Enquete: Concursos ou Sair do país?
Esta enquete está fechada.
Concursos
43.75%
14 43.75%
Sair do país
56.25%
18 56.25%
Total 32 voto(s) 100%
* Você votou neste item. [Exibir Resultados]

Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Sair do país ou concursos públicos?
#41
Ué, parece que a coisa mais perto da realidade é o seu nome @Realistic Man .

Servidor Público, ganhando 5k conforme post no outro tópico, e ainda acha que não é valorizado, ora quer um baba ovo para ficar enaltecendo o pouco que faz no dia a dia ?

Mas você aceita trabalhar com qualquer coisa né ? até lavar prato para se sentir valorizado.

Pode até sair da favela, mas a favela não sai de você (algum rapper), nesse caso o Brasil... o teu parâmetro é que o pessoal ta bem de vida com CARRO BOM... tá sabendo legal, além disso já ta sentindo falta da comida puta que pariu.

Já tem mais de 35 anos ta velho pra ficar sonhando.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#42
Esse país é uma roleta russa, se colocarem as pessoas erradas ano que vem, isso daqui vai pro caralho rápido, é uma alternativa plausível, mas o @Bean só quer comentar qualquer coisa pra subir no ranking de postagens, não tem como levar a sério.
Responda-o
#43
Qual a pira de ficar teorizando ? Nao da pra ir lá ver se compensa e depois vir com um relato sobre suas impressoes ?

Se permita arriscar um pouco na vida.
SIC.PARVIS.MAGNA - Francis Drake
Responda-o
#44
(17-11-2021, 10:17 AM)Reale Escreveu: Esse país é uma roleta russa, se colocarem as pessoas erradas ano que vem, isso daqui vai pro caralho rápido, é uma alternativa plausível, mas o @Bean só quer comentar qualquer coisa pra subir no ranking de postagens, não tem como levar a sério.

Ué, te conheço ?

Faz meses que não entro e é assim que sou recepcionado.

Isso daqui vai pro mesmo lugar que sempre foi.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#45
(16-11-2021, 07:09 PM)Bean Escreveu: Ué, parece que a coisa mais perto da realidade é o seu nome @Realistic Man .

Servidor Público, ganhando 5k conforme post no outro tópico, e ainda acha que não é valorizado, ora quer um baba ovo para ficar enaltecendo o pouco que faz no dia a dia ?

Mas você aceita trabalhar com qualquer coisa né ? até lavar prato para se sentir valorizado.

Pode até sair da favela, mas a favela não sai de você (algum rapper), nesse caso o Brasil... o teu parâmetro é que o pessoal ta bem de vida com CARRO BOM... tá sabendo legal, além disso já ta sentindo falta da comida puta que pariu.

Já tem mais de 35 anos ta velho pra ficar sonhando.

Cara não sei se fui claro, sou servidor público, sou policial militar, 5k não vale nada hoje em dia!

Pela profissão em si, a desvalorização da moeda, a desvalorização da profissão, etc. Gasolina 7,40, tudo muito caro. Salário sem REPOSIÇÃO desde 2014.

Não faço nada?   Gargalhada

Eu trabalho por dinheiro, por dignidade e pra ter PODER DE COMPRA, por isso citei o "lavar pratos", vou ganhar bem mais, meu poder de compra será absurdo e minha hora de trabalho bem paga!

Sobre a comida, a maioria dos bostileiros fica nessa de "ain vou sentir falta da comida do Bostil", isso não é desculpa.

35 anos vc acha velho pra largar tudo aqui nessa merda e ir pros EUA? Eu acho bem novo ainda, com qualquer idade vale a pena vazar desse LIXO e tentar a vida lá fora.
Responda-o
#46
(25-11-2021, 04:59 PM)Realistic Man Escreveu:
(16-11-2021, 07:09 PM)Bean Escreveu: Ué, parece que a coisa mais perto da realidade é o seu nome @Realistic Man .

Servidor Público, ganhando 5k conforme post no outro tópico, e ainda acha que não é valorizado, ora quer um baba ovo para ficar enaltecendo o pouco que faz no dia a dia ?

