Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[REFLEXÃO] A necessidade do não combate.
#1
Venho através desta advertir meus companheiros a necessidade do silêncio e a introspecção.

A Real há muitos anos lançou o termo "Não alimente Attwhores", em uma tentativa de fazer os homens pararem de olhar para mulheres que a todo o custo tentam se exibir para ganhar determinada visibilidade ou vantagens.

Em tempos de política e nervos à flor da pele separando famílias, grupos de amigos, casais, etc, devemos seguir a cadeia oposta, não alimentando quem depende de atenção pra sobreviver.

Blogueiros, youtubers, jornalistas, políticos, alguns católicos, todos eles tem algum motivo para chamar a atenção, porém quem for esperto perceberá que viciados pelo seu próprio surto de retórica eles acabam nos prendendo a ter que estar sempre nos justificando de nossa inocência, quando na verdade quem deveria se justificar é o lado que está errado.

Entenda, não se trata de parar de falar, mas de ser oportuno na hora de falar, senão você vira alvo.
Cristo quando esteve aqui na Terra, não caía na retórica dos fariseus que sempre o tentavam imputar crimes, mas os respondia quebrando suas expectativas de uma luta, revertendo para seus adversários a responsabilidade e saindo logo em seguida. (Muitas das vezes Jesus teve que literalmente fugir pra não ser morto de tão raivosos que os caras ficavam.)

Ao contrário do que se pensa, nem sempre é preciso lutar para sair vitorioso.
Exemplo moderno disto é: A briga entre F. Neto e Peter (Sim, parece fútil, mas é um exemplo simples).
F. Neto, senhor das lacrações, em um surto de raiva retórica, tentou lacrar pra cima do Peter, que imediatamente não aceitou a provocação e desviou a raiva para o próprio Felipe Neto ficar falando sozinho.

Se desviar da raiva é Bíblico: Provérbios 15:1-2 diz que a palavra branda desvia a raiva, e que a boca de quem é sábio se veste com sabedoria, enquanto a boca de quem é tolo se veste com estupidez, ignorância.

Nem sempre é necessário responder, as vezes ignorar é o melhor caminho, principalmente nesses tempos nos quais pessoas como o F. N. ganham por acessos.

Sun Tzu nunca pediu em seu livro que se montasse o melhor ataque para vencer uma guerra, mas que se enchessem de provisões e se evitassem os lugares onde o inimigo tem a vantagem.

Nessahan Alita dizia em seu livro "O magnetismo nas relações sociais" que "através das fraquezas estamos sujeitos a manipulações", é aonde acontece o nosso real enfrentamento, onde devemos segundo o autor, "Vencer nosso instinto, não no sentido de enfraquecer ou suprimir, mas de dominar e de usar em nosso favor".

Spoiler Revelar
Aquele que se coloca acima dos pueris sentimentalismos bons e maus escapa do alcance do entendimento e se torna incompreensível e imprevisível. Ao ser invulnerável à ira, será capaz de beneficiar e proteger quem o maltrata. Ao ser invulnerável ao medo, será capaz de afrontar quem o ameaça. Ao ser invulnerável ao desejo , será capaz de rejeitar as tentações que lhe forem oferecidas. E tudo isso será realizado somente quando a razão o determinar como conveniente.

Tendo em vista que somos seres suscetíveis as armadilhas das relações sociais, somos seres que, apesar de práticos da solidão, somos sociáveis porque vivemos em sociedade, acabamos por cair mais facilmente nessas questões de nos prendermos nessas armadilhas.
É preciso se segurar e as vezes até ouvir besteiras a fim de não cair no erro de "queimar cartucho" a toa e muito menos ficar dando corda para gente que só quer atenção.

Esse é meu conselho.

[Image: 5GYcnn2.png]
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#2
Que grande tópico @Awaken.

Pratico isso diariamente na minha vida, não discuto política, aliás, se você passa o dia todo lendo/discutindo essa aberração e sua vida está uma merda, você é um completo idiota.

E faço isso para tudo.

Quando digo que não curto política, veganismo, feminismo e essas merdas e as pessoas pergunta o porquê, eu sempre digo: "porque eu posso". A conversa acaba.

