Avaliação do Tópico:
  • 3 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[REFLEXÃO] Porque o Bem só se Fode?
#1
Spoiler Revelar



Reflexão feita a partir de uma discussão do chat do FdB. Existem muitos pontos que deveriam ser abordados individualmente, mas esse é um apanhado geral. Existem links nas partes negritadas, é importante ler os mesmos. E também, não leiam isso taciturnamente ao pé da letra. Usem o que for bom e joguem fora o que não prestar a vcs.





Que hoje em dia há uma ode de culto a fraqueza pacifismo e falta de masculinidade todos nós sabemos. Mas mesmo assim, muitos ainda se perguntam porque o mundo é tão cruel e o mal sempre vence. Ora, é simples. Para o "mal", regras de conduta, empatia, altruísmo e benevolência não se aplicam. A única coisa que importa é a vitória e a satisfação pessoal. E o que o homem (realista) pode tirar de lição dessas constatações. Nada? Pense de novo paspalho.

Desde o abandono de uma vida tribal e caçadora para uma vida agrícola, pacata e cultivadora, a humanidade vem sofrendo grandes modificações no que diz respeito ao entendimento e uso da violência e brutalidade. Neste modelo mais passivo, regras morais de conduta e de proteção ao mais fracos encontraram um terreno fértil para se desenvolver e se apoderar do pensamento do homem comum, possibilitando que todos os tipos de homens tenham a possibilidade de sobreviver e até procriar. E não falo só dos confessamente e indiscutivelmente covardes, mas também os homens com a pior índole possível, que seriam eliminados por sua própria tribo em eras passadas. Isso é algo ruim em sua totalidade? Obviamente que não, e o avanço desse tipo de sociedade organizada pautada na agricultura, propriedade e moradia fixa nos deu a possibilidade de viver uma vida tranquila e confortável hoje. Porém, maior parte da nossa história como espécie (hommo sapiens sapiens) foi escrita em períodos tribais e esses instintos animalescos ainda permanecem VIVOS em nós. O ser humano não foi feito para ser, e nem alcançou esse alto grau de complexidade social de forma passiva e benevolente, por mais que os “anunciadores de boas novas” não queiram admitir.

Os “deuses” das eras tribais e do inicio das sociedades organizadas, eram uma espécie de arquétipo coletivo de masculinidade dos homens, (Jung) por serem uma representação de tudo que era importante e admirável para os homens, como virilidade, força, perícia, hombridade, lealdade em batalha, crueldade e poder, (e também tendo falhas comuns aos homens) que foram assim representadas como algo divino, pois isto engrandecia a existência de qualquer homem. Estes mesmos deuses foram taxados de demônios por doutrinas subsequentes, considerando-se que seus adoradores eram completamente ignorantes e supersticiosos, desqualificando-se assim, tudo de positivo e inspirador que estes também representavam em nome de algum tipo de doutrinação ou lavagem cerebral imposta pelos detentores do poder de cada época, afim de desqualificar e ridicularizar a cultura tradicional de cada novo lugar dominado. 

Vejam que exemplos para a masculinidade são figuras míticas como Ares, Héracles (eu mesmo), Thor, Tyr, Zeus, Odim ...(citando apenas alguns) e comparem com os exemplos de masculinidade que foram postos no lugar hoje em dia, indo de celebridades narcisistas raquíticas e fúteis que mal sabem limpar a bunda sozinhos, a monges sem testosterona nenhuma que vivem dentro de mosteiros, isolados do mundo comendo somente pão e água e sopa de ervilha, mal respirando e permanecendo num estado doentio de transe e falta de vontade de viver.

Para os imperadores e governantes de grandes sociedades organizadas (impérios, monarquias, repúblicas, etc), era/é importante que a sociedade seja mais calma, passiva e ociosa com uma pequena parcela de guerreiros altamente qualificados e armados, para que estes permanecerem no poder por mais tempo possível, podendo assim explora-los de forma mais incisiva e sem correr o risco de ser execrado em praça pública por alguma revolta armada e sanguinária. Por isso a feminilidade, passividade, bondade e toda essa história de dar ao utra face para o inimigo foram tão maciçamente exaltadas, enquanto o outro lado da moeda foi colocado como algo sujo, feio, ruim e demoníaco, fruto do satanás e do que pior existe no universo.

Imagem foi reduzida 6% (945x756). Clique nesta barra para ver a imagem original (1000x799). Clique na imagem para abrir em nova janela.

[Image: tyrdigsmall_by_vikingmyke-d72b0gz.png]

Esse sim é um bom exemplo para as crianças.


Dado este cenário desfavorável aos homens, a violência que sempre esteve presente, inclusive como algo benéfico e absolutamente necessário nas comunidades tribais, foi encarado como algo MAL, menos quando ela é usada pela força que defende os governantes (exercito, policia, etc). Como algo ruim e prejudicial a alma, que faz com que nos distanciemos do paraíso eterno. Realmente é algo ruim quando usado sem propósitos e como forma de diversão sádica gratuita de algum tipo de maluco desequilibrado mentalmente. 

Outros fatores são, por exemplo, que ter ambição se tornou pecado. Gostar dessa vida tornou-se pecado. Devemos nos anular totalmente e se sacrificar física e mentalmente visando receber recompensas eternas em uma vida futura sobrenatural. Desculpem-me, mas isso soa como algo bastante egoísta e mesquinho para mim. Eu não faço essas coisas por pesar com total convicção que realmente são a coisa certa a se fazer, mas por esperar um recompensa futura e por poder me sentir superior aos demais em termos de honra, simplesmente por seguir uma cartilha que me impede de sentir prazer em tudo. Ouvimos o que outras pessoas dizem, escrevem e não temos a liberdade de tomar o controle das nossas próprias vidas e vontades. Nos sentimos culpados por desejar, por ter raiva, por querer-mos ser incríveis e superar os demais, superar a mediocridade. Vemos a vida como um fardo pesado a se carregar e esperamos por dias melhores que virão por força do governante em atividade e do além mundo.

Tudo isso pra mim parece como uma espécie de engenharia social que arquitetou formas de “castrar” os homens de forma sorrateira e fazendo com que os mesmos se sintam ajudados de fato, para que a sociedade se torne mais manipulável, homogênea e passiva. A força das revoluções, guerras sempre veio das mãos da parte masculina da sociedade. O que construiu e constrói e dá bases para que a sociedade ainda seja "organizada", até hoje, é a força e violência masculinas. A mesma que é tão criticada e vista de forma pejorativa. 

Um exemplo claro disso tudo está no fato que melhoradores de performance são vistos como algo ultrajante, nojento, desprezível e quase sempre motivados pelo demônio. Porém não é dito em parte alguma, (menos aqui no meu blog viril) que desde sempre o homem procurou meios de se superar e superar os adversários de qualquer forma que fosse possível. A competição trouxe a evolução. Existem registros da era grega de atletas que tomavam um ópio extraído de testículo de boi e comiam uma quantidade absurdamente maciça de carne para vencer os jogos olímpicos e se diferenciar e superar a mediocridade do paspalho médio. Guerreiros hunos tomavam um extrato de ervas (efedrina) que lhes deixavam mais insanos e destemidos nas batalhas. O uso de cocaína é amplamente conhecido por tribos amazônicas da Bolívia e Brasil a muitos séculos. Estudantes que fazem uso de nootropics para potencializar suas faculdades mentais, justamente para conseguir criar algo de valor e dar sentido a sua vida medíocre são duramente criticados. Todos os atletas de alto nível buscam forma de melhorar a performance e excelência por meio de recursos que vão além das capacidades humanas. A própria cafeína, tão comum entre nós, é um melhorador de performance e não duvido que logo logo ela será proibida em tudo. Como uso de testosterona endógena e afins. Ou você acha mesmo que estes testes anti-dopping são sérios?? HAHAHAHA faça-me rir paspalho inocente que vive num mundo imaginário cor de rosa onde esporte de alto rendimento é sinônimo de saúde e bem estar. 

