Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[REFLEXÃO] Vítimas da vontade de vencer
#1
Teoricamente e isso posso provar a medida em que crio esse post, nunca estivemos tão descontrolados com esse incômodo, esse comichão, chamado "vontade de vencer".

No que diz respeito ao ambiente em que vivemos, todos nós sofremos com diversas Matrix na vida, muitas delas falamos constantemente aqui e o que isso realmente causa como efeito em nosso cotidiano.

Vamos analisar:

1. Causas
2. Consequências
3. Soluções

Em nosso dia a dia você pode ver uma porção de pessoas brigando o tempo todo por situações, umas querem ter coletivismo, outras individualismo, umas querem poder, outras querem fama, outros querem apenas aquilo que lhes satisfaz "e tá bom".
O que essas pessoas tem em comum? A vontade de vencer.

E porque isso seria ruim? Se a causa pode ser algo bom para mim, eu tenho mais é que vencer mesmo, certo?

ERRADO.

Entre os exemplos mais variados de Matrix que eu posso afirmar já ter visto, uma delas é a Matrix do ensino superior, onde as pessoas parecem entrar em uma ansiedade louca que se elas não se formarem em uma universidade, elas não são ninguém na vida.
Entretanto ao bater a realidade, já vi peão de mão suja e ensino médio ganhando mais do que diplomado que gastou fortuna em faculdade. Hoje em dia as grandes empresas estão separando suas atualizações em certificações, e mesmo assim nunca tem fim.


Outra Matrix que afetava algumas mulheres há alguns anos era a da moda do casamento festeiro. Pau no cu de quem achava que casamento era algo sacro, uma festa onde as pessoas vão pra assistir um espetáculo e isso virou uma moda!! Acredite, a vontade de vencer nesse quesito era tanta que em 1 ano a quantidade de relatos que eu ouvi de conhecidos ou até indiretamente de pessoas dizendo "é, esse mundo tá maluco", ao se referir a casais que casaram nesse estilo e se separaram não estava na conta. Muita gente.

Esses dois exemplos são só para você refletir sobre suas ansiedades, gostaria que você fizesse uma bela reflexão sobre onde você quer chegar e veja se existe razão pra isso.

"ah, lá vem o Awaken, quer que eu me torne um betão desacreditado do mundo e pare de lutar!"

Nunca disse isso, jovem! Mas para exemplificar melhor deixa eu te colocar aqui as consequências, pode ser?

* Por causa de ganância a inveja entra na vida das pessoas.
* Por causa de ganância as pessoas não consideram mais outras como irmãs.
* Por causa de ganância famílias se separam
* Por causa de ganância pessoas matam, roubam, sequestram, estupram, só para satisfazer aquele gostinho de que é "vencer".
* Por causa de ganância, essa "vontade de vencer", as pessoas aderem fácil a teorias revolucionárias de que ninguém tem que perder, todo mundo deve ser igual, e que qualquer um que atrapalhe minha vitória é um inimigo fascista, machista, autoritário, etc.

Entende agora onde eu quero chegar?

A famosa vontade de vencer é cruel quando largamos uma parada chamada humanidade.
Tenha em mente que para vencer você precisa largar definitivamente uma parada chamada EGO.

Com ela você aprende que:
* Você formado é uma pessoa com papel, não um especialista, você vai ter que estudar a vida inteira, CONFORME-SE.
* Você empregado é uma pessoa que está ali para servir, cargos, benefícios e sucesso vem de acordo com o reconhecimento do seu trabalho e seus dons. Não espere um lugar de destaque e não inveje quem um dia chegou lá, você tem que estar satisfeito em fazer boas ações, ser honesto e sacrificar parte do seu dia fazendo coisas que são úteis para os outros.
* Você não precisa casar, sim, você não precisa. Você pode ter outras vocações, outros chamados e isso você tem que descobrir com o tempo. Não é todo mundo que casa não, mano! Se for casar, procure fortalecer o relacionamento, não vencer nele.
* Enfim, você pode pensar em diversas situações onde matar sua vontade de vencer, essa ganância interior é prejudicial a você e a seus objetivos.

NOTE:

* Não estou falando pra você viver no modo "deixa a vida me levar"
* Não estou falando pra você largar seus objetivos e metas.
* Não estou falando pra você não vencer.

Quando você deixa a ganância subir à sua cabeça, você larga de um monte de valores e passa a agir pra vencer por vencer.
Não adianta nada você vir aqui criticar a ganância das M$ol, a ramperagem das vileiras, o esquema de poder dos marxistas pra derrubar a sociedade com uma falsa utopia, se você age no fim das contas com o mesmo comportamento, mas de outras formas.

O tempo de "qualquer coisa pra vencer" acabou! Quem fez, fez, quem não fez não faça.

