Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Como lidar com gente estúpida?
#1
Sim, direto ao ponto.

Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?

Cada vez mais tenho ficado irritado e chego no final do dia com dor na mandíbula de ficar pressionando os dentes por irritação e ansiedade.

Impossível que somente eu esteja cercado por uma multidão de idiotas e panacas. E antes que falem eu simplesmente não consigo ignorar e cagar e andar.

A bebida me ajudou por um tempo, mas como eu tava fazendo muita merda decidi reduzir o máximo que pudesse. Então durante o dia tomo uns remédios fitoterapiCÚs e de noite bebo alternadamente. Mas isso não tá ajudando muito.

Qual é a mágica?
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#2
(05-03-2021, 12:29 PM)Merdingo Escreveu: Sim, direto ao ponto.

Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?

Cada vez mais tenho ficado irritado e chego no final do dia com dor na mandíbula de ficar pressionando os dentes por irritação e ansiedade.

Impossível que somente eu esteja cercado por uma multidão de idiotas e panacas. E antes que falem eu simplesmente não consigo ignorar e cagar e andar.

A bebida me ajudou por um tempo, mas como eu tava fazendo muita merda decidi reduzir o máximo que pudesse. Então durante o dia tomo uns remédios fitoterapiCÚs e de noite bebo alternadamente. Mas isso não tá ajudando muito.

Qual é a mágica?

Tenho passado por isso também. Descarregando em cigarro e bebida. Mas comecei a mudar e a falar diretamente na cara. Ao menos me deixa menos irritado
Responda-o
#3
Se a convivência é inevitável, não tem jeito.
O negócio é diminuir a interação ao mínimo patamar possível.

Manter-se distante e não dar intimidade, também é uma solução (sempre sendo educado, é claro). Pessoas deste tipo, normalmente, tentam sempre uma aproximação forçada para descobrir alguma coisa sobre sua vida e "populariza-lo", para dai, evitar que você seja uma ameaça no sentido de ser promovido na frente ou etc. Ou seja, ter algum tipo de controle sobre você.
No seu caso que é funcionário público, então não tem jeito, tem que aguentar ou tentar sair fora via outro concurso.

Eu seguiria a regra de me preservar neste caso.

Já no campo pessoal, acho que é mais fácil pois o poder de escolha é todo nosso sobre quem faz parte de nossa vida...
Não é possível que não existam algumas pessoas com os quais você não possa ter uma relação mais profunda. Uma ou duas que sejam.

Não estou querendo julgar, longe de mim, mas acho que a bebida não é um boa amiga (não ao menos o tempo todo) neste caso. É um subterfúgio válido, eventualmente, pra dar aquela fugida da realidade... mas querer desligar-se dela o tempo todo não vai ajudar. Então acho que diminuir é uma boa.

Nossa vida pessoal, normalmente, age como um fator "compensatório" das mazelas profissionais... pois teoricamente, temos completo controle sobre ela.
Se isso não está acontecendo talvez seja hora de rever algumas coisas, tais como: quem são seus amigos (se são amigos mesmos), familiares (não somos obrigados a conviver com todos), lazeres, atividades nos momentos de ócio e etc.

Essa é minha opinião, sem querer cagar regra.

Todos temos nossos questionamentos e angustias internos, isso é normal. Só não podemos deixar isso nos destruir com hábitos ruins.
Desenvolver espiritualidade também é uma solução, transcendência e entender questões da existência... creio que nesta trajetória, nos tornaremos mais serenos e empáticos com relação a mediocridade alheia (se incomodar com isso, também é sinal de baixo nível de consciência), e me parece ser o próximo passo lógico de busca pessoal, após a conquista da estabilidade financeira. Não é nada anormal, termos um desenvolvimento físico e financeiro bacanas, mas ficarmos em débito com questões mais elevadas... tem muito playboy lunático perdido na vida... pessoas que na teoria, vivem diariamente o que para muitos será apenas um sonho.

