Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Mulher de 24 anos mentiu sobre a paternidade de mlk de 16 anos
#1
Alguém viu sobre esse caso que aconteceu recentemente?
Eu não acompanho nada relacionado a jogos e coisa do tipo a muito tempo, muito menos a lol que é um jogo que nunca joguei e não entendo nada, mas vi alguns canais no YouTube falando sobre esse assunto.
Uma mulher de 24 anos namorava um mlk de 16 anos e parece que ela mostrou uma conversa deles que ele acabou xingando e falando umas palavras ofensivas contra ela, ela meio que mostrou isso se colocando em situação de vítima.

Só que depois viram o porque dele ter tratado ela daquela maneira, ela mentiu sobre a paternidade dele, falou que ele era pai do filho que ela ia ter, o mlk treinava para tentar ser um pró player de Lol e meio que largou isso e começou a trabalhar e estudar para assumir a criança, só que ele meio que estava desconfiado da sua namorada e foi olhar o celular dela e ela ficou meio estranha, depois que ele viu que ela não deixava ele ver o celular porque ela sabia já que ele não era o pai da criança, ela tinha feito relação sexual com um jogador profissional de lol e ele era o pai da criança, e ela mentindo na cara dura para o mlk de 16 anos assumir, ele já tinha contado para família dele e tudo e disse que ia assumir.

Fico imaginando se fosse o contrário o que aconteceria, se fosse um marmanjo de 24 engravidando garota de 16, o B.O que isso ia dar, mas como é mulher está tudo de boa, ela depois alegou que estava depressiva e estava tomando remédios fez um texto se vitimizando e relativizando tudo.

O jogador profissional falou isso : Salve pessoal, vou esclarecer meu lado dessa história que surgiu ontem no Twitter. Antes de mais nada e mais importante: sim, sou pai, e desde o momento que tomei conhecimento disso tenho cumprido todas as responsabilidades, ajudando de todas as formas possíveis pra que o bebê tenha o melhor.
Em novembro de 2021, sai apenas uma vez com uma menina, que até aquele momento eu não sabia que namorava. Não me falou. Inclusive, obviamente, nessa época eu estava solteiro.

Praticamente nunca mais nos falamos, até que então, ela apareceu 8 meses depois falando que possivelmente eu era o pai do filho dela. Óbvio que assustei, mas não deixei de ser o mais prestativo possível nesse momento pra ela.

Ela veio para São Paulo, onde fizemos o exame de DNA, e de fato o filho era meu. Em momento algum deixei de assumir a paternidade, muito pelo contrário, está registrado no meu nome, tudo certinho.

Em conversa com ela, optamos por manter esse assunto de forma privada e por isso não me pronunciei antes sobre. Enfim, eu não fiz absolutamente nada de errado. Obrigado a quem me acompanha de verdade. 
“Não levem como algo ruim, eu sempre tive esse sonho de ser pai, sõ não dessa forma claro, a internet não tem empatia alguma pelo próximo, um dia isso aqui já foi bom“


Nesse canal do YouTube tem toda história bem detalhada : https://youtu.be/b70cd6vguYI
Responda-o
#2
Nobre amigo, sou de um tempo em que jogador de videogame era vagabundo, mal sabia o que era bater punheta e as mulheres nem davam um "oi".

Agora vc tá me descrevendo um mundo com jogadores PROFISSIONAIS de videogame, disputados por maria-joystick pra fazer sexo casual e que são alvo de golpe da barriga.

É informação demais pra minha cabeça.

Mas em um aspecto a coisa continua a mesma: espertalhonas se aproveitando de homens de bom caráter. E se fazendo de vítima quando são desmascaradas.

O mundo muda, a canalhice feminina continua. Na verdade, piora. Se uma mulher acusa um homem, hoje em dia a responsabilidade da prova é dele.

Em nome do feminismo, corromperam até o conceito de justiça. Felizmente o bravo juvena conseguiu provar sua inocência. Se nao estava fudido.
Responda-o
#3
E a carreira de mais um homem (moleque ainda, na verdade) rumava ir pro ralo por causa uma mentira feminina.

