Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Freud explica porque algumas mulheres são vadias
#1
Freud explica porque algumas mulheres são vadias
(Por Batman, Blog do Batman)

[Image: KYJeTrR.jpg?1]

Em um de seus primeiros relatos clínicos, que serviu de fundamento para a psicanálise, Freud contou a história de Dora, uma jovem de 18 anos que tinha um interesse sexual e quase amoroso pelo Senhor K, um amigo de seu pai. O Senhor K era mais velho e casado. Sua esposa passava naquela época por problemas de saúde. Dora tinha um legítimo interesse nesse homem mais velho. Como boa menina sapeca, ela fazia de tudo para manter o interesse do Senhor K nela e isso não era difícil, pois era uma menina encantadora. Num dia, Dora passeava a beira de um lago com o Senhor K e este, interessado em agradar a bela jovem, confessou-lhe que sua esposa "não significava nada" para ele e que "se ela quisesse" ele poderia abandonar sua mulher. Dora sem hesitar lhe deu um tapa no rosto e disse: "Se ela não significa nada para você, o que eu significo então?"

A partir deste episódio pitoresco, o Senhor K nunca mais teve o interesse afetivo de Dora. Dora o seduzira e quando estava para acontecer deu seu safanão, virou as costas e foi embora. Para sempre. Sem saber o Senhor K evocou nela aquilo que é mais caro em toda mulher e o que todas buscam numa relação afetiva: o sentido de querer ser desejada, tal qual outra mulher. Em outras palavras, o que o Senhor K não percebeu é que Dora buscara nele o sinal de que ela era desejada. Da mesma forma que a mulher do Senhor K também o era. Só isso. Ela buscara uma identificação de mulher para mulher. Para se reconhecer como tal.

Este princípio caracteriza a psicologia de toda mulher. Se um homem não for merecedor do desejo de uma, não será desejado por nenhuma outra.

Esta é uma afirmação nada machista, pois coloca na própria mulher o sentido de ser o que é. Mas, antes que achem que estou forçando a barra, vejamos alguns exemplos dessa condição. Eles não faltam:

1. Por mais que uma mulher diga que se arruma para ficar mais bonita para o seu marido/namorado, quem acaba percebendo sua roupa, seu cabelo, sua maquiagem, etc. é outra mulher. São elas que julgam, criticam, elogiam uma as outras. O homem é quase alheio a esse conflito íntimo.

2. Quando falam do marido/namorado de outra, só o fazem para se comparar com esta. As mulheres buscam na relação afetiva uma identificação com o desejo de outra. Para a mulher o que mais importa, inconscientemente, é o que outra mulher sente/pensa.

3. Para as mulheres, uma aliança ou anel de noivado/compromisso no dedo de um homem tem um fascínio incomum justamente por este objeto sinalizar que o seu possuidor tem o desejo/amor de outra mulher.

4. Em meio aos adolescentes, é comum uma garota se interessar por um garoto tão logo fica sabendo que sua melhor amiga está apaixonada por ele.

5. É comum as mulheres perguntarem aos maridos/namorados o que eles acham de sua melhor amiga ou de uma conhecida.

6. Tal como Dora, as mulheres são mestras em atiçar o desejo do homem para logo depois frustrar suas expectativas. O que na verdade elas querem é se sentir desejadas.



P.S. Nunca fale para um mulher "se você quiser…", isso denota um aspecto de indecisão que elas não suportam. As mulheres lidam mal com a questão do seu próprio desejo inconsciente. Elas, inconscientemente, não sabem o que querem. (Elas precisam de ordens e não pedidos ou sugestões).


Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)