Mas você aceita trabalhar com qualquer coisa né ? até lavar prato para se sentir valorizado.

Pode até sair da favela, mas a favela não sai de você (algum rapper), nesse caso o Brasil... o teu parâmetro é que o pessoal ta bem de vida com CARRO BOM... tá sabendo legal, além disso já ta sentindo falta da comida puta que pariu.

Já tem mais de 35 anos ta velho pra ficar sonhando.

Cara não sei se fui claro, sou servidor público, sou policial militar, 5k não vale nada hoje em dia!

Pela profissão em si, a desvalorização da moeda, a desvalorização da profissão, etc. Gasolina 7,40, tudo muito caro. Salário sem REPOSIÇÃO desde 2014.

Não faço nada?   Gargalhada

Eu trabalho por dinheiro, por dignidade e pra ter PODER DE COMPRA, por isso citei o "lavar pratos", vou ganhar bem mais, meu poder de compra será absurdo e minha hora de trabalho bem paga!

Sobre a comida, a maioria dos bostileiros fica nessa de "ain vou sentir falta da comida do Bostil", isso não é desculpa.

35 anos vc acha velho pra largar tudo aqui nessa merda e ir pros EUA? Eu acho bem novo ainda, com qualquer idade vale a pena vazar desse LIXO e tentar a vida lá fora.

Se tem tanta certeza, porque ainda não vazou, tem que ficar aqui enchendo o saco?
Por mínimo que seja o que um homem possua, sempre descobre que pode contentar-se ainda com menos."
Responda-o
#47
Longe de mim dizer que a América é ruim (mesmo de fato eu não gostando de "viver" aqui), mas me dá uma birra do pessoal já vir falando de ter carrão, roupa de marca e iPhone e resume a vida nisso, vou nem comentar.. 
Deveriam começar pensando nos 2k mensais de aluguel por um AP 2 quartos e nos 25% de IR que vc paga..
Essa turma da ostentação deveria esquecer o aifone e ter algum projeto de vida. Com exceção de imóvel (que realmente é muito caro), bens materiais qualquer zé mané consegue comprar.
Responda-o
#48
Tenho alguns comentários que irão contribuir:

1- boa parte dos meus familiares são funça público estadual e quase todos mais velhos. Uma boa parte entrou para o estado em meados da década de 80 e tenho 2 parentes que entraram na década de 70. O que me disseram é que teve alguns que nem foi preciso fazer concurso público, era só chegar na repartição e pedir o emprego. Anos depois, essas pessoas foram legalizadas e são reconhecidas como funça e tem todos os direitos garantidos.

2- morei fora por 1 ano. É bom, mas é uma bosta. A medida que envelhecemos, já vamos ligando o foda-se para um monte de coisa e o que passamos a buscar realmente na velhice é companhia (achismo meu, afinal, n sou idoso). É bom para ganhar dinheiro e voltar, pq no fim das contas, nd melhor do estar perto da família e falar a sua língua onde quer que vá. No mais, é como um confrade ai colocou, lá fora vc n é ninguém e mesmo que saia daqui pósgraduado, tem grandes chances de passar uns 2 anos limpando privada ou recolhendo copo sujo nas mesas de bar (meu caso e alguns amigos). 

3- tenho outros parentes que moram fora, boa parte nos EUA. Na época em que se mudaram, no aeroporto nem olhavam direito seu passaporte. Fácil de mais de entrar. Hj está quase impossível. Além dos mais, a galera acha que ir para morar nos EUA é bastante simples. Vamos lá: Costa leste é tomado por imigrantes e está disputado até as vagas de limpador de privada. Região central n aceita fácil imigrante, são bastante conservadores (tem alguns ai falando do Texas, mas n conhecem o texano). Costa oeste tá virando o caos, vide CA. 

