Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
E precisava de pesquisa?
#81
(24-02-2019, 08:45 PM)Awaken Escreveu: O mais engraçado é ver o povo que agora por causa de Bolsonaro começa a cagar regra de como as pessoas devem se comportar.

Achei que o povo de esquerda era mais liberal.

Pode ser que tenha se tornado mais intenso esse comportamento cagador de regra, mais ele já vem crescendo a muito tempo, no ultimo carnaval que eu tive a infeliz ideia de ir (NUNCA MAIS!), já tinha esse papo de não é não, eu estava aqui no rio em um bloco que toca rock, aquela porcaria virou um pandemônio de politicamente correto, eu fiquei super irritado com os caras falando o tempo inteiro de política, era a campanha do Ele Não, era a campanha do Não é Não, e começou esse inferno, a quantidade de uso de drogas subiu exponencialmente em relação a outras edições do evento e por fim eu quase fui vitima de um golpe, jogaram aquele gás que te apaga eu fiquei tonto e quase fui assaltado por um trio de bolivianos que vendem coisas aqui pelo Rio de Janeiro, os caras estavam com roupa social no meio de um bloco de carnaval, vai vendo.

Consegui me desvencilhar do assalto, minha sorte é que eu já não bebia mais nessa época, senão teria apagado, teve pedido de casamento entre lésbicas, enfim, aquilo ali para mim foi o fim do carnaval, fui a contragosto, mais depois de tanta merda não volto mais, quem pode ir para o meio do mato que vá, quem pode viajar que saia desse inferno, para mim carnaval acabou, a turma da lacração deixa tudo mais sem graça, mais burocrático, chato e o pior para mim é que quem paga esse inferninho todo somos nós como pagadores de impostos, detalhe, uma das coisas que os caras estavam reclamando no palco era corte de verbas para carnaval (que coisa nobre), sobre venezuela, corrupção, petrolão e etc. Absolutamente nenhuma palavra, sinceramente, falar e política no carnaval esquerdando, não tem condições.

Outra coisa que me faz ficar longe de Carnaval é o fato de que mesmo nos blocos que tocam "rock", não é rock mesmo, não pode ter roda de pongo, não pode pular, não existe essa de pular no mosh, não tem agressividade e a energia pesada de extravasar a raiva que tem no rock, parece que a esquerda culturalmente falando é uma espécie de Rei Midas da pau-molecência, tudo fica afeminado e com cara de Bossa Nova, então, como não curto calmaria não vou mais, e o pior de tudo é o seguinte, a mulherada gostosa mesmo que frequentava o bloco depois da favelização, politização excessiva, e toda essa merda saiu fora e foram para outras praias, ou seja, só sobraram as barangas naquela merda, fim de papo.
Spoiler Revelar
“A verdade é clara como água de rocha, como liquor de quem não tem meningite séptica.”

"Sou um homem normal, que come, gosta de mulher e usa o vaso sanitário."

"Sua excelência, já discuti com ele certa feita ao vivo, não tem o mínimo de arrumação intracromossomial específica para dirigir o país."

"Não adianta termos ilusões: o mundo é assim, os países não se relacionam por amizade, é por interesse. Vamos ser realistas, vamos emergir da infância."

"Não sou doce, sou amargo."

Enéas Carneiro

Responda-o
#82
(27-02-2019, 11:35 AM)Ares Escreveu: [...] parece que a esquerda culturalmente falando é uma espécie de Rei Midas da pau-molecência, tudo fica afeminado e com cara de Bossa Nova [...]

Aha ha ha ha ha.

O rock é uma expressão musical inerentemente agressiva, bem mais masculina que a maioria dos outros estilos e que historicamente foi amplamente usada como uma ferramenta contracultural e anti status-quo, então é natural que ideologias e pensamentos de esquerda que são o status-quo cultural no momento, e que repudiam ao mesmo tempo que visam coibir e podar coisas como masculinidade, individualidade, pensamento crítico e agressividade desde que não seja a dos seus próprios seguidores, iriam inevitavelmente desfigurar o rock e torná-lo manso e submisso ao status-quo, ou seja, fazê-lo deixar de ser rock.
Responda-o
#83
@Ares @Cometa

Quem analisa este aspecto na mesma forma é o Lobão, penso o mesmo também!

