Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Quanto custa ter um filho?
#1
Economista calcula quanto custa ter um filho
(por C.O.B.R.A)

[Image: bhK58XR.jpg]
Esse tópico é para aqueles que querem ter um filho sem planejamento; assumir uma mãe solteira; ou até mesmo adotar uma criança:


Reportagem original: Simone Magalhães - O Globo Online
RIO - Confira abaixo qual é o custo de um filho para uma família de classe média intermediária, com renda mensal na faixa de R$ 4 mil, R$ 5 mil.

Para um único filho:
0 a 3 anos - R$ 26 mil (média de R$ 6,5 mil por ano)
Despesa pré-natais, gravidez, carrinho, parto, remédios, vacinas, pediatra, babá ou creche, plano de saúde... e fraldas!

Fraldas descartáveis: cada pacote R$6, R$ 7 (a noturna é mais cara). Com quatro pacotes por semana, cerca de 18 por mês, são R$ 3.900,00 nos 3 anos.

Nem todas as vacinas são dadas nos postos de saúde: algumas custam 220,00 e R$ 190,00.


4 a 6 anos - R$ 45 mil (média de R$ 15 mil por ano)
Divulgação Além das despesas comuns, a creche ou escola levam a gastos maiores, com material escolar, uniformes, transportes, festinhas com presentes e clubes etc.


7 a 10 anos - R$ 70 mil (média de R$ 17,5 mil por ano) 
A escola sendo particular pesa muito no orçamento. Material escolar mais caro, cursos de inglês, esportes, roupas melhores 

(estima-se que as meninas iniciem um custo 25% maior com itens de vaidades femininas), games e outros brinquedos caros.


11 a 14 anos - R$ 86 mil (média de R$ 21,5 mil por ano)
Colégios particulares e o material mais caro, acrescidos a roupas, festinhas. Os celulares para os filhos são um cupim no orçamento E as mesadas?


15 a 17 anos - R$ 66 mil (média de R$ 22 mil por ano)
Período de plena adolescência e as demandas mais sofisticadas com shows e festas pagas, namoros e telefonemas intermináveis, mesadas reforçadas com fins de semana fora, excursões e atividades extras, além até de optar por cursinho pré-vestibular para tentar faculdade gratuita.


18 a 23 anos - R$ 125 mil (média de R$ 25 mil por ano)
Caso a faculdade seja particular esse será o valor médio do custo nessa fase, conforme o curso o material escolar e os livros, que encarecem muito o orçamento, bem como refeições fora de casa. Se for possível, um carrinho usado com manutenção cara, mesada maior, fins de semana e excursões mais caras, férias e feriados fora (com campings e barracas), festas e shows.


Conclusão: Essa soma resulta em R$ 418 mil. Mas como deve-se considerar que o dinheiro gasto e consumido tem um custo de oportunidade e poderia ser aplicado mensalmente em taxas reais de juros (reais que quer dizer sem inflação...) que neste país são altíssimas. Logo:

A 0,5% ao mês da poupança: R$ 695 mil.

A 0, 7% ao mês de Fundo de Investimento: R$ 909 mil.

A 1,0% ao mês se as taxas forem altas: R$ 1,415 milhão.

As informações foram colhidas em entrevista com Luiz Carlos Ewald, professor de finanças dos cursos MBAs da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

--------------------------------------------

Detalhe #1: Fora a pensão que terá que pagar caso se separe.
Detalhe #2: Reportagem de 2006. Hoje os custos devem estar bem maiores.

Portanto pensem bem se vão casar e com quem vão casar pois hoje mulher nenhuma é doutrinada pra ficar com você nem 10 anos, quanto mais a vida inteira. 

Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o
#2
Realmente, é loucura o que se gasta para se ter e criar um filho, não dá nem para chamar de investimento tendo em vista que hoje em dia, com os valores invertidos e modernidade pode ser que só receba desgosto de volta, mãe pode te largar, meter um processo de pensão, usar seu dinheiro pra vagabundear, não importa o quanto você tente influenciar, mas quem forma é o mundo, só resta torcer pra não virar um desgosto e te trazer problemas.

