Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Textos e Tópicos da OLODM, MGHB e EPOC - Série
#1
Compilação de Textos e Tópicos da OLODM, MGHB e EPOC - Série
(Por The Clown)

[Image: O1hqXRe.jpg]

Dedico esse trabalho a todos aqueles que me ajudaram a sair da Matrix. Se não fosse por eles eu estaria enviando flores e fazendo serenatas pra minha ex até hoje. ^_^


Prefácio
Tudo começou quando homens com experiências amorosas similares começaram e entrar em contato e darem-se conta de que haviam experimentado mais ou menos as mesmas coisas. Então, ao lerem os livros de Nessahan Alita perceberam que havia um modelo de comportamento que lhes permitia ler a conduta feminina e compreender o que havia por trás das contradições.

E disso surgiu várias comunidades masculinas entre elas a OLODM (O Lado Obscuro das Mulheres), MGHB (Mulher Gosta de Homem Babaca) e EPOC (Elas Preferem os Canalhas).

Os textos e vestígios de tópicos que você encontrará neste livro foram tirados diretamente dessas comunidades, onde tomei apenas a liberdade de fazer algumas atualizações ortográficas.


Mas quem foi Nessahan Alita?
Nessahan Alita foi o escritor dos livros da série Sofrimento Amoroso do Homem, que serviu de base a muitas comunidades no Orkut como as já citadas OLODM, MGHB e EPOC.

Nessahan Alita não foi um acadêmico e sim um antiacadêmico. Foi um lobo solitário, que expulso da academia, seguiu seu próprio caminho sem volta. Ele rompeu com tudo o que era instituição por considerá-las hipócritas e comprometidas com a mentira (leia-se politicamente correto).

Seu trabalho era 100% underground e independente, não visava retorno financeiro e nunca buscou ajuda de ninguém. Era inexplicavelmente insensível à fama e ao dinheiro, motivo pelo qual alguns dizem que ele era louco. Ao que parece, sua única meta ao escrever os livros foi lançar as sementes de uma organização masculinista no Brasil e parece que esta meta já foi alcançada, motivo pelo qual ele não aparece mais, embora dizem que continua atuando sob vários disfarces.

Por tudo isso, é muito evidente que ele não nuca quis ser líder e muito menos mestre de nenhuma causa. Foi simplesmente um pensador e estudioso dessas questões que tanto nos interessam. Seus pensamentos não são fixos e suas concepções mudam, sendo ele apenas um inspirador, dentre outros, das comunidades que estudam suas obras.


‘A Tríplice Aliança’ do Orkut
Tudo começou na MGHB e na EPOC, com um pessoal da pesada que metia umas reais fuderosas. Essa galera começou a ver outras comunidades e chegaram na OLODM, que ainda era minúscula e fechada. E com essa parceria a OLODM começou a crescer e se popularizar.

Surgiram batalhas fudidas contra feministas do Orkut com a tríplice aliança (OLODM, MGHDB e EPOC), onde o assunto feminismo internacional foi introduzido nessas comunidades. Surgiram também várias expressões dos MRAs americanos como feminazi, capitão salva-puta, manginas, montanha russa de emoções, bucetacard, etc. A expressão Guerreiros da Real surgiu também daqueles que fizeram parte das colunas legionárias antifeministas e antimatrix.

As brigas eram entre feministas e vadias, (normalmente das comunidades HQE e F&F) mas também faziam explorações conquistadoras por muitas comunidades que eram de feminazis ou de vagabundas.

Nessahan saiu da OLODM e desapareceu quando a comunidade começou a sofrer ameaças da Polícia Federal e de grupos feministas. Saiu uma noticia no Terra onde diziam que grupos feministas estavam investigando a MGHB. Ao saber disso ele ficou receoso demais e ao ver que o movimento ganhava força e tinha muita aspereza de discurso, resolveu ir saindo aos poucos da cena e até abrandou o discurso tentando se distanciar de misóginos.

Com a saída NA as comunidades da Real ficaram sem um “líder” como referência, foi então que entre os membros começou a se destacar o grande Sílvio “Búfalo” Koerich.

Mas isso já é outra história...


O que é a Matrix?
(Por Porko Fariseu)

A "Matrix" é um termo muito utilizado nessa e em outras comunidades irmãs a essa, mas o que ela é exatamente? Andei pensando a respeito disso e acho que cheguei a uma conclusão satisfatória.

Na minha concepção a Matrix é uma ilusão padronizada que a sociedade tenta marretar a todo custo dentro da cabeça de todas as pessoas desde o momento que elas nascem. Todo mundo sabe qual é essa ilusão:

"Estude para passar de ano, para um dia entrar numa boa faculdade, para arranjar um bom emprego. Depois arranje um bom pretendente, para constituir família e assim ser feliz."

Esse discursinho batido é praticamente o mesmo tanto para homens como para mulheres e duvido que alguém aqui nunca tenha ouvido algo nessa linha, seja hoje em dia ou quando era + jovem. E o grande problema é que apesar de essas serem ideias a primeira vista ingênuas, na verdade são ideias muito nocivas a qualquer pessoa que as incorpora como uma verdade absoluta (o que a maioria faz infelizmente).

