Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O que os Santos diziam sobre o Carnaval?
#1
Segundo a Sã Doutrina de sempre da Igreja Católica, sob o patrocínio de Santo Afonso Maria de Ligório, "expor-se a uma ocasião próxima de pecado mortal, que se poderia evitar, já é pecado mortal de imprudência". E não há como negar que os bailes e festas de carnaval são tremendas, imensas ocasiões para o pecado.

Santo Afonso Maria de Ligório escreve:
“Não é sem razão mística que a Igreja propõe hoje à nossa meditação, Jesus Cristo predizendo a sua dolorosa Paixão. Deseja a nossa boa Mãe que nós, seus filhos, nos unamos a ela na compaixão de seu divino Esposo, e o consolemos com os nossos obséquios; porquanto, os pecadores, nestes dias mais do que em outros tempos, lhe renovam os ultrajes descritos no Evangelho. Nestes tristes dias os cristãos, e quiçá entre eles alguns dos mais favorecidos, trairão, como Judas, o seu divino Mestre e o entregarão nas mãos do demônio. Eles o trairão, já não às ocultas, senão nas praças e vias públicas, fazendo ostentação de sua traição! Eles o trairão, não por trinta dinheiros, mas por coisas mais vis ainda: pela satisfação de uma paixão, por um torpe prazer e por um divertimento momentâneo. Uma das baixezas mais infames que Jesus Cristo sofreu em sua Paixão, foi que os soldados lhe vendaram os olhos e, como se ele nada visse, o cobriram de escarros, e lhe deram bofetadas, dizendo: Profetiza agora, Cristo, quem te bateu? Ah, meu Senhor! Quantas vezes esses mesmos ignominiosos tormentos não Vos são de novo infligidos nestes dias de extravagância diabólica? Pessoas que se cobrem o rosto com uma máscara, como se Deus assim não pudesse reconhecê-las, não têm vergonha de vomitar em qualquer parte palavras obscenas, cantigas licenciosas, até blasfêmias execráveis contra o Santo Nome de Deus. Sim, pois se, segundo a palavra do Apóstolo, cada pecado é uma renovação da crucifixão do Filho de Deus. Nestes dias Jesus será crucificado centenas e milhares de vezes” (Meditações).


Santa Catarina de Sena, referindo-se ao carnaval, exclamava entre soluços: “Oh! Que tempo diabólico!”.

Santa Margarida Maria Alacoque escreve: “Numa outra vez, no tempo de carnaval, apresentou-me, após a santa comunhão, sob a forma de Ecce Homo, carregando a cruz, todo coberto de chagas e ferimentos. O Sangue adorável corria de toda parte, dizendo com voz dolorosamente triste: Não haverá ninguém que tenha piedade de mim e queira compadecer-se e tomar parte na minha dor no lastimoso estado em que me põem os pecadores, sobretudo, agora”? (Escritos Espirituais).

Santa Faustina Kowalska diz: “Nestes dois últimos dias de carnaval, conheci um grande acúmulo de castigos e pecados. O Senhor deu-me a conhecer num instante os pecados do mundo inteiro cometidos nestes dias. Desfaleci de terror e, apesar de conhecer toda a profundeza da misericórdia divina, admirei-me que Deus permita que a humanidade exista” (Diário, 926).

Santa Teresa dos Andes escreve: “Nestes três dias de carnaval tivemos o Santíssimo exposto desde a uma, mais ou menos, até pouco antes das 6h. São dias de festa e ao mesmo tempo de tristeza. Podemos fazer tão pouco para reparar tanto pecado”...  (Carta 162).


São Pedro Claver
     Um oficial espanhol viu um dia São Pedro Claver com um grande saco às costas.
— Padre, aonde vai com esse saco?
— Vou fazer Carnaval; pois não é tempo de folgança?
O oficial quer ver o que acontece: acompanha-o.
O Santo entra num hospital. Os doentes alvoroçam-se e fazem-lhe festa; muitos o rodeiam, porque o Santo, passando com eles uma hora alegre, lhes reparte presentes e regalos até esvaziar completamente o saco.
— E agora? – pergunta o oficial.
— Agora venha comigo; vamos à igreja rezar por esses infelizes que, lá fora, julgam que têm o direito de ofender a Deus livremente por ser tempo de Carnaval.
Responda-o
#2
O que será que os santos diriam sobre os tempos que vivemos? Instagram, Tiktok, Onlyfans, redes sociais, promiscuidade, sexualização precoce, degeneração cultural, viadagem, destruição do conceito de família.

