Avaliação do Tópico:
  • 2 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A banalização de um diploma universitário
#41
(05-04-2017, 09:26 AM)Roland Escreveu: Tenho acompanhado alguns grupos de universitários do Direito, e vejo coisas incríveis. Arrogância ao extremo, nariz empinado por estarem "fazendo Direito hoje para fazer justiça amanhã", e aquela pompa de quem sabe de tudo.

Pobres diabos.

Alguns são tão vagabundos que pedem respostas de trabalhos 4, 5 vezes por dia. Eu só faço essas coisas depois que o dinheiro cai na minha conta.

Matérias escrotas como filosofia, história do Direito, teoria geral disso, teoria geral daquilo, são apenas formas de arrancar tempo e grana desses infelizes, que acham que estão aprendendo alguma coisa, enquanto os professores fingem que ensinam. Estes, aliás, estão pouco se fodendo; jogam uma perguntinha mal feita e o aluno que se vire a pesquisar. No fim de semana peguei um problema elaborado por um professor de processo penal e dei risada de tão mal feito que era.

O estelionato universitário é uma realidade.

Mais engraçado foi ver, desde segunda após o Exame de Ordem, uma pá de "doutores" pedindo indicações de cursos para a segunda fase da prova. Mais uma forma de tirar vantagem dos babacas. Oras, estudei quase 5 anos e passei sem cursinho nenhum, apenas fiz o que a maioria desses caras não quer fazer: sentar a bunda na cadeira e ler.

As pessoas querem tudo na facilidade. Desde o universitário que copia respostas do Google, até o cliente que me procura querendo simplesmente ganhar "seus direitos", sem sequer perguntar quanto eu cobro. É o velho interesse, senhores. Há exceções, sempre há, mas a regra está aí.

Universidade nem passa perto deste último conceito dado pelo Teophilo. É só mais uma oficina de diplomados, despejando doutores e doutoras todos os semestres. E a vida segue.
Fiz essa merda de curso de Direito e digo a todos que querem fazer para se dar bem na vida que repensem. Fiz na UFMG, considerada uma das melhores do Brasil em Direito e o curso foi um lixo. 90% dos professores era picareta. Tinha um que corrigia as provas na sala de aula logo quando o aluno entregava a prova e o critério de correção era um só: mulher gostosa era total e homem e mulher feia, a mão pesava. Suei pra passar com 60 e poucos, estudando pra caralho, enquanto as putinhas da sala que não sabiam absolutamente nada passaram com 100.
O mercado ficou tão saturado de advogados hoje, que se vcs balançarem a árvore de frente de onde estão, caem uns 5 advogados... Se pretendem advogar, tem que cobrar preços ridículos pq se o cliente achar caro, na esquina ele acha outro mais barato. Se for prestar concurso, dá uns mil por vaga. Fora isso, a velocidade de mudança da legislação brasileira é de deixar qq um louco. Vc estuda uma matéria qualquer do direito e, seis meses depois, já mudou tudo. Vc já forma desatualizado. Se vai estudar para juiz ou promotor, precisa preparar durante alguns anos. Aí, o que estudou há um ano ou mais tem q ser reestudado pq já foi alterado. Haja saco pra isso.
Responda-o
#42
(05-04-2017, 09:26 AM)Roland Escreveu: Matérias escrotas como filosofia, história do Direito, teoria geral disso, teoria geral daquilo, são apenas formas de arrancar tempo e grana desses infelizes, que acham que estão aprendendo alguma coisa, enquanto os professores fingem que ensinam. Estes, aliás, estão pouco se fodendo; jogam uma perguntinha mal feita e o aluno que se vire a pesquisar. No fim de semana peguei um problema elaborado por um professor de processo penal e dei risada de tão mal feito que era.

O estelionato universitário é uma realidade.


Isso vale para os cursos de exatas também, que aliás nem passam perto de exatas de verdade.

