Avaliação do Tópico:
  • 2 Voto(s) - 4 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[REFLEXÃO] A vida acontece é fora da internet paspalho!
#1
A vida acontece é fora da internet paspalho! 


Escrevo esse texto para você que tem passado os dias conectado em Facebook, fórum, Ask, Whatsapp, Skype, PS3, X-Box, Xvideos, RedTube, etc..


Saia dessa armadilha enquanto é tempo, e o mais rápido que puder.


Não entre na ilusão de viver uma vida virtual, com amigos virtuais, namoros virtuais, discussões virtuais , militancia virtual, luta política virtual, etc, etc, e por aí vai.


Você só irá se desenvolver de verdade quando sair da fantasia e cair de cabeça no mundo real. A teoria só vai até certo ponto, depois só a prática resolverá o problema.


Grande parte da comunicação humana não é feita pela escrita!


Você só irá desenvolver habilidades sociais e aumentar sua empatia com contato humano real e intenço. Seu corpo e mente evoluíram para integarir socialmente olho no olho. Notando sutis diferenças no tom de voz dos outros, na entonação, nas expressões faciais e postura corporal.


Mulher e Sexo:


E a coisa piora quando se entra no campo de relacionamentos amorosos e sexuais...aí que você será massacrado, caso fique em isolamento social por ter a maior parte da intereação de lazer com as outras pessoas pelo mundo virtual. ( mesmo aqueles que já tem alguma experiência nesse campo irão sentir falta da prática, vão se sentir “enferrujados” na hora da interação)


A pior coisa que pode acontecer, é depois de longo tempo isolado no “mundo virtual” de repente você se ver em uma festa ou encontro de amigos. E aparecer uma mulher que lhe interesse e que não repeliu sua presença...e você por estar enferrujado ficar todo travadão sem conseguir relaxar e ser agradável para despertar valor/destaque pessoal. Você com certeza passará uma imagem ruim de sí mesmo perdendo uma boa oportunidade.


Trabalho e Amigos:


Isso também lhe prejudicará no ambiente de trabalho. Pois na hora de interagir com seus colegas e chefes, é bem capaz de ficar caladão no canto enquanto todos riem e brincam ganhando pontos sociais. E o pior de tudo é que por passar muito tempo no virtual falando sempre nos mesmo grupos e com os mesmos assuntos...vai ficar sendo o cara do “samba de uma nota só”, o mala que sempre fala da mesma coisa( mesmo tema político, social, religioso ou filosófico). Vai ser o cara chato e repetitivo, que mesmo estando certo e os outros concordarem; não sai daquele mesmo assunto sempre...


Amigos em pouco tempo você terá cada vez menos, e não adianta querer culpar o “mundo moderno sem valores” ou que “só tem idiotas hoje me dia, sobram poucos para ser amigo”...Isso é desculpa de gente que já desistiu de conviver em sociedade. E fica se refugiando na sua Caverna Virtual, onde se sente seguro. Puro medo de viver.




A Convivência Social precisa ser praticada diariamente para ser bem desenvolvida. Como os músculos e o cérebro, as suas emoções também precisam ser exercitadas para serem fortes e saudáveis. 


Portanto, SAIA DA PORRA DA INTERNET e vá praticar socialização o máximo que puder! Você verá que o real é muito mais saboroso que o virtual, não importa se você se der bem ou não...o gosto é sempre muito melhor, e já vale o esforço.


 
Wake up Neo... Follow the white rabbit. 

https://ask.fm/Groo_Real
Responda-o
#2
(20-06-2015, 12:00 AM)Groo Escreveu: A Convivência Social precisa ser praticada diariamente para ser bem desenvolvida. Como os músculos e o cérebro, as suas emoções também precisam ser exercitadas para serem fortes e saudáveis. 

 

Esta parte foi a chave de ouro do texto - que já e excelente.

Enquanto as pessoas não perceberem que a mente e algumas habilidades (como a desenvoltura social) devem ser exercitadas como os músculos, vai adiantar de nada. Cara acha que falar gracinha e fazer todo mundo rir é sinal de desenvoltura social, ledo engano. Desenvoltura social é você sair vantajosamente e com uma excelente imagem de qualquer ambiente que você esteja convivendo, o que é um desafio.

Esta é a diferença de um homem com ambição e um moleque querendo ser o destaquezinho da roda de amigos.
'A Real me deu muito e eu estou pagando de volta.'
Meu Ask

"Ajudou muito a construção deste fórum,membro de honra" 


General Ragnarok.

Responda-o
#3
Eu trabalho diretamente com a internet, quando não estou mexendo com a internet estou criando algo pra colocar nela.

Quando eu chego em casa eu to tão enjoado de ver internet que eu nem entro.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#4
(20-06-2015, 09:01 AM)Awaken Escreveu: Eu trabalho diretamente com a internet, quando não estou mexendo com a internet estou criando algo pra colocar nela.

Quando eu chego em casa eu to tão enjoado de ver internet que eu nem entro.

Somos 2, kkkkk
'A Real me deu muito e eu estou pagando de volta.'
Meu Ask

"Ajudou muito a construção deste fórum,membro de honra" 


General Ragnarok.

Responda-o
#5
(20-06-2015, 08:35 AM)Azoth Escreveu: Esta parte foi a chave de ouro do texto - que já e excelente.

