Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[Relato] Nelson Rodrigues e a infidelidade
#1
[Relato] Nelson Rodrigues e a infidelidade
(Por Interrogação)

[Image: Zbtq8XI.jpg?2]

Segundo Nelson Rodrigues, num relacionamento sempre alguém é infiel. Se você é fiel, a sua namorada não é fiel. O oposto também é verdade. E é claro, os dois podem ser infiéis.

Mas segundo Nelson Rodrigues NUNCA OS DOIS SERÃO FIÉIS. Vi isso num conto curta-metragem dele "O homem fiel" se não me engano, com o Tarcísio Meira e a Cláudia Abreu. Achei que o Nelson Rodrigues estava delirando e algumas semanas depois de ter visto esse filminho minha namorada chegou e falou que tinha beijado outro numa balada. Garantiu que foi só um beijo, mas tomei chifre do mesmo jeito. Veio com uma historinha de que o relacionamento estava desgastado. (Tava pra ela, pra mim estava bom). 

Na verdade eu estava desempregado, por isso o desgaste na visão dela. E agora que arrumei um emprego ela voltou!

Vocês concordam?! Num relacionamento sempre tem alguém infiel. Se vocês são fieis, segundo Nelson Rodrigues, a namorada de vocês não é. 

Achei que o cara delirava mas era verdade, ao menos para mim.

Obs.: Sempre achei que se esse tipo de coisa acontecesse comigo, mesmo que fosse só um beijo, daria uma bota na hora, mas como gosto dela resolvi esquecer.

----

Complicado ler essas coisas. Antes também pensava assim. Antes de perder o emprego ela falava que me amava e tal. Quando soube que perdi o emprego ela começou a falar que não amava mais. Agora que tô empregado de novo começou a falar que me ama!

O problema de largar é que todas as mulheres são assim. Perdi o emprego e fiquei mais de sete meses desempregado, estava complicado arrumar outro. Qualquer mulher largaria o homem se ele fica seis meses desempregado, não?

Tem um sem teto perto de casa que escreve umas besteiras na rua. E um cartaz dele estava escrito "VOCÊ SÓ CONHECE A MULHER COM QUEM SE CASOU SE FICAR DESEMPREGADO". Essa história de casamento quando o padre diz "Você o aceita na pobreza e na riqueza..." é só papo furado!

Antes eu também achava que se tomasse um chifre abandonava na hora! Na verdade ela fica me zoando mesmo.

Esse tópico faz parte do projeto Segunda das Relíquias perdidas.
Responda-o
#2
Bons tempos onde havia liberdade de expressão, de fato.
Sem o politicamente correto e sua censura e aparelhamento de fiscalização... vide as bigtech, censurando muitos conteúdos conservadores.
Hoje, nomes como Schopenhauer, Nelson e Maquiavel, seriam proscritos e até presos.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#3
Na época de Nelson Rodrigues adultério era crime, molier não era vulgar e promiscua e tinha alguma vergonha na cara;divorcio era escandalo e muito dificil juridicamente de ser feito, para casar deveria "prestar"; a sem vergonhice atualmente é tanta que pode ser encontrada nas redes sociais com facilidade e o fato de adulterar e de faze-lo caso haja alguma reprimenda verbal será considerado crime de violência psicológica  Big Grin , adultério e infedelidade feminista são  esportes, privilegios, costumes e direitos garantidos por lei, é aceitar ou ficar sozinho. Ratinho Ou ser qualificado pela Puliça como opressor e criminoso domestico pela absurdidade da Lei Maria da Penha, o estatuto que destruiu a heteronormatividade no Brasil.

A mera constatação de infidelidade em tempos mais antigos não serve como parâmetro para a devassidão atual massificada pela revolução cultural feminista.

Bonus# track
As nordestinas de piseiro tem sangue quente e fogo... Heart 



Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#4
O homem só é amado enquanto sustenta. A partir do momento que ele não provê, ele é descartado, visto como um inútil.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#5
Saindo da questão do sustento...

Isso revela uma questão bem importante que Nessahan Alita já apontou também.

Relacionamento é normalmente uma queda de braço.

A parte mais apaixonada está mais suscetível a ser manipulada pela parte menos apaixonada.

A parte menos apaixonada normalmente o é por ter mais opções, mais possibilidade de arriscar e ainda mais certeza de que se fizer merda será perdoada pela parte que tem menos opções, pois está mais apaixonada e não vai querer perder a outra.

Por isso não acho errado um relacionamento onde o homem apresenta maior valor de mercado de relacionamentos, afinal essa é uma das poucas coisas que pode saciar ambas a hipergamia feminina e também o excesso de propostas que as mulheres já recebem apenas por serem mulheres.

Qualquer mulher mediana pra cima tem infinitas mais opções que um homem do mesmo nível, basta estalar os dedos e aparecem filas de homens desesperados querendo sexo com elas, afinal e a mulher é a parte passiva e a porteira que guarda as chaves da sexualidade, ainda mais dos homens que possuem vontade sexual muito mais forte que elas...
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#6
O velho e o novo testamento falam sobre a prostituição da mulher; as linhas radicais do islã proíbem as mulheres de mostrarem qualquer parte do seus corpos em público. Mas tem cara que ainda acha que na época da avó, a mulher era honrada, santa, feliz e o casamento era a felicidade e a alegria de homens e mulheres.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)