Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
De alfa ao Fracassado
#1
Jonas -De alfa ao Fracassado
Acabei escrevendo rápido e deixe muita coisa faltando, tentei resumir, outras situações vou escrevendo depois.

Esses dias indo ao posto de gasolina abastecer o meu carro, eu encontro um camarada que não via há tempos, era o Jonas, um amigo de adolescência que treinava Jiu jitsu comigo.


Eu o reconheci na moto, estava meio acabado e abatido, na mesma hora eu gritei, ou Jonas, é você cara, o maluco olhou e sorriu e gritou
- Quanto tempo Solomon, tudo bem meu camarada, poxa feliz por te vê


Eu disse que só estava passando ali e perguntei se poderíamos ir num bar que fica ao lado do posto, já que a AV Brasil estava engarrafada e paramos para beber uma.


Eu falei
- Ae Jonas meu caro, como você está cara, poxa muito tempo que não vejo a galera das antigas, mal estou com um tempo que não mexo no Whatsapp nem estou numa correria daquela meu caro, com uns pequenos empreendimentos e indo atrás de dinheiro.


E o Jonas me fala
- Cara, fico feliz por você, pois minha vida foi de mal a pior, terminei com a ( Jéssica – Namorada da época da escola, muito gente boa) pois perdi meu dinheiro todo em vício e putaria e hoje estou ae trabalhando de motoboy e mototáxi.


Eu falei
- Cara, o que você fez com a Jéssica ? Pois ela sempre foi gente boa


Ele me falou
- Cara, trair ela e trouxe DST para casa, então pediu divórcio, num claro desespero dela.


Jonas era um cara destacado ma minha época de adolescência, pois era um moleque bom de bola, treinava Jiu-jitsu comigo e sonhava em ser PQD, pois o Pai dele morreu quando era novo e deixou uma herança bem gorda para ele, me lembro que todas as meninas da escola dava mole para ele, todas queria ficar com o Jonas, o moleque era o destaque na escola. Nessa época a Jéssica era uma menina bem discreta e muito bonita, e ele persistiu nele até ela aceitar namorar ele. Mesmo com uma menina bonita, ele vivia aprontando, pois era muita mulher que jogava avanço para ele.


Engraçado que ele era até um cara centrado, pois administrava bem o dinheiro que o Pai dele tinha deixado, trabalhava e estudava, era um cara sagaz que eu pensava que se daria bem quando fosse ficar mais velho, pois como ele era mais velho da galera, sempre nos dava conselho de não fazer nada de errado na vida, pois isso poderia ter uma consequencia ruim em nossa vidas.


É até irônico vê isso acontecer, pois o cara não ouviu os próprio ensinamento que nos passava.


Voltando a conversar


Eu falei
- Pô cara, pois porque não se protegeu ? Me lembro que tinha muita menina que queria ficar com você na época da escola.


Ele falou
- Solomon, estou falido, gastei todo o dinheiro que recebi, eu estive em tratamento de ex-usuário de drogas, cheirei todo o dinheiro da minha herança, usei até Crack mas larguei, não curti


Eu falei
- E a Faculdade cara, pois a última lembrança que eu tinha antes de me mudar é que você estava na faculdade fazendo ADM, você largou ?


Jonas
- Sim larguei cara, minha vida desandou


Me lembro de um fato que quando eu tinha lá para os meus 15 anos, o Jonas já estava com 19 e indo para Brigada Paraquedista, e ele comprou uma moto e me chamou para ir na praia de rolé, parando no posto 4 de copacabana, deixamos os documentos numa barraca de um conhecido e fomos para areia, não demorou uns 10 minutos passou uma garotas e o Jonas mexeu com as meninas, elas vieram e ele desenrolou com as duas, cada um ficou com as meninas, eram patricinhas ali mesmo de Copa, só que elas queria fumar maconha, eu falei que não usava e co Jonas foi com ela num Cantagalo comprar a erva, fiquei meio decepcionado naquele momento, pois o cara que era referência estava fumando um baseado com as meninas para pagar de malandrão ou ele já fumava e nunca tinha nos contado.


Eu falei
- Pô Jonas, todo mundo da galera serviu na PQD por causa da sua influencia, tivemos que ir para academia puxar um ferro para pegar um carcaça para servi, você foi a referência da galera, quase todos fomos PQD por sua causa.


Jonas falou
- Cara, servi 5 anos, e teve um lance que não contei a vocês na época, me pegaram usando drogas na brigada e por isso ele me licenciaram, como era época de baixa, me mandaram embora, mas nunca tinha contado a vocês.


Eu falei
- Puts cara, nem sabia, mas bola para frente.


Eu vendo aquele amigo todo acabado eu não acreditava não que tinha acontecido com ele, pois não sei se foi também o problema da mãe dele ter casado com outro cara e ter tido outros dois irmãos mais novos que trouxe essa revolta ou algo desandou na vida dele.


Eu falei
- Cara, o que mais aconteceu em sua vida.


Jonas falou
- Quando eu sair do quartel, foi fazer a faculdade, nessa época já usava cocaína, mas de maneira moderada, foi quando também usei muito anabolizante e fiquei muito forte, pois fui trabalhar de segurança de carro forte, tirei um dinheiro legal e cheguei até ser segurança particular de um diretor de banco, mais o vício falou mais alto e comecei a chegar atrasado e falta trabalho, era farra, mulher no banco me dando mole, uma putaria de coisa que aconteceu, cheguei até a fazer um filho fora do meu relacionamento com a Jéssica que veio a tona depois que ela terminou comigo.


Eu disse
- Caralho maluco, era para ter ser contido, mas enfim, é muita mulher dando mole.


Jonas falou
- Solomon, comecei a comer uma mulher casada e o marido descobriu, o cara tentou me matar quando eu estava voltando para casa, eu estava no meu carro e veio um cara me chamando pelo o nome e quando eu percebi o cara estava com uma pistola e disse que iria me matar por eu ter comido a mulher dele e cai numa luta corporal com ele, peguei a pistola e matei o cara. Iss complicou a minha vida, pois fui preso mas conseguir ser solto por legitima defesa mas não conseguir voltar ao meu trabalho e fui trabalhar numa boate de garçom, mas como eu era forte e fui logo chamado para ser gogoboy e comecei a dançar, sendo que o dono era viado e casado e disse que me ajudaria se eu fosse amante dele e da mulher dele. Comecei a comer a mulher do cara e ele direto, comecei a me levantar novamente só que o cara queria que eu terminasse com a minha mulher e fosse morar com eles, eu me recusei e disse que não queria mais nada disso, foi quando ele se estressou comigo e briguei com ele e dei uma surra nele, ele jurou me mandar me matar e fiquei sumido por um tempo até conseguir trabalhar em outra coisa, foi quando encontrei um colega que tinha servido comigo na brigada e disse que eu poderia ser responsável do mototaxi da área dele pois ele era o dono do local e ninguém mexeria comigo eu estando lá, foi quando o declnio de minha vida começou, pois eu vivia em baile funk de favela e comecei a me relacionar com muita garota até que um dia peguei uma DST, nisso minha mulher já tinha tido minha filha, tudo isso ocorreu num bacanal que teve na favela e nem sei qual garota me passou essa doença, estou com dois filhos que nem falam comigo cara, estive numa pior, pois a Jéssica ficou desesperada esteve comigo em todos os tempos, fazia vista grossas com tudo que aprontei e ainda esteve comigo em todo esses tempo.


Eu falei
- Cara, tentar superar tudo isso, espero sinceramente que você tome um rumo novo em sua vida.


Jonas falou
- Hoje estou numa igreja, fui para num tratamento de ex-viciados e estou tentando tomar um outro rumo, sair do mototáxi e só trabalho no motoboy e frequento uma igreja que me ajudou, agora moro na baixada fluminense e estou em tratamento.


Se despedimos e seguimos


Pensei, como uma vida pode mudar em questões de escolhas, como um cara que teria um futuro até promissor em sua vida e foi parar na drogas e prostituição, são escolhas que fazemos que poderá decidir nosso futuro.
Responda-o
#2
Cada homem cria o seu próprio inferno.
Responda-o
#3
Citação:(...)

trair ela e trouxe DST para casa, então pediu divórcio, num claro desespero dela.

(...)

cheirei todo o dinheiro da minha herança, usei até Crack mas larguei, não curti

(...)

o cara que era referência estava fumando um baseado com as meninas para pagar de malandrão ou ele já fumava e nunca tinha nos contado.

(...)

me pegaram usando drogas na brigada e por isso ele me licenciaram...

(...)

nessa época já usava cocaína, mas de maneira moderada...

(...)

cheguei até a fazer um filho fora do meu relacionamento...

(...)

comecei a comer uma mulher casada e o marido descobriu, o cara tentou me matar quando eu estava voltando para casa...

(...)

fui logo chamado para ser gogoboy e comecei a dançar, sendo que o dono era viado e casado...

(...)

Comecei a comer a mulher do cara e ele direto...

(...)

eu vivia em baile funk de favela e comecei a me relacionar com muita garota até que um dia peguei uma DST

Escolhas. [2]

Cada homem cria o seu próprio inferno. [2]

Solomon: que a fé, o tratamento, o trabalho e a força de vontade de seu amigo o tirem dessa tragédia de vida.
Responda-o
#4
Que filho da puta esse seu amigo. Acho que sofreu foi pouco pelo que pelo visto ele fez.
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#5
Nunca pensei que a história do Joseph Climber pudesse ser real. Yaoming

Ninguém se fode do nada.
Responda-o
#6
Quando o cara nasce fraco... NADA e NINGUEM podera fazer algo pra reverter a situaçao (nem o proprio). Corta qualquer tipo de contato com ele (apenas o cumprimente quando ve-lo)... esse cara é uma bomba-relogio, um dia pode sobrar pra ti (ex: um traficante vai mata-lo por divida e tu pode estar junto, vao te apagar tambem pra tu nao servir de testemunha)!

Independente se tu ficou ou nao na sombra dele nos 'bons tempos'!
Responda-o
#7
É... Triste relato. Fazer o céu na Terra é para poucos, mas fazer o inferno é para todos. Basta querer e fazer uma escolha errada.

"Quando se ama não se raciocina. Quando se raciocina parece que não se ama. Quando se raciocina depois de haver amado, compreende-se porque se amava. Quando se ama depois de haver raciocinado, se ama melhor. Eis aqui o sendeiro do progresso das almas." E. Levi.
Responda-o
#8
Por isso que não vejo muitas vantagens em ter muitas opções disponíveis. Nascer com uma boa aparência, em um berço de ouro, ser o centro das atenções na adolescência... Não força o homem a conquista, torna-o um ser mais receptivo por acostumar-se a só receber. Uma hora dá merda.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#9
Como muitos aqui disseram, é muito mais fácil as coisas darem errado do que certo!

Relato muito comum, e é só mais um dos muitos por ai. Caras que entram em curtições sem volta, por terem fácil acesso a esse modo de vida.
Responda-o
#10
Solomon, muito legal esse relato. É um exemplo prático que nos mostra que a vida é um sistema dinâmico. O Jogo da Vida não para nunca.

Uma pessoa lá em cima pode cair completamente. Uma pessoa que está embaixo por crescer. Não disse que é fácil, mas escolhas e trabalho duro(ou falta dele) mudam tudo.


A parte mais importante para nós disso:

Não desistir! Trabalho duro, inteligência para analisar as coisas e direcionar o trabalho, trabalho duro, trabalho duro, trabalho duro!
Ficar sentado reclamando do mundo é para perdedores. Vencedores lutam por pior que esteja a sua vida.



Ps:
Diga NÃO às drogas!
Diga NÃO às drogas!
Diga NÃO às drogas!
Diga NÃO às drogas!
Diga NÃO às drogas!
Responda-o
#11
Relato interessante e bem instrutivo.

O Jonas teve várias oportunidades boas de recomeçar a vida depois de ter cometido erros por ter seguido os impulsos, várias vezes foi ajudado a recomeçar em um bom emprego, mas colocou tudo a perder. É bem provável que faça isso de novo. Ele é escravo dos próprios impulsos.

É dominado pelo seu vício em drogas e festas, é dominado pelo desejo de comer bucetas, perde o controle em discussões, em suma, ele é dominado por suas emoções.

Ou você domina as suas emoções ou elas dominam você.

Se pegou o contato dele, veja se consegue ensinar o seu amigo a dominar as próprias emoções. É a coisa mais importante que ele precisa aprender pra mudar de vida.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#12
Que história tensa.

O cara fez umas escolhas muito ruins. Até viado comeu pra receber dinheiro.
Responda-o
#13
Se assistirem o filme do Tim Maia, vão ver que ele seguiu o mesmo padrão do Jonas, tinha muito potencial, mas, vez após vez, estragava tudo porque não dominava as próprias emoções. Até que morreu, aos 55 anos, por uma vida totalmente desregrada.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#14
Sabe o que eu fico pensando com a história desse desgraçado? O cara que morreu por causa dele. As vezes o cara tinha até filhos pequenos. Esse seu amigo aí não merece seu respeito confrade, não mesmo!

Nem sua ajuda.
Responda-o
#15
o cara comeu viado, GargalhadaGargalhadaGargalhadahahGargalhadaGargalhadaha

pior foi matar um mangina, poderia ter morrido ou ficado aleijado naquele dia


Solomon, queira distancia desse cara
Responda-o
#16
(09-07-2017, 02:59 PM)Axl Rose Escreveu: Sabe o que eu fico pensando com a história desse desgraçado? O cara que morreu por causa dele. As vezes o cara tinha até filhos pequenos. Esse seu amigo aí não merece seu respeito confrade, não mesmo!

Nem sua ajuda.


Tem razão.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#17
Mulheres, dinheiro... nada disso proverá a felicidade uma prova disso é o que aconteceu com este cara do relato, tinha tudo para ser um grande homem mas preferiu se render as ofertas egoicas e aos prazeres superficiais, já tinha todos os requisitos para ser alguém altamente desenvolvido porém preferiu se desvairar na vida, é um ciclo de atração, ao focar em mulheres, dinheiro, festas, curtição e etc.. atrairá os benefícios porém a longo prazo os malefícios desse estilo de vida, no caso dele, focou exclusivamente nesses itens e ainda teve o suporte da droga o que acabou por jogá-lona sarjeta.

Ser refém do próprio ego é a pior coisa do mundo, vai ver ele nem queria de fato levar uma vida dessas, deve ter sido influenciado por terceiros, é o que digo, dinheiro na mão de cabeça fraca é uma verdadeira arma de suicídio. É preferível conquistar tudo por mérito e esforço próprio do que já ter tudo em mãos, pois com o esforço e dedicação tudo que conseguir vai ser de fato motivo de orgulho e um aspecto muito importante que surge com o esforço e dedicação, adquirimos maturidade.
 

Responda-o
#18
Não existe Alfa viciado em drogas que se segure muito tempo .
Responda-o
#19
Relato impactante, mas que enuncia algo que ocorre diariamente e com muitas pessoas.

É lamentável.

Cada homem constrói mesmo seu inferno.
"Primeiro vêm os sorrisos, depois as mentiras; por último, o tiroteio" - Roland de Gilead
Responda-o
#20
Aproveitando a vida achou a morte e foi ao inferno.
Olhe para a Eternidade.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 4 Visitante(s)