Enquete: Quem merece o prêmio de homem honrado de dezembro?
Esta enquete está fechada.
Sam Childers
9.52%
2 9.52%
Desmond T. Doss
28.57%
6 28.57%
Simo Häyhä
23.81%
5 23.81%
William Wallace
9.52%
2 9.52%
Leônidas de Esparta
23.81%
5 23.81%
Franz Stigler
4.76%
1 4.76%
Total 21 voto(s) 100%
* Você votou neste item. [Exibir Resultados]

Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Homem Honrado Dezembro - 2018
#1
Homem Honrado do Mês de Dezembro - 2018


                                                                                  [Image: Guerra.jpg]

                                                               
Citação:Essa seleção é importante por promover comportamentos masculinos honrados, exaltando a figura de homens de valor, que atualmente é esquecida de propósito pela mídia, que só pensa em exaltar a figura feminina e demonizar a masculina. Então queremos resgatar e exaltar a figura masculina como algo de valor e honrado! - Libertador

Esta é a seleção mensal onde serão mostrados homens que são exemplos máximos de Honra, Valor, Coragem, Liderança, Masculinidade, Ousadia e etc. Homens que são verdadeiros exemplos a serem seguidos. 

Mês a mês, selecionaremos e elegeremos o Homem Honrado do mês. Todos os membros podem indicar alguém para a votação. É válido a indicação tanto de homens famosos da história como homens simples do nosso dia a dia que fizeram atos heroicos dignos de respeito e admiração. Como forma de iniciar o tópico, sempre indicarei um candidato. 
 
Esta iniciada a edição do mês de Dezembro.

As indicações ficarão abertas até o dia 13. E no próprio dia 13 vai ser iniciada a votação que se encerrará no ultimo dia do mês.

Vencedores das ultimas edições:

Abril = Emmanuel Joseph Bishop
Maio = Pracinhas da FAB
Junho = Não teve
Julho = Saman Kunan
Agosto = Ignaz Semmelweiss
Setembro = Dom Pedro II
Outubro = Nikola Tesla
Novembro = Rei Davi

No final do ano vamos ter uma votação anual com os vencedores de cada mês para saber quem foi o homem honrado de 2018.

Vou dar continuidade a prática dos últimos "Homem Honrado" e indicar um tema específico, que será:

     Heróis de Guerra

Os confrades fiquem à vontade para indicarem  homens que se destacaram em situações de conflito armado, seja em guerras, rebeliões ou revoluções, da história atual ou do passado.

Minha indicação - Sam Childers

Sam Childers  é um ex motociclista que agora dedica sua vida e recursos para resgatar as crianças na zona de guerra do Sudão. Childers e sua esposa Lynn fundaram "Angels of East Africa", um orfanato para as crianças em Nimule, Sudão do Sul, onde atualmente tem mais de 300 crianças sob seus cuidados.

No verão de 1992, Childers experimentou o que ele descreveu como uma conversão ao Cristianismo em um encontro de avivamento na Assembléia de Deus. Um pastor profetizou que ele iria para África. No final de 1998, Childers fez sua primeira viagem ao Sudão, mais concretamente à aldeia de Yei. Numa das suas missões, Sam deparou-se com um corpo de uma criança mutilado por uma mina terrestre, e nessa altura prometeu lutar custasse o que custasse, olhar pelas crianças desse país. Nessa primeira viagem e as muitas outras que se seguiram, ele foi exposto aos atos do Exército de Resistência do Senhor (LRA), liderados por Joseph Kony.

[Image: 200px-Sam-Childers-2009.jpg]    [Image: childers.jpg]

[Image: ndice.jpg]      [Image: Sam.jpg]


Devido à sua causa humanitária e a sua imagem marcante de numa mão segurar uma Bíblia e noutra um fuzil AK-47, era apelidado de "The Machine Gun Preacher" ("O Pastor da Metralhadora").