Não seja vítima da vontade de vencer, aja com sabedoria, não com uma vontade louca de satisfazer seus próprios anseios.
Porque se qualquer coisa sair do lugar, você pode ser vítima dela, a qualquer dia, a qualquer hora, em qualquer lugar.

Abraços!
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#2
@Awaken, excelente tópico, como sempre!

Está aí uma reflexão necessária, pois como já dito, o grande problema dessa equação está no ego do indivíduo e, não havendo parâmetros éticos e morais na "condução do viver", na esmagadora maioria dos casos, desencadeará como resultado final a ganância, pois todos nós somos movidos a sonhos e objetivos, mas neste sentido, é importante ressaltar que existe uma linha tênue que separa a ambição e a ganância.

Um Forte Abraço!
Responda-o
#3
Rapaz, vc jogou muita coisa pra cima, levantou diversas bolas.
Eu acho o seguinte: o quanto de energia vital se gasta em cada coisa na vida e quanto te dá de retorno REAL. Esse é o ponto.
Isso vale para cursos (faculdade inclusa), para relacionamentos, para festas em geral, para todo tipo de coisas que se compra (desde uma roupa até uma casa), para relacionamentos, até mesmo para ter filhos.
Se as pessoas (homens e mulheres) parassem para pensar, avaliar com calma o que se está comprometendo em dinheiro, tempo e em esforços em algo e o que se tem de retorno, muita coisa seria evitada.
Acho que o primeiro passo seria fazer uma avaliação PROPORCIONAL ao que se vai investir em algo.
Por exemplo: já vi gente decidir em poucas horas uma compra de casa própria gastando TODAS as economias + um financiamento de 20 anos! Caralho, uma decisão desse tipo a pessoa deveria levar MESES pra tomar, falando até com advogado!
OU
Se enfiar numa faculdade, investindo ANOS e muita grana sem pesquisar decentemente o retorno que isso vai dar em facilidade de arrumar um emprego, se a tal área está saturada ou não ou mesmo se a tal intuição é minimamente crível. Só se pensa se dá pra pagar a mensalidade e "toca o pau".
Mesma coisa em contrair matrimônio, um contrato pra lá de leonino com o homem. Deveria ser obrigatório POR LEI uma consulta com um advogado antes.
Até mesmo uma coisa BANAL como comprar um cachorro. Só depois que trouxe o bicho pra casa é que vai ver o trampo que dá.
Exemplos não têm fim.
Responda-o
#4
Excelente.

É o exato ponto em que me encontro hoje. Já passei pela fase do "desejo desenfreado de desenvolvimento custe o que custar". Já me sacrifiquei muito por isso.

Infelizmente pouca gente aqui vai entender.

Aguardando os fodões das galáxias do desenvolvimento..
O amor supera tudo  Heart

Na vida real ou na internet?
Responda-o
#5
(09-08-2019, 05:55 PM)Mindingo Escreveu: Excelente.

É o exato ponto em que me encontro hoje. Já passei pela fase do "desejo desenfreado de desenvolvimento custe o que custar". Já me sacrifiquei muito por isso.

Infelizmente pouca gente aqui vai entender.

Aguardando os fodões das galáxias do desenvolvimento..

VEM CR7! Agora ele não se segura e faz outro fake pra provar que o Awaken ta errado Gargalhada

Sobre o texto, irretocável. Aos usuários do fórum que não contribuem com nada, tomem esse texto como exemplo. Coeso, bem formatado e direto, sem muitos rodeios.

A temática em si é importante, eu considero que estou, de certa forma, nessa matrix de necessidade de vencer. Todo santo dia me vejo angustiado pensando no futuro e pensando formas de garantir uma vida ao menos confortável. 

Deve se tomar cuidado e estabelecer limites. A vantagem é que eu, como uma pessoa que tem princípios e valores claros, não vou me tornar o tipo de fracassado que faz qualquer coisa por dinheiro e sucesso (assaltantes, golpistas, corruptos, traficantes, entre outros). A minha preocupação maior é encontrar o equilíbrio entre desfrutar da vida e buscar meu desenvolvimento, sem cair em extremos e virar um workaholic esquisito ou um vagabundo carpediem. 

Muito bom.

Abordei esse tema certa vez em um texto no meu blog, quem tiver interesse, segue o link: Nada está bom, nada nunca é suficiente.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Meu blog (link) - POST NOVO - Evolução, as coisas vão melhorar
Responda-o
#6
(09-08-2019, 05:55 PM)Mindingo Escreveu: Excelente.

É o exato ponto em que me encontro hoje. Já passei pela fase do "desejo desenfreado de desenvolvimento custe o que custar". Já me sacrifiquei muito por isso.

Infelizmente pouca gente aqui vai entender.

Aguardando os fodões das galáxias do desenvolvimento..

