realidade é mais fascinante que tudo isso. O que me fascina é a lógica. Razão. Inteligência. Descobrir o que se esconde por trás de tudo, e no que consiste cada elemento da realidade. Qual sua natureza. Com relação a pessoas, quais as suas motivações? Qual o grau de fidelidade/veracidade daquela forma de entretenimento com relação ao mundo?

Enfim, a velha busca pela Verdade. Só que pra sua mente ser voltada a esse fim, você precisa pensar por si mesmo. Buscar o contraditório, duvidar, comparar, buscar as respostas que não estão à mostra, e não comprar qualquer explicação ensaiada, dogmas e demais mimimis.

Do contrário você será apenas mais um boi zanzão, gado, integrante de incontáveis esquemas que estão aí desde o começo dos tempos.

Querer viver na alienação é querer se manter estagnado.

Como é que alguém pode ser livre se se mantém refém, apegado a fantasias e ilusões?

O mundo é o palco da vida e esta precisa ser movimentada. Só se pode alcançar uma boa espiritualidade e evolução mental/moral quando você se dá conta que há um UNIVERSO a ser descoberto.

Bilhões de lagos, bilhões de montanhas, estradas, plantas, ares, pessoas, enfim, um mundo que não está restrito a uma mera diversão passageira, sempre deturpada e eivada de mentiras.

Pessoas assim não estão nem vivendo.

Estão mortas.

Sobre a pornografia: em primeiro lugar, TODO filme pornô é chato pra diabo. E quem já assistiu o suficiente, evidentemente não consegue mais se interessar.

É meu caso, já vi tanta putaria que virou lugar comum.

Essas produções demandam, por incrível que pareça, um bom diretor. Uma boa iluminação, uma boa produção e, naturalmente, uma boa performance de quem está trepando.

Os filmes pornôs são falsos pra caramba na medida em que colocam essas biscates (atrizes) completa e totalmente ensaiadas, sem expressividade, sem carisma e que não se importam com nada.

Antigamente (isso no máximo até os anos 2000) isso não era tão evidente, mas hoje é bem notório. Apesar que eu tenho que tirar o chapéu pros gringos, porque aqui pelo menos não temos nem 1% do que já foi feito.

São raras as putas... Digo, "atrizes" que estão se dedicando ao trabalho. E mesmo as que disfarçam bem não convencem mais nem de longe.

Sem contar os caras, todos bombados, malhadões, fortudos e bissexuais que usam drogas no pau pra ficarem com ereção por mais tempo.

Pra vocês verem, pornô é um troço tão mentiroso que tem quem acredite ainda hoje que um cara consegue ficar 30, 60 minutos ou até mais transando com uma mulher.

Só que fora do pornô a maioria das relações sexuais não passa dos 3-5 minutos. 10 ou um pouco mais sendo o tempo ideal.

Tem o tamanho do pênis, o peso/físico dos atores, as cenas com fetiches tipo gozadas... sendo que na vida real a história é bem diferente na MAIORIA dos casos também.

O pornô é de alguma forma baseado na realidade?

Nem de longe. É uma caricatura dantesca, a meu ver.

Pornografia é tão real quanto aquele perfil do facebook ou instagram em que o dono quer parecer pra todo mundo que é fodão e bem sucedido.

Sócrates (de Platão) dizia que livros (ou melhor, escritos, pois naquela época livros não existiam) não são absolutamente relevantes, pois não podemos argumentar com seus autores (questionar algo que eles informaram). Palavras não são por si só representações de conhecimentos, a relação delas com o conhecimento é idêntica a de imagens para pessoas de carne e osso.

Uma mulher pode ser fotografada ou filmada, mas se eu vejo somente uma imagem ou vídeo, vou saber algo sobre aquela mulher de uma forma bem vaga. A realidade de estar lá é perdida pelo registro, pois nenhum pode DE FATO nos passar como seria a experiência de estar naquele local e na presença daquela pessoa.

