Avaliação do Tópico:
  • 4 Voto(s) - 4.25 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Primeiro carro - O que verificar antes da compra?
#1
[Image: images?q=tbn:ANd9GcRbH9ffqONJc2qPiQRYUkl...3w5i42mGug]


Esta é uma dúvida de muitos jovens quando vão comprar seu primeiro carro, geralmente um seminovo ou usado.

Vou passar um passo a passo, de forma resumida, para você juvenão que vai comprar um carro e não tem a mínima ideia por onde começar. Esqueçam todas as reportagens de bosta de "especialistas" que vocês já leram, aqui vai ser uma espécie "de pai para filho", baseado nas várias negociações que já fiz, ou seja, experiência real.

É claro que vamos falar de carros comuns, não inventa moda de querer comprar uma BMW 1995 ou um Chevette com GNV que a merda é certa.

Em tempo, já estou partindo do princípio que você já tem o dinheiro para comprar o carro, fazer transferência de propriedade e para fazer as manutenções de forma correta.

1 - Defina o tipo de carro que você quer.
Não preciso falar sobre a infinidade de modelos disponíveis no mercado, cada um com suas peculiaridades. Responda as seguintes perguntas:

a) Qual será o uso que terei com o carro, urbano, rodovias e/ou estrada de chão do interior?
Isso vai definir a motorização e o tipo de carro que você precisa. Para uso urbano, um carro 1.0 seria suficiente, já para rodovias seria interessante, pelo menos, um 1.4 ou 1.6. Se o objetivo for rodar em estradas de chão, existem veículos mais robustos para desempenhar esta função. Você deve ponderar qual será o uso predominante.

b) Quais são os opcionais que deseja?
O mínimo que recomendo é que o veículo tenha ar condicionado e direção hidráulica/elétrica. Depois têm os menos importantes, mas que dependem do gosto de cada um, tais como: vidros/travas elétricas, desembaçador traseiro, bancos de couro, teto solar, câmbio manual ou automático, rodas de liga leve entre outros.

Neste item faço uma ressalva para o câmbio automático. Embora seja muito confortável não precisar trocar de marcha, não recomendo esse item. Pesquisem os valores de reparos de câmbios automáticos no Brasil e vejam que varia de 5k a 8k, sendo que um reparo de um câmbio manual varia de 400 a 800 reais. Sem contar que o câmbio automático necessita de manutenção periódica como troca de óleo, coisa que o jumento brasileiro não tem o hábito de fazer. Opte pelo câmbio manual.

Outra ressalva é para carros usados, com 15 a 20 anos de uso. Quanto menos opcionais para dar problema, melhor. As primeiras coisas que começam a encrencar são vidros e travas elétricas. Mas chegaremos neste assunto mais adiante.

Sobre a quilometragem, opte por carros usados com menos de 90 mil km, acima disso somente com boa procedência. Carros com 150, 160, 190 mil km somente se já tiverem passado por manutenções preventivas, boa procedência e bom estado visível.

c) Quanto posso gastar na compra?
Depois da filtragem dos itens a e b, você chegará aqui com 2 ou 3 modelos. Esta lista ficará mais estreita ainda quando você começar a filtrar pelo valor que quer gastar. Mas como saber se estou pagando um preço justo?

Inicialmente nada melhor do que consultar o valor de tabela em: http://veiculos.fipe.org.br/
Para consulta você só precisa saber o modelo e o ano do veículo. Isso é o mínimo para quem quer comprar um carro. Por favor, né?

É claro que você vai encontrar valores acima e abaixo da tabela, mas o ideal é que o valor fique próximo. Valores muito acima somente para veículos especiais e valores muito abaixo podem ser problema. Às vezes comprar um veículo revisado e em perfeito estado com valor um pouco acima da tabela é mais vantajoso do que comprar um abaixo da tabela com todas as manutenções pendentes.

Quando você estiver neste ponto, já terá alguns poucos veículos em vista. Recomendo que não saia igual um maluco atrás dos carros, olhe todos os anúncios possíveis, compare valores e opcionais, "namore" os anúncios quanto tempo for necessário. Olhe o máximo de fotos do veículo que você deseja, veja suas características ORIGINAIS, quanto mais original o carro estiver, melhor. Não sou contra modificações, mas se você mal sabe comprar um carro, vai se enfiar logo em um modificado?