Silêncio sepulcral.

A vida é breve pra se preocupar com essas trivialidades.
Responda-o
#3
Alguém já teve algum benefício por perder nem que seja 1 minuto de sua vida discutindo política com outrem?

Eu sou uma pessoa extremamente pragmática. A partir do momento em que percebi a perda de tempo que isso é, eu decidi me abster de qualquer tipo de discussão sobre política e todo tema relacionado. Não quer dizer que eu não tenha opinião sobre nada, mas sim que eu as guardo pra mim, ensinamento esse que vai ao encontro de outro ensinamento que aprendi aqui na real "Você nunca vai conseguir mudar o mundo, apenas mudar a ti mesmo".

E tempo que eu economizo não polemizando eu ESTUDO mais, me DIVIRTO mais, DURMO mais e me Aborreço muito menos. Enfim, não tenho mais o desprazer de ouvir qualquer tipo de asneira que poderia estragar meu dia.
Responda-o
#4
(15-10-2019, 06:25 AM)007 Escreveu: Alguém já teve algum benefício por perder nem que seja 1 minuto de sua vida discutindo política com outrem?

Eu sou uma pessoa extremamente pragmática. A partir do momento em que percebi a perda de tempo que isso é, eu decidi me abster de qualquer tipo de discussão sobre política e todo tema relacionado. Não quer dizer que eu não tenha opinião sobre nada, mas sim que eu as guardo pra mim, ensinamento esse que vai ao encontro de outro ensinamento que aprendi aqui na real "Você nunca vai conseguir mudar o mundo, apenas mudar a ti mesmo".

E tempo que eu economizo não polemizando eu ESTUDO mais, me DIVIRTO mais, DURMO mais e me Aborreço muito menos. Enfim, não tenho mais o desprazer de ouvir qualquer tipo de asneira que poderia estragar meu dia.

Verdade incontestável.

Alguém já viu algo de proveitoso sair de uma discussão política?


Ainda mais no Brasil, onde as pessoas agem como macacos ao argumentarem: interrompem os outros, falam alto, debocham e ainda cospem ao falar. 

Diabólico.

Ponto que gostei no seu comentário foi que não discutir não quer dizer que não se tem opinião. Perfeito.

Sou adepto do libertarianismo, vivo com esses valores, voto nulo sempre (não tive necessidade de votar no Cucknaro porque já estava ganha essa eleição) e não tento empurrar isso para ninguém.

A vida fica mais leve.

Sem contar que hoje as pessoas sentem a necessidade de ter opinião para tudo. É só você se deparar com o fato e ficar em silêncio. Em menos de 2 minutos a pessoa já está esbravejando sua opinião, dizendo o que pensa disso, daquilo.

Ótimo para colher informações.
Responda-o
#5
Isso aí! @Patrulheiro @007

Também noto um certo exagero das pessoas ao expor suas opiniões; falam mais alto, dão ênfase ao pronome 'eu' numa tentativa desesperada de mostrar que estão ali, que precisam ser percebidas.

Se observar bem, estamos rodeados de assuntos frívolos que não merecem 1 minuto de atenção [E aqui no fórum tá cheio]. E daí que seu time ganhou do outro lá no Chile ou é o top 1 do campeonato brasileiro? Foda-se. E daí que uma lei feminista foi aprovada na Suécia? Vá à merda. Salvar o ocidente? PQP! Teoria da conspiração? Digo mais nada.

O pior de discutir essas asneiras é o desgaste mental empregado. Quando percebe-se passaram duas horas e você ficou discutindo merda em um tópico ainda mais inútil que não vai mudar 0,01% da sua realidade.

Citação: Alguém já viu algo de proveitoso sair de uma discussão política?

Quem achar que há como extrair algo útil de política, leia os 240 textões do @Constrito no tópico "essa é a direita brasileira?" e depois volte aqui para contar o que aprendeu.
Dubito, cogito, ergo sum!
Responda-o
#6
(15-10-2019, 11:33 AM)Reddington Escreveu: Quem achar que há como extrair algo útil de política, leia os 240 textões do @Constrito no tópico "essa é a direita brasileira?" e depois volte aqui para contar o que aprendeu.