4- Minha opinião: estamos num caminho sem volta. Há 50 anos já falavam do problema do aumento da população e agora estamos vendo pessoas graduadas, pós-graduadas e essas qualificações ainda torna essas pessoas desinteressantes para muitas empresas. Outro dia vi um vídeo de um americano comentando o quão absurdo está sendo para se arrumar um estágio por lá, onde empresas estão exigindo 3-5 anos de experiência + outras qualificações, ou seja, nd diferente do que estamos vendo no Brasil.

Não acho que os problemas (saúde, economia e etc) que o Brasil tem e está passando esteja ocorrendo somente por aquil, mas é mundial. E uma vez que os países sub-desenvolvidos vão se tornando sub-sub-sub-desenvolvidos (Argentina, Venezuela, países africanos, países da Américas Central e partes da Ásia), aumenta bastante o fluxo migratório para os países ainda considerados de primeiro mundo, mas como mts países de primeiro mundo tem suas fragilidades, vão se fragilizando como os países de sub-desenvolvidos.

Enfim, neste momento, estou preferindo investir boa parte do meu salário (cripto, RV e RF), estudando por conta própria e fazendo cursos de curta duração, nos quais são mt mais baratos e possuem menor tempo do que um MBA ou pós-graduação. Não sonho mais em ser chefe, gerente ou qualquer outro cargo no qual é necessário suar sangue para conquistar e deixar de viver para manter.
Responda-o
#49
Será que o brasileiro merece viver neste solo?  

Um país com QI se vira, não é o caso do brasileiro, a única coisa raiz que consegue fazer é mais ou menos uma reciclagem de vidro, papelão, plastico e aluminio. Gargalhada


Todos os caras abaixo estudaram em Universidades Públicas e tiveram bolsas pesquisas, pos graduação e doutorado, com filiação obrigatoria em lacração, sindicato, e partido comunista... Mesa ?

 Ou fizeram SENAI on line? Pq o presencial subsidiado com IMPOSTOS não é barato. Big Grin


Quem passa em Concurso pensa que zerou a vida e tem o direito de mandar ilimitadamente.... Sleepy  Esse povo do video tem mais utilidade para a sociedade do que DEZ MIL FUNÇAS.....




Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#50
(09-01-2022, 07:51 PM)Minerim Escreveu: Será que o brasileiro merece viver neste solo?  

Um país com QI se vira, não é o caso do brasileiro, a única coisa raiz que consegue fazer é mais ou menos uma reciclagem de vidro, papelão, plastico e aluminio. Gargalhada


Todos os caras abaixo estudaram em Universidades Públicas e tiveram bolsas pesquisas, pos graduação e doutorado, com filiação obrigatoria em lacração, sindicato, e partido comunista... Mesa ?

 Ou fizeram SENAI on line? Pq o presencial subsidiado com IMPOSTOS não é barato. Big Grin


Quem passa em Concurso pensa que zerou a vida e tem o direito de mandar ilimitadamente.... Sleepy  Esse povo do video tem mais utilidade para a sociedade do que DEZ MIL FUNÇAS.....





Sobre a parte em negrito: O sonho molhado de muitos. Yaoming

Por falar em universidades... muitos professores não querem voltar as aulas. Com dinheiro caindo todos os meses (independente de ter aulas ou não) quem quer voltar? Gargalhada

Fora o lance dos servidores no geral pedirem aumento de salário e reclamando. E muitos destes viam com o discurso "fique em casa! A Economia a gente ver depois"; nada mais justo congelar o salário desse pessoal e contribuir com o sacrifício de muitos que perderam suas fontes de renda devida a essa putaria toda de fechar tudo.

Oras, se o salário está ruim, saia do cargo público e procure outra fonte de renda. Yaoming
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#51
Salve guerreiros. 

Achei muito pertinente o título do tópico, e cheguei a ter contato com os conteúdos da real por meio desse tópico, pois era uma pergunta que eu me fazia muito há uns tempos atrás, e que vez ou outra ainda me faço. É uma pergunta muito pertinente, mas que de qualquer forma vale a discussão para que depois cada um decida por si o que é melhor para si. 