Se tiver dúvidas sobre a manutenção e mecânica de determinado modelo, existem INFINITAS opiniões do dono na internet. Recomendo ainda, que se persistirem dúvidas de compra, você pesquise pelo valor de peças na internet: correias, pastilhas de freio, amortecedores, faróis/lanternas, tendo assim uma ideia de custo das peças do carro. Vá em alguns mecânicos BONS na sua cidade e converse com eles, diga que pretende comprar tal modelo e o que ele acha. Desta maneira você terá uma opinião verdadeira. Por favor, não seja mais um papagaio que só repete o que os outros dizem, qualquer carro sem manutenção e com proprietário PORCO é ruim e dá problema.

Definido carro, encontrou em alguma loja de veículos ou de particular. Vou olhar o carro, e agora? Calma que o velhote vai te ajudar.

2 - Documentação.
Antes de colocar o pé fora de casa, você precisa saber:

a) IPVA do ano está pago?
Proprietários zelosos levam a documentação paga e em dia, vai por mim.

b) Veículo tem multas?
Se o veículo tiver multas, todas devem estar quitadas ou o valor deve ser abatido do preço de venda. Você pode consultar isso no site do Detran do seu Estado, de posse dos números de RENAVAM e PLACA do veículo. Nem todo mundo passa estes números para estranhos por motivos óbvios. Se o vendedor não quiser fornecer, tudo bem, você pode consultar quando for olhar o carro com seu celular e uma conexão 3g.

c) DUT está em branco?
Para quem não sabe, o DUT é um papel que vem anexo ao primeiro documento do carro, você só consegue transferir o documento mediante assinatura de comprador e vendedor neste documento, reconhecido em cartório. Se o DUT estiver preenchido para outra pessoa, rasurado ou qualquer outra coisa, o proprietário que estiver no documento pode pedir segunda via, mas para mim é problema.

Só pode assinar o DUT para venda o proprietário que consta no documento atual, ou quem tiver uma procuração assinada em cartório, que geralmente é o caso de lojistas.

d) Manual e chave reserva.
Sim, eu sei, sou chato pra caramba, mas para mim, ter o manual e chave reserva guardado é sinal de ZELO e cuidado, então conta pontos para a compra, mas não deixo de comprar caso o veículo esteja em bom estado e não tenha estes itens.

3 - Verificação geral.
Bueno guri, você gostou do veículo, documentação está em dia, DUT em branco, vamos olhar o carro.

a) Verificação externa.
Primeira coisa, caminhe 360º pelo carro e tire suas conclusões se a quilometragem do carro condiz com seu estado externo geral. Faróis amarelados ou trincados, pintura queimada do sol, painel ressecado na parte superior próximo ao parabrisas, amassados na lataria, riscos profundos não são bom sinal. Carro que fica exposto no tempo (sem garagem) deteriora muito rápido.

Aproveite que você está fora do carro e verifique o estado dos pneus. O ideal é que os 4 sejam da mesma marca/modelo e possuam o mesmo desenho. Um pneu de cada tipo é problema. Hoje em dia um jogo de pneu não é tão caro assim, se não tem dinheiro para colocar pneus no carro, não tenha carro e eu não compro carro de proprietário porco. No mínimo, mas no mínimo mesmo, que sejam iguais os dois dianteiros, e os dois traseiros (pares).

Quando olhar os pneus, se o carro possuir rodas de liga leve, de uma olhada se possuem grandes amassados ou trincas, isso é problema.

Se a roda for mais aberta, neste momento também é possível verificar as pastilhas de freio, que ficam claramente visíveis entre a pinça e o disco. Também é possível ver se o disco está gasto/abaulado.

Já que está abaixado, olhe dentro das caixas de roda se os amortecedores estão "babados" de óleo, ou com uma mistura de óleo+sujeira, isso significa que estão estourados e quem vai ter que fazer a troca é você.

