Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Futuro da Real
#1
Futuro da Real
(Por Ice)

[Image: Of9owsk.jpg?1]

Pergunta: Gostaria de saber sua opinião sobre a Real. Acha que pode vir a ser uma grande ideologia a ser adotada no futuro ou que infelizmente será privilegio de poucos que acordarão? Em suma, você é otimista quanto a proliferação da Real ou acha que o nível de manginismo esta em um grau tão elevado que chega a ser irreversível?

Resposta: Acho que é possível, mas depende muito dos precursores da Real. Esclarecendo:

Você sabe que é mais relevante quem diz do que aquilo que é dito, certo? Então vai depender de quem serão as vozes disseminadoras da real.

Se um bando de zé ruela assalariado começar a proclamar a Real por aí (que é o que somos no momento), nunca vai passar de um movimentozinho encabeçado por um bando de revoltados, misóginos, frustrados e enrustidos (esta é a visão que as pessoas tem de nós).

Por outro lado, se seguirmos os passos de nosso companheiro Rors, nos focarmos em crescimento pessoal e atingirmos cargos de elite, a coisa muda de figura.

O que um promotor, juiz, delegado da PF, ministro, desembargador, empresário dizem tem peso mto maior do que aquilo que é dito por um operário ou mesmo um supervisor de produção.

Sacou o ponto de vista?

Por isso que vivo falando pra molecada abandonar os jogos eletrônicos e estudar nessa porra. Daqui 10 anos dá pra fazer diferença.

Esse tópico faz parte do projeto Segunda das Relíquias perdidas.
Responda-o
#2
" passos de nosso companheiro Rors" - que passos foram esses?
Responda-o
#3
Correto.
Se desenvolver, sempre, esse texto tem quase 10 anos e é isso, foi estudando que hoje deu pra estar em um cargo melhor, morando melhor, numa região com mais oportunidades.
Ficar estagnado esperando ''dar certo'' com a primeira princesa que cair (e nunca vai cair) nas cantadas de sempre, é perder um dos seus ativos mais preciosos.. seu tempo.

Guardião, grande ''escavação'', pegue o Tocantins inteiro, por que Palmas não é o bastante.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#4
(20-04-2021, 12:47 AM)Baralho Escreveu: Correto.
Se desenvolver, sempre, esse texto tem quase 10 anos e é isso, foi estudando que hoje deu pra estar em um cargo melhor, morando melhor, numa região com mais oportunidades.
Ficar estagnado esperando ''dar certo'' com a primeira princesa que cair (e nunca vai cair) nas cantadas de sempre, é perder um dos seus ativos mais preciosos.. seu tempo.

Guardião, grande ''escavação'', pegue o Tocantins inteiro, por que Palmas não é o bastante.

Vou começar já pegando sua frase de assinatura e usando, confra.

Na minha visão, e discordando do grande Ice, não acho sequer que deva virar algum tipo de ideologia.

Ideologia é um vestido de ideias, é uma versão grosseira, estereotipada, da realidade. É apenas um viés dos muitos possíveis.

A gente não precisa de Real na rua, o que a gente precisa é de bom senso. Agora se algumas das ideias da Real devem assumir a praça (muitas que já eram parte do senso comum), aí é outra história.

Homens com boas ideias, que sabem como os mecanismos e armadilhas desse mundo funcionam, isso sim precisamos com urgência. A escalada para a inconsciência parte em marcha acelerada.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#5
Só pra deixar bem claro:

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Nelson Rodrigues)

Ideologias são versões tão distorcidas, mas tão distorcidas da realidade que frequentemente podem ser reduzidas num único bordão. Que eu entenda, as facetas da Real são muito e muitas complexas para resumir numa frase só.

Dá até pra resumir um pouco do que seria a Real ou uma Redpill da vida numa frase, com alguma sorte, mas acho que essa frase nunca teria a acepção do que é o fenômeno do masculinismo como um todo.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#6
Concordo com o preceito básico do texto, mas vou dar minhas alfinetadas aqui:

Ocorre o seguinte vincular a Real com uma ideologia ou um movimento de valores é complicado, pensar a Real como um Movimento de preceitos, com Estatutos para mim, soa brega e patético.