Já fiz a burrada de sair em um 'bloco alternativo' destes no carnaval, pensei que ia ver altas gostosinhas, mas foi uma bela bosta.
Responda-o
#84
O carnaval é o ápice da decadência moral de ambos os sexos.E o cenário está pior ainda com essas campanhas sem sentido algum - ideias que não ficam  só no carnaval,vão para as empresas,órgãos públicos e relacionamentos.O pior de de tudo mesmo é que quem deseja casar um dia e formar família dificilmente achará alguém condizente para isso.
Responda-o
#85
Quanta paranoia...

Se a mulher é da igreja não presta, faculdade não presta, na balada não presta, no carnaval não presta. Sinceramente, você descolam mulheres onde? (Se é que pegam alguém) Digam-me aí.
Responda-o
#86
(27-02-2019, 04:21 PM)Duck Escreveu: Quanta paranoia...

Se a mulher é da igreja não presta, faculdade não presta, na balada não presta, no carnaval não presta. Sinceramente, você descolam mulheres onde? (Se é que pegam alguém) Digam-me aí.

Vai toma no seu cú Feminazi, a Real dói no útero fique aí bugando na interpretação seu estrume. Mulher que presta é raridade e essa é a regra vigente.


[Image: 500x500.jpg]
Responda-o
#87
Duck é menina adm
- A verdadeira liberdade está no domínio absoluto de si mesmo (Montaigne).





Responda-o
#88
Será que vão deixar de foliar pra 'natflixiar'?


Responda-o
#89
(27-02-2019, 12:39 PM)Fernando_R1 Escreveu: @Ares @Cometa

Quem analisa este aspecto na mesma forma é o Lobão, penso o mesmo também!

Já fiz a burrada de sair em um 'bloco alternativo' destes no carnaval, pensei que ia ver altas gostosinhas, mas foi uma bela bosta.

Bloco alternativo? Nunca tive esse desprazer mas tenho uma vaga ideia de como pode ter sido sua experiência pois certa vez fui em um bar 'alternativo' por convite de colegas e detestei. O ambiente estava completamente enfumaçado, cheiro pungente de maconha pra todo lado, bebida ruim e reggae ao vivo. Me senti um completo peixe fora d'água e por bons motivos, ali não era meu lugar e todos eles podiam ver isso claramente, a começar pelo fato de eu ser o único que não tinha o cabelo em dread ou algum outro corte ou penteado 'alternativo', não estava trajado de forma semelhante a um morador de rua e não tinha piercings ou tatuagens.
Não acho que nesses tipos de lugares só vai gente que não presta, até porque os colegas que me chamaram pra ir lá eram caras que foram muito bacanas comigo e não pareciam ser completos perdedores, mas definitivamente não é o tipo de lugar onde uma pessoa com a minha personalidade, opiniões e gostos se sente confortável e sequer é bem-vinda, é um lugar pra uma determinada tribo da qual eu não faço parte e me orgulho muito desse fato.
Responda-o
#90
Carnaval confere ao Brasil o selo país oficial da putaria.

Carnaval é a época do ano em que se vê cú ao vivo na TV

[Image: 1488026435769.gif]
A realidade nua e crua.

** Acessando o fórum nos finais de semana.
Responda-o
#91
(27-02-2019, 10:23 PM)Tarantino Escreveu: Carnaval confere ao Brasil o selo país oficial da putaria.

Carnaval é a época do ano em que se vê cú ao vivo na TV

[Image: 1488026435769.gif]

Esses dias, a nobre dama do cu verde estava no G1 se dizendo "traumatizada" até hoje depois de exibir o olho de thundera folote na TV.

Eu ri.
Responda-o
#92
Traumatizada... A mulher não tem nem as pregas do cú mais e vem falar que tá com vergonha...
A realidade nua e crua.