Se for um sedã, geralmente estes carros mais compridos estão bastante ralados na parte de baixo do parachoque dianteiro e traseiro. Verifique isso, proprietários sem zelo costumam pular quebramolas e bater essas partes frequentemente.

b) Verificação interna.
Aqui não tem muito o que olhar. Veja o estado geral dos estofamentos e portas, se possuem rasgos e se tem todos os acabamentos.

Verifique se os vidros funcionam.

Verifique se as travas funcionam.

Verifique se o ar condicionado gela bem.

Verifique se as portas abrem se "estalos", se os amortecedores da tampa do portamalas (dos que têm) estão fazendo seu papel.

c) Elétrica.
Ligue a meia chave e escute a bomba do combustível funcionando.

Teste todas as lanternas. Sim. Meia luz, alta, baixa, setas, freio e ré. Se algo não estiver funcionando você NÃO PASSA NA VISTORIA de transferência e pode ser algo simples como uma lâmpada ou algo trabalhoso como um fio rompido lá no meio do carro, que vai dar um serviço do caraio para arrumar.

Veja se tudo o que tem no painel de instrumentação funciona, se a iluminação interna funciona.

d) Motor.
Porra Gashead, eu não entendo nada de motor, e agora? Calma, vou te ajudar.

Ligue o carro, abra o capô, vá na frente do carro e escute os barulhos. Existe um barulho proveniente de válvulas, o famoso "tec tec tec" similar a uma máquina de costura. Isso é problema.

Procure por pontos com vazamento de óleo, geralmente nas juntas do motor.

Barulhos excessivos de ferro com ferro também podem indicar falhas de lubrificação.

Barulho de borracha escorregando também é problema, que pode ser uma simples correia de alternador ou pode ser algo um pouco mais carro que são as correias dentadas.

Acho desnecessário conferir números de chassis e bloco de motor com o doc, mas se a procedência for duvidosa, faça agora.

Agora volte dentro do carro, sente com a porta aberta e olhando para trás e de algumas aceleradas olhando para trás. Fumaça branca e azulada é problema. Fumaça preta, se não for carro à diesel é problema, embora alguns digam que não. O que não é problema? Fumaça de vapor em dias frios, que cessa logo após o motor aquecer.

e) Embreagem e Câmbio.
Existe uma maneira simples de verificar embreagem. Ela não pode estar muito "pesada" e nem muito "leve" ao ser acionada. Você deve sentir o carro tracionar da metade da embreagem para baixo.

Ainda com o carro ligado, puxe o freio de mão, engate primeira, e solte um pouco a embreagem e acelere um pouco. Note que o carro quer andar, mas não sai do lugar, fazendo uma espécie de força, isso é bom. Se a rotação do  motor do carro subir, como se estivesse patinando, a embreagem está ruim.

Acione novamente a embreagem até o final, e engate todas as marchas, até o ré, todas devem entrar suavemente, sem arranhões. Você pode ainda repetir o procedimento acima em cada marcha, para ver se em alguma acontece o tal do "escapar marcha".

f) A famosa voltinha.
Se você chegou até aqui e ainda não desistiu da compra, isso é bom, sinal que o carro não possui nada grave que o desabone e você realmente vai comprar ele. Chegou a hora de dar uma volta.

Não adianta andar no asfalto lisinho, deixe isso para quando o carro for seu. Vá para um calçamento.

Coloque esses seus orelhões de jumento para funcionar e escute os barulhos. Esterce o volante totalmente para a esquerda e faça o retorno na rua. Escute se o carro não faz um "tec tec tec" em alguma das rodas dianteiras. Se fizer, deve ser substituída a homocinética. Faça o mesmo procedimento para a direita. Homocinéticas são peças de desgaste natural, mas é a velha história, se a troca é necessária, você vai ter que pagar.

No calçamento, em linha reta, segure firme o volante e veja se ele não vibra como uma espécie de folga. Se fizer, deve ser substituído o setor de direção. Geralmente acontece em carros mais antigos. Folgas para a esquerda ou para a direita geralmente são o mesmo problema.

Passe por um quebramolas, lembra do amortecedor "babado" de óleo? Pois bem, o carro deve passar pelo quebra molas firmemente, se ao descer ficar balançando igual vadia cavalgando na piroca, os amortecedores estão ruins.