Verdade. A esquizofrenia dele é o melhor exemplo do que a alienação em política faz com o sujeito... Gargalhada
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#7
Não entendi a proposta do tópico, é pra ser silencioso e introspectivo ou não dar iBope para Felipe's Neto's?
Responda-o
#8
(16-10-2019, 01:57 PM)CR7 #pas Escreveu: Não entendi a proposta do tópico, é pra ser silencioso e introspectivo ou não dar iBope para Felipe's Neto's?

Então, cara. User banido permanece banido.

ABRAÇOS!
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#9
O Brasil eh extremamente desunido.. E o pessoal parece que gosta de ser assim..
Responda-o
#10
Excelente contribuição @Awaken!!

É mais ou menos a postura que adoto desde o resultado das eleições. Silêncio e bomba-ninja em discussões políticas, via de regra, inúteis.

(15-10-2019, 11:33 AM)Reddington Escreveu: Quem achar que há como extrair algo útil de política, leia os 240 textões do @Constrito no tópico "essa é a direita brasileira?" e depois volte aqui para contar o que aprendeu.

Gargalhada Gargalhada

(16-10-2019, 01:57 PM)CR7 #pas Escreveu: Não entendi a proposta do tópico, é pra ser silencioso e introspectivo ou não dar iBope para Felipe's Neto's?

Tu achas que banimento é suspensão? Strike e abraço!
"A maior maldição que pode se abater sobre uma criança é mãe piranha e pai covarde. Daí advém todo o declínio do Ocidente."
Palhaço, Canal Brasileirinhos.
Responda-o
#11
A quantidade de comentários por aí que eu já escrevi e no ultimo momento apaguei antes de publicar... A paz de espirito de não ter que ficar rebatendo resposta de nego imbecil defendendo o indefensável é um prêmio que nada no mundo pode me tirar.
Primeiro diga a si mesmo o que você deveria ser; depois, faça o que tem de fazer. - Epiteto
Acesse: Blog Tyrant
Responda-o
#12
Alguém escreveu por aqui certa vez, que enquanto você (agindo como gado) perde tempo discutindo política, a qual você não tem poder pra mudar, está perdendo tempo e esforço que poderia ser utilizado pra se tornar melhor, mais inteligente e mais rico. Estude, formule suas próprias opiniões e convicções e as guarde pra si.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Blog Aforismoz - Cartilha para introvertidos e covardes
Responda-o
#13
A questão deste assunto sempre vai descambar para a política, para tal da polarização, para os "extremismos" (como dizem os adeptos da masculinidade suave Ratinho) ... o grande problema é a quantidade de gente que afirma opiniões complexas tendo como base um imperativo categórico bem mixuruca, tudo sem nenhum aprofundamento e com a presunção autoritária dos arrogantes. Talvez seja isto que nos faça desgastar para dar "respostas a altura" a indivíduos que sequer mereceriam um minuto de atenção.

Como sou cético quando o assunto é a política, o proceder dos agentes pouco faz diferença, nós sequer temos ideia dos inúmeros lobbys de interesse e influências nas esferas de poder.

Prefiro canalizar energias para as coisas que realmente importam para minha alma, prefiro estudar os assuntos de forma aprofundada;

No ambiente de trabalho eu fujo deste tipo de assunto com a maioria, só converso com 2 ou 3 que sei que são gente que tem postura para ouvir e falar tudo na moralzinha.

Responda-o
#14
Quando o debate deixa de agregar conteúdo e informação e começa a se tornar palanque para imbecil se mostrar, esse é o momento de dar um tempo e sair.
Responda-o
#15
(17-10-2019, 12:28 PM)Fernando_R1 Escreveu: A questão deste assunto sempre vai descambar para a política, para tal da polarização, para os "extremismos" (como dizem os adeptos da masculinidade suave Ratinho) ... o grande problema é a quantidade de gente que afirma opiniões complexas tendo como base um imperativo categórico bem mixuruca, tudo sem nenhum aprofundamento e com a presunção autoritária dos arrogantes. Talvez seja isto que nos faça desgastar para dar "respostas a altura" a indivíduos que sequer mereceriam um minuto de atenção.

