Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Projeto Innocence Brasil
#1
Lá no tópico Seção Nelson Rubens eu postei isso um tempo atrás:

(28-04-2019, 05:55 PM)Libertador Escreveu: [Image: 57503140-645549702582636-2489965654443032576-n.jpg]


No verão de 2002, Banks foi preso e acusado depois da colega de classe Wanetta Gibson acusá-lo falsamente de arrastá-la para uma escadaria da Escola Politécnica e tê-la estuprado. Confrontado com uma sentença podendo variar de 41 anos de prisão à vitalícia, ele aceitou um acordo judicial que incluiu 5 anos na prisão, 5 anos de liberdade condicional, e registrar-se como um agressor sexual. Wanetta Gibson e sua mãe Wanda Rhodes processaram o Distrito Escolar Unificado de Long Beach, alegando que o campus da Politécnica não era um ambiente seguro, e ganhou US$1,5 milhões em acordo final.

Em março de 2011, Wanetta contactou Banks no Facebook, encontrou-se com ele, e admitiu que ela tinha inventado a história. Banks secretamente gravou a confissão, porém Wanetta recusou-se a repeti-la para os procuradores, já que não queria devolver o dinheiro que ela e sua respectiva mãe conseguiram no tribunal. No entanto, Banks levou a gravação aos procuradores, e com a ajuda dos advogados do Projeto Inocência da Califórnia, o Condado de Los Angeles derrubou a convicção de Banks em 24 de maio de 2012.

Em 12 de abril de 2013, o Distrito Escolar Unificado de Long Beach anunciou que estava processando Wanetta Gibson por US$2 milhões, em um esforço para recuperar o valor de US$1,5 milhão que Wanetta recebeu, junto com os honorários de advogado e danos punitivos. Em 14 de junho de 2013, o distrito escolar ganhou uma sentença de US$2,6 milhões contra Gibson, que inclui o acordo de US$750.000 inicialmente pago para ela, junto com os honorários advocatícios, juros, e US$1 milhão em danos punitivos.

Banks agora serve como um porta-voz do Projeto Inocência da Califórnia e está trabalhando em um documentário sobre a sua história.

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Brian_Ba...americano)

E esse é só UM caso entre o de muitos homens ao redor do Mundo. Muitos homens são prejudicados de forma irreversível por falsas acusações de estupro sem nunca serem inocentados.

No caso dele, mesmo sendo inocentado, perdeu preciosos anos do seu auge físico que poderiam ser usados no esporte.

Link do filme dele:

Spoiler Revelar
Filme autobiográfico:


Brian Banks (2018)

"A inspiradora história real de Brian Banks, um astro de futebol americano do ensino médio comprometido com a USC, que encontra sua vida derrubada quando é erroneamente condenado por um crime que não cometeu. Apesar da falta de provas, Banks é atropelado por um sistema de justiça quebrado e é condenado a uma década de prisão e liberdade condicional. Anos mais tarde, com o apoio de Justin Brooks e do California Innocence Project, Banks luta para recuperar sua vida e realizar seus sonhos de jogar na NFL"

Link IMDB: https://www.imdb.com/title/tt3920820/

(Acredito que esse filme só foi apresentado em eventos especiais de cinema, pro público geral sairá em agosto desse ano)


Trailer:




Eu estava conversando ontem com alguns veteranos sobre como seria interessante a gente ter uma ong ou algo do tipo aqui no Brasil com assessoria jurídica aos homens que sofrem essas denuncias falsas, para defende-los e fazer as criminosas pagarem por suas atitudes criminosas. Porque as denuncias estão cada vez mais absurdas e não há punição para essa palhaçada e muitas vezes os caras acabam tendo que se virar sozinhos sem saber para que lado ir e como proceder. Eu mesmo sofri uma denuncia falsa ano passado e estou correndo atrás por conta própria, sendo que podíamos montar algo estruturado na real para ajudar os realistas e conhecidos e quem mais precisar disso.