Fonte: Wikipédia

Conheci a história de Sam Childers neste filme que fizeram sobre ele:

[Image: imagem.jpg]
A realidade nua e crua.
Responda-o
#2
Indico Desmond T. Doss, homem que inspirou o filme "até o último homem", dirigido pelo Mel Gibson (recomendo diga-se de passagem).

Desmond Thomas Doss (Lynchburg7 de fevereiro de 1919  – Piedmont23 de março de 2006) foi um militar norte-americano. Durante a II Guerra Mundial, foi soldado e socorrista do Exército dos Estados Unidos designado para uma companhia de atiradores durante a Batalha de Okinawa, e tornou-se a primeira e única objecção de consciência a receber a Medalha de Honrana guerra.
Membro da Igreja Adventista do Sétimo dia, tomou a decisão de servir na guerra como socorrista. Por isso, entrou para a história, pois, em uma única batalha, mesmo desarmado e praticamente sozinho, salvou cerca de 75 soldados.
Uma biografia sobre ele foi lançada, com o título em português, Soldado Desarmado. Em 2016 foi lançado um filme retratando a sua vida. Dirigido por Mel GibsonAté o Último Homem é estrelado por Andrew Garfield.
Dois outros objetores de consciência receberam a medalha da Guerra do Vietnã: Thomas W. Bennett (1947 – 1969) e Joseph G. LaPointe Jr. (1948 – 1969). O lendário herói da I Guerra Mundial Alvin York (1887 – 1964) pediu o status de objecção de consciência, em 1917, mas foi negado.

[Image: 280px-DossDesmondT_USArmy.jpg]

[Image: 250px-Hacksaw_Ridge.png]

O filme é sensacional. Recomendo até demais.







Responda-o
#3
2 no Doss.
Responda-o
#4
Minha indicação é Rei Salomão, que em questão de riqueza foi maior que o pai, construiu o templo que para os judeus era onde ficava a casa de Deus, salomão é considerado um dos homens mais ricos sobre a face da Terra e também um dos mais sábios e eruditos. Acredita-se que o Rei Salomão teve mais de 700 mulheres, apesar de cair no erro, merece está na lista.
Responda-o
#5
Vou pegar pesado e indicar Jesus Cristo. Mas creio que isso seja outro patamar, então indico Isaac Newton
Responda-o
#6
Desmond Doss, ótima indicação. Também já assisti o filme, um dos melhores de guerra que já vi.

Os confrades que forem indicar não se esqueçam que tem um tema específico.
A realidade nua e crua.
Responda-o
#7
Gostei das indicações, mas vou indicar o Simo Häyhä:

Simo Häyhä - O Morte Branca


[Image: simo-hayha1_thumb.jpg]


Mal sabia o mundo, mas no dia 01 de dezembro de 1905 na pacata cidade de Rautjärvi, no interior da Finlândia, nascia Simo Häyhä, o homem que viria a se tornar uma das maiores lendas do século XX, o maior soldado dos tempos modernos, um homem capaz de lutar sozinho contra um exército e exterminar seus inimigos sem que eles jamais soubessem de onde vinha o tiro, esse era Simo Häyhä, também conhecido como “O Morte Branca”.

Como havia nascido no interior, próximo à fronteira com a Rússia, Simo foi criado em uma fazenda, onde fazia os trabalhos junto com seu pai e também caçava, algo que fazia excepcionalmente bem com um rifle. Até seus dezessete ele levou a vida normal e quando chegou a essa idade alistou no exército, como era obrigatório e serviu por um pequeno tempo. Sendo dispensando em 1926.


[Image: 884208_thumb.jpg]


Simo Häyhä em 17 de Fevereiro de 1940 recebendo seu rifle honorário modelo 28, durante a Guerra de Inverno
Durante mais treze anos, Simo vivei tranquilamente na fazenda de sua família e sua maior preocupação era sobreviver ao rigoroso inverno. Porém em 1939, quando a União Soviética resolveu invadir a Finlândia, ele foi chamado para cumprir o dever de proteger seu país, assim como todos que tinham idade o bastante para carregar uma arma, afinal o poderoso exército socialista era infinitamente maior e melhor equipado do que o da pequena e pacifica Finlândia.


