Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A jornada do homem (Roberto)
#1
A Jornada do Homem
Reflexão do @Roberto no Mundo Realista.

[Image: jornada-para-a-nuvem.jpg]


O Homem é feliz quando segue seu próprio caminho. Cria ambições, esforça-se por elas e colhe os resultados ao longo de sua vida.

A jornada de vida do Homem é difícil. A seleção natural é muito rigorosa com o macho. Para aliviar as dores dessa jornada, existe a mulher. A mulher é um complemento à vida do Homem: deve ser secundária, porém útil. Por um lado, o alívio sexual anestesia o sofrimento. Por outro, a proteção à família revigora as ambições do Homem.

A falta de sexo emascula o macho, pois diminui sua resistência ao sofrimento. A falta de família emascula o macho, pois à ambição do Homem é fortemente ligada às suas necessidades, as quais são substancialmente menores quando o mesmo não tem filhos e esposa para sustentar.

Hoje a mulher não é um complemento à vida do Homem. A mulher se tornou um obstáculo ao desenvolvimento do macho. O compromisso não adiciona nada à vida do Homem: a satisfação sexual compromissada dura pouco tempo e logo dá espaço para o deserto sexual, a fêmea se tornou rival ostensiva do macho e os filhos são tomados pelo estado em caso de divórcio.

O Homem é irracional em sua sexualidade. Ele geralmente não entende a matrix, não consegue simplesmente raciocinar e tirar conclusões lógicas. Primeiro tem que sofrer bastante, para depois sim se adaptar à realidade. Muitos nunca se adaptam.

A adaptação do Homem é guiada pela proporção entre custo e benefício. Quando o homem se relaciona sem se envolver e sem se comprometer, ele é beneficiado com abundância de sexo e com o apego por parte da fêmea, o que o faz se sentir importante. Quando o Homem experimenta os benefícios da solteirice + cafajestagem, percebe que quanto menor o custo que ele empenha nos relacionamentos, melhor os benefícios, de forma que amar menos significa ser mais amado.

O Homem precisa de poder de barganha para ter o que quer. Ter poder de barganha significa ser superior à mulher em (quase) todos os aspectos. Ora, se o Homem precisa ser superior, ele precisa ter mais a oferecer do que a mulher, o que gera uma desproporção onde o Homem dá mais e ganha menos. Para compensar essa equação, o Homem que tem mais qualidade deve buscar mulheres em quantidade.

Vamos supor o seguinte:

1. Homem mediano de 25 anos, renda mensal de R$ 4.500,00 casado com uma mulher mediana da mesma idade e renda mensal de R$ 1.500,00. Ele contribui mais para a economia do casal, enquanto ela compensa a diferença com sexo farto no início do relacionamento. Ambos apoiam um ao outro financeiramente, emocionalmente e sexualmente.

2. Cinco anos depois, ambos com 30 anos e ganhando o mesmo valor. O Homem está mais maduro emocionalmente e sua sexualidade está intacta, pois envelheceu bem e continua com alta disposição sexual. A mulher continua imatura, não presta mais apoio emocional, vive estressada e reclamando da vida, injuriando o marido todos os dias. O corpo dela perdeu o charme e ela só faz sexo uma vez por mês, com muita burocracia.

3. A mulher que ele tem não é mais suficiente para as necessidades dele. Nem mesmo os sentimentos que esse Homem desenvolveu são capazes de suprir seus desejos. De duas, uma: ou o Homem se divorcia, ou ele a trai com uma que supra as necessidades dele. A verdade é que o valor da mulher decai rapidamente com a ação do Sr. Cronos. E se a mulher não compensar a sua desvalorização (por exemplo, tornando-se uma boa dona de casa, cada vez mais experiente na cozinha, cada vez mais adaptada aos hábitos do marido, cada vez mais dedicada à família), a
monogamia perde qualquer justificativa.

Agora, um exemplo diferente:

1. Homem mediano de 25 anos, renda mensal de R$ 2.000,00. Solteiro. Tem acesso a submedianas e feias semanalmente. Porém, medianas não são garantia. Tem que lutar para arranjar uma marmita e não raro passa "fome".

2. Homem conhece a Real.

3. Homem passa por todas as fases da Real, evoluindo espiritualmente e investindo nos estudos, na carreira, na aparência.

4. Aos 30 anos, o Homem superou o status de mediano: tem casa própria, carro, emprego de alto nível, físico bem cuidado, decodifica o comportamento feminino com a mesma velocidade da própria respiração, é centrado na própria vida e trata as mulheres como consequência.

5. Esse Homem está em um nível inalcançável para qualquer mulher. Ele MERECE várias mulheres. Mesmo se a mulher se dedicar de corpo e alma a ele, ainda sim não será o suficiente.