Pelas últimas postagens do Mindingo Honrado suspeito que ele está entrando na crise de meia idade Ruge

Citação:Crise da meia idade é uma expressão criada em 1965 por Elliot Jaques para descrever uma forma de insegurança sofrida por alguns indivíduos que estão passando pela "meia-idade", na qual percebem que o período de sua juventude está acabando e a idade avançada se aproxima. Essa crise pode ser desencadeada por vários fatores relacionados com essa época da vida, como a morte dos parentes, casos extraconjugais, andropausa, menopausa, sensação de envelhecimento, insatisfação com a carreira profissional e saída dos filhos de casa. Normalmente, quem passa por isso sente uma enorme vontade de mudar seus modos de vida fazendo gastos exagerados com aquisições fúteis, abandonando o emprego ou terminando o casamento.

A análise de casos isolados revela que o detonador das crises consiste, via de regra, em um acúmulo de estresse cobranças ao longo de anos, geralmente inseridos em um projeto pessoal de casamento, sucesso profissional ou mesmice, associados às expectativas e às atribuições efetivamente concentradas sobre uma única pessoa.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Crise_da_meia-idade
Responda-o
#7
falando dessa coisa de ''vencer''
eu diria que ''o Deus biblico'' quer que sejamos assim..''vencedores''.
que trabalhemos, seguimos em frente de cabeça erguida, sejamos animados, entusiasmado com a vida e ajudemos aos outros.
é o que estou aprendendo com a biblia.
Responda-o
#8
O pior preço do desenvolvimento é quando você chega lá e percebe que por mais que aquilo possa melhorar a sua vida, não dá um sentido para ela. Você pode distrair a sua mente trabalhando por um objetivo todos os dias, mas ainda que você o conquiste, ainda será confrontado consigo mesmo. E isso será um grande problema se você continuar se afastando de si mesmo e entrando em uma "espiral de ações pelo futuro", fugindo das sua condição pessoal no agora. O foco não é na mensagem de que o futuro não deve ser planejado, de que você não deve se dedicar hoje para ter uma vida melhor no futuro... mas sim nessa covardia que é a fuga do agora mascarada pela busca do desenvolvimento pessoal

Vou dar um exemplo pessoal. Eu sempre fui muito tímido, e nunca tive muitos amigos por ser um dos mais inteligentes da turma na escola - o famoso "CDF". Isso me atrapalhou muito nas minhas interações sociais, porque sempre que eu saia em festas eu acabava andando sozinho até que parei de ir. Além disso, eu sou evangélico e confesso que a religião também atrapalhou muito os meus relacionamentos; e não falo isso com tom de ódio pela igreja, mas apenas reconhecendo que há uma discrepância enorme na maneira como trataram o tema frente à realidade - e acredito que isso não seja uma exclusividade do meio evangélico (embora nele seja mais acentuado), com todo respeito aos católicos do fórum. "Não ter sexo antes do casamento", "ficar não é o correto, tem que ter relacionamento sério"... Expanda ideias como essas para outras áreas da vida além da área amorosa... acho que nem preciso acrescentar os por menores do quanto isso destoa totalmente da realidade atual. Por causa disso, muitas coisas simples para os outros foram mais difíceis para mim; e outras foram mais fáceis - como estudar. 

Estudar foi fácil para mim porque serviu de fuga da realidade por um bom tempo; mas quando você conquista o seu objetivo, o esforço contínuo e diário que te "entorpeceu" por um bom tempo vai embora e tira as vendas dos seus olhos, te confrontando com a realidade, com os seus defeitos e insatisfações internas. Essa é a minha "Mátrix do desenvolvimento pessoal"; algo que te traz as virtudes da persistência e da disciplina, que te traz aquilo pelo qual você lutou, mas que ao mesmo tempo camufla alguns de seus defeitos internos que talvez te incomodem muito mais do que o fato de ter um péssimo salário, por exemplo. Por isso que digo que é necessário que vivamos no agora, que confrontemos aquilo que somos e que procuremos vencer os nossos medos e corrigir os nossos defeitos; bem distante do "carpe diem" ou do que outras ideologias devassas atribuem de significado para o "viver no agora", mas próximo de uma evolução pelo simples desejo de se tornar alguém melhor, e não pelo sentimento de culpa ou de "medo de ir para o inferno", que também é algo que sempre nos afasta daquilo que realmente somos - seres imperfeitos ( alguns em busca da perfeição); se não errarmos, não temos o que corrigirmos. 