[Image: Simo-Hyh-em-17-de-Fevereiro-de-1940-rece...-de-I3.jpg]


Chamado às pressas, ele foi designado como franco atirador na fronteira, devido a sua habilidade com o rifle. Por ser muito baixo, Simo teve que usar um rifle Mosin-Nagan adaptado, junto com seu uniforme totalmente branco, pois aquelas batalhas seriam lutadas na neve da Finlândia.

Todos os dias ele ia armar emboscadas contra os exércitos russos, pois como o poderio finlandês era muito menor, eles tinham de usar táticas de guerrilhas, fazendo emboscadas e armadilhas, e Simo se tornou um especialista nisso. Escondendo-se na neve ele fazia montes que serviam para abafar seus tiros, além disso, não utilizava mira telescópica, pois dessa maneira podia atirar mais escondido e não havia perigo da lente refletir o sol. Ele também colocava neve na boca, escondendo assim quaisquer sinais que sua respiração pudesse provocar.



[Image: simo-hayha-3.jpg.w300h292_thumb.jpg]



Simo dava apenas um tiro por posição e como sua mira era excepcional conseguia, mesmo sem a mira de “sniper”, acertar os inimigos a mais de uma centena de metros, dizem que ele era certeiro a até mesmo 400 metros. Durante 100 dias ele matou mais de 500 soldados russos e jamais foi descoberto e ninguém sabia de onde ele atirava. Cada vez que um inimigo caia por um tiro dele, o pelotão entrava em desespero, pois estavam enfrentando um inimigo invisível e mortal.


Além das mortes que provocou como franco-atirador, Simo Häyhä foi creditado também por abater mais de duzentos soldados inimigos com uma submetralhadora Suomi M-31, elevando assim sua marca para 705 mortes.

Dessa maneira, matando um por um e sempre mudando sua posição, Simo sobreviveu e deixou sua marca no exército russo, que o chamava de “Morte Branca”.



[Image: 200px-Simo_hayha_second_lieutenant_1940_...152792.jpg]


Dezenas de vezes os russos tentaram pegar seu grande inimigo, porém ele era mais esperto e sempre escapava ou matava os atiradores que tentavam lhe pegar desprevenido. O exército soviético tentou executar vários planos para se livrar dele, incluindo contra-ataques com franco atiradores e assaltos de artilharia.

Ele só foi encontrado uma vez, onde lutou contra um soldado russo no corpo a corpo e acabou tomando um tiro no rosto, mas mesmo assim conseguiu matar seu inimigo, contudo seu rosto ficou deformado com a marca da guerra.

Durante muitos anos Simo sofreu com o maldito ferimento, mas felizmente conseguiu recuperar, mesmo tendo a mandíbula dilacerada. Depois da guerra ele voltou a sua vida normal, caçando e vivendo no interior. Foi considerado o mais eficiente franco-atirador da história.

[Image: 1288453569215_thumb.jpg]

Simo morreu em 2002, com quase cem anos de causas naturais. Ele disse que jamais se arrependeu do que fez, dizia que apenas cumpriu as ordens e protegeu seu país da melhor maneira possível. Esse era Simo Häyhä, o Morte Branca, o maior soldado que o mundo viu, um homem lendário.

Curiosidade: O nome da banda brasileira de Heavy Metal WHITE DEATH foi inspirado no apelido de Simo Häyä - "Morte branca"

E vou aproveitar para dizer que até usei ele em meu blog Yaominghttps://nuvemdegiz.wordpress.com/2018/04...imo-hayha/

Spoiler Revelar
O cara é tão foda que até em sua indicação ao HH, fica camuflado Yaoming
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#8
Indico o:

Sir William Wallace

[Image: william-wallace_thumb.jpg]

Muitos já devem ter visto um dos melhores filmes de todos os tempos, chamado Coração Valente, o qual conta a história de William Wallace e a luta dos escoceses contra a Inglaterra por liberdade. Apesar de essa história a incrível parecer um roteiro de cinema, ela realmente aconteceu e mostrou ao mundo que um homem com sonhos pode mudar tudo que quiser.