A chamada missão da real já está acontecendo aqui e agora e muita gente não percebe, que é sermos um mannerbund, uma irmandade sem templo, sem CNPJ, sem Sede Social, nós que somos fora da bolha de ideias comuns fugimos do autoritarismo em nome de coletividades, por isso somos taxados de toda sorte de adjetivos pejorativos. Vocês não percebem como as bigtechs estão loucas cerceando a livre circulação de IDÉIAS, tudo consiste no controle de corações e mentes.

O Desenvolvimento Pessoal é uma profilaxia nos ambientes realistas surgiu como receita para o confrade que chega aqui relatando suas experiências com m$ol, com mulher promíscua, com friendzone ou o chifre. E não tenha dúvidas é uma baita solução pois o indivíduo com afazeres e ocupado com uma agenda de produção e de busca pelo auto-conhecimento não vai ter tempo para revoltinhas inúteis, frustração e outas válvulas de escape malígnas., todavia, não pense que com o starter pack do Desenvolvimento Pessoal (sedan pago, matrícula em concurso federal com salário garantido e shape) adquirido sua vida está resolvida. Desenvolvimento Pessoal não pode ser o fim em si mesmo e não é nada sem o auto-conhecimento.


[ Se um bando de zé ruela assalariado começar a proclamar a Real por aí (que é o que somos no momento), nunca vai passar de um movimentozinho encabeçado por um bando de revoltados, misóginos, frustrados e enrustidos (esta é a visão que as pessoas tem de nós). ]

E qual é o problema disso? Desde quando o cara ser assalariado só ter apenas 2 grau é sinônimo de falta de autoridade argumentativa, desde quando um cargo em concurso público torna o indivíduo mais cheio de sabedoria?   Só vejo gente com cargos cada vez mais numa bolha e distante da vida real, o brasileiro então tem um tesão maluco com títulos e cargos.

Nem todo mundo aqui vai conseguir passar em um concurso mega-fodástico na área federal, vai ser CEO de multinacional, etc. Conheço gente com 2º grau INCOMPLETO com muito mais sabedoria, bom senso e percepção da realidade que a maioria dos universitários que pensam que podem opinar sobre todas as coisas apenas com a punhetação de pau-mole que é boa parte do ensino acadêmico no Brasil.

Entendo o que o Ice quis dizer, é importante a presença de gente boa em altas posições, mas ela não é tudo e não pense que daqui a 5 ou 10 anos, os tribunais de justiça, a política inteira e os altos círculos militares vão estar cheio de redpills ... esqueça isto!

Faça a diferença no seu meio. Quer uma fórmula simples!? Se cada aqui for um exemplo melhor para os seus 5 ... CINCO! próximos, entenda o próximo como aqueles que são da sua família ou da média ponderada de seus convívios gerais a sua vida já valeu a pena e isso não tem nada a ver com posição de título, de grana é de EXEMPLO.
Responda-o
#7
(20-04-2021, 03:36 PM)Fernando_R1 Escreveu:
[ Se um bando de zé ruela assalariado começar a proclamar a Real por aí (que é o que somos no momento), nunca vai passar de um movimentozinho encabeçado por um bando de revoltados, misóginos, frustrados e enrustidos (esta é a visão que as pessoas tem de nós). ]

E qual é o problema disso? Desde quando o cara ser assalariado só ter apenas 2 grau é sinônimo de falta de autoridade argumentativa, desde quando um cargo em concurso público torna o indivíduo mais cheio de sabedoria?   Só vejo gente com cargos cada vez mais numa bolha e distante da vida real, o brasileiro então tem um tesão maluco com títulos e cargos.

