Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Conto ou não conto isso pros meus pais?
#1
Bom, ultimamente venho pensando muito nisso. 

   Quero deixar bem claro que NÃO sou interesseiro e nem quero a morte do meu avô, ao contrário de alguns membros da minha família.
 
   Aqui em casa como na maioria dos lares do Brasil, vivemos imersos na matrix ( meus pais ), aquela coisa de trabalhar 8h por dia, chegar em casa cansados passar um tempinho... dormir e no outro dia começar tudo outra vez. 
   Vendendo o nosso tempo pra enriquecer outra pessoa e em troca recebemos migalhas.
   Nossos maiores bens são um carro e uma casa digamos razoável, atualmente avaliada em torno de uns 240 mil.
  
 Vejo que meus pais estão vivendo uma vida infeliz por aqui, quase n saímos e não temos muitos amigos na cidade em que moramos atualmente. Eles tem somente um casal de amigos em que passamos os natais na casa deles e só.
   Vivemos em uma cidade de uns 80 mil habitantes aonde a unica coisa que importa é o status social e você é o que você tem( está certo que é assim em todos os locais porém aqui é exagerado, e olha que já morei em 4 cidades diferentes e aqui é muito acima do normal ). Pra se ter uma ideia aqui até os pobres são metidos, nos mudamos pra cá em 2003.
   Viemos de outro estado e de uma cidade bem pequena ( cerca de uns 12 mil habitantes ) aonde todos se conhecem e aonde estão os nossos verdadeiros amigos ( tirando a parte da família do meu pai é claro ).
 
   Agora vamos a questão, no futuro meu pai terá uma herança a receber, isso é fato não tem como fugir disso, pois a minha avó tinha uma fazenda e quando ela morreu essa fazenda passou a ser do meu avô ( alguns irmãos do meu pai já queriam pegar a fazenda e dividir, mesmo com o meu avô vivo só que o meu pai e mais 2 irmãos dele foram contra e então não fizeram isso, pois  o meu avô que deve usufruir dessa terra enquanto estiver vivo ). Houve um principio de briga na família e hoje ela está digamos meio que rachada.

   No que eu venho pensando... quando ele receber essa herança nós poderíamos voltar pra lá e viver dos frutos dessa terra ( não vamos receber muita coisa porque ele tem uns 5 irmãos), mas é o suficiente pra se produzir algo e viver uma vida tranquila do próprio trabalho. Vendemos o que temos aqui e investimos lá. Sairíamos dessa vida de merda que temos e iriamos apostar tudo lá. Considerando que a minha cidade natal fica á uns 50 minutos de carro da capital do estado  e a fazenda do meu avô fica por volta de uns 30 km da cidadezinha. Poderíamos montar uma granja ou uma horta e vender na capital pra mercados etc... tendo em vista que eu tenho o conhecimento técnico da coisa pois sou Eng. Agrônomo e meu pai tem a experiência de vida pois passou boa parte da vida morando em fazenda.

Porém tenho receio de chegar com essa ideia de futuro e contar pra eles. Não estou querendo a morte do meu avô pelo amor de Deus caralho, mas venho pensando nisso já tem vários dias. Porque o meu pai já tem 51 anos, minha mãe 48 e sabemos que caso eles saírem de seus empregos vai ser difícil arrumar outro por conta da idade. De quebra iríamos voltar pra um lugar aonde gostamos e nos sentimos bem.

Inclusive quando eu era criança a minha avó me disse que não era pra vender o que o meu pai  fosse receber quando ela morresse, pois queria preservar nas nossas mãos a terra que foi do pai dela e sei que a primeira coisa que  os meus tios vão querer fazer é vender a fazenda inteira e repartir o dinheiro.

E ai confrades, será que eu converso com os meus pais sobre isso ? Ou deixo essa ideia morrer e seja o que Deus quiser ?
"A libido é o calcanhar de Aquiles do homem" 
Responda-o
#2
Vc tem medo de falar uma coisa trivial dessas pros teus pais? Ou eles vão mandar te catar ou vão achar a ideia interessante.

Outra coisa, se vcs decidirem ir viver da terra então é melhor vc ir antes pra ver se vai dar certo. Todo mundo abandonando as unicas fontes de renda pra apostar num sonho é burrice
Responda-o
#3
(29-05-2019, 08:21 PM)PopoRoxo Escreveu: Vc tem medo de falar uma coisa trivial dessas pros teus pais? Ou eles vão mandar te catar ou vão achar a ideia interessante.