A matéria chama-se Fundamentos de Cálculo. Esse "fundamentos" significa que Cálculo real não passa nem perto e nem longe disso. É uma matemática mais básica que a da sétima série, porém perfumada pra parecer que é algo.

Eles empanturram cursos de "exatas" com matérias humanísticas como, administração da pqp, teoria geral do escambaú, filosofia de blá blá blá... fingem que estão ensinando e os infelizes acham que estão aprendendo algo.


Vou usar a sua análise do caso: estelionato;
Responda-o
#43
Chegamos no fim da linha.

Fundamentos é para nivelar os cabeças de bagre e diminuir a reprovação, pois chegam sem saber somar ou dividir números com vírgula. Até acho válido essa disciplina mas teria que se a parte da grade e não matéria obrigatória.

No meu curso(engenharia) a partir de 2015 foi OBRIGATÓRIO a inclusão de matérias como Direito Humanos, Diversidade Cultura, Ambiente Sociedade e Gestão... caso contrário o MEC não iria reconhecer.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#44
Imagina administração...teoria geral ,fundamentos,filosofia ,não sei o que contemporaneo,professores que mal sabem explicar...um colega fez adm e me disse que saiu sem saber nada,vc aprende lendo na internet .
Responda-o
#45
Perder no minimo 4 anos da sua juventude indo assistir aulas teoricas ruins pra no fim nao aprender nada e ter um diploma que nao vale nada num mercado hiper saturado onde o que vale e experiencia e quem indica.

Pq as pessoas ainda caem nessa armadilha de faculdade? Basicamente hj em dia so vale a pena fazer medicina pois o emprego e garantido junto com uma vida de classe media alta, os outros cursos e basicamente jogar dados...
Responda-o
#46
Ate conheço aqui no Rio uma faculdade mais tradicional com curso de administração que não tem essas materias teoricas que são mais focados a empresa mesmo,o problema que é um curso já saturado,amplo que vc precisa seguir um caminho após graduação,se não se perde,um aluno de ensino medio como já disseram ai,bem treinado se torna um auxiliar administrativo,qualquer um pode fazer isso,não precisa formação para fazer rotinas administrativas.Na internet vc aprende tranquilo essas materiais de administração,qualquer um entende.
Responda-o
#47
Estava pensando esses dias em fazer um Tecnólogo em Comércio Exterior a distância,porém tenho que analisar muito bem.Já fiz um Curso em que não consegui colocação por falta de mercado,mesmo existindo várias áreas de atuação .Uma turma de 40 pessoas pessoas,somente 2 garotas conseguiram emprego na área,mesmo lendo em apresentações e trabalho por todo o curso.Curso tradicional não me atrai,muitos estão absurdamente saturados.
Responda-o
#48
(06-04-2017, 02:17 AM)Viking Escreveu: Estava pensando esses dias em fazer um Tecnólogo em Comércio Exterior a distância,porém tenho que analisar muito bem.Já fiz um Curso em que não consegui colocação por falta de mercado,mesmo existindo várias áreas de atuação .Uma turma de 40 pessoas pessoas,somente 2 garotas conseguiram emprego na área,mesmo lendo em apresentações e trabalho por todo o curso.Curso tradicional não me atrai,muitos estão absurdamente saturados.
Vc se esqueceu de mencionar que estas tiveram que passar por mais um teste, o teste do sofazinho. Meu irmao se formou nesta porra de curso e nunca conseguiu emprego e ele tambem já relatou que só mulheres sã contratadas. E ai vc já sabe, o sofa já fica dentro daquela salinha de selecoes, só aguardando a mais gostosa pra ocupar aquela vaga.


Responda-o
#49
O mais legal é cursar 5 anos de Direito, no mínimo, e saber que aqui fora as melhores chances são com concursos.

Não está no gibi o número de salafrários que iludem os desesperados que querem um cargo público. Cursinhos, videoaulas, apostilas e o escambau, tudo para garantir que o sujeito passa. O estelionato vai muito além das faculdades, são todos vendedores baratos.