Talvez causasse até um dano permanente na vida do cara a depender de como a situação se desenrole.

Mas como alguns vão dizer... Nada de novo no front.

Se esse moleque for safo, o lance é fazer teste de paternidade e cair fora. A chance de escapar é pouca, mas ainda deve existir.

Se der a doida, ele pode até alegar abuso de menor e tentar botar essa na cadeia ou no mínimo desmoralizar ela. Vai que cola, nunca se sabe até se tentar.

A única coisa que não pode ter é inação.

"Para o triunfo do mal só é preciso que os bons homens não façam nada".

Força e honra,

PS.: Vou ver o vídeo e entender melhor o caso, depois retifico meu comentário.

PS. 2: Assisti o vídeo todo. A vadia fez teste de gravidez com o pai sem nem avisar o cara, ao menos sabemos que ele não vai assumir e o pai (outro coitado que mal sabia do resto da história) mas condições bem melhores, que vai. É o certo.

Parece que deu certo pro moleque afinal.

Mas eu ainda metia um "abuso de menor" ou coisa assim. Casos assim não podem ficar impunes, tem que ser levados até a última das consequências. O cara de menor foi imputado de paternidade e teria que dar até as pregas pra poder sustentar os 3, agora a esperta mora com grana do pro player, ela não tem nada de coitadinha e tem que ser penalizada de forma exemplar.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#4
(10-11-2022, 07:55 PM)Mó Humirde Escreveu: Nobre amigo, sou de um tempo em que jogador de videogame era vagabundo, mal sabia o que era bater punheta e as mulheres nem davam um "oi".

Agora vc tá me descrevendo um mundo com jogadores PROFISSIONAIS de videogame, disputados por maria-joystick pra fazer sexo casual e que são alvo de golpe da barriga.

É informação demais pra minha cabeça.

Mas em um aspecto a coisa continua a mesma: espertalhonas se aproveitando de homens de bom caráter. E se fazendo de vítima quando são desmascaradas.

O mundo muda, a canalhice feminina continua. Na verdade, piora. Se uma mulher acusa um homem, hoje em dia a responsabilidade da prova é dele.

Em nome do feminismo, corromperam até o conceito de justiça. Felizmente o bravo juvena conseguiu provar sua inocência. Se nao estava fudido.
Em tudo que tem muita grana entra essas espertinha, tem muitos jogadores de jogos de vídeo game que ganha mais q jogadores profissionais de futebol, esse aí da história que fez o filho nela, é de um time chamado Red canids que tem vários patrocinadores, e disputa campeonatos mundiais em vários jogos. Se elas já conseguiam dar golpe em jogadores de futebol q muitos são até malandro, imagina em jovem nerd que só joga vídeo game, q a profissão é ficar o dia todo treinando em um quarto
Responda-o
#5
O mundo não é mais o mesmo viu Charles, até os nerdões estão ficando ligeiros com as piranhas golpistas kkk
Oitavo anjo do apocalipse
Responda-o
#6
A psicopata mau caráter conseguiu o que queria. 

A conduta não é considerada criminosa, porque a canalhice feminina não é prevista como crime contra o estado de filiação, mas passível de reparação civel por danos morais.


https://www.tjdft.jus.br/institucional/i...dano-moral

O valor indenizatório foi ridículo, mas já é um começo.

A condescendência legal com putarias femininas como a citada acima e a falta de normas agravantes específicas sobre falsas acusações de estupro, ausência de criminalização de golpes da barriga, de falsa imputação de paternidade, e de agressões emocionais, p. ex, comprova o desequilíbrio do tratamento criminal entre homens e mulheres, refletindo a aceitação social de que os seres angelicais sejam isentos das consequências de suas atitudes, ainda que comprovadamente perversas. Pior é quererem ainda se vitimizarem.