Outra coisa, se vcs decidirem ir viver da terra então é melhor vc ir antes pra ver se vai dar certo. Todo mundo abandonando as unicas fontes de renda pra apostar num sonho é burrice

Que é trivial é, mas meu pai fica putasso quando toca nesse assunto da repartição por conta da briga, por isso o receio.
"A libido é o calcanhar de Aquiles do homem" 
Responda-o
#4
Então vc tem medo do teu pai, hora de virar homem
Responda-o
#5
(29-05-2019, 08:45 PM)PopoRoxo Escreveu: Então vc tem medo do teu pai, hora de virar homem

Beleza trollzão.
"A libido é o calcanhar de Aquiles do homem" 
Responda-o
#6
(29-05-2019, 09:16 PM)Fritz Escreveu:
(29-05-2019, 08:45 PM)PopoRoxo Escreveu: Então vc tem medo do teu pai, hora de virar homem

Beleza trollzão.

Pelo menos não tenho medo de conversar com um velho de 50 anos, ou ele ainda é mais forte do que vc?
Responda-o
#7
Um dos meus sonhos é esse: viver da terra e me livrar o máximo possível da loucura da cidade grande. Vá em frente, o não você já tem.
Não existe felicidade sem gratidão.
Responda-o
#8
(29-05-2019, 09:18 PM)PopoRoxo Escreveu:
(29-05-2019, 09:16 PM)Fritz Escreveu: Beleza trollzão.

Pelo menos não tenho medo de conversar com um velho de 50 anos, ou ele ainda é mais forte do que vc?

Não adianta, não entrarei na sua provocaçãozinha seu troll. Você  só fica falando asneiras em diversas publicações. FLW.
"A libido é o calcanhar de Aquiles do homem" 
Responda-o
#9
(29-05-2019, 09:22 PM)Fritz Escreveu:
(29-05-2019, 09:18 PM)PopoRoxo Escreveu: Pelo menos não tenho medo de conversar com um velho de 50 anos, ou ele ainda é mais forte do que vc?

Não adianta, não entrarei na sua provocaçãozinha seu troll. Você  só fica falando asneiras em diversas publicações. FLW.

blz, nazista
Responda-o
#10
(29-05-2019, 09:19 PM)Davi da Real Escreveu: Um dos meus sonhos é esse: viver da terra e me livrar o máximo possível da loucura da cidade grande. Vá em frente, o não você já tem.
É um dos meus objetivos também. 
Vou preparar o terreno pra falar com o meu pai sobre essa ideia. Até porque por conta da briga que ele teve com os irmãos, essa questão se tornou algo bem delicado.
Também quero realizar esse desejo da minha avó de manter pelo menos uma parte dessa terra com a família.
"A libido é o calcanhar de Aquiles do homem" 
Responda-o
#11
Converse com os seus pais confrade, é sua família e não um bando de estranhos.
"Antes de mas nada, saiba que você morrera e sera esquecido. Portanto, Busque  a felicidade dentro de sua alma e não fora. Entregue-se ao seu espirito. Somente ele estará com você depois da morte." (Nessahan Alita)

Spoiler Revelar
"Desenvolver apenas algumas camadas, negligenciando outras, mais cedo ou mais tarde, a vida cobrara o preço da negligencia." (Mandrake)

"Como eu sempre digo, o homem que não conhece a Real sempre acaba se dando mal." (Conde de Monte Cristo)
Responda-o
#12
Confusão, dessa terra só vai colher isso.

Compre uma sua e vá carpir/plantar/colher e vender. Porque esperar algo hipotético assim ? A vida é dos seus pais e só compete a eles o que fazer com ela.

Uma cidade em 15 anos muda muito, se não mudou é porque nai evoluiu, não ache que as coisas vão ser iguais a 15 anos atrás... tempo que não existia internet e facecu.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#13
Eng Agronomo sem terra Big Grin



[Image: mst+bandeira.jpg]

Sobre a destinação das terras  faltaram informações mas apresento algumas possibilidades:

1- arrendamento para latifúndio, todos os irmãos ganham

2-eventos/ecoturismo/acampamento/pesqueiro restaurante

3-loteamento minha casa minha vida/condominio/ condominio de chacaras. Pesquise a viabilidade na região

Se for para venderem o façam com inteligência.

Você pode ganhar uma grana em cima dos seus tios tirando CRECI para fazer uma comissão, estude a viabilidade do curso/anuidade e prospecção de incorporação da área junto a municipalidade, imobiliárias e construtoras.

Transcreva as possibilidades em planos nos portfólios e mostre para seus pais. Em relação aos seus tios apresente os planos que os atraiam.