A autocobrança é uma das coisas que mais entristecem a vida. Nós não temos a obrigação de sermos os melhores, de irmos sempre treinar, de sempre estudar mais que os outros, de casar e formar uma família... Precisamos aceitar que falhar faz parte de nossa natureza imperfeita e que a vida seria extremamente entediante se conseguíssemos fazer tudo aquilo que nos propuséssemos a fazer; se tornar alguém melhor está muito mais próximo do estado de estar satisfeito com a própria vida do que do estado de aperfeiçoamento constante. E isso pode soar estranho, como se acomodar-se fosse sinônimo de ser melhor, mas não deve ser interpretado dessa maneira. A ideia é de que a paz e a satisfação com a própria vida decorre da ideia de que, infelizmente ou felizmente, não seremos bons em tudo, mas que pelo menos desenvolvemos aquilo que consideramos essencial para a nossa paz e saciedade; e a parte de bens materiais é insignificante perto do que temos que nos tornar para isso - muitas vezes essa parte é até desnecessária. 

Você pode morar no condomínio dos bens-sucedidos financeiramente, mas se você continuar fugindo ou tentando mascarar as suas insatisfações internas, vai continuar pobre. Cedo ou tarde, você será confrontado com elas. Eu me convenço de que a satisfação e a paz de viver a vida está nas pequenas coisas e na simplicidade do ser; porque um espírito rico não tem a menor necessidade de mascarar as suas imperfeições sob a sombra dos melhores bens materiais, como muitos fazem. (Não estou falando mal de quem quer ter bons bens, mas sim de quem usa isso com a finalidade que citei).

Para resumir, os erros fazem parte da vida e não podemos fazer com que a autocobrança tire a nossa tesão de viver, como tirou a minha quando eu me via como um merda pela opinião dos outros "colegas de classe" ou do "não poder fazer nada porque é pecado"*. Precisamos reconhecer que errar faz parte e que nenhum desenvolvimento pessoal vai manter as nossas insatisfações internas encobertas eternamente - elas costumam vir à superfície junto com aquilo pelo qual você tanto batalhou; precisamos aceitar os nossos defeitos e procurar corrigir aquilo que nos tira a paz e a satisfação com a vida, e não é nos culpando que faremos isso (se você fizer isso, você não aceitou que é imperfeito). 


*Comentário sobre essa frase em spoiler.
Spoiler Revelar
Eu vou ser bem breve aqui porque está na hora da janta, qualquer dia falo mais sobre isso. Essas regras podem serem corretas para você, ou não, não quero entrar nesse mérito, mas me trouxeram muita tristeza na vida viver sendo chicoteado pela consciência para me manter nesses costumes. O importante mesmo é acreditar em Cristo, nos seus ensinamentos, aproximar-se dele; e não ficar preso nessas regras. Não estou relativizando, só dizendo que Cristo é muito maior do que essas regras... Como falei, esse é um comentário bem breve, e não vou me estender nesse assunto, mesmo sabendo que provavelmente ele vai ser o mais questionado em toda a minha postagem. É algo mais pessoal e não espero que entendam.
Viajante, vá dizer aos espartanos que aqui, pela lei de Esparta, nós repousamos.

Responda-o
#9
E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade (propriedade) de um homem rico tinha produzido com abundância;
E arrazoava ele entre si, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos.
E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens;
E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.
Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?
Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.

Spoiler Revelar
Aos confrades fica o seguinte questionamento, o que seria ser "rico para com Deus"? Pergunta interessante para os senhores pensarem sobre.

Lucas 12:16-21





É aquela velha história. No fim da vida não vamos levar nada desse mundo. Como bem disse o @Awaken, não quer dizer que devemos abandonar tudo e deixar a vida levar sem rumo, mas definitivamente temos que tomar muito cuidado com o que sacrificamos ao longo do caminho do desenvolvimento pessoal.
Eu os batizo com água para arrependimento. Mas depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, tanto que não sou digno nem de levar as suas sandálias. Ele os batizará com o Ruach e com fogo. - Mateus 3:11

Eis que, Eu te refinei, mas não como prata; Eu te escolhi na fornalha da aflição. - Isaías 48:10
Responda-o
#10

Spoiler Revelar
Não importa o quão esforçado você seja, você nunca sairá da mediocridade caso não saiba onde quer chegar. Seja lá o que você faça, acorde as 5:00am, leia mais de 40 livros no ano, faça dezenas de cursos e treine todos os dias da forma mais insana possível, você continuará vagando pelas ruas da mediocrilândia por tempo indefinido caso continue sem saber onde quer chegar. Nunca foi esforço desmedido, sempre foi esforço direcionado. Se eu pergunto pra qualquer um - o que você quer? Pouquíssimos me dirão sem pestanejar, sem entressonhar naquela gagueira de quem processa a melhor resposta possível para dar, como num ensaio teatral. Há aqueles que querem isso, aquilo outro mas é raro alguém especificar com riqueza de detalhes o que de fato almejam. Desenvolvimento pessoal sempre foi priorizar aquilo que no momento é mais conveniente, existem dois momentos cruciais aqui, o primeiro é o de saber o que de fato é mais importante no momento, o segundo é o de superar essa vontade imensurável de querer tudo simultaneamente, é difícil deixar algo de lado num mundo que prioriza a habilidade pueril da multitarefa. Essa mentalidade de esforço sobre-humano lhe fará ser comparado a uma mula de carga, lembra do Sansão? aquele cavalo do livro A Revolução dos Bichos? 