O que ocorre no carnaval não é nada que não aconteça o ano todo em cada canto desse país.
Responda-o
#3
O carnaval é uma festa pagã que a Igreja tenta ha séulos cristianizar, sem muito sucesso. Parece mesmo que o próprio diabo fica a solta nesses tempos, e nem tanto pela putaria, é que o povo parece perder a própria razão mesmo. O modo de escapar disso, no contexto cristao que acho ser o correto, é exatamente se entregar a caridade, a oracao e ao jejum, pra fortalecer a si e aos mais proximos.

Acho muito interessante que a real venha se enveredando cada vez mais pelo caminho do cristianismo mais tradicional, como parece que justamente a visão mais racional da realidade leva à verdadeira religiao.
"Mas o homem é a tal ponto afeiçoado ao seu sistema e à dedução abstrata que está pronto a deturpar intencionalmente a verdade, a descrer de seus próprios olhos e ouvidos apenas para justificar sua lógica."


Responda-o
#4
É um tempo execrável, onde há a separação entre o joio e o trigo.

Carnaval é tal como aquele filme de uma noite de crime, só que voltado pro lado sexual e degenerado. Eu particularmente não confio em quem vai ao carnaval, simplesmente porque a maioria mostra sua verdadeira face nestes dias. E o pior é que tem muito "cristão" tentando aderir ao carnaval "sem culpa", tal como carnaval gospel e etc, sendo que não adianta criar uma matinê evangélica sem bebida, drogas e putaria, sendo que o fato de comemorar tal data, por mais simbolica que seja, já é um ato de satanismo. A melhor arma contra o carnaval, é o trabalho. Tratar o carnaval como um dia comum; se te deram folga, busque algo para fazer em casa, estude, e etc. O fato de observar o dia do carnaval tal como observamos os sábados ou os domingos, já é um ato de blasfêmia.
Responda-o
#5
(21-02-2023, 08:38 AM)Joxokhanurs Escreveu: É um tempo execrável, onde há a separação entre o joio e o trigo.

Carnaval é tal como aquele filme de uma noite de crime, só que voltado pro lado sexual e degenerado. Eu particularmente não confio em quem vai ao carnaval, simplesmente porque a maioria mostra sua verdadeira face nestes dias. E o pior é que tem muito "cristão" tentando aderir ao carnaval "sem culpa", tal como carnaval gospel e etc, sendo que não adianta criar uma matinê evangélica sem bebida, drogas e putaria, sendo que o fato de comemorar tal data, por mais simbolica que seja, já é um ato de satanismo. A melhor arma contra o carnaval, é o trabalho. Tratar o carnaval como um dia comum; se te deram folga, busque algo para fazer em casa, estude, e etc. O fato de observar o dia do carnaval tal como observamos os sábados ou os domingos, já é um ato de blasfêmia.

Perfeita analogia confra, carnaval é o filme "uma noite de crime" sexual pras mulheres.

Betas vão para bloquinhos com sua melhor roupa, enchem a cara e ficam o dia inteiro de pé fingindo se entrosar, dançando como mongolóides "vem sentando gostosinho pro pai" de Leo Santana, na insaciável sede de conseguir um mísero beijo na boca de uma vadia feia que chupou umas 3 rolas antes.

Alfas vão com seu grupo de amigos e disputam pra ver quem beija mais mulher, sejam feias ou bonitas, o que importa é o número.

Quem mais "sai ganhando" na festa da carne é a mulher. Tanto merdianas quanto as bonitas tem o ego renovado até 18/02/2024 com a quantidade de foras que elas dão, a cada fora é um orgasmo diferente. Se o cara for bonito e as amigas estiverem vendo, elas pegam pra mostrar o otário como prêmio.