Até que eu vi hoje que esse projeto inocência está funcionando no Brasil. https://www.innocencebrasil.org/

Aos realistas que são da área jurídica, vi que tem uma aba no site para se inscrever como voluntário, vocês acham que vale a pena nos inscrevermos e voluntariarmos para ajudar e aprender como funciona o sistema deles em vez de criar um do zero? Me pareceu ser a ideia mais lógica.

Um coisa que desanimou foi ver que no site que na liderança do projeto innocence nacional dos três diretores 2 são mulheres. E que quase metade da equipe é formado por mulheres também. Mas, acho que talvez mesmo assim pode ser válido nos voluntariarmos para aprender como funciona, entender a logística e crescer lá dentro para estar na liderança do projeto estadual que aparentemente ainda não formaram, então é uma boa hora para entrar e crescer lá dentro. E também porque se um dia quisermos montar um projeto nosso podemos ter uma boa noção prática sobre como começar e como estruturar. 

O que acham?
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#2
Não sei bem como eu poderia ajudar, mas achei a ideia boa.
Realmente estamos muito expostos a esse problema atualmente
Responda-o
#3
Ideia excelente, mas não acho que o site em si possa ajudar muito, esse negócio de ter mais mulheres do que homens em algo que, em tese, é para representar homens não soa bem... isso aconteceu com o movimento dos direitos dos homens, que com o tempo foi sendo cada vez mais frequentado por mulheres, e hoje não conquistou nada do que se propôs.
O que daria para fazer é pegar a ideia e refaze-la aqui no brasil de forma original, a questão é quem teria o brio para isso
Responda-o
#4
Parece que é uma ong que tem apoio da filantropica e "pequena" fundação FGV que cobra mais de 4 k nas mensalidades Troll-feminino

E tal apoio pode ser deduzido do IR para os patrocinadores.  E o filtro seletivo das causas? Se o abacaxi estiver visível adotam a causa, procuram nulidades e erros de todos que atuaram na persecução e aplicação da lei. Check -list.

Não são defensoria pública, mas grandes escritórios com respaldo $$$$ e com orientação progressista.  Para o advogado umbigo no balcão que exerce advocacia não empresarial dedicar-se a causas complexas poderia prejudicar até o próprios vencimentos num mercado concorrido.

Uma grande causa injusta pode gerar uma indenização grande perante o Estado  Angel e em quem o injustiçado irá ter confiança, no amigo da ong ou num estranho?


Eu mesmo sofri uma denuncia falsa ano passado e estou correndo atrás por conta própria, sendo que podíamos montar algo estruturado na real para ajudar os realistas e conhecidos e quem mais precisar disso.

Dependo da narrativa que expor ainda que hipotética podemos ver qual a conduta preventiva que a vitima de falsa denuncia pode ter diante e até antes de ser efetivada perante as autoridades policiais feministas. A construção de protocolos preventivos e orientações são bastantes úteis.
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#5
Pode ser uma boa ideia. Mas nós temos que ser só nós, como um grupo. A real fez muito pelo Brasil, está cheio de canal redpill no YouTube. O feminismo é tirânico, parece q certos grupos se unem para acusar homens de estupro e ganhar uma grana com isso.

https://youtu.be/pYJtwuh_wQo
Responda-o
#6
A ideia é muito boa e concordo com os camaradas a respeito dessa "ong" já existente.
Não daria certo esse tipo de organização voltada para homens com a maioria mulheres na diretoria/comando.

O grande problema que vejo tudo é a disponibilidade e condição dos camaradas formados no Direito em ajudar.
Digo pois um sujeito recém-formado não pode se dar ao luxo de advogar sem custos, ainda mais nesse mercado insano que é o Direito.