 Após estabelecer o objetivo principal, é hora de tramar estratégias, elas que te colocarão à frente dos afoitos, quer um exemplo? Atualmente vejo muitos vídeos motivacionais do David Goggins, nesses vídeos ele sempre aparece ou correndo debaixo de um sol ardente ou treinando insanamente em ginásios, daí os afobados não fazem uso de sua criticidade, não absorvem aquilo sob o crivo individual e na tola tentativa de se assemelharem àquele ideal, reproduzem mecanicamente tudo aquilo que aquele mito representa, mas o Goggins é um atleta de endurance, o objetivo dele é se preparar para provas dificílimas de resistência, é esse o seu objetivo? É isso que você quer? Correr em uma ultra-maratona? Essa é a antítese da consciência, do exercício da vontade, guiar-se pela motivação é como perambular por areia movediça, por mais que você ache que está perto de sair dali, afunda-se cada vez mais e é muito difícil reconhecer isso, daqui nós já temos um exemplo claro de como o ego se manifesta. Você hipnotiza-se com uma pessoa realizando algo extraordinário mas ao invés de absorver e aplicar os conceitos principais em sua vida, você decide que fará exatamente a mesma coisa. 

 O cérebro tem um mecanismo que barra o desenvolvimento abrupto nas mais variadas esferas, isso vale tanto para personalidade quanto para o ganho de massa magra por exemplo, é um mecanismo que protege e ao mesmo tempo mantém sua integridade biológica, já pensou absorver 10 anos de conhecimento em apenas 2 meses? Como ficaria seu cérebro tendo que processar tanta informação nova em tão pouco tempo? É por esse motivo que a "habilidade" da multitarefa é tão considerável e útil quanto a de contar de 1 até 10 bilhões. Em terra de perdidos um coach é rei, é por esse motivo que tanta gente fatura no lombo de pessoas ingênuas, é essa promessa de que tem que se esforçar ao máximo em tudo, ler o máximo de livros que puder até se equiparar à biblioteca de Humberto Eco, fazer 10 cursos simultaneamente e treinar 3 vezes ao dia, 5 dias na semana porque o Arnold assim fazia, sendo essa a única fórmula do sucesso, mas veja bem, fazer essas coisas não é errado, errado é fazê-las sem ter um direcionamento, sem saber onde se quer chegar. Tem muita coisa que nós não queremos de fato mas possuímos um medo abissal de admitir isso. Pense que você ganhou um ano sabático num sorteio com direito a viagens internacionais para diversos países do mundo, com tudo pago, mas a única condição era a de nunca em hipótese alguma divulgar nada sobre isso pra ninguém, seja fotos, comentários, opiniões, relatos e experiências, tudo deveria estar apenas em sua mente, jamais deveria ser espalhado, como você reagiria a isso? Isso teria o mesmo peso de recompensa para você? 

 Mas reitero, se o seu objetivo é teimar consigo mesmo, lutar contra sua própria preguiça mental, indisposição física ou paixões internas, faça tudo aquilo que você detesta até obter prazer nisso, mesmo que indiscreto, esse lance de que devemos seguir o coração, de que devemos trabalhar com o que gostamos, estudar somente o que nos é convidativo, fazer apenas aquilo que oferta prazer genuíno, tudo isso cai por terra quando seu objetivo é o de lutar contra si mesmo e contra suas próprias convicções mas tudo, absolutamente tudo parte da premissa de saber o que você quer, o resto as estratégias em conjunto com os esforços lhe dirão, mesmo que o seu objetivo seja o de viver para impressionar os outros, faça-o, mas apenas quando tiver a absoluta certeza de que esse é o seu verdadeiro objetivo. 
 


  
 

Responda-o
#11
O principal é ter foco e priorizar o mais importante.
Pode parecer óbvio o que disse, mas não adianta querer abraçar tudo de uma vez, achando que vai conseguir conquistar várias metas ao mesmo tempo, que só vai fracassar e perder tempo.

Quando estava emagrecendo queria também passar em algum concurso de qualquer forma. Percebi que se me dedicava demais nos estudos, não tinha tempo de me exercitar, ou se só estudava, estagnava no peso e vacilava na dieta. No fim tive que escolher emagrecer e aí sim passei a me dedicar à decoreba integralmente.