Obrigado Azoth.

E caso alguém não tenha entendido o sentido do texto; não falei para parar de usar internet! Disse para começar a dosar o tempo(e importância) que você passa nisso. E passar a dar prioridade total ao Contato Pessoal com as pessoas.

Conheço gente que chega em casa e já se tranca no quarto na frente do computador, e mal falam até com a propria família. Não encontram mais os amigos para bater um papo, não tentam arrumar namorada e nem tentam conhecer gente nova no mundo real.

Sem perceber levaram suas vidas totalmente para o virtual...estão trocando suas almas por bytes fictícios... e isso vai lhes cobrar um alto preço socialmente mais cedo ou mais tarde!

Vlw!
Wake up Neo... Follow the white rabbit. 

https://ask.fm/Groo_Real
Responda-o
#6
E a tendência é piorar, confrade. Incrível como as pessoas estão viciadas.

No meu estágio, trabalho em uma sala com mais 4 pessoas, em uma mesa do tipo ilha, e deixei meu telefone em cima da mesa. A cada vibrada, seja por email ou até o whatsapp, que fazia o barulho na mesa, não teve um que não foi conferir se não era o seu. Acabei tirando de cima da mesa porque começou a me irritar. Já não sabem mais separar horários.

Só não me preocupo com isso porque eu sei como é e me controlo, e quanto aos outros, desde que não me afetem, meus sinceros pêsames.
[...]
Responda-o
#7
Verdade seja dita, este tópico nos alerta pra este descuido que na maioria das vezes faz com que muitos de nós esqueçamos que a vida nao se resume só no mundo virtual . No mais muitos se esquecem que a vida nos tem muito a oferecer fora deste mundo quase ilusorio.
O que penso a respeito deste assunto é o seguinte; Na verdade o que mais preocupa é o fato do uso excessivo desta ferramenta fabulosa que é a internet. Lembrando que tudo em excesso é ruim, minha opiniao é que tudo ha de ser dosado. Na utilizaçao destas ferramentas há de se ter atençoes especiais para com as crianças e adolescentes no uso indiscriminado. Considerando ainda que isto pode ser prejudicial no desenvolvimento pessoal ou ate mesmo em alguns campos profissionais e sociais. É preciso se relacionar com pessoas no corpo a corpo. É justamente no convivio com outras  pessoas que o ser humano consegue desenvolver sua habilidade de comunicaçao, a capacidade de ler nos rostos, enfim aprender mais sobre as reaçoes humanas. Se os mais novos ficam tempo demais na internet, eles vao perder estas capacidades psicosociais. E finalizando, até comunidades virtuais como fecebosta, instagran entre outros, precisam ser  usadas com cuidado, pois estimulam os mais novos a desenvolver uma personalidade ficticia.
Responda-o
#8
Para quem não consegue largar e perde horas com internet, deixo a sugestão de cancelar o perfil no facebook.

Foi uma das melhores coisas q eu já fiz.
Bode velho gosta de Capim Novo.
Responda-o
#9
Enquanto isso...

O feminismo nunca esteve tão forte na internet, diz levantamento que o coletivo Think Olga divulga nesta sexta (18). O pico de mensagens sobre o assunto foi em outubro, com 252 mil menções nas redes sociais ao tema da redação do Enem e ao movimento #PrimeiroAssédio. A palavra "feminismo" teve crescimento de 86% nas buscas.
Responda-o
#10
Eu tenho um sobrinho de 18 anos que mora com os meus pais, ele passa o dia dentro do quarto na frente do computador, só saí de la pra  ir no banheiro, eu fico de cara porque com a idade dele eu já tinha feito tanta coisa da vida, trabalhava, curtia, brigava na rua, namorava, dirigia, ficava bêbado, jogava bola, viajava com os amigos, não parava em casa nem pra comer. 

Aí  chego na casa dos meus pais   e me deparo com um  retardado mental que não consegue nem dar um bom dia para as visitas olhando no olho,  fala com a gente de cabeça baixa, desconfiado,  com vergonha dos próprios parentes, não consegue desenvolver uma conversa sadia nem com  primos da mesma idade, quem dirá ir a uma entrevista de emprego, fazer amizades, chegar em alguma piranha por aí, parece que cada dia ele esta mais isolado do mundo, nem estudar o FDP estuda, acho que um tetraplégico tem a vida mais ativa que aquele moleque, é triste mas fazer o que? 

Quando a ficha cair será tarde de mais, perceber que desperdiçou uma das melhores fases da vida vivendo uma mentira chamada Internet.
Responda-o
#11
É o que eu sempre digo, nada como a emoção da vida real!
Tenho pena dessas gerações futuras, nunca saberão o que é realmente aproveitar a infância adolescência de verdade.Hoje em dia quando vejo um garoto andando de bicicleta, jogando bola, soltando pipa, aprontando na rua, me dá uma sensação tão boa, uma nostalgia e felicidade em saber que ao menos alguns ainda se salvam de toda a tecnologia atual.
"O homem que não atravessa o inferno de suas paixões também não as supera. Elas se mudam para a casa vizinha e poderão atear o fogo que atingirá sua casa sem que ele perceba. Se abandonarmos, deixarmos de lado, e de algum modo esquecermo-nos excessivamente de algo, corremos o risco de vê-lo reaparecer com uma violência redobrada."
Carl Jung
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)