Vale ressaltar que todo ponto de vista é a vista de um ponto e que por mais que eu tente ser imparcial em algumas coisas, acabarei pendendo mais para um lado. E ao longo do texto creio que dará para perceber qual é minha opinião sobre se vale a pena sair do Brasil, ou se vale mais ficar na iniciativa privada ou optar pelo concurso público.  

Alguns pontos são relevantes, creio eu. Reflitamos sobre: 

1) Quais empregos na iniciativa privada te pagam mais de 6 mil reais bruto apenas com nível médio? 
2) Em quanto tempo você formado e com diploma de curso superior consegue progredir na sua carreira e chegar a ganhar uns 8 ou 9 mil conto por mês (o que já é considerado um salário bem alto na iniciativa privada)? 
3) Em quanto tempo você formado e com diploma em curso superior vai investir seu tempo se qualificando para o mercado (com mestrado, MBA ou especializações) para só então ingressar no mercado de trabalho com um emprego relativamente bom, que lhe pague seus 7 ou 8 mil reais? 

Talvez tivessem outras perguntas, mas creio estas serem relevantes para começarmos a discutir. Vou responder a essas perguntas que fiz, e os senhores fiquem à vontade para fazer o mesmo. Reitero: não sei de tudo, mas sei de alguma coisa. O que eu escrevo não é o 11º mandamento da Lei de Deus, mas é fruto de minha experiência até aqui.

1) Desconheço na iniciativa privada emprego que te pague mais que 3 mil pila só com nível médio. Agora conheço muitos concursos de nível médio que pagam fácil 5 mil reais bruto, sem contar com gratificações e outros benefícios. 5 mil coloquei bem pra baixo, porque se os senhores derem uma olhadinha direito, verão que concursos pra nível médio, em média, podem chegar a pagar 7, 8 ou 9 mil reais por mais, alguns se pá até 10 mil. 

Eu procurando por emprego no benedetto Linkedin (pra vagas de curso superior!) não encontrei vagas com salários maiores que 5 mil conto. E às vezes esses mesmos pediam mestrado, especialização ou experiência pra pagar 4 mil conto. VTNC. É ok? É ok. 4 mil conto é pouco? É não. Mas o quanto você se esforçou com qualificação, curso disso e daquilo, pra começar ganhando 4 mil conto. 

2) Deixo em aberto, pois a minha experiência de vida não permite responder. Devo supor que, no mínimo dos mínimos, uns 3 anos inseridos no mercado, se dedicando e preferencialmente com especializações na conta. Se você for destacado e pegar um bom emprego, talvez em 2 anos? Não sei. Tudo isso é uma média, ok? Claro que existem exceções. 

3) Bom, especializações curtas hoje não duram menos de 6 meses, pra chutar bem bem bem pra baixo. Uma especialização tradicional deve durar uns 18 meses, em média. Um mestrado não dura menos que 2 anos, a menos que você só faça o mestrado e seja um menino prodígio que concluiu um mestrado em menos de 2 anos. Aí penso comigo: durante esses 18 hipotéticos meses, tu estarás trabalhando ou estarei fazendo o curso com alguma bolsa de estudos? Se com bolsa, de quantos reais por mês? 

Sei que bolsas de estudos (se você conseguir uma numa pública) não paga mais que 2200. Dá pra fazer o que no Brasil com 2200 conto? Dá pra sobreviver, às vezes, no máximo, fazer um lazerzinho aqui e ali. Ou você tem um bom paitrocínio (isso mesmo, paitrocínio), ou não dá pra muita coisa. 

Se enquanto isso estiveres trabalhando, quanto estarás ganhando para trabalhar e estudar ao mesmo tempo? Depois de concluída a especialização ou o MBA, qual a expectativa de retorno financeiro mensal? Me parece que é não é comum um cara num trabalho ok estar ganhando mais que 10 mil conto por mês. Queria até saber com os senhores.


Tendo respondido às perguntas, faço minhas considerações finais. 

Concursos, apesar de não ser garantia alguma de que passarás, tu pelo menos sabe uma coisa: quanto ganharás e o que farás. Concursos tem aos montes, e você pode escolher o que mais se encaixa com seu perfil. 