Isso porque ele é um dos poucos Homens de verdade que restam no planeta. É um tesouro raríssimo e sabe usar seu valor para ter o que quer. Nenhuma mulher é capaz de satisfazer plenamente os desejos sexuais do Homem. Afinal, mesmo que ela dê sexo a ele todos os dias, o Homem precisa de variedade. 

O Homem não precisa de justificativas para ser polígamo. A natureza fez o Homem para espalhar seus genes pelo mundo, para fecundar o máximo possível de mulheres. O esforço do Homem deve ser no sentido de ter o máximo de mulheres possível. Não é o Homem quem deve procurar motivos para a monogamia. É a mulher que deve dar motivos para o Homem ser monogâmico. Se a mulher não for capaz de fazer isso, ela não merece a exclusividade do Homem.

Comentário do Guardião:

Este tópico faz parte do projeto: Segunda das Relíquias perdidas (Clique nas palavras em vermelho para saber mais).
Responda-o
#2
(25-03-2019, 11:45 AM)Guardião Escreveu: Vamos supor o seguinte:

1. Homem mediano de 25 anos, renda mensal de R$ 4.500,00 casado com uma mulher mediana da mesma idade e renda mensal de R$ 1.500,00. Ele contribui mais para a economia do casal, enquanto ela compensa a diferença com sexo farto no início do relacionamento. Ambos apoiam um ao outro financeiramente, emocionalmente e sexualmente.

2. Cinco anos depois, ambos com 30 anos e ganhando o mesmo valor. O Homem está mais maduro emocionalmente e sua sexualidade está intacta, pois envelheceu bem e continua com alta disposição sexual. A mulher continua imatura, não presta mais apoio emocional, vive estressada e reclamando da vida, injuriando o marido todos os dias. O corpo dela perdeu o charme e ela só faz sexo uma vez por mês, com muita burocracia.

3. A mulher que ele tem não é mais suficiente para as necessidades dele. Nem mesmo os sentimentos que esse Homem desenvolveu são capazes de suprir seus desejos. De duas, uma: ou o Homem se divorcia, ou ele a trai com uma que supra as necessidades dele. A verdade é que o valor da mulher decai rapidamente com a ação do Sr. Cronos. E se a mulher não compensar a sua desvalorização (por exemplo, tornando-se uma boa dona de casa, cada vez mais experiente na cozinha, cada vez mais adaptada aos hábitos do marido, cada vez mais dedicada à família), a monogamia perde qualquer justificativa.

Ironicamente, no terceiro ponto, o homem comum nem sequer cogita separação, mesmo com a mulher regulando sexo e criando infernos emocionais. E, por ironia, mesmo que a mulher esteja desvalorizando, por influência do feminismo, é a mulher que entra nesse dilema, ou se divorcia ou trai o marido. Tanto que quase a totalidade dos divórcios são por iniciativa da mulher. O homem normalmente luta para salvar o casamento.

Pude presenciar uma situação dessa acontecendo próximo de mim, a mulher brigava muito e por fim traiu o marido, ele disse que perdoaria ela e fez de tudo para salvar o casamento, ela decidida não abriu mão do amante e jogou toda a culpa da separação nele, usando como base, inclusive, argumentos de erros que ele cometeu 15 anos antes e então se separou dele. 

Depois de separados, ele entrou em uma depressão imensa, sem motivação para nada, a empresa dele quase afundou por conta disso. E ela nas alturas com o amante que agora virou namorado.

Passado alguns meses, para tentar começar uma nova vida o ex-marido entra na internet e começa a procurar mulheres para se relacionar e para o seu espanto começa a literalmente chover mulheres em cima dele. Ele me falava que nunca tinha visto tanta mulher diferente dando em cima dele. Ele estava sempre viajando para se encontrar com alguma mulher que conheceu na internet. 

Mas essa reação feminina é óbvia, ele agora era um empresário bem sucedido, tinha carro próprio de luxo, casa própria, uma renda boa e estava solteiro. O valor de mercado dele só aumentou com o passar do tempo ele que não conseguia perceber isso quando estava dentro do relacionamento.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#3
Bom...

Na minha opinião, ao longo dos anos a REAL evoluiu e um texto como esse hoje em dia soa controverso em alguns pequenos detalhes. Talvez mecânico demais.

Esses "prazos fixos" por exemplo, idade X consegue isso se fazer Y e etc, etc, etc... enfim, a vida é dinâmica e a BUSCA deve ser no sentido do texto mesmo, porém, temos sempre que ter em mente as tantas variáveis da vida: quedas duras durante a jornada... falhas de convicção, incertezas das mais diversas e etc... se o cara não levar isso em conta, acaba esmagado psicologicamente pelo tempo, achando que com 30 já está velho.

Então é necessário sabedoria para adaptar a coisa toda a nossa realidade. De todos os membros deste fórum, arrisco dizer que menos de 1% vão conseguir seguir tudo tão absolutamente a risca que poderão olhar para sua vida e comparar com o que está escrito. E o que resta para os demais? O FUNDO DO POÇO!