Quem conheça a mulher na vida real e tenha acesso a essa imagem/vídeo, é ajudado a relembrar de como ela é/era e como a experiência sexual foi. Mesmo assim, a mente humana se engana, E MUITO.

Agora comparem isso com textos de algum autor: não podemos ter acesso à fonte original, então estamos restritos a um entendimento PARCIAL do que o autor quis dizer, consequentemente não podemos ser levados a sério. Eu não posso ser taxado como intelectual só porque tenho uma biblioteca em casa, ou li muitos livros. Escolas/universidades também tem, mas são aquele esgoto doutrinário e emburrecedor que conhecemos.

Pra contornar esse último problema, temos o método dialético, no qual o conhecimento DE FATO pode ser obtido, por meio de diálogos em que argumentos são oferecidos, perguntas e respostas/contraditório, até que se conheça verdadeiramente o assunto abordado. Pela troca de ideias se chega a um entendimento (ou pelo menos se tenta). Não dá pra saber nada somente absorvendo monólogos.

E onde quero chegar? Esse entendimento parcial é o que espectadores de pornografia tem. Se tornou menos parcial pra mim quando eu investiguei as pessoas envolvidas (tipo, em entrevistas, verificando como elas estão hoje em dia (e todos sabemos que mulheres perdem sua beleza muito rápido, e DRASTICAMENTE, isso é, se realmente são bonitas na vida real), como foi a experiência de quem fez programa com elas, etc.), e como essa indústria pornô funciona.

Além disso, é claro, é preciso que o cabra tenha experiências na vida real com mulheres (nem que seja com GPs). Do contrário, a alienação é maior ainda. E foi exatamente isso que comecei a ter, então depois dessa mudança, a visão que eu tinha do pornô mudou radicalmente.

Claro que se eu somar tudo que sei e vivi, ainda assim não será nada comparado a estar lá com a mulher que vejo na imagem/vídeo. Mas será alguma coisa, não?

Essa alienação com formas de entretenimento é notória na população, se levarmos em conta fãs que idolatram atores e franquias de forma desmedida, sendo que todos seus ídolos não são diferentes em absoluto deles mesmos. São seres humanos com defeitos e qualidades como qualquer outro, nenhum é especial.

O encanto que alguns filmes, jogos, etc. exerceu sobre mim na infância não foi apagado da minha mente, ainda me sinto nostálgico com relação a alguns, tendo até revisto e apreciado ainda mais, porém hoje em dia eu me fascino mais por exemplo com documentários/entrevistas abordando o processo de produção, ou ainda entrevistas com todos os envolvidos. E parei de consumir mesmo os que eu gosto.

Eu diminuí 95% meu consumo de entretenimento porque constatei que a racionalidade não combina com a escravidão das paixões.

O homem de verdade é aquele que sabe disso melhor que ninguém.

A parte racional da alma é quieta, estável e não é facilmente imitada ou reproduzida. Se pararmos pra pensar, ela NUNCA É REPRODUZIDA em filme, jogo, etc. algum.

No entretenimento temos o inverso: as emoções mais baixas do ser humano são afloradas, tudo é muito excitante e colorido, e em 99% das vezes, moralmente questionável ou perverso.

Vejam os jogos, quantos vocês conhecem que trazem alguma lição de moral como este vídeo aqui?

https://www.youtube.com/watch?v=SEVU-YLpM8A

São sempre as mesmas fórmulas, fantasias e cenários impossíveis, e nenhuma filosofia, nada de original e ácido, baseado em fatos reais.

Chegou uma hora em que parei de jogar qualquer jogo, porque variavam as moscas, mas a merda continuava a mesma.

Todas as formas de entretenimento, especialmente pornô, são corruptas, porque sugam toda a energia que poderia ser voltada para a lógica/razão, e alimenta/fortalece/excita nossos impulsos mais primitivos.

O ser humano acredita que deve viver apenas para satisfazer seus desejos, apenas para sua felicidade, custe o que custar.

Por isso simpatizamos com quem chora em excesso, é promíscuo ou mesmo ri motivado por frivolidades .