Pessoas caem na ladainha que é investimento no futuro, que vão cuidar de você quando ficar velho, mas quando criam asinhas esquecem que você existe, vão curtir, vão cuidar das suas vidas e esperar ansiosamente pela sua velhice pra quando você virar estorvo, te internar, interditar, te jogar em um asilo e tomar conta de tudo que você conquistou.

Filho hoje em dia é seguro desemprego pras mamães irem badalar, tendo em vista que relacionamentos hoje em dia não duram nada.

Vou quotar aqui minha opinião sobre o fenômeno das M$ols.

(27-10-2019, 11:59 PM)Crow Escreveu: Mas não esquenta, com o fenômeno das M$ols, fruto da degeneração, degradação moral, cultural e da libertinagem fomentada pela mídia, elas viram santas.

"A Mãe solteira, mãe guerreira ou mãe solo ou seja lá qual for o eufemismo do momento. Achou que parir um Enzo ia ser o suficiente para acorrentar o antigo parceiro, mostrou sua verdadeira personalidade arrogante e prepotente e o cara largou. Virou a clássica marmita que critica a masculinidade dos homens alfas que a comem e largam. Depois dos 30 e tantos vai caçar um beta passivo e bundão para sustentar ela e o príncipe enquanto o trai com os mesmos caras que criticou."

É padrão, aproveitam a flor da idade pra vadiar em busca de emoção e só querem sossegar o facho quando a responsabilidade da vida bate na porta, quem ainda tem algum resquício de beleza vai atrás de um bundão, quem não tem vai trabalhar, enquanto a sociedade trata esse fenômeno como guerreiras, iluminadas, exemplo de conduta, quando na real isso só torna o problema social do país cada vez mais insolúvel pois diretamente nós pagamos a conta dessa putaria toda através dos benefícios sociais que recorrem, bolsa família, leite, gás, creche, enfim que é pago com nosso dinheiro.

Então não pensam duas vezes, se não achar um trouxa que paga, joga no sistema público e faz todo mundo pagar por sua irresponsabilidade, enquanto cria a criança projetando nela todas as frustrações do que os cafas lhe fizeram, nascendo assim mais um bundão mangina.

Maioria dessas mulheres declaram que a gravidez não foi desejada "mas aceita", muitas nome do pai nem aparece na certidão de nascimento.

Quando já não conseguem enganar mais nenhum trouxa em seus meios de convívio pois todos já conhecem a peça, partem pros aplicativos de encontro, badoo, tinder, pagando de mulher exceção mãe de um príncipe, em busca de algum trouxa que não a julgue.

https://observatorio3setor.org.br/carros...-mulheres/
https://labedu.org.br/realidade-das-maes...no-brasil/
https://www.msn.com/pt-br/noticias/other...vi-BBTgqW0

E daí por diante... só pesquisar as estatísticas sobre mães solteiras no Brasil, vai achar números mais confiáveis.
Responda-o
#3
Ter filhos atualmente é só para que tem uma estrutura moral forte, pois benefícios tem poucos.
Responda-o
#4
(28-10-2019, 08:11 PM)Mike Stonza Escreveu: Ter filhos atualmente é só para que tem uma estrutura moral forte, pois benefícios tem poucos.

Estrutura moral forte?

A mídia, as escolas, faculdades, internet fomentando libertinagem e doutrinando convencendo a pirralhada que valores morais são sinônimo de opressão, não importa o quanto você tenha valores, não importa a influência que você tenta transmitir, quando vão pro mundo, o mundo fala mais alto e eles "escaparem pelos vãos dos seus dedos" é questão de tempo.

Isso quando não a própria mamãe que te deu um pé na bunda já não se encarrega disso.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)