Sempre que quis fazer dois planos trabalhosos ao mesmo tempo me fudi.
"Quando o beta se mete a ser cafa, o resultado nunca acaba bem". Sagitário
Responda-o
#12
(10-08-2019, 02:41 PM)Karl Rossmann Escreveu:
Spoiler Revelar
Não importa o quão esforçado você seja, você nunca sairá da mediocridade caso não saiba onde quer chegar. Seja lá o que você faça, acorde as 5:00am, leia mais de 40 livros no ano, faça dezenas de cursos e treine todos os dias da forma mais insana possível, você continuará vagando pelas ruas da mediocrilândia por tempo indefinido caso continue sem saber onde quer chegar. Nunca foi esforço desmedido, sempre foi esforço direcionado. Se eu pergunto pra qualquer um - o que você quer? Pouquíssimos me dirão sem pestanejar, sem entressonhar naquela gagueira de quem processa a melhor resposta possível para dar, como num ensaio teatral. Há aqueles que querem isso, aquilo outro mas é raro alguém especificar com riqueza de detalhes o que de fato almejam. Desenvolvimento pessoal sempre foi priorizar aquilo que no momento é mais conveniente, existem dois momentos cruciais aqui, o primeiro é o de saber o que de fato é mais importante no momento, o segundo é o de superar essa vontade imensurável de querer tudo simultaneamente, é difícil deixar algo de lado num mundo que prioriza a habilidade pueril da multitarefa. Essa mentalidade de esforço sobre-humano lhe fará ser comparado a uma mula de carga, lembra do Sansão? aquele cavalo do livro A Revolução dos Bichos? 

 Após estabelecer o objetivo principal, é hora de tramar estratégias, elas que te colocarão à frente dos afoitos, quer um exemplo? Atualmente vejo muitos vídeos motivacionais do David Goggins, nesses vídeos ele sempre aparece ou correndo debaixo de um sol ardente ou treinando insanamente em ginásios, daí os afobados não fazem uso de sua criticidade, não absorvem aquilo sob o crivo individual e na tola tentativa de se assemelharem àquele ideal, reproduzem mecanicamente tudo aquilo que aquele mito representa, mas o Goggins é um atleta de endurance, o objetivo dele é se preparar para provas dificílimas de resistência, é esse o seu objetivo? É isso que você quer? Correr em uma ultra-maratona? Essa é a antítese da consciência, do exercício da vontade, guiar-se pela motivação é como perambular por areia movediça, por mais que você ache que está perto de sair dali, afunda-se cada vez mais e é muito difícil reconhecer isso, daqui nós já temos um exemplo claro de como o ego se manifesta. Você hipnotiza-se com uma pessoa realizando algo extraordinário mas ao invés de absorver e aplicar os conceitos principais em sua vida, você decide que fará exatamente a mesma coisa. 

 O cérebro tem um mecanismo que barra o desenvolvimento abrupto nas mais variadas esferas, isso vale tanto para personalidade quanto para o ganho de massa magra por exemplo, é um mecanismo que protege e ao mesmo tempo mantém sua integridade biológica, já pensou absorver 10 anos de conhecimento em apenas 2 meses? Como ficaria seu cérebro tendo que processar tanta informação nova em tão pouco tempo? É por esse motivo que a "habilidade" da multitarefa é tão considerável e útil quanto a de contar de 1 até 10 bilhões. Em terra de perdidos um coach é rei, é por esse motivo que tanta gente fatura no lombo de pessoas ingênuas, é essa promessa de que tem que se esforçar ao máximo em tudo, ler o máximo de livros que puder até se equiparar à biblioteca de Humberto Eco, fazer 10 cursos simultaneamente e treinar 3 vezes ao dia, 5 dias na semana porque o Arnold assim fazia, sendo essa a única fórmula do sucesso, mas veja bem, fazer essas coisas não é errado, errado é fazê-las sem ter um direcionamento, sem saber onde se quer chegar. Tem muita coisa que nós não queremos de fato mas possuímos um medo abissal de admitir isso. Pense que você ganhou um ano sabático num sorteio com direito a viagens internacionais para diversos países do mundo, com tudo pago, mas a única condição era a de nunca em hipótese alguma divulgar nada sobre isso pra ninguém, seja fotos, comentários, opiniões, relatos e experiências, tudo deveria estar apenas em sua mente, jamais deveria ser espalhado, como você reagiria a isso? Isso teria o mesmo peso de recompensa para você? 

 Mas reitero, se o seu objetivo é teimar consigo mesmo, lutar contra sua própria preguiça mental, indisposição física ou paixões internas, faça tudo aquilo que você detesta até obter prazer nisso, mesmo que indiscreto, esse lance de que devemos seguir o coração, de que devemos trabalhar com o que gostamos, estudar somente o que nos é convidativo, fazer apenas aquilo que oferta prazer genuíno, tudo isso cai por terra quando seu objetivo é o de lutar contra si mesmo e contra suas próprias convicções mas tudo, absolutamente tudo parte da premissa de saber o que você quer, o resto as estratégias em conjunto com os esforços lhe dirão, mesmo que o seu objetivo seja o de viver para impressionar os outros, faça-o, mas apenas quando tiver a absoluta certeza de que esse é o seu verdadeiro objetivo. 
 