Ora, temos até sushi aula de Direito!

[Image: 17438577_1453175418061173_19736573364592...MQ%3D%3D.2]

Calhordas.

A propósito, vou ali estudar pro meu concurso.

PS: interessante coluna do Lênio Streck, de hoje, aborda o assunto. A quem interessar: http://www.conjur.com.br/2017-abr-06/sen...spedacados

Não puxo a sardinha pra ele sempre, mas hoje ele me representou.
"Primeiro vêm os sorrisos, depois as mentiras; por último, o tiroteio" - Roland de Gilead
Responda-o
#50
- Eu tenho um amigo que é dono de 2 empresas e fez o curso de ADM em uma pública aqui do PR. Um dia eu perguntei se o que ensinaram lá, ajuda/ajudou no trabalho dele de administrar as empresas. Ele disse que a única coisa que serviu um pouco foi a parte financeira e de cálculos que ajudou na prática mesmo. O resto (3 anos) foi pura encheção de linguiça e perda de tempo. Ele aprendeu infinitamente mais sobre como administrar empresas com o pai (que logicamente não é formado em nada) do que com os professores dotô com phD na alemanha e EUA da universidade. Muitas coisas que eram ensinadas lá, eram exatamente o oposto na vida real, inclusive;

- Um amigo publicitário, dono de agência me disse que o curso de publicidade não serviu de nada. Ele poderia fazer exatamente a mesma coisa que faz hj, sem o curso. Palavras dele. A única coisa pra que serve mesmo é para ostentar o diploma, porém na área dele, isso também nem é muito necessário;

- Alguns amigos dentistas recém formados me contaram da dificuldade de encontrar emprego que pegue decentemente bem nessa profissão (lembrando que moro no interior).

- Um amigo fisioterapeuta que tinha uma clínica, teve que fechar por falta de clientes, e dificuldade de pagar todos os tributos. Fez concurso público. Fora um outro recém formado que não encontra trabalho de jeito nenhum.

- Uma conhecida minha, engenheira, (casada com um médico que disse pra mim que eu não tinha nada no dia que eu rompi em tendão da perna) paga para terceiros para fazer os projetos para ela. Como sei disso? O pai de um amigo meu é engenheiro e ela procurou ele para fazer uns projetos e ajudar nuns cálculos que ela não sabe fazer; O pai de um outro amigo era secretário de urbanismo e estava com um problema numa construção aqui da cidade. Ele pediu pro engenheiro dar um jeito. Passou 1, 2, 3 meses, obra pra cá, obra pra lá, e quebra e faz de novo e etc, e o cara não resolveu o problema. Piorou bem no fim. Acabou que esse pai do meu amigo (formado em outra coisa absolutamente nada haver com engenharia) e mais um outro cara, que tem no máximo a 4º série e era secretário de obras, pegaram uns 3, 4 pião, uns carrinhos de mão, pá, marreta, picareta e foram lá ELES MESMOS arrumar a obra em dois dias. Nunca mais deu problema. Parece piada, mas é a mais pura verdade. Até a engenharia está perdida. Os caras não conseguem arrumar um obra simples, como vão fazer pontes, túneis e coisas complexas? Esperem por muitas tragédias envolvendo erros no projeto no futuro

- Analisando os alunos da universidade tecnológica federal daqui que eu conheço, estamos perdidos MESMO!. Os das particulares eu nem preciso falar nada.

- Uma estagiária que está indo lá na minha academia, (quase formada) não sabe ensinar os alunos a fazer um agachamento minimamente descente. Uma aluna, quase no final também, me pediu para fazer uma periodização, pq ela não tem a mínima ideia de como fazer.