William nasceu em uma família simples, que possuía poucas terras e provavelmente vivia no vilarejo de Ellerslie ou mesmo em Ellerslie, não se sabe ao certo. Ele nasceu em uma época complicada, pois por volta de 1286 o Rei Alexander III que comandava a Escócia morreu, deixando não apenas o trono vago, mas também criando diversos conflitos internos para saber quem iria assumir o posto de Rei.

Vendo a briga entre os principais nobres escoceses, o Rei da Inglaterra, Edward I, viu a oportunidade de conquistar terras com facilidade, assim ele se ofereceu para ajudar os escoceses, que aceitaram a oferta, porém mal sabiam eles que isso era um golpe. Em pouco tempo a Escócia virou uma espécie de extensão da Inglaterra e os nobres nada fizeram, temendo uma luta aberta contra o Rei.

[Image: 14.-Eduardo-I-Longshanks-Patrick-McGoohan_thumb.jpg]

Sendo assim a Escócia ficou sob o comando de Edward I, que também era conhecido como Longshanks, e isso fez com que muitas coisas mudassem. Uma delas acabou afetando a família de William Wallace, que teve sua esposa morta por um delegado local e como corria em suas veias o sangue da batalha, ele vingou a morte de sua amada, matando o assassino e a partir desse momento tornou-se um criminoso procurado.

Descontente com a coroa, William aos poucos começou a se tornar um líder dos rebeldes e a cada lugar que ia centenas se juntavam a ele na luta contra o domínio inglês. Assim acabou chamando a atenção dos nobres escoceses que também estavam descontentes com Longshanks. O primeiro a ser unir a Wallace foi Andrew Murray, logo depois mais três grandes nobres juraram apoio a William: James Stewart, James Douglas e Robert Bruce.

Com um exército mal armado e jamais treinado, William Wallace foi para a batalha. A primeira grande luta foi a famosa Batalha de Stirling, onde os escoceses enfrentaram frente a frente o poderosíssimo exército inglês e graças a capacidade e inteligência de Wallace venceram.

Os ingleses tinham uma armada muito maior, assim os escoceses esperaram o inimigo do outro lado do rio e no momento em que eles estavam vulneráveis e fora de formação atravessando a ponte, os mal trapilhos escoceses atacaram, fazendo com que a superioridade numérica inglesa não valesse de nada. A vitória foi grande, apesar de William ter pedido seu braço direito, Andrew Murray.

Após essa batalha William foi nomeado chefe dos exércitos escoceses por Robert Bruce.

[Image: william-wallace-neo-more-90s-large-msg-1..._thumb.jpg]

Infelizmente a próxima grande batalha seria a de Falkirk, onde os escoceses poderiam ter vencido a guerra de uma vez, porém seu exército estava separado e ainda lutaram em desvantagem em vários aspectos, por esse motivo a Inglaterra venceu, comandada pessoalmente por Edward Longshanks. A sangrenta batalha quase destruiu todo o exército da Escócia e William teve que fugir para não ser morto.

[Image: Falkirk-1298_thumb.jpg]

A derrota também matou a esperança dos escoceses, assim os nobres acabaram cedendo e se rendendo as ordens do rei inglês. Enquanto a Escócia se entregava, William viajava escondido por diversos lugares tentando encontrar uma maneira de libertar seu país.

Dizem que quando voltava para Escócia, onde se encontraria com Robert Bruce, Wallace foi traído e John Mentieth, seu próprio compatriota, lhe entregou à coroa inglesa, assim William foi mandando para Inglaterra.

Lá ele foi julgado, sem direito a defesa e condenado a morte na hora. Primeiro ele foi enforcado, até quase perder os sentidos, depois foi amarrado e teve as entranhas arrancadas, por último sua cabeça foi cortada e seu corpo picado, para que as partes fossem enviadas para servir de exemplo.