O que mais se vê, é cara bonito pegando mina feia. Na mente do beta o inverso também acontece mas não passa do pensamento.

Carnaval acontece o ano todo em baladas por aí, em fevereiro só é comemorado por vadias e cafas a sujeira sexual que o Brasil é, o pior de tudo é o beta que comemora o próprio enterro do pau ano após ano.
Responda-o
#6
(22-02-2023, 10:07 AM)BarbaNegra Escreveu:
(21-02-2023, 08:38 AM)Joxokhanurs Escreveu: É um tempo execrável, onde há a separação entre o joio e o trigo.

Carnaval é tal como aquele filme de uma noite de crime, só que voltado pro lado sexual e degenerado. Eu particularmente não confio em quem vai ao carnaval, simplesmente porque a maioria mostra sua verdadeira face nestes dias. E o pior é que tem muito "cristão" tentando aderir ao carnaval "sem culpa", tal como carnaval gospel e etc, sendo que não adianta criar uma matinê evangélica sem bebida, drogas e putaria, sendo que o fato de comemorar tal data, por mais simbolica que seja, já é um ato de satanismo. A melhor arma contra o carnaval, é o trabalho. Tratar o carnaval como um dia comum; se te deram folga, busque algo para fazer em casa, estude, e etc. O fato de observar o dia do carnaval tal como observamos os sábados ou os domingos, já é um ato de blasfêmia.

Perfeita analogia confra, carnaval é o filme "uma noite de crime" sexual pras mulheres.

Betas vão para bloquinhos com sua melhor roupa, enchem a cara e ficam o dia inteiro de pé fingindo se entrosar, dançando como mongolóides "vem sentando gostosinho pro pai" de Leo Santana, na insaciável sede de conseguir um mísero beijo na boca de uma vadia feia que chupou umas 3 rolas antes.

Alfas vão com seu grupo de amigos e disputam pra ver quem beija mais mulher, sejam feias ou bonitas, o que importa é o número.

Quem mais "sai ganhando" na festa da carne é a mulher. Tanto merdianas quanto as bonitas tem o ego renovado até 18/02/2024 com a quantidade de foras que elas dão, a cada fora é um orgasmo diferente. Se o cara for bonito e as amigas estiverem vendo, elas pegam pra mostrar o otário como prêmio.

O que mais se vê, é cara bonito pegando mina feia. Na mente do beta o inverso também acontece mas não passa do pensamento.

Carnaval acontece o ano todo em baladas por aí, em fevereiro só é comemorado por vadias e cafas a sujeira sexual que o Brasil é, o pior de tudo é o beta que comemora o próprio enterro do pau ano após ano.

O beta virjola que vai pro carnaval, é a mesma coisa que um judeu participar de um festival nazista.
Responda-o
#7
Os caras são muito patéticos. Vejam o que recebí na minha Timeline no Facebook:

Citação:Mineira se fantasia de barraca do beijo e fatura grana no Carnaval

A mineira Raphaela Oliveira, de 22 anos, levou a fantasia de Carnaval a outro nível.
Ela se fantasiou de "barraca do beijo". Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, Raphaela
aparece com uma placa pendurada no pescoço onde é possível ler "Barraca do Beijo - selinho, R$1,00 - beijo R$5,00".
O resultado? Raphaela conseguiu beijar todo
mundo que queria nos bloquinhos de Belo
Horizonte. E teve, sim, quem pagou - ela recebeu R$400,00 durante a folia. Se engana
quem pensa que "pagou, beijou".
Consentimento, vontade e respeito foram
condições para a brincadeira: só rolou beijo
quando Raphaela e o segundo envolvido se
sentiramà vontade. Se ela achava que um
bloco não estava apropriado, ela viravaa placa
e seguia curtindo a festa. "Todo mundo que fez super respeitou, a galera foi super bacana.
Não aconteceu nada", comentou. "Todo mundo que fez o pix super respeitou. Eu estava sem ideia para minha fantasia de carnaval.
E aí veio essa ideia de fazer uma barraca do beijo, já que eu sou beijoqueira e encaixaria perfeito para
mim", explica.
https://web.facebook.com/watch/?v=584203820270290