Engenheiro agrônomo tem tudo para ser um empreendedor do agronegócio.
Anuncie aqui!!!
Responda-o
#14
Facepalm PopoRoxo kkkkkkkkkkkk estranho esse nickname kkk
Responda-o
#15
(29-05-2019, 08:13 PM)Fritz Escreveu: E ai confrades, será que eu converso com os meus pais sobre isso ? Ou deixo essa ideia morrer e seja o que Deus quiser ?

Primeiro, você tem que ver se existe a possibilidade de dividirem a fazenda em várias partes e vocês ficarem com uma delas. Não sei como funciona a legislação a esse respeito lá na sua região. Se não for possível, então vocês provavelmente vão ter que vender e receber a parte do seu pai em dinheiro, mas poderão comprar algo onde quiserem.

Segundo, seu avô pode morrer daqui uns 20 anos ainda. Ninguém sabe quanto tempo uma pessoa vai viver. Se ele tiver 70 anos, pode chegar aos 90. E vinte anos é muito tempo para você se preocupar com isso agora. Mas, ele pode morrer esse ano também. Ou seja, isso é muito incerto e imprevisível.

Terceiro, por que a pessoa trabalhar todo dia 8h por dia é alguém imerso na Matrix? "Vendendo o nosso tempo para enriquecer outra pessoa e em troca recebemos migalhas" Isso parece papo de comunista que em vez de ser grato pelo patrão ter oferecido uma oportunidade de emprego fica com inveja e ódio de quem escolheu te dar uma oportunidade. Você devia ser grato por eles terem um emprego. E se não estão satisfeitos com o emprego, podem buscar se aperfeiçoar profissionalmente, buscar o desenvolvimento pessoal, e alcançar coisas melhores. Não é tendo raiva de estar enriquecendo o "patrão malvado" que resolverão as coisas.

Quarto, a ideia é excelente de montar um negócio com a terra e tudo mais, mas isso vai afetar a vida dos seus pais também, é óbvio que você precisa ser franco e falar e debater com eles sobre a sua ideia e não com estranhos de um fórum anonimo da internet.

Quinto, a herança é do seu pai e não sua. Então, não faz sentido você fazer planejamento com o dinheiro dos outros. Quem tem que decidir é ele, você só vai tentar vender sua ideia para ver se ele compra.
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#16
(29-05-2019, 08:13 PM)Fritz Escreveu: Bom, ultimamente venho pensando muito nisso. 

   Quero deixar bem claro que NÃO sou interesseiro e nem quero a morte do meu avô, ao contrário de alguns membros da minha família.
 
   Aqui em casa como na maioria dos lares do Brasil, vivemos imersos na matrix ( meus pais ), aquela coisa de trabalhar 8h por dia, chegar em casa cansados passar um tempinho... dormir e no outro dia começar tudo outra vez. 
   Vendendo o nosso tempo pra enriquecer outra pessoa e em troca recebemos migalhas.
   Nossos maiores bens são um carro e uma casa digamos razoável, atualmente avaliada em torno de uns 240 mil.
  
 Vejo que meus pais estão vivendo uma vida infeliz por aqui, quase n saímos e não temos muitos amigos na cidade em que moramos atualmente. Eles tem somente um casal de amigos em que passamos os natais na casa deles e só.
   Vivemos em uma cidade de uns 80 mil habitantes aonde a unica coisa que importa é o status social e você é o que você tem( está certo que é assim em todos os locais porém aqui é exagerado, e olha que já morei em 4 cidades diferentes e aqui é muito acima do normal ). Pra se ter uma ideia aqui até os pobres são metidos, nos mudamos pra cá em 2003.
   Viemos de outro estado e de uma cidade bem pequena ( cerca de uns 12 mil habitantes ) aonde todos se conhecem e aonde estão os nossos verdadeiros amigos ( tirando a parte da família do meu pai é claro ).
 
   Agora vamos a questão, no futuro meu pai terá uma herança a receber, isso é fato não tem como fugir disso, pois a minha avó tinha uma fazenda e quando ela morreu essa fazenda passou a ser do meu avô ( alguns irmãos do meu pai já queriam pegar a fazenda e dividir, mesmo com o meu avô vivo só que o meu pai e mais 2 irmãos dele foram contra e então não fizeram isso, pois  o meu avô que deve usufruir dessa terra enquanto estiver vivo ). Houve um principio de briga na família e hoje ela está digamos meio que rachada.