E o motivo é justamente esse, em um pais onde valorizamos tudo o que é superficial e efêmero, achamos que "quem tem grana, come muiê, zera a vida". E não, as coisas não são assim.
Existem muitos desafios após calçar o pé de meia e é fácil se perder quando parece que já conquistamos "tudo" (segundo a lógica do chimpa médio).

Seu problema é o mesmo de muitos.

EDIT: Acrescentei dois parágrafos que me vieram a mente agora.
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#4
(05-03-2021, 12:44 PM)jopevas Escreveu:
(05-03-2021, 12:29 PM)Merdingo Escreveu: Sim, direto ao ponto.

Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?

Cada vez mais tenho ficado irritado e chego no final do dia com dor na mandíbula de ficar pressionando os dentes por irritação e ansiedade.

Impossível que somente eu esteja cercado por uma multidão de idiotas e panacas. E antes que falem eu simplesmente não consigo ignorar e cagar e andar.

A bebida me ajudou por um tempo, mas como eu tava fazendo muita merda decidi reduzir o máximo que pudesse. Então durante o dia tomo uns remédios fitoterapiCÚs e de noite bebo alternadamente. Mas isso não tá ajudando muito.

Qual é a mágica?

Tenho passado por isso também. Descarregando em cigarro e bebida. Mas comecei a mudar e a falar diretamente na cara. Ao menos me deixa menos irritado

Então, eu tava nessa de cigarro e bebida, mas aí além de estar fodendo minha vida por causa dos outros eu tava fazendo outras paradas erradas que não valiam a pena.

O remédio fitoterápico ajuda, mas não faz milagre. Hoje tomei três já. 

E falar na cara ajuda mas tem trazido inimizades, além de ficarem querendo te sabotar..
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#5
As únicas coisas a serem feitas é:

Spoiler Revelar
NADA, sempre existirá idiotas!

O que devemos é continuar tentando e não se influenciar, no final sempre seremos idiotas no sentido político da palavra e até filosófico, então resta a máxima de Platão/socrates;  Só sei que nada sei.

Então, não se influêncie, não ligue e sempre saiba que você sempre será um idiota, só que menor pois acredito que sempre irá buscar conhecimento.

                Passei, vi e, ao contrário deles, venci.
Responda-o
#6
(05-03-2021, 12:29 PM)Merdingo Escreveu: Sim, direto ao ponto.

Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?

Cada vez mais tenho ficado irritado e chego no final do dia com dor na mandíbula de ficar pressionando os dentes por irritação e ansiedade.

Impossível que somente eu esteja cercado por uma multidão de idiotas e panacas. E antes que falem eu simplesmente não consigo ignorar e cagar e andar.

A bebida me ajudou por um tempo, mas como eu tava fazendo muita merda decidi reduzir o máximo que pudesse. Então durante o dia tomo uns remédios fitoterapiCÚs e de noite bebo alternadamente. Mas isso não tá ajudando muito.

Qual é a mágica?

Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.
Responda-o
#7
(05-03-2021, 12:50 PM)Merdingo Escreveu:
(05-03-2021, 12:44 PM)jopevas Escreveu: Tenho passado por isso também. Descarregando em cigarro e bebida. Mas comecei a mudar e a falar diretamente na cara. Ao menos me deixa menos irritado

Então, eu tava nessa de cigarro e bebida, mas aí além de estar fodendo minha vida por causa dos outros eu tava fazendo outras paradas erradas que não valiam a pena.

O remédio fitoterápico ajuda, mas não faz milagre. Hoje tomei três já. 

E falar na cara ajuda mas tem trazido inimizades, além de ficarem querendo te sabotar..

Claro. Mas passageiro. Não vejo como cigarro e bebida uma coisa horrível. Mas óbvio, se começa a prejudicar no convívio com os demais, aí tem que cortar. 

Essa história de inimizade já nem ligo mais. Melhor do que o cara ouvir ou tolerar por muito tempo alguma merda.
Responda-o
#8
(05-03-2021, 01:06 PM)Berzerk Escreveu:
(05-03-2021, 12:29 PM)Merdingo Escreveu: Sim, direto ao ponto.

Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?

Cada vez mais tenho ficado irritado e chego no final do dia com dor na mandíbula de ficar pressionando os dentes por irritação e ansiedade.

Impossível que somente eu esteja cercado por uma multidão de idiotas e panacas. E antes que falem eu simplesmente não consigo ignorar e cagar e andar.

A bebida me ajudou por um tempo, mas como eu tava fazendo muita merda decidi reduzir o máximo que pudesse. Então durante o dia tomo uns remédios fitoterapiCÚs e de noite bebo alternadamente. Mas isso não tá ajudando muito.

Qual é a mágica?

Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.

Acho que fechou o tópico. E muitos idiotas no mundo não é necessariamente ruim.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#9
Não adianta, nas relacões humanas nós vamos deparar com idiotas, fdp deitões, gente medíocre, sem noção, etc ... é impossível passar pela existência do tempo-espaço sem aflições, problemas, chateações, etc. NÃO DÁ PARA RESOLVER ISTO!

Tem que ver também se a tua postura no trabalho dá brechas para que esse tipo de gente se encoste perto de ti, seja honesto e faça uma auto análise.

Este negócio de ansiedade precisa ser controlado cara, essa agitação de nervosismo provém geralmente de uma mente inquieta e isto por causa de terceiros pode trazer uma porrada de doenças somatizantes, ao chegar do trabalho faça um exercício de desaceleração, faça um descarrego de informação inútil, esqueça os parente mala, seus colega de trabalho 'paunocu', etc ... tire pelo menos meia hora para dar um reboot na sua mente, dê uma parada para pensar em nada, e se isto ainda o afligir considere arrumar ajuda de um psicólogo, leitura da bíblia, um culto/missa podem servir muito bem.

Cerveja e cigarro são paleativos, hoje mesmo vou comprar meu cigarrinho e voltar para casa caminhando e fumando um carlton do descarrego de estresse, mas não passará disto, só voltarei a lembrar do serviço só na segunda-feira de manhã quando botar o pé no escritório.
Responda-o
#10
Se você é a pessoa mais inteligente da sala, se porte como tal.

Por qual razão você considera o que idiotas inferiores falam ou deixam de falar? Encare-os como crianças a serem orientadas e disciplinadas. No final do dia vai ser uma boa forma de exercitar sua paciência. Não existe meio de se isolar e se blindar da burrice e ignorância.

Na verdade, eu sinceramente acho que outra coisa, outro motivo está te deixando de "pavio curto", não necessariamente os idiotas.

Você não pode vencê-los, nem se juntar a eles. Então simplesmente não tente combater.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#11
(05-03-2021, 02:09 PM)Fernando_R1 Escreveu: Não adianta, nas relacões humanas nós vamos deparar com idiotas, fdp deitões, gente medíocre, sem noção, etc ... é impossível passar pela existência do tempo-espaço sem aflições, problemas, chateações, etc. NÃO DÁ PARA RESOLVER ISTO!

Tem que ver também se a tua postura no trabalho dá brechas para que esse tipo de gente se encoste perto de ti, seja honesto e faça uma auto análise.

Este negócio de ansiedade precisa ser controlado cara, essa agitação de nervosismo provém geralmente de uma mente inquieta e isto por causa de terceiros pode trazer uma porrada de doenças somatizantes, ao chegar do trabalho faça um exercício de desaceleração, faça um descarrego de informação inútil, esqueça os parente mala, seus colega de trabalho 'paunocu', etc ... tire pelo menos meia hora para dar um reboot na sua mente, dê uma parada para pensar em nada, e se isto ainda o afligir considere arrumar ajuda de um psicólogo, leitura da bíblia, um culto/missa podem servir muito bem.