Nem todo mundo aqui vai conseguir passar em um concurso mega-fodástico na área federal, vai ser CEO de multinacional, etc. Conheço gente com 2º grau INCOMPLETO com muito mais sabedoria, bom senso e percepção da realidade que a maioria dos universitários que pensam que podem opinar sobre todas as coisas apenas com a punhetação de pau-mole que é boa parte do ensino acadêmico no Brasil.

Entendo o que o Ice quis dizer, é importante a presença de gente boa em altas posições, mas ela não é tudo e não pense que daqui a 5 ou 10 anos, os tribunais de justiça, a política inteira e os altos círculos militares vão estar cheio de redpills ... esqueça isto!

Faça a diferença no seu meio. Quer uma fórmula simples!? Se cada aqui for um exemplo melhor para os seus 5 ... CINCO! próximos, entenda o próximo como aqueles que são da sua família ou da média ponderada de seus convívios gerais a sua vida já valeu a pena e isso não tem nada a ver com posição de título, de grana é de EXEMPLO.

Concordo. Essa falácia argumentativa da autoridade é extremamente perigosa. Por outro lado, também concordo que credibilidade é importante e, para não cair em contradição e hipocrisia, devemos buscar sempre se superar, obter sucesso no que se propõe.

E realmente, infelizmente na verdade, a única forma de mudar alguma coisa é galgando cargos de poder (especialmente no judiciário). Enfim, devaneios de lado, é importante tomar cuidado com com os argumentos e parâmetros utilizados. O faxineiro não é menos digno que o advogado.
Jet Sky < link

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#8
Seguinte..
Desenvolver-se em todo o tempo.. sempre..

''.. qui issu Barai tá de cope, essi papu di altodesenvovimentu eh pra pega muié.. ''
''.. mas mas Real eh a memsa coiza ke blue pill Barai vosseis taum de cope ...''

F*****se

O interesse subjetivo, é cada que vai responder por si, o fato é fazer o que é certo..
Se for esperar se desapegar o suficiente de m0lher pra começar, vai é largar atrasado.. E ninguém que disse que Real era disfarce, ou pua melhorado, vai te ajudar nas contas..

Se protege seu patrimônio, valendo mais.. Como? Com sua carreira, salário, imóveis, veículos, ativos, cursos, cada vez valendo mais.. agregue valor...
É o básico do básico.

Por quê? Por si. Se for por elas, que seja, no começo. Porém, desperte e logo, antes que alguma digníssima tome seu patrimônio, não por ter começado pelos motivos errados, mas ter persistido nos mesmos motivos..
Ilustrando.

[Image: EzWvMGGUUAgW09K?format=png&name=900x900]

É isso que estará (se já não estiver) fazendo leis no seu país.
É isso que estará (se já não estiver) JULGANDO pelas NOVAS leis no seu país.

Se for começar, é pra ontem. Que se dane os motivos.
Se for continuar, que continue, mas se ligue nos motivos certos. É pra si, e não pra entregar de bandeja pra uma honradinha dessas, que está cravando pensões sobre pensões quando vai no tribunal e está, certamente, se preparando para a próxima vaga por indicação em algum tribunal de estado nesse Brasil.

Enfim..
Melhor estar do lado que pode fazer algo, do que não poder nada fazer. Melhor estar do lado que pode ''se armar'', do que virar ''alvo de estande de tiro'' de algum tribunal ou fórum pelo país lá na frente.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#9
Os adeptos  da real, em um futuro não tão distante, correm o risco de ter LEGALMENTE seus pênis retirados cirurgicamente  para servirem de exemplo no combate a misoginia e homofobia.

Já esta havendo discussões dentro do movimento feminista  sobre amputar legalmente os órgãos sexuais masculinos já no nascimento da criança.

