Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[DÚVIDA] Estudar
#1
Bom dia, irmãos.


A vida de um discente não é fácil. Para min, é algo complicado uma vez que, tenho facilidade em aprender mas, desde criança por não ter um exemplo a seguir e falta de incentivo não me acostumei a estudar em casa. E aqui, onde resido, tem uma quantidade de pessoas o que ocasiona, interferência. Seja por conversa, grito, televisão e afins. E, para estudar, posso usar meu quarto ou na cozinha onde fica meu computador. Com isso, tem apenas cadeiras de plástico então, ficar por muito tempo dói a coluna. Juntando isso com a falta de hábito de estudo, estou em um dilema. 

Consegui juntar algum dinheiro, e estou pensando em comprar uma cadeira gamer pois acho, que será o pontapé desta problemática. Estou desde o ensino médio fazendo sacrifícios sendo uma delas, deixar namoro/relacionamento para um futuro afim de que não atrapalhe meus estudos. Sei que há confrades com experiências que talvez possa me ajudar, e com isso, espero que talvez alguém possa me ajudar. 

Sei também, que este não é um problema que possa ser resolvido de modo micro, mas, com a resposta de vocês terei como base para elevar o micro para macro...
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#2
Deixa ver se eu entendi ... você está dizendo que não consegue estudar por causa que a sua cadeira de plástico é muito ruim e por causa que tem muita gente na sua casa?

São essas mesmo as suas desculpas?


Facepalm
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#3
Acho que só te falta foco e vontade mesmo. Vai comprar a cadeira e arrumar outro problema depois.

" A finalidade do homem é a ação, não o pensamento, embora este seja nobre."
Responda-o
#4
(01-06-2020, 09:43 AM)Héracles Escreveu: Deixa ver se eu entendi ... você está dizendo que não consegue estudar por causa que a sua cadeira de plástico é muito ruim e por causa que tem muita gente na sua casa?

São essas mesmo as suas desculpas?


Facepalm

Gargalhada  Pode crê.


Esse daí nunca capinou um lote...

                Passei, vi e, ao contrário deles, venci.
Responda-o
#5
Cara, invista num bom fone de ouvido se você tem problemas com ruído. Seja constante, estude todos os dias. Cadeira de plástico não é problema, meu caro.
Responda-o
#6
(01-06-2020, 05:20 AM)Akats Escreveu: Bom dia, irmãos.


A vida de um discente não é fácil. Para min, é algo complicado uma vez que, tenho facilidade em aprender mas, desde criança por não ter um exemplo a seguir e falta de incentivo não me acostumei a estudar em casa. E aqui, onde resido, tem uma quantidade de pessoas o que ocasiona, interferência. Seja por conversa, grito, televisão e afins. E, para estudar, posso usar meu quarto ou na cozinha onde fica meu computador. Com isso, tem apenas cadeiras de plástico então, ficar por muito tempo dói a coluna. Juntando isso com a falta de hábito de estudo, estou em um dilema. 

Consegui juntar algum dinheiro, e estou pensando em comprar uma cadeira gamer pois acho, que será o pontapé desta problemática. Estou desde o ensino médio fazendo sacrifícios sendo uma delas, deixar namoro/relacionamento para um futuro afim de que não atrapalhe meus estudos. Sei que há confrades com experiências que talvez possa me ajudar, e com isso, espero que talvez alguém possa me ajudar. 

Sei também, que este não é um problema que possa ser resolvido de modo micro, mas, com a resposta de vocês terei como base para elevar o micro para macro...

Passeio pelos mesmo problemas que você e sei como é.

Podem te zoar, mas estudar em uma cadeira extremamente desconfortável atrapalha sim. Fiz isso e depois de 2 meses estava cheio de dores na lombar e no pescoço. Entrentanto, não acho que uma cadeira gamer seja necessária, eu comprei uma daquelas cadeiras giratórias de escritório que são acolchoadas por R$ 150.