Outra coisa, pode ser que você não passe agora, mas se você estiver dando seu corre, fazendo o que tem de ser feito, você passará; é só uma questão de quando. O caminho para isso é sentar a bunda na cadeira, ler o edital e botar pra estudar o conteúdo. Tenha bons materiais, faça questões, e estarás caminhando. Uma hora o trem vai passar e você estando preparado vai pular e pegar o bonde. Isso se você tiver seguindo esse caminho. 

Pra não me estender demais sobre outros pontos que vocês tocaram. Tem pontos positivos na iniciativa privada (IP)? Tem. Tem pontos bons no concurso público? Tem. E pontos negativos na IP? Claro. E negativos pra concurso público? Claro que tem. 

Como deve ter percebido pelo desenrolar do texto, eu, depois de ter uma experiência de 1 ano de trabalho (sei que é pouco), me arrependi de não ter começado a estudar antes pra concurso. Ano passado choveu vaga e foi uma excelente oportunidade pra quem se preparou. De toda forma, não me arrependo, pois foi só tendo essa experiência que cheguei a essa conclusão por mim mesmo, do contrário seria eu seguindo o que alguém me disse. Não é porque você não pegou o busão das 8h30 que não vai passar outros às 11h, às 12h, às 18h, no dia seguinte e por aí vai...

Concurso não é fácil, é concorrido, mas se tem gente passando eu também serei um deles. Você precisa pensar assim seja pra concurso, seja pra CLT, seja para empreender.

No mais, é isso. Sei que o assunto abre brecha para vários parênteses, mas creio que essas questões são importantes para a discussão. 

Flws.
Responda-o
#52
(23-02-2022, 08:57 PM)Gardenzio Escreveu: Salve guerreiros. 

Achei muito pertinente o título do tópico, e cheguei a ter contato com os conteúdos da real por meio desse tópico, pois era uma pergunta que eu me fazia muito há uns tempos atrás, e que vez ou outra ainda me faço. É uma pergunta muito pertinente, mas que de qualquer forma vale a discussão para que depois cada um decida por si o que é melhor para si. 

Vale ressaltar que todo ponto de vista é a vista de um ponto e que por mais que eu tente ser imparcial em algumas coisas, acabarei pendendo mais para um lado. E ao longo do texto creio que dará para perceber qual é minha opinião sobre se vale a pena sair do Brasil, ou se vale mais ficar na iniciativa privada ou optar pelo concurso público.  

Alguns pontos são relevantes, creio eu. Reflitamos sobre: 

1) Quais empregos na iniciativa privada te pagam mais de 6 mil reais bruto apenas com nível médio? 
2) Em quanto tempo você formado e com diploma de curso superior consegue progredir na sua carreira e chegar a ganhar uns 8 ou 9 mil conto por mês (o que já é considerado um salário bem alto na iniciativa privada)? 
3) Em quanto tempo você formado e com diploma em curso superior vai investir seu tempo se qualificando para o mercado (com mestrado, MBA ou especializações) para só então ingressar no mercado de trabalho com um emprego relativamente bom, que lhe pague seus 7 ou 8 mil reais? 

Talvez tivessem outras perguntas, mas creio estas serem relevantes para começarmos a discutir. Vou responder a essas perguntas que fiz, e os senhores fiquem à vontade para fazer o mesmo. Reitero: não sei de tudo, mas sei de alguma coisa. O que eu escrevo não é o 11º mandamento da Lei de Deus, mas é fruto de minha experiência até aqui.

1) Desconheço na iniciativa privada emprego que te pague mais que 3 mil pila só com nível médio. Agora conheço muitos concursos de nível médio que pagam fácil 5 mil reais bruto, sem contar com gratificações e outros benefícios. 5 mil coloquei bem pra baixo, porque se os senhores derem uma olhadinha direito, verão que concursos pra nível médio, em média, podem chegar a pagar 7, 8 ou 9 mil reais por mais, alguns se pá até 10 mil. 