Amputando o órgão sexual masculino a escolha em ser homem, mulher ou um liquidificador passa a ser do  indivíduo quando crescer 

A inclusão de travecos estruturados de testosterona desde a infância nos esportes femininos é justamente pra acionar esse gatilho 

Há apenas 50 anos se voce dissesse a um homem comum que homens desarmados usariam saia e calcinha pelas ruas e no trabalho, se dissesse que mulheres usariam bermudões e cuecas aparecendo pra fora pelas ruas e no trabalho(fora os cabelos coloridos e ferros enfiados no nariz)...  O cara simplesmente diria que seria IMPOSSÍVEL 

O futuro veganista  LGBT  pode estar mais próximo do que se imagina 

 

Responda-o
#10
PRA MIM o que chamamos de "Real" É e SEMPRE SERÁ algo muito restrito e pequeno.
Simplesmente o cara tem que chegar aqui sozinho pra absorver e entender os conhecimentos compilados pelo site.
Não tem como falar DO NADA e sem ser perguntado sobre isso aqui. Infelizmente.
O único que eu COMECEI a falar de algo parecido com o que tem (mas bem de leve mesmo) aqui foi um sobrinho que estava fazendo papel de otário na mão de uma mulher. Pra vocês terem idéia, o rapaz estava apaixonadinho e sofrendo por uma por uma menina que estava propondo "relacionamento aberto" pra ele, já que "não podia deixar de aproveitar outras oportunidades". VEJAM BEM: ele deveria manter-se fiel a ela, mas não o contrário(!). Me olhou como se eu fosse um alienígena de outro universo paralelo. Começou a falar de que isso é misoginia e ódio à mulherada... fingi que estava maluco e mudei de assunto rapidinho. NUNCA MAIS falo sobre isso com ninguém.
O feminismo e ginocentrismo VENCEU há muito tempo. A maioria dos homens hoje é GADO que está achando tudo isso normal demais. Acho que a tendência é só piorar e vai ter um pequeno, ínfimo núcleo de homens que vão estar à parte. E olhe lá.
Responda-o
#11
@Berzerk

Engraçado como são as coisas, chega a gente bicho velho, cascudo, e vai falar na moralzinha com um juvenil fã de Naruto que ainda nos responde com um ar de autoridade, com uma superioridade cretina e a empáfia de quem é malandro demais para se fuder.

A melhor coisa a se fazer é deixar bater, a pedagogia do ensino da vida não falha.
Responda-o
#12
(22-04-2021, 12:10 PM)Fernando_R1 Escreveu: @Berzerk

Engraçado como são as coisas, chega a gente bicho velho, cascudo,  e vai falar na moralzinha com um juvenil fã de Naruto que ainda nos responde com um ar de autoridade, com uma superioridade cretina e a empáfia de quem é malandro demais para se fuder.

A melhor coisa a se fazer é deixar bater, a pedagogia do ensino da vida não falha.

Nem me fale.
Esse rapaz (tem 25 ou mais, não sei ao certo) tá fazendo até hoje papel de TROUXA na mão da mulherada. Eu já nem pergunto mais.
Agora está em "depressaum". 
NO GERAL eu vejo os HOMENS de hoje com uma idade mental/social/financeira/profissional MUITO ABAIXO da geração dos anos 70-80. Os rapazes de 20-25 anos de antes já estavam na maioria com a vida andando e totalmente independente dos pais. Os de hoje ficam nos jogos on line até quase 30 anos. Inverteu tudo, a mulherada é que é muito, muito mais esperta.
Vejam bem rapazes da mesma idade do fórum: eu disse A MAIORIA. Não precisa ficarem xatiadinhus. Sempre tem a minoria que está bem na frente. Vejam seus abiguinhos e tirem as suas conclusões.
Esse meu sobrinho de 25 anos (mais ou menos) fica enfiado o dia inteiro na internet (sabe TUDO, tem opinião formada pra TUDO, uma saco conversar com esses merdas de hoje), nem emprego definitivo tem ainda (estagiando), 100% dependente dos pais, conversa de adolescente do caraio.  Treinar? Nem pensar. Até outro dia sonhava em viver de jogos on line. E pelo jeito a maioria dos amigos deles na mesma.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)