Se quiser um novo teste na embreagem, faça em alguma ladeira.

Caso não tenha conseguido verificar as pastilhas de freio, devido ao modelo da roda, você pode frear e ouvir agora. Ruídos finos indicam pastilhas de freio no final da vida ou vitrificadas, necessitando substituição.

Se você chegou neste ponto ainda satisfeito com o carro, parabéns, o carro é seu. Quero deixar claro que em carros usados é difícil encontrar tudo sempre 100%, alguma coisa sempre tem que ser feita, então use ponderação e bom senso, tudo pode ser negociado no preço do veículo também. Você não vai deixar de comprar um carro com bom potencial só porque precisa fazer substituição de homocinéticas e pastilhas de freio, por exemplo. Negocie um desconto.

Estou listando tudo que EU olho no carro, se você acha incoerente e quer fazer de outra forma, esteja à vontade.

Bom, você decidiu comprar o carro, e agora?

Agora é hora de fechar o negócio. Primeiramente passe o dinheiro para o vendedor. Geralmente vamos juntos ao banco. Feito isso, vão ao cartório com o DUT (lembrou dele?) e assinem.

Por que o dinheiro antes? Simples, porque caso algo der errado na transferência ou ocorrer algum imprevisto você não "queima" o DUT do vendedor.

Fechado! Agora é só usar o carro? Errado.

Após a compra de qualquer carro eu recomendo que seja feita uma manutenção básica que consiste em:
- Troca óleo;
- Troca filtro de óleo;
- Troca filtro de ar;
- Troca filtro gasolina.

Faça, não importa se o dono jurar que acabou de fazer. Eu não confio, troco tudo e coloco o recomendado para o carro. Isso vai te custar uns 200 reais que podem de livrar de vários problemas. E você tem 200 reais para fazer isso, senão não teria comprado o carro, espero.

Agora sim, por fim, a transferência de propriedade.

Tem quem pague para despachante fazer. Eu sempre fiz por conta, o procedimento é simples.

- De posse dos documentos do veículo, acesse o site do Detran do seu Estado e pesquise pelos serviços online. Imprima e pague a guia de transferência de propriedade;
- Depois de compensado o pagamento, fica disponível a transferência. Dirija-se ao CRVA da sua cidade com uma cópia da sua identidade, comprovante de residência e o DUT assinado;
- Preencha o formulário e aguarde ser chamado para vistoria;
- Caso o veículo seja da mesma cidade, com placas refletivas, não necessitam ser substituídas. De outra cidade, substitui apenas a tarjeta. Placas antigas devem ser completamente substituídas durante a vistoria. O CRVA emite uma solicitação de placas e tarjetas, vc compra e leva juntamente com a nota fiscal para eles colocarem e aplicarem o lacre.
- Liberado veículo, basta aguardar o documento chegar na sua casa.

Se não houve alteração na placa, você pode rodar com o documento antigo até chegar o novo. Se houve alteração, você deve pagar uma taxa no próprio CRVA para eles emitirem uma licença provisória até chegar o documento oficial. Sai na hora, é uma folha impressa.

Resolvidos todos os seus problemas na compra de um carro. Se for útil, em breve posso fazer um para motos.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#2
Esse post me lembra a primeira vez que comprei um carro.

Paguei 11.000 na época por um Renault Clio com dez anos de uso.

O carro foi uma desgraça na minha vida. Toda hora queimava alguma merda e quando ia trocar custava 3 vezes mais que um carro comum tipo Chevrolet Celta ou Gol.

Até que depois de 6 meses com o carro eu decidi vender. Vendi em 2 semanas por 10.900.

Nunca mais eu comprei carro francês.

Essa do manual e chave reserva eu também acho muito importante.

É um bom sinal que o dono se preocupou com o carro.

Eu só compro com isso.

Mas primeiro tem que olhar tudo e na REAL: se você não manja de carros pague R$ 50 para aquele mecânico coroa honesto do seu bairro ir dar o aval dele.

Comprar carro sendo inexperiente quase sempre dá merda. Só passe o dinheiro depois do aval do mecânico.
Responda-o
#3
(08-03-2018, 03:27 PM)Private Joker Escreveu: Comprar carro sendo inexperiente quase sempre dá merda. Só passe o dinheiro depois do aval do mecânico.