Muito patético o cara pagar para, SE ELA QUISER, beijar...
Responda-o
#8
Esse texto me lembrou aquela obra dos jogos digitais, o nome do game é "blasfemous" nunca joguei , mas vendo os vídeos ele mostra várias formas de demônios tentando contra Deus e o homem, existe uma cena que um demônio está deitado no colo de uma escultura simbolizando a Madonna (Maria mãe de cristo) só que  ao invés do Cristo quem dorme nos braços da estátua é um ser demoníaco , eis que o demônio acorda e arranca a cabeça da escultura e quebra 
Toda vez que vejo algo no carnaval ligado a religião me faz lembrar esse jogo, escolas de samba então nem se fala 
Para mim carnaval perdeu o sentido faz tempo, nunca fui um entusiasta,  apesar que já vivi ótimos carnavais, viajando para pousadas (chalés) em cidades litorâneas baratas, curtindo a praia e cultura local, onde me sentia reeneegizando para encarar um novo ano letivo na escola, mas para mim nunca passou disso, confesso que não me agrada a ideia de sair enfiando a língua na goela de uma "dama" de carnaval com chifres ou orelha de gatinho, meia calça cheia de furos e um fio dental que está socado no rabo das 10 da manhã até as 23:00 da noite cheio de fluido , suor,  urina e outras substâncias
Responda-o
#9
Carnaval é uma merda, e por morar em Salvador, eu sei muito bem disso.
"Courage is being scared to death, but saddling up anyway" (John Wayne)
Responda-o
#10
(27-02-2023, 10:35 AM)sombra Escreveu: Esse texto me lembrou aquela obra dos jogos digitais, o nome do game é "blasfemous" nunca joguei , mas vendo os vídeos ele mostra várias formas de demônios tentando contra Deus e o homem, existe uma cena que um demônio está deitado no colo de uma escultura simbolizando a Madonna (Maria mãe de cristo) só que  ao invés do Cristo quem dorme nos braços da estátua é um ser demoníaco , eis que o demônio acorda e arranca a cabeça da escultura e quebra 
Toda vez que vejo algo no carnaval ligado a religião me faz lembrar esse jogo, escolas de samba então nem se fala 
Para mim carnaval perdeu o sentido faz tempo, nunca fui um entusiasta,  apesar que já vivi ótimos carnavais, viajando para pousadas (chalés) em cidades litorâneas baratas, curtindo a praia e cultura local, onde me sentia reeneegizando para encarar um novo ano letivo na escola, mas para mim nunca passou disso, confesso que não me agrada a ideia de sair enfiando a língua na goela de uma "dama" de carnaval com chifres ou orelha de gatinho, meia calça cheia de furos e um fio dental que está socado no rabo das 10 da manhã até as 23:00 da noite cheio de fluido , suor,  urina e outras substâncias

O ser humano é tão ordinário, que atribui aos demônios, a representação de poderes que eles(os demônios) nunca terão nem em um milhão de anos, tal qual o poder de afrontar à Deus. Sendo que na realidade, os demônios são apenas mais um instrumento divino, usado por Deus, para medir os parâmetros pecaminosos da humanidade. Não atoa vermos na Bíblia demônios se cagando de medo só de estarem diante de Jesus Cristo. "ain pur favo num mi joga no abismo" 

Os caras não tem a liberdade nem de nos fazer o mal, se Deus não permitir, imagina tentar peitar a santidade. Podem ser seres superiores no quesito força, inteligência e outros atributos, mas na escala da criação, são inferiores à nós. 