Gargalhada Gargalhada Gargalhada

Já entrei nessa pilha antes, mas agora as coisas já estão no seu devido lugar.
Para mim, a REAL representa minha convicção inabalável de que tudo que preciso está em mim mesmo... na confiança da minha capacidade de me reinventar e enfrentar o que a vida oferecer... mantendo o foco no que importa e ignorando os "ruídos" (o antifrágil) ao redor, se cair eu sou homem e levanto de novo!

Ressalvas a parte... o texto é válido e apresenta a coisa em um grau INCOMODO de sinceridade. Quem estiver com o emocional em dia, tem o dever de saber filtrar... e quem não estiver, tem que aprender na marra... errando várias vezes se for preciso.
O protocolo deve ser seguido, eu concordo, mas a vida não precisa ser tão amarga. Podemos construir o nosso "mundo ideial" sendo um exemplo a ser seguido... eu falo daquilo que eu vivo!

Estou no maior cargo profissional que já ocupei em toda minha vida, meu físico melhorou muito nos últimos 2 anos, me sinto bem e confiante.
A partir disso, construí minha rede de relacionamentos humanos e fraternos: Meus pais, meu irmão, meu afilhado, algum punhado de amigos e agora por fim, uma boa e valorosa companheira.

Esse fórum e a REAL, são a lembrança de que não posso baixar a guarda... o mundo não é colorido e nem feito de unicórnios. Mas é possível sim, ser feliz e construir um modo de vida digno e respeitável cercado de algumas poucas pessoas que você ama...

Obrigado REAL!
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#4
Citação:O Homem é feliz quando segue seu próprio caminho. Cria ambições, esforça-se por elas e colhe os resultados ao longo de sua vida.

Ressalvado que há outros fatores na grande equação do desenvolvimento na vida do homem, se refletirmos com maturidade sobre esta frase, a mesma sintetiza exatamente tudo o que a filosofia realista traz.
"Fiat justitia, et pereat mundus..."

#somostodosvelhos
Responda-o
#5
"O Homem é feliz quando segue seu próprio caminho. Cria ambições, esforça-se por elas e colhe os resultados ao longo de sua vida."
A vida passa como um conto ligeiro. 
Responda-o
#6
Gostei muito disso : " Esse fórum e a REAL, são a lembrança de que não posso baixar a guarda... o mundo não é colorido e nem feito de unicórnios. Mas é possível sim, ser feliz e construir um modo de vida digno e respeitável cercado de algumas poucas pessoas que você ama... "

Sou novato aqui no fórum e também a REAL é uma grande novidade para mim, como já errei muito nesta vida , caindo me levantando , caindo e me levando , aprendi que o que importa mesmo é a paz comigo mesmo ( aqui , dentro da minha mente.)
Vou reler este post hoje algumas vezes para ver se tenho uma melhor compreensão ...
Responda-o
#7
A pandemia veio para demonstrar que, por mais que você planeje seu futuro, tem que lidar com variáveis que nunca estarão ao seu controle.

A economia, acredito eu, é a maior delas.

Há alguns erros no texto do Roberto, mas porque refletem essa ideologia perniciosa que chegou, e que se estabeleceu. Acredito que a Real nunca a supere. 
Este é um dos meus medos.

O desenvolvimento engloba multifatores. Mas se ela for estabelecida com base em quanto você recebe por mês, prepare-se para uma vida de frustração.

A 'ideia absolutista de desenvolvimento' é absurda, e o meu receio é que ela faça vítimas.

Fica de pé quem tem um emocional forte.

No mais, Lutem contra uma vida vazia.
Homens não são reféns das mulheres, mas reféns da própria libido.

Homem cafajeste merece mulher rodada. Ambos se completam.

Casamento nos moldes modernos é uma roleta russa, mas com todas as balas carregadas.
Responda-o
#8
(11-07-2020, 10:47 AM)Commodoro Escreveu: A pandemia veio para demonstrar que, por mais que você planeje seu futuro, tem que lidar com variáveis que nunca estarão ao seu controle.

A economia, acredito eu, é a maior delas.

Há alguns erros no texto do Roberto, mas porque refletem essa ideologia perniciosa que chegou, e que se estabeleceu. Acredito que a Real nunca a supere. 
Este é um dos meus medos.

O desenvolvimento engloba multifatores. Mas se ela for estabelecida com base em quanto você recebe por mês, prepare-se para uma vida de frustração.

A 'ideia absolutista de desenvolvimento' é absurda, e o meu receio é que ela faça vítimas.

Fica de pé quem tem um emocional forte.

No mais, Lutem contra uma vida vazia.

É o que eu sempre digo: só grana sem um bom emocional não resolve, as vezes até piora.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#9
upp
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)