[Image: Huns.jpg]
É necessária muita insanidade para estar no meio disso.



Homens que buscam melhorar sua masculinidade e capacidades físicas e mentais por meio do uso de hormônios andrógenos, ervas ou seja lá o que for são vistos como paspalhos e desonrados, até por outros homens. Porém, mulheres fazem uso de todo tipo de hormônio feminino para melhorar e ajudar nas suas funções, colocam silicone e um par de procedimentos para aumentar sua feminilidade e atratividade e ninguém acha isso ruim (e eu também não acho, é claro, porque afinal não é) Ninguém acha isso feio. Ninguém acha isso desonrado. Vejam que há uma incoerência nesse pensamento e só imbecis fracassados, fracos e bundas mole pensam assim. No nosso mundo moderno a feminilidade é exaltada, (inclusive quando presente nas atitudes dos homens) enquanto a masculinidade é reprimida e rechaçada. 

Porém, estes ingratos esquecem que a sociedade atual existe porque é um substrato da VONTADE masculina de vencer a natureza. Existe porque homens com bolas de ferro dominaram impondo suas vontades, pois a natureza quer mais que nós se foda morramos logo.

O ser humano é um ser competitivo por natureza demonizar e taxar isso como algo prejudicial irá destruir um importante meio de crescimento pessoal que nós temos. Enquanto você fica ai agindo por regras morais estúpidas que foram impostas por engenheiros sociais que não querem largar o poder, o cara malvado, insensível não está nem ai para isso e continua a crescer e se tornar alguém na vida. Inclusive os próprios pregadores de conduta moral raramente seguem o que eles mesmos dizem. Enquanto isso, você que fica ai com medo de chegar perto daquela “mulher honrada” porque não quer desrespeitar a sua pureza e não quer agir fora do seu protocolo de "homem honrado", o vida loka vai lá e come ela feito uma puta e descarta feito um pedaço de merda na privada. E ela ainda se apaixona por ele. Sabe pq? Pq ele é um cara que está vivendo conforme os seus próprios princípios. Esquece-se você, que honra na masculinidade é não ser covarde, não ter medo de morrer por um propósito, e não se fingir de casto ou puro perante os demais, ou na internet. 

Isso nos leva a ter que considerar dois aspectos muito importantes sobre como somos vistos como homens por outros homens. Existem dois tipos de homem:

CONTINUA
Responda-o
#2
O homem bom; e o

Bom em ser homem

Você ai, sabe qual é a diferença entre os dois? Você é o bom homem ou o homem bom? Um nem sempre é sinônimo do outro. Aliás, na maioria das vezes isso não ocorre. Um homem tipo Alan Harper é o típico homem bom. Don Vito Corleone é o tipo bom em ser homem. Por isso admiramos este mesmo ele sendo um mafioso perigoso, e não o outro que é bondoso de nunca fez nada de mal a ninguém, só a si mesmo. 

O homem bom é balizado por regras morais e de conduta regido por instituições ou pessoas (raramente honestos de verdade) que não lhe permitem ter ambição ou qualquer outro tipo de atitude que possa ser considerada viril ou autêntica. Ele não pode "desrespeitar" ninguém, impor sua vontade a ninguém. Ele é extremamente preocupado com os sentimentos alheios e tenta ser o tipo de cara sempre disposto a ajudar com um sorriso no rosto. Mesmo que isso lhe traga infindáveis malefícios. É o típico mangina apaixonadinho, que só veste roupa bege, dirige dentro dos limites de velocidade, senta no banco da frente da igreja, come carne de soja e tofu, tem vergonha de suar na academia e de ter ereções (mesmo que raríssimas vezes) por alguma gostosa que viu na rua ou até mesmo por sua namoraduxa. Ele é o capacho que nunca vence nada, ou melhor, nunca disputa nada e se pergunta toda a noite nas suas orações para a sua divindade porque o “mal” sempre vence. Porque nada dá certo na sua vida. Porque todos pisam nele e o humilham. Porque a vida é tão cruel e injusta. Esse é o cara que espera que as coisas mudem por alguma forma de providência vinda do além. É o tipo de sujeito que fala “tudo vai dar certo, eu só preciso ter fé”, que prefere aplicar penitências sem sentido a si mesmo, que muitas vezes o fazem se retrair ainda mais e se isolar dos demais, esperando ser recompensado pelo seu sofrimento auto-imposto. E fazer alguma coisa no sentido de ação, de atitudes pró-ativas, NADA.

Ninguém quer um cara assim do lado. A não ser como escada para alcançar patamares mais altos. 

Já o homem bom em ser homem é o cara que não é balizado por doutrinas ou por leis estúpidas mas sim por suas convicções, crenças e por sua masculinidade. É um homem que vive conforme os seus princípios, custe o que custar. Fica claro que este tipo de sujeito pode tanto ser fantástico como um demônio cruel e insensível. Para este o único limitador é a própria vontade e tudo é válido em nome da vitória, em nome de dobrar as coisas em conformidade com seus objetivos. Este tipo de sujeito, que vive dentro dos próprios princípios é respeitado por todos porque era esse tipo de cara que levava os guerreiros a vitória no campo de batalha. Era esse tipo de cara que conseguia a maior quantidade de comida nas caças. Era esse cara que trepava com mais mulheres e tinha mais filhos. Era esse tipo de cara que juntou mais riquezas. Esse cara que fez com que o sangue da sua família se tornasse nobre por meio da coragem e excelência e do derramamento de sangue inimigo. Esse cara que fez muito pela humanidade (tanto para bem como para o mal em sentido amplo), sendo insano nos seus objetivos, não se preocupando com o que balizava ou com qual eram as preocupações do homem médio pacato e bomzinho. 

Porque o Batmam é muito mais foda que o Superman, mesmo o Superman sendo um alienígena com poder quase infinito? Porque o Wolverine é muito mais legal que o Scott Summers? Porque o Magneto é mais marcante que o Professor Xavier, mesmo este sendo quase inderrotável? Porque eles são uma espécie de anti-heróis que vivem muito mais conforme as próprias convicções do que conforme a sociedade ou doutrinas dizem que eles deveriam viver. E nós inconscientemente admiramos isso, por mais que você não acredite. O próprio Cristo fez e viveu exatamente isso que eu descrevi.

Vocês acham mesmo que na vida real o Dr Doom iria ser derrotado por aquele quarteto de paspalhos manginas? Que o Homem Aranha venceria o Venon que é muito mais forte e insano? Que o Darkside não dominaria o universo? Esse tipo de vitória dos que são bonzinhos sobre os que são insanos só acontecem na ficção. Na vida real a história já provou que é bem diferente.

[Image: 890949-436742_doom_dave_finch01_super.jpg]
É claro que aquele paspalho emborrachado venceria ele, claro.


Fica claro que a cultura de hoje nos incentiva em direção ao fracasso, a falta de testosterona e do nivelamento na mediocridade. Pelo menos o homem comum e de bem que paga suas contas certinho todo mês. Enquanto isso, o homem “mal” continua agindo conforme sua vontade sem se importar com regras, destruindo a vida de muitos homens de bem. O que você, homem de bem e bonzinho deveria fazer? Virar um maluco psicótico assassino em série? NÃO IMBECIL, mas retomar o controle da sua vida, tenha ela em sua mão e pare de se sentir culpado por querer melhorar em todos os aspectos possíveis. Parar de reprimir a sua masculinidade e violência a todo custo. Como eu já disse, teste as coisas por si próprio e descubra a melhor forma de viver. 