Quanto ao barulho, você precisa utilizar algo que anule ou pelo menos diminua as fontes externas de ruído. Eu costumava usar um ventilador daqueles bem barulhentos, mas com um som constante. Pode parecer que não, mas é muito fácil se acostumar com o barulho dele e depois de pouco tempo você até esquece que ele está lá. Enfim, há outras opções que podem ser mais viáveis por aí também.
Responda-o
#7
Irmãos, deixemos a ignorância de lado. Me julgam com sua visão sobre o relato e não tentam analisar sob minha perspectiva e julgar por ela. Pergunto-me se alguém consegue concentrar e estudar em uma sala com 60 alunos com grupo de 2/3/4 pessoas conversando ao seu redor e professor explicando matéria ao mesmo tempo. Convido aos irmãos estudarem em uma cadeira de plástico com 3 pessoas conversando com gritos/discussões aleatoriamente e duas crianças barulhentas entre 3 e 6 anos de idade no mesmo cômodo. Não estou aqui buscando me vitimizar com "desculpas" para não estudar. Não venha aqui me desmerecer com palavras sem fundamento. É uma trajetória de 19 anos em que se tem conhecimento 4 parágrafos sucinto.
Imagine, se na época de seu nascimento seus pais fossem moradores de rua sem familiar para recorrer ajuda, você conseguiria estudar? teria acesso a educação? se sim, seu estudo seria o mesmo de um menino com os pais que tem rendimento de R$ 10,000.00? 8.000? @Bastardo muito infeliz sua resposta. Você não tem competência para falar tal coisa. Não sabe as dificuldades de min e minha família para comprar um leite. Você sabe que eu trabalhei com meu pai e meu tio para não passar fome? com qual idade comecei a trabalhar? Não queira dar seu parecer de algo que você não tem absolutamente nenhum conhecimento.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#8
@Akats muito bem em se posicionar, não é toda hora que é feita para zoações; de certa forma isso até desestimula a criação de tópicos por parte dos mais novos. Isso poderia ser evitado se a moderação aderisse à minha sugestão. (@Libertador )

Mas enfim... você não pode simplesmente cobrar mais silêncio das pessoas que convivem com você? E por que diabos uma cadeira gaymer? Uma simples não atende suas necessidades?

@Bastardo e mais uma vez acerto em dizer que o cara quando vira nick verde começa umas macaquices de capinar lote, desvirtuar tópico de juvena. O que acontece com vocês, hein?! Yaoming
Visitante? Crie sua conta clicando aqui para ter acesso a áreas exclusivas.


Responda-o
#9
@Akats

Citação:Você não tem competência para falar tal coisa.


Primeiro, você está deduzindo que só você passa por perrengue ? Amigo, meu pai já foi morador de rua, minha mãe vêm do interior e pobre, sou filho mais novo de meu pai que já encontra-se em idade avançada e não pode mais trabalhar por problemas de saúde. Por nunca ter contribuído para a previdência pois sempre foi de fazer bicos, não pode se aposentar, logo eu o sustento. Minha mãe é mais nova e tomava conta de crianças dentro de casa, hoje não o faz mais por também problema de saúde, e está sem trabalhar, logo eu também sustento. Sou morador da Favela de uma cidade que hoje é a 8 mais perigosa do Mundo e a 3 do Brasil, na favela você não tem paz, é som de um lado, som de outro, e sempre fui criado assim, com crianças para todo lado, sem conforto nenhum, trabalho desde dos 14 anos e comecei como ajudante de pedreiro. Nem por isso me lamento, ou acho desculpa por qualquer que seja a coisa, óbvio não sou o superman, já me estive pior e agia como um paspalho completo, hoje após a real esse tipo de coisa se tornou supérfluo, confesso hoje encontro-se em situação bem melhor daqui me encontrava outrora, mas nunca perdir um ano letivo, faço um curso em uma federal por merito próprio, estudando só em uma cadeira plástica fudida, nunca tive cursinho ou algo parecido, trabalho e estudo. Agora vim abrir a boca e dizer que não estuda porque a cadeira é a de plástico ou tem alguns barulhos (Obvío quanto maio o conforto para estudo melhor), tenho uma dessa até hoje, sim sinto dores nas costas e tudo mais, porém é pela minha mal postura, mas nunca foi um empecilho. Eu ainda sou um fudido, continuo na favela, continuo fraco fisícamente, continuo burro ignorante e literalmente com as finanças baixa, mas em crescimento constante e diário se eu for parar para achar uma desculpa em qualquer parte do Desenvolvimento eu estou lascado, pórem o meu hoje é melhor que o meu ontem e espero que o amanhã seja melhor que o meu hoje.