William Wallace pode não ter vencido a guerra contra os Ingleses, mas morreu tentando e acabou sendo traído por seu próprio povo. Contudo essa derrota e sacrifício pelo que acreditava, fez com que a imagem de William se transformasse em algo que todos os escoceses precisavam: coragem de lutar. Assim Wallace virou um mito em seu país e seus sonhos impulsionaram a Escócia e poucos anos depois, liderados por Robert Bruce, os escoceses enfim venceram e seu país voltou a ser livre.

[Image: cats_thumb.jpg]

William Wallace não venceu em vida, mas sua morte foi o combustível da vitória para seu povo e país. "Liberdade é a melhor de todas as coisas a ser conquistada, a verdade, lhe digo então: nunca viva com os grilhões da escravidão".
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#9
Indico também o:

Leônidas de Esparta

[Image: Leonidas_by_VegasMike_thumb.jpg]

Leônidas era o décimo sétimo da linhagem de Agiad, filho do Rei Anaxandridas II de Esparta e segundo as lendas era descendente direto de ninguém menos que o poderoso Hércules, do qual havia herdado a força e bravura.

Por não ser o primogênito e nem ser a primeira opção para assumir o trono, Leônidas não foi obrigado a participar do agoge, a temida escola espartana de educação rígida e treinamentos sobre-humanos. Por esse motivo ele acabou se tornando um dos pouquíssimos Reis a não terem participado dessa escola/quartel.

Mesmo assim Leônidas se mostrou um grande guerreiro e conhecedor da arte da guerra na Batalha de Sepeia, onde sob as ordens de Cleomenes, seu irmão mais velho e Rei, foi vencedor. Durante muito tempo ele lutou por Esparta em diversas frentes, até que seu irmão acabou sendo deposto por estar louco, assim Leônidas enfim assumiu o trono no ano de 491 a.C.

Agora no controle da poderosa Esparta, Leônidas só aumentou seu renome tornando-se um Rei acima da média em todos os aspectos, mas especialmente nos militares, onde seu nome era tão respeitado em toda Grécia que quando a ofensiva Persa comandada por Xerxes foi iniciada, Leônidas de Esparta foi o escolhido para comandar os exércitos de defesa contra essa enorme ameaça.

Quando designado para tal tarefa, Leônidas foi ao encontro do Oráculo de Delfos, que profetizou:

Para vocês, habitantes da poderosa Esparta
Sua cidade deverá ser tomada pelos homens da Pérsia
E se não isso, a Lacedemônia deve chorar a morte de um Rei da linhagem de Hércules
Nem os poderosos leões e touros serão capazes de determinar tal fato, pois nisso está o poder de Zeus
E enquanto um dos dois não cair, não se chegará a um fim.

Mesmo com a Profecia mostrando um caminho escuro na frente de Leônidas, ele não demonstrou medo e no início de agosto, junto com sua guarda pessoal de 300 soldados, partiu para guerra, tendo na retaguarda um pequeno exército, de pouco mais de 9000 homens que conseguirá juntar para defender o desfiladeiro de Termópilas.

As lendas falam que Xerxes tinha consigo um contingente de mais de 2 milhões de homens, mas os historiadores modernos falam que na verdade não podia ser mais de 200 mil soldados, mesmo assim a sua vantagem era gigantesca, tendo mais de 20 homens para cada grego.

Por quatro dias Xerxes apenas observou o pequeno exército inimigo, na esperança que eles fugissem ao verem o esplendor de suas forças.

Reza a lenda que antes de iniciar o ataque Xerxes chamou Leônidas e o desafiou dizendo: "Lançarei tantas flechas sobre seu pequeno exército, que o Sol ficará coberto!" Em resposta Leônidas falou: "Assim é um tanto melhor, pois lutaremos a sombra!"

Somente no quinto dia a batalha se iniciou para valer. Durante dois dias as lutas não cessaram, no fim o exército comandado por Leônidas saiu vitorioso, tendo matado mais de 20 mil soldados inimigos e perdido apenas 2 mil homens, nesses primeiros dias também caíram dois irmãos de Xerxes, algo que deixou o imperador persa ainda mais furioso.