Cerveja e cigarro são paleativos, hoje mesmo vou comprar meu cigarrinho e voltar para casa caminhando e fumando um carlton do descarrego de estresse, mas não passará disto, só voltarei a lembrar do serviço só na segunda-feira de manhã quando botar o pé no escritório.

Gargalhada Gargalhada

Melhor conselho!
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#12
(05-03-2021, 12:50 PM)Bandeirante Paulista Escreveu: Se a convivência é inevitável, não tem jeito.
O negócio é diminuir a interação ao mínimo patamar possível.

Manter-se distante e não dar intimidade, também é uma solução (sempre sendo educado, é claro). Pessoas deste tipo, normalmente, tentam sempre uma aproximação forçada para descobrir alguma coisa sobre sua vida e "populariza-lo", para dai, evitar que você seja uma ameaça no sentido de ser promovido na frente ou etc. Ou seja, ter algum tipo de controle sobre você.
No seu caso que é funcionário público, então não tem jeito, tem que aguentar ou tentar sair fora via outro concurso.

Eu seguiria a regra de me preservar neste caso.

Já no campo pessoal, acho que é mais fácil pois o poder de escolha é todo nosso sobre quem faz parte de nossa vida...
Não é possível que não existam algumas pessoas com os quais você não possa ter uma relação mais profunda. Uma ou duas que sejam.

Não estou querendo julgar, longe de mim, mas acho que a bebida não é um boa amiga (não ao menos o tempo todo) neste caso. É um subterfúgio válido, eventualmente, pra dar aquela fugida da realidade... mas querer desligar-se dela o tempo todo não vai ajudar. Então acho que diminuir é uma boa.

Nossa vida pessoal, normalmente, age como um fator "compensatório" das mazelas profissionais... pois teoricamente, temos completo controle sobre ela.
Se isso não está acontecendo talvez seja hora de rever algumas coisas, tais como: quem são seus amigos (se são amigos mesmos), familiares (não somos obrigados a conviver com todos), lazeres, atividades nos momentos de ócio e etc.

Essa é minha opinião, sem querer cagar regra.

Todos temos nossos questionamentos e angustias internos, isso é normal. Só não podemos deixar isso nos destruir com hábitos ruins.
Desenvolver espiritualidade também é uma solução, transcendência e entender questões da existência... creio que nesta trajetória, nos tornaremos mais serenos e empáticos com relação a mediocridade alheia (se incomodar com isso, também é sinal de baixo nível de consciência), e me parece ser o próximo passo lógico de busca pessoal, após a conquista da estabilidade financeira. Não é nada anormal, termos um desenvolvimento físico e financeiro bacanas, mas ficarmos em débito com questões mais elevadas... tem muito playboy lunático perdido na vida... pessoas que na teoria, vivem diariamente o que para muitos será apenas um sonho.

E o motivo é justamente esse, em um pais onde valorizamos tudo o que é superficial e efêmero, achamos que "quem tem grana, come muiê, zera a vida". E não, as coisas não são assim.
Existem muitos desafios após calçar o pé de meia e é fácil se perder quando parece que já conquistamos "tudo" (segundo a lógica do chimpa médio).

Seu problema é o mesmo de muitos.

EDIT: Acrescentei dois parágrafos que me vieram a mente agora.

Valeu Bandeira, vou pensar sobre isso. Eu sou meio loucão mesmo.

(05-03-2021, 12:58 PM)Bastardo Escreveu: As únicas coisas a serem feitas é:

Spoiler Revelar
NADA, sempre existirá idiotas!

O que devemos é continuar tentando e não se influenciar, no final sempre seremos idiotas no sentido político da palavra e até filosófico, então resta a máxima de Platão/socrates;  Só sei que nada sei.

Então, não se influêncie, não ligue e sempre saiba que você sempre será um idiota, só que menor pois acredito que sempre irá buscar conhecimento.

Aí desanima piá

(05-03-2021, 01:06 PM)Berzerk Escreveu:
(05-03-2021, 12:29 PM)Merdingo Escreveu: Sim, direto ao ponto.

Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?