Quando eu cheguei a real me mandaram capinar um lote não apenas uma vez, mas várias, é só pesquisar minhas primeiras postagens e tópicos e verás. Porém eu absorvi essa lição internalizei, e aprendi que a vida não é cor de rosa. Enfim, nem deveria ter falado isso tudo, deveria tacar o foda-se mais fui posto em check. 


@Reddington  

Irmão, ainda bem que o nome do fórum é LEGADO realista, quando eu cheguei nesta casa me mandaram capinar um lote, hoje sou eu quem mando, absorve quem quer. E outra, independente de minha patente isso muda em quê ?? de que adiante eu ter a cor do meu Nick vermelho, azul, amarelo, rosa seja lá o que for e na vida real ser um paspalho ou algo do tipo ?  Pode ter certeza que o que eu era continuo sendo e sou como qualquer outro membro.

Agora se você acredita que passando a mão na cabeça do confra, ele vai evoluir, bom... @Akats sim mano com certeza você trocando a cadeira será a resolução de todos os seus problemas, inclusive se você se mudar para uma ilha isolada sem barulho nenhum, seu progresso depende totalmente disso do conforto...  

Mas acreditem se quiserem...

                Passei, vi e, ao contrário deles, venci.
Responda-o
#10
Solução para o excesso de barulho:
-Protetor intra-auricular. Aqueles laranjas, devem custar uns 3 reais e dá para encontrar em qualquer loja de construção.
-Adequar o horário de estudo para horários de pouca atividade. Ex.: madrugada. Acordar as três da manhã ou dormir mais tarde.
-Deixar para os horários mais barulhentos matérias que se adequam mais. Ex.: matemática (minha opinião: é melhor resolver contas com barulho, do que ler com barulho).

Solução para a cadeira:
-Trocar de cadeira.

Se você estiver realmente comprometido em passar, esse tipo de problema será de fácil resolução. Caso contrário, você vai dar a ele o tamanho da desculpa necessária para ter um "fracasso justificado". 
Em tudo dai graças.

Responda-o
#11
Irmão @Bastardo mesmo que passou pelo mesmo perrengue, não lhe cabe dizer "Essa dai nunca capinou um lote". Aqui não é uma Escola onde pessoas praticaram bullying com você e agora que está no 9° ano, vai fazer o mesmo com o 7°. Justamente, por ter passado por isto, poderia ajudar com algo construtivo que fará diferença. Isto não agregou em nada em minha vida, apenas me levou a escrever esta resposta. Tome por exemplo, o tópico do irmão @Fairchild link: https://legadorealista.net/forum/showthr...4#pid87304. O que "Essa dai nunca capinou um lote" irá me agregar? Sempre tivemos em tempos difíceis, ainda mas agora, com esta problemática da hipergamia, leis inconstitucionais contrários ao direito natural e vírus criado em laboratórios. Sendo assim, considere este fórum como algo que lhe venha a agregar, coisas que não convém, como por exemplo essas 6 palavras, descarte. Saiba filtrar.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#12
Depois dessa comida de rabo do Bastardo, pode fechar o tópico.

Veja, você está SIM procurando desculpas pra satisfazer um desejo de ter uma cadeira gaymer. Por que você nem ao menos considerou comprar uma cadeira de escritório BOA que vai te custar metade do preço e oferecer o mesmo (ou até mais) conforto?

Meu amigo, quem quer, faz até chover se for preciso. Reveja seus conceitos.

Espero, para o seu bem, que não seja mais um que vem aqui em busca de ouvir o que lhe agrada, aqui se diz a realidade nua e crua.