A falsidade ideológica da paternidade falsa promovida pela mãe é simplesmente ignorada pelos tribunais, que decidem em favor da manutenção da paternidade voluntariamente reconhecida pelo genitor, priorizando o interesse da criança. A mamãe vai ciscar no terreno de que não foi intencional, se prevalescendo da dificuldade probatória da sem vergonhice.

Mas cá entre nós aqui: os dois meteram sem camisinha na princesa e gozaram dentro. Tudo bem, o rapaz de 16 anos, vamos considerar a idade e a falta de maturidade, mas esse comportamento é suicida hj em dia. Todo mundo sabe ou deveria saber. Pra cada barrigada dessas aí tem um homem fazendo merda.
Pelo poder da verdade, eu, ainda vivo, conquistei o universo
Responda-o
#7
Rapaz, de todas as filha da putagens que uma mulher pode fazer com um cara, dar filho de outro para ele cria-lo (de caso pensado) é de longe a mais absurda e abominável, existem muitos caras que foram vítimas disso e ficam complexados pro resto da vida, imagina tu descobre que sua santa maezinha deu pra um marginal, ocultou e procurou seu até então bom pai para assumir, é uma amostra do poder destrutivo que uma mulher pode ter na vida de um cara
Oitavo anjo do apocalipse
Responda-o
#8
Até os nerdolas tão ficando malandros na arte da putarice
Responda-o
#9
Parem de ser inocentes. Indústria de games movimenta mais grana que o cinema, até está demorando para a mulherada perceber e tentar tirar sua fatia do bolo.

O que acho interessante é observar como ela teve a certeza absoluta que a internet iria comprar o discurso de vítima e blindá-la das responsabilidades. Além, claro, da destruição de reputação que os canceladorezinhos fariam, como bons manginas.

Vai Brasil.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#10
Eu nem sabia que a industria dos games tava dando tanta grana assim
Oitavo anjo do apocalipse
Responda-o
#11
Esse tipo de piranhagem não pode ficar impune. Como já disseram os confrades, em nome do feminismo já não existe mais justiça.

Esse golpe de criar o filho de outro é o maior golpe feminino que existe. O próprio livro "O Gene Egoísta" já descreve essa tentativa de achar um macho otário para criar o filho de outro.

O próprio Estado já alimenta esse golpe através do financiamento de mães solteiras. Uma mãe solteira vale mais do que um homem solteiro, ganhando assistência social e bolsas.

DNA Sempre! Nunca assumam filho sem fazer o DNA.
Responda-o
#12
"Nobre amigo, sou de um tempo em que jogador de videogame era vagabundo, mal sabia o que era bater punheta e as mulheres nem davam um "oi".

Agora vc tá me descrevendo um mundo com jogadores PROFISSIONAIS de videogame, disputados por maria-joystick pra fazer sexo casual e que são alvo de golpe da barriga.

É informação demais pra minha cabeça."

Já estou na casa dos 30 e poucos, e também me é um mundo meio estranho mas pelo que sei há uma movimentação bilionária hoje em dia em torno de games. Há jogadores profissionais pra todo tipo de jogo, formam equipes, vão morar em mansões, tem patrocínios de grandes empresas, alguns vão morar fora do país, disputam campeonatos pelo mundo inteiro. É um mercado que movimenta cifras altas.

Um jogador profissional do tal lol, se conseguir equipe e patrocínio pode ganhar rendimentos semelhantes ao de um jogador de futebol, então sim, eles atraem as interesseiras em busca de vida boa.

Mulher antigamente cagava pra videogame. Depois que o nicho cresceu e se popularizou surgindo os pró-players, elas correram pra exigir espaço e "representatividade". Nada de novo no front.
Responda-o
#13
E sobre a história do tópico, mulher moderna sendo mulher moderna. Se vocês pesquisarem prints de grupos de "palitas" no facebook vão ver o esgoto que é a mente de um ser desses atualmente. Trair é normalidade e colocar macho pra criar filho dos outros sem saber, quase comum. Quem conhece e pratica a real mantém distância dessa gente.
Responda-o
#14
(11-11-2022, 01:39 PM)Vincent Escreveu: Esse tipo de piranhagem não pode ficar impune. Como já disseram os confrades, em nome do feminismo já não existe mais justiça.