** Acessando o fórum nos finais de semana.
Responda-o
#93
3 amigas lucrando em cima de centenas de foliãs, usando o bairrismo:

https://www.jornaldocomercio.com/_conteu...gocio.html
Responda-o
#94
Faz muito sentido!

Foliões são mercadoria para quem assiste o carnaval de camarote, diz pesquisadora

https://marcozero.org/folioes-sao-mercad...quisadora/
Responda-o
#95
(28-02-2019, 08:34 PM)Hombre de hielo Escreveu: 3 amigas lucrando em cima de centenas de foliãs, usando o bairrismo:

https://www.jornaldocomercio.com/_conteu...gocio.html

A camiseta do bloco vvv

Spoiler Revelar
[Image: mgr220219bloco_gauchas027-8635203.jpg]

Se elas soubessem porque 1º mundista 'gosta' das brasileiras e se elas dissessem do porquê estarem confeccionando vestimentas em inglês, confeccionariam a camisa com esta frase: '1st world renegade, get me out of the middle class BR.'

Gargalhada Gargalhada Gargalhada

Li alguns usuários do fórum do Roosh dizendo que as ricas daqui (bairros nobres do Rio) não gostam de gringos... faz sentido, elas não vão deixar de serem rainhas aqui pra ser mais uma num país de '1º mundo'. A questão não é de não gostar e sim de não precisar!

Yaoming
Responda-o
#96
O carnaval é lucrativo para quem vende sexo e droga. Já para o país, parte do dinheiro do seu imposto será para pagar
coquetel para aidéticos que desprezam a moral e os bons valores, bolsa família para pessoas desestruturadas, gari para limpar
uma sujeira desnecessária, remédios serão gastos desnecessariamente com pessoas que abusaram da bebida.
Há o fato de que futuros homicidas e latrocidas são concebidos na época do carnaval, aumentando o número de peso morto neste país.
Essa ajuda que o governo parasita destina a esse peso morto garantirá o desenvolvimento de futuros marginais que sugarão da cadeia 
ainda mais dinheiro do imposto que o cidadão trabalhador paga (em nome do direito dos mano).

Graças a Deus vivo longe da cidade, longe do caos e da servidão.
Responda-o
#97
Mais um carnaval da melhor forma.

De dia praia com corrida, sombra de boxe e exercícios físicos.

A noite roupas feitas no alfaiate e comer qualquer mulher que esteja de passagem pela cidade.

Bloquinhos? Jamais. Boates, restaurantes e clube de cavalheiros? Certamente.

Você pode ser o otário que passa o dia todo atrás de um bloco ou o malandro que a noite come alguém.

Viva a hipergamia feminina.

Vivemos na melhor janela da história.
Responda-o
#98
Tópico clássico de começo de fevereiro.

[Image: maxresdefault.jpg]
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#99
As pessoas com mais de 25 anos não se mancam, indo pra esses Carnaval de rua.
Responda-o
O melhor momento para se conhecer mulheres é o PÓS CARNAVAL  Gargalhada  ta chegando o Inverno data para ficar juntinho, tomar aquele chocalate quentinho, fazer um founde, tomar um vinho....dormir de conchinha agarradinho.



Nos primeiros 2 meses o risco é grande, elas se entopem com porra de desconhecidos e muitas esquecem de tomar a pilula de repente estão gravidinhas.... 

Algumas não sabem, outras desconfiam mas enfim aí vão para cima de algum otário para  incidirem no famoso : ME COMEU TOMA QUE O FILHO É SEU !!! 

E ainda tem aquelas que ficam com DST, enrolam para dar para o cara durante 30 a 60 dias , é o famoso cú doce pós carnaval.

1- Estamos indo muito rápido não acha.

2- Estou pensando e me guardando.

3- Eu não sei o que quero ainda....

.... 99-......

Enquanto isso é o antibiotico, solda cauterizadora epidermica e emplasto de pomada na buceta. E o sujeito só esperando a moça de bem se decidir... Heart

É o SHOW DAS PODEROSAS para os CUCKOLDS...



Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)