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#13
Olha que baita contribuição do irmão @Monarca, como todos os irmãos, por sermos ocupados, não tinha parado para pensar nisto. Eu estava perdido quase pensando em desistir, por isto, criei este tópico. Espero que em diante, tenha aprendido como fazer uma crítica. Somos seres humanos, não há como sermos imparciais, contudo, analisar pela perspectiva do indivíduo é uma forma acredito eu, mais justa, buscando uma equidade. Por exemplo, em um caso concreto, só sabemos o que está descrito nos documentos, você não estava lá, não viu os fatos, olha o caso de alguns irmãos que foram presos falsamente por estupro, lei maria da penha e só pesquisar. @Bastardo
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#14
@Gorlami me interpretou errado. Eu cogitei comprar uma cadeira gamer por questão da minha coluna, pois, meu primo a exemplo, tem uma cadeira gamer que há como você passar horas sentado nela sem sentir dor na coluna. Se não fosse isto, estaria falando de qualquer outra cadeira. Não tome a dor de outras pessoas, ao menos, você me levou a interpretar isso. "Meu amigo, quem quer, faz até chover se for preciso. Reveja seus conceitos." Você pressupôs que me falta força de vontade, e talvez seja mesmo. Ultimamente, como respondi agora pouco, me falta ânimo, força, pensei em desistir. Mas, não confunda uma coisa com a outra, este tópico é um último suspiro para não deixar morrer algo que eu almejo alcançar. O estudo é um meio para atingir um fim, o qual, estou com dificuldades e por meio deste tópico, vim procurar ajuda dos irmãos mais experientes ou que possam me agregar. Considero a sua resposta.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#15
(01-06-2020, 02:57 PM)Akats Escreveu: Imagine, se na época de seu nascimento seus pais fossem moradores de rua sem familiar para recorrer ajuda, você conseguiria estudar? teria acesso a educação? se sim, seu estudo seria o mesmo de um menino com os pais que tem rendimento de R$ 10,000.00? 8.000? @Bastardo muito infeliz sua resposta.

Fraco, vitimista.

Por isso uma simples cadeira e um barulhinho causa tanto transtorno para você.

Orra porra, é claro que o estudo e a qualidade não é o mesmo e qualquer imbecil sabe disso. Ainda que, no fundo, isso não signifique nada pois o que mais tem por ai são altos cargos públicos (juiz, promotor...) sendo ocupados por analfabetos funcionais acreditando em suas verdades absolutas.

Quando largar o mimimi e parar de se ver como vítima vai sentar a bunda no chão e parar de reclamar da cadeira.

Ninguém tem pena de você aqui não.

Capinar um lote te ajudaria no mínimo a criar robustez e agir com o que tem em mãos, ao menos estaria acostumado com desconfortos.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#16
@Bean "Orra porra, é claro que o estudo e a qualidade não é o mesmo e qualquer imbecil sabe disso." Esta tua frase responde a "Fraco, vitimista
Por isso uma simples cadeira e um barulhinho causa tanto transtorno para você.". Cuidado para não se contradizer irmão. Já respondi que não procuro aqui consolo, o meu objetivo como havia falado e repito aqui no fórum, e agregar e ser agregado. "Capinar um lote te ajudaria no mínimo a criar robustez e agir com o que tem em mãos, ao menos estaria acostumado com desconfortos." Isto não agregará na vida de ninguém, ao contrário, poderá retardar os irmãos e até prejudicar uma vez que, ferirá a mão. Não me venha com frases de efeito idiotas. Não sei porque mas, tem-se o costume de subestimar os juvenas e dar "lição de moral sem respaldo lógico". Está tão preocupado em vim me julgar que até se contradiz. Aconselho a refletir sobre sua resposta, não gaste seu tempo escrevendo palavras desconexas.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#17
Agradeço pelos irmãos que responderam aqui no intuito de ajudar, vou aproveitar esta noite para refletir e analisar bem. Não sei porque mas, há alguns confras que vem apenas falar suas asneiras sem uma base, respaldo. Como bem é descrito nas sagradas escrituras "Que atire a primeira pedra aquele que dentre vós está sem pecado". O bom e que este tópico me ajudou a filtrar os confras. Obrigado por tudo.
Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Efésios 6, 13

Responda-o
#18
Quando eu comecei a estudar pra concurso eu usava uma cadeira da cozinha mesmo, depois comprei uma almofada de 10 reais porque eram muitas horas sentado e doía a bunda depois.

Fiz um canto no meu quarto com uma escrivaninha velha, ajustada pra minha altura com duas pedras de jardim embaixo.

A iluminação era ruim, minha sombra fazia sombra no caderno, então comprei uma extensão de energia em um atacadão por 7 reais, uma lampada led e um copo plástico branco pra servir como refletor. E puxei bem em cima do meu ambiente sagrado. Guardo até hoje essa gambiarra com um certo carinho.