Eu procurando por emprego no benedetto Linkedin (pra vagas de curso superior!) não encontrei vagas com salários maiores que 5 mil conto. E às vezes esses mesmos pediam mestrado, especialização ou experiência pra pagar 4 mil conto. VTNC. É ok? É ok. 4 mil conto é pouco? É não. Mas o quanto você se esforçou com qualificação, curso disso e daquilo, pra começar ganhando 4 mil conto. 

2) Deixo em aberto, pois a minha experiência de vida não permite responder. Devo supor que, no mínimo dos mínimos, uns 3 anos inseridos no mercado, se dedicando e preferencialmente com especializações na conta. Se você for destacado e pegar um bom emprego, talvez em 2 anos? Não sei. Tudo isso é uma média, ok? Claro que existem exceções. 

3) Bom, especializações curtas hoje não duram menos de 6 meses, pra chutar bem bem bem pra baixo. Uma especialização tradicional deve durar uns 18 meses, em média. Um mestrado não dura menos que 2 anos, a menos que você só faça o mestrado e seja um menino prodígio que concluiu um mestrado em menos de 2 anos. Aí penso comigo: durante esses 18 hipotéticos meses, tu estarás trabalhando ou estarei fazendo o curso com alguma bolsa de estudos? Se com bolsa, de quantos reais por mês? 

Sei que bolsas de estudos (se você conseguir uma numa pública) não paga mais que 2200. Dá pra fazer o que no Brasil com 2200 conto? Dá pra sobreviver, às vezes, no máximo, fazer um lazerzinho aqui e ali. Ou você tem um bom paitrocínio (isso mesmo, paitrocínio), ou não dá pra muita coisa. 

Se enquanto isso estiveres trabalhando, quanto estarás ganhando para trabalhar e estudar ao mesmo tempo? Depois de concluída a especialização ou o MBA, qual a expectativa de retorno financeiro mensal? Me parece que é não é comum um cara num trabalho ok estar ganhando mais que 10 mil conto por mês. Queria até saber com os senhores.


Tendo respondido às perguntas, faço minhas considerações finais. 

Concursos, apesar de não ser garantia alguma de que passarás, tu pelo menos sabe uma coisa: quanto ganharás e o que farás. Concursos tem aos montes, e você pode escolher o que mais se encaixa com seu perfil. 

Outra coisa, pode ser que você não passe agora, mas se você estiver dando seu corre, fazendo o que tem de ser feito, você passará; é só uma questão de quando. O caminho para isso é sentar a bunda na cadeira, ler o edital e botar pra estudar o conteúdo. Tenha bons materiais, faça questões, e estarás caminhando. Uma hora o trem vai passar e você estando preparado vai pular e pegar o bonde. Isso se você tiver seguindo esse caminho. 

Pra não me estender demais sobre outros pontos que vocês tocaram. Tem pontos positivos na iniciativa privada (IP)? Tem. Tem pontos bons no concurso público? Tem. E pontos negativos na IP? Claro. E negativos pra concurso público? Claro que tem. 

Como deve ter percebido pelo desenrolar do texto, eu, depois de ter uma experiência de 1 ano de trabalho (sei que é pouco), me arrependi de não ter começado a estudar antes pra concurso. Ano passado choveu vaga e foi uma excelente oportunidade pra quem se preparou. De toda forma, não me arrependo, pois foi só tendo essa experiência que cheguei a essa conclusão por mim mesmo, do contrário seria eu seguindo o que alguém me disse. Não é porque você não pegou o busão das 8h30 que não vai passar outros às 11h, às 12h, às 18h, no dia seguinte e por aí vai...

Concurso não é fácil, é concorrido, mas se tem gente passando eu também serei um deles. Você precisa pensar assim seja pra concurso, seja pra CLT, seja para empreender.

No mais, é isso. Sei que o assunto abre brecha para vários parênteses, mas creio que essas questões são importantes para a discussão. 

Flws.

Contribuição show, muito bem pontuado e explicado.

