Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
5º Cavaleiro
#1
5º Cavaleiro da Pobreza: Medo


OBS: Só não vou me aprofundar no Medo no geral, porque esta situação já é mais complexa e vai exigir um profissional especializado na área de Psicologia. O objetivo do tópico é falar do medo em si, na área de Finanças.

Medo: A principal razão que impede a maioria das pessoas de conseguir o que almeja

- O Medo no mundo das finanças é caracterizado por uma série de fatores. As pessoas que almejam a Liberdade Financeira aproveitam as oportunidades que surgem. Em contra partida, as pessoas paralisadas pelo medo, focalizam obstáculos. É aí que está o segredo. Oportunidade vs Obstáculos. Foque nas oportunidades, sempre.

Vou dá um exemplo recente do fator Medo: Tesouro Direto

- Muitas pessoas estão retirando seus recursos com a preocupação do país quebrar. Só digo o seguinte: "Se o nosso país quebrar, estaremos em apuros. Independente onde seu investimento esteja investido em território nacional. Antes do Tesouro “falir”, o dinheiro (simbolicamente falando) debaixo do colchão, perderá o valor para inflação. Os Bancos e as instituições financeiras quebrarão, e logo em seguida o FGC. Para que depois de um longo caminho, chegue ao Tesouro Direto".

Nota: Este medo é o que chamamos de ‘Efeito Manada’, ou o famoso: “A Maria vai com as outras”.

Motivo: Muitas destas pessoas, são controladas pelo medo, não buscam o conhecimento para administrar a situação (o exemplo desta história citada). Nota: Graças aos conhecimentos na área, pude investir ainda mais no Tesouro. Por quê? Por que busquei justamente o conhecimento na área, lendo e estuando o investimento. E também usando a lógica ao meu favor. Pensei assim: “Não vou tirar o meu investimento, porque o país é o lugar mais seguro para se investir, não há razões ou motivos plausíveis para retirar os recursos, se os mesmos estão progredindo tão bem com uma boa taxa de juros”. Como adquirir este pensamento? Lendo e estudando.

Como superar o medo na área de finanças: Conhecimento, Foco, Proteção e Ação
O oposto simbólico dos 4 cavaleiros da pobreza.


Conhecimento: Primeiramente, leia! Busque conhecimento no empreendimento que você almeja. Eu por exemplo: Obviamente, não nasci sabendo. Estudei e busquei conhecimento até chegar aonde cheguei (sempre fui autodidata nesta área). Se eu pensasse assim: “Vou esperar a sensação do medo e insegurança desaparecerem para poder agir.”, “Investir é só para os ricos”. Caso eu aguardasse tal situação, estaria estagnado até hoje.

Foco: O que você quer? Quais são os seus objetivos? Muitos podem responder assim: “Quero ser rico”. Nota: Pra mim, esta frase clichê, não quer dizer nada. Para ter foco, você precisa ter um planejamento pessoal e foco(s) realista(s). É através do foco no objetivo, que estimulará seu interior para domar o medo na área de finanças.

Proteção: Ao investir, tenha proteção. Tanto pelo conhecimento na área, tanto pela proteção financeira. Os mesmos o protegerão de alguma eventualidade financeira (caso apareça). Estas duas proteções, o protegerá de resgatar seus investimentos prematuramente.

Ação: Saia de sua zona de conforto criada pelos sentimentos de incertezas. Você irá *errar algumas vezes, porém, fará parte do aprendizado. Por esta razão, busque conhecimento na área específica.
 
*Este termo é o que chamo de Risco Calculado. Invista aos poucos (nos empreendimento no qual ainda esteja receoso) para ir perdendo a insegurança, vá se acostumando até você pegar o Modus Operandi da operação.


Não pode haver acordo entre a pobreza e a riqueza.


Os dois caminhos levam obviamente a direções opostas.
 
6 situações que demonstram o Medo da Pobreza

Indiferença: A falta de ambição, a inflexível vontade em tolerar a vida de pobreza.

Indecisão: O terrível hábito de permitir que os outros pensem e haja por nós.