Cadernos baratos, lapiseira e grafite, umas canetas coloridas e todo o material gratuito que pude encontrar na internet.

Fiz minhas próprias apostilas e escrevia praticamente tudo, estudava as bancas e a forma de trabalhar. Um verdadeiro psicopata dos estudos.

Para os dias de muito barulho comprei um EPI daqueles intra auricular, e um extra auricular, por 30 reais o conjunto, mas não recomendo, pois nos dias de prova sempre tem algum pau no cu fazendo barulho. Então aprenda a se concentrar e ignorar fatores externos. Use como um backup em casa apenas, para dias extremos.

Nos dias difíceis o traguinho era velho barreiro, claro, no ambiente sagrado.

9 horas líquidas de estudo diário (às vezes menos, principalmente nos dias de perda total por causa de exaustão psicológica) e das 23h em diante, o treino na garagem com uns equipamentos que comprei usados no OLX. Ajudavam a controlar a raiva e a loucura mental.

Nos finais de semana eu lia algum livro no intervalo entre estudos (leia Portões de Fogo). Sexo escasso, amigos idem. Fazer o quê, tudo tem um preço.

Depois eu evoluí algumas coisas, gourmetizei outras, mas o começo foi assim.
[...]
Responda-o
#19
Toda vez que você pensar em fraquejar lembre que durante uma prova, só é permitido você, seu cérebro e uma caneta. É tudo o que você precisa.

Use o desconforto, as desaprovações, os julgamentos e qualquer outra coisa como combustível para focar mais, se dedicar mais, dar o troco.

Quando eu entrava nos locais de prova me sentia num coliseu, eu não tinha um trabalho, não tinha garantia de nada e aquela era minha única chance de ter a minha vaga. Eu estava sempre com a matéria girando na cabeça, no banho, caminhando, cagando....

Sentava na minha classe já demarcada, com a roupa mais confortável possível e uma garrafa de água, reutilizada, claro, que geralmente eu nem bebia. E ficava ouvindo conversas de idiotas pra aumentar minha vontade de passar por cima deles. Coisas do tipo: "Só vim pra ver no que vai dar".

Se você acha que os outros tem mais vantagens por ter dinheiro ou conforto, estude mais do que eles, acorde mais cedo, durma menos, dedique-se o dobro e faça o que eles não fazem.

A maioria das pessoas são frouxas e cagonas, vivem atoladas na matrix, nunca foi tão fácil se destacar em relação a elas.
[...]
Responda-o
#20
Eu também estudei por uns três anos em uma cadeira de cozinha de madeira, e com uma internet de 1 mega dividida em três computadores. 


Nesses três anos passei por reformas de vizinho, mecânica de carros perto de casa, o diário falatório de mulheres,  um irmão mais novo, campanhas eleitorais com carros de som passando na rua a cada 5 minutos, etc.

E de tarde a janela do meu quarto ficava virado para o sol então ficava muito quente lá dentro, ainda que eu usasse uma cortina. Eu tinha que estudar muitas vezes sem camisa. A água mantida gelada naquelas garrafas de boia-fria me ajudava a me manter refrescado.

Eu trabalhava? Sim, meio período. Passei três anos juntando dinheiro para que eu pudesse fazer as etapas do concurso sem precisar de auxílio financeiro dos outros. Consegui.

A maior parte do meu dinheiro era investido nos meus estudos e, apesar da cadeira ser ruim, da escrivaninha ser ruim, do calor ser ruim... eu meio que cagava pra isso e ia lá e comprava um pacote de simulados, pagava mais um mês no site de questões etc. Quem estuda bastante sabe que chega uma hora que você só quer passar... danem-se os feriados, as reuniões de família, os aniversários... eu estava nessa situação para tudo praticamente.

No mais, a respeito do tópico, considero-o encerrado. Sua dúvida é bem superficial e você poderia tê-la resolvido com sua própria cabeça, talvez por isso os outros usuários deste recinto vieram te zoar. Nenhum de nós é obrigado a ajudar ninguém; e nenhum de nós é obrigado a se ofender pelo que é dito aqui. Isso é só um fórum.
Em tudo dai graças.

Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)