- Um amigo meu advogado, diz que até consegue trabalho, pega umas causas e etc. O problema é que o pessoal não paga. Quando vão finalmente acertar os honorários, querem pagar no "brique".(pra quem não sabe, "brique" é uma espécie de escambo. esses dias ele me contou que uma causa que ele ganhou pra uma senhora aqui, ela queria pagar ele com uma geladeira e umas galinhas. isso é comum no PR)
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#51
(06-04-2017, 08:28 AM)Gângster Escreveu:
(06-04-2017, 02:17 AM)Viking Escreveu: Estava pensando esses dias em fazer um Tecnólogo em Comércio Exterior a distância,porém tenho que analisar muito bem.Já fiz um Curso em que não consegui colocação por falta de mercado,mesmo existindo várias áreas de atuação .Uma turma de 40 pessoas pessoas,somente 2 garotas conseguiram emprego na área,mesmo lendo em apresentações e trabalho por todo o curso.Curso tradicional não me atrai,muitos estão absurdamente saturados.
Vc se esqueceu de mencionar que estas tiveram que passar por mais um teste, o teste do sofazinho. Meu irmao se formou nesta porra de curso e nunca conseguiu emprego e ele tambem já relatou que só mulheres sã contratadas. E ai vc já sabe, o sofa já fica dentro daquela salinha de selecoes, só aguardando a mais gostosa pra ocupar aquela vaga.

O curso que não obtive colocação foi segurança do trabalho,passei 1 e meio com pessoal da turma,então da pra saber quem tem condições de exercer a função.Eu creio que teve um belo QI nesses 2 casos.
Responda-o
#52
O Jean Willys é professor e deputado. Creio que o diploma dele foi comprado do mendigo da Feira do Rolo da madrugada, que acontece a partir das 0h na minha cidade. Se um esquerdista tem diploma, então é manifesto que diploma e papel higiênico estão no mesmo nível no Brasil.

BANDIDOS tem ensino superior em criminologia, te matar e enterrar na fossa suja do corguinho da Madrugada, perto do matagal da Cidade Tiradentes, próximo á visão do Inferno. Eles tem licença para matar e sem burocracia.

PARA LIMPAR A BUNDA SUJA tem que ter autorização do estado. Um diploma de LIMPADOR DE BUNDA. Se não, poderá ser impedido pela burrocracia do MEC.

[Image: 300px-Diploma_povo_brasil.jpg]
Responda-o
#53
Em 2006 meu pai me disse que trabalhou com engenheiros bem desqualificados, os caras eram incompetentes e não sabiam ler uma maquete ou um projeto de construção. Isso em 2006, imagina nos dias de hoje, a situação deve estar bem pior.
Chaotic Mind - Benji Chasin
Responda-o
#54
Para mim é o seguinte: qualquer qualificação que você tenha, não é, e nunca será garantia de nada. 

O que muitos querem não é ser "engenheiro", "médico", "advogado", "dentista", etc., mas sim a tal da vida ganha. Querem sair da faculdade e verem um empregador se ajoelhando aos pés deles clamando: "Por favor, seja o meu funcionário, você é muito especial... vou te pagar só R$ 10.000 por mês!".

Quem de vocês, se fosse empregador, pagaria para alguém recém-formado em administração de empresas administrar a sua empresa? Quem pagaria R$ 4.000,00 de piso-salarial para um engenheiro ambiental? EU NÃO!

Todo empresário contrata esperando que o funcionário, ao menos, não dê mais prejuízos a ele além dos custos da CLT. Porém, de quem ele vai esperar isso? Do jovem que pega atestado para faltar ao serviço ou do jovem universitário que pega atestado médico para fazer a prova em outro dia? 

Tudo no Brasil está banalizado. Não existe vida ganha nem na máquina pública. Quem aqui tem culhões para afirmar que o Brasil não vai quebrar em uma ou duas décadas? Tá todo mundo com o cu na mão.

O que eu digo é: se forem fazer algum curso superior, faça para ser o patrão e não o empregado. Trabalhe por isso, a qualquer tempo... antes de entrar na faculdade, durante o curso e, finalmente, depois. 
Em tudo dai graças.