Realmente esqueci deste detalhe.

Caso seja totalmente inexperiente, durante a "voltinha" vale a pena uma parada em algum mecânico e gastar cinquentinha em uma avaliação profissional.

Obrigado.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#4
Outro coisa que ficou faltando é de onde o veiculo vem. por exemplo, cidades litorâneas. 

Caso seja, corra, porque é uma merda. O carro fica podre mais cedo ou mais tarde por causa da maresia, não adianta. 

É igual quando o cara pega aids fica podre por dentro. 

E tambem tem o lance das placas. EX; as de inicio "J" essas GERALMENTE são de cidades litoraneas. 

E verificar tambem discretamente qual é o dia dia do cara que esteja vendendo, caso seja no particular.....EX; Se o cara é da roça....
"É o saldão das balzacas"  Minerin 
Responda-o
#5
(08-03-2018, 03:55 PM)Gângster Escreveu: Outro coisa que ficou faltando é de onde o veiculo veio. pro exemplo, cidades litorâneas.

Boa coroa, assim vocês enriquecem o tópico.

Vamos fazer deste tópico o melhor passo a passo de compra de automóveis da internet. Fodam-se essas publicações de revistas de merda que só copiam e colam. Precisamos de informações sólidas e experiências reais.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#6
Esse tópico merece meu like. Muito instrutivo, parabéns.
"Primeiro vêm os sorrisos, depois as mentiras; por último, o tiroteio" - Roland de Gilead
Responda-o
#7
ficar muito esperto com carro de enchente, isso é bomba demais. carro de leilão ou sinistrado então, sem se fala.

pra quem não entende: Hoje, nas capitais, existem empresas de perícia que cobram apartir de 150 reais para te dizer exatamente tudo de errado que o carro tem, se foi batido, se tem sinistro, verificam até se a kmtragem foi reduzida.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#8
Documentação.
Histórico de manutenção.
Procedência, se de cidade litorânea ou com relevo muito acidentado.
Preço, lógico.
Disponibilidade de peças/oficinas que atendam o carango.

Não necessariamente nessa ordem, é basicamente isso..
Responda-o
#9
Primeira coisa é olhar se o chassi não é raspado. Gargalhada

Carro é pra aguentar o tranco do dia a dia é Palio e gol bola. Tem peça em todo canto e é econômico.
Responda-o
#10
Carro bom é carro com motor turbo assim você tem potencial para fazer ultrapassagens, não andar lento em rodovia ou para brincar um pouco na pista.
Responda-o
#11
(09-03-2018, 09:47 AM)Opressor Escreveu: Carro bom é carro com motor turbo assim você tem potencial para fazer ultrapassagens, não andar lento em rodovia ou para brincar um pouco na pista.

eu também gosto muito de carro turbo, a tecnologia atual com o "down sized" os deixou leves, potentes e ECONOMICOS, porém, são MUITO caros.

cidadão que quer carro pra sair do busão, dar pouca manutenção e pouco custo de deslocamento é furada.

eu mesmo confesso que fiquei balançado com um novo turbo recentemente lançado, até poderia me meter a comprar, mas meu projeto de IF não me deixa tomar esse tipo de decisão.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#12
Carro é que nem balzaca se completou 10 anos de idade e uso é algo equivalente aos 30 e poucos anos feminino, hora de passar para frente.


Esse post me lembra a primeira vez que comprei um carro.


Paguei 11.000 na época por um Renault Clio com dez anos de uso.

O carro foi uma desgraça na minha vida. Toda hora queimava alguma merda e quando ia trocar custava 3 vezes mais que um carro comum tipo Chevrolet Celta ou Gol.

Até que depois de 6 meses com o carro eu decidi vender. Vendi em 2 semanas por 10.900.

Nunca mais eu comprei carro francês ahhhh

Renault e Pegeout são que nem a Esquerda brasileira, pura fraude, mas a propaganda ainda convence.

Quer um carro para acelerar, compre um mediano usado e faça um projetinho turbo.
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#13
Vou contribuir com uma experiência pessoal...