Achamos que não há problema em ser assim, mesmo se esse sentimento for voltado a um personagem. Acontece que esses comportamentos grotescos são absorvidos também em todo o resto que fazemos, ainda que a gente não perceba.

Podem reparar que quem cria tudo isso não entende (ou não quer compreender) de forma alguma como as coisas são. É exatamente por isso que um filme feito em 2016 é prisioneiro da realidade de 2016, e não consegue ser como outro feito em 1950.

Todos os envolvidos foram condicionados desde que nasceram, e não se libertaram/superaram esse condicionamento. Por isso que pra Sócrates poetas, políticos e videntes eram todos farsantes: quando questionados, nem eles mesmos entendiam suas próprias obras.

Passavam vergonha quando precisavam se explicar.

É por isso que eu faço esse apelo aqui. Contra todos esses agentes da Matrix. Não só o pessoal do show business, mas a mídia em geral.

Quem hoje em dia assiste a TV aberta? Lê jornais que tem a mesma tiragem de 1950?

Precisamos de uma postura mais crítica com relação a tudo nessa vida.
Responda-o
#11
(27-03-2016, 07:04 AM)cabraman Escreveu: Acredito que tal vicio seja um dos subprodutos da emasculação e covardia do cabra moderno, nem coragem pra pagar uma "especialista" punheteiro tem, passa horas na frente do pc imaginado a putaria e se iludindo...

poderia estar correndo, poderia estar num motel com uma puta, mas tem vergonha de pagar por sexo, tem vergonha de satisfazer seu instinto de forma correta....

O pior é que pornografia faz o cabra aceitar o inaceitável,  tem muito cabra tocando uma vendo travesti e coisas do tipo...

Quer se livrar dessa merda, veja a pornografia com realmente ela é, um instrumento de emaculação.

Concordo, tem muita gente assim. Eu acho q pornografia faz mal e pronto, o mal pode ser em escala variada de indivíduo para indivíduo, desde o cara não conseguir se excitar com uma mulher que não seja super gostosa até a simples perda de tempo, poderia estar tendo um outro lazer. Sem contar que se o cara apertar muito o pau na punheta depois terá dificuldade no sexo de verdade.
Pretendo parar de ver pornografia.
David Goggins. A lei da semeadura não falha. A única coisa que a vida exige de nós é coragem. Somos prisioneiros dos nossos instintos e emoções e jamais seremos homens livres. A natureza se prepara para algo ainda pior.
Responda-o
#12
Estou a 5 dias sem bater uma. Vou ver quanto tempo consigo ficar sem, depois volto aqui e edito com o relato.
Até o momento nenhuma mudança perceptível em energia ou disposição.
Responda-o
#13
Acalmem-se jovens.

Se alguém quiser segurar a bronha por um tempo para ver os resultados, fiquem a vontade... mas não precisa vir aqui DIARIAMENTE relatar os ocorridos..."estou a 16 dias sem tocar umazinha... minha mão está coçando, eu vejo gente morta..."

Se depois de algumas semanas quiserem relatar só os resultados, fiquem a vontade.
República do Balzaquistão!

"Que delícia, cara" - Mendes, Jailson

O Barão tem todos os filmes do Jailson Mendes "versão do diretor" com comentários e cenas extras, mas ele não empresta pra ninguém.  [Image: delicia.png] 
Responda-o
#14
Mas concordo plenamente com o Constrito... não é só aqui que eu começo a reparar a questão do uso da pornografia+masturbação e seus malefícios, já tem vários locais abordando esse assunto... e normalmente, os lugares que eu vejo que vão mais na contramão dessa abordagem, dizendo que não faz mal e é saudável, são meios de comunicação bastantes ligados à desconstrução social (leia-se comunicação esquerdistas).
República do Balzaquistão!

"Que delícia, cara" - Mendes, Jailson

O Barão tem todos os filmes do Jailson Mendes "versão do diretor" com comentários e cenas extras, mas ele não empresta pra ninguém.  [Image: delicia.png] 
Responda-o
#15
Recomendo que evitem grupos de whatsapp direcionados a sacanagem; me livrei desta merda e digo que é algo extremamente danoso. Tem desocupado que passa o dia nisto, mandando ou pedindo foto/vídeo.