Como sou cético quando o assunto é a política, o proceder dos agentes pouco faz diferença, nós sequer temos ideia dos inúmeros lobbys de interesse e influências nas esferas de poder.  

Prefiro canalizar energias para as coisas que realmente importam para minha alma, prefiro estudar os assuntos de forma aprofundada;

No ambiente de trabalho eu fujo deste tipo de assunto com a maioria, só converso com 2 ou 3 que sei que são gente que tem postura para ouvir e falar tudo na moralzinha.

Pois é, a resposta a altura deve ser sempre dada quando oportuno, no mais é discussão fútil.
Quando a gente é afrontado é difícil não se defender, é bem difícil, e eu digo isso por experiência própria.... a vontade que dá é de sair debatendo com todo mundo, ainda mais quando você tem plena certeza que a pessoa tá errada.

Mas as vezes a pessoa além de estar errada não quer te ouvir.
Aí tu vai na boa vontade e toma.

O bom esforço vem através do exemplo, não do confronto. Ninguém quer e gosta de ser rechaçado, e isso a gente percebe até dentro da Real.
Por isso aqui também tem a galera que faz o esforço pra ouvir e dialogar e tem os metedores de real que só vem aqui pra dizer que sabem tudo.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#16
Tudo isso vai de encontro ao estilo low profile.
Ficar combatendo com imbecis vai acabar tornando o sujeito apenas mais um imbecil.

Hoje sou adepto dessa filosofia, por mais egoísta que possa parecer. Ou, até ser, de fato.

É claro que como seres imperfeitos que somos, aqui e ali acabamos escorregando, mas a cada dia que passo tento canalizar minha energia em coisas produtivas para mim, me poupando ao máximo de conflitos e estresse com terceiros.

Ninguém quer se aprofundar em algum assunto, ninguém se interessa em realmente ler sobre algo. Mas todos acham que sabem tudo sobre a coisa toda.
É a velha mania do brasileiro de não saber nada e achar que sabe de tudo.

São verdadeiros sanguessugas de energia, vão te esgotar em um tempo mínimo se você não abrir os olhos.
E isso em todos os ramos, como dito no início do tópico. São jornalistas, políticos, blogguers, youtubers, familiares, amigos, TUDO.

Como já bem antevia Nelson Rodrigues, "os idiotas vão dominar o mundo. não por serem bons, mas por serem muitos".
Responda-o
#17
Ahhh, claro.
Gostaria de complementar aqui que AMIGOS são os únicos que se pode discutir abertamente sobre as coisas porque esses geralmente são os que tem BOA VONTADE para escutar, e mesmo assim deve-se tomar cuidado, pois uma amizade pode virar uma inimizade se não houver esse quesito que eu citei.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#18
Marcando, o assunto é mais que atual, upando pra postar depois.
"Não existe mulher feia, você que bebeu pouco." (Mancho, Rodimeu)

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#19
Busquem conhecimento...



Esse deveria estar no quadro "Homem Honrado" https://www.youtube.com/watch?v=YKEd2jag4Xs
Responda-o
#20
(17-10-2019, 12:28 PM)Fernando_R1 Escreveu: A questão deste assunto sempre vai descambar para a política, para tal da polarização, para os "extremismos" (como dizem os adeptos da masculinidade suave Ratinho) ... o grande problema é a quantidade de gente que afirma opiniões complexas tendo como base um imperativo categórico bem mixuruca, tudo sem nenhum aprofundamento e com a presunção autoritária dos arrogantes. Talvez seja isto que nos faça desgastar para dar "respostas a altura" a indivíduos que sequer mereceriam um minuto de atenção.

Como sou cético quando o assunto é a política, o proceder dos agentes pouco faz diferença, nós sequer temos ideia dos inúmeros lobbys de interesse e influências nas esferas de poder.  

Prefiro canalizar energias para as coisas que realmente importam para minha alma, prefiro estudar os assuntos de forma aprofundada;

No ambiente de trabalho eu fujo deste tipo de assunto com a maioria, só converso com 2 ou 3 que sei que são gente que tem postura para ouvir e falar tudo na moralzinha.

(2) Confrade!

Em situações já citadas, prefiro paz do que razão.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)