A violência é usada de forma errada hoje em dia porque só homens sem propósitos tem coragem de usa-la para atingir seus objetivos. Nossa função como homens é atingir a excelência e criar um legado. Nos é negado isso e nós simplesmente aceitamos calados. Não temos força e nem coragem para criar algo que seja fruto das nossas próprias convicções e experiências (como um simples texto como esse na internet). Temos vergonha de melhorarmos a nós mesmo a ponto de se diferenciar da massa de paspalhos jogadores de pokémom go porque algum guru, mestre ou professor disse que isso é ruim e que devemos nos anular pelos outros, ou pela ideologia de outros. 

Para os analfabetos funcionais que podem estar lendo isso, aqui vai uma definição bem básica de violência:

[Image: vio.jpg]

Podemos notar que violência é uma força, uma vontade incontrolável de mudar uma determinada situação. Não é somente algo pejorativo ou força que impõe terror físico ou moral em algum terceiro. Pode ser traduzida como vontade muito forte de agir.Vigor. Disposição incansável. É desse tipo de violência que eu estou tratando, e apelando para que os homens voltem a ter, e se caso necessário, não vão ter medo de usar a força física. Se você entender isso irá querer cultivar um corpo forte, uma mente afiada para que possa, enfim VENCER. É disso que eu estou falando. VENCER a sua mediocridade, resgatando o nosso espírito viril adormecido. Sejamos fortes, dispostos, criativos, vivendo inexoravelmente dentro dos nossos princípios. Isso que é sublime em um homem.

[Image: pokemon-go.jpg]
Esse é o "homem" atual. Você quer ser isso?


Porém, a linha entre a genialidade e a loucura é bem pequena e você pode se perder nesse processo se não tiver um caráter forte alinhado com um propósito honrado e com uma capacidade grande de auto controle. Os guerreiros Samurais preferiam o Seppuku a viver em desonra. O que significava para estes viver em desonra? Basicamente, ser covarde, se desalinhar dos princípios que regiam suas vidas e se mostrar incapaz, ou com pouca perícia em alguma batalha. O nome que ia ficar após a morte era mais importante que a própria vida, porque eles sabiam perfeitamente que um homem é o que ele faz/fez, e sua existência não tem sentido nenhum se este não fizesse nada e fosse incompetente não agregando em nada na vida dos demais do clã. Demonstrar coragem, violência era fundamental.

Estes homens estavam totalmente dentro dos princípios que regem a masculinidade desde sempre, que vão muito além de qualquer crença ou poder atual, que são PROTEGER, PROVER E PROCRIAR (logo farei textos abordando esses temas). Porque se você viver única e somente pra você mesmo, as chances de você sucumbir a demência são grandes. Entenda que mais que os prazeres que você pode atingir por ser incrível, o que mais importa é a sua função, o seu legado. Para se tornar incrível você deve pagar um preço bem alto, muitas vezes, algo como toda a sua vida voltado a uma meta.
[Image: dhk1zbi9idaw977imlza.jpg]
Única alternativa para falta de honra em um realista.


Não deixe que somente homens maus e sem escrúpulos usem da violência e tenham ambição em viver e evoluir. É nossa função, como homens de valor, ser a melhor versão de nós mesmos. 

FIM
Responda-o
#3
Hércules é disso que estou falando, eu tentei falar disso no meu post mas você abordou o assunto de forma brilhante.
obrigado por compartilhar.

meu link falando a respeito da castração moral masculina: http://legadorealista.net/forum/showthread.php?tid=1326
Responda-o
#4
Tópico muito bom.

Vou postar aqui uma frase do Shinmen Musashi, considerado o melhor Ronin que já existiu.


Citação:O caminho da Auto-confiança

[i]Eu nunca ajo contrário à moralidade tradicional. Eu não sou parcial com nada e nem com ninguém. Eu nunca tento arrebatar um momento de sossego. Eu penso humildemente de mim e grandemente para o público. Sou inteiramente livre de ganância em toda minha vida. Eu nunca lamento o que já fiz. Eu nunca invejo a boa sorte dos outros, mesmo estando com má sorte. Eu nunca aflijo-me por qualquer um, qualquer coisa ou qualquer tempo. Eu nunca censuro ninguém, ou me censuro para alguém. Eu nunca sonho em apaixonar-me por uma mulher. Gostar e não gostar de algo, é um sentimento que não tenho. Qualquer que seja a minha moradia, eu não tenho nenhuma objeção à ela. Eu nunca desejo um alimento saboroso. Eu nunca tenho objetos antigos ou curiosos em meu poder. Eu nunca faço purificação ou obstinência para proteger-me do mal. Eu não tenho apreço por nenhum objeto, exceto espadas e outras armas. Eu nunca daria minha vida por uma causa injusta. Eu nunca desejo possuir bens que tornem minha velhice confortável. Eu adoro deuses e budas, mas nunca penso em depender deles. Eu prefiro me matar do que desonrar meu bom nome. Nunca, nem por um momento sequer, meu coração e minha alma desviaram-se do caminho da espada. 12 de maio de 1645 - Shinmen Musashi[/i]

Esse viveu de acordo com a sua honra e até hoje sua história é inspiração mundo a fora.

Não concordo plenamente com o que ele acreditava, mas o que importa é que ele viveu conforme com o que acreditava.
Citação:Semper Fidelis

"Seu coração deve ser como uma espada, assim você não perderá. É um longo caminho construído com o valor de muitas vidas, nunca se esqueça..." El Cid de Capricórnio para Tenma de Pegáso
[Image: latest?cb=20130329182556&path-prefix=pt]
Responda-o
#5
Obrigado confrades.

@carioca, o tópico que vc posto do Jaguar eu vi lá no FdB. A abordagem é em um foco diferente ao qual eu tentei passar aqui, mas muito pertinente também. É necessário falar mais sobre masculinidade.

@Artius, transcisão muito boa.Onde vc tirou, é um site? livro? Manda o link que eu tive ideia de fazer um tópico a partir dessa passagem. Obrigado por compartilhar.
Responda-o
#6
Como já disse em outro fórum, vivemos numa cultura que glorifica ovelinhas e demoniza o cabra omi
.
Responda-o
#7
(28-09-2016, 08:34 AM)Hércules Escreveu: Obrigado confrades.

@carioca, o tópico que vc posto do Jaguar eu vi lá no FdB. A abordagem é em um foco diferente ao qual eu tentei passar aqui, mas muito pertinente também. É necessário falar mais sobre masculinidade.

@Artius, transcisão muito boa.Onde vc tirou, é um site? livro? Manda o link que eu tive ideia de fazer um tópico a partir dessa passagem. Obrigado por compartilhar.

Se segue aqui a fonte desta frase caro confrade:

https://minilua.com/homens-lendarios-5-m...us-espada/


Recomendo a leitura da série completa. Apesar deste site ser um ponto de creepypastas, esta série foi embasada em informações corretas pelo que pude pesquisar.

Homens Lendários:

1º: https://minilua.com/homens-lendarios-harald-hardrada/

2º: https://minilua.com/homens-lendarios-2-simo-hayha/

3º: https://minilua.com/homens-lendarios-3-l...s-esparta/

4º: https://minilua.com/homens-lendarios-4-ulf-matador/

5º: https://minilua.com/homens-lendarios-5-m...us-espada/

6º: https://minilua.com/homens-lendarios-6-s...m-wallace/

7º: https://minilua.com/homens-lendarios-7-audie-murphy/

8º: https://minilua.com/homens-lendarios-8-l...an-gurung/

9º: https://minilua.com/homens-lendarios-9-barba-negra/
Citação:Semper Fidelis

"Seu coração deve ser como uma espada, assim você não perderá. É um longo caminho construído com o valor de muitas vidas, nunca se esqueça..." El Cid de Capricórnio para Tenma de Pegáso
[Image: latest?cb=20130329182556&path-prefix=pt]
Responda-o
#8
Obrigado, já estou lendo!!
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#9
Mano esse post foi foda demais. totalmente esclarecedor e inspirador.

parabéns pelos serviços prestados a essa comunidade confrade Hércules.
Responda-o
#10
Gostaria de acrescentar minha visão filosófica cristã (como sempre) sobre a determinada citação:

Citação:que ter ambição se tornou pecado. Gostar dessa vida tornou-se pecado.