Acho que foi aqui ou no FdB que já falei antes, cada qual tem suas vantagens e desvantagens e ambas são formas dignas de ganhar grana. Tem gente que mete o pau nos funça, mas muito provavelmente queria estar no lugar deles, ganhando pra não estar "fazendo nada". Grande maioria dos empregos na iniciativa privada são enriquecer patrão pra tirar seus 1, 2k, se muito 3. Grande maioria mesmo é ganhar o mínimo e comer o pão que o diabo amassou. 

Sair do país não tenho experiência pra comentar, mas até onde sei, lá fora os bons empregos são tão difíceis quanto ou até pior que os daqui. Se o cara quer viver lá fora de subemprego até o fim dos dias (ou até juntar grana e cair fora de novo) fica a critério de cada um. Então não tem jeito bom, o jeito é se virar pra sobreviver e tentar ganhar alguma grana que dê pra se virar.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#53
Puta merda podia ter resumido esse textão em 04 linhas.

Pós Graduação já virou comércio e as boas são extremamente caras, vale mais a pena comprar um livro e lê-lo porém isso não da diploma.

Excesso de qualificação formal não te leva a lugar nenhum o que é preciso mesmo é trabalhar e ganhar pericia no dia a dia, e ai tu faz qualquer bodega pra ter papel e preencher burocracia.

A grande realidade é concurso de braçal, motorista e operador a rodo de ensino fundamental e/ou médio, esses ai que vc comentam de 5k ensino médio é só pra vender cursinho.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#54
Salve, @Bean.

Pelo visto o senhor ainda não procurou saber se existe concurso pra nível médio pagando 5k mensal. Deve ter ficado apenas no "ouvi falar". Dê uma pesquisada. Mas pesquise mesmo. Dou-lhe um bisu aqui: veja um que abriu recentemente pro Amazonas, procure pelos cargos por lá e pela remuneração pra nível médio. Aí depois o senhor volta aqui com mais subsídios.

Agora que tem muito cursinho que quer vender curso desenfreadamente é verdade. Outra verdade é que só passa quem está estudando bem antes do edital ser aberto, o que faz sentido comprar o curso antecipadamente.

É verdade que tem concurso pra merendeira, motorista, e outras coisas por aí, que deve pagar em torno de seus 1500 a 2500, mas em minerando melhores opções se encontram cargos que pagam mais.

Isso falando apenas pra nível médio. Ou seja, se você [se a pessoa] tem 18 ou 19, já tem uma visão de vida futura foda e é esforçado e estudioso, foca nuns concursos desses e começa ganhando 4k por mês (vamo colocar bem pra baixo), tá bom pra começar né?

Depois vejo se passo aqui pra falar sobre morar fora e empreender, que envolve também a discussão do tópico.
Responda-o
#55
Sobre sair do país ou ficar no Brasil


Considero que você precisa (de novo: precisa) pelo menos 1 vez na vida viver a experiência de morar fora do Brasil. Existem diversas opções, e a mais barata entre elas é fazer intercâmbio voluntário, onde você vai trabalhar e ter a alimentação no local que você está. Melhores opções são fazer alguma graduação ou pós-graduação com bolsa de estudos, ou imigrar buscando um trabalho fora. 

A depender da sua idade e projeto de vida, é válido buscar viver uma experiência fora trabalhando lá. Assim você faz seu pé de meia, ganha sua grana e gasta com putas europeias, cachaça e curtição usa para fazer sua independência financeira, preferencialmente num período em que o câmbio estrangeiro (ex.: dólar, euro ou libra) estiver alto. Ou seja, agora. 

Grosso modo, a matemática é a seguinte: imagine que você está em algum país da Europa ganhando um "salário mínimo" lá de mais ou menos 1000 euros. É como se estivesse ganhando 5 ou 6k reais. Dá pra viver com 1000 euros? Dá. Dá pra comprar uma Mercedes C200? Depende. Mais rápido do que aqui no Brasil, sim. Uma Mercedes ok no estrangeiro (Europa, que é o que eu sei alguma coisa) você consegue encontrar por uns 18 mil, isso se você quiser já pagar de patrão. Se não fizer muita questão, deve encontrar uma fácil por menos que isso, tipo uns 10 mil (claro que não será uma ano 2017, suave?!). Tu encontra um Golf lá (que aqui tu não compra por menos de 60 mil, colocando bem, bem pra baixo) por uns 15 mil. 