A idolatria que os seres humanos possuem pelo diabo, seria a mesma coisas que idolatrarmos baratas inúteis e imundas, e a sola do sapato seria a ira de Deus.
Responda-o
#11
(27-02-2023, 10:15 PM)Joxokhanurs Escreveu:
(27-02-2023, 10:35 AM)sombra Escreveu: Esse texto me lembrou aquela obra dos jogos digitais, o nome do game é "blasfemous" nunca joguei , mas vendo os vídeos ele mostra várias formas de demônios tentando contra Deus e o homem, existe uma cena que um demônio está deitado no colo de uma escultura simbolizando a Madonna (Maria mãe de cristo) só que  ao invés do Cristo quem dorme nos braços da estátua é um ser demoníaco , eis que o demônio acorda e arranca a cabeça da escultura e quebra 
Toda vez que vejo algo no carnaval ligado a religião me faz lembrar esse jogo, escolas de samba então nem se fala 
Para mim carnaval perdeu o sentido faz tempo, nunca fui um entusiasta,  apesar que já vivi ótimos carnavais, viajando para pousadas (chalés) em cidades litorâneas baratas, curtindo a praia e cultura local, onde me sentia reeneegizando para encarar um novo ano letivo na escola, mas para mim nunca passou disso, confesso que não me agrada a ideia de sair enfiando a língua na goela de uma "dama" de carnaval com chifres ou orelha de gatinho, meia calça cheia de furos e um fio dental que está socado no rabo das 10 da manhã até as 23:00 da noite cheio de fluido , suor,  urina e outras substâncias

O ser humano é tão ordinário, que atribui aos demônios, a representação de poderes que eles(os demônios) nunca terão nem em um milhão de anos, tal qual o poder de afrontar à Deus. Sendo que na realidade, os demônios são apenas mais um instrumento divino, usado por Deus, para medir os parâmetros pecaminosos da humanidade. Não atoa vermos na Bíblia demônios se cagando de medo só de estarem diante de Jesus Cristo. "ain pur favo num mi joga no abismo" 

Os caras não tem a liberdade nem de nos fazer o mal, se Deus não permitir, imagina tentar peitar a santidade. Podem ser seres superiores no quesito força, inteligência e outros atributos, mas na escala da criação, são inferiores à nós. 

A idolatria que os seres humanos possuem pelo diabo, seria a mesma coisas que idolatrarmos baratas inúteis e imundas, e a sola do sapato seria a ira de Deus.

Virou politicamente correto atacar a Deus e esperar que quem o defenda seja visto como retrogrado e intolerante, logo, muitas pessoas usam da imagem satanica como uma forma de se sentir livre e acolhido pelos que se dizem "bons"
Como falei para mim o carnaval sempre foi uma epoca que eu ia reenergizar as baterias para recomeçar o ano letivo na minha epoca de escola, lembro que eu passava o carnaval em uma praia do interior, muito simples, onde meu lazer era ir nadar pela manha, voltar com os pés cheios de areia, entrar em alguma galeria para jogar algum fliperama, voltar pra casa que estava hospedado, deitar na rede, depois ir para alguma feirinha comer algo e ver alguma atração que estivesse por la, era um momento de relaxar antes de encarar a maratona que é um ano letivo colegial, desde que terminei meus estudos na escola (ja faz muito tempo) carnaval não tem me servido para absolutamente nada, nem para descansar ou curtir uma viagem, é só mais uma data onde os compatriotas se comportam como retardados e as "manas" correm para sentar em algum penis de gringo
Responda-o
#12
(28-02-2023, 07:16 PM)sombra Escreveu:
(27-02-2023, 10:15 PM)Joxokhanurs Escreveu: O ser humano é tão ordinário, que atribui aos demônios, a representação de poderes que eles(os demônios) nunca terão nem em um milhão de anos, tal qual o poder de afrontar à Deus. Sendo que na realidade, os demônios são apenas mais um instrumento divino, usado por Deus, para medir os parâmetros pecaminosos da humanidade. Não atoa vermos na Bíblia demônios se cagando de medo só de estarem diante de Jesus Cristo. "ain pur favo num mi joga no abismo" 

Os caras não tem a liberdade nem de nos fazer o mal, se Deus não permitir, imagina tentar peitar a santidade. Podem ser seres superiores no quesito força, inteligência e outros atributos, mas na escala da criação, são inferiores à nós. 

A idolatria que os seres humanos possuem pelo diabo, seria a mesma coisas que idolatrarmos baratas inúteis e imundas, e a sola do sapato seria a ira de Deus.