Responda-o
#55
Li a maioria dos comentários  e digo o seguinte: conhecimento é poder, se você obtém um certo conhecimento e não usa tanto para o seu deleite, quanto para o bem-estar daqueles que estão a sua volta, sinto lhe informar, mas, você fracassou duas vezes na mesma vida. 

A maioria dos comentários mostrou a características dos universitários: gente arredia e desinteressada, sem motivação e algo que valha  a pena se inspirar para ser bem sucedido. 

O que é muito diferente do que discutimos nesse fórum, a exemplo do tópico em que discutimos nossa evolução e desenvolvimento pessoal e profissional. 

Entrar numa universidade focando o diploma de ensino superior e sair com diploma de ensino médio é perda de tempo e dinheiro.
Responda-o
#56
Quantos milhares de bachareis em direito e administraçao se formam no Brasil a cada semestre?

Quantos realmente irão trabalhar na sua área na iniciativa privada?

Resposta: se foderam, kkkkkkkkk. Ainda mais se pagaram faculdade privada
Responda-o
#57
Muitos bacharéis em Direito tem receio em advogar na área de penal, gostaria de saber a razão.
Responda-o
#58
(06-04-2017, 11:07 PM)Sociólogo Escreveu: Muitos bacharéis em Direito tem receio em advogar na área de penal, gostaria de saber a razão.

Veja quantos penalistas sao mortos todo ano no Brasil

Menino de predio lidando com bandido favelado, romantismo, arrogancia do advogado, vender ilusao pra bandido, vida no Brasil nao vale nada, carro blindado e condominio fechado sao caros, virar office boy de bandido, saber podre de mafias perigosissimas, etc

muito arriscado, mas o retorno pode ser alto
Responda-o
#59
(06-04-2017, 11:50 PM)Sr. Ancap Escreveu:
(06-04-2017, 11:07 PM)Sociólogo Escreveu: Muitos bacharéis em Direito tem receio em advogar na área de penal, gostaria de saber a razão.

Veja quantos penalistas sao mortos todo ano no Brasil

Menino de predio lidando com bandido favelado, romantismo, arrogancia do advogado, vender ilusao pra bandido, vida no Brasil nao vale nada, carro blindado e condominio fechado sao caros, virar office boy de bandido, saber podre de mafias perigosissimas, etc

muito arriscado, mas o retorno pode ser alto

Aqui no Rio tem muita gente que advoga na área penal, chega a defender PM corrupto e miliciano, e sim, o retorno é alto e rápido. 

Mas, é aquilo, o cara que se gradua em Direito e ter medo de exercer a profissão, é melhor nem o fazer.

Eu tenho um amigo que nunca advogou em virtude disso, quem está na chuva, está para se molhar.
Responda-o
#60
(06-04-2017, 11:58 PM)Sociólogo Escreveu:
(06-04-2017, 11:50 PM)Sr. Ancap Escreveu:
(06-04-2017, 11:07 PM)Sociólogo Escreveu: Muitos bacharéis em Direito tem receio em advogar na área de penal, gostaria de saber a razão.

Veja quantos penalistas sao mortos todo ano no Brasil

Menino de predio lidando com bandido favelado, romantismo, arrogancia do advogado, vender ilusao pra bandido, vida no Brasil nao vale nada, carro blindado e condominio fechado sao caros, virar office boy de bandido, saber podre de mafias perigosissimas, etc

muito arriscado, mas o retorno pode ser alto

Aqui no Rio tem muita gente que advoga na área penal, chega a defender PM corrupto e miliciano, e sim, o retorno é alto e rápido. 

Mas, é aquilo, o cara que se gradua em Direito e ter medo de exercer a profissão, é melhor nem o fazer.

Eu tenho um amigo que nunca advogou em virtude disso, quem está na chuva, está para se molhar.

advogar na area penal sem estagiar com um penalista bom e experiente e pedir pra passar perrengue. Tem o fator sorte tb. Como disse a vida no Brasil não vale nada e se fizer um habeas corpus que for negado o bandido pode achar ruim e mandar te matar, isso acontece.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)