Cada vez mais tenho ficado irritado e chego no final do dia com dor na mandíbula de ficar pressionando os dentes por irritação e ansiedade.

Impossível que somente eu esteja cercado por uma multidão de idiotas e panacas. E antes que falem eu simplesmente não consigo ignorar e cagar e andar.

A bebida me ajudou por um tempo, mas como eu tava fazendo muita merda decidi reduzir o máximo que pudesse. Então durante o dia tomo uns remédios fitoterapiCÚs e de noite bebo alternadamente. Mas isso não tá ajudando muito.

Qual é a mágica?

Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.

É claro que o problema sou eu. Por isso vim aqui pedir opiniões.

Se eu não tomar remédio em menos de 1 ano vou ter que fazer implante dentário. Tão td roídos já.

Pelo menos a nuca não está queimada.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#13
(05-03-2021, 02:04 PM)Trglodita Escreveu:
(05-03-2021, 01:06 PM)Berzerk Escreveu: Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.

Acho que fechou o tópico. E muitos idiotas no mundo não é necessariamente ruim.

Claro que é ruim, a merda que esse povo faz SEMPRE respinga na gente.

(05-03-2021, 02:09 PM)Fernando_R1 Escreveu: Não adianta, nas relacões humanas nós vamos deparar com idiotas, fdp deitões, gente medíocre, sem noção, etc ... é impossível passar pela existência do tempo-espaço sem aflições, problemas, chateações, etc. NÃO DÁ PARA RESOLVER ISTO!

Tem que ver também se a tua postura no trabalho dá brechas para que esse tipo de gente se encoste perto de ti, seja honesto e faça uma auto análise.

Este negócio de ansiedade precisa ser controlado cara, essa agitação de nervosismo provém geralmente de uma mente inquieta e isto por causa de terceiros pode trazer uma porrada de doenças somatizantes, ao chegar do trabalho faça um exercício de desaceleração, faça um descarrego de informação inútil, esqueça os parente mala, seus colega de trabalho 'paunocu', etc ... tire pelo menos meia hora para dar um reboot na sua mente, dê uma parada para pensar em nada, e se isto ainda o afligir considere arrumar ajuda de um psicólogo, leitura da bíblia, um culto/missa podem servir muito bem.

Cerveja e cigarro são paleativos, hoje mesmo vou comprar meu cigarrinho e voltar para casa caminhando e fumando um carlton do descarrego de estresse, mas não passará disto, só voltarei a lembrar do serviço só na segunda-feira de manhã quando botar o pé no escritório.

Eu já tentei isso. Resolve por uns dias e quando vejo tô na rotina de novo. Vou comprar cerveja hoje.

Ficar bêbado, fumar e comer alguma casada ou fechar alguma zona.

(05-03-2021, 02:10 PM)Gorlami Escreveu: Se você é a pessoa mais inteligente da sala, se porte como tal.

Por qual razão você considera o que idiotas inferiores falam ou deixam de falar? Encare-os como crianças a serem orientadas e disciplinadas. No final do dia vai ser uma boa forma de exercitar sua paciência. Não existe meio de se isolar e se blindar da burrice e ignorância.

Na verdade, eu sinceramente acho que outra coisa, outro motivo está te deixando de "pavio curto", não necessariamente os idiotas.

Você não pode vencê-los, nem se juntar a eles. Então simplesmente não tente combater.

Me irrito até de ouvir asneiras. Sugestões descabidas ou coisas do tipo "se eu fosse você.."
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#14
[quote pid='94451' dateline='1614966669']

(05-03-2021, 01:06 PM)Berzerk Escreveu: Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.

É claro que o problema sou eu. Por isso vim aqui pedir opiniões.

Se eu não tomar remédio em menos de 1 ano vou ter que fazer implante dentário. Tão td roídos já.