Ou seja, não é que indo para lá (Europa) você vai ficar rico, mas você vai viver bem, melhor do que in Brazil.

PS.: não estou colocando as moedas no final dos valores de propósito. Considere os valores 10 mil, 15 mil, 18 mil, 60 mil como "dinheiros". 

Agora vem a melhor parte. Deveis saber que o custo de vida no Estrangeiro (vou colocar a Europa como exemplo) é demasiado inferior ao custo de vida no Brasil. O que quer dizer que com 1000 ou 1200 você vive ok lá, podendo até fazer uma farra aqui e ali, curtir aqui e ali e ainda sobrar dinheiro pra comprar o que você quer, comer o que gosta. É diferente daqui do Brasil que o custo de vida é alto. 

Outra coisa melhor ainda é que a qualidade de vida no Estrangeiro é muito melhor do que no Brasil, nos quesitos segurança, educação, saúde e custo de vida (como citado antes), por exemplo. Não é aquela nóia de ficar preocupado com segurança o tempo todo, de sair e ser assaltado, de precisar ter carro blindado pra se proteger de vagabundo, e coisas do tipo; a educação infantil, média e superior lá é boa; os hospitais funcionam e você é bem atendido. (PS.: tudo isso dito é de forma geral; exceções existem em tudo na vida)

É o famoso Estado de bem-estar social europeu que os reacionários fascistas e anarco-capitalistas alguns não gostam muito. O "ponto negativo" ali é que a taxa de impostos é pesada (se achas que no Brasil é alto, dá uma checada pra ver como é por lá), mas os serviços públicos chegam com qualidade para a população. Grosso modo, o cidadão europeu vive bem e com qualidade de vida, de modo que não é por acaso que tem um monte de idosos por lá. A desigualdade social, apesar de existir, não é tão gritante quanto no Brasil ou nos EUA, por exemplo. 

Dito tudo isso, é válido pelo menos viver uns 6 meses no estrangeiro, pra sentir a vibe. Se seu projeto é sair para nunca mais voltar, vá em frente. Qualidade de vida, custo de vida, segurança, educação e saúde são coisas bem melhores lá do que aqui en Brasil. 

Como algum cavalheiro escreveu em posts anteriores, o custo de vida no Brasil só aumenta, de modo que para viver bem é preciso ganhar pelo menos uns 4k por mês e decidir não se casar por um bom tempo (e nem ter companheira). E olhe lá.
Responda-o
#56
Gardenzio é um fake do Wild. Só pode. Ou irmão.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#57
Faz concurso público, não sei sua realidade e nem de quem está no grupo, faça um concurso público, policia militar, guarda municipal e depois tenta abrir um negócio ( padaria, bar, lanchonete..). Se você é pobre, ferrado e sem eira e nem beira..
Responda-o
#58
(25-02-2022, 11:34 AM)Gardenzio Escreveu: Grosso modo, a matemática é a seguinte: imagine que você está em algum país da Europa ganhando um "salário mínimo" lá de mais ou menos 1000 euros. É como se estivesse ganhando 5 ou 6k reais. Dá pra viver com 1000 euros? Dá. (...)
Muito perigoso fazer essa conversão de quanto é em reais o que ganha no estrangeiro, pois sua despesa é na moeda de onde estiver.

1000 euros por semana né, da uma olhadinha no preço do aluguel.. nos EUA 1000 dólares é o que se paga por um quarto dentro da casa dos outros. Viver dividindo casa com estranhos não é nada bom.
Responda-o
#59
Esse lance de comparar custo/moeda é uma das maiores inocências que vejo.

Tipo o lance de uma política fazendo afirmações sobre à gasolina da Noruega ser mais cara que o produto brasileiro. Yaoming
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#60
Se o lula ganhar acho que a única esperança vai ser sair do país, o que vão fazer se/quando o nove dedos levar por fraude?
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)