Esse golpe de criar o filho de outro é o maior golpe feminino que existe. O próprio livro "O Gene Egoísta" já descreve essa tentativa de achar um macho otário para criar o filho de outro.

O próprio Estado já alimenta esse golpe através do financiamento de mães solteiras. Uma mãe solteira vale mais do que um homem solteiro, ganhando assistência social e bolsas.

DNA Sempre! Nunca assumam filho sem fazer o DNA.

[Image: maxresdefault.jpg]
"You're a photographer?" Animal Mother

Sobre a indústria de games, apenas no Bananil: 
Citação:Segundo uma pesquisa elaborada pela empresa de inteligência em marketing Newzoo, a indústria dos games no Brasil é líder no setor na América Latina, e só em 2021 alcançou um faturamento de R$11 bilhões e tem previsão de crescimento de 6% para este ano.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#15
(11-11-2022, 10:42 PM)Sasquatch Escreveu:
(11-11-2022, 01:39 PM)Vincent Escreveu: Esse tipo de piranhagem não pode ficar impune. Como já disseram os confrades, em nome do feminismo já não existe mais justiça.

Esse golpe de criar o filho de outro é o maior golpe feminino que existe. O próprio livro "O Gene Egoísta" já descreve essa tentativa de achar um macho otário para criar o filho de outro.

O próprio Estado já alimenta esse golpe através do financiamento de mães solteiras. Uma mãe solteira vale mais do que um homem solteiro, ganhando assistência social e bolsas.

DNA Sempre! Nunca assumam filho sem fazer o DNA.

[Image: maxresdefault.jpg]
"You're a photographer?" Animal Mother

Sobre a indústria de games, apenas no Bananil: 
Citação:Segundo uma pesquisa elaborada pela empresa de inteligência em marketing Newzoo, a indústria dos games no Brasil é líder no setor na América Latina, e só em 2021 alcançou um faturamento de R$11 bilhões e tem previsão de crescimento de 6% para este ano.

Games ficou tão em alta, que migraram até para smartphone, tanto que o free fire patrocina até a seleção brasileira
Responda-o
#16
O único de quem tenho dó é a criança, coitada, de ter uma mãe assim. Imaginem a criação que terá, se já começou assim...
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#17
Video 
(11-11-2022, 10:42 PM)Sasquatch Escreveu: [Image: maxresdefault.jpg]
"You're a photographer?" Animal Mother



Responda-o
#18
Hypergamia no LOL: a única forma do virjola gamer se dar bem. Elas farejam liderança e alphismo até na porra de um jogo de video-game
Responda-o
#19
Tem duas merdas que são devastadoras para o homem.

1 - O caso de falsa paternidade. E por tabela: O homem contrair alguma enfermidade.

2 - A própria Enfermidade. Você passar por todo um estresse e constrangimento ao fazer exames de HIV e o restante das doenças venéreas por causa das putarias da honradinha (ou seja lá que jargão dão às garotas de hoje).

(11-11-2022, 09:49 AM)War Escreveu: Rapaz, de todas as filha da putagens que uma mulher pode fazer com um cara, dar filho de outro para ele cria-lo (de caso pensado) é de longe a mais absurda e abominável, existem muitos caras que foram vítimas disso e ficam complexados pro resto da vida, imagina tu descobre que sua santa maezinha deu pra um marginal, ocultou e procurou seu até então bom pai para assumir, é uma amostra do poder destrutivo que uma mulher pode ter na vida de um cara

Isso quando não registra o nome do ex no próprio filho. Outro sadismo.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [DEBATE] 35 ANOS, SOLTEIRA, SEM SEXO CASUAL OGuardiao 62 18,131 12-02-2018, 11:51 PM
Última Postagem: Hombre de hielo
  [RELATO] A Cinderella de 40 anos - série: coisas que eu vi. Sorvetedequiabo 22 7,244 16-07-2017, 10:19 PM
Última Postagem: Bill Kazmaier

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)