Já sou capaz, hoje, de ver o grau de artificialidade do pornô. Não me inspira nada, é enfadonho.

Quanto à bronha, que a evite quem puder aliviar o saco em uma xaninha. Os sem condições de trepar de verdade podem, vez ou outra, aliviar a vontade; ajuda até a pensar melhor.

PS: Não briguem por causa do pinto de vcs. Onde foi parar o "Cada cachorro que lamba a sua caceta"? Ora..
"Primeiro vêm os sorrisos, depois as mentiras; por último, o tiroteio" - Roland de Gilead
Responda-o
#16
(30-03-2016, 04:51 PM)Velho Logan Escreveu: Mas concordo plenamente com o Constrito... não é só aqui que eu começo a reparar a questão do uso da pornografia+masturbação e seus malefícios, já tem vários locais abordando esse assunto... e normalmente, os lugares que eu vejo que vão mais na contramão dessa abordagem, dizendo que não faz mal e é saudável, são meios de comunicação bastantes ligados à desconstrução social (leia-se comunicação esquerdistas).

O problema que vejo no "combate" a determinados vícios é que os agentes da Matrix querem na verdade usar isso como meio de te "encaminhar" pra outros muito mais destrutivos.

Exemplos não faltam disso. Vejam o combate ao fumo, é algo onipresente hoje em dia. Injustificado? Não, eu mesmo nunca fumei e abomino quem fuma, direito meu.

Mas é curioso como ao mesmo tempo (também a nível mundial) querem descriminalizar e incentivar o uso de drogas, que são MUITO PIORES, e causam muito mais mortes, tragédias e imbecilizam todo mundo.

Claro que esse morde e assopra é premeditado. E fazem isso SEMPRE, lentamente, sem que a gente perceba. Nos EUA, tivemos a lei seca nos anos 1920-30. 

Sabem o que aconteceu? Porra nenhuma, aumentaram os bares clandestinos, as bebidas falsificadas, a corrupção e proliferação de bandidos como o Al Capone. Porque ninguém se interessava em investigar a essência/origem/necessidade de cada um desses vícios. Simplesmente se incentiva ou proibe, e pronto, não importa as razões.

E sempre falam que o pornô deve ser banido, que a prostituição é isso e aquilo (quando em 99% dos casos é opção própria da pessoa, não foi resultado de abuso, tráfico de pessoas, etc.), mas o mesmo jornal que denuncia isso tem anúncios de "acompanhantes" ou ainda só posta mulheres como se fossem pedaços de carne, na primeira página... Ou prega a moralidade, mas promove pessoas fúteis/materialistas.

Se fosse pra coibir o pornô e o homem se tornar livre por controlar (ou desligar de vez) esse vício, ainda vai.

Se fosse pro cara bater na mesa e dizer que não quer mais se relacionar com mulheres, que quer virar um monge, ainda que discordasse, eu respeitaria.

Só que o objetivo é apenas um: beneficiar mulheres. É mais uma agenda da Matrix.

Nunca foi e nunca será o desenvolvimento do homem.

Esses adeptos do NOFAP e rebeldes de apartamento são os maiores escravocetas, os maiores vendidos que vocês podem imaginar.

E isso só acontece porque ninguém pensa no porquê dos próprios atos.

Os mesmos caras que dizem que você deve parar de tocar uma e de assistir a esses vídeos pornográficos são aqueles que também te incentivam a ser comedor, a seguir o que PUAs dizem...

E que fazem chacota de todo mundo aqui da Real.

Na verdade tudo é um grande jogo de cena que acaba alienando mais essa gente. Porque elas não tem preparo mental nenhum na vida, não seguem grandes exemplos masculinos.

Quem prega NOFAP, NOPORN, etc. não é um Doutrina, Silvio, ninguém com a mesma mentalidade. São sempre pessoas ingênuas ou mesmo atrizes pornô que já fizeram o Diabo, mas hoje estão arrependidas, querem entrar pra Igreja...