Eu mesmo estaria disposto a ajudar, hoje não advogo pelo cargo que ocupo, mas vejo com bons olhos exercer essa atividade no futuro. Mas sem uma mínima estabilidade financeira do camarada disposto a ajudar, fica complicado.
Responda-o
#7
Grande @Libertador, a idéia é sensacional e eu até posso dar um voto de boa fé que o trabalho desta ong seja honesto, sério e confiável... mas, até que ponto?

Fazendo um gancho quanto essa questão de haver mulheres na linha de frente deste projeto, honestamente eu fico com o pé atrás sim, mesmo trabalhando com uma advogada que tem uma visão completamente diferente das demais, porém, reitero em argumentar até que ponto esse trabalho é sério e confiável?

Enfim, me coloco para auxiliar dentro das minhas limitações e, aproveitando o ensejo, devo lembrar aos demais que também temos um tópico para esclarecimentos e auxílio jurídico, que deve ser movimentada.
"Fiat justitia, et pereat mundus..."
Responda-o
#8
Muito bem lembrado a questão desse tópico de esclarecimentos e auxílio jurídico.

Deixando aqui uma ideia, que não sei se é viável ou não, que seria a criação de uma área no fórum exclusiva para esses temas voltados ao ordenamento jurídico brasileiro. Talvez com mais uma aba lá na área de humanas e política.

E, nesse espaço, seria colocado esses tópicos.
Por exemplo: divórcios, pensão alimentícia, temas constitucionais, direito administrativo, penal, código de defesa do consumidor, e por aí vai.

Eu mesmo poderia contribuir, principalmente no que tange o direito administrativo.
Não precisa ser nada aprofundado, mas com certeza daria uma boa base para todos os camaradas que participam do reduto.

Enfim, pode ser até uma ideia furada, de fato não sei se há possibilidade ou até necessidade disso, mas fica aí registrado, de qualquer forma.
@Libertador @Admin
Responda-o
#9
"Mercado" pra isso existe. Basta observar a página do Advogado Eduardo Camargo, que trabalha com essas causas, relatando tudo em sua página.

https://www.bemparana.com.br/noticia/cas...uDm-qZv-M8

Vejam o resultado: perseguição e mais perseguição. Acho uma excelente ideia aproveitar a privacidade do fórum pra prestar essa ajuda. Essa ONG, se fosse séria e realmente ajudasse homens honestos, estaria sendo perseguida também. O simples fato do sistema fazer vistas grossas pra esse projeto, já não me transmite confiança.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#10
Como já vi um pastor americano falar: armadilhas sexuais. Essa mulher achou alguma brecha pra acusar esse cara. Na certa tinha contato com ele. Isso é sinal evidente de leis desequilibradas. O fazem de propósito, vidas de machos não importam. Só mudando / revogando essas leis. A palavra da mulher tem fé pública. Em breve será crime ser homem.
Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força. Agir com sabedoria assegura o sucesso. - Salomão em Eclesiastes 10.10.
Muito cara legal foi parar debaixo de uma ponte por causa de uma mulher. - Bukowski.
As maiores redpills ouvimos da boca de mulheres.
Responda-o
#11
(10-06-2020, 09:16 AM)hjr_10 Escreveu: Muito bem lembrado a questão desse tópico de esclarecimentos e auxílio jurídico.

Deixando aqui uma ideia, que não sei se é viável ou não, que seria a criação de uma área no fórum exclusiva para esses temas voltados ao ordenamento jurídico brasileiro. Talvez com mais uma aba lá na área de humanas e política.

E, nesse espaço, seria colocado esses tópicos.
Por exemplo: divórcios, pensão alimentícia, temas constitucionais, direito administrativo, penal, código de defesa do consumidor, e por aí vai.

Eu mesmo poderia contribuir, principalmente no que tange o direito administrativo.
Não precisa ser nada aprofundado, mas com certeza daria uma boa base para todos os camaradas que participam do reduto.