Bom, gostaria de apontar aqui e esclarecer as dúvidas sobre a intenção clássica de se culpabilizar a cultura judaico-cristã pela definição de "pecado". Isso não é uma contradição ao texto, apenas um complemento para evitar polarizações ou leituras mal feitas do texto do amigo.

Há muita merda que se fala sobre como esse conceito de pecado tornou as pessoas derrotistas, a filosofia cristã vista na nata parece para derrotados que são limitados em muitas coisas por conta daquilo que se é pecado ou não. Pra entender bem esses conceitos de pecado sobre ganância, pecado sobre gostar da vida e outras coisas, deve-se muito entender o sentido da palavra pecado e ler o que doutores da igreja e reformadores também falaram sobre tais coisas. 
Afinal, para os cristãos, pecar é tão natural quanto respirar, isso não é preciso ser doutor da igreja pra saber, mas tem gente que finge que não sabe. Ambição no sentido filosófico cristão NUNCA foi pecado, o pecado é o amor pelo dinheiro acima de qualquer dignidade humana. Quer um exemplo? Do que adianta você ser rico pra caralho se tudo o que você faz na vida é idolatrar sua riqueza e menosprezar aqueles que não tem tanto? Ou gastar todo seu dinheiro em coisas relativamente fúteis que não acrescentam em nada. Ou amar mais o dinheiro que sua própria família, amigos, etc.
A riqueza e a ambição na Bíblia são tratadas como um presente, mas a boa administração e a sabedoria para lidar com os negócios sem o APEGO ao dinheiro é mais evidente ainda como uma boa coisa.

Vide a parábola do denário, quem foi o servo mais imbecil? Aquele que se apegou ao denário que o patrão deu, enterrou e não multiplicou como fizeram os outros dois servos. Ou seja, uma ambição vista com bons olhos, biblicamente falando.
A Bíblia tem várias histórias, como a de Jó, as bodas, e outras várias que eu poderia citar aqui de prosperidade vista pelos olhos da ambição. Mas eu posso citar um trecho bem bacana, é o que fala que OS COVARDES não tem parte no reino dos céus.

O Islã, por incrível que pareça, tem todo aquele lance de guerra santa, mas porque está escrito no livro deles que onde estiverem, obedeçam as leis do país, mas se por um acaso algum país entrar em guerra contra você, não vire as costas...
Resumo, não seja covarde.
Os caras são filhos da puta por matar gente inocente? São, muito e devem ser punidos, mas essa lição aí de não ser covarde dá pra aproveitar. O senso de não covardia deles é esse, por isso que muitos se matam aí adoidado. É uma coisa ruim, claro, não sigam o exemplo.

Muitos se atam a imitadores de Cristo como ovelhas ao abatedouro, colocando Jesus como um coitado, muito pelo contrário, Jesus em sua história de honra enfrentou tudo aquilo que vários outros pediriam arrego e fariam negociatas. Jesus enfrentou as autoridades da época, tanto judaicas, quanto romanas, e o pior, sem agressão física nenhuma o cara conseguiu, ser surrado, crucificado e depois de 300 anos de atos de seus seguidores, ser declarado religião oficial do estado pelo qual ele foi crucificado. Seus discípulos conquistaram a FUCKING EUROPA E ÁSIA, e ainda boa parte da África que não tinha virado islã ainda.

Eu costumo a dizer que Jesus conquistou um império sem levantar um fio de espada, a única arma que ele tinha era a verdade, e pode crer, meu amigo, a verdade é violenta e a verdade é o pilar da vitória. O maior imperador da história da humanidade? Sim porque não.

Muito bonito de se dizer? Claro, palavras são boas...mas o perigo de você usar personagens violentos e agressivos para âncoras de coragem é construir uma série de cães, aqueles que vivem de matar, literalmente matando relacionamentos, matando convivência e entrando em um isolamento irredutível daquele sentimento de "não preciso de ninguém"... o "fodão", o "autossuficiente", que não agradece nem ao pai por ter nascido porque acha que nem precisa de família.

A irredutível filosofia cristã ERRA, seja na Santa Igreja, sejam nas co-apostólicas, sejam nas seitas protestantes, de transformar os cristãos em perdedores cheios de complexos, cheios de não posso, cheios de medo e cagalhões de regras.
Porque era isso que o próprio Jesus lutava contra na época, os cagalhões dos fariseus, dos saduceus, dos zelotes, que ficavam fazendo divisões escrotas e criando dogmas estúpidos pra ver quem era mais frufru com a lei. Jesus chegou pra acabar com isso, Jesus primeiramente não se identificou com NINGUÉM, e se proclamou DIVERSAS VEZES, por fala ou atitudes como CUMPRIDOR da lei, Jesus NUNCA foi covarde, nunca ensinou a covardia ou a inércia por achar que algo é pecado. Pelo contrário, toda filosofia cristã é no combate da covardia. Jesus quebrou comerciantes na chicotada, enfrentou e debateu com estudiosos caga regra, e fez o representante do imperador, Pilatos, cagar tijolos porque o cara era tão foda que não tinha como condenar ele por nada.
Aliás, o cara mais covarde que foi São Pedro foi o cara que recebeu as chaves da igreja porque quem é o maior exemplo de covardia da igreja senão São Pedro que negou a cristo 3x, o vacilão que acreditava que a parada era na espada? Ele recebeu porque o dia que ele entendeu, ele virou uma espécie de manual vivo de como não ser covarde, porque ele passou por todos os vacilos possíveis da covardia.

Ah legal, mas Awaken, foi a religião que "inventou esse lance de pecado"...
Se fosse a religião mesmo, o comunismo não consideraria pecado o enriquecimento sendo ela uma doutrina secular? O estado que te condena a pagar pelos seus "pecados" contra as leis, não seria também uma doutrina? Até mesmo no anarquismo que ninguém deve "nada" a ninguém, alguém sempre paga por um "pecado" contra alguma coisa... o pecado é um erro, uma falta, uma arbitrariedade contra algum senso do que é certo. 

O que eu quero chegar é: Jamais chegue ao ponto de suas próprias convicções não terem mais "pecado", você vai se tornar um animal selvagem que age por instinto, sérião mesmo.

Citação:Já o homem bom em ser homem é o cara que não é balizado por doutrinas ou por leis estúpidas mas sim por suas convicções

Bela frase dos caralhos de Hitler se você não usar essa mentalidade direito ao ler isso. (Mais ou menos, foda-se, eu não sou balizado por doutrina nenhuma, eu vou implementar a minha própria doutrina, fazer seguidores, dominar uns países, matar uns judeus e pá...)... arrgg não, né? Eu separei essa frase porque ela CHOCA O LEITOR durante a leitura, deveras é uma das frases que mais fica na cabeça quando você termina de ler, o perigo disso eu acabei de citar, capaz de um decorador e não ENTENDEDOR, que acha que a real é tipo um clube dos homens que tem uns "manuais de vida" e pá, daqui a pouco vai virar neo nazista adorador de Hitler, falando que ele era exemplo de masculinidade a ser seguido porque seguiu suas próprias convicções, só que não né? 