Dúvida: A famosa desculpa para todos os disfarces para tentar explicar ou justificar os fracassos. Muita das vezes elas aparecem em forma de inveja dos bem sucedidos.

Preocupação: A perda de tempo em fazer comparações para encontrar defeitos em outras pessoas bem sucedidas, esquecendo-se de si próprio e não procurar agir para melhorar a situação. 

Cautela extrema: O hábito de procurar o lado negativo em tudo! Se concentrando nos fracassos ao invés de se concentrar em diligência para ter o sucesso financeiro.

Procrastinação: Adiar tudo para o amanhã. Perde tempo com desculpas. Esta situação está ligada de certa forma a Dúvida, Preocupação e Cautela exagerada. 
 
Para se proteger contra estas situações:

- Reconheça os fatos. Procure adquirir conhecimentos específicos na área. Como citei no post dos 4 Cavaleiros da PobrezaHábitos – “A pessoa sabe (de certa forma) suas limitações, porém não busca conhecimento para melhorar e mudar. A mesma não tem estratégias, entusiasmo e perspectivas de se desenvolver, prefere ficar no “conforto” da situação atual”.

- Estude para sair desta situação! Faça da busca por conhecimento o seu hobby para a evolução financeira.
 
- Encerro esta série com esta frase muito verdadeira por sinal.



"Pessoas pobres focam nos problemas. Pessoas ricas focam nas oportunidades"!
Responda-o
#2
Bom tópico.

É só olhar para o passado e ver o que aconteceu com os que tinham dinheiro nas poupanças e julgavam aquilo um bom investimento diante da crise dos anos 1980 no Brasil. Foram ferrados pelo governo e perderam tudo que acumularam a migalhas numa vida inteira.

Para aprofundamento sobre a questão do medo recomendo esse tópico do Forum do bufalo

http://forum.bufalo.info/showthread.php?pid=124811
Responda-o
#3
Pessoas com visão financeira diferenciada sempre irão buscar uma visão de oportunidade em momentos de crise, enquanto que as que detém o medo irão focar nos obstáculos e perderão oportunidades de conseguir dinheiro. Bolsa de valores por exemplo, quando há uma queda brusca de ação em um momento de crise, um vai retirando as ações e os outros fazem como uma manada (efeito manada) e acabam perdendo dinheiro. Mas uma pessoa que enxerga oportunidades e tem noção financeira, vai procurar lucrar em cima de crises, como por exemplo, investir em bitcoins que está se valorizando ultimamente.

O segredo é se instruir financeiramente, perder o medo e sempre buscar por oportunidades, seja qual for o momento.

Enviado de meu XT1033 usando Tapatalk
Responda-o
#4
(04-11-2015, 07:23 PM)THOTH Escreveu: Bom tópico.

É só olhar para o passado e ver o que aconteceu com os que tinham dinheiro nas poupanças e julgavam aquilo um bom investimento diante da crise dos anos 1980 no Brasil. Foram ferrados pelo governo e perderam tudo que acumularam a migalhas numa vida inteira.

Para aprofundamento sobre a questão do medo recomendo esse tópico do Forum do bufalo

http://forum.bufalo.info/showthread.php?pid=124811

Tem uma galera também que irá descobrir isso com os imóveis...Os imóveis superfaturaram no Brasil e apartamentos que não valiam nem 100 mil R$ estavam sendo negociados por 300 mil, 500 mil e até mesmo 1 milhão e o mais engraçado é que tinha cada vezes mais gente comprando (claro que financiaram em 30 anos, coisa de louco)...parece que todo mundo era rico no Brasil...agora o mercado mudou, ninguém mais tem grana para investir em nada (pelo menos a manada não), nem comprar nada (como falei no outro tópico, aquela prestação que cabia no bolso agora mudou por causa da inflação) etc...e não vai demorar muito para as pessoas estarem pagando apartamentos de 300 mil R$ e o vizinho vendendo o mesmo por 100 mil R$ e notando a burrada que fez quando financiou algo sem ter noção de mercado e economia...
Responda-o
#5
UP, Nesta riqueza de informaçao.
"É o saldão das balzacas"  Minerin 
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)