Enfim, pode ser até uma ideia furada, de fato não sei se há possibilidade ou até necessidade disso, mas fica aí registrado, de qualquer forma.
@Libertador @Admin

Eu acho uma ideia válida. Criei a seção para vermos como se sai, aqui o link: https://legadorealista.net/forum/forumdi...php?fid=74

Já transferi este tópico e vou transferir alguns outros tópicos relacionados ao tema para cá também.

Peço que se verem algum tópico no fórum que deva ir para a nova seção que me enviem uma mensagem privada com o link que eu transfiro para lá.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#12
No que tange o jurídico prevenção e sempre o melhor remédio.

O ideal será os confrades criarem temas de prevenção, exemplo: não fazer falsas acusações criminais sem provas, não se casar com comunhão total de bens... Coisas assim.
Responda-o
#13
Gente, o que vocês estão fazendo aqui é um serviço de Deus.

A gente conhece a realidade triste do nosso sistema legislativo e judicial, da verdadeira máquina feita para moer homens como se fossem carne moída de ontem. A seção nova do fórum é de muita ajuda, prevenção sem dúvida é importantíssima, e ter o auxílio na hora da necessidade, também.

Quanto ao projeto Innocence Brasil, só posso dizer uma coisa: Qualquer coisa é melhor que nada, mesmo que isso seja o maior golpe de todos os tempos, seja uma ONG pra sei lá, lavar dinheiro... ou lascar ainda mais os homens... que só pegue casos que deem publicidade positiva... ou o conselho ser todo composto por mulheres, sei lá inventem a pior condição que pensarem... Ainda assim é melhor do que nada.

Já teve alguns casos famosos e o próprio do Banks foi uma vitória maravilhosa depois de tanto dano, então ao menos que isso tenha algum efeito psicológico em coibir algumas mulheres a fazer merda, ou que dê esperança para alguns homens, o trabalho já vai ter valido. Cabe a nós também fazer nossa parte e vigiar os vigilantes, e se estes falharem, a gente faz nossa própria coisa.

Quero acreditar que as mulheres que estão envolvidas nisso estão interessadas no sucesso da empreitada, mais que isso, quero acreditar que ainda existem mulheres quem sem ser nossas mães ainda possa se importar conosco, mesmo que seja interesse secundário, sabe que se nós perdemos elas também perdem junto. Vou só esperar o melhor.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#14
Percebi q nos últimos meses está pipocando canais redpill masculinista no YouTube, isso começou na real e sempopularizou com o MGTOW. Acho q é questão de tempo p grupos jurídicos masculinistas se espalharem e se tornarem populares na internet.







Responda-o
#15
Thumbs Up 
Quanto ao projeto Innocence Brasil, só posso dizer uma coisa: Qualquer coisa é melhor que nada, mesmo que isso seja o maior golpe de todos os tempos, seja uma ONG pra sei lá, lavar dinheiro... ou lascar ainda mais os homens... que só pegue casos que deem publicidade positiva... ou o conselho ser todo composto por mulheres, sei lá inventem a pior condição que pensarem... Ainda assim é melhor do que nada.


Pegue o seu selo de  inocente utópico....

[Image: 0?e=2159024400&v=beta&t=SU98afI4xfG-Z6Hz...lOdUq-EDM8]


Essa porra escreve igual a uma fêmea... Ongs podem ser instrumentos utilizados na revolução jurídico politica na guerra de 5ª geração, a maioria tem esse papel no esfacelamento da soberania, direitos e liberdades civis do Brasileiro.

Quem manda na Ong os direitores/fundadores ou associados espertinhos querendo desobedecer as diretrizes? Ruge Quem pode mais nessa porra?
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#16
(11-06-2020, 09:23 PM)Minerim Escreveu: Quanto ao projeto Innocence Brasil, só posso dizer uma coisa: Qualquer coisa é melhor que nada, mesmo que isso seja o maior golpe de todos os tempos, seja uma ONG pra sei lá, lavar dinheiro... ou lascar ainda mais os homens... que só pegue casos que deem publicidade positiva... ou o conselho ser todo composto por mulheres, sei lá inventem a pior condição que pensarem... Ainda assim é melhor do que nada.