Acredito que os dogmas e as doutrinas que devemos fugir hoje tanto no setor religioso, tanto no setor secular, são as doutrinas COVARDES e que não tem virtude nenhuma, são as doutrinas que te impedem de tomar decisões baseadas naquilo que é certo ser feito, baseadas na verdade e em outras boas virtudes que devem ser feitas. Tudo deve ter um equilíbrio, tudo deve ter a hora certa de ser feito, se Hitler usasse todo o seu potencial de resolução de problemas da Alemanha pra guerra, convertendo isso a um governo que trabalhasse na realidade de dar uma vida melhor ao seu povo ao invés de levá-los ao martírio e a humilhação, talvez o cara estivesse sendo homenageado sem restrições por ai.
O fato é um, aquele que toma atitudes na vida, que deixa as "pegadas na areia" de fato fez alguma coisa na vida pra ser lembrado, o importante a se pensar e se ponderar é: Pra que fim eu estou fazendo isso? 


Eu não acredito que mentiras e outros caminhos sejam úteis para uma "sobrevivência a qualquer custo", elas podem ser sim, alvo para uma escalada mais rápida, mas a custo de que? 
Existem outros meios para a escalada onde você é levado pelas pessoas ao topo e não pisando sobre as pessoas que você deixou pra trás.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#11
@Awaken, pelas coisas que vc disse e pelo que vc deixou claro que acredita, fazendo um breve retrospecto aqui, eu já pensei de forma bastante parecida. Tanto que a pouco tempo atrás eu era um entusiasta cristão. Mas como eu realmente aplico as coisas que eu falo, as andanças que fiz e coisas que presenciei me fizeram mudar de convicções. Posso estar errado? Posso, mas eu vou tendo experiências e analisando o que melhor se encaixa pra mim. Por isso não te julgo, e muito das coisas que vc disse fazem sentido e eu entendo (em partes) pq vc acredita. É uma decisão única e exclusivamente sua para consigo mesmo e eu respeito um homem que tem coragem de se manter firme naquilo que acredita. Foi uma ótima contribuição.

Algumas observações suas eu já havia alertado no texto, como o fato de os homens que vivem inexoravelmente dentro dos próprios princípios, podem vivar sádicos tiramos genocidas, como vc citou.  Eu estava pensando sobre isso ontem mesmo. Todos sabemos que existe uma linha muito tênue entre genialidade e loucura. E eu acredito fielmente que existe uma linha igualmente tênue entre o heroísmo e a tirania. Pq em ambos os casos vc tem que ser corajoso o suficiente para não arredar o pé das suas convicções. Tando é verdade que os exemplos dados, de Hitler e Jesus são de dois homens que viveram indubitavelmente dentro dos próprios princípios. Inclusive Hitler foi considerado por muitos alemães como o cara que mais fez pela Alemanha em si. E muitos que foram heróis nos terrenos de morte, quando subiram ao poder por meio de honrarias e mérito, se tornaram tiranos dependendo do ponto de vista analisado. 

A questão aqui é que vc não está levando em consideração o fato que nossa psique e consequentemente forma predatória de viver é baseada em formações de alianças entre os pares semelhantes de uma mesma etnia, ideologia ou raça para conseguir, por meio da violência e morte, mais recursos e consequentemente estabilidade para o grupo. Baseado nesse comportamento primitivo é que os tiranos e heróis agem. O que vai diferenciar um do outro, muitas vezes, é em qual tribo vc está. Em qual local vc está inserido. Jesus talvez tenha sido mais pacifico, mas sua primeira manifestação, Moisés, com certeza não foi um cara que podemos caracterizar como pacífico. E ele lutava pelos interesses do seu povo judeu. Queria a prosperidade e sobrevivência destes. E usava da violência e de uma conduta taciturna naquilo que acreditava para atingir os seus objetivos. E dizia (e diz no caso) que lutou pelo único Deus verdadeiro. Logicamente ele iria dizer isso. Para ele, o povo dele é o melhor, é o que está correto. Assim como os demais povos acreditavam nisso também de si mesmos. Nenhum povo conquistado por cristãos foi persuadido a mudar por simples reflexão, mas sim por força e violência. Assim como qualquer outro líder de qualquer outra época fez e faz. Pergunte se um muçulmano acha jesus ou moisés santos. E eu não estou defendendo um lado ou outro, a questão é que esse tipo de comportamento é comum ao homem. Homens bons e ser homens vão defender até a última fagulha de vida os seus interesses e aquilo que acreditam. Infelizmente nem todos tem um código de honra muito condizente com o que a sociedade e a cultura judaico-cristã, ao qual estamos inseridos, diz que seria o melhor e correto. 

Indo mais além, o problema central que eu vejo, opinião totalmente pessoal minha, é que depois de todas essas conquistas e de certa estabilidade conseguida, os usurpadores transverteram quase que totalmente o cristianismo primitivo para que tem como objetivo doutrinar e fazer com que homens se tornem escravos sem vontade, sem ganho nenhum, em nome de um paraíso futuro. Transformaram hordas e mais hordas de homens em figuras apáticas, robotizadas, que acham que simplesmente por seguir uma série infinta de regras, sem saber direito o pq ou pra que, são seres superiores que tem um lugar garantido numa felicidade eterna. São odiadores da vida. Jesus se envergonharia com o que todos esses "doutores" e "reformadores" fizeram com a fé dele. Até pq naquela época as coisas eram mais tribais e Moisés e Jesus precisavam de HOMENS corajosos. Hoje com as coisas mais calmas os que se dizem "portadores da palavra de Deus" precisam de gado e burros de carga que sustentem as suas posições de poder e influencia. 

Basear as atitudes de fulano "x" ou "y" por coisas que vc foi ensinado a acreditar devido a uma série de fatores e julgar isso como ruim ou bom é um erro ao meu ver. Por isso eu  mudei o meu foco e avalio que contribuição o sujeito deixou. O que de útil ele fez/faz. Se ele seguiu ou segue o código dos homens. Se ele lutou bravamente por sua "tribo" independente se motivado por que chamam hoje "deus" ou "demônio". Os cristãos são só mais uma tribo querendo um lugar ao sol, como tantas outras que já existiram na história. Julgamentos de outras "tribos"* com base nos valores das nossas causará toda essa confusão que vemos, e com homens sendo privados de ser homens de verdade. Se todos entendessem que a vida é uma luta pela sobrevivência própria e da tribo, os cristão não seriam na sua maioria covardes que acham que devem simplesmente esperar um paraíso futuro. Eu vivo num país cristão, cresci com esse entendimento e defenderia isso numa guerra caso fosse preciso, até pq se não fizesse isso eu seria um ingrato. Mas eu não acredito em praticamente nada do que é dito em qualquer igreja ou por qualquer "doutor". Acredito que as coisas são muito mais simples do que toda essa infinidade de teologia e bibliotecas  e mais bibliotecas que todo e qualquer ramo cristão tem. 

Mas como eu disse, essa é uma convicção pessoal MINHA e eu respeito vc que pensa diferente. Meu texto teve a intenção de causar impacto mesmo.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#12
Citação:Nenhum povo conquistado por cristãos foi persuadido a mudar por simples reflexão, mas sim por força e violência.

Primeiramente eu gostaria de deixar claro mais uma vez que a minha intenção não foi contrariar você, mas de certa forma você se sentiu contrariado, minha intenção não foi mostrar que eu estou certo e você está errado, mas sim complementar o que você disse e reafirmar que nem os cristãos, tidos como pacíficos e ordeiros devem seguir o caminho da bunda-molisse, mas devem-se lembrar sempre que aquele que vive da sua espada, morre pela sua espada e ponto final.
Aliás concordamos em dizer que há linha tênue entre heroísmo e tiranismo, assim como os exemplos que demos tanto de masculinidade, quanto de opressão, aos quais devem ser seguidos e não seguidos, respectivamente.

Tem algumas coisas que eu falei wtf na hora da leitura da sua resposta como falar que Moisés foi uma espécie de primeira encarnação de Cristo? Como se Cristo se encontrou com Abraão e Moisés?

Mas prossigamos a análise dessa sua fala da citação.

Eu gostaria de fazer umas ressalvas cristãs sobre "nenhum povo conquistado por cristãos foi persuadido a mudar por reflexão".
É muito comum confundir a expansão de roma com o cristianismo.