Pelo menos a nuca não está queimada.
[/quote]

Faltou o exemplo de idiota fazendo idiotice no trampo... diz aí pra eu entender o que te irrita tanto.
Responda-o
#15
(05-03-2021, 02:51 PM)Merdingo Escreveu:
(05-03-2021, 12:50 PM)Bandeirante Paulista Escreveu: Se a convivência é inevitável, não tem jeito.
O negócio é diminuir a interação ao mínimo patamar possível.

Manter-se distante e não dar intimidade, também é uma solução (sempre sendo educado, é claro). Pessoas deste tipo, normalmente, tentam sempre uma aproximação forçada para descobrir alguma coisa sobre sua vida e "populariza-lo", para dai, evitar que você seja uma ameaça no sentido de ser promovido na frente ou etc. Ou seja, ter algum tipo de controle sobre você.
No seu caso que é funcionário público, então não tem jeito, tem que aguentar ou tentar sair fora via outro concurso.

Eu seguiria a regra de me preservar neste caso.

Já no campo pessoal, acho que é mais fácil pois o poder de escolha é todo nosso sobre quem faz parte de nossa vida...
Não é possível que não existam algumas pessoas com os quais você não possa ter uma relação mais profunda. Uma ou duas que sejam.

Não estou querendo julgar, longe de mim, mas acho que a bebida não é um boa amiga (não ao menos o tempo todo) neste caso. É um subterfúgio válido, eventualmente, pra dar aquela fugida da realidade... mas querer desligar-se dela o tempo todo não vai ajudar. Então acho que diminuir é uma boa.

Nossa vida pessoal, normalmente, age como um fator "compensatório" das mazelas profissionais... pois teoricamente, temos completo controle sobre ela.
Se isso não está acontecendo talvez seja hora de rever algumas coisas, tais como: quem são seus amigos (se são amigos mesmos), familiares (não somos obrigados a conviver com todos), lazeres, atividades nos momentos de ócio e etc.

Essa é minha opinião, sem querer cagar regra.

Todos temos nossos questionamentos e angustias internos, isso é normal. Só não podemos deixar isso nos destruir com hábitos ruins.
Desenvolver espiritualidade também é uma solução, transcendência e entender questões da existência... creio que nesta trajetória, nos tornaremos mais serenos e empáticos com relação a mediocridade alheia (se incomodar com isso, também é sinal de baixo nível de consciência), e me parece ser o próximo passo lógico de busca pessoal, após a conquista da estabilidade financeira. Não é nada anormal, termos um desenvolvimento físico e financeiro bacanas, mas ficarmos em débito com questões mais elevadas... tem muito playboy lunático perdido na vida... pessoas que na teoria, vivem diariamente o que para muitos será apenas um sonho.

E o motivo é justamente esse, em um pais onde valorizamos tudo o que é superficial e efêmero, achamos que "quem tem grana, come muiê, zera a vida". E não, as coisas não são assim.
Existem muitos desafios após calçar o pé de meia e é fácil se perder quando parece que já conquistamos "tudo" (segundo a lógica do chimpa médio).

Seu problema é o mesmo de muitos.

EDIT: Acrescentei dois parágrafos que me vieram a mente agora.

Valeu Bandeira, vou pensar sobre isso. Eu sou meio loucão mesmo.

(05-03-2021, 12:58 PM)Bastardo Escreveu: As únicas coisas a serem feitas é:

Spoiler Revelar
NADA, sempre existirá idiotas!

O que devemos é continuar tentando e não se influenciar, no final sempre seremos idiotas no sentido político da palavra e até filosófico, então resta a máxima de Platão/socrates;  Só sei que nada sei.

Então, não se influêncie, não ligue e sempre saiba que você sempre será um idiota, só que menor pois acredito que sempre irá buscar conhecimento.

Aí desanima piá

(05-03-2021, 01:06 PM)Berzerk Escreveu: Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.

É claro que o problema sou eu. Por isso vim aqui pedir opiniões.

Se eu não tomar remédio em menos de 1 ano vou ter que fazer implante dentário. Tão td roídos já.

Pelo menos a nuca não está queimada.