Comprei um carro usado, fiz a revisão geral e o mecânico não trocou a correia dentada, dei sorte pois não danificou outras peças do motor.

Correia dentada: Não importa quanto o vendedor tenha dito que fez revisão geral, é cuidadoso... A correia dentada é uma das peças mais simples e mais fundamentais do motor, caso ela quebre as chances de ter um prejuízo maior são grandes, pois ela está interligada com várias peças do motor.

SEMPRE TROQUE A CORREIA, a menos que seu carro seja novo.

https://quatrorodas.abril.com.br/noticia...arrebenta/
Responda-o
#14
(09-03-2018, 11:31 AM)Delta Hodrigues Escreveu: Vou contribuir com uma experiência pessoal...

Comprei um carro usado, fiz a revisão geral e o mecânico não trocou a correia dentada, dei sorte pois não danificou outras peças do motor.

Correia dentada: Não importa quanto o vendedor tenha dito que fez revisão geral, é cuidadoso... A correia dentada é uma das peças mais simples e mais fundamentais do motor, caso ela quebre as chances de ter um prejuízo maior são grandes, pois ela está interligada com várias peças do motor.

SEMPRE TROQUE A CORREIA, a menos que seu carro seja novo.

https://quatrorodas.abril.com.br/noticia...arrebenta/

Boa dica pra quem compra carro usado, isso ai é importante mesmo.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#15
Meu antigo carro tinha 18 anos. Já era maior de idade e nem precisava pagar mais IPVA. O nome dele era Cabrito, gostava dele, mas tive que vender.

Vou comprar um carro novo esse ano com o lucro dos meus investimentos nas ICOs e nos Bitcoins, e este tópico vai ser de grande valor. Segura meu like aí fera!
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#16
Uma dica boa é você ver o desgaste dos pneus do carro (os da frente) pra ver se eles não estão sendo comidos por fora ou por dentro, peça o dono pra virar o volante.

Se estiverem comidos é porque o carro precisa ser alinhado.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#17
Verificar o Motor é o principal. 

Observar também o chassi nos vidros, se o carro não tem o número do chassi que vem em todos de fábrica, pode ser que o carro tenha tido uma batida grave nas laterais.  

Alinhamento entre o o capô e a lateral tambem são algo a considerar.
Responda-o
#18
Salve galera.

Bom! Utilizando somente a parte: "Primeiro carro", do título do tópico, estou procurando meu primeiro carro para comprar.

Inicialmente, pesquisei somente os 0km. E um que me chamou atenção foi o Gol Tracker 1.0 2018 (pelo preço e acessórios).

Gostaria de saber se alguém do fórum possui esse modelo e se recomenda? Ou que poste os contras também.

Ps. Se postei no lugar errado, perdão, podem excluir o post.
Responda-o
#19
Olhe a quilometragem atual e já verifique também quanto vai gastar na próxima revisão! Além do mecânico, eu sempre chamo aqueles serviços de que avaliam N itens do carro e emitem laudo, custa cerca de 300 reais. Eles cruzam informações também, para o caso do cara ter alterado a quilometragem no hodômetro.

Existe também uma canetinha que cagueta que o carro foi batido, ela não gruda na lataria com massa, comprei no ML, cerca de 150, salvou minha vida!
Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força. Agir com sabedoria assegura o sucesso. - Salomão em Eclesiastes 10.10.
Muito cara legal foi parar debaixo de uma ponte por causa de uma mulher. - Bukowski.
As maiores redpills ouvimos da boca de mulheres.
Responda-o
#20
Uma dica bacana e ir ao Detran e pedir a ficha completa do carro. A consulta é gratuita e nela você consegue saber quantos proprietários o veículo teve, histórico de multas e todos os B.O's em que ele esteve envolvido ( se já levou tiro, foi roubado, ou arrastado por enchente)

Só ir ao Detran  com o documento do veículo em mãos. Se eu não me engano eles pedem um prazo de uma semana para te dar um retorno.
Pedi, e vos será concedido; buscai, e encontrareis; batei, e a porta será aberta para vós.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Primeira moto - O que verificar antes da compra? Merdingo 33 9,213 30-04-2020, 10:02 AM
Última Postagem: fernandobon04

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)