No sétimo dia de batalha os espartanos foram traídos por um homem chamado Efialtes, que mostrou aos persas um caminho pelas montanhas, que colocariam o exército de Leônidas sobre ataques em duas frentes. Sabendo do iminente fim, Leônidas dispensou todos os outros soldados, ficando apenas com seus trezentos homens e mais alguns poucos que se negaram a abandonar o campo de batalha.

[Image: KingLeonidasKingofSpartaScremingAsArrows..._thumb.jpg]

Ele sabia que precisava salvar o maior número de homens para as futuras lutas, pois era de seu conhecimento que aquela era uma luta perdida e que ele morreria no final, mas também sabia que precisava lutar até o fim, pois se ele fugisse, quem mais não fugiria depois? Leônidas precisava morrer lutando para mostrar ao povo da Grécia que eles podiam vencer, mesmo na pior das situações, assim ele lutou até suas últimas forças para se tornar um mártir e ser um exemplo para dar forças ao seu povo.

Apenas com seus poucos homens, Leônidas se preparou para o fim e antes de cair foi desafiado a entregar suas armas e renderem-se, mas ele respondeu: "Que venham pega-las!"

[Image: 300-movie03_thumb.jpg]

A batalha contra o pequeno, mas poderoso exército espartano durou algumas horas, até que seu último homem caiu. Leônidas tombou e seu corpo foi pego por Xerxes, que mandou decapita-lo e crucificar o resto.

Depois dessa vitória os persas esperaram dois meses para invadir a Grécia, mas com ódio no coração e querendo vingança, os gregos montaram o melhor exército que podiam, tendo apenas um terço do tamanho poderio de Xerxes, mas mesmo assim os gregos, comandados pelos poderosos espartanos conseguiram vitória, rechaçando o inimigo para fora de suas terras.

Dessa maneira a Grécia ficou livre do domínio persa e Leônidas foi vingado, tornando-se uma lenda, ele e seus 300 bravos soldados.
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#10
Em contribuição para a escolha do Homem honrado do mês de dezembro, indico o Maurice Ralph Hilleman (Pai das vacinas modernas).

[Image: aa42.jpg]


Maurice Ralph Hilleman (Miles City, Montana, 30 de agosto de 1919 – Filadélfia, Pensilvânia, 11 de abril de 2005), pesquisador americano, pioneiro na pesquisa sobre várias vacinas, da meningite até a varíola.
Em décadas de pesquisas, o cientista contribuiu para a luta contra doenças que deixavam inválidas ou matavam incontáveis pessoas, fosse de rubéola, caxumba, meningite, pneumonia ou hepatite.

[Image: hilleman%20pic%204.png]


A partir de 1952, foi durante muito tempo consultor da Organização Mundial da Saúde (OMS) e membro da Academia de Ciências dos Estados Unidos. Foi condecorado por Ronald Reagan e pelo rei da Tailândia.

Maurice Hilleman faleceu aos 85 anos, em um hospital da Filadélfia (nordeste), anunciou o laboratório Merck.

Seu trabalho permitiu salvar “milhões de vidas” e revolucionou a saúde pública”, destacou o laboratório, para o qual ele trabalhou por mais de 30 anos.

“Maurice Hilleman entrará para a história como ‘O’ especialista em vacinas do século XX”, destacou, em comunicado, Robert Gallo, co-descobridor do vírus da Aids.

“Seu nome ficará para sempre ao lado do de Pasteur e de Koch na história da luta dos homens contra as doenças. Ele foi e será uma fonte de inspiração para os cientistas que tentam utilizar a ciência para o bem do público”, acrescentou.

[Image: aa40.jpg]

O pai das vacinas modernas morreu em 2005, sem fama e com um pé no anonimato. Mas, mesmo se você nunca ouviu falar o nome dele, saiba que Maurice Hilleman foi o microbiólogo genial que salvou milhares de vidas, livrando o mundo do fantasma de doenças infantis devastadoras, como a caxumba, rubéola, sarampo, catapora, hepatite A e B, pneumococo, meningococo e a Haemophilus influenzae tipo b (Hib). Provavelmente, você já tomou algumas delas quando era criança.

(Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2005/04/12 – ÚLTIMAS NOTÍCIAS – NOVA YORK (AFP) – 12/04/2005)
Responda-o
#11
(01-12-2018, 06:38 AM)Tarantino Escreveu: Vou dar continuidade a prática dos últimos "Homem Honrado" e indicar um tema específico, que será:

     Heróis de Guerra

Os confrades fiquem à vontade para indicarem  homens que se destacaram em situações de conflito armado, seja em guerras, rebeliões ou revoluções, da história atual ou do passado.

Vi que estão surgindo muitas indicações boas que não estão vinculadas ao tema deste mês. 

Eu quero relembrar que o tema desse mês foi definido pelo Tarantino como Heróis de Guerra. Nos próximos meses o realista que se voluntariar em organizar a votação pode escolher o tema que lhe agradar. Mas, na votação atual, vamos nos ater ao tema indicado pelo organizador.
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#12
Citação:Vi que estão surgindo muitas indicações boas que não estão vinculadas ao tema deste mês.

Eu quero relembrar que o tema desse mês foi definido pelo Tarantino como Heróis de Guerra. Nos próximos meses o realista que se voluntariar em organizar a votação pode escolher o tema que lhe agradar. Mas, na votação atual, vamos nos ater ao tema indicado pelo organizador.


Ou não escolher nenhum, tema se também lhe agradar. Ou escolher todos os candidatos ele mesmo, se preferir assim. Agora não sei se o pessoal tem preguiça de ler, ou se o Newton participou das revoluções inglesas do século XVII Yaoming (como o Cervantes lutara contra os mouros alguns anos antes).
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#13
Up! Últimos dias para indicações ao Homem Honrado do mês dezembro.
A realidade nua e crua.
Responda-o
#14
Seus parâmetros de honra serão atualizados com esta história:

Vou indicar: Franz Stigler, com menção ao seu coadjuvante Charlie L. Brown, sem mas delongas, leiam:


http://www.sacralidade.com/sacral2008/00...uerra.html








Responda-o
#15
Interessante @Fernando_R1 ... Mostra que em se tratando de guerra o conceito de honra é relativo. Se o Franz Stigler tivesse sido descoberto na época pelos alemães talvez seria considerado um traidor.
A realidade nua e crua.
Responda-o
#16
Aberta a votação para a eleição do Homem Honrado de dezembro de 2018. Participem!
A realidade nua e crua.
Responda-o
#17
votado!

podia ter como votar em mais de um Yaoming
"A paixão é como o álcool. Entorpece a consciência, elimina a lucidez, impede o julgamento crítico e provoca alucinações, fazendo com que o ser amado seja visto como divino." Como lidar com Mulheres - Nessahan Alita
Responda-o
#18
Votei novamente no candidato que eu indiquei, SImo Häyhä.
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#19
Votei no que eu indiquei, nesse mês as indicações foram fodásticas
Responda-o
#20
Votei no "Morte Branca", mas o páreo é dificílimo! Excelentes nomes.
"A maior maldição que pode se abater sobre uma criança é mãe piranha e pai covarde. Daí advém todo o declínio do Ocidente."
Palhaço, Canal Brasileirinhos.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Homem Honrado de Janeiro - 2020 Temujin 12 529 10-02-2020, 08:12 PM
Última Postagem: Temujin
  [DEBATE] Homem Honrado de 2019 Temujin 11 826 02-01-2020, 10:45 AM
Última Postagem: Temujin
  Homem Honrado do Mês de Outubro - 2019 Temujin 10 954 02-11-2019, 11:20 AM
Última Postagem: Temujin
  Homem Honrado do Mês de Setembro - 2019 Temujin 3 482 01-10-2019, 05:05 PM
Última Postagem: Temujin
  Homem Honrado do mês de Agosto - 2019 Temujin 8 971 03-09-2019, 05:17 PM
Última Postagem: Temujin

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)