1. Roma já era um império quando o cristianismo apareceu, Roma já era império quando CRISTO nasceu, no império romano NÃO HAVIA IMPOSIÇÃO DE RELIGIÃO, a única imposição que existia era a veneração ao imperador como Cesar. A política de expansão romana não era algo cristão, mas algo romano, desde que era uma simples republiqueta à beira mar.
O próprio julgamento de Cristo foi marcado por uma disputa judaica, não romana, por isso Pilatos lavou as mãos.
2. Roma nunca deixou de guerrear para expansão de território, mesmo depois da instituição do cristianismo, mas quando o cristianismo assumiu, Roma já estava na merda a muito tempo tanto por invasão de povos pagãos, tanto por invasão de povos... cristãos... ué? 
3. Desde a ascensão do cristianismo em 312 com Constantino até o fim do Império em 476, Roma perdeu território e nunca mais se reergueu novamente pra conquistar nada. Mais ou menos 160 anos de imperadores tentando voltar ao paganismo e derrotas subsequentes nos campos de batalha aos quais não fazia mais sentido manter na espada.
4. Roma perdeu território, mas o cristianismo conquistou território, mesmo depois da renascença, mesmo depois da reforma protestante, mesmo depois do fim da idade média, ainda era 10/10 Europa cristã. Tudo graças a evangelização e também a facilitação por líderes que se tornaram cristãos também, né?
5. Roma nunca dominou a Rússia, a Rússia foi ortodoxa, 10/10.
6. Roma nunca dominou toda a Britânia, precisou de anos pra fazer isso, e ANTES de Roma se tornar cristã, a Britânia já era grande parte convertida, depois da união, a Inglaterra se tornou Anglicana e NUNCA se submeteu a Roma.

Agora você pode se perguntar, como os cristãos, "uma tribo procurando seu lugar ao sol", quantas guerras fizeram pra dominar o indomável Império Romano? Qual era o seu líder? Quem era o exército? Quais eram suas armas ou táticas de guerra? Qual era o tamanho do exército? Quantas cidades foram saqueadas? Quantas muralhas destruídas? Aonde os cristão se sitiavam? Qual era o nome do seu território? Cristolândia? Qual era o tamanho da sua população? A qual etnia eles pertenciam? Quem era seu general? Um padre de batina e com a Bíblia na mão?
Se afinal de contas, NENHUM povo conquistado pelos cristãos foi persuadido a mudar por simples reflexão, me levante quem foi o grande conquistador de toda a Europa nos primeiros 1000 anos D.C, me dê o nome do sujeito que eu dou os parabéns.
Como a Europa conseguiu ser dividida entre Católicos Romanos, Católicos Ortodoxos, Anglicanos e Protestantes Calvinistas e Luteranos, se não existe uma "tribo" chamada cristãos que levantou espada para dominar e impor o cristianismo à força?

[Image: hqdefault.jpg]

Eu volto a reforçar, o maior ganho dos cristãos é não pertencer a esse mundo, não se sentir daqui não te prende a território, não te prende a nada, nada, nada mesmo... a não identificação, não polarização e não agressão conquistou só Europa, Américas e Oceania, África subsaariana, Filipinas e Timor-Leste no Sudeste da Ásia. Tornando o cristianismo a maior religião do mundo sem domínio territorial.
Até porque nenhum desses lugares é uma TEOCRACIA.
O Islão, por exemplo ganhou seus territórios na espada, impõe sua teocracia obrigatória ao seu território, impedindo o secularismo como acontece nos países cristãos.

Aliás, essas características de não identificação e todas as outras coisas a mais, são características usadas por Nessahan Alita nos seus livros, onde o mesmo se declara contra a violência 3 vezes no CLCM.

Em uma nota de rodapé do Guerra da paixão, o mesmo diz: "Resistindo às provocações ruins, não nos tornamos violentos. Resistindo às provocações boas, não somos enganados. O ideal é sempre a temperança: evitar os extremos. Não nos deixemos cair para um lado e nem para o outro."

Resumindo o que Nessahan disse: violência não leva a nada e bunda-molisse também não.

Citação:é que depois de todas essas conquistas e de certa estabilidade conseguida, os usurpadores transverteram quase que totalmente o cristianismo primitivo para que tem como objetivo doutrinar e fazer com que homens se tornem escravos sem vontade, sem ganho nenhum, em nome de um paraíso futuro.

Eu até concordo, mas assim como houveram tantos usurpadores, assim também houveram VÁRIOS santos que puxaram o sentido original do evangelho, muitos deles se tornaram DOUTORES da igreja, inclusive... 

Isso nos serve de lição para:
Parar de contar só um lado da história! Se você colocar na sua cabeça que o bem só se fode e que o mal é a solução pra poder alcançar seus exemplos de masculinidade e objetivos, você está descartando automaticamente que o bem seja virtuoso para o seu dia a dia e está partindo pra uma polarização de vida.
Essa história de bem ou mal, Batman vs SuperMan, Homem de Ferro vs Capitão América, Esquerda Totalitária  e Direita Anarquista, pra mim são coisas de criança... são só histórias nos quais você sendo frouxo ou não, você sempre vai tomar no cu.
O próprio Jesus condena essa galerinha aí que fica procurando viver de polarizações no caso da frieza, ou que acham que o que elas fazem individualmente já está bom demais, o negócio não é nem ser frio e nem morno, a parada é ser quente.

O grande problema é que falar é fácil, quero ver entrar a fundo nessa parada de que o mal sempre vence, comparando homem aranha com Venon, começar a se isolar de todo mundo, viver suas próprias regras e acabar não sendo morto um dia por alguém que com certeza vai tentar te parar, ou por ser contra você ou por ser mais cruel do que você.
Ou pelo outro lado tentar viver uma vida pacata, obediente a tudo e acabar virando um covardão ambulante, aquele cara que não age pra nada, que não põe um pingo no i por medo de ofender o emocional das pessoas, não enfrenta, prefere orar, é seguidor e cagador de regras ao mesmo tempo...
O certo é você viver como um bom guerreiro que luta suas próprias batalhas todos os dias, justo, forte, firme e astuto, ao mesmo tempo que é manso e tranquilo. Dar honra a quem tem honra, punir quem tiver de ser punido com indiferença. Não se trata de bem ou mal, de próprias convicções ou convicções religiosas, se trata de justiça, a simples e pura justiça.
A parada não é ser nem frio e nem morno, a parada é ser quente, meu brother!
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#13
(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: Primeiramente eu gostaria de deixar claro mais uma vez que a minha intenção não foi contrariar você, mas de certa forma você se sentiu contrariado, minha intenção não foi mostrar que eu estou certo e você está errado, mas sim complementar o que você disse e reafirmar que nem os cristãos, tidos como pacíficos e ordeiros devem seguir o caminho da bunda-molisse, mas devem-se lembrar sempre que aquele que vive da sua espada, morre pela sua espada e ponto final. 

Cara, eu vou tentar ser o mais educado possível, pq pelo visto vc não está querendo absorver propositalmente as coisas que eu estou escrevendo. Eu disse de forma bem clara: 


Citação:Por isso não te julgo, e muito das coisas que vc disse fazem sentido e eu entendo (em partes) pq vc acredita. É uma decisão única e exclusivamente sua para consigo mesmo e eu respeito um homem que tem coragem de se manter firme naquilo que acredita. Foi uma ótima contribuição.

e: 

Citação:Mas como eu disse, essa é uma convicção pessoal MINHA e eu respeito vc que pensa diferente. Meu texto teve a intenção de causar impacto mesmo.

Ou seja, só pq eu não concordo absolutamente em tudo com vc eu não acho que tudo que vc disse aqui é para me contrariar simplesmente. Enfim ...