Pegue o seu selo de  inocente utópico....

[Image: 0?e=2159024400&v=beta&t=SU98afI4xfG-Z6Hz...lOdUq-EDM8]


Essa porra escreve igual a uma fêmea... Ongs podem ser instrumentos utilizados na revolução jurídico politica na guerra de 5ª geração, a maioria tem esse papel no esfacelamento da soberania, direitos e liberdades civis do Brasileiro.

Quem manda na Ong os direitores/fundadores ou associados espertinhos querendo desobedecer as diretrizes? Ruge Quem pode mais nessa porra?

Falou o cara que reclama de tudo, fala de um jeito que é impossível de saber se está zoando ou não (e por isso não se responsabiliza pelo que escreve) e vê conspiração até na própria sombra.

O que eu quero dizer é que o fato de algo assim existir, ou trocando por exemplo para o filme e caso do Banks, é algo que dá uma luz e esperança para alguém que precisa.

Não é a toa dizer que a Real também é mais ou menos a mesma coisa, aqui encontramos um pouco de conforto espiritual e gente que pode entender nossos problemas e nos dar esperanças de sair do buraco.

Lá fora o mundo é só o caos e máquina de moer homens continua rodando sem parar...
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#17
Tópico de vital importância!!!

O sistemas jurídicos atuais estão descaradamente à favor das mulheres e, inclusive, recentemente presenciei um caso envolvendo uma M$ol extremamente traiçoeira contra seu ex marido que estava cumprindo com todas às suas obrigações perante à justiça, mas ainda assim este último foi penalizado.

Agora, no que concerne ao trabalho de uma ONG com RAÍZES REALISTAS, sou plenamente à favor. Cito ainda que, mesmo que eu não seja da área de Ciências Jurídicas, ainda sim gostaria de ajudar de alguma forma, pois vejo que esta é uma ótima oportunidade de irmos difundindo a Real com mais facilidade. No entanto, quanto à questão dessa ONG citada no tópico, concordo totalmente com os confrades. Duas mulheres no comando de uma causa como essas torna o projeto contraproducente.

No mais, estarei acompanhando.
''Sua excelência, já discuti com ele certa feita ao vivo, não tem o mínimo de arrumação intracromossomial específica para dirigir o país.''

Responda-o
#18
Nós não somos os únicos, existem esforços individuais no mundo lá fora. A exemplo o Adv. Eduardo Camargo e este que surgiu pra mim:

[Image: Whats-App-Image-2020-06-12-at-09-50-17.jpg]

ps: Sinto uma vergonha alheia com certos termos como "bolsonaristas" e derivados, mas o importante é observar que existem pessoas dispostas a enfrentar o mainstream, os detentores do monopólio de discurso.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#19
Penso que a criação dessa ONG seja muito importante, mas acredito que uma casa começa pela base não pelo telhado, inicialmente o mais importante seria criar um escalonamento de curto, médio e longo prazo, o primeiro passo seria a criação de um site com conteúdos e orientações, vídeos, artigos e e-books, depois, poderia ser criada uma lista de advogados que poderiam ajudar voluntariamente homens em situação de falsa acusação, uma lista administrada pelo site com a disponibilidade do advogado que decidi-se ajudar o caso que mais chamasse atenção, e por uma etapa final e a longo prazo a criação de um local físico, telefone etc, como uma ONG, não creio que temos força para começar do nada um projeto desse com CNPJ, escritório alugado, telefone e etc, mas podemos sim dar o primeiro passo. 
Assim, Davi prevaleceu contra o filisteu com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou sem que Davi tivesse uma espada na mão.
Responda-o
#20
Marcando, bom tópico sobre um assunto mais que atual, e que a real já vem alertando há muito tempo.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)