Manda fazer uma placa dentária pra evitar isso.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#16
(05-03-2021, 03:15 PM)Berzerk Escreveu: [quote pid='94451' dateline='1614966669']

(05-03-2021, 01:06 PM)Berzerk Escreveu: Velho, acho que o problema é VOCÊ.

É sério, tô tentando ajudar. Ainda mais por essa de ficar bebendo e tomando remédio por causa disso.

Mesmo por que a única coisa que você pode mudar é você mesmo. Os outros...

Fala um exemplo aí de idiota fazendo idiotice do trampo só pra eu ter ideia do que vc tá falando.

É claro que o problema sou eu. Por isso vim aqui pedir opiniões.

Se eu não tomar remédio em menos de 1 ano vou ter que fazer implante dentário. Tão td roídos já.

Pelo menos a nuca não está queimada.

Faltou o exemplo de idiota fazendo idiotice no trampo... diz aí pra eu entender o que te irrita tanto.
[/quote]

Direcionamento de recursos públicos para ações/obras idiotas

Exigências de prazos humanamente impossíveis

Decisões babacas executivas por pessoas em cargos eletivos

Setores sobrecarregados com mão de obra escassa

Ausência de infraestrutura compatível com a exigência  de trabalho 

Setores lotados de gente coçando o cu o dia todo, que todo mundo ve e nao faz nada pra mudar

Os mesmos supracitados fazendo fofoca o dia todo e criando problemas pra quem trabalha

Inúmeros problemas criados por desmandos políticos anteriores

Denúncias descabidas anonimas de municipes devendo explicações para MP e TCE

Atendimento a ignorantes tendo que aturar estupidez, grosseria por assuntos de merda

Entre outros

Acredito que seja suficiente, nem preciso entrar no âmbito pessoal

(05-03-2021, 03:26 PM)Trglodita Escreveu:
(05-03-2021, 02:51 PM)Merdingo Escreveu: Valeu Bandeira, vou pensar sobre isso. Eu sou meio loucão mesmo.


Aí desanima piá


É claro que o problema sou eu. Por isso vim aqui pedir opiniões.

Se eu não tomar remédio em menos de 1 ano vou ter que fazer implante dentário. Tão td roídos já.

Pelo menos a nuca não está queimada.

Manda fazer uma placa dentária pra evitar isso.

Usava pra dormir, de dia não tem como usar. Atualmente nem uso mais, cara se baba todo, acorda com um bafão de cu de gorda..
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#17
@Merdingo

Jovem, você está carregando um peso que não é seu, coisas que sequer você vai conseguir mudar, largue essa presunção vaidosa de que é sua função resolver e corrigir os problemas dos outros.

Sua saúde e sua sanidade vão agradecer, vai por mim!
Responda-o
#18
Citação:Direcionamento de recursos públicos para ações/obras idiotas
Exigências de prazos humanamente impossíveis
Decisões babacas executivas por pessoas em cargos eletivos
Setores sobrecarregados com mão de obra escassa
Ausência de infraestrutura compatível com a exigência  de trabalho 
Setores lotados de gente coçando o cu o dia todo, que todo mundo ve e nao faz nada pra mudar
Os mesmos supracitados fazendo fofoca o dia todo e criando problemas pra quem trabalha
Inúmeros problemas criados por desmandos políticos anteriores
Denúncias descabidas anonimas de municipes devendo explicações para MP e TCE
Atendimento a ignorantes tendo que aturar estupidez, grosseria por assuntos de merda
Entre outros
Acredito que seja suficiente, nem preciso entrar no âmbito pessoal
Tá louco, bicho, muito ruim, pede pra ser exonerado. trollface

Citação:Usava pra dormir, de dia não tem como usar. Atualmente nem uso mais, cara se baba todo, acorda com um bafão de cu de gorda.

Tem uns de silicone agora que dá pra usar durante o dia.