  

Excelente, confrade, bem na ferida!

É muito fácil após "sair" da Matrix do mundo, entrar na Matrix do "Desenvolvimento Pessoal". Infelizmente muitas pessoas (eu incluso, no início) colocam o chamado "sucesso" em algum ponto do futuro, naquele pensamento de "quando minha vida estiver assim... eu serei tal... mais forte... inteligente... feliz etc.", nesse lugar temporal imaginário onde tudo estará resolvido e ponto final. De fato, a vida não é óbvia e esse lugar/tempo perfeito não existe. Pra mim sucesso é uma realização progressiva, então só fico observando os caboclos por aí correndo pra todo lado querendo mudar o mundo, mas não arrumando nem a própria cama.
Responda-o
#13
O caminho do desenvolvimento pessoal não é perfeito, assim como nenhum é. O objetivo final, por mais que esteja definido, se é estritamente material no final se torna vazio e sem base. Mas, se a base é espiritual, até mesmo o objetivo mais simples possui potencial para transcendentalidade.

Um momento no lugar certo e na hora certa pode dar sentido à uma vida. Isso na minha concepção só é possível com Deus e através do altíssimo. Tive muitos momentos na vida que agradeci por estar vivo para poder presenciar aquilo acontecer. São esses momentos que me fazem seguir em frente.

O importante é dar significado e não esperar que este seja dado de presente. Não viva no automático, sinta o momento presente.

Já vivi diversos momentos de felicidade sem um real no bolso. Também já vivi momentos de felicidade endinheirado. Com ou sem shape, no momento ideal ou não, o importante é não limitar a vivência humana através da criação de pré-condições para qualquer coisa.

Nesse tempo de vida que tenho percebi que o homem vive em função de tentar se aproximar de Deus ou da plenitude, mas muitos se perdem na jornada.

Vários acabam no final louvando a Mamon e esquecendo do verdadeiro Pai de todos nós.

Se o seu objetivo é o aprimoramento em função da pura e simples aproximação de Deus, todos os objetivos materiais se tornam somente mais uma etapa do jogo, mas jamais o jogo em si.
Pois os lábios da mulher imoral são doces como mel,
e sua boca é mais suave que azeite.
No fim, porém, ela é amarga como veneno
afiada como uma espada de dois gumes.
Seus pés descem para a morte;
seus passos conduzem direto à sepultura.

Provérbios 5
Responda-o
#14
Existe uma diferença de querer vencer e querer ser melhor que os outros. O desenvolvimento pessoal, se for para a nossa superação de nossas capacidades e consequentemente a melhoria de nossas vidas é positivo e recomendavel, agora se quer se desenvolver para se achar superior, ai que está a matrix porque, sempre irá existir alguem "melhor" do que voce, sempre existira um nivel acima de voce, dai que vem a ganancia, inveja e outros sentimentos negativos.
Responda-o
#15

Spoiler Revelar
Bilidequedi d'1565466835' Escreveu: O principal é ter foco e priorizar o mais importante.
Pode parecer óbvio o que disse, mas não adianta querer abraçar tudo de uma vez, achando que vai conseguir conquistar várias metas ao mesmo tempo, que só vai fracassar e perder tempo.

Quando estava emagrecendo queria também passar em algum concurso de qualquer forma. Percebi que se me dedicava demais nos estudos, não tinha tempo de me exercitar, ou se só estudava, estagnava no peso e vacilava na dieta. No fim tive que escolher emagrecer e aí sim passei a me dedicar à decoreba integralmente.

Sempre que quis fazer dois planos trabalhosos ao mesmo tempo me fudi.

Isso se encaixa perfeitamente no meu atual momento. Estou estudando pra concurso e fazendo academia. É muito difícil conciliar uma alimentação restritiva com os estudos. Eu achava que seria capaz de lidar com os dois ao mesmo tempo, mas hoje percebi que é necessário priorizar um deles, que no meu caso foi o estudo.

Não quer dizer que eu tenha parado de treinar (até porque a atividade física ajuda no meu estudo), mas não posso me dedicar com tanta seriedade ainda quanto eu sei que deveria.
Responda-o
#16
"Em nosso dia a dia você pode ver uma porção de pessoas brigando o tempo todo por situações, umas querem ter coletivismo, outras individualismo, umas querem poder, outras querem fama, outros querem apenas aquilo que lhes satisfaz "e tá bom".
O que essas pessoas tem em comum? A vontade de vencer."

R: Brigando o tempo todo por situações ? O que da pra entender é que são um conjunto de mentes vazias lutando por uma causa inútil.