Outra coisa que esqueci de dizer é que no pornô os caras usam drogas pra manter a ereção porque ao contrário do que sempre nos disseram, a maioria dos homens não se excitam (em outras palavras, terminam brochando - e tem até um vídeo do Não Salvo sobre isso, pesquisem no Google por "Você pensa que é fácil ser ator porno?") só porque a mulher é bonita, se não houver uma "química" - se percebermos que a mulher não está gostando (ou parecendo gostar, ela precisa fingir MUITO BEM) ou mesmo se a personalidade dela (gostos, inteligência) não for nem um pouco atraente pro homem

Essa conversa de que a aparência física é o que mais importa (ou a única coisa que importa) é um mito criado pela Matrix. Mesmo a mulher mais gostosa do mundo nunca será garantia de bom sexo, mas nem por decreto. Os filmes pornô disfarçam isso SEMPRE. Ou melhor dizendo, NUNCA DISFARÇAM pra quem tem vivência, eu sempre reparei.

A maior manipulação de todas pra mim é a que diz que o sexo é pecado, mais ainda se não for feito com objetivo de reprodução. Quando se adere ao NOFAP, se acredita que o prazer sexual válido só é o do ato sexual com a mulher, e a armadilha está no homem se abrir pra essa possibilidade sem seguir o que se prega aqui.

Aí (vejam onde quero chegar...) no primeiro chá de buceta que o cara levar, já era. Duvido E MUITO que quem seja adepto do NOFAP não lamba o chão de vadias.

Anos mais tarde voltará ao pornô e masturbação quando estiver casado, infeliz e na sua vidinha medíocre.

O sexo foi escolhido como pecado, sujo, etc. não por causa de DSTs, promiscuidade e outras mazelas. Mas porque é algo que dá prazer ao homem e não à mulher (ou não do mesmo modo). E quem vive com medo é facilmente manipulável.

Quem é capaz de domar suas paixões é verdadeiramente livre. Se é pra parar com a masturbação e de ver pornografia, faça isso consciente dos motivos, não como um meio pra você se afundar ainda mais.

E na boa, não tem essa de "estou há X dias". Se você está contando o tempo ainda, é sinal de que não está desapegado.

A melhor dica que posso dar é: arrumem coisas boas pra fazer. Quem se mantém ocupado não vai se preocupar com nada disso.
Responda-o
#17
(29-03-2016, 11:27 AM)White Wolf Escreveu: Estou a 5 dias sem bater uma. Vou ver quanto tempo consigo ficar sem, depois volto aqui e edito com o relato.
Até o momento nenhuma mudança perceptível em energia ou disposição.



Não sei se você é o White Wolf do antigo MR, mas se for, lembre-se que teve aquele tópico "desafio anti-bronha", que no início era só uma brincadeira para ver quem ficava mais tempo sem punheta e no final, antes de ser trancado, tinha mensagens do naipe "quando vejo uma gostosa na rua, meu pau já fica eriçado rapidão", "hoje não resisti, e me acabei na punheta", "agora tenho poluções noturnas" etc. Não é o seu caso, mas se ninguém te podasse logo, outros poderiam fazer daqui um diário com esses relatos nojentos.

Eu mesmo quero relatar só o resultado final e fazer uma resenha do livro, também trazer mais dicas que já testei e deu até certo.

Se forem ler o livro, leiam também as postagens do Conscrito como anexos, que mostram uma dinâmica mais "antropológica" do assunto, que uma das origens do vício em pornografia é a busca infinita de diversão e fuga do sofrimento e cansaço cotidiano.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
Exclamation [VÍCIOS] - Terry Crews fala de seu vício em pornografia Mad Dog 14 2,938 18-03-2016, 11:32 AM
Última Postagem: Roland
  [RELATO] Superando o vício da pornografia e mmorpgs. Jovem Luke 28 4,112 31-07-2015, 09:17 PM
Última Postagem: War

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)