E acredito que está te faltando inteligência emocional.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#19
(05-03-2021, 03:37 PM)Merdingo Escreveu: Direcionamento de recursos públicos para ações/obras idiotas

Exigências de prazos humanamente impossíveis

Decisões babacas executivas por pessoas em cargos eletivos

Setores sobrecarregados com mão de obra escassa

Ausência de infraestrutura compatível com a exigência  de trabalho 

Setores lotados de gente coçando o cu o dia todo, que todo mundo ve e nao faz nada pra mudar

Os mesmos supracitados fazendo fofoca o dia todo e criando problemas pra quem trabalha

Inúmeros problemas criados por desmandos políticos anteriores

Denúncias descabidas anonimas de municipes devendo explicações para MP e TCE

Atendimento a ignorantes tendo que aturar estupidez, grosseria por assuntos de merda

Entre outros

Acredito que seja suficiente, nem preciso entrar no âmbito pessoal


Tá de brinqs.
TUDO ISSO AÍ não tem o o que vc possa fazer. Só vai se remoer e se corroer por dentro.
O conselho mais óbvio (e mais idiota) seria sair fora dessa merda, mas provavelmente e a essa altura do campeonato não dê...
Eu não tenho como responder à pergunta do tópico
"Como vocês tem lidado com esta horda de gente burra e estúpida por todos os lados, principalmente no campo profissonal?"
Por que no meu mundo (empresa privada) esse tipo de idiotice não prevalece. O próprio sistema destrói essa situação extrema, só vai pra frente e perdura quem trabalha razoavelmente direito... a idiotice geral é infinitamente menor.
VEJA BEM, não estou falando que o meu mundo é melhor que o seu, só é diferente e tem OUTRO TIPO de stress.
Responda-o
#20
Eis um belo tópico.

Isso precisa ser abordado, pois o número de pessoas imbecis só aumenta. Fico impressionado.

No mundo corporativo então, nem se fala. Também tive problemas com mentecaptos no ambiente de trabalho. Basta você apenas comentar algo simples sobre um livro que leu ou uma matéria de jornal que já criam um esteriótipo para a sua pessoa. Isso aconteceu comigo. A falta de capacidade intelectual desse tipo de gente me assusta. Por isso que procuro manter meu intelecto sempre em boa forma para não me descuidar e cair no podre costume de falar sandices. 

Meu nobre, te entendo perfeitamente, eu também voltava pra casa muito irritado e mal conseguia dormir direito. Esse tipo de gente só tem merda na cabeça. Incrível. Logo, após refletir bastante, cheguei a conclusão de que o melhor a se fazer seria justamente ser apenas educado e nada mais. Limitar-me a apenas cumprimentos, falas objetivas e diretas que não deem gancho para outros assuntos.

Infelizmente, essas tralhas gostam de ficar o tempo todo tentando ter acesso sobre nós de alguma forma, fazer com que falemos de coisas pessoais, procuram coletar informações para criar fofocas e intrigas (o que mais me irrita é que tem marmanjos fazendo isso). Até mesmo lideranças tentam fazer isso. 

Então, antes de encerrar minha singela contribuição junto ao tópico, digo que não deve procurar refúgio na bebida, cigarro ou qualquer outro hábito nocivo. Pois essas malas não vão deixar de existir (infelizmente), portanto, o melhor a se fazer é ignorá-las e procurar boas práticas para manter sua mente saudável. 

Acredite, não vale à pena. Pessoal da mediocridade é isso aí mesmo...
"Há sempre uma formalidade na agulha de uma pistola.''
- James Bond
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [REFLEXÃO] Como lidar com a solidão - Por: Teophilo Madroox Mx 41 9,869 31-05-2020, 03:13 PM
Última Postagem: Gent
  [REFLEXÃO] Como lidar com a derrota Patrulheiro 8 2,232 11-12-2019, 10:16 AM
Última Postagem: Filho de Krypton
  [REFLEXÃO] Como lidar com o Fracasso pr99 12 2,379 12-10-2016, 05:24 PM
Última Postagem: Héracles

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)