Vejam que esse "script" que a sociedade praticamente empurra goela abaixo de todos nós, deixa sempre a pessoa sem tempo para ela ser o que ela realmente é, pois ela esta sempre muito ocupada... Quando se é criança ou jovem, você tem que estudar para passar de ano e assim se mostrar um bom filho; quando começa a ficar adulto tem que arranjar um emprego bom (e continuar estudando se ainda não acabou de estudar); e quando finalmente atinge um conforto financeiro TEM que casar e fazer logo filhos...

Agora eu pergunto, uma pessoa que leva uma vida "certinha" assim, que é o sonho da maioria das mães, vai ter quanto tempo para fazer as coisas que ela gosta durante a vida? Ainda mais se considerarmos que muitas vezes estudos e trabalho também consomem fins de semana... Depois que casa então, nem se fala, filhos geram dores de cabeça o tempo todo.

A resposta para essa pergunta é "muito pouco tempo" ou "nenhum". Sendo assim, pensando um pouco, chega-se a conclusão de que se a pessoa levar a vida pelo senso comum do que é "certo", ela se tornará frustrada, pois por mais que tudo saia como ela planejou, ela jamais terá oportunidade de aproveitar a vida em sua total plenitude.

Ok, mas o que isso tem a ver com a comunidade? Isso tem muito a ver com a comunidade, pois essas ideias que estão profundamente enraizadas em nossa sociedade criaram uma geração de pessoas infelizes e frustradas, que resultou nessa legião de homens bananas e frouxos e mulheres vagabundas que vemos por aí.

Hoje em dia homens e mulheres tem em comum a frustração da vidinha de merda que ambos levam. Porém cada sexo reage a essa situação de uma forma diferente (estou generalizando um pouco, mas se aplica a maioria dos casos):

- De um lado homens que acham que a felicidade na equação da "vida certinha" é alcançada quando se acha a "mulher certa". Aí fazem de tudo por qualquer uma (namorada ou esposa), achando que um dia estas vão lhe retribuir da mesma forma e assim eles poderão serão finalmente felizes... O resultado disso em 99,99999% dos casos é um coração partido.

- Do outro lado temos as mulheres que acharam uma forma mais original de enfrentar o problema: vivem duas vidas. Para a sociedade e para a família são boas moças, que estudam, trabalham e etc... Mas sempre quando têm uma brechinha se transformam na vadia que vai chifrar o namorado/marido, vai dar a bunda pro primeiro marginal que encontrar na balada, vai beber e se drogar até cair e por aí vai... O resultado disso é a hipocrisia feminina que tanto vemos hoje. Mulheres ultra-exigentes que na grande maioria não valem um naco da bosta de um cachorro leproso.

Acho que essa é a estrutura principal da Matrix e infelizmente ela é bem sólida e difícil de modificar.


Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o
#2
Acredito que o que deixa as pessoas infelizes e frustradas, seja apontar a seta da felicidade pra fama, pro materialismo, pra perfeição do corpo, pro sexo excessivo e incensurável, pro poder a todo e a qualquer custo. 

É por essas coisas que as pessoas se empenham e fazem de tudo pra possuir, ultrapassando as barreiras da moral, do respeito, do bom senso. Espiritualidade, só pra fingir pra mamãe e pro papai, e pra vovó, que vc tem alguma coisa que presta. Nem sabem quem é Deus. Debocham.

Ninguém é infeliz pq precisa estudar e trabalhar, mas por ter internalizado pela mídia e pela sociedade um monte de exigências pra ser feliz, e por se criar expectativas irreais sobre essas coisas. Quem tem tudo isso, é frustrado igual a quem não tem. Basta ver os atores globais enfiando a cara em cocaína e em cachaça pra ver o nível de felicidade deles.

Felicidade é desejar menos.
Pelo poder da verdade, eu, ainda vivo, conquistei o universo


Responda-o
#3
Foi boa demais essa época do orkut, só quem viveu sabe
Oitavo anjo do apocalipse
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Textos e Tópicos da OLODM, MGHB e EPOC - Parte 6 Guardião 2 525 19-09-2022, 07:56 PM
Última Postagem: Joxokhanurs
  Textos e Tópicos da OLODM, MGHB e EPOC - Parte 4 Guardião 0 266 19-09-2022, 02:19 AM
Última Postagem: Guardião
  Textos e Tópicos da OLODM, MGHB e EPOC - Parte 2 Guardião 0 268 12-09-2022, 03:31 AM
Última Postagem: Guardião
  Textos do Roberto - Série Guardião 1 497 26-02-2022, 12:59 PM
Última Postagem: Mikail Andropov
  Textos e Tópicos da OLODM, MGHB e EPOC - Parte 20 Guardião 7 2,759 03-10-2020, 02:20 AM
Última Postagem: Hombre de hielo

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)