   No que eu venho pensando... quando ele receber essa herança nós poderíamos voltar pra lá e viver dos frutos dessa terra ( não vamos receber muita coisa porque ele tem uns 5 irmãos), mas é o suficiente pra se produzir algo e viver uma vida tranquila do próprio trabalho. Vendemos o que temos aqui e investimos lá. Sairíamos dessa vida de merda que temos e iriamos apostar tudo lá. Considerando que a minha cidade natal fica á uns 50 minutos de carro da capital do estado  e a fazenda do meu avô fica por volta de uns 30 km da cidadezinha. Poderíamos montar uma granja ou uma horta e vender na capital pra mercados etc... tendo em vista que eu tenho o conhecimento técnico da coisa pois sou Eng. Agrônomo e meu pai tem a experiência de vida pois passou boa parte da vida morando em fazenda.

Porém tenho receio de chegar com essa ideia de futuro e contar pra eles. Não estou querendo a morte do meu avô pelo amor de Deus caralho, mas venho pensando nisso já tem vários dias. Porque o meu pai já tem 51 anos, minha mãe 48 e sabemos que caso eles saírem de seus empregos vai ser difícil arrumar outro por conta da idade. De quebra iríamos voltar pra um lugar aonde gostamos e nos sentimos bem.

Inclusive quando eu era criança a minha avó me disse que não era pra vender o que o meu pai  fosse receber quando ela morresse, pois queria preservar nas nossas mãos a terra que foi do pai dela e sei que a primeira coisa que  os meus tios vão querer fazer é vender a fazenda inteira e repartir o dinheiro.

E ai confrades, será que eu converso com os meus pais sobre isso ? Ou deixo essa ideia morrer e seja o que Deus quiser ?

Bem, o site é sobre a Real, então vou meter uma real de cara: se a família é rachada, quando seu avô morrer vai haver um processo de inventário que durará uns 10 anos para ser julgado e a herança dividida. Então, se está nos seus planos usufruir da fazenda, seus planos terão de ser de muito longo prazo.
Responda-o
#17
Meu caro, por experiência própria, lhe digo que "família é tudo igual, só muda o endereço"...!

A quase 20 anos atrás, passamos por um problema "similar" com o falecimento do meu avô materno, a qual como o confrade @Crixus citou, levaram anos para o inventário ficar pronto e a herança ser repartida (...bem pequena por sinal!), e não preciso dizer que a família rachou depois disso e nunca mais foi a mesma. Quando achávamos que tudo estava resolvido e a paz estava presente, de pouco tempo estamos atravessando o mesmo problema com minha avó paterna, porém ela esta viva.

Não adentrarei em detalhes sobre o assunto, pois a história é longa, mas honestamente lendo seu relato, lhe digo que isso não é um problema seu, e sabendo da sua idade e sua formação, lhe aconselho a começar a pensar e fazer algo por você.

Se quiser trocar essa ideia e precisar de algo, me mande uma MP.

Forte Abraço!
Responda-o
#18
(30-05-2019, 11:02 AM)Libertador Escreveu: Terceiro, por que a pessoa trabalhar todo dia 8h por dia é alguém imerso na Matrix? "Vendendo o nosso tempo para enriquecer outra pessoa e em troca recebemos migalhas" Isso parece papo de comunista que em vez de ser grato pelo patrão ter oferecido uma oportunidade de emprego fica com inveja e ódio de quem escolheu te dar uma oportunidade. Você devia ser grato por eles terem um emprego. E se não estão satisfeitos com o emprego, podem buscar se aperfeiçoar profissionalmente, buscar o desenvolvimento pessoal, e alcançar coisas melhores. Não é tendo raiva de estar enriquecendo o "patrão malvado" que resolverão as coisas.

Também reparei nisso aí.

Tu fala que os pobres da cidade são arrogantes mas fica ai desmerecendo o trabalho honesto? Não fode. 

Tu trabalha? Já trabalhou? Esse papo muito ambicioso e sem nexo com a realidade tem cara de coisa de piá de prédio criado com ovomaltine que nunca carpiu um lote.
Um homem com escolhas é um homem livre.
MEU BLOG - POST NOVO - Mudança de Nome
Responda-o
#19
(29-05-2019, 08:45 PM)PopoRoxo Escreveu: Então vc tem medo do teu pai, hora de virar homem

sempre os mesmos zé ruelas com esses jargões idiotas sujando os tópicos.
Na vida real ainda mora com os pais, na internet é o Chuck Norris testosterona 50 mil capinador de lote

Fritz, chame seus pais na mesa e converse seriamente sobre isso. Decidir por opiniões de anônimos, - que não sabem nada de sua vida -, não é uma atitude muito eficaz.
Responda-o
#20
Spoiler Revelar
sempre os mesmos zé ruelas com esses jargões idiotas sujando os tópicos.

Por isso existem duas ferramentas no fórum, a primeira é a negativação do sujeito, e a segunda, que somente pode ser utilizada pelos "macaco véio", o strike.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)