(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: Tem algumas coisas que eu falei wtf na hora da leitura da sua resposta como falar que Moisés foi uma espécie de primeira encarnação de Cristo? Como se Cristo se encontrou com Abraão e Moisés?

Talvez eu tenha me expressado de forma um pouco imbecil, mas o que eu quis dizer é que moisés é uma das prefiguração do messias, segundo a sua doutrina ensina. Leia isso:

Citação:As prefigurações do messias



(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: É muito comum confundir a expansão de roma com o cristianismo. 

Talvez pq roma tenha adotado essa doutrina como oficial e a Igreja CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA que é maior e mais influente do cristianismo. 

(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: 1. Roma já era um império quando o cristianismo apareceu, Roma já era império quando CRISTO nasceu, no império romano NÃO HAVIA IMPOSIÇÃO DE RELIGIÃO, a única imposição que existia era a veneração ao imperador como Cesar. A política de expansão romana não era algo cristão, mas algo romano, desde que era uma simples republiqueta à beira mar. 
O próprio julgamento de Cristo foi marcado por uma disputa judaica, não romana, por isso Pilatos lavou as mãos.
2. Roma nunca deixou de guerrear para expansão de território, mesmo depois da instituição do cristianismo, mas quando o cristianismo assumiu, Roma já estava na merda a muito tempo tanto por invasão de povos pagãos, tanto por invasão de povos... cristãos... ué? 
3. Desde a ascensão do cristianismo em 312 com Constantino até o fim do Império em 476, Roma perdeu território e nunca mais se reergueu novamente pra conquistar nada. Mais ou menos 160 anos de imperadores tentando voltar ao paganismo e derrotas subsequentes nos campos de batalha aos quais não fazia mais sentido manter na espada.
4. Roma perdeu território, mas o cristianismo conquistou território, mesmo depois da renascença, mesmo depois da reforma protestante, mesmo depois do fim da idade média, ainda era 10/10 Europa cristã. Tudo graças a evangelização e também a facilitação por líderes que se tornaram cristãos também, né?
5. Roma nunca dominou a Rússia, a Rússia foi ortodoxa, 10/10.
6. Roma nunca dominou toda a Britânia, precisou de anos pra fazer isso, e ANTES de Roma se tornar cristã, a Britânia já era grande parte convertida, depois da união, a Inglaterra se tornou Anglicana e NUNCA se submeteu a Roma. 

Agora você pode se perguntar, como os cristãos, "uma tribo procurando seu lugar ao sol", quantas guerras fizeram pra dominar o indomável Império Romano? Qual era o seu líder? Quem era o exército? Quais eram suas armas ou táticas de guerra? Qual era o tamanho do exército? Quantas cidades foram saqueadas? Quantas muralhas destruídas? Aonde os cristão se sitiavam? Qual era o nome do seu território? Cristolândia? Qual era o tamanho da sua população? A qual etnia eles pertenciam? Quem era seu general? Um padre de batina e com a Bíblia na mão?
Se afinal de contas, NENHUM povo conquistado pelos cristãos foi persuadido a mudar por simples reflexão, me levante quem foi o grande conquistador de toda a Europa nos primeiros 1000 anos D.C, me dê o nome do sujeito que eu dou os parabéns.
Como a Europa conseguiu ser dividida entre Católicos Romanos, Católicos Ortodoxos, Anglicanos e Protestantes Calvinistas e Luteranos, se não existe uma "tribo" chamada cristãos que levantou espada para dominar e impor o cristianismo à força?

Não entendi qual foi a ideia de usar dessa ironia barata. Talvez vc tenha se sentido superior por isso mas enfim... o que eu quis dizer e mais uma vez acho que ficou bem claro é que muitas coisas foram feitas em nome do cristianismo orquestradas por pessoas que se diziam/dizem conhecedores da palavra ou "doutores", independentemente de qual seita ou ramo. Sem contar que todos sabemos que não existe somente a guerra armada e vale tudo para permanecer no poder. Até se usar de mentiras para ludibriar pessoas. Homens ruins fizeram do exemplo que Jesus deixou como forma de permanecerem no poder. Independentemente se usando armas ou ideologia. E o homem comum devia seguir o exemplo do homem jesus e seu alinhamento com o código dos homens e não o que meia dúzia de livros ou velhos dizem que ele deveria fazer. Isso que eu quis dizer e que qualquer um com um pouco de bom senso e desarmado da vontade de provar que as próprias convicções são as únicas corretas deve ter percebido. Só pq não ouve uma guerra no inicio em nome do cristianismo, não significa que nunca houve nenhuma, até pq no inicio não teria força o suficiente. 

Além do mais, sempre que uma cultura está nos seu estágio médio/final, sempre os homens desse cultura começam a se agarrar em uma nova que reviva o espírito guerreiro e de honra que temos, e a derrocada da cultura vigente pode começarܨ?entro para fora. Como foi o caso de Roma.  Jesus e todo o resto traziam essa mensagem para os homens daquela época. Não há nada de novo sobre o sol e o tempo do cristianismo está terminando também. Para mais informações, ler o ensaio de John Glubb, "Destino dos impérios".


(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: Eu volto a reforçar, o maior ganho dos cristãos é não pertencer a esse mundo, não se sentir daqui não te prende a território, não te prende a nada, nada, nada mesmo... a não identificação, não polarização e não agressão conquistou só Europa, Américas e Oceania, África subsaariana, Filipinas e Timor-Leste no Sudeste da Ásia. Tornando o cristianismo a maior religião do mundo sem domínio territorial.
Até porque nenhum desses lugares é uma TEOCRACIA.
O Islão, por exemplo ganhou seus territórios na espada, impõe sua teocracia obrigatória ao seu território, impedindo o secularismo como acontece nos países cristãos.

Isso é mais que óbvio uma vez que por meio do que é ensinado como sendo cristianismo é a forma mais eficiente de manter os homens pacíficos, sem brio e obedientes, acreditando lutar por uma causa nobre uma vez que na verdade estão lutando para mantes parasitas no poder. Em qualquer lugar hj e sempre podemos ver exemplos disso. Mas isso eu já disse também e é assunto para outro tópico. Achar que isso é obra do além e ingenuidade sem tamanho, mais uma vez NA MINHA OPINIÃO PESSOAL.

(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: Aliás, essas características de não identificação e todas as outras coisas a mais, são características usadas por Nessahan Alita nos seus livros, onde o mesmo se declara contra a violência 3 vezes no CLCM.

Em uma nota de rodapé do Guerra da paixão, o mesmo diz: "Resistindo às provocações ruins, não nos tornamos violentos. Resistindo às provocações boas, não somos enganados. O ideal é sempre a temperança: evitar os extremos. Não nos deixemos cair para um lado e nem para o outro."

Resumindo o que Nessahan disse: violência não leva a nada e bunda-molisse também não.

Achei essa observação redundante e desnecessária, uma vez que eu falei no tópico e até pus qual definição se deveria entender a violência ao qual eu estou me referindo que também ficou bem clara, creio. 

(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: Eu até concordo, mas assim como houveram tantos usurpadores, assim também houveram VÁRIOS santos que puxaram o sentido original do evangelho, muitos deles se tornaram DOUTORES da igreja, inclusive... 

Isso nos serve de lição para:
Parar de contar só um lado da história! Se você colocar na sua cabeça que o bem só se fode e que o mal é a solução pra poder alcançar seus exemplos de masculinidade e objetivos, você está descartando automaticamente que o bem seja virtuoso para o seu dia a dia e está partindo pra uma polarização de vida.
Essa história de bem ou mal, Batman vs SuperMan, Homem de Ferro vs Capitão América, Esquerda Totalitária  e Direita Anarquista, pra mim são coisas de criança... são só histórias nos quais você sendo frouxo ou não, você sempre vai tomar no cu.
O próprio Jesus condena essa galerinha aí que fica procurando viver de polarizações no caso da frieza, ou que acham que o que elas fazem individualmente já está bom demais, o negócio não é nem ser frio e nem morno, a parada é ser quente.