Virou politicamente correto atacar a Deus e esperar que quem o defenda seja visto como retrogrado e intolerante, logo, muitas pessoas usam da imagem satanica como uma forma de se sentir livre e acolhido pelos que se dizem "bons"
Como falei para mim o carnaval sempre foi uma epoca que eu ia reenergizar as baterias para recomeçar o ano letivo na minha epoca de escola, lembro que eu passava o carnaval em uma praia do interior, muito simples, onde meu lazer era ir nadar pela manha, voltar com os pés cheios de areia, entrar em alguma galeria para jogar algum fliperama, voltar pra casa que estava hospedado, deitar na rede, depois ir para alguma feirinha comer algo e ver alguma atração que estivesse por la, era um momento de relaxar antes de encarar a maratona que é um ano letivo colegial, desde que terminei meus estudos na escola (ja faz muito tempo) carnaval não tem me servido para absolutamente nada, nem para descansar ou curtir uma viagem, é só mais uma data onde os compatriotas se comportam como retardados e as "manas" correm para sentar em algum penis de gringo

Não só isso. Eles buscam respaldo filosófico para apoiar tudo que é ruim, que não presta. Estes dias eu vi uma retardada falando que o assalto é uma coisa boa. É a era onde as pessoas ruins estão buscando justificativas, para que diminuam um pouco a vergonha em fazer merda, e como Deus é um símbolo de justiça e do que é certo, logicamente ele será atacado por esta corja. Eu particularmente tento ser o mais ativo possível no carnaval, trabalhar e estudar. Pra mim, o simples fato de guardar esta data satânica, já é uma blasfêmia.
Responda-o
#13
(28-02-2023, 08:17 PM)Joxokhanurs Escreveu:
(28-02-2023, 07:16 PM)sombra Escreveu: Virou politicamente correto atacar a Deus e esperar que quem o defenda seja visto como retrogrado e intolerante, logo, muitas pessoas usam da imagem satanica como uma forma de se sentir livre e acolhido pelos que se dizem "bons"
Como falei para mim o carnaval sempre foi uma epoca que eu ia reenergizar as baterias para recomeçar o ano letivo na minha epoca de escola, lembro que eu passava o carnaval em uma praia do interior, muito simples, onde meu lazer era ir nadar pela manha, voltar com os pés cheios de areia, entrar em alguma galeria para jogar algum fliperama, voltar pra casa que estava hospedado, deitar na rede, depois ir para alguma feirinha comer algo e ver alguma atração que estivesse por la, era um momento de relaxar antes de encarar a maratona que é um ano letivo colegial, desde que terminei meus estudos na escola (ja faz muito tempo) carnaval não tem me servido para absolutamente nada, nem para descansar ou curtir uma viagem, é só mais uma data onde os compatriotas se comportam como retardados e as "manas" correm para sentar em algum penis de gringo

Não só isso. Eles buscam respaldo filosófico para apoiar tudo que é ruim, que não presta. Estes dias eu vi uma retardada falando que o assalto é uma coisa boa. É a era onde as pessoas ruins estão buscando justificativas, para que diminuam um pouco a vergonha em fazer merda, e como Deus é um símbolo de justiça e do que é certo, logicamente ele será atacado por esta corja. Eu particularmente tento ser o mais ativo possível no carnaval, trabalhar e estudar. Pra mim, o simples fato de guardar esta data satânica, já é uma blasfêmia.

Acho que deveria acontecer igual Sodoma e Gomorra, ir tudo para as chamas. Esse mundo já fracassou a muito tempo, "pelo menos estamos evoluindo na tecnologia e em breve vamos morar em Marte" pqp. Acho que essa foi a questão que eu mais quebrei a cabeça em relação ao cristianismo, porque raios ainda não veio o apocalipse, o que falta para isso acontecer.

Falei isso para minha tia Cristã, ela me disse que é porque está esperando os que faltam para aceitar jesus, mas refleti comigo que não para de nascer pessoas, quando que de fato vai chegar ao número exato de pessoas salvas, é tudo complexo. Eu acredito em Deus e na bíblia, acho mais fácil acreditar do que não acreditar, mas tenho muitas dúvidas.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)