"Entre os exemplos mais variados de Matrix que eu posso afirmar já ter visto, uma delas é a Matrix do ensino superior, onde as pessoas parecem entrar em uma ansiedade louca que se elas não se formarem em uma universidade, elas não são ninguém na vida."


R: Vontade de vencer ? Tem algo errado.
.

Com todo respeito ao criador do tópico, mas o tópico ficou uma bagunça. Pelo que eu entendi você queria levantar a questão da importância de vencer sem precisar passar por cima de ninguém. E lendo os comentários, deu a entender que a maioria entendeu uma coisa diferente. 


A inflação da real. Quantidade enormes de posts como esse, diminuem o valor do fórum. 

E pra fechar com chave de ouro. 

"Não seja vítima da vontade de vencer, aja com sabedoria, não com uma vontade louca de satisfazer seus próprios anseios.

Porque se qualquer coisa sair do lugar, você pode ser vítima dela, a qualquer dia, a qualquer hora, em qualquer lugar."

R: Uma apimentada de suspense pra rapaziada.
Responda-o
#17
(12-08-2019, 11:59 AM)Don Vito Corleone Escreveu: Com todo respeito ao criador do tópico, mas o tópico ficou uma bagunça.

Pois é. Eu também acho que não entendi direito o objetivo do tópico se é motivar, desiludir ou o que diabos ...

A questão é que se você faz algo apenas para alimentar o ego, nada de bom virá disso... nossa função enquanto homens é "servir"... simples, porém quanto mais qualificados formos, melhor desempenharemos esse papel.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#18
Senhores que estão com a dúbia aí.

A visão ao qual o tópico deve ser lido é sobre ganância, a vontade de "ter o que os outros tem", vontade de acumular tudo pra si, etc.
A ganância deixa as pessoas cegas, desleais, desumanas, e por isso deve se tomar atenção para não cair nela, é basicamente esse o foco do tópico.

Eu escrevi esse tópico no trabalho, então entre um atendimento ou outro posso ter cometido erros de organização, mas acredito que pelo feedback dos demais a intenção do tópico foi bem entendida.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#19
Eu entendi a mensagem do Awaken. E passei por essa mesma reflexão a pouco tempo atrás.

Eu era muito obcecado pelo desenvolvimento pessoal , finanças , fisíco , leitura , espirtual e etc. Agia praticamente como um robô até pouco

Não vou dizer que desenvolver essas áreas não me trouxe benefícios, mas eu descobri coisas mais importante na vida como por exemplo a socialização entre amigos.

Por muito tempo eu tinha abandonado um Hobbie que eu amava , o FUTEBOL , pelada com os amigos por causa da academia , a necessidade de ter um físico fodão, hoje vejo que muitas coisas fazem parte do ego.

Você trabalhar , ter sua mulher , fazer diferença dentro da sociedade que você vive , ajudar outras pessoas e ter amigos , isso não desenvolvimento pessoal que supere.

Vejo muitos desesperado para se desenvolver, mas quando chegam lá , se sentem deprimidos e sozinhos, porque abandonaram o lado social e humano da vida.

Já achei muito absurdo uma pessoa ter a oportunidade e não se desenvolver, achava ridículo ser "normal" , hoje vejo que a felicidade está em coisas simples.

mas sempre temos que ficar de olho , para não cair no comodismo também.
DEUS É FIEL E VERÁ O SEU TRABALHO.


Responda-o
#20
(15-08-2019, 08:36 AM)gRILO Escreveu: Eu entendi a mensagem do Awaken. E passei por essa mesma reflexão a pouco tempo atrás.

Eu era muito obcecado pelo desenvolvimento pessoal , finanças , fisíco , leitura , espirtual e etc. Agia praticamente como um robô até pouco

Não vou dizer que desenvolver essas áreas não me trouxe benefícios, mas eu descobri coisas mais importante na vida como por exemplo a socialização entre amigos.

Por muito tempo eu tinha abandonado um Hobbie que eu amava , o FUTEBOL , pelada com os amigos por causa da academia , a necessidade de ter um físico fodão, hoje vejo que muitas coisas fazem parte do ego.

Você trabalhar , ter sua mulher , fazer diferença dentro da sociedade que você vive , ajudar outras pessoas e ter amigos , isso não desenvolvimento pessoal que supere.

Vejo muitos desesperado para se desenvolver, mas quando chegam lá , se sentem deprimidos e sozinhos, porque abandonaram o lado social e humano da vida.

Já achei muito absurdo uma pessoa ter a oportunidade e não se desenvolver, achava ridículo ser "normal" , hoje vejo que a felicidade está em coisas simples.

mas sempre temos que ficar de olho , para não cair no comodismo também.

É isso aí, essa é a mensagem.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 5 Visitante(s)