Como eu disse várias vezes, existe homens bons e homens bons em ser homens em qualquer lugar que procurar. Dentro da igreja não seria diferente. E o bem e mal ao qual eu me refiro é a que o politicamente correto prega para nós, que castra os homens. Não tentei contar "só um lado da história" até pq meu artigo não está contando uma história sobre o que é ou que foi o cristianismo, mas sim chamando o homem para acordar desse monte de baboseira que lhe é ensinado desde cedo. 

(07-10-2016, 01:23 PM)Awaken Escreveu: O grande problema é que falar é fácil, quero ver entrar a fundo nessa parada de que o mal sempre vence, comparando homem aranha com Venon, começar a se isolar de todo mundo, viver suas próprias regras e acabar não sendo morto um dia por alguém que com certeza vai tentar te parar, ou por ser contra você ou por ser mais cruel do que você.
Ou pelo outro lado tentar viver uma vida pacata, obediente a tudo e acabar virando um covardão ambulante, aquele cara que não age pra nada, que não põe um pingo no i por medo de ofender o emocional das pessoas, não enfrenta, prefere orar, é seguidor e cagador de regras ao mesmo tempo...
O certo é você viver como um bom guerreiro que luta suas próprias batalhas todos os dias, justo, forte, firme e astuto, ao mesmo tempo que é manso e tranquilo. Dar honra a quem tem honra, punir quem tiver de ser punido com indiferença. Não se trata de bem ou mal, de próprias convicções ou convicções religiosas, se trata de justiça, a simples e pura justiça.
A parada não é ser nem frio e nem morno, a parada é ser quente, meu brother!

Foi exatamente isso que eu quis dizer com tudo isso, oras. Esses exemplos só foram uma forma de demonstrar que o homem bonzinho na vida real está fudido e ninguém é melhor que ninguém só pq segue uma lista de regras estúpidas em nome de uma coisa que nem sabe o que significa direito. Que nós não merecemos um paraíso eterno simplesmente por existirmos. 

No mais, eu não estou tentando te convencer ou convencer qualquer um aqui a não ser mais cristão ou seja lá o que for. Estou tentando reascender o brio de ser homem, seja homem cristão, pagão, ateu, o que for.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#14
Beleza então, cara... não vou mais estender a prosa.

Um abraço.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#15
Belo contra argumento do Awaken, to com ele.
Responda-o
#16
Só entrei p dizer q precisamos de tópicos assim, que levem a reflexões. E que o cristianismo é a religião de Roma, que Roma usou para deixar as pessoas pacíficas enquanto destruía sua cultura e dominava suas terras com a espada. O catolicismo apostólico romano é uma ferramenta de conquista para iludir otários, fazer lavagem cerebral em índios, tudo belo bem do império romano.


E tem gente que ainda defende, pois sofreu lavagem cerebral.
Responda-o
#17
Roma só conseguiu se expandir por causa do cristianismo, o cristianismo é violento e tirano, queima pessoas nas fogueiras (se pudesse faria hoje), acabou com a cultura dos índios e outros povos através dos jesuítas que impunham sua falsa religião aos nativos, a igreja católica é suja e nojenta, os ditos "hereges" sempre estiveram mais perto de Deus do que ela.

A expansão romana tem tudo a ver com a igreja católica apostólica romana, pois utilizava a religião católica (chame de "romanismo" "teologia romana" etc) para pacificar os inimigos após conquistá-los. O império romano morreu, mas a igreja ficou, e continuou seguindo o interesse dos poderosos. Com ela foi muito mais fácil dominar os índios, pois os filhos dos índios já eram meio católicos e por isso não queriam lutar contra os jesuítas, pura GUERRA CULTURAL. O catolicismo é uma FERRAMENTA DE GUERRA CULTURAL, ainda hoje sustentamos o clero católico, Papa, bispo, padre, que deveriam ter caído junto com o império romano. A própria igreja católica foi causadora da miséria na Europa, pois era dona de mais da metade de suas terras, e ao invés de doar para que o povo pudesse plantar, simplesmente estava pouco se fodendo, pois quem fez caridade foi sempre o povo, a igreja nunca fez.

Embora o império romano tenha caído, sua religião a igreja católica apostólica romana ainda vive, está aí uma parte da sujeira do nosso passado. O cristianismo foi um negócio na Europa, puro poder. Costantino foi um gênio do mal ao criar tal instituição, pois mesmo após a queda do império romano, Roma ainda vivia através do catolicismo, e até mesmo os reis temiam o Papa e a igreja.

Céu é um conceito anti masculino e ante lógico, somos o que fazemos; após a morte você ficará no céu coçando o saco sem fazer porra nenhuma, por isso virará uma menininha. Como tudo é cíclico a lógica é a reencarnação.(Mas isso é uma crença pessoal, coloquei como forma de contribuição e não para discutir o que é "certo" ou "errado" pois isso não dará frutos).
Os cristãos não seguem Jesus. Jesus queria tirar os comerciantes dos templos, hoje os comerciantes são donos dos templos e os cristãos otários vão lá dar dinheiro para eles.

O problema do texto é que pode dar margem para interpretações maquiavélicas. Fato é que se o Hércules substituísse as palavras bem  X Mal; por: atitude X passividade, o texto seria mais correto no meu ver.

 "...os usurpadores transverteram quase que totalmente o cristianismo primitivo..." O cristianismo primitivo nem existe Hércules; o que existe é o cristianismo Romano ou constantinismo,(aproximadamente 300 anos depois de cristo) pois foi o imperador Constantino que alterou os ensinos de Jesus para aquilo que o convinha para dominar mais facilmente o povo.

O Papa se mete ainda hoje na política, veja:

https://diariodoroberto.wordpress.com/2016/12/06/papa-autoriza-padres-a-perdoarem-o-aborto/

A religião é uma lavagem cerebral e a maioria dos religiosos são betas matrixianos; fracos, femininos e fodidos. Os outros são os pastores comedores e espertos que entram na política e já ganham o voto dos "crentes" e ganham dinehiro os otários.
Responda-o
#18
@machadation, eu bem na verdade concordo com vc. por isso fiz esse texto, mas tentei ser mais suave nas críticas específicas ao cristianismo. Mas foda-se, concordo com vc. O cristianismo transformou todos os rituais, cultos e crenças ancestrais em culto ao demônio, como se todos os pagãos fossem monstros brutais e sem alma. Talvez isso seja por causa dos massacres que os cristãos sofriam dos vikings na Europa, enfim...fazendo isso, retirou do homem a sua virilidade e sua identidade com alguma coisa, e substituiu esta por um altruísmo irracional e crença no merecimento de um paraíso eterno por viver de forma emasculada, e sem brio. Nietzsche acusa muito sabiamente  esses doutrinadores e donos "da moral e da virtude" de serem odiadores da vida. Sua doutrina é a doutrina da morte, de adorar a morte. Hoje eu percebo que isso soa como loucura. Vai totalmente ao oposto do que é ser homem. Homem ama a vida e a virilidade que nada mais é do que sacrifício, ação, coragem, empenho, força, destreza. Fora que é uma ode a fraqueza, para proliferação dos piores da nossa espécie, mas isso fica para um próximo post.

E fora que como vc observou, a igreja católica (e não somente ela) possui muita história mal contada, cópia de rituais antigos, etc,etc.

Esperar pela "providência" e se sentir tão "especial" já não faz sentido para mim.

Sobre a troca dos termos eu não concordo, mas entendi o pq de vc sugerir isso.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#19
Up. Texto extremamente viril e motivador. Boa leitura.
"É o saldão das balzacas"  Minerin 
Responda-o